UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIAPROGRAMA DE PÓS­GRADUAÇÃO EM GESTÃO EDUCACIONAL –                  ESPECIALIZAÇÃO   GES...
PROBLEMAÉ possível, no contexto educacional da Gestão Democrática Participativa, acreditar que todos juntos têm mais chanc...
OBJETIVO GERALAnalisar, orientar e definir informações sobre o surgimento histórico do Ensino Religioso e sua relação,    ...
OBJETIVOS ESPECIFICOS   Valorizar o pluralismo e a diversidade cultural    presente na sociedade brasileira.   Facilitar...
OBJETIVOS ESPECIFICOS   Analisar o papel das tradições religiosas na    estruturação e manutenção das diferentes    cultu...
CITAÇÃO“ Trata, na verdade, de superar a tradicional aula de religião, que era muito mais catequese e doutrinação, como o ...
METODOLOGIA   Abordagem Qualitativa.   Análise Documental: Lei de Diretrizes e Bases    LDB(1996) para o Ensino Religios...
ORGANIZAÇÃO DA PESQUISACAPÍTULO 1 – A TRAJETÓRIA DO ENSINORELIGIOSO NA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃOBRASILEIRA.- Primeira Fase: Cri...
ORGANIZAÇÃO DA PESQUISAConstituição de 1988 – Lei 9.475/97(LDB)“O Ensino Religioso, de matrícula facultativa, éparte integ...
ORGANIZAÇÃO DA PESQUISA§ 2º – Os sistemas de ensino ouvirão entidadecivil, constituída pelas diferentes denominaçõesreligi...
ORGANIZAÇÃO DA PESQUISA1.2 – Regulamentação do Ensino Religioso.“O  Ensino  Religioso  deve,  antes  de  tudo, fundamentar...
ORGANIZAÇÃO DA PEAQUISACAPÍTULO 2 – DIRETRIZES PEDAGÓGICASDO ENSINO RELIGIOSO.2.1 – Identidade Pedagógica do Ensino Religi...
ORGANIZAÇÃO DA PESQUISA2.2 – Parâmetros Currículares Nacionais doEnsino Religioso.“Valorizar o pluralismo e a diversidade ...
ORGANIZAÇÃO DA PESQUISA2.3 – O Ensino Religioso como Área deConhecimento.“Em todas as escolas deverá ser garantida aiguald...
ORGANIZAÇÃO DA PESQUISAsaúde, sexualidade, vida familiar e social, meioambiente, trabalho, ciência e tecnologia, cultura,l...
ORGANIZAÇÃO DA PESQUISA2.4 – Relação: Gestão Democrática e o EnsinoReligioso.O Ensino Religioso é consolidado pela GestãoD...
CONCLUSÃOA Democracia exige a existência de um espaçopúblico onde sejam debatidas de forma pluralistaos grandes problemas ...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICA   BRASIL. Constituição (1988). Constituição da    república Federativa do Brasil: promulgada   ...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS   Brasil. Curitiba: Champagnat, 2004.   CÂMARA DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Parecer    02/98 de 29 de ...
REFERÊNCIAS BIBLIOGÁFICAS   PCNER. Parâmetros Currículares do Ensino    Religioso. São Paulo, SP: Ed. Ave Maria 3ª    edi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESCOLAS PÚBLICAS

1.849 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.849
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESCOLAS PÚBLICAS

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIAPROGRAMA DE PÓS­GRADUAÇÃO EM GESTÃO EDUCACIONAL –  ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESCOLAS PÚBLICAS Jocilaine Moreira Batista do Vale Orientador: Prof. Dr. Celso Ilgo Henz
  2. 2. PROBLEMAÉ possível, no contexto educacional da Gestão Democrática Participativa, acreditar que todos juntos têm mais chances para atender as expectativas da sociedade em busca de uma formação igualitária e justa, consciente da sua condição humana diante dos valores Transcendentais?
  3. 3. OBJETIVO GERALAnalisar, orientar e definir informações sobre o surgimento histórico do Ensino Religioso e sua relação, com base nos Parâmetros Curriculares, com o novo modelo de gestão das escolas públicas no Brasil: Gestão Democrática Participativa.
  4. 4. OBJETIVOS ESPECIFICOS Valorizar o pluralismo e a diversidade cultural presente na sociedade brasileira. Facilitar a compreenção das formas que exprimem o Transcendente na superação da finitude humana no processo histórico da humanidade. Propiciar o conhecimento dos elementos básicos que compõem o fenômeno religioso. Subsidiar e orientar na formulação do questionamento existencial do indivíduo.
  5. 5. OBJETIVOS ESPECIFICOS Analisar o papel das tradições religiosas na estruturação e manutenção das diferentes culturas e manifestações socio-culturais. Refletir o sentido da atitude moral como consequência do fenômeno religioso e expressão da consciência e da resposta pessoal e comunitária do ser humano. Possibilitar condições para se vivenciar, no contexto democrático escolar, as diferentes manifestações religiosas e seus valores.
  6. 6. CITAÇÃO“ Trata, na verdade, de superar a tradicional aula de religião, que era muito mais catequese e doutrinação, como o perigo da intolerância com relação a outros credos e abrir a perspectiva do verdadeiro ensino.” (COSTELLA, 2004)
  7. 7. METODOLOGIA Abordagem Qualitativa. Análise Documental: Lei de Diretrizes e Bases LDB(1996) para o Ensino Religioso, Constituição da República Federativa do Brasil(1988) e Paramêtros Currículares Nacionais.
  8. 8. ORGANIZAÇÃO DA PESQUISACAPÍTULO 1 – A TRAJETÓRIA DO ENSINORELIGIOSO NA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃOBRASILEIRA.- Primeira Fase: Cristã-Jesuítas (século XVI).Foco no catolicismo romano.- Segunda Fase: Regime jurídico de plenaseparação Estado-Religião.
  9. 9. ORGANIZAÇÃO DA PESQUISAConstituição de 1988 – Lei 9.475/97(LDB)“O Ensino Religioso, de matrícula facultativa, éparte integrante da formação básica do cidadão econstitui disciplina dos horários normais dasescolas públicas de ensino fundamental,assegurando o respeito à diversidade culturalreligiosa do Brasil, vedadas quaisquer formas deproselitismo.§ 1º – Os sistemas de ensinoregulamentarão os procedimentos para ahabilitação dos conteúdos do Ensino Religioso eestabelecerão as normas para a habilitação eadmissão dos professores.
  10. 10. ORGANIZAÇÃO DA PESQUISA§ 2º – Os sistemas de ensino ouvirão entidadecivil, constituída pelas diferentes denominaçõesreligiosas, para a definição dos conteúdos doEnsino Religioso.(Lei 9.475/97 Artigo 33-LDB)- Fase Atual: Regime Concordatário. O EnsinoReligioso passa a ser regulamentado.
  11. 11. ORGANIZAÇÃO DA PESQUISA1.2 – Regulamentação do Ensino Religioso.“O  Ensino  Religioso  deve,  antes  de  tudo, fundamentar­se  nos  princípios  da  cidadania  e  do entendimento  do  outro.  O  conhecimento  religioso não  deve  ser  um  aglomerado  de  conteúdos  que visam  evangelizar  ou  procurar  seguidores  de doutrinas, nem associado à imposição de dogmas, rituais ou orações, mas um caminho a mais para o saber  sobre  as  sociedades  humanas  e  sobre  si mesmo.” (Conselho Estadual de Educação, 2001)
  12. 12. ORGANIZAÇÃO DA PEAQUISACAPÍTULO 2 – DIRETRIZES PEDAGÓGICASDO ENSINO RELIGIOSO.2.1 – Identidade Pedagógica do Ensino Religioso.“Artigo 3º O ensino será ministrado com base nosseguintes princípios:II – liberdade de aprender, ensinar, pesquisar edivulgar a cultura, o pensamento, a arte e osaber;III – pluralismo de idéias e de concepçõespedagógicas;IV – respeito à liberdade e apreço àtolerância.”(LDB/96)
  13. 13. ORGANIZAÇÃO DA PESQUISA2.2 – Parâmetros Currículares Nacionais doEnsino Religioso.“Valorizar o pluralismo e a diversidade culturalpresente na sociedade brasileira, facilitando acompreensão das formas que explimem oTranscedente na superação da finitude humana eque determinam subjacente, o processo históricoda humanidade.”
  14. 14. ORGANIZAÇÃO DA PESQUISA2.3 – O Ensino Religioso como Área deConhecimento.“Em todas as escolas deverá ser garantida aigualdade de acesso para os alunos e uma basenacional comum, de maneira a legitimar aunidade e a qualidade de ação pedagógica nadiversidade nacional. A base comum nacional esua parte diversificada deverão integrar-se emtorno do paradigma curricular, que vive aestabelecer a relação entre a educaçãofundamental e a) a vida cidadã através daarticulação entre vários dos seus aspectos como:
  15. 15. ORGANIZAÇÃO DA PESQUISAsaúde, sexualidade, vida familiar e social, meioambiente, trabalho, ciência e tecnologia, cultura,linguagens e b) as áreas de conhecimento:Língua Portuguesa, Língua Materna (parapopulações indígenas e migrantes), Matemática,Ciências, Geografia, História, Língua Estrangeira,Educação Artística, Educação Física e EducaçãoReligiosa.” (Câmara de Educação Básica,resolução nº 02/98 Artigo 3º – item IV, 1988)
  16. 16. ORGANIZAÇÃO DA PESQUISA2.4 – Relação: Gestão Democrática e o EnsinoReligioso.O Ensino Religioso é consolidado pela GestãoDemocrática, pois caracteriza-se como área deconhecimento que busca explicitar ao educando oseu papel nas relações socais, mostrando aconstrução da identidade cultural que estáinserido, seus valores éticos e morais, bem comoos princípios pluralistas de outras culturasfocadas no Transcendente, que interferem deforma diferenciada nas bases sociaisorganizacionais.
  17. 17. CONCLUSÃOA Democracia exige a existência de um espaçopúblico onde sejam debatidas de forma pluralistaos grandes problemas da atualidade. Um espaçode âmbito educacional, onde sejam discutidasquestões relevantes das áreas sócio-política-cultural e antropológica. A Gestão DemocráticaParticipativa nas escolas públicas proporcionaesse espaço.
  18. 18. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICA BRASIL. Constituição (1988). Constituição da república Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988: atualizada até a Emenda Constitucional nº 20, de 15-21- 1998.21. São Paulo: Saraiva, 1999. ______ LDB. Lei de Diretrizes e Bases da Educação: Lei 9.394/96. Apresentação Esther Grossi 3ª ed. Rio de Janeiro: DP & A, 2000. COSTELLA, D. O fundamento epistemológico do ensino religioso. In: JUNQUEIRA, S.: WAGNER, R. (Orgs.). O Ensino Religioso no
  19. 19. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Brasil. Curitiba: Champagnat, 2004. CÂMARA DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Parecer 02/98 de 29 de janeiro de 1998. Diretrizes Currículares Nacionais para o Ensino Fundamental. Relatora Regina Alcântara de Assis. Documento nº 00062, p. 74, jan. 1998. CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO (Brasil). Resolução de 27/07/2001 que regulamenta o Artigo 33 da Lei 9.394/96: São Paulo, 2001.
  20. 20. REFERÊNCIAS BIBLIOGÁFICAS PCNER. Parâmetros Currículares do Ensino Religioso. São Paulo, SP: Ed. Ave Maria 3ª edição, 1997.

×