Indicadores De Qualidade Mestrado

1.387 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.387
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Indicadores De Qualidade Mestrado

  1. 1. FACULDADE MONTINEGRO <ul><li>Faculdade Montenegro </li></ul><ul><li>Pós-graduação em Docência de Ensino Superior </li></ul><ul><li>Pós-graduandos: </li></ul><ul><ul><li>Efigênia Lima Torres Portugal </li></ul></ul><ul><ul><li>Jânio Benevides de Souza Nascimento </li></ul></ul><ul><ul><li>Jocivania Santos Cordeiro </li></ul></ul><ul><ul><li>Jordânia </li></ul></ul><ul><ul><li>Nelson Levy Kneip de Freitas Macedo </li></ul></ul>
  2. 2. Indicadores de Qualidade <ul><li>Mestrado e Doutorado </li></ul><ul><li>Pesquisa realizada pela CAPES </li></ul>
  3. 3. CAPES <ul><li>Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de nível superior </li></ul>
  4. 4. Mestrado e Doutorado <ul><li>O curso de Mestrado e doutorado tem crescido de maneira significativamente aqui no Brasil, então para garantir a qualidade dos cursos a CAPES estabelece um conjunto de indicadores avaliados periodicamente que resultam no reconhecimento ou não dos referidos programas. </li></ul>
  5. 5. Cursos <ul><li>Os cursos de pós se dividem em duas categorias: </li></ul><ul><li>lato sensu onde estão os cursos de especialização; </li></ul><ul><li>stricto sensu mestrado, doutorado e pós doutorado(PHD). </li></ul>
  6. 6. Critérios para Avaliação <ul><li>Infra-estrutura do curso; </li></ul><ul><li>Titulação do corpo docente; </li></ul><ul><li>Produção científica (artigos e livros publicados); </li></ul><ul><li>Citações de pesquisas em publicações. </li></ul>
  7. 7. Avaliações pelo País <ul><li>As avaliações atribuem notas de 1 a 7 para os programas, sendo que os que tem notas 6 e 7 passam a receber financiamento direto da CAPES; </li></ul><ul><li>Dos 219 melhores programas, 78% estão no Sudeste. O Estado de São Paulo concentra a maior parte, 108 (49%). Depois, vêm Rio (19,6%) e Rio Grande do Sul (10,5%). </li></ul>
  8. 8. Instituições em Destaque <ul><li>A Unicamp tem a maior nota média de todas as instituições, considerados programas de pós-graduação -5,11, o que a coloca no patamar de &quot;alto nível de desempenho“; </li></ul><ul><li>Seguem-na nesse ranking a Fundação Getúlio Vargas, em suas sedes no Rio de Janeiro e em São Paulo, com melhor desempenho entre as instituições particulares. Já a USP é a instituição com mais cursos com notas seis e sete; </li></ul><ul><li>Ao divulgar os dados do levantamento, o ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que falta uma &quot;cultura de inovação&quot; nas empresas brasileiras, que inibiria o investimento privado no setor. </li></ul>
  9. 9. Objetivos da Avaliação <ul><li>Estabelecer o padrão de qualidade exigido dos cursos de mestrado e de doutorado e identificar os cursos que atendem a tal padrão; </li></ul><ul><li>Fundamentar , nos termos da legislação em vigor, os pareceres do Conselho Nacional de Educação sobre autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento dos cursos de mestrado e doutorado brasileiros - exigência legal para que estes possam expedir diplomas com validade nacional reconhecida pelo Ministério da Educação, MEC; </li></ul><ul><li>Impulsionar a evolução de todo o Sistema Nacional de Pós-graduação, SNPG, e de cada programa em particular, antepondo-lhes metas e desafios que expressam os avanços da ciência e tecnologia na atualidade e o aumento da competência nacional nesse campo. </li></ul>
  10. 10. Objetivos <ul><li>4. Contribuir para o aprimoramento de cada programa de pós-graduação, assegurando-lhe o parecer criterioso de uma comissão de consultores sobre os pontos fracos e fortes de seu projeto e de seu desempenho e uma referência sobre o estágio de desenvolvimento em que se encontra; </li></ul><ul><li>5. Contribuir para o aumento da eficiência dos programas no atendimento das necessidades nacionais e regionais de formação de recursos humanos de alto nível; </li></ul><ul><li>6. Dotar o país de um eficiente banco de dados sobre a situação e evolução da pós-graduação; </li></ul><ul><li>7. Oferecer subsídios para a definição da política de desenvolvimento da pós-graduação e para a fundamentação de decisões sobre as ações de fomento dos órgãos governamentais na pesquisa e pós-graduação. </li></ul>
  11. 11. Periodicidade <ul><li>A Avaliação dos Programas de Pós-graduação compreende a realização do acompanhamento anual e da avaliação trienal do desempenho de todos os programas e cursos que integram o Sistema Nacional de Pós-graduação, SNPG; </li></ul><ul><li>Os resultados desse processo, expressos pela atribuição de uma nota na escala de &quot;1&quot; a &quot;7&quot; fundamentam a deliberação CNE/MEC sobre quais cursos obterão a renovação de &quot;reconhecimento&quot;, a vigorar no triênio subseqüente. </li></ul>
  12. 12. Requisitos para novos cursos <ul><li>A Avaliação das Propostas de Cursos Novos de Pós-graduação é parte do rito estabelecido para a admissão de novos programas e cursos ao Sistema Nacional de Pós-graduação, SNPG. </li></ul><ul><li>Ao avaliar as propostas de cursos novos, a CAPES verifica a qualidade de tais propostas e se elas atendem ao padrão de qualidade requerido desse nível de formação e encaminha os resultados desse processo para, nos termos da legislação vigente, fundamentar a deliberação do CNE/MEC sobre o reconhecimento de tais cursos e sua incorporação ao SNPG. </li></ul>
  13. 13. Sistema de Indicadores de Resultado (SIR) <ul><li>Ferramenta de apoio à avaliação da pós-graduação que tem por objetivo oferecer subsídios adequados e específicos para cada área de avaliação, visando ao aperfeiçoamento dos critérios utilizados, bem como à equidade na atribuição de notas representativas da qualidade dos programas. </li></ul>
  14. 14. Sistema de Indicadores de Resultado (SIR) 1.2 <ul><li>Baseado na metodologia do Balanced Score Card (BSC)¹, o SIR concentra-se deliberadamente, e apenas, em indicadores de resultados dos programas de pós-graduação (PPGs), assim agrupados: </li></ul><ul><li>Formação de recursos humanos; </li></ul><ul><li>Geração de conhecimento </li></ul>
  15. 15. Sistema de Indicadores de Resultado (SIR) 1.3 <ul><li>Nesse sentido, não pretende ser “o instrumento” de avaliação, visto que por determinação do Conselho Técnico Científico (CTC), os critérios e indicadores que devem prevalecer são aqueles definidos nas Fichas de Avaliação de cada área. Porém, ao sistematizar e consolidar importantes indicadores da qualidade dos resultados produzidos pelos PPGs (também contemplados na Ficha), o SIR deve ser utilizado para comparar desempenhos e dirimir dúvidas das instâncias da CAPES envolvidas na condução da Avaliação da Pós-Graduação Brasileira. O Acesso ao SIR é restrito aos membros dos Comitês de Áreas de Avaliação, do CTC e gestores da CAPES e serve como base para a avaliação do CTC e da CAPES. </li></ul>
  16. 16. Processo de Reconhecimento (Mestrado e Doutorado) CAPES Avaliação do CTC-ES (da CAPES) para serem considerados cursos recomendados Avaliação das Propostas de Cursos Novos de Pós-graduação (APCN) Sistema Nacional de Pós-graduação (SNPG)
  17. 17. Funções da CTC-ES (Conselho Técnico Científico - Ensino Superior) <ul><li>Colaborar na elaboração da proposta do Plano Nacional de Pós-Graduação; </li></ul><ul><li>Propor critérios e procedimentos para o acompanhamento e a avaliação da pós-graduação e dos programas executados pela Capes no âmbito da educação superior; </li></ul><ul><li>Deliberar em última instância no âmbito da Capes sobre propostas de cursos novos e conceitos atribuídos durante a Avaliação dos Programas de Pós-Graduação . </li></ul>
  18. 18. Processo de Reconhecimento (Mestrado e Doutorado) CAPES Avaliação do CTC-ES (da CAPES) para serem considerados cursos recomendados Conselho Nacional de Educação (CNE) Publicação do ato do Ministro da Educação Avaliação das Propostas de Cursos Novos de Pós-graduação (APCN) Sistema Nacional de Pós-graduação (SNPG)
  19. 19. Total de Programas de Mestrado e Doutorado reconhecidos pelo MEC
  20. 21. Referencias Bibliográficas <ul><li>Fonte: (PINHO, Angela. Apenas 10% dos mestrados e doutorados têm nível europeu. Disponível no endereço eletrônico http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u335727.shtml). </li></ul><ul><li>¹ Concebido na Harvard Business School por David Norton e Robert Kaplan no início dos anos 90. </li></ul><ul><li>Fonte: http://www.capes.gov.br/avaliacao/sistema-de-indicadores-de-resultados </li></ul><ul><li>(Fonte: http://www.capes.gov.br/avaliacao/avaliacao-da-pos-graduacao Concebido na Harvard Business School por David Norton e Robert Kaplan no início dos anos 90. </li></ul><ul><li>(fonte: sítio da CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de nível superior - http://www.capes.gov.br / servicos / sala-de-imprensa /36-noticias/2820-reconhecidos-266- novos-cursos-de-mestrado-e-doutorado-no-brasil ) </li></ul><ul><li>fonte: http://www.capes.gov.br/servicos/sala-de-imprensa/36-noticias/2735-ctc-es-realiza-108o-reuniao) </li></ul><ul><li>(fonte: sítio da CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de nível superior - http://www.capes.gov.br/ servicos / sala-de-imprensa /36-noticias/2820-reconhecidos-266- novos-cursos-de-mestrado-e-doutorado-no-brasil ) </li></ul><ul><li>Sítio da CAPES no endereço eletrônico www.capes.gov.br </li></ul>

×