SlideShare uma empresa Scribd logo

O discipulado na prática

Matéria da 1ª Oficina de Discipulado da Assembleia de Deus em Joinville - Santa Catarina. Como formar e liderar um grupo de Discipulado? Qual a melhor forma de realizar uma reunião de Discipulado nos lares? As respostas para estas perguntas estão nesta palestra.

1 de 26
Baixar para ler offline
O GRUPO DE
DISCIPULADO NA
PRÁTICA
Igreja Evangélica Assembléia de Deus
Departamento de Discipulado
Joinville - SC
1) Como formar um grupo de
discipulado
a) Sondagem
Marcar a
visita na casa
das pessoas
b) Implantação
Leitura do Evangelho de João

Recomendados

Conduzindo pessoas ao discipulado (integração)
Conduzindo pessoas ao discipulado (integração)Conduzindo pessoas ao discipulado (integração)
Conduzindo pessoas ao discipulado (integração)Joary Jossué Carlesso
 
Discipulado na Prática
Discipulado na PráticaDiscipulado na Prática
Discipulado na PráticaNarlea Walkyse
 
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidadeDiscipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidadeChristian Lepelletier
 
A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)
A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)
A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)Ney Bellas
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 7 Evangelização: A missão máxima da igreja
Lição 7   Evangelização: A missão máxima da igrejaLição 7   Evangelização: A missão máxima da igreja
Lição 7 Evangelização: A missão máxima da igrejaWander Sousa
 
TREINAMENTO PARA EVANGELISMO
TREINAMENTO PARA EVANGELISMOTREINAMENTO PARA EVANGELISMO
TREINAMENTO PARA EVANGELISMOigrejafecrista
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiroWander Sousa
 
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSAPOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSPASTOR CARLOS SILVA
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Maduraguestc5d870
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroEdnilson do Valle
 
Módulo ii treinamento prático para evangelização urbano no dia do ide online
Módulo ii treinamento prático para evangelização urbano no dia do ide onlineMódulo ii treinamento prático para evangelização urbano no dia do ide online
Módulo ii treinamento prático para evangelização urbano no dia do ide onlineLuiz Siles
 
EBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica DominicalEBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica DominicalFelipe Mamud
 
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e OfertasLição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e OfertasÉder Tomé
 
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdfSEDUC-PA
 
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONAL
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONALDISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONAL
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONALJoary Jossué Carlesso
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblicovalmarques
 
Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)Daniel Junior
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoÉder Tomé
 

Mais procurados (20)

Lição 7 Evangelização: A missão máxima da igreja
Lição 7   Evangelização: A missão máxima da igrejaLição 7   Evangelização: A missão máxima da igreja
Lição 7 Evangelização: A missão máxima da igreja
 
TREINAMENTO PARA EVANGELISMO
TREINAMENTO PARA EVANGELISMOTREINAMENTO PARA EVANGELISMO
TREINAMENTO PARA EVANGELISMO
 
Planejamento estratégico para igrejas
Planejamento estratégico para igrejasPlanejamento estratégico para igrejas
Planejamento estratégico para igrejas
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
 
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSAPOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
 
O diaconato
O diaconatoO diaconato
O diaconato
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
 
6 a missão da igreja
6 a missão da igreja6 a missão da igreja
6 a missão da igreja
 
Módulo ii treinamento prático para evangelização urbano no dia do ide online
Módulo ii treinamento prático para evangelização urbano no dia do ide onlineMódulo ii treinamento prático para evangelização urbano no dia do ide online
Módulo ii treinamento prático para evangelização urbano no dia do ide online
 
Batismo nas águas
Batismo nas águasBatismo nas águas
Batismo nas águas
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
 
EBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica DominicalEBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
 
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e OfertasLição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
 
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
 
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONAL
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONALDISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONAL
DISCIPULADO NA ESCOLA DOMINICAL: O DESAFIO DE UMA EBD RELACIONAL
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
 
Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)
 
O perfil de um missionário
O perfil de um missionárioO perfil de um missionário
O perfil de um missionário
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
 

Semelhante a O discipulado na prática

Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptx
Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptxFuncionamento da Célula - (3 estudo).pptx
Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptxCarlosJunior429181
 
DISCIPULADO E REUNIÃO DEVOCIONAL NOS LARES_ADSJP_DEPTO DISCIPULADO
DISCIPULADO E REUNIÃO DEVOCIONAL NOS LARES_ADSJP_DEPTO DISCIPULADODISCIPULADO E REUNIÃO DEVOCIONAL NOS LARES_ADSJP_DEPTO DISCIPULADO
DISCIPULADO E REUNIÃO DEVOCIONAL NOS LARES_ADSJP_DEPTO DISCIPULADONatalino das Neves Neves
 
Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de Florianópolis
Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de FlorianópolisLivrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de Florianópolis
Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de FlorianópolisBernadetecebs .
 
Formação de Catequistas - 2015
Formação de Catequistas - 2015Formação de Catequistas - 2015
Formação de Catequistas - 2015Morgana Portugal
 
2012 sermonario - 10 domingos especiais
2012   sermonario - 10 domingos especiais2012   sermonario - 10 domingos especiais
2012 sermonario - 10 domingos especiaisPr. Delmar Fonseca
 
PPT-02-SM-3-O-Encontro-do-PGM (1).pptx
PPT-02-SM-3-O-Encontro-do-PGM (1).pptxPPT-02-SM-3-O-Encontro-do-PGM (1).pptx
PPT-02-SM-3-O-Encontro-do-PGM (1).pptxAntnioMarcos49
 
IEADSJP - Projeto discipulado e RDL_Versão out 2015
IEADSJP - Projeto discipulado e RDL_Versão out 2015IEADSJP - Projeto discipulado e RDL_Versão out 2015
IEADSJP - Projeto discipulado e RDL_Versão out 2015Natalino das Neves Neves
 
Como organizar uma conferência missionária
Como organizar uma conferência missionáriaComo organizar uma conferência missionária
Como organizar uma conferência missionáriaBárbara Pereira Quaresma
 
P5-Formação Espiritual.pptx
P5-Formação Espiritual.pptxP5-Formação Espiritual.pptx
P5-Formação Espiritual.pptxLuiz Gomes
 
2013 - 2 tri - lição 10 - a necessidade e a urgência do culto doméstico
2013 - 2 tri - lição 10 - a necessidade e a urgência do culto doméstico2013 - 2 tri - lição 10 - a necessidade e a urgência do culto doméstico
2013 - 2 tri - lição 10 - a necessidade e a urgência do culto domésticoNatalino das Neves Neves
 
Boletim 309 - 11/11/12
Boletim 309 - 11/11/12Boletim 309 - 11/11/12
Boletim 309 - 11/11/12stanaami
 
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o Discipulado
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o DiscipuladoO discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o Discipulado
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o DiscipuladoJoary Jossué Carlesso
 
Aplicação prioridades diocesanas no quadriênio 2011 2015
Aplicação prioridades diocesanas no quadriênio 2011 2015Aplicação prioridades diocesanas no quadriênio 2011 2015
Aplicação prioridades diocesanas no quadriênio 2011 2015Religiosa
 
Livrinho grupos bíblicos em família
Livrinho grupos bíblicos em famíliaLivrinho grupos bíblicos em família
Livrinho grupos bíblicos em famíliatorrasko
 
06 diretorio nacionalcatequese
06 diretorio nacionalcatequese06 diretorio nacionalcatequese
06 diretorio nacionalcatequeseiris3m
 

Semelhante a O discipulado na prática (20)

Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptx
Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptxFuncionamento da Célula - (3 estudo).pptx
Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptx
 
DISCIPULADO E REUNIÃO DEVOCIONAL NOS LARES_ADSJP_DEPTO DISCIPULADO
DISCIPULADO E REUNIÃO DEVOCIONAL NOS LARES_ADSJP_DEPTO DISCIPULADODISCIPULADO E REUNIÃO DEVOCIONAL NOS LARES_ADSJP_DEPTO DISCIPULADO
DISCIPULADO E REUNIÃO DEVOCIONAL NOS LARES_ADSJP_DEPTO DISCIPULADO
 
Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de Florianópolis
Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de FlorianópolisLivrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de Florianópolis
Livrete quaresma_ e pascoa 2015_Arquidiocese de Florianópolis
 
Formação de Catequistas - 2015
Formação de Catequistas - 2015Formação de Catequistas - 2015
Formação de Catequistas - 2015
 
2012 sermonario - 10 domingos especiais
2012   sermonario - 10 domingos especiais2012   sermonario - 10 domingos especiais
2012 sermonario - 10 domingos especiais
 
PPT-02-SM-3-O-Encontro-do-PGM (1).pptx
PPT-02-SM-3-O-Encontro-do-PGM (1).pptxPPT-02-SM-3-O-Encontro-do-PGM (1).pptx
PPT-02-SM-3-O-Encontro-do-PGM (1).pptx
 
Pregadores.ppt
Pregadores.pptPregadores.ppt
Pregadores.ppt
 
IEADSJP - Projeto discipulado e RDL_Versão out 2015
IEADSJP - Projeto discipulado e RDL_Versão out 2015IEADSJP - Projeto discipulado e RDL_Versão out 2015
IEADSJP - Projeto discipulado e RDL_Versão out 2015
 
Como organizar uma conferência missionária
Como organizar uma conferência missionáriaComo organizar uma conferência missionária
Como organizar uma conferência missionária
 
P5-Formação Espiritual.pptx
P5-Formação Espiritual.pptxP5-Formação Espiritual.pptx
P5-Formação Espiritual.pptx
 
2013 - 2 tri - lição 10 - a necessidade e a urgência do culto doméstico
2013 - 2 tri - lição 10 - a necessidade e a urgência do culto doméstico2013 - 2 tri - lição 10 - a necessidade e a urgência do culto doméstico
2013 - 2 tri - lição 10 - a necessidade e a urgência do culto doméstico
 
Boletim 309 - 11/11/12
Boletim 309 - 11/11/12Boletim 309 - 11/11/12
Boletim 309 - 11/11/12
 
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o Discipulado
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o DiscipuladoO discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o Discipulado
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o Discipulado
 
Boletim ippi 05.07.2015
Boletim ippi 05.07.2015Boletim ippi 05.07.2015
Boletim ippi 05.07.2015
 
Ministério pastoral
Ministério pastoralMinistério pastoral
Ministério pastoral
 
Aplicação prioridades diocesanas no quadriênio 2011 2015
Aplicação prioridades diocesanas no quadriênio 2011 2015Aplicação prioridades diocesanas no quadriênio 2011 2015
Aplicação prioridades diocesanas no quadriênio 2011 2015
 
Livrinho grupos bíblicos em família
Livrinho grupos bíblicos em famíliaLivrinho grupos bíblicos em família
Livrinho grupos bíblicos em família
 
06 diretorio nacionalcatequese
06 diretorio nacionalcatequese06 diretorio nacionalcatequese
06 diretorio nacionalcatequese
 
A utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCC
A utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCCA utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCC
A utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCC
 
Boletim de janeiro
Boletim de janeiroBoletim de janeiro
Boletim de janeiro
 

Mais de Joary Jossué Carlesso

Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?Joary Jossué Carlesso
 
O DISCIPULADO NAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL
O DISCIPULADO NAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASILO DISCIPULADO NAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL
O DISCIPULADO NAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASILJoary Jossué Carlesso
 
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertidoDiscipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertidoJoary Jossué Carlesso
 
Bases bíblicas para o exercício do discipulado
Bases bíblicas para o exercício do discipuladoBases bíblicas para o exercício do discipulado
Bases bíblicas para o exercício do discipuladoJoary Jossué Carlesso
 
Integração - conduzindo as pessoas ao discipulado
Integração - conduzindo as pessoas ao discipuladoIntegração - conduzindo as pessoas ao discipulado
Integração - conduzindo as pessoas ao discipuladoJoary Jossué Carlesso
 
Propósitos Bíblicos Para o Discipulado de Cristo
Propósitos Bíblicos Para o Discipulado de CristoPropósitos Bíblicos Para o Discipulado de Cristo
Propósitos Bíblicos Para o Discipulado de CristoJoary Jossué Carlesso
 
Palestra 06 - conduzindo os discípulos à multiplicação - Pr. Vilson Ponchirolli
Palestra 06 - conduzindo os discípulos à multiplicação - Pr. Vilson PonchirolliPalestra 06 - conduzindo os discípulos à multiplicação - Pr. Vilson Ponchirolli
Palestra 06 - conduzindo os discípulos à multiplicação - Pr. Vilson PonchirolliJoary Jossué Carlesso
 
Palestra 05 - o discipulador e a Chamada - Pr. Celso Silva
Palestra 05 - o discipulador e a Chamada - Pr. Celso SilvaPalestra 05 - o discipulador e a Chamada - Pr. Celso Silva
Palestra 05 - o discipulador e a Chamada - Pr. Celso SilvaJoary Jossué Carlesso
 
Palestra 03 - o discipulador e a espiritualidade - Pr. Cassio Ruthes
Palestra 03 - o discipulador e a espiritualidade - Pr. Cassio RuthesPalestra 03 - o discipulador e a espiritualidade - Pr. Cassio Ruthes
Palestra 03 - o discipulador e a espiritualidade - Pr. Cassio RuthesJoary Jossué Carlesso
 
2ª Oficina de Discipulado - O discipulador e a ética
2ª Oficina de Discipulado -  O discipulador e a ética 2ª Oficina de Discipulado -  O discipulador e a ética
2ª Oficina de Discipulado - O discipulador e a ética Joary Jossué Carlesso
 
2ª Oficina de Discipulado - O discipulador e o preparo
2ª Oficina de Discipulado -  O discipulador e o preparo2ª Oficina de Discipulado -  O discipulador e o preparo
2ª Oficina de Discipulado - O discipulador e o preparoJoary Jossué Carlesso
 
A JUVENTUDE CRISTÃ COMO INSTRUMENTO DAS MUDANÇAS SOCIAIS
A JUVENTUDE CRISTÃ COMO INSTRUMENTO DAS MUDANÇAS SOCIAIS A JUVENTUDE CRISTÃ COMO INSTRUMENTO DAS MUDANÇAS SOCIAIS
A JUVENTUDE CRISTÃ COMO INSTRUMENTO DAS MUDANÇAS SOCIAIS Joary Jossué Carlesso
 
SEMINÁRIO RECONQUISTA - Projeto da Reconciliação "Onde está o teu irmão?"
SEMINÁRIO RECONQUISTA - Projeto da Reconciliação "Onde está o teu irmão?"SEMINÁRIO RECONQUISTA - Projeto da Reconciliação "Onde está o teu irmão?"
SEMINÁRIO RECONQUISTA - Projeto da Reconciliação "Onde está o teu irmão?"Joary Jossué Carlesso
 
Pesquisa: Estatísticas da Juventude da Assembleia de Deus no Brasil
Pesquisa: Estatísticas da Juventude da Assembleia de Deus no BrasilPesquisa: Estatísticas da Juventude da Assembleia de Deus no Brasil
Pesquisa: Estatísticas da Juventude da Assembleia de Deus no BrasilJoary Jossué Carlesso
 
O discipulado e o crescimento da igreja imperatriz aulas 02 e 03
O discipulado e o crescimento da igreja imperatriz aulas 02 e 03O discipulado e o crescimento da igreja imperatriz aulas 02 e 03
O discipulado e o crescimento da igreja imperatriz aulas 02 e 03Joary Jossué Carlesso
 
O discipulado e o crescimento da igreja (Imperatriz/MA Aula 01)
O discipulado e o crescimento da igreja (Imperatriz/MA Aula 01)O discipulado e o crescimento da igreja (Imperatriz/MA Aula 01)
O discipulado e o crescimento da igreja (Imperatriz/MA Aula 01)Joary Jossué Carlesso
 
ADOLESCENTE: ALVO RADICAL DO DISCIPULADO
ADOLESCENTE: ALVO RADICAL DO DISCIPULADOADOLESCENTE: ALVO RADICAL DO DISCIPULADO
ADOLESCENTE: ALVO RADICAL DO DISCIPULADOJoary Jossué Carlesso
 

Mais de Joary Jossué Carlesso (20)

Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
 
O DISCIPULADO NAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL
O DISCIPULADO NAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASILO DISCIPULADO NAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL
O DISCIPULADO NAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL
 
É Tempo de missões urbanas (novo)
É Tempo de missões urbanas (novo)É Tempo de missões urbanas (novo)
É Tempo de missões urbanas (novo)
 
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertidoDiscipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
 
Bases bíblicas para o exercício do discipulado
Bases bíblicas para o exercício do discipuladoBases bíblicas para o exercício do discipulado
Bases bíblicas para o exercício do discipulado
 
Integração - conduzindo as pessoas ao discipulado
Integração - conduzindo as pessoas ao discipuladoIntegração - conduzindo as pessoas ao discipulado
Integração - conduzindo as pessoas ao discipulado
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
 
Propósitos Bíblicos Para o Discipulado de Cristo
Propósitos Bíblicos Para o Discipulado de CristoPropósitos Bíblicos Para o Discipulado de Cristo
Propósitos Bíblicos Para o Discipulado de Cristo
 
Palestra 06 - conduzindo os discípulos à multiplicação - Pr. Vilson Ponchirolli
Palestra 06 - conduzindo os discípulos à multiplicação - Pr. Vilson PonchirolliPalestra 06 - conduzindo os discípulos à multiplicação - Pr. Vilson Ponchirolli
Palestra 06 - conduzindo os discípulos à multiplicação - Pr. Vilson Ponchirolli
 
Palestra 05 - o discipulador e a Chamada - Pr. Celso Silva
Palestra 05 - o discipulador e a Chamada - Pr. Celso SilvaPalestra 05 - o discipulador e a Chamada - Pr. Celso Silva
Palestra 05 - o discipulador e a Chamada - Pr. Celso Silva
 
Palestra 03 - o discipulador e a espiritualidade - Pr. Cassio Ruthes
Palestra 03 - o discipulador e a espiritualidade - Pr. Cassio RuthesPalestra 03 - o discipulador e a espiritualidade - Pr. Cassio Ruthes
Palestra 03 - o discipulador e a espiritualidade - Pr. Cassio Ruthes
 
2ª Oficina de Discipulado - O discipulador e a ética
2ª Oficina de Discipulado -  O discipulador e a ética 2ª Oficina de Discipulado -  O discipulador e a ética
2ª Oficina de Discipulado - O discipulador e a ética
 
2ª Oficina de Discipulado - O discipulador e o preparo
2ª Oficina de Discipulado -  O discipulador e o preparo2ª Oficina de Discipulado -  O discipulador e o preparo
2ª Oficina de Discipulado - O discipulador e o preparo
 
A JUVENTUDE CRISTÃ COMO INSTRUMENTO DAS MUDANÇAS SOCIAIS
A JUVENTUDE CRISTÃ COMO INSTRUMENTO DAS MUDANÇAS SOCIAIS A JUVENTUDE CRISTÃ COMO INSTRUMENTO DAS MUDANÇAS SOCIAIS
A JUVENTUDE CRISTÃ COMO INSTRUMENTO DAS MUDANÇAS SOCIAIS
 
SEMINÁRIO RECONQUISTA - Projeto da Reconciliação "Onde está o teu irmão?"
SEMINÁRIO RECONQUISTA - Projeto da Reconciliação "Onde está o teu irmão?"SEMINÁRIO RECONQUISTA - Projeto da Reconciliação "Onde está o teu irmão?"
SEMINÁRIO RECONQUISTA - Projeto da Reconciliação "Onde está o teu irmão?"
 
Pesquisa: Estatísticas da Juventude da Assembleia de Deus no Brasil
Pesquisa: Estatísticas da Juventude da Assembleia de Deus no BrasilPesquisa: Estatísticas da Juventude da Assembleia de Deus no Brasil
Pesquisa: Estatísticas da Juventude da Assembleia de Deus no Brasil
 
O discipulado e o crescimento da igreja imperatriz aulas 02 e 03
O discipulado e o crescimento da igreja imperatriz aulas 02 e 03O discipulado e o crescimento da igreja imperatriz aulas 02 e 03
O discipulado e o crescimento da igreja imperatriz aulas 02 e 03
 
O discipulado e o crescimento da igreja (Imperatriz/MA Aula 01)
O discipulado e o crescimento da igreja (Imperatriz/MA Aula 01)O discipulado e o crescimento da igreja (Imperatriz/MA Aula 01)
O discipulado e o crescimento da igreja (Imperatriz/MA Aula 01)
 
ADOLESCENTE: ALVO RADICAL DO DISCIPULADO
ADOLESCENTE: ALVO RADICAL DO DISCIPULADOADOLESCENTE: ALVO RADICAL DO DISCIPULADO
ADOLESCENTE: ALVO RADICAL DO DISCIPULADO
 
PROJETO DISCIPULADO PARA O BRASIL
PROJETO DISCIPULADO PARA O BRASILPROJETO DISCIPULADO PARA O BRASIL
PROJETO DISCIPULADO PARA O BRASIL
 

Último

A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...apoioacademicoead
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de Resende
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de ResendeJornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de Resende
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de ResendeIsabelPereira2010
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...excellenceeducaciona
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...azulassessoriaacadem3
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...assessoriaff01
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMHisrelBlog
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...apoioacademicoead
 
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024excellenceeducaciona
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...leitev350
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...azulassessoriaacadem3
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de Resende
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de ResendeJornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de Resende
Jornal DeClara n.º 73 fevereiro 2024, Clara de Resende
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...
QUESTÃO 2 Com base nas informações sobre Matheus (Perfil 1), calcule a carga ...
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
 
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 

O discipulado na prática