SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 48
Baixar para ler offline
Design para NÃO DESIGNERSNoções básicas de planejamento visual
Retirado do livro: Design para quem não é designer.
Willians, Robin. 7ª edição, São Paulo : Callis. 1995.
Joeldson.damasceno@ifrn.edu.br
PRINCÍPIOS BÁSICOS
Vejamos a seguir uma capa de um relatório
comum (e sem criatividade): centralizada,
com espaços iguais para preencher a página.
Se você não soubesse ler em português,
pensaria que são seis tópicos separados na
página, pois cada linha parece ser um
elemento individual.
Tudo o Que
Vai Volta
Lições para viajar de
carona pelo país
Robin Willians
1º de Janeiro de 2001 A seguir aplicaremos os quatro princípios
básicos, acompanhando os resultados:
PROXIMIDADE
ALINHAMENTO
REPETIÇÃO
CONTRASTE
PROXIMIDADE
Tudo o Que
Vai Volta
de carona pelo país
Robin Willians
1º de Janeiro de 2001
o Se os itens estiverem relacionados entre si,
agrupe-os em proximidade. Separe-os, se eles
não estiverem diretamente ligados.
o Varie o espaço entre os itens para indicar a
proximidade.
o Aproximando o título do subtítulo, criamos uma
unidade bem-definida, no lugar de seis
unidades segmentadas. Ficou nítido que os dois
tópicos estão ligados entre si.
o Distanciando o nome do autos e a data, fica
claro que estas informações não fazem parte
do título.
PROXIMIDADE
- CD-ROMs
CD-ROMs
CDs para crianças
CDs educacionais
CDs de lazer
Discos laser
- Educacional
Aprendizado inicial
Idiomas
Ciências
Matemática
- Material do Professor
Livros
Material do professor
Vídeos
- Hardware e Acessórios
Cabos
Dispositivo de entrada
Armazenamento
Memória
Modems
Impressoras e acessórios
Vídeo e som
O maior problema desta
lista é que tudo está
próximo de tudo,
dificultando uma relação
ou organização.
CD ROMs
Educacional
Material do Professor
Hardware & Acessórios
CD ROMs
CDs para crianças
CDs educacionais
CDs de lazer
Discos laser
Idiomais
Ciências
Matemática
Livros
Material do professor
Vídeos
Cabos
Dispositivo de entrada
Armazenamento
Memória
Modems
Impressoras e acessórios
Vídeo e som
A mesma lista foi criada
através de grupos visuais.
Acrescentando um
contraste aos títulos e a
linha divisória dá-se mais
legibilidade, o que torna
mais fácil uma relação
entre o título e seus
tópicos.
ALINHAMENTO
ALINHAMENTO
Tudo o Que
Vai Volta
Lições para viajar de
carona pelo país
Robin Willians
1º de Janeiro de 2001
o Fique atento a cada elemento que você colocar
na página. Alinhe cada objeto com uma parte
lateral de outro, para que a página inteira fique
unificada.
o Mesmo que o nome do autor esteja distante
do título, existe uma conexão visual entre os
dois elementos, criada através do alinhamento.
o O exemplo anterior também está alinhado: o
alinhamento é a centralização. Mas como você
pode ver, alinhando à esquerda ou à direita
(como este exemplo) você cria uma lateral mais
marcante, mais fácil de seguir com os olhos.
REPETIÇÃO
REPETIÇÃO
Tudo o Que
Vai Volta
Lições para viajar de
carona pelo país
Robin Willians
o Repetição é uma forma mais marcante de criar
consistência em um material. Avalie se é apropriado
fazer com que um dos elementos fique mais
marcante e utilize-o como o elemento repetitivo.
• A fonte diferenciada do título se repete no nome do
autor, fortalecendo a conexão entre ambos.
• Os pequenos triângulos foram especialmente
acrescentados para criar uma repetição. Apesar de
cada um deles apontar para uma direção diferente, a
forma triangular é suficientemente específica para ser
reconhecida em todas as suas incidências na página.
o A repetição ajuda a unificar elementos separados do
design (da diagramação).
CONTRASTE
CONTRASTE
Robin Willians
o Você concorda com o fato de que o exemplo
deste slide atrai seus olhos muito mais do que o
anterior?
o Neste caso, o responsável é o contraste do preto
contra o branco. Há várias maneiras de criar
contrastes: linhas, fontes, cores, relações
espaciais, direções, etc.
o O trabalho com o contraste neste exemplo foi
apenas o de acrescentar a caixa preta. Realce um
pouco a letra colocando o subtítulo em itálico,
contrastando-o com a letra normal (sem
italização) do título e do nome do autor.
Tudo o Que
Vai Volta
Lições
para
viajar
decarona
pelo
país
TIPOLOGIA
TIPOLOGIA
A combinação de fontes diferentes visa aperfeiçoar a comunicação, porém,
algumas vezes esta combinação pode confundi-la. Tome cuidado ao utilizar
vários tipos de fontes, crie sempre um contraste para melhorar o
entendimento. Há seis maneiras claras e diferentes de contrastar a
tipologia:
Não seja
TÍMIDOExponha suas ideias!
Um contraste de tamanho nem sempre significa que
você deva fazer com que o tipo fique grande; significa
que deve haver um contraste. Por exemplo: quando
você vê uma pequena linha isolada em uma página
grande de jornal, fica com vontade de lê-la, certo?
Grande parte do que o convida a fazê-lo é o contraste
do tipo muito pequeno colocado em uma página
grande.
Estrutura
Serifado
Serifas
Contraste grosso-fino
Sem Serifa
Não há serifas
Não há contraste grosso-fino nos traços
Existem ainda as categorias: Moderno, Manuscrito, Decorativo, Estilo Antigo.
Ode Ode Ode
Ode Ode Ode
Ode Ode Ode
A estrutura refere-se à maneira através de qual uma letra é construída e, como
podemos ver através deste exemplo, a estrutura de cada categoria é bastante
distinta.
Dica importante: nunca coloque duas fontes de
mesma categoria na mesma página. Não há
como disfarçar suas similaridades. Além disso,
existem tantas opções! Por que dificultar as
coisas?
PESO
PESO
Arial
Arial Medium
Arial Black (bold)
Outro Newsletter
Título
nononononononon
ononononononono
nononononononon
ononononononono
nononononOnonon
ononononononono
nononononononon
ononononononono
nononononono..
Outro Título
nononononononon
ononononononono
nononononononon
ononononononono
nononononononon
ononononOnonono
nononononononon
ononononononono
nononononononon
ononononono..
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nOnononononon
ononononononon
ononononononon
ononononononon
onononono..
Subtítulo
nonononononono
nonononononono
nononononomno
nonononononono
nonononononono
nonOnonononon
ononononononon
ononononononon
ononononononon
ononononono..
Outro Newsletter
Título
nononononononon
ononononononono
nononononononon
ononononononono
nononononOnonon
ononononononono
nononononononon
ononononononono
nononononono..
Título
nononononononon
ononononononono
nononononononon
ononononononono
nononononononon
ononononOnonono
nononononononon
ononononononono
nononononononon
ononononono..
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nOnononononon
ononononononon
ononononononon
ononononononon
onononono..
Subtítulo
nonononononono
nonononononono
nononononomno
nonononononono
nonononononono
nonOnonononon
ononononononon
ononononononon
ononononononon
ononononono..
O peso de uma fonte refere-se à
espessura dos traços. A maioria
das famílias é desenhada com
vários pesos: regular, bold
(negrito), light, etc. O contraste
dos pesos é uma das melhores
maneiras de aumentar a estética
visual de uma página sem
redesenhar algo, mas você nunca
poderá alcançar o contraste belo e
forte se não tiver uma fonte com
traços grandes e fortes.
DIREÇÃO
O tipo
inclinado
para
cima cria
uma
energia
positiva.
Girar, inclinar, inverter, etc, as vezes podem ser uma boa maneira de
enfatizar e contrastar uma parte de seu texto.
Título longo nas duas colunas
Nononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonono.
Subtítulo
nononononon
ononononononon
onononoonnonon
onononononono.
newsletter
Nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononono.
Nonononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononononono
nonononono..
Segundo Título interessante
Ás vezes um
redirecionamento
marcante do tipo cria
um impacto dramático
ou um formato único, o
que justifica plenamente
seu uso.
“O trabalho do design consiste basicamente em
combinar diferentes elementos, ordenando-os
de tal forma maneira que crie um conjunto
harmônico.”
A FORMA
CONCLUINDO...
Referências
• DESIGN PARA QUEMNÃO É DESIGNER. Noções básicas de planejamento visual.
Retirado do livro: Design para quem não é designer. Willians, Robin. 7ª edição, São
Paulo : Callis. 1995.
• Imagens coletadas na web.
PERGUNTAS ???

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a EXPOTEC IFRN - Noções básicas de planejamento visual

Design Pra Quem Não é Designer
Design Pra Quem Não é DesignerDesign Pra Quem Não é Designer
Design Pra Quem Não é DesignerDaniela Fiuza
 
Arte publicitária i princípios básicos do design e tipografia
Arte publicitária i   princípios básicos do design e tipografiaArte publicitária i   princípios básicos do design e tipografia
Arte publicitária i princípios básicos do design e tipografiaTaís Paranhos
 
Design Educacional: montagem de slides para aulas e palestras
Design Educacional: montagem de slides para aulas e palestrasDesign Educacional: montagem de slides para aulas e palestras
Design Educacional: montagem de slides para aulas e palestrasRS.dg
 
Design para não designers
Design para não designersDesign para não designers
Design para não designersKarlo Medeiros
 
4 principios planejamento visual
4 principios planejamento visual4 principios planejamento visual
4 principios planejamento visualrenatamruiz
 
Planej Visual Os Quatros PrincíPios BáSicos
Planej Visual   Os Quatros PrincíPios BáSicosPlanej Visual   Os Quatros PrincíPios BáSicos
Planej Visual Os Quatros PrincíPios BáSicosrenatamruiz
 

Semelhante a EXPOTEC IFRN - Noções básicas de planejamento visual (14)

Design Pra Quem Não é Designer
Design Pra Quem Não é DesignerDesign Pra Quem Não é Designer
Design Pra Quem Não é Designer
 
design-para-quem-nao-e-design.pdf
design-para-quem-nao-e-design.pdfdesign-para-quem-nao-e-design.pdf
design-para-quem-nao-e-design.pdf
 
Diagramacao ua
Diagramacao uaDiagramacao ua
Diagramacao ua
 
Workshop
WorkshopWorkshop
Workshop
 
Arte publicitária i princípios básicos do design e tipografia
Arte publicitária i   princípios básicos do design e tipografiaArte publicitária i   princípios básicos do design e tipografia
Arte publicitária i princípios básicos do design e tipografia
 
Noções de planejamento visual
Noções de planejamento visualNoções de planejamento visual
Noções de planejamento visual
 
Design Educacional: montagem de slides para aulas e palestras
Design Educacional: montagem de slides para aulas e palestrasDesign Educacional: montagem de slides para aulas e palestras
Design Educacional: montagem de slides para aulas e palestras
 
Design para não designers
Design para não designersDesign para não designers
Design para não designers
 
4 principios planejamento visual
4 principios planejamento visual4 principios planejamento visual
4 principios planejamento visual
 
Planej Visual Os Quatros PrincíPios BáSicos
Planej Visual   Os Quatros PrincíPios BáSicosPlanej Visual   Os Quatros PrincíPios BáSicos
Planej Visual Os Quatros PrincíPios BáSicos
 
Planejamento visual os 4 principios basicos
Planejamento visual os 4 principios basicosPlanejamento visual os 4 principios basicos
Planejamento visual os 4 principios basicos
 
Aula03
Aula03Aula03
Aula03
 
tripticos.ppt
tripticos.ppttripticos.ppt
tripticos.ppt
 
Design
DesignDesign
Design
 

Mais de Joeldson Costa Damasceno

Teste de software - Processo de Verificação e Validação
Teste de software - Processo de Verificação e ValidaçãoTeste de software - Processo de Verificação e Validação
Teste de software - Processo de Verificação e ValidaçãoJoeldson Costa Damasceno
 
Estatuto da Criança e do Adolescente + Questões de Concurso Público.
Estatuto da Criança e do Adolescente + Questões de Concurso Público.Estatuto da Criança e do Adolescente + Questões de Concurso Público.
Estatuto da Criança e do Adolescente + Questões de Concurso Público.Joeldson Costa Damasceno
 
Aula 01 - Redação Oficial - Aplicação em Concursos Públicos
Aula 01 - Redação Oficial - Aplicação em Concursos PúblicosAula 01 - Redação Oficial - Aplicação em Concursos Públicos
Aula 01 - Redação Oficial - Aplicação em Concursos PúblicosJoeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - Software de Apresentações - Microsoft Power Point
Informática Básica - Software de Apresentações - Microsoft Power PointInformática Básica - Software de Apresentações - Microsoft Power Point
Informática Básica - Software de Apresentações - Microsoft Power PointJoeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - Planilha Eletronica - Microsoft Excel 2010
Informática Básica - Planilha Eletronica - Microsoft Excel 2010Informática Básica - Planilha Eletronica - Microsoft Excel 2010
Informática Básica - Planilha Eletronica - Microsoft Excel 2010Joeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - Criação de Tabelas e Gráficos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Criação de Tabelas e Gráficos no Microsoft Word 2010Informática Básica - Criação de Tabelas e Gráficos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Criação de Tabelas e Gráficos no Microsoft Word 2010Joeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - Formatação de Documentos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Formatação de Documentos no Microsoft Word 2010Informática Básica - Formatação de Documentos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Formatação de Documentos no Microsoft Word 2010Joeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - Criação e Edição de Documentos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Criação e Edição de Documentos no Microsoft Word 2010Informática Básica - Criação e Edição de Documentos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Criação e Edição de Documentos no Microsoft Word 2010Joeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - Introdução ao Microsoft Word 2010
Informática Básica - Introdução ao Microsoft Word 2010Informática Básica - Introdução ao Microsoft Word 2010
Informática Básica - Introdução ao Microsoft Word 2010Joeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - Aula 09 - Uso de E-mail
Informática Básica - Aula 09 - Uso de E-mailInformática Básica - Aula 09 - Uso de E-mail
Informática Básica - Aula 09 - Uso de E-mailJoeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do Sistema
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do SistemaInformática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do Sistema
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do SistemaJoeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional Windows
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional WindowsInformática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional Windows
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional WindowsJoeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - Aula 02 - A evolução e caracterização dos computadores
Informática Básica - Aula 02 - A evolução e caracterização dos computadoresInformática Básica - Aula 02 - A evolução e caracterização dos computadores
Informática Básica - Aula 02 - A evolução e caracterização dos computadoresJoeldson Costa Damasceno
 
Informática Básica - Aula 01 - Introdução
Informática Básica - Aula 01 - IntroduçãoInformática Básica - Aula 01 - Introdução
Informática Básica - Aula 01 - IntroduçãoJoeldson Costa Damasceno
 

Mais de Joeldson Costa Damasceno (20)

Pitch de apresentação - Aula prática
Pitch de apresentação - Aula práticaPitch de apresentação - Aula prática
Pitch de apresentação - Aula prática
 
Teste de software - Processo de Verificação e Validação
Teste de software - Processo de Verificação e ValidaçãoTeste de software - Processo de Verificação e Validação
Teste de software - Processo de Verificação e Validação
 
Teste de Software - Introdução
Teste de Software - IntroduçãoTeste de Software - Introdução
Teste de Software - Introdução
 
Estatuto da Criança e do Adolescente + Questões de Concurso Público.
Estatuto da Criança e do Adolescente + Questões de Concurso Público.Estatuto da Criança e do Adolescente + Questões de Concurso Público.
Estatuto da Criança e do Adolescente + Questões de Concurso Público.
 
Scrum - conceitos iniciais
Scrum - conceitos iniciaisScrum - conceitos iniciais
Scrum - conceitos iniciais
 
Aula 01 - Redação Oficial - Aplicação em Concursos Públicos
Aula 01 - Redação Oficial - Aplicação em Concursos PúblicosAula 01 - Redação Oficial - Aplicação em Concursos Públicos
Aula 01 - Redação Oficial - Aplicação em Concursos Públicos
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
Informática Básica - Software de Apresentações - Microsoft Power Point
Informática Básica - Software de Apresentações - Microsoft Power PointInformática Básica - Software de Apresentações - Microsoft Power Point
Informática Básica - Software de Apresentações - Microsoft Power Point
 
Informática Básica - Planilha Eletronica - Microsoft Excel 2010
Informática Básica - Planilha Eletronica - Microsoft Excel 2010Informática Básica - Planilha Eletronica - Microsoft Excel 2010
Informática Básica - Planilha Eletronica - Microsoft Excel 2010
 
Informática Básica - Criação de Tabelas e Gráficos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Criação de Tabelas e Gráficos no Microsoft Word 2010Informática Básica - Criação de Tabelas e Gráficos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Criação de Tabelas e Gráficos no Microsoft Word 2010
 
Informática Básica - Formatação de Documentos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Formatação de Documentos no Microsoft Word 2010Informática Básica - Formatação de Documentos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Formatação de Documentos no Microsoft Word 2010
 
Informática Básica - Criação e Edição de Documentos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Criação e Edição de Documentos no Microsoft Word 2010Informática Básica - Criação e Edição de Documentos no Microsoft Word 2010
Informática Básica - Criação e Edição de Documentos no Microsoft Word 2010
 
Informática Básica - Introdução ao Microsoft Word 2010
Informática Básica - Introdução ao Microsoft Word 2010Informática Básica - Introdução ao Microsoft Word 2010
Informática Básica - Introdução ao Microsoft Word 2010
 
Informática Básica - Aula 09 - Uso de E-mail
Informática Básica - Aula 09 - Uso de E-mailInformática Básica - Aula 09 - Uso de E-mail
Informática Básica - Aula 09 - Uso de E-mail
 
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do Sistema
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do SistemaInformática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do Sistema
Informática Básica - Aula 06 - Utilitários e Ferramentas do Sistema
 
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional Windows
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional WindowsInformática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional Windows
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional Windows
 
Informática Básica - Aula 04 - Software
Informática Básica - Aula 04 - SoftwareInformática Básica - Aula 04 - Software
Informática Básica - Aula 04 - Software
 
Informática Básica - Aula 03 - Hardware
Informática Básica - Aula 03 - HardwareInformática Básica - Aula 03 - Hardware
Informática Básica - Aula 03 - Hardware
 
Informática Básica - Aula 02 - A evolução e caracterização dos computadores
Informática Básica - Aula 02 - A evolução e caracterização dos computadoresInformática Básica - Aula 02 - A evolução e caracterização dos computadores
Informática Básica - Aula 02 - A evolução e caracterização dos computadores
 
Informática Básica - Aula 01 - Introdução
Informática Básica - Aula 01 - IntroduçãoInformática Básica - Aula 01 - Introdução
Informática Básica - Aula 01 - Introdução
 

EXPOTEC IFRN - Noções básicas de planejamento visual

  • 1. Design para NÃO DESIGNERSNoções básicas de planejamento visual Retirado do livro: Design para quem não é designer. Willians, Robin. 7ª edição, São Paulo : Callis. 1995. Joeldson.damasceno@ifrn.edu.br
  • 2. PRINCÍPIOS BÁSICOS Vejamos a seguir uma capa de um relatório comum (e sem criatividade): centralizada, com espaços iguais para preencher a página. Se você não soubesse ler em português, pensaria que são seis tópicos separados na página, pois cada linha parece ser um elemento individual. Tudo o Que Vai Volta Lições para viajar de carona pelo país Robin Willians 1º de Janeiro de 2001 A seguir aplicaremos os quatro princípios básicos, acompanhando os resultados:
  • 4. PROXIMIDADE Tudo o Que Vai Volta de carona pelo país Robin Willians 1º de Janeiro de 2001 o Se os itens estiverem relacionados entre si, agrupe-os em proximidade. Separe-os, se eles não estiverem diretamente ligados. o Varie o espaço entre os itens para indicar a proximidade. o Aproximando o título do subtítulo, criamos uma unidade bem-definida, no lugar de seis unidades segmentadas. Ficou nítido que os dois tópicos estão ligados entre si. o Distanciando o nome do autos e a data, fica claro que estas informações não fazem parte do título.
  • 5. PROXIMIDADE - CD-ROMs CD-ROMs CDs para crianças CDs educacionais CDs de lazer Discos laser - Educacional Aprendizado inicial Idiomas Ciências Matemática - Material do Professor Livros Material do professor Vídeos - Hardware e Acessórios Cabos Dispositivo de entrada Armazenamento Memória Modems Impressoras e acessórios Vídeo e som O maior problema desta lista é que tudo está próximo de tudo, dificultando uma relação ou organização. CD ROMs Educacional Material do Professor Hardware & Acessórios CD ROMs CDs para crianças CDs educacionais CDs de lazer Discos laser Idiomais Ciências Matemática Livros Material do professor Vídeos Cabos Dispositivo de entrada Armazenamento Memória Modems Impressoras e acessórios Vídeo e som A mesma lista foi criada através de grupos visuais. Acrescentando um contraste aos títulos e a linha divisória dá-se mais legibilidade, o que torna mais fácil uma relação entre o título e seus tópicos.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 15. ALINHAMENTO Tudo o Que Vai Volta Lições para viajar de carona pelo país Robin Willians 1º de Janeiro de 2001 o Fique atento a cada elemento que você colocar na página. Alinhe cada objeto com uma parte lateral de outro, para que a página inteira fique unificada. o Mesmo que o nome do autor esteja distante do título, existe uma conexão visual entre os dois elementos, criada através do alinhamento. o O exemplo anterior também está alinhado: o alinhamento é a centralização. Mas como você pode ver, alinhando à esquerda ou à direita (como este exemplo) você cria uma lateral mais marcante, mais fácil de seguir com os olhos.
  • 16.
  • 17.
  • 19. REPETIÇÃO Tudo o Que Vai Volta Lições para viajar de carona pelo país Robin Willians o Repetição é uma forma mais marcante de criar consistência em um material. Avalie se é apropriado fazer com que um dos elementos fique mais marcante e utilize-o como o elemento repetitivo. • A fonte diferenciada do título se repete no nome do autor, fortalecendo a conexão entre ambos. • Os pequenos triângulos foram especialmente acrescentados para criar uma repetição. Apesar de cada um deles apontar para uma direção diferente, a forma triangular é suficientemente específica para ser reconhecida em todas as suas incidências na página. o A repetição ajuda a unificar elementos separados do design (da diagramação).
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 30. CONTRASTE Robin Willians o Você concorda com o fato de que o exemplo deste slide atrai seus olhos muito mais do que o anterior? o Neste caso, o responsável é o contraste do preto contra o branco. Há várias maneiras de criar contrastes: linhas, fontes, cores, relações espaciais, direções, etc. o O trabalho com o contraste neste exemplo foi apenas o de acrescentar a caixa preta. Realce um pouco a letra colocando o subtítulo em itálico, contrastando-o com a letra normal (sem italização) do título e do nome do autor. Tudo o Que Vai Volta Lições para viajar decarona pelo país
  • 31.
  • 32.
  • 34. TIPOLOGIA A combinação de fontes diferentes visa aperfeiçoar a comunicação, porém, algumas vezes esta combinação pode confundi-la. Tome cuidado ao utilizar vários tipos de fontes, crie sempre um contraste para melhorar o entendimento. Há seis maneiras claras e diferentes de contrastar a tipologia: Não seja TÍMIDOExponha suas ideias! Um contraste de tamanho nem sempre significa que você deva fazer com que o tipo fique grande; significa que deve haver um contraste. Por exemplo: quando você vê uma pequena linha isolada em uma página grande de jornal, fica com vontade de lê-la, certo? Grande parte do que o convida a fazê-lo é o contraste do tipo muito pequeno colocado em uma página grande.
  • 35. Estrutura Serifado Serifas Contraste grosso-fino Sem Serifa Não há serifas Não há contraste grosso-fino nos traços Existem ainda as categorias: Moderno, Manuscrito, Decorativo, Estilo Antigo. Ode Ode Ode Ode Ode Ode Ode Ode Ode A estrutura refere-se à maneira através de qual uma letra é construída e, como podemos ver através deste exemplo, a estrutura de cada categoria é bastante distinta. Dica importante: nunca coloque duas fontes de mesma categoria na mesma página. Não há como disfarçar suas similaridades. Além disso, existem tantas opções! Por que dificultar as coisas?
  • 36. PESO
  • 37. PESO Arial Arial Medium Arial Black (bold) Outro Newsletter Título nononononononon ononononononono nononononononon ononononononono nononononOnonon ononononononono nononononononon ononononononono nononononono.. Outro Título nononononononon ononononononono nononononononon ononononononono nononononononon ononononOnonono nononononononon ononononononono nononononononon ononononono.. nonononononono nonononononono nonononononono nonononononono nOnononononon ononononononon ononononononon ononononononon onononono.. Subtítulo nonononononono nonononononono nononononomno nonononononono nonononononono nonOnonononon ononononononon ononononononon ononononononon ononononono.. Outro Newsletter Título nononononononon ononononononono nononononononon ononononononono nononononOnonon ononononononono nononononononon ononononononono nononononono.. Título nononononononon ononononononono nononononononon ononononononono nononononononon ononononOnonono nononononononon ononononononono nononononononon ononononono.. nonononononono nonononononono nonononononono nonononononono nOnononononon ononononononon ononononononon ononononononon onononono.. Subtítulo nonononononono nonononononono nononononomno nonononononono nonononononono nonOnonononon ononononononon ononononononon ononononononon ononononono.. O peso de uma fonte refere-se à espessura dos traços. A maioria das famílias é desenhada com vários pesos: regular, bold (negrito), light, etc. O contraste dos pesos é uma das melhores maneiras de aumentar a estética visual de uma página sem redesenhar algo, mas você nunca poderá alcançar o contraste belo e forte se não tiver uma fonte com traços grandes e fortes.
  • 38.
  • 39.
  • 40. DIREÇÃO O tipo inclinado para cima cria uma energia positiva. Girar, inclinar, inverter, etc, as vezes podem ser uma boa maneira de enfatizar e contrastar uma parte de seu texto. Título longo nas duas colunas Nononononono nonononononono nonononononono nonononononono nonononononono nonononononono nonononononono nonononononono nonononononono nonono. Subtítulo nononononon ononononononon onononoonnonon onononononono. newsletter Nonononononono nonononononono nonononononono nonononononono nonononononono nonononono. Nonononono nonononononono nonononononono nonononononono nonononononono nonononononono nonononono.. Segundo Título interessante Ás vezes um redirecionamento marcante do tipo cria um impacto dramático ou um formato único, o que justifica plenamente seu uso.
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44. “O trabalho do design consiste basicamente em combinar diferentes elementos, ordenando-os de tal forma maneira que crie um conjunto harmônico.” A FORMA
  • 46.
  • 47. Referências • DESIGN PARA QUEMNÃO É DESIGNER. Noções básicas de planejamento visual. Retirado do livro: Design para quem não é designer. Willians, Robin. 7ª edição, São Paulo : Callis. 1995. • Imagens coletadas na web.