Sentido da Vida

1.591 visualizações

Publicada em

Filosofia

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.591
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sentido da Vida

  1. 1.  O sentido da vida é um tema obscuro, e no entanto central para a filosofia. Frequentemente associada à questão de os seres humanos fazerem parte de um desígnio mais vasto ou divino, a pergunta "qual é o sentido da vida?" parece pedir uma resposta religiosa. No entanto, grande parte das discussões filosóficas questiona a necessidade desta associação.
  2. 2.  A atenção dedicada à morte parece muitas vezes tornar a questão do sentido da vida problemática, mas não é óbvio que a imortalidade pudesse fazer a diferença entre o sentido e a sua ausência. Também é possível virar as costas à questão do sentido cósmico e procurar um sentido para a vida noutro lugar.
  3. 3.  Mary Roberts, uma escritora norte-americana, afirmava: “um pouco de trabalho, um pouco de sono, um pouco de amor, e tudo acabou.“  William Colton, um político de Nova York, uma vez disse: “a alma vive aqui como numa prisão e é liberta apenas pela morte.”
  4. 4.  Charles Chaplin: “A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, dance, ria e viva intensamente cada minuto de sua vida, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.”  Paulo, apóstolo de Jesus, escreveu: “Portanto, para mim o viver é Cristo”
  5. 5.  Alan Watts, um filósofo inglês, afirmou: “O sentido da vida é estar vivo. É tão claro, tão óbvio e tão simples. Mesmo assim, todo mundo não para de correr em pânico, como se fosse necessário conseguir alguma coisa além de si próprio.”  Douglas R. Campbel, um juiz canadense, disse: “Viver é um corredor empoeirado, fechado de ambos os lados.”
  6. 6.  Duas condições são básicas para um sentido à vida. Primeiramente não aceitar a pressão social para um sentido padronizado da vida. Cada um de nós é um indivíduo e, por isso, singular. Cada um tem sua particularidade, gostos, opções... E a construção vital deve obedecer a essa singularidade. A sociedade tende à padronização e estabelece regras que nos farão felizes. A autonomia humana, ao contrário, estabelece que a felicidade é pessoal, intransferível e inalienável. A felicidade ou o sentido da vida é personalizado. Quando muito, posso apenas partilhar esse sentido com o sentido
  7. 7.  “As pequenas coisas, aquelas que realmente importam, não precisam de uma ocasião especial para serem feitas, elas acontecem naturalmente quando estamos juntos de quem a gente gosta.” – Autor desconhecido.  “O primeiro sentido da vida é senti-la, o segundo, vivê-la e o terceiro: conseguir realizar continuamente os dois.” - Marcus Deminco
  8. 8. Video

×