Guerra de Canudos

1.122 visualizações

Publicada em

zczd

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.122
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
47
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guerra de Canudos

  1. 1. Síntese: Guerra de Canudos foi o confronto entre o Exército Brasileiro e os integrantes de um movimento popular liderado por Antônio Conselheiro, que durou de 1896 a 1897, na comunidade de Canudos, no interior do estado da Bahia.
  2. 2. Fome – o desemprego e o baixíssimo rendimento das famílias deixavam muitos sem ter o que comer; Seca – a região do agreste ficava muitos meses e até anos sem receber chuvas. Este fator dificultava a agricultura e a pecuária. Situação Social – a escravidão havia acabado poucos anos antes no país, e pelas estradas e sertões, grupos de ex- escravos vagavam, excluídos do acesso à terra e com reduzidas oportunidades de
  3. 3. Violência – era comum a existência de grupos armados que trabalhavam para latifundiários. Estes espalhavam a violência pela região. Desemprego – grande parte da população pobre estava sem emprego em função da seca e da falta de oportunidades em outras áreas da economia. Fanatismo religioso - era comum a existência de beatos que arrebanhavam
  4. 4. A região do Nordeste, historicamente caracterizada por latifúndios improdutivos, secas e desemprego, passava por uma grave crise econômica e social. Milhares de sertanejos e ex-escravos partiram para Canudos, cidadela liderada pelo peregrino Antônio Conselheiro, unidos na crença numa salvação milagrosa que pouparia os humildes habitantes do sertão dos flagelos do clima e da exclusão
  5. 5. Os grandes fazendeiros da região, unindo-se à Igreja, iniciaram um forte grupo de pressão junto à República, pedindo que fossem tomadas providências contra Antônio Conselheiro e seus seguidores. Criaram-se rumores de que Canudos se armava para atacar cidades vizinhas e partir em direção à capital para depor o governo republicano.
  6. 6. Apesar de não haver nenhuma prova para estes rumores, o Exército foi mandado para Canudos. Três expedições militares contra Canudos saíram derrotadas, o que apavorou a opinião pública, que acabou exigindo a destruição do arraial, dando legitimidade ao massacre de até vinte mil sertanejos. Além disso, estima-se que cinco mil militares tenham morrido. A guerra terminou com a destruição total de Canudos, a degola de muitos prisioneiros de guerra, e o incêndio de todas as casas do arraial.
  7. 7. A Guerra de Canudos significou a luta e resistência das populações marginalizadas do sertão nordestino no final do século XIX. Embora derrotados, mostraram que não aceitavam a situação de injustiça social que reinava na região.
  8. 8. • Antecedentes • Canudos • Significado do conflito
  9. 9. Guerra de Canudos foi o confronto entre o Exército Brasileiro e os integrantes de um movimento popular liderado por Antônio Conselheiro, que durou de 1896 a 1897, na comunidade de Canudos, no interior do estado da Bahia.

×