SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 58
Baixar para ler offline
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE
DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
EDITORA VELVET
MERCADOLOGIA III (259)
JOÃO PEDRO KRAUSE
JULIA BRITO
JÚLIA CUNHA
NATHÁLIA FERREIRA
VICTÓRIA VENTURELLA
Sumário
1.
1. DESCRIÇÃO INTERNA...................................................................................................................................................................................................................4
RESUMO EXECUTIVO .........................................................................................................................................................................................................................4
1.2 SOBRE A EDITORA VELVET ...........................................................................................................................................................................................................5
1.3 OFERTA........................................................................................................................................................................................................................................5
1.4 A EDITORA VELVET.......................................................................................................................................................................................................................5
CONTATOS...............................................................................................................................................................................................................................................7
1.5 PREÇO..........................................................................................................................................................................................................................................8
1.6 COMUNICAÇÃO ...........................................................................................................................................................................................................................8
1.7 RELAÇÃO INTERNA.......................................................................................................................................................................................................................9
1.8 SEDE ............................................................................................................................................................................................................................................9
2. DESCRIÇÃO EXTERNA.........................................................................................................................................................................................................................10
2.1 MICROAMBIENTE ......................................................................................................................................................................................................................10
2.1.1 CONCORRENTES .....................................................................................................................................................................................................................10
2.1.1.1 CONCORRENTES DIRETOS....................................................................................................................................................................................................10
2.1.1.2 CONCORRENTES INDIRETOS ................................................................................................................................................................................................16
2.1.2 CLIENTES POTENCIAIS.............................................................................................................................................................................................................22
2.2 MACROAMBIENTE ...........................................................................................................................................................................................................................25
Setor Econômico..............................................................................................................................................................................................................................25
2.3 Demografia................................................................................................................................................................................................................................26
2.4 Setor Tecnológico ......................................................................................................................................................................................................................27
2.4 Fenômeno da Segunda Tela.......................................................................................................................................................................................................28
2.5 MTV...........................................................................................................................................................................................................................................29
2.6 GERAÇÃO DIGITAL .....................................................................................................................................................................................................................30
2.7 Livro Impresso x eBook .................................................................................................................................................................................................33
2.8 GERAÇÃO Y................................................................................................................................................................................................................................35
2.9 QUEDA DO HÁBITO DE LEITURA....................................................................................................................................................................................36
2.10 Tablets ou Livros para os filhos? ..............................................................................................................................................................................................37
2.11 Mercado Editorial ....................................................................................................................................................................................................................38
2.12 Mercado de produtos Geek ganha força com Crowdfunding ........................................................................................................................................39
2.13 A Copa, as Olimpíadas e o entretenimento ...................................................................................................................................................................42
2.14 Espaços Multiusos – Beira-Rio.......................................................................................................................................................................................43
2.16 Transporte – Aeromóvel ...............................................................................................................................................................................................46
2.17 Espaço Urbanístico – Revitalização da orla do Guaíba...................................................................................................................................................47
2 ANÁLISE.....................................................................................................................................................................................................................................48
3.1 MATRIZ SWOT...............................................................................................................................................................................................................48
3.2 FATORES CRÍTICOS ..............................................................................................................................................................................................................49
3 OBJETIVOS, ESTRATÉGIAS E AÇÕES............................................................................................................................................................................................50
Objetivos, Estratégias e Ações. ..............................................................................................................................................................................................................51
Objetivo 1........................................................................................................................................................................................................................................51
Objetivo 2........................................................................................................................................................................................................................................52
Objetivo 3........................................................................................................................................................................................................................................53
Objetivo 4:.......................................................................................................................................................................................................................................54
Objetivo 5........................................................................................................................................................................................................................................55
Cronograma de ações durante o ano de 2014: ......................................................................................................................................................................................56
1. DESCRIÇÃO INTERNA
RESUMO EXECUTIVO
Unindo a sensação única de se ler um livro com a vontade de entrar no mercado
editorial – cada vez mais crescente no país -, os estudantes de Publicidade e
Propaganda João Pedro Krause, Julia Brito, Júlia Cunha, Nathália Batista e Victória
Venturella formaram a Editora Velvet, que ao contrário das editoras convencionais, traz
uma proposta diferente.
A Velvet tem como foco atingir os fãs de fantasia e terror e aqueles que têm
curiosidade de entrar nesse vasto universo imortalizado por grandes nomes como
Stephen King, J. K. Rowling e os irmãos Grimm. A Velvet acredita que a fantasia pode
ser uma boa porta de entrada para a literatura e para incentivar o hábito de leitura
entre as pessoas, e infelizmente o atual mercado editorial do país não supre a
necessidade que uma parcela significativa do público busca em termos de gêneros
fantásticos e terror, disponibilizando pouca variedade de títulos apesar de constantes
lançamentos de diferentes livros no país. Muitos desses livros jamais serão publicados
no país pelo baixo interesse de diversas editoras.
Haverá um extenso trabalho de pesquisa e acompanharemos não só o mercado
editorial do país, mas também do exterior. A Velvet é dividida em departamentos como
atendimento, planejamento, pesquisa e design editorial, visando à produção de livros
de qualidade, através de edições regulares e limitadas, atendendo ao público que não
deseja somente consumir uma boa literatura, como também colecionar. Não deixando
de lado o público infantil – grande consumidor de fantasia -, foi criado o selo Trick or
Treat (“Gostosuras ou Travessuras”), com títulos recheados de ilustração, cores,
magia, e tudo que um livro fantástico pode proporcionar às crianças que se arriscarem
a embarcar em direção ao País das Maravilhas ou à Terra do Nunca.
O nome Velvet surgiu da palavra em inglês que significa “veludo”. Grande parte do
nosso público consome literatura e filmes em língua inglesa, fazendo com que um
nome no mesmo idioma atraia a atenção desse público em especial. O veludo é
utilizado desde a Idade Média, sendo considerado um tecido de “luxo”. Aparece em
diversas histórias fantásticas cobrindo o corpo de príncipes, princesas, bruxas e fadas.
O nome foi escolhido por remeter a uma atmosfera lúdica, ponto que queremos atingir
e reforçar através de nossos lançamentos.
A sede da Editora Velvet será na Av. Benjamin Constant. Nossos departamentos –
atendimento, design editorial, marketing e planejamento, pesquisa –, apesar de cada
núcleo ter uma função específica, trabalharão interligados para que haja uma boa
movimentação desde o início das negociações até a distribuição dos produtos.
Ao longo do ano de 2014 a editora tem como objetivos conseguir 300.000 acessos no
site e 1.000 likes no Facebook da Velvet, fidelizar 100 clientes durante o primeiro ano
da empresa, conseguir os direitos autorais de 200 títulos e vender 1.000 exemplares
impressos pelo site da empresa. Através de estratégias e ações que incluem as redes
sociais da Editora e eventos promocionais.
1.2 SOBRE A EDITORA VELVET
A partir das experiências vividas ao ler livros, o grupo formado pelos estudantes de
Publicidade e Propaganda decidiram entender o campo da leitura e criar uma editora
voltada aos gêneros terror, fantasia/épicos. O selo principal, Velvet, representará
nossos títulos voltados ao público adulto, enquanto que o nosso selo Trick or Treat
será voltado ao mercado literário infantil. Esse projeto foi estruturado em maio de 2013
pelos estudantes: João Pedro Krause, Julia Brito, Júlia Cunha, Nathália Ferreira e
Victória Venturella.
A ideia principal é criar uma editora bem segmentada, atendendo a um público que
gosta de consumir literatura fantástica de qualidade. No país inteiro, praticamente não
há editoras voltadas exclusivamente a esses gêneros e, mesmo assim, há uma parcela
considerável de leitores – dos 15 aos 35 anos – que se interessa por títulos
consagrados como as obras de J. R. R. Tolkien, H. P. Lovecraft, C.S. Lewis, entre
outros. Não esquecendo também do público infantil, grande consumidor de fantasia, o
selo Trick or Treat foi criado especialmente para os pequenos desfrutarem literatura de
qualidade, atendendo ao público a partir dos quatro anos.
Pesquisas mostram o quanto há interesse nesses gêneros e isso motivou a editora a
focar-se nisso, exclusivamente; visando lançar produtos de qualidade e espalhar um
pouco do universo fantástico nas livrarias de todo o Brasil.
1.3 OFERTA
Nosso catálogo será composto por títulos de terror e fantasia/épicos, para o público
adulto e infantil – com o nosso selo Trick or Treat responsável pelos títulos infantis. O
foco não será um catálogo extenso, mas sim de qualidade: passando por um processo
minucioso de tradução, capas bem trabalhadas e tentando sempre buscar a
exclusividade. No catálogo haverá somente livros impressos – edições regulares e
limitadas.
1.4 A EDITORA VELVET
João Pedro Krause
19 anos, cursa o terceiro semestre de Publicidade e Propaganda na
FAMECOS/PUCRS. Possui conhecimento em Design Gráfico e Web Design. Atuou
como voluntário no Leo Clube de Uruguaiana nas posições de Diretor Animador e
Diretor de Projetos e Eventos nos períodos de 2004 a 2010, realizando campanhas
sociais em comunidades carentes de Uruguaiana. Tem conhecimentos básicos com
Fotografia Profissional pela escola de Fotografia IMAGO (Porto Alegre/RS). Trabalhou
voluntariamente na agência experimental da FAMECOS/PUCRS – Espaço Experiência
no Núcleo FAMECOS SEM FRONTEIRAS, de março a julho de 2012. Na mesma
agência, trabalhou voluntariamente no núcleo de Assessoria de Comunicação Digital
de janeiro a abril de 2013. Trabalha como Bolsista de Iniciação Científica pelo
PIBIC/CNPq e no Núcleo de Tendências e Pesquisa pelo Espaço Experiência –
FAMECOS/PUCRS, onde ingressou entre os meses de agosto e setembro de 2012 até
a atualidade.
Julia Brito
21 anos, terceiro semestre de Publicidade e Propaganda na FAMECOS/PUCRS. Faz
estágio voluntário no Espaço Experiência desde agosto de 2012, inicialmente no
núcleo de Criação como redatora e desde fevereiro de 2013 no núcleo de
Planejamento. Formou-se em Web design em 2009. Resolveu reunir a paixão por
livros, design editorial, literatura fantástica, terror e infanto-juvenil.
Julia Cunha
20 anos, estudante do 3º semestre de Publicidade e Propaganda. Trabalha no Espaço
Experiência, uma agência experimental da FAMECOS – PUCRS. Por um curto
período trabalhou no núcleo da Criação e a partir dele migrou para o núcleo de
Tendências e Pesquisa, onde ainda atua. Já realizou pesquisas qualitativas e
quantitativas destinadas para a própria agência e está realizando, neste semestre, uma
pesquisa para a PROACAD.
Natalia Batista
18 anos, cursa o 3º semestre de Publicidade e Propaganda na FAMECOS/PUCRS.
Trabalhou por 2 meses na empresa Santa Festança como assessora de eventos em
2012. Atualmente trabalha no TECNOPUC como assessora de comunicação. Tem
conhecimento em Adobe Illustrator e em Adobe Photoshop. Fez o curso/estágio
voluntário da Junior Achievement, que atuou como diretora de marketing em 2010.
Victoria Venturella
19 anos, cursa o terceiro semestre da faculdade de Publicidade e Propaganda na
Faculdade de Comunicação Social da PUCRS - Famecos. Em 2009, trabalhou no
projeto Junior Achieviment como vendedora e ganhou o prêmio Melhor Vendedor de
sua empresa. Atualmente trabalha no núcleo Audiovisual do Espaço Experiência,
empresa de comunicação da Famecos.
CONTATOS
Biagio D’Angelo
Professor de Escrita Criativa e Fundamentos de Estudos Literários na Faculdade de
Letras da PUCRS. Italiano, trabalhou em diversas universidades internacionais e
possui diversos livros publicados. Entre eles “Benjamin. Poema com desenhos e
músicas” (São Paulo: Melhoramentos, 2011) que ganhou o Premio Jabuti 2012 no
âmbito da Literatura Infanto-juvenil.
Rogério Luiz da Silveira Fraga
Professor de Produção Gráfica e Portfolio na FAMECOS/PUCRS. Também atua como
coordenador do núcleo de Design Editorial do Espaço Experiência.
Danusa Almeida de Oliveira
Professora de Design Publicitário I e II na FAMECOS/PUCRS tem experiência em
design e mercado editorial.
Vitor Necchi
Formado em Jornalismo, é professor na FAMECOS e leciona diversas disciplinas
relacionadas à mídia impressa, texto jornalístico, jornalismo literário e de opinião.
Susana Gib Azevedo
Formada em Psicologia. Professora de Comportamento do Consumidor, Criatividade,
Expressão Oral e Negociação, e diversas outras cadeiras na FAMECOS e em outras
unidades da PUCRS.
Silvana Maria Sandini
Leciona Internet e Publicidade, Produção de Mídia Impressa em RP, Comunicação
Digital Corporativa, entre outras. Possui vasta experiência em Webdesign.
Cassio Sclovsky Grinberg
Formado em Economia, leciona Planejamento Publicitário I, Comunicação
Mercadológica e outras disciplinas voltadas a marketing na FAMECOS/PUCRS
Denise Avancini Alves
Leciona disciplinas como Projeto de Pesquisa em Publicidade e Propaganda,
Tendências de Mercado em Publicidade e Propaganda na FAMECOS/PUCRS e é
formada em Relações Públicas.
Ana Marcia Martins da Silva
Professora de Português aplicado a Comunicação I e II na FAMECOS/PUCRS,
também leciona Leitura e Produção Textual na FALE (Faculdade de Letras) da
PUCRS.
Rosane Teresinha Palacci dos Santos
Professora de Pesquisa de Mercado em Publicidade e Propaganda I na
FAMECOS/PUCRS.
1.5 PREÇO
O preço dos títulos da Editora Velvet (e do selo Trick or Treat) será composto pelo
valor da produção gráfica, direitos autorais e 15% de margem de lucro.
As edições limitadas variam de preço, de acordo com o material utilizado para a
produção e a quantidade de exemplares fabricados.
Os preços serão diferenciados para as livrarias que comprarão em grandes
quantidades. Também venderemos online, através de nosso site.
1.6 COMUNICAÇÃO
A Editora Velvet terá seu próprio site, onde disponibilizará as principais informações
relativas à empresa e um catálogo online de todos os seus títulos. O site também
poderá ser acessado por celulares e tablets. Nesse mesmo site também haverá uma
loja virtual onde qualquer pessoa pode adquirir um produto que poderá ser enviado
para qualquer cidade do país.
Além do site, e Editora estará presente no Twitter e Facebook, postando as principais
novidades relativas à editora, ao mercado editorial, a literatura e ao cinema de fantasia
e terror.
Também estará sempre disponível em sua sede, na Av. Benjamin Constant, para
qualquer pessoa que queira tirar as suas dúvidas ou tratar de diversas outras
propostas.
(IMAGEM DA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK)
(IMAGEM DO NOSSO PERFIL DO TWITTER)
1.7 RELAÇÃO INTERNA
A editora será dividida em atendimento, marketing e planejamento, pesquisa e design
editorial. Com esses núcleos será possível ter um maior controle e monitoração de
cada etapa da produção do material e da sua distribuição e proporcionando, também,
um melhor ritmo para as negociações com os clientes.
1.8 SEDE
A sede da Editora Velvet será na Av. Benjamin Constant, por ter salas comerciais de
preço acessível, ser perto da Av. Carlos Gomes e da Av. Assis Brasil e ser um local de
fácil acesso.
A editora oferecerá um ambiente agradável, produtivo e profissional, com salas bem
iluminadas e arejadas. Contará com estantes de livros em todo o seu escritório. Terá
salas privativas para reuniões.
2. DESCRIÇÃO EXTERNA
2.1 MICROAMBIENTE
2.1.1 CONCORRENTES
2.1.1.1 CONCORRENTES DIRETOS
Editora Darkside Books
A primeira editora do Brasil a se dedicar inteiramente ao terror e a fantasia. Publica,
além de edições normais em “paperback”, edições limitadas, com design de qualidade
e capa dura. Possui títulos de terror, fantasia e também biografias. Une cinema e
literatura em diversas publicações; disponibiliza alguns títulos gratuitamente, em
formato de e-book; aposta em um mercado bem segmentado, atingindo um público de
15 a 35 anos, que consomem em média de cinco a sete livros por mês. Não possui
nenhum selo voltado ao público infantil.
Editora LEYA
Surgiu em 2008, integrando algumas das mais importantes editoras portuguesas e
algumas africanas. Atua no Brasil desde 2009, aposta em autores de língua
portuguesa, em entregar ao público o que ele deseja, estimular a criatividade editorial e
ser um grupo de referência no mercado de língua portuguesa.
Companhia das Letras
Fundada em 1986, tem literatura e ciências humanas como principal foco. Possui
diversos selos: Companhia das Letras (“Livros de qualidade, que convidam à leitura”);
Cia das Letras (“Livros para jovens de todas as idades”); Companhia das Letrinhas
(“Livros afinados com a sensibilidade infantil”); Companhia de Bolso (“Grandes
sucessos em edição econômica”); Quadrinhos na Cia (“O melhor dos quadrinhos
nacionais e estrangeiros”); Boa Companhia; Penguin Companhia; Editora Claro
Enigma (“Excelência em livros de apoio ao professor”); Editora Paralela; Editora
Seguinte.
Editora Intrínseca
Fundada em 2003, publica ficção e não ficção, com um catálogo cuidadosamente
selecionado, unindo valor literário e sucesso comercial. Conhecida principalmente por
publicar livros que se tornaram fenômenos mundiais e best-sellers no Brasil.
Editora Rocco
Tem como compromisso publicar as melhores obras de autores nacionais e
estrangeiros. Existe desde 1975 e tem a meta de trazer ao leitor brasileiro as principais
tendências literárias do pensamento mundial. É conhecida, principalmente, por ter
publicado no Brasil o fenômeno literário mundial Harry Potter.
Editora Objetiva / Suma de Letras
Consolidou-se ao longo dos anos 90 e em 2005, teve boa parte de suas ações
compradas pela Sutillana. Seu selo original, a Objetiva, passou a se focar em não
ficção. Criaram um selo novo, a Suma de Letras, voltado para ficção de
entretenimento. Também possui um selo infanto-juvenil, atuando com a marca
Alfaguara Juvenil, um selo para pocket books “Ponto de Leitura”.
Editora Arqueiro
Publicam histórias de suspense, de romance à fantasia, policial, romances de época e
diversas séries. Possuem diversos livros best sellers em seu catálogo.
Globo Livros
Globo Livros é a divisão da Editora Globo que publica livros adultos e infantis com
autores como Monteiro Lobato, Oswald de Andrade, Mario Quintana, Cyro dos Anjos,
Hilda Hilst, W. Somerset Maugham, E. M. Forster e Aldous Huxley, entre outros.
Editora Novo Conceito
Fundada em 2004, atualmente possui um catálogo com mais de 200 títulos,
internacionais e nacionais, atuando na área de negócios, entretenimento, medicina e
saúde e é claro, literatura. Possui o selo Editora Novo Conceito e Editora Novo
Conceito Saúde.
Editora Novo Século
Publica obras de ficção e não ficção e autores nacionais e estrangeiros. No catálogo
constam grandes nomes da literatura. Também publicam livros de negócios, além de
romance, terror, fantasia e outros.
Editora Record
Busca sempre inovação e qualidade entre os seus títulos e é responsável pelo
lançamento de várias tendência editoriais. Publica ficção e não ficção. Possui também
dois selos: Galerinha Record, voltada ao mercado infantil; e Galera Record, focado no
público adolescente.
Editora L&PM
Conhecida principalmente por seus títulos no formato pocket book, a L&PM está
presente em boa parte das livrarias espalhadas pelo Brasil e também em bancas de
revista e supermercados. Publica desde romances clássicos internacionais e nacionais
até quadrinhos.
Editora Aleph
Fundada em 1984, busca encontrar um equilíbrio entre demandas de mercado e as
suas próprias demandas, tentando sempre ser pioneira e lançar novas tendências.
Conhecida por publicar títulos de ficção científica, também publica clássicos,
romances, e outros. Possui um extenso catálogo.
Cosac Naify
Fundada em 1997, possui um catálogo extenso que inclui títulos de máxima
importância. Além disso, publica livros de arte e outros. Suas edições são conhecidas
pelo preço elevado, muitas vezes com um papel especial ou em edição com capa dura.
TABELA
Editora Oferta Localização Parceiros Virtudes Fraquezas
Darkside
Books
- Livros de
terror e
fantasia;
- Publica
algumas
edições
limitadas, de
colecionador;
- Livros
impressos;
- Alguns e-
books
gratuitos
- Não divulgado / Contato
somente online
www.darksidebooks.com.
br/
- - Primeira e
única editora
brasileira
focada em
terror e
fantasia;
- Edições
limitadas, em
capa dura;
- Distribuição
nacional;
-Editora bem
segmentada;
-Boa atuação
online;
-Conteúdo
exclusivo
-Editora
muito
segmentad
a;
-Não atinge
o público
infantil;
-Não possui
uma loja
física nem
virtual
Editora LEYA -Livros físicos:
quadrinhos,
artes, literatura
infantil/juvenil,
romances,
entre outros
-Sede em São Paulo;
-Contato por telefone;
-Contato online.
-Principais
editoras
portuguesas;
-Editoras
africanas
-Catálogo
extenso;
-Possui mais
de um selo;
-Distribuição
nacional;
-Targets
diversificados
-Não possui
loja física
nem virtual;
Companhia
das Letras
-Livros físicos
(ficção e não
ficção);
-Pocket
Books;
-Ebooks;
-Quadrinhos
-Sede em São Paulo;
-Contato por telefone;
-Contato online.
-Editora
Penguin
Books
-Atua há muito
tempo no
mercado;
Catálogo
extenso;
-Possui
diversos selos
que atingem
uma grande
parcela de
público;
-Parceria com
a Penguin
Books;
-Distribuição
nacional;
-Loja virtual;
-Boa atuação
online;
-Ações
sociais;
-Editora
muito
“séria”,
muitas
vezes não
publicando
livros muito
comerciais;
-Não possui
loja física
Intrínseca -Livros físicos
(de diversos
gêneros);
-Ebooks
-Sede no Rio de Janeiro;
-Contato via telefone;
-Contato online;
-Parcerias
com alguns
autores;
Best Sellers;
-Ebooks;
-Boa presença
online e
offline;
-Distribuição
nacional;
-Targets
diversificados
-Não possui
loja física
nem virtual;
-Não
publica
títulos
infantis
Editora Ofe
rta
Localização Parceiros Virtudes Fraquezas
Objetiva /
Suma de
Letras
-Livros físicos
(de diversos
gêneros);
-Ebooks;
-Pocket Books
-Sede no Rio de Janeiro;
-Contato via telefone;
-Contato online
-Prisa
Edições;
-Possui vários
selos;
-Best Sellers;
-Catálogo
extenso;
-Targets
diversificados;
-Distribuição
nacional
-Não possui
loja física
nem virtual;
-Não
publica
títulos
infantis
Rocco -Livros
impressos (de
diversos
gêneros);
-Audiobooks;
-Ebooks
-Sede no Rio de Janeiro;
-Contato via telefone;
-Contato online
- -Audiobooks;
-Literatura
infantil;
-Rocco Jovens
Leitores;
-Loja virtual;
-Targets
diversificados;
-Distribuição
nacional
-Não possui
loja física;
-Design
editorial
fraco;
-Preço
elevado
Editora
Arqueiro
-Livros
impressos (de
diversos
gêneros);
-Ebooks
-Sede em São Paulo;
-Contato via telefone;
-Contato online
-Parceria
com alguns
autores;
-Editora
Sextante
-Vários títulos
de um mesmo
autor;
-Best Sellers;
-E-books;
-Séries;
-Targets
diversificados;
-Distribuição
nacional
-Não possui
livros
infantis;
-Não possui
loja física
nem online;
Globo Livros -Livros
impressos (de
diversos
gêneros), com
apoio de
diversos
autores
brasileiros;
-Sede em São Paulo;
-Sucursais em Brasília,
Rio de Janeiro e João
Pessoa;
-Contato via telefone;
-Contato online
-Parceria
com a Rede
Globo
-Relação forte
com
segmentos
jornalísticos;
-Targets
diversificados;
-Distribuição
nacional;
-Grande
presença na
literatura
nacional
-Não possui
loja física
nem online;
-Não possui
Ebooks
Editora Novo
Conceito
-Livros
impressos (de
diversos
gêneros);
-Ebooks
-Sede em Ribeirão Preto;
-Contato via telefone;
-Contato online
-Parceria
com alguns
autores
-Best Sellers;
-Distribuição
nacional;
-Targets
diversificados;
-Não possui
loja física
nem online;
-Não
publica
livros
infantis
Editora Novo
Século
-Livros
impressos (de
diversos
gêneros);
-Ebooks
-Sede em São Paulo;
-Contato via telefone;
-Contato online
-Qualitymark -Loja virtual;
-Diversos selos;
-Targets
diversificados;
-Distribuição
nacional
-Não possui
loja física;
Editora
Record
-Livros
impressos;
-Ebooks
-Sede no Rio de Janeiro;
-Contato via telefone;
-Contato online
-Record -Possui mais de um
selo;
-Forte presença na
literatura juvenil;
-Targets
diversificados;
Distribuição nacional
-Não possui
loja física
nem online;
Editora Oferta Localização Parceiros Virtudes Fraquezas
L&PM
Editores
-Pocket
Books;
-Livros
impressos
(clássicos,
quadrinhos,
biografias,
entre outros);
-Ebooks
-Sede em Porto Alegre;
-Contato via telefone;
-Contato online
-Preço;
-Catálogo
extenso;
-Formato;
-Distribuição
nacional;
-Targets
diversificados;
-Presente não
somente em
livrarias, mas
também em
bancas de
jornal,
supermercados
e papelarias;
-E-books;
-Forte presença
online
-Não possui
loja física
nem online;
Editora Aleph -Livros
impressos (de
vários
gêneros);
-Edições
comemorativa
s;
-Sede em São Paulo;
-Contato via telefone;
-Contato online
-Parcerias
com alguns
autores
-Edições
comemorativa
s;
-Publica
muitos livros
de ficção
científica;
-Loja virtual;
-Distribuição
nacional;
-Targets
diversificados
-Não possui
títulos
infantis;
-Não possui
ebooks;
-Não possui
loja física
Cosac Naify -Livros
impressos (de
vários
gêneros);
-Livros em
capa dura;
-Contato via telefone;
-Contato online
-Parcerias
com editoras
internacionai
s
-Edições em
capa dura;
-Livros de
diversos
gêneros
(artes, moda,
literatura, etc.);
-Loja virtual;
-Distribuição
nacional;
-Targets
diverficados.
-Preço
elevado;
-Não possui
ebooks;
2.1.1.2 CONCORRENTES INDIRETOS
Destacamos como concorrentes indiretos as produtoras de cinema e televisão e
as editoras voltadas para a tiragem de revistas. A justificativa para a escolha destes
concorrentes é baseada no fator de que estes meios podem, de certo modo,
desestimular a leitura de livros. Não ignoramos o fato de quem também podem vir a
estimular a compra de livros, porém o nosso maior receio é a não leitura.
Globo Filmes:
A Globo Filmes também tem por objetivo promover a sinergia entre o cinema e a
televisão. Sua filmografia contempla vários gêneros, como comédias, infantis,
romances, dramas e aventuras. Suas atividades se baseiam nas parcerias com
produtores independentes e distribuidores nacionais e internacionais, em uma
associação de excelência para levar ao público o que há de melhor no cinema
brasileiro. Desde 1998, quando foi criada, a Globo Filmes produziu e/ou coproduziu
130 filmes, levando para as salas de exibição mais de 145 milhões de pessoas.
http://globofilmes.globo.com/quemsomos.htm
Zeta Filmes:
Criada em 1998, em Belo Horizonte, a Zeta é uma produtora cultural que se
dedica a realização de festivais, mostras, curadorias e exposições audiovisuais, além
de ser uma distribuidora de filmes. A produtora trabalha fortemente no segmento Indie
brasileiro, criando este para incentivar a formação de público para o cinema
independente e autoral. Para também incentivar a exibição de filmes inéditos, sem
distribuição no Brasil, muitos deles de novos diretores, e que são negligenciados pela
falta de espaço para exibição no circuito de cinemas brasileiros.
http://www.zetafilmes.com.br/quemsomos.php
The Walt Disney Company:
Criada em 1923 por Walt Disney, a empresa é considerada o maior
conglomerado de mídia e entretenimento do planeta, conhecido por seus produtos
favoráveis à família. Possuí forte presença no mundo de Fantasia, seja
cinematográfico, como no televisivo e até mesmo no editorial. Fantasia é sinônimo de
Disney. Também, dentro da empresa, existe a marca Universal, que também atua com
a produção televisiva e cinematográfica.
http://www.disney.com/
http://www.pixar.com/
http://www.universalstudios.com/
DreamWorks:
Criada em 1994, DreamWorks Studios é uma das maiores empresas
cinematográficas dos Estados Unidos, desenvolvendo, produzindo e distribuindo
filmes, Video games e programas de televisão. Tem presença em produções
fantasiosas mais contemporâneas, com filmes como Shrek e Como Treinar o Seu
Dragão, por exemplo.
http://www.dreamworksanimation.com/company
Editora Abril:
Fundada em 1950, a empresa atualmente conta com 44 cadernos diferentes
(atualmente – eram 45, mas revista PlayBoy foi desativada). E conta com 2 cadernos
voltados ao público jovem: Quadrinhos Disney e Recreio (possuía a revista
W.I.T.C.H. mas esta parou de ser publicada em 2009). Além dos quadrinhos destes,
queremos destacar também os cadernos “Mundo Estranho” e “Superinteressante”,
que chamam atenção para temas diversos, que englobam o mundo Fantasioso/
Fantástico e, de certa forma, o de Terror. Destacando a empresa como uma possível
concorrente indireta da marca.
http://www.grupoabril.com.br/institucional/historia.shtml
Nickelodeon:
Fundado em 1979, canal de televisão por assinatura americano que pertence
à MTV Networks, uma empresa subsidiária da Viacom. Tem o público infanto-juvenil
como alvo. Além dos Estados Unidos, o canal possui filiações em 128 países e é
exibido em mais de 25 idiomas. O canal divide sua programação com um bloco noturno
chamado Nick at Nite, que exibe séries clássicas destinadas ao público jovem-adulto.
http://www.nick.com/
Sua sede administrativa encontra-se em Nova York e seus principais estúdios
em estão em Hollywood e Burbank na Califórnia.
Cartoon Network:
Canal de televisão por assinatura que tem o público infanto-juvenil como
alvo. É propriedade da rede Turner Broadcasting System. O canal foi lançado em 1
de outubro de 1992, depois que Turner comprou o estúdio de animação com desenhos
de Hanna-Barbera em 1991. Possuía uma programação voltada para adultos
denominado Adult Swin que ia ao ar das 22h às 6h (em 2007 os blocos passaram a ir
ao ar a partir da 1h, devido a problemas com o público mais jovem). Em 2008 o bloco
foi transferido da programação do Cartoon Network para o canal I-Sat, que tem
adultos público-alvo (18 – 39 anos).
http://www.cartoonnetwork.com/
Atores de Mercado:
Atuante Meio Público-Alvo Localização Aspectos que
podem ser
explorados
Possíveis Ameaças
Globo Filmes Cinema e
Televisão
Abrangente, sem
especificação por
possuir muitos
produções que
contemplam todas as
faixas etárias (cada
um contempla um
grupo etário
específico)
Rio de
Janeiro, RJ -
Brasil
Podem ajudar
a reproduzir
livros
nacionais em
filmes.
Vinculada a marca Globo
e, consequentemente a
editora Globo, nossa
concorrente.
Além disso, também
estimula a seletividade de
informação (pessoas dar
preferência a um meio).
Zeta Filmes Cinema Trabalha com
produções
independentes. Tem
produções
abrangentes, sem
definição etária.
Trabalha com o
conceito tribal da tribo
dos “indie”.
Belo
Horizonte,
MG – Brasil
Temos o
público indie
como alvo.
Zeta filmes
produz obras
indie, seria um
meio
interessante
para
reprodução e
divulgação de
nossas
produções.
As pessoas que assistem
os filmes podem não
querer ler o livro depois
(no caso de reproduções).
Por ser um outro tipo de
meio, pessoas podem dar
preferência só para este
meio.
Disney Pixar,
Universal
Cinema e
Televisão
Abrangente, sem
especificação por
possuir muitos
produções que
contemplam todas as
faixas etárias (cada
um contempla um
grupo etário
específico)
Orlando,
Florida -
USA.
Podem
reproduzir os
livros
impressos e
estimular que
as pessoas
leiam ele.
Também
podem
incentivar a
leitura de
releituras
produzidas
pela editora
através da
relação feita
com os
Contos de
Fadas
apresentados
pela Disney.
As pessoas que assistem
os filmes podem não
querer ler o livro depois
(no caso de reproduções).
Por ser um outro tipo de
meio, pessoas podem dar
preferência só para este
meio.
Atuante Meio Público-Alvo Localização Aspectos
que podem
ser
explorados
Possíveis Ameaças
DreamWorks Cinema e
Televisão
Abrangente.
Contempla todas
as faixas etárias
por trabalhar com
produções
voltadas para a
temática de
fantasia.
Glendale, CA
- USA
Apresentam
a temática de
Fantasia,
“contos de
fadas”, de
uma maneira
diferente e
inovadora
contando
com
tecnologia 3D
em
produções de
sucesso com
alta
qualidade.
A
DreamWorks
não costuma
reproduzir
livros (pelo
menos, não
fielmente), o
que torna
possível o
inicio de uma
parceria
inovadora.
Por não costumar
reproduzir livros,
talvez não seja viável
para a DreamWorks
uma parceria.
As pessoas que
assistem os filmes
podem não querer ler
o livro depois (no
caso de
reproduções).
Por ser um outro tipo
de meio, pessoas
podem dar
preferência só para
este meio.
Nickelodeon Televisão Infantil. Possui
algumas
reproduções das
suas produções
par ao cinema,
mas nada muito
significante.
Cidade de
Nova Iorque,
NY – USA.
São Paulo –
SP.
Possui
parcerias
com a
DreamWorks.
Não tem como
característica a
reprodução de livros
em suas produções.
Pode prejudicar a
editora por ser um
outro tipo de meio.
Pessoas podem dar
preferência só para
este meio.
Atuante Meio Público-Alvo Localização Aspectos que
podem ser
explorados
Possíveis Ameaças
Cartoon
Network
Televisão Abrangente. Possui
produções
específicas para o
publico infantil e
produções para os
públicos de maior
idade.
Atlanta, GE –
USA.
Não oferece
opções
relevantes para
a empresa.
Não tem como
característica a
reprodução de livros
em suas produções.
Pode prejudicar a
editora por ser um
outro tipo de meio.
Pessoas podem dar
preferência só para
este meio.
Editora
Abril
Editorial –
Cadernos
e Revistas
Depende do
caderno.
Superinteressante:
12 - 16 anos.
Mundo Estranho:
12 - 16 anos.
Rio de
Janeiro, RJ –
Brasil.
Pode ser criado
um selo em
parceria com a
Abril para a
reprodução de
uma revista da
Velvet.
Também pode
divulgar os
nossos livros
em cadernos
temáticos . Ex:
Mundo
Estranho.
Por ter cadernos que
tratem dos temas de
Fantasia e Terror
(mundo estranho,
quadrinhos, etc).
Pode “roubar”
públicos que tenham
preferência por uma
“leitura mais rápida”.
2.1.2 CLIENTES POTENCIAIS
Os clientes em potenciais são Livrarias, Escolas, Portais e Gráficas. É
importante conhecer estes clientes, que tem como objetivo vender e disponibilizar
livros através de lojas físicas e online, pois facilitará para a Editora Velvet selecionar
seus clientes e saber como eles poderão ajudá-la a entrar no mercado e agregar valor
ao nosso produto.
Segue abaixo a descrição dos clientes:
Livrarias
- Saraiva: É a maior livraria do Brasil em faturamento e atua no varejo de livros, filmes,
músicas, produtos de papelaria, informática, eletrônicos, games e etc. A empresa está
espalhada em 20 estados brasileiros.
http://www.livrariasaraiva.com.br/nossas-lojas/
- Livraria Cultura: A livraria Cultura é uma grande empresa, situada em vários estados
brasileiros. O objetivo da empresa é se destacar com os seguintes atributos:
profissionalismo dos funcionários, catálogo diversificado, comercializa ebooks e
audiobooks e tem uma linha de produtos exclusivos. A Cultura é palco de atividades
infantis, sessões de autógrafos, cinema, cursos, espetáculos, exposições, música e
palestras em todas as cidades nas quais está instalada.
http://www.livrariacultura.com.br/scripts/comum/faq/quemsomos.asp
- Fnac: A empresa Fnac atua em diversos estados brasileiros, mas a maioria das suas
lojas está disposta em São Paulo. A empresa, além de vender livros, vende
eletrônicos, filmes, instrumentos musicais e etc. Tem como objetivo proporcionar para
o cliente múltiplos produtos, ampla variedade de marcas e, claro, profissionalismo dos
funcionários para com o cliente.
http://www.fnac.com.br/index.html?gclid=CO73wpOUurcCFfHm7AodZEEAQQ&prt=fna
c_bran
Escolas
Biblioteca – Colégio Anchieta: A biblioteca tem como objetivo usar as ferramentas e
tecnologias para ampliar e qualificar os serviços que oferece, disponibilizando múltiplos
pontos para acessar o conhecimento. O espaço oferece um leque de opções
bibliográficas e digitais aos seus usuários.
http://www.colegioanchieta.g12.br/colegio/estrutura-fisica/bibliotecas/
Biblioteca – Colégio Marista Rosário: A Biblioteca Irmão Rogélio Doncel Gonzalez
visa instigar e acompanhar o processo de leitura do jovem, para que através dela, ele
aumenta seus conhecimentos e sua capacidade crítica e reflexiva. A biblioteca é
segmentada, portanto possui o segmento infantil – Biblioteca Infantil O Pequeno
Príncipe – que atendem todos os alunos da educação infantil e 1º ano com agenda
uma vez por semana para a retirada de livros e momentos de Hora do conto.
http://colegiomarista.org.br/rosario/biblioteca/sobre
Biblioteca Central Irmão José Otão: A Biblioteca atende à comunidade universitária
nos setores de ensino, pesquisa e extensão, cobrindo todas as áreas do
conhecimento. A meta é enriquecer o seu acervo através da aquisição de livros,
periódicos, bases de dados e todo o tipo de apoio educacional, e colocar a disposição
do pesquisador.
http://www3.pucrs.br/portal/page/portal/biblioteca/Capa/BCESobre
Biblioteca – Bibliotequinha (Colégio Farroupilha): O objetivo principal é estimular o
gosto pela leitura. Seguindo esse objetivo a escola decidiu incorporar ao horário de
aula, dos alunos do Ensino Fundamental, um período dedicado a bibliotequinha, onde
é realizado hora do conto, leitura, teatro e empréstimo domiciliar.
http://colegiofarroupilha.g12.br/servicos/biblioteca/bibliotequinha
Portais
Submarino: O Submarino tem o compromisso com a privacidade e a segurança de
seus clientes durante todo o processo de navegação e compra pelo site. É uma loja
online que vende diversos produtos. O principal interesse da Editora Velvet no
Submarino é que boa parte das vendas do portal se concentra nos livros.
http://www.submarino.com.br/estaticapop/saibaMaisGaranti
Gráficas:
D-21: A gráfica digital D-21 tem como diferencial fazer uma impressão rápida, fácil e
personalizada. Com anos de experiência gráfica, a empresa investe em qualidade em
atendimento, equipe qualificada e maquinário de última geração. Buscam eficiência e
agilidade para, segundo a empresa, atender um mercado conectado, com
necessidades específica e muito exigente.
http://www.d21.com.br/index.php/empresa
Impressul: A Impressul é considerada a gráfica gaúcha mais premiada. A empresa
tem incorporado em seus propósitos se manter atualizada tecnologicamente buscando
a crescente satisfação de seus colaboradores internos. A gráfica, em 2004, adquiriu
uma máquina impressora digital para grandes formatos.
http://www.impresul.com.br/
Dolika-Afa: A empresa é moderna, atual e está sempre buscando inovar seus serviços
e acompanhar as últimas novidades em tecnologia gráfica, além disso, procuram se
especializar o atendimento, oferecendo conhecimento, experiência, e principalmente,
soluções. Tem mais de 30 anos no mercado.
http://www.dolika-afa.com.br/index.php?controller=home
Gráfica Editora Palloti: A gráfica e editora Pallotti pertence à Sociedade Vicente
Pallotti e possui duas rotativas no parque gráfico do bairro Passo d'Areia.
http://www.pallotti.com.br/grafica/
2.2 MACROAMBIENTE
Setor Econômico
A economia depende bastante da atuação do consumidor no mercado, dos
investimentos dele e satisfação por crescer mais ou estagnar, sem prospecção para o
futuro. De acordo com uma sondagem realizada pelas expectativas dos consumidores
em geral, pode-se considerar que a confiança do consumidor atua como fator redutor e
indutor do crescimento econômico. Outro ponto importante é o monitoramento do
sentimento do consumidor que tem como objetivo produzir sinalização de suas
decisões de gastos, sendo um indicador útil na hora de traçar um perfil econômico.
Isso tudo é importante para uma empresa que quer se reerguer e precisa entender do
que está acontecendo lá fora e o que tende a crescer, ou como a economia reage se a
empresa estagna e não almeja expandir, tendo muitas chances de cair fora do
mercado ou como reage a partir de um crescimento evidente na empresa, tentando se
enquadrar no grupo dos fortes, ou o que pode me afetar diretamente e indiretamente.
Todos esses pontos têm que ser considerados pela Editora Delfos, que está à procura
de uma explicação social, cultural, comportamental, econômica e tecnológica para
entrar no mercado.
As pequenas empresas são capazes de dinamizar a economia dos municípios e
bairros das grandes metrópoles e isso é fundamental para a Editora Delfos saber que é
possível crescer no mercado, alcançando visualização e legitimação do cliente. Uma
das mudanças será posicionar a empresa em um local estratégico na metrópole, que
seja barato, comparado aos outros bairros, e que esteja perto de dois locais
importantes de Porto Alegre, ou seja, perto da Carlos Gomes e da Assis Brasil.
www.sinduscon-rs.com.br/site/principal/conteudo_nivel_2.php?codConteudo=65;
www.rotarysp.org.br/noticias/362-a-crise-europeia-e-as-perspectivas-para-o-brasil
2.3 Demografia
A demografia brasileira vem sofrendo alterações, apresentando um novo modelo
demográfico, caracterizando-se pela diminuição da taxa de crescimento populacional e
por transformações na formação de sua faixa etária.
A população total de Porto Alegre é de 1.414.104 habitantes – dado coletado em
2011. A área da capital conta com 496,8 km² e a densidade Demográfica com 2.846,3
hab/km². A melhoria da área da saúde e a produção de novos remédios, cosméticos,
alimentos que regulam, protegem e dão força ao corpo ajudam no aumento da
expectativa de vida ao nascer que está na média de 71 anos. Na parte da economia,
constata-se que o PIBpm está em R$ mil 43.038.100, PIB per capita (2010): R$ 30.525
e as exportações totais em U$ FOB 1.434.159.666.
(Fonte: http://www2.portoalegre.rs.gov.br/anuario/default.php?p_secao=73)
A tabela acima apresenta o número de habitantes em 3 anos diferentes, notando
que houve certas mudanças. É possível destacar que com o crescimento populacional
e o aumento do comércio, os bairros que são constituídos tanto de casas como de
indústrias são, hoje, bastantes povoados, já os bairros mais localizados, como, por
exemplo, Bom Fim, mantém uma parcela mínima de habitantes comparado ao bairro
Sarandi que agrupa tanto comerciantes como moradores. Isso pode ser influenciado
também pela diminuição de filhos dos casais mais afortunados da metrópole, e de
contra partida o grande número de filhos dos casais mais simples, não tão bem
financeiramente. O maior bairro, com uma parcela grande de habitantes, foi o Rubem
Berta. Essa quantidade de pessoas saiu do centro da cidade, pois qualquer terreno era
válido para construir um comércio, hoje em dia os bairros mais distantes contam com
mais habitações, do que comércio.
2.4 Setor Tecnológico
As redes sociais invadiram de vez a vida dos brasileiros. A sua descentralização
atrai as pessoas e elas não se contentam a participar de apenas uma, mas de todas
que surgem a cada dia. O Facebook é a maior rede social do mundo com mais de 900
milhões de usuários e é a rede mais popular no Brasil atualmente, sendo o Brasil o
segundo país com mais usuários perdendo apenas para os Estados Unidos (Fonte:
http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2012/05/brasil-e-o-segundo-maior-pais-no-
facebook-diz-pesquisa.html). Compartilhar informações se tornou algo fácil através
dele, onde uma informação pode se disseminar em nível nacional através de minutos.
Tendo isso em mente, é fundamental que as empresas estejam inseridas no mundo
online e acompanhem as mudanças que acontecem nele.
A mídia offline é muito forte, mas a online não pode ser esquecida por nenhum
profissional que trabalhe com propaganda. Um comercial lançado apenas no meio
online pode ser tão efetivo quanto um lançado em uma mídia offline. Os clientes
gostam de saber que as empresas estejam em todos os meios midiáticos e que sejam
apreciadas pelos seus conhecidos, pois assim se sentem mais confortáveis na hora de
comprar.
2.4 Fenômeno da Segunda Tela
“Um olho na TV, outro no computador: cresce o fenômeno chamado segunda tela.”
A “Segunda Tela” é um fenômeno que passou a existir depois dos avanços das
novas tecnologias no mundo todo. Ela se tornou uma ameaça para o mercado
publicitário, pois acaba propiciando a seletividade de informação e, por consequência,
a não recepção plena da mensagem pelos canais de comunicação. Fica difícil para o
mídia mensurar o impacto das ações publicitárias, pois não é capaz de dizer para “qual
tela o consumidor está olhando”. A segunda tela, no mercado editorial, é uma ameaça
ainda maior. Por ser um tipo de estímulo, ele pode acarretar na distração e a ocupação
dos horários livres que poderiam ser utilizados para a leitura. As pessoas não
conseguem mais parar para ler um livro, elas leem enquanto assistem televisão e
mexem no Facebook através do celular.
Pesquisas revelam que o fenômeno da segunda tela só tende a aumentar. De
acordo com a pesquisa da Motorola, 43% dos brasileiros já usaram mídias sociais para
recomendar algum programa de TV. É possível, com esse fenômeno, que em pouco
tempo cada programa terá seu próprio aplicativo. Mestre em estudos televisivos,
Sheron Neves, afirma que em pouco tempo os brasileiros estarão habituados a baixar
aplicativos de programas e interagir com os conteúdos oferecidos.
“As experiências dos usuários estão mudando. Na segunda tela, as pessoas
participam de um evento, têm iniciativa, fazem parte da narrativa” — analisa
Fábio Canatta.
http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/segundo-caderno/noticia/2013/04/um-olho-na-tv-outro-no-computador-
cresce-o-fenomeno-chamado-segunda-tela-4120120.html
http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/segundo-caderno/noticia/2013/04/fenomeno-segunda-tela-experiencia-coletiva-
4120119.html
2.5 MTV
Desde 2012, a MTV Brasil é assolada por boatos sobre a sua possível venda ou
falência. Para evitar o completo fechamento da emissora, o Grupo Abril devolveria a
marca para a empresa americana que recebe valor anual pelo aluguel da marca. A
primeira ideia seria mudar o nome, deixando de ser “MTV Brasil”, e apostaria apenas
em produções nacionais. Já a segunda, com custos mais baixos, a emissora também
trocaria o nome e deixaria para trás todas as suas produções, exibindo apenas
documentários e videoclipes. A Viacom, empresa americana dona da marca “MTV
Brasil”, já estaria programando o relançamento do canal no país.
“Nos últimos meses, a MTV tem cortado programas, demitindo
funcionários e enxugado sua área financeira, diante da possibilidade de
alguma composição com eventual grupo interessado em adquirir parte
dela. O contrato com a MTV americana está chegando perto de seu final
e a questão é se vale a pena renová-lo ou não. Mesmo debaixo dessas
nuvens cinzas, vem gravando pilotos de um novo programa com Daniela
Cicarelli.”
http://rd1.ig.com.br/televisao/mtv-pode-mudar-de-nome-e-perfil/179511
http://blogtvtudo.wordpress.com/tag/falencia-mtv/
2.6 GERAÇÃO DIGITAL
É evidente o crescimento do número de pessoas conectadas na internet nos
últimos anos. As empresas necessitam cada vez mais aprender a utilizar a tecnologia
a seu favor. Dados da pesquisa, do Grupo Consultores, revelam que os 100 maiores
anunciantes do país investem 13,4% do seu orçamento na comunicação digital.
Importante salientar que as redes sociais se tornaram cada vez mais notáveis no
mundo digital, desenvolvendo a geração compartilhamento.
http://www.vidadeti.com.br/index.php/tag/redes-sociais/
2.7 Livro Impresso x eBook
Os eBooks estão chegando com força no Brasil. Em 2012, nos EUA, 50% livros
de ficção vendidos eram eBooks, no Brasil este valor representava 25%. Apresentam
um custo de 30% a menos do valor de um livro impresso, além de contar com menos
custos de produção. No Brasil, existe a DLD que é a maior distribuidora de livros
digitais do país, onde conta com a parceria de cerca de 7 editoras diferentes, tais
como: L&PM, Rocco, Sextante, Novo Conceito e Record. A DLD vendeu cerca de 50
mil exemplares digitais em dezembro de 2012, um aumento de 900% em relação a
dezembro do ano anterior. As expectativas sobre o mercado de eBook é que ele passe
a ter um aumento de 250% a 300% no ano de 2013, representando 2,63% do mercado
editorial brasileiro.
Apesar do quadro parecer pessimista ao mercado editorial impresso em relação
aos eBooks. As pessoas não estão deixando de comprar livros impressos para
comprar eBooks, porém, o mercado está em baixa. A crise se reflete na redução de
preços dos livros produzidos. Os eBooks são, na verdade, um complemento ao
mercado Editorial, ele oferecem um aumento horizontal que, por enquanto, não está
interferindo na produção impressa.
2.8 GERAÇÃO Y
A Geração Y se desenvolveu em um mundo e em uma realidade
tecnologicamente avançada, tendo contato com todos os tipos de informação,
desenvolvendo um caráter seletivo para tornar essa informação em comunicação.
Desde cedo as pessoas desta geração foram acostumadas a estar em contato com
computador, televisão a cabo, celulares, jogos e etc. No computador o “jovem Y” tem a
possibilidade de estar conectado, quando quiser, na rede social e, assim, poder falar
com qualquer pessoa, independente de onde ela esteja desde que esteja conectada na
internet.
Essa geração busca inovar sempre, procuram estar atualizados sobre os fatos e
sobre todos os produtos novos que estão sendo lançados no mercado.
“Com tanta rapidez de informação, o conhecimento tende a ser superficial e por
vezes nem todo ele é absorvido, Apesar disso, a Geração Y é uma geração que
luta pelo seu futuro, luta para obter o que deseja. É uma geração que quer
crescer e procura incessantemente novas experiências de vida para se poder
desenvolver. É uma geração que promete marcar o mundo, que visa a
mudança.”
http://entrementes12c.blogspot.com.br/2013/01/geracao-y.html
2.9 QUEDA DO HÁBITO DE LEITURA
O hábito da leitura caiu no Brasil. Para Marina Carvalho, supervisora da
Fundação Educar DPaschoal, afirma que umas das razões para ter caído o numero de
leitores no país, entre o público infanto-juvenil, é a falta de estímulos vindos da família.
“Se em casa as crianças não encontram pais leitores, reforça-se a ideia de que ler é
uma obrigação escolar. Se existe uma queda no número de leitores adultos, isso se
reflete no público infantil”.
“As crianças precisam estar expostas aos livros antes mesmo de aprender a ler.
Assim, elas criam uma relação afetuosa com as publicações e encontram uma
atividade que lhes dá prazer.”
O levantamento reforça um traço já conhecido entre os brasileiros: o vínculo entre
leitura e escolaridade. Entre os entrevistados que estudam, o percentual de leitores é
três vezes superior ao de não leitores (48% vs. 16%). Já entre aqueles que não estão
na escola, a parcela de não leitores é cerca de 50% superior ao de leitores: 84% vs.
52%. Outro indicador revela a queda do apreço do brasileiro pela leitura como hobby.
Em 2007, ler era a quarta atividade mais apreciada no tempo livre; quatro anos depois,
o hábito caiu para sétimo lugar. Antes, 36% declaravam enxergar a leitura como forma
de lazer, parcela reduzida a 28%.
À frente dos livros, apareceu na sondagem assistir à TV (85% em 2011 vs. 77%
em 2007), escutar música ou rádio (52% vs. 54%), descansar (51% vs. 50%), reunir-se
com amigos e família (44% vs. 31%), assistir a vídeos/filmes em DVD (38% vs. 29%) e
sair com amigos (34% vs. 33%). "No século XXI, o livro disputa o interesse dos
cidadãos com uma série de entretenimentos que podem parecer mais sedutores. Ou
despertamos o interesse pela leitura, ou perderemos a batalha", diz Christine Castilho
Fontelles, diretora de educação e cultura do Instituto Ecofuturo, que há 13 anos
promove ações de incentivo a leitura.
Pesquisas mostram, também, que o jovem que está próximo de uma biblioteca lê
muito mais do que aquele jovem que não está perto de uma biblioteca. O país ainda
conta com muitos colégios que não possuem biblioteca. Há uma lei, aprovada em
2010, que obriga todas as escolas a ter biblioteca até 2020.
http://veja.abril.com.br/noticia/educaao/habito-de-leitura-no-brasil-cai-ate-entre-criancas
2.10 Tablets ou Livros para os filhos?
Ler por ler não faz o menor sentido. Quando se gosta de apreciar livros, a intenção é
sempre preservar aquele “objeto” da melhor maneira possível, e deixar guardado para
gerações futuras, e a questão é exatamente essa, o que preferir? Guardar livros em casa e
pagar mais caro? Ou comprar um aparelho móvel (tablets/e-reader - ebooks) que não prejudica
a leitura, e que possibilita ter um apanhado de livros num sistema só?
Pesquisas mostram o quanto vem crescendo a busca por aparelhos móveis como
tablets ou e-readers que permitem comprar ebooks. A maioria das Editoras já ofertam ebooks
dos mais variados títulos, compreendendo um público muito abrangente. No campo infantil,
estudiosos afirmam estarem contentes com o progresso das variadas formas de leitura e
acreditam ser um belo passo para o crescimento do consumo de livros digitais. Dizem que isso,
possivelmente, assustará os pais, pois muitas das crianças trocarão o livro impresso pelo
tablet/ipad.
"O universo digital exerce fascínio nos jovens e, com ajuda dos tablets, pode
apresentar a leitura para esse público de forma surpreendente", afirma Marcos
Cezar Freitas, pedagogo da Universidade Federal de São Paulo.
Ismar de Oliveira Soares, coordenador do Núcleo de Comunicação e Educação
da Universidade de São Paulo, acredita que o dispositivo eletrônico se coloca como
alternativa ao formato secular do livro impresso em papel. "Trata-se de um novo
mundo", diz. A principal vantagem, na visão dele, é a praticidade – a capacidade dos
tablets e e-readers de "carregar" centenas e até milhares de obras.” Do ponto de vista
do ensino, não há perdas para o aprendizado, defende Soares. "O que importa é o que
se lê. Não onde se lê.” Não há razões pedagógicas, portanto, para as editoras
pouparem esforços na transposição de suas obras para o formato digital. Elas agora
estão de olho nas razões de mercado – e elas são animadoras.
http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/uma-questao-que-vai-perseguir-os-pais-dar-um-montanha-de-
livros-ou-um-tablet-a-seus-filhos#texto1
2.11 Mercado Editorial
Indicadores do Censo do Livro estuda e aponta o crescimento do setor editorial.
De acordo com a pesquisa, realizada em 2012, as editoras brasileiras registraram
469,5 milhões de livros vendidos. O número de livros editados em 2011 no Brasil
cresceu 6%, com 58.192 novos títulos. Considerados pela primeira vez no estudo, os
ebooks equivalem a 9% dos lançamentos do mercado em 2011, com 5,2 mil títulos em
formato digital. O segmento mais aumentou em quantidade e faturamento foi o de
livros científicos, técnicos e profissionais.
As livrarias foram eleitas, pelos brasileiros, como o melhor ambiente para
comprar se livros 44%, seguidas de distribuidoras (20,5%), porta a porta (2,8%), igrejas
e templos (1,74%).
Quem lê?
Dados da 3ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, lançada em 2012,
mostram que há 88,2 milhões de leitores no país, 50% da população total dos 178
milhões de brasileiros com mais de cinco anos de idade. Os entrevistadores
classificam como leitores quem leu pelo menos um livro nos três meses anteriores à
pesquisa.
O escritor brasileiro mais lido no mundo é Paulo Coelho, com mais de 100
milhões de livros vendidos. Dentro da literatura latino-americana, há nomes
comparáveis aos grandes Júlio Cortazar (Argentina) e Gabriel García Marquez
(Colômbia), como Machado de Assis, Mário Quintana, Carlos Drummond de Andrade,
Jorge Amado, Clarice Lispector, Vinícius de Moraes, sem contar a cena alternativa
contemporânea, os “novos escritores brasileiros”, com nomes já bem difundidos como
Marcelino Freire, Xico Sá, Joca Reiners Terron e Índigo.
http://www.brasil.gov.br/sobre/cultura/literatura
2.12 Mercado de produtos Geek ganha força com Crowdfunding
O público consumidor de quadrinhos, animações, jogos de RPG, card games e
afins sofreu durante muito tempo com a falta de um mercado nacional que
disponibilizasse estes produtos. A dificuldade de produção e de divulgação foram
alguns dos fatores que minaram o desejo de alguns desenvolvedores de criar produtos
para esse público.
No entanto, o cenário parece estar mudando. Enquanto o governo faz a sua
parte, incluindo os jogos eletrônicos nas categorias que podem ser beneficiadas pela
Lei Rouanet, os produtores independentes tentam por suas ideias em prática com a
ajuda do financiamento coletivo. Projetos que englobam este mercado estão surgindo
cada vez com mais frequência nos sites de crowdfunding. E mais: atingindo suas
metas de arrecadação cada vez mais rápido.
Um destes casos é o jogo de RPG Violentina. Baseado no imaginário criado
pelo diretor Quentin Tarantino, em filmes como “Pulp Fiction” e “Cães de Aluguel”, o
jogo foi desenvolvido pelo arquiteto e urbanista, Eduardo Caetano, justamente para
suprir a falta de produtos originais no mercado nacional.
O projeto foi ao ar pelo Movere e, em três horas, conseguiu atingir a meta de R$
2 mil. Ao fim do prazo estipulado, o jogo havia arrecadado mais de R$ 9 mil. Segundo
Caetano, o sucesso pode ser atribuído a vários fatores, como “a criação prévia de uma
comunidade em torno do jogo, o apoio da blogosfera em parceria com a editora
Secular Games e a própria repercussão inicial que o primeiro dia da campanha gerou”,
explica.
Para ele o crowdfunding deve impulsionar o desenvolvimento desses produtos
no país. “Os geeks são pessoas extremamente criativas. Deve existir muita ideia legal
por aí, em banho-maria, esperando uma oportunidade pra sair da garagem”, afirma.
Quem também se deu bem com o financiamento coletivo foi o projeto Feed It!,
jogo digital criado por estudantes da Design de Games da Universidade Anhembi
Morumbi, que tem como base alguns elementos retirados do filme “A Pequena Loja de
Horrores”. Atualmente em desenvolvimento para iPhone, iPad e iPod Touch, o projeto,
hospedado no Catarse, ultrapassou a meta de arrecadação (de R$ 8,9 mil), somando
R$ 9.865. “Quanto mais os projetos geeks forem concretizados utilizando as
plataformas crowdfunding, mais os grandes portais de internet vão voltar suas
atenções para esse público que está em crescimento”, afirma Luiz Dias, um dos
desenvolvedores do projeto.
O sucesso dessas iniciativas nas plataformas de financiamento coletivo
impulsionou outros produtores e desenvolvedores a apostarem no crowdfunding. A
empresa Kaplan Project Comics, por exemplo, levou ao Movere o projeto do card game
Mercenary Crusade. O jogo de cartas colecionáveis foi pensado como um dos
elementos da narrativa, que também inclui brinquedos, jogos digitais e outros produtos
licenciados.
A captação do projeto está em curso. Com o dinheiro, os desenvolvedores
pretendem realizar a primeira tiragem do jogo. Para fazer com o que o projeto chegue
ao maior número de pessoas – fase essencial para financiar um projeto coletivamente -
, eles apostam na divulgação através de sites voltados para o universo geek e nas
redes sociais, especialmente o Facebook. “Essas duas estratégias são fundamentais e
capazes de criar o „buzz‟ necessário para que alcancemos quem nunca ouviu falar de
nosso trabalho”, afirma o desenvolvedor Alex D‟ates.
Para ele, o mercado nacional geek deve apostar no licenciamento de marcas e
produtos voltados para esse nicho. Este é o caminho que a Kaplan Project Comics
deve seguir. “Nosso empenho é de criar um universo de personagens e histórias
consistente, bem como de produtos que partem desse todo”, declara.
Há 51 dias do término da fase de arrecadação, o projeto Card Goblins já
superou a meta de R$ 3 mil. “O jogo tinha tudo para dar certo, mas como não há cases
de Card Games independentes, seria muito arriscado bancar e não acharíamos um
investidor que quisesse arriscar”, diz Tiago Junges, desenvolvedor do jogo de cartas,
sobre a escolha de colocar o projeto para financiamento coletivo.
Para ele, existe uma nova “moda geek” que deve aquecer o mercado brasileiro e
incentivar os produtores a tirarem da gaveta seus projetos. “Presenciamos um grande
„bum‟ no mercado nacional independente de RPGs no ano passado e acredito que ele
se estenderá aos jogos de tabuleiro em 2012/2013”, afirma.
Quanto à eficácia das plataformas de financiamento coletivo, ele declara: “O
crowdfunding ajuda o independente a se tornar visível e temos muita gente boa
produzindo muitos jogos e materiais bons por aí, só esperando uma oportunidade para
aparecer”.
(http://www.culturaemercado.com.br/crowdfunding/mercado-de-produtos-geek-ganha-forca-com-
crowdfunding/)
2.13 A Copa, as Olimpíadas e o entretenimento
Com a Copa do Mundo de 2014, o mercado já começa a se aquecer. O mercado
imobiliário de Porto Alegre está cada vez mais movimentado e o interesse de
investidores – de todo o Brasil – em aplicar em imóveis aumentou muito e o país, como
um todo, espera ter benefícios direta e indiretamente de aproximadamente R$183
milhões (http://noticias.vivareal.com.br/copa-de-2014-movimenta-o-mercado-
imobiliario-de-porto-alegre/).
O Brasil se tornou um dos destinos mais procurados para eventos
internacionais: em 2012, o setor movimentou R$84 bilhões e especialistas acreditam
que deve triplicar de tamanho até 2014. O crescimento do mercado de shows no Brasil
é significativo não apenas no eixo Rio-São Paulo, mas em diversos outros destinos
brasileiros, inclusive em Porto Alegre com shows como Paul McCartney e Elton John.
A crise na Europa, o crescimento do poder aquisitivo, a copa de 2014, as Olimpíadas
entre outras causas foram os responsáveis por tornar o Brasil uma grande opção
nesse mercado
(http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/60148_O+MUNDO+DESCOBRE+O+BRASIL)
2.14 Espaços Multiusos – Beira-Rio
Outro espaço que está ganhando forma, que passa por mudança e
modernização, é o estádio Beira-Rio, que receberá 5 jogos da Copa do Mundo de
2014. A mudança principal decorre da Copa, porém isso não impede que o estádio
seja multiuso.
Além da Copa, o estádio estará pronto para sediar qualquer jogo nacional ou
internacional. No futuro terá capacidade para receber, assim como a Arena do Grêmio,
grandes figuras da música. Outra novidade é que complexo esportivo é sustentável, a
água da chuva será aproveitada para irrigar o gramado e os jardins.
O que mais terá, além do estádio?
 Mais de mil metros de área para restaurantes, voltados para o Guaíba.
 Bares localizados em todos os setores do estádio.
 44 módulos comerciais
 Passam de 33 para 70 camarotes.
 A capacidade de sanitários será quatro vezes maior.
 Complementação de sistemas de informação do estádio.
 O torcedor terá mais espaço para se acomodar na arquibancada.
 O gigante será coberto.
 Haverá um anel circundando todo o estádio, que servirá para as pessoas
circularem e se integrarem.
http://bolaemjogobeirario.blogspot.com.br/2011/05/ilustracoes-do-novo-beira-rio.html
http://www.internacional.com.br/pagina.php?modulo=16&setor=195
2.15 Espaços Multiusos – Arena do Grêmio
Hoje em dia grandes empresas estão investindo em espaços multiusos, como a
Arena do Grêmio, que suporta jogos de futebol, shows, e outros grandes eventos. Essa
é uma tendência mundial afinal esses tipos de obra são de grande investimento por
parte das empresas e esse investimento retorna para os empreendedores mais rápido,
já que esses espaços não são direcionadas apenas a um tipo de evento.
No caso da arena foi investido um grande valor para a construção do estádio.
Grandes eventos foram e vão ser realizados na Arena, como por exemplo: Jogo contra
a pobreza, Show do Roberto Carlos e em maio/junho amistoso entre as seleções
brasileira e francesa. Além do estádio, a OAS tem a intenção de construir prédios
comerciais. O governo promete grandes investimentos em melhorias aos arredores do
estádio.
Alguns dados sobre a Arena:
 6 acessos para o estacionamento.
 14 elevadores para o público em geral.
 4 rampas de acesso para o mezanino.
 Mais de 600 vagas de estacionamento exclusivas para área dos camarotes e
cadeiras gold.
 Certificação leed, que garante ambiente interno mais saudável contribuindo para
a melhoria da qualidade e do conforto térmico.
 Acessos exclusivos para camarotes e cadeiras gold.
http://www.estadao.com.br/especiais/gremio-coloca-o-brasil-no-1-mundo-das-arenas-,189884.htm
Infográfico:
As principais diferenças do estádio Olímpico para o Arena.
2.16 Transporte – Aeromóvel
O Aeromóvel é um meio de transporte automatizado, em via elevada que tem
como função permitir a integração e acesso rápido e direto das pessoas ao terminal
aeroportuário.
A linha contará com dois veículos. Este veículo não possui motor, o transporte
propulsa pneumaticamente, ou seja, há um duto dentro da via com ventiladores que
sopram – em alta eficiência energética – um vento que impulsiona o Aeromóvel.
Informações do novo transporte:
 Extensão: 998 metros em via elevada.
 Terminais: dois (um na Estação Aeroporto da Trensurb, outro no Terminal 1
do Aeroporto Salgado Filho).
 Veículos: dois (um com capacidade para 150 passageiros e outro para 300).
 Tempo estimado do percurso total: 90 segundos.
 Investimento estimado: R$ 37,8 milhões. Recursos do Governo Federal.
 Prazo estimado para conclusão: primeiro semestre de 2013.
 Demanda prevista do sistema: 7,7 mil passageiros por dia.
 Execução das obras: Aeromóvel Brasil S.A. (pacote tecnológico), Premold
S.A. (via elevada), T'Trans (veículos) e Rumo Engenharia Ltda. (estações).
http://www.trensurb.gov.br/paginas/galeria_projetos_detalhes.php?codigo_sitemap=87#prettyPhoto
2.17 Espaço Urbanístico – Revitalização da orla do Guaíba.
O projeto já foi lançado, as imagens já foram feitas simulando o espaço, a
disposição dos ambientes na orla, criando espaços de convivência. A área total é de
1,5km de extensão, um imenso espaço que agregará um valor importantíssimo na vida
do porto alegrense. A expectativa é que o projeto seja concluído em 2013.
Dados gerais
Iluminação por toda a orla.
Existência de restaurantes, bares, sanitários, vestiários, locais de apoio para os
ambulantes e módulo de segurança.
Arquibancadas formadas pelo relevo natural do terreno.
A orla será acessível durante as 24H.
Pela proposta, haverá para o chão um concreto com bolas de gude que irão refletir a
luz do sol.
http://www.curtopoa.com.br/noticias/curiosidades/revitalizacao-orla-guaiba
http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2012/02/orla-do-guaiba-deve-estar-
revitalizada-no-final-de-2013-preve-prefeito-3665237.html
2 ANÁLISE
3.1 MATRIZ SWOT
PONTOS FORTES PONTOS FRACOS
• Sócios que atuam na área de
comunicação;
• Contatos na área;
• Boa comunicação online;
• Presente nas redes sociais;
• Subdivisões na empresa para um
maior controle;
• Sede em um local de fácil acesso
para qualquer zona de Porto Alegre;
• Qualidade nas produções;
• Produções temáticas (livros de
colecionador);
• Contempla um mercado que não é
muito explorado pelos concorrentes;
• Livros virtuais;
• Edições de colecionadores
• Empresa nova no mercado;
• Inexperiência dos gestores;
• Não possui clientes;
• Atinge apenas uma categoria de
leitores;
• Concorre com grandes editoras que
trabalham com títulos de todos os
assuntos;
• Edições especiais possuem preços
elevados
OPORTUNIDADES AMEAÇAS
• Programa do governo que distribui
livros para as escolas;
• Crescimento na venda de tablets;
• Crescimento na venda de livros;
• Lançamento de filmes de
terror/fantasia que surgem de livros;
• Necessidade dos consumidores de
possuir o produto e tê-lo em mãos;
• Aumento de colecionadores;
• Queda da frequência a bibliotecas
(“quero ler um livro, vou à livraria”);
• Aumento do poder aquisitivo;
• Ascensão da classe C;
• Bancos disponibilizam contas
universitárias
• Crescimento no uso de
computadores;
• Fenômeno da segunda tela;
• Aumento de jovens habilitados a
dirigir (menos tempo ocioso para
leitura);
• Lançamento de filmes de
terror/fantasia que surgem de livros;
• Crianças trocam o hábito de ler pelo
hábito de assistir a desenhos
animados;
• Aumento de lugares com
entretenimento (induzem as pessoas
a passarem seu tempo livre
acompanhadas)
3.2 FATORES CRÍTICOS
FATORES POSITIVOS FATORES NEGATIVOS
 Crescimento na venda de
livros
 Público fiel
 Qualidade nas produções
 Livros de fantasia/terror
como tendência
 Livros virtuais
 Empresa nova no mercado
 Concorre com grandes
editoras
 Crescimento no uso de
computadores;
 Fenômeno da segunda tela
 Crianças trocam o hábito de ler
pelo hábito de assistir a
desenhos animados
3 OBJETIVOS, ESTRATÉGIAS E AÇÕES
OBJETIVOS ESTRATÉGIAS AÇÕES
Objetivo 1: Conseguir 300.000
acessos no site até julho de
2014
• Controle:
A partir do próprio site
que terá controle de
acessos diários
1) Apresentar a Editora
Velvet para o público
2) Aproximar-se do
público Geek
3) Divulgar a Editora em
livrarias, Facebook e
blogs de cultura geek
1) Criar de site interativo
com venda online
2) Fazer coquetel de
lançamento
3) Assessoria de
Imprensa
Objetivo 2: 1.000 likes no
Facebook da Editora até julho
de 2014
• Controle: Através da
página do Facebook, que
disponibiliza os dados e
gráficos de likes e
comentários na rede
social
3) Divulgar a Editora em
livrarias, Facebook e
blogs de cultura geek
4) Divulgar o Facebook
no próprio site
5) Possuir interatividade
com os usuários das
redes sociais
4) Criar promoções na
página da Editora
5) Patrocinar publicações
6) Criação do aplicativo
para smarthphones e tablets
da empresa
7) Ter um núcleo de Web
Objetivo 3: Fidelizar 100
clientes durante o primeiro
ano da empresa (até
dez/2014)
• Controle: O site da
empresa terá o cadastro
de cada cliente,
poderemos monitorar
quantas compras são
feitas por cada um.
5) Possuir interatividade
com os usuários das
redes sociais
6) Manter-se sempre
presente nos meios de
comunicação e PDVs
7) Oferta atrativa do
produto
8) Consolidar a
credibilidade e fidelizar
através do diferencial da
Editora Velvet
8) Estimular a compra
9) Dar brindes junto aos
livros
10) Nos PDVs criar
estruturas diferenciadas que
chamem a atenção e
interativas
11) Cartão-fidelidade
Objetivo 4: Conseguir os
direitos autorais de 200
títulos até dezembro de 2014
• Controle: A partir da
liberação de cada título.
9) Fazer contatos com
autores e grandes
editoras
10) Posicionar a
empresa como
referência de livros na
categoria fantasia/terror
11) Focar em autores
novos e desconhecidos
12) Frequentar feiras de
livros em todo território
nacional e, se possível,
internacional
13) Promover encontros
anuais de escritores e leitores
14) Fechar parcerias com
escritores que estão recém
ingressando no mercado
Objetivo 5: Vender 20.600
exemplares até dezembro de
2014)
• Controle: A partir do
site, que contabilizará o
número de vendas,
discriminando quais
exemplares são os mais
vendidos
5) Possuir interatividade
com os usuários das
redes sociais
7) Oferta atrativa do
produto
12) Promoção da
empresa
13) Trazer novos nomes
para o mercado nacional
4) Criar promoções na página
da Editora
8) Estimular a compra
13) Promover encontros
anuais de escritores e leitores
15) Coleções Especiais
16) Desconto em compras
grandes
Objetivos, Estratégias e Ações.
Objetivo 1: Conseguir 300.000 acessos no site até julho de 2014
Controle: A partir do próprio site que terá controle de acessos diários
 Estratégias:
1) Apresentar a Editora Velvet para o público;
2) Aproximar-se do público Geek;
3) Divulgar a Editora em livrarias, Facebook e blogs de cultura geek
 Ações:
1) Criar de site interativo com venda online
A criação do site será feita juntamente com o lançamento da Velvet (JAN/2014), terá
um setor específico na empresa para a sua manutenção. O site da editora contará
com a publicação de conteúdos sobre o universo da literatura de fantasia, além de
também possuir o setor de compras online, para que o público possa acessar as
novidades da categoria para se informar e adquirir as novidades sem sair de casa.
2) Fazer coquetel de lançamento da Editora Velvet na rede de livrarias Cultura
Para que a Editora seja mais conhecida pelo público haverá a realização de um
coquetel de lançamento da marca. A Livraria Cultura é referência em livrarias no
país. O evento acontecerá simultaneamente em Porto Alegre e São Paulo,
inicialmente (JAN/2014). A medida que a empresa for se expandindo será feito o
coquetel nas demais cidades.
3) Assessoria de Imprensa
Um profissional de relações públicas será responsável pela assessoria de imprensa
da editora. O setor visará criar uma boa relação entre empresa e os meios de
comunicação, mostrando a Velvet e suas inovações de forma com que o público se
interesse por ela.
Objetivo 2: 1.000 likes no Facebook da Editora durante o primeiro semestre de 2014
Controle: Através da página do Facebook, que disponibiliza os dados e gráficos de
likes e comentários na rede social
 Estratégias:
3) Divulgar a Editora em livrarias, Facebook e blogs de cultura geek
4) Divulgar o Facebook no próprio site
5) Possuir interatividade com os usuários das redes sociais
 Ações:
4) Criar promoções na página da Editora
Além de publicações diárias, sobre temas referentes ao universo da fantasia, a
rede social também fará sorteios (do tipo “curta, compartilhe e concorra”)
mensalmente para disponibilizar vale-descontos para seus seguidores.
5) Patrocinar publicações
No Facebook é possível patrocinar publicações, ou seja, fazer com que os seus
posts apareçam na timeline de quem curta páginas semelhantes a sua e,
possivelmente, interesse-se pela Velvet.
6) Criação do aplicativo para smarthphones e tablets da empresa
O aplicativo contará com a venda e catálogo de livros disponíveis. É previsto
para o segundo semestre de 2014.
7) Ter um núcleo de Web, especialmente para criação de conteúdos
para a rede social.
O setor de Web contará com publicitários e webdesigners que se
responsabilizarão pela pesquisa e reprodução de informações e novidades no
meio dos livros de fantasia e afins. A sua criação acontecerá em paralelo com a
criação do site e da página no Facebook.
Objetivo 3: Fidelizar 100 clientes durante o primeiro ano da empresa (até dez/2014)
Controle: O site da empresa terá o cadastro de cada cliente, poderemos monitorar
quantas compras são feitas por cada um.
 Estratégias:
5) Possuir interatividade com os usuários das redes sociais
6) Manter-se sempre presente nos meios de comunicação e PDVs
7) Oferta atrativa do produto
8) Consolidar a credibilidade e fidelizar através do diferencial da Editora Velvet
 Ações:
8) Estimular a compra
Com venda de coleções especiais, promoções a partir de número 3 de compras,
frete grátis para região sul e sudeste do Brasil.
9) Dar brindes junto aos livros
Disponibilizar “atrativos” após a compra para satisfazer o consumidor e fazer
com que ele se sinta valorizado pela Editora Valvet.
10) Nos PDVs criar estruturas diferenciadas que chamem a atenção e
interativas
As pessoas se movem pela aparência, logo é importante colocar atrativos no
PDV que chamem a atenção do consumidor, que ele se sinta bem e que saiba
que a Editora Valvet tem potencial para inovar e diferenciar.
11) Cartão-fidelidade
Seria um cartão para acumular bônus que podem ser trocados por descontos,
brindes exclusivos.
Objetivo 4: Conseguir os direitos autorais de 200 títulos até dezembro de 2014
Controle: A partir da liberação de cada título
 Estratégias:
9) Fazer contatos com autores e grandes editoras
10) Posicionar a empresa como referência de livros na categoria fantasia/terror
11) Focar em autores novos e desconhecidos
 Ações:
12) Frequentar feiras de livros em todo território nacional e, se possível,
internacional
Manter a equipe de editores bem informados e inteirados do mercado de
trabalho, do ambiente externo, pois assim podemos nos defender de possíveis
barreiras do mercado.
13) Promover encontros anuais de escritores e leitores
Promover para o leitor um encontro agradável com escritores é importante, pois
o estimula a comprar mais livros e ter o contato com diversas culturas.
14) Fechar parcerias com escritores que estão recém ingressando no
mercado
Dar oportunidade para os escritores que estão iniciando a carreira é uma ótima
oportunidade, tanto para eles quanto para nós.
Objetivo 5: Vender 20.600 exemplares até dezembro de 2014)
Controle: A partir do site, que contabilizará o número de vendas, discriminando quais
exemplares são os mais vendidos
 Estratégias:
4) Possuir interatividade com os usuários das redes sociais
6) Oferta atrativa do produto
12) Promoção da empresa
13) Trazer novos nomes para o mercado nacional
 Ações:
4) Criar promoções na página da Editora
Além de publicações diárias, sobre temas referentes ao universo da fantasia, a
rede social também fará sorteios (do tipo “curta, compartilhe e concorra”)
mensalmente para disponibilizar vale-descontos para seus seguidores.
8) Estimular a compra
Com venda de coleções especiais, promoções a partir de número 3 de compras,
frete grátis para região sul e sudeste do Brasil.
13) Promover encontros anuais de escritores e leitores
Promover para o leitor um encontro agradável com escritores é importante, pois o
estimula a comprar mais livros e ter o contato com diversas culturas.
15) Coleções Especiais
Fazer as séries de livros de uma mesma coleções em versões mais econômicas
(em oposição às edições colecionáveis), para que sejam uma opção mais viável de
comprar todos os livros da mesma saga.
16)Desconto em compras grandes
Acima de 5 livros avulsos em uma mesma compra, consegue-se o desconto de
15%, a cada 2 livros, o desconto sobe 5% (até chegar em 60%).
Cronograma de ações durante o ano de 2014:
J F M A M J J A S O N D
Criar de site interativo com
venda online
X
Fazer coquetel de lançamento X
Assessoria de Imprensa X X X X X X X X X X X X
Criar promoções na página da
Editora
X X X X X X X X X X X X
Patrocinar publicações X X X X X X X X X X X X
Criação do aplicativo para
smarthphones e tablets da
empresa
X
Ter um núcleo de Web X X X X X X X X X X X X
Estimular a compra X X X X X X X X X X X X
Dar brindes junto aos livros X X X X X X
Nos PDVs criar estruturas
diferenciadas que chamem a
atenção e interativas
X X X X X X
Cartão-fidelidade X X X X X X
Frequentar feiras de livros em
todo território nacional e, se
possível, internacional
X X X X X X X X X X X X
Promover encontros anuais
de escritores e leitores
X
Fechar parcerias com
escritores que estão recém
ingressando no mercado
X X X X X X
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL
VELVELT EDITORA – TRABALHO DE MERCADOLOGIA 3
PORTO ALEGRE 2013
Editora Velvet - Plano Estratégico de Marketing - Relatório Completo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila de arquitetura de computadores karen lowhany
Apostila de arquitetura de computadores   karen lowhanyApostila de arquitetura de computadores   karen lowhany
Apostila de arquitetura de computadores karen lowhany
Karen Costa
 
Os Padrões Evangélicos (Paulo Alves de Godoy)
Os Padrões Evangélicos (Paulo Alves de Godoy)Os Padrões Evangélicos (Paulo Alves de Godoy)
Os Padrões Evangélicos (Paulo Alves de Godoy)
Darlene Cesar
 
Elementos de Filologia Romanica
Elementos de Filologia RomanicaElementos de Filologia Romanica
Elementos de Filologia Romanica
Franciele Reiza
 
Aviso edital upe docentes
Aviso edital upe docentesAviso edital upe docentes
Aviso edital upe docentes
emanuelomena
 
Indicadores ri lagotucurui
Indicadores ri lagotucuruiIndicadores ri lagotucurui
Indicadores ri lagotucurui
idesp
 
Sexo legumes rock_n_roll_tcc
Sexo legumes rock_n_roll_tccSexo legumes rock_n_roll_tcc
Sexo legumes rock_n_roll_tcc
Ricardo Junior
 
Pesquisa rodovias 2013_low_31.10.13
Pesquisa rodovias 2013_low_31.10.13Pesquisa rodovias 2013_low_31.10.13
Pesquisa rodovias 2013_low_31.10.13
Jornal do Commercio
 

Mais procurados (19)

Tenotã mõ
Tenotã mõTenotã mõ
Tenotã mõ
 
Topografia apostila-2010-1
Topografia apostila-2010-1Topografia apostila-2010-1
Topografia apostila-2010-1
 
Uff metodos numericos
Uff metodos numericosUff metodos numericos
Uff metodos numericos
 
Apostila de arquitetura de computadores karen lowhany
Apostila de arquitetura de computadores   karen lowhanyApostila de arquitetura de computadores   karen lowhany
Apostila de arquitetura de computadores karen lowhany
 
Os Padrões Evangélicos (Paulo Alves de Godoy)
Os Padrões Evangélicos (Paulo Alves de Godoy)Os Padrões Evangélicos (Paulo Alves de Godoy)
Os Padrões Evangélicos (Paulo Alves de Godoy)
 
Bo 23 03-2012-19
Bo 23 03-2012-19Bo 23 03-2012-19
Bo 23 03-2012-19
 
Elementos de Filologia Romanica
Elementos de Filologia RomanicaElementos de Filologia Romanica
Elementos de Filologia Romanica
 
Aviso edital upe docentes
Aviso edital upe docentesAviso edital upe docentes
Aviso edital upe docentes
 
Indicadores ri lagotucurui
Indicadores ri lagotucuruiIndicadores ri lagotucurui
Indicadores ri lagotucurui
 
Album de partituras para flauta doce
Album de partituras para flauta doceAlbum de partituras para flauta doce
Album de partituras para flauta doce
 
Bo 04 03-2013-13
Bo 04 03-2013-13Bo 04 03-2013-13
Bo 04 03-2013-13
 
Sexo legumes rock_n_roll_tcc
Sexo legumes rock_n_roll_tccSexo legumes rock_n_roll_tcc
Sexo legumes rock_n_roll_tcc
 
Impacto do conflito politico – militar entre a renamo e o governo de moçambique
Impacto do conflito politico – militar entre a renamo e o governo de moçambiqueImpacto do conflito politico – militar entre a renamo e o governo de moçambique
Impacto do conflito politico – militar entre a renamo e o governo de moçambique
 
Pesquisa rodovias 2013_low_31.10.13
Pesquisa rodovias 2013_low_31.10.13Pesquisa rodovias 2013_low_31.10.13
Pesquisa rodovias 2013_low_31.10.13
 
Cadernos de Inovação em Pequenos Negócios 2015
Cadernos de Inovação em Pequenos Negócios 2015Cadernos de Inovação em Pequenos Negócios 2015
Cadernos de Inovação em Pequenos Negócios 2015
 
82502848 68346064-e book-portugues
82502848 68346064-e book-portugues82502848 68346064-e book-portugues
82502848 68346064-e book-portugues
 
Lauro trevisan -pode_quempensaquepode
Lauro trevisan  -pode_quempensaquepodeLauro trevisan  -pode_quempensaquepode
Lauro trevisan -pode_quempensaquepode
 
Bo 26 09-2012-58
Bo 26 09-2012-58Bo 26 09-2012-58
Bo 26 09-2012-58
 
Bo 26 09-2012-58 (1)
Bo 26 09-2012-58 (1)Bo 26 09-2012-58 (1)
Bo 26 09-2012-58 (1)
 

Semelhante a Editora Velvet - Plano Estratégico de Marketing - Relatório Completo

Observatorio das metropoles
Observatorio das metropolesObservatorio das metropoles
Observatorio das metropoles
Francis Zeman
 
Bloch, marc. a sociedade feudal
Bloch, marc. a sociedade feudalBloch, marc. a sociedade feudal
Bloch, marc. a sociedade feudal
andrezyn
 
3293585-Redacao-Lingua-Portuguesa-Manual-de-Redacao-Oficial
3293585-Redacao-Lingua-Portuguesa-Manual-de-Redacao-Oficial3293585-Redacao-Lingua-Portuguesa-Manual-de-Redacao-Oficial
3293585-Redacao-Lingua-Portuguesa-Manual-de-Redacao-Oficial
unirio2011
 
Mapeamento de solucoes_ab
Mapeamento de solucoes_abMapeamento de solucoes_ab
Mapeamento de solucoes_ab
Daniel Kent
 
Comuidades de comunidades
Comuidades de comunidadesComuidades de comunidades
Comuidades de comunidades
MARLI COSTA
 
Monografia Jauner Torquato
Monografia Jauner TorquatoMonografia Jauner Torquato
Monografia Jauner Torquato
Jauner
 
Monografia Jauner Torquato
Monografia Jauner TorquatoMonografia Jauner Torquato
Monografia Jauner Torquato
Jauner
 
Monografia Revisada
Monografia RevisadaMonografia Revisada
Monografia Revisada
guestcd9a189
 
Apostila matematica cefet
Apostila matematica cefetApostila matematica cefet
Apostila matematica cefet
comentada
 
Apostila regularizacao fundiaria
Apostila regularizacao fundiariaApostila regularizacao fundiaria
Apostila regularizacao fundiaria
ananic
 

Semelhante a Editora Velvet - Plano Estratégico de Marketing - Relatório Completo (20)

Dissertacao mestrado -_versao_final
Dissertacao mestrado -_versao_finalDissertacao mestrado -_versao_final
Dissertacao mestrado -_versao_final
 
Observatorio das metropoles
Observatorio das metropolesObservatorio das metropoles
Observatorio das metropoles
 
V Jornada de Humanindades
V Jornada de HumanindadesV Jornada de Humanindades
V Jornada de Humanindades
 
Estatistica descritiva ii
Estatistica descritiva iiEstatistica descritiva ii
Estatistica descritiva ii
 
Bloch, marc. a sociedade feudal
Bloch, marc. a sociedade feudalBloch, marc. a sociedade feudal
Bloch, marc. a sociedade feudal
 
124642309 homeopatia-patologias-caes-gatos
124642309 homeopatia-patologias-caes-gatos124642309 homeopatia-patologias-caes-gatos
124642309 homeopatia-patologias-caes-gatos
 
124642309 homeopatia-patologias-caes-gatos
124642309 homeopatia-patologias-caes-gatos124642309 homeopatia-patologias-caes-gatos
124642309 homeopatia-patologias-caes-gatos
 
Catalogo graduaçao e pos graduaçao
Catalogo graduaçao e pos graduaçaoCatalogo graduaçao e pos graduaçao
Catalogo graduaçao e pos graduaçao
 
Historia moderna2
Historia moderna2Historia moderna2
Historia moderna2
 
CONJUNTURA ECONÔMICA BRASILEIRA
CONJUNTURA ECONÔMICA BRASILEIRACONJUNTURA ECONÔMICA BRASILEIRA
CONJUNTURA ECONÔMICA BRASILEIRA
 
3293585-Redacao-Lingua-Portuguesa-Manual-de-Redacao-Oficial
3293585-Redacao-Lingua-Portuguesa-Manual-de-Redacao-Oficial3293585-Redacao-Lingua-Portuguesa-Manual-de-Redacao-Oficial
3293585-Redacao-Lingua-Portuguesa-Manual-de-Redacao-Oficial
 
Direitos humanos PDF
Direitos humanos PDFDireitos humanos PDF
Direitos humanos PDF
 
Mapeamento de solucoes_ab
Mapeamento de solucoes_abMapeamento de solucoes_ab
Mapeamento de solucoes_ab
 
Comuidades de comunidades
Comuidades de comunidadesComuidades de comunidades
Comuidades de comunidades
 
Monografia Jauner Torquato
Monografia Jauner TorquatoMonografia Jauner Torquato
Monografia Jauner Torquato
 
Monografia Jauner Torquato
Monografia Jauner TorquatoMonografia Jauner Torquato
Monografia Jauner Torquato
 
Monografia Revisada
Monografia RevisadaMonografia Revisada
Monografia Revisada
 
Apostila matematica cefet
Apostila matematica cefetApostila matematica cefet
Apostila matematica cefet
 
Folha Dominical - 26.02.17 Nº 659
Folha Dominical - 26.02.17 Nº 659Folha Dominical - 26.02.17 Nº 659
Folha Dominical - 26.02.17 Nº 659
 
Apostila regularizacao fundiaria
Apostila regularizacao fundiariaApostila regularizacao fundiaria
Apostila regularizacao fundiaria
 

Editora Velvet - Plano Estratégico de Marketing - Relatório Completo

  • 1.
  • 2. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL EDITORA VELVET MERCADOLOGIA III (259) JOÃO PEDRO KRAUSE JULIA BRITO JÚLIA CUNHA NATHÁLIA FERREIRA VICTÓRIA VENTURELLA
  • 3. Sumário 1. 1. DESCRIÇÃO INTERNA...................................................................................................................................................................................................................4 RESUMO EXECUTIVO .........................................................................................................................................................................................................................4 1.2 SOBRE A EDITORA VELVET ...........................................................................................................................................................................................................5 1.3 OFERTA........................................................................................................................................................................................................................................5 1.4 A EDITORA VELVET.......................................................................................................................................................................................................................5 CONTATOS...............................................................................................................................................................................................................................................7 1.5 PREÇO..........................................................................................................................................................................................................................................8 1.6 COMUNICAÇÃO ...........................................................................................................................................................................................................................8 1.7 RELAÇÃO INTERNA.......................................................................................................................................................................................................................9 1.8 SEDE ............................................................................................................................................................................................................................................9 2. DESCRIÇÃO EXTERNA.........................................................................................................................................................................................................................10 2.1 MICROAMBIENTE ......................................................................................................................................................................................................................10 2.1.1 CONCORRENTES .....................................................................................................................................................................................................................10 2.1.1.1 CONCORRENTES DIRETOS....................................................................................................................................................................................................10 2.1.1.2 CONCORRENTES INDIRETOS ................................................................................................................................................................................................16 2.1.2 CLIENTES POTENCIAIS.............................................................................................................................................................................................................22 2.2 MACROAMBIENTE ...........................................................................................................................................................................................................................25 Setor Econômico..............................................................................................................................................................................................................................25 2.3 Demografia................................................................................................................................................................................................................................26 2.4 Setor Tecnológico ......................................................................................................................................................................................................................27 2.4 Fenômeno da Segunda Tela.......................................................................................................................................................................................................28 2.5 MTV...........................................................................................................................................................................................................................................29 2.6 GERAÇÃO DIGITAL .....................................................................................................................................................................................................................30 2.7 Livro Impresso x eBook .................................................................................................................................................................................................33 2.8 GERAÇÃO Y................................................................................................................................................................................................................................35 2.9 QUEDA DO HÁBITO DE LEITURA....................................................................................................................................................................................36 2.10 Tablets ou Livros para os filhos? ..............................................................................................................................................................................................37 2.11 Mercado Editorial ....................................................................................................................................................................................................................38 2.12 Mercado de produtos Geek ganha força com Crowdfunding ........................................................................................................................................39 2.13 A Copa, as Olimpíadas e o entretenimento ...................................................................................................................................................................42 2.14 Espaços Multiusos – Beira-Rio.......................................................................................................................................................................................43 2.16 Transporte – Aeromóvel ...............................................................................................................................................................................................46 2.17 Espaço Urbanístico – Revitalização da orla do Guaíba...................................................................................................................................................47 2 ANÁLISE.....................................................................................................................................................................................................................................48 3.1 MATRIZ SWOT...............................................................................................................................................................................................................48 3.2 FATORES CRÍTICOS ..............................................................................................................................................................................................................49 3 OBJETIVOS, ESTRATÉGIAS E AÇÕES............................................................................................................................................................................................50 Objetivos, Estratégias e Ações. ..............................................................................................................................................................................................................51 Objetivo 1........................................................................................................................................................................................................................................51 Objetivo 2........................................................................................................................................................................................................................................52 Objetivo 3........................................................................................................................................................................................................................................53 Objetivo 4:.......................................................................................................................................................................................................................................54 Objetivo 5........................................................................................................................................................................................................................................55 Cronograma de ações durante o ano de 2014: ......................................................................................................................................................................................56
  • 4. 1. DESCRIÇÃO INTERNA RESUMO EXECUTIVO Unindo a sensação única de se ler um livro com a vontade de entrar no mercado editorial – cada vez mais crescente no país -, os estudantes de Publicidade e Propaganda João Pedro Krause, Julia Brito, Júlia Cunha, Nathália Batista e Victória Venturella formaram a Editora Velvet, que ao contrário das editoras convencionais, traz uma proposta diferente. A Velvet tem como foco atingir os fãs de fantasia e terror e aqueles que têm curiosidade de entrar nesse vasto universo imortalizado por grandes nomes como Stephen King, J. K. Rowling e os irmãos Grimm. A Velvet acredita que a fantasia pode ser uma boa porta de entrada para a literatura e para incentivar o hábito de leitura entre as pessoas, e infelizmente o atual mercado editorial do país não supre a necessidade que uma parcela significativa do público busca em termos de gêneros fantásticos e terror, disponibilizando pouca variedade de títulos apesar de constantes lançamentos de diferentes livros no país. Muitos desses livros jamais serão publicados no país pelo baixo interesse de diversas editoras. Haverá um extenso trabalho de pesquisa e acompanharemos não só o mercado editorial do país, mas também do exterior. A Velvet é dividida em departamentos como atendimento, planejamento, pesquisa e design editorial, visando à produção de livros de qualidade, através de edições regulares e limitadas, atendendo ao público que não deseja somente consumir uma boa literatura, como também colecionar. Não deixando de lado o público infantil – grande consumidor de fantasia -, foi criado o selo Trick or Treat (“Gostosuras ou Travessuras”), com títulos recheados de ilustração, cores, magia, e tudo que um livro fantástico pode proporcionar às crianças que se arriscarem a embarcar em direção ao País das Maravilhas ou à Terra do Nunca. O nome Velvet surgiu da palavra em inglês que significa “veludo”. Grande parte do nosso público consome literatura e filmes em língua inglesa, fazendo com que um nome no mesmo idioma atraia a atenção desse público em especial. O veludo é utilizado desde a Idade Média, sendo considerado um tecido de “luxo”. Aparece em diversas histórias fantásticas cobrindo o corpo de príncipes, princesas, bruxas e fadas. O nome foi escolhido por remeter a uma atmosfera lúdica, ponto que queremos atingir e reforçar através de nossos lançamentos. A sede da Editora Velvet será na Av. Benjamin Constant. Nossos departamentos – atendimento, design editorial, marketing e planejamento, pesquisa –, apesar de cada núcleo ter uma função específica, trabalharão interligados para que haja uma boa movimentação desde o início das negociações até a distribuição dos produtos. Ao longo do ano de 2014 a editora tem como objetivos conseguir 300.000 acessos no site e 1.000 likes no Facebook da Velvet, fidelizar 100 clientes durante o primeiro ano da empresa, conseguir os direitos autorais de 200 títulos e vender 1.000 exemplares impressos pelo site da empresa. Através de estratégias e ações que incluem as redes sociais da Editora e eventos promocionais.
  • 5. 1.2 SOBRE A EDITORA VELVET A partir das experiências vividas ao ler livros, o grupo formado pelos estudantes de Publicidade e Propaganda decidiram entender o campo da leitura e criar uma editora voltada aos gêneros terror, fantasia/épicos. O selo principal, Velvet, representará nossos títulos voltados ao público adulto, enquanto que o nosso selo Trick or Treat será voltado ao mercado literário infantil. Esse projeto foi estruturado em maio de 2013 pelos estudantes: João Pedro Krause, Julia Brito, Júlia Cunha, Nathália Ferreira e Victória Venturella. A ideia principal é criar uma editora bem segmentada, atendendo a um público que gosta de consumir literatura fantástica de qualidade. No país inteiro, praticamente não há editoras voltadas exclusivamente a esses gêneros e, mesmo assim, há uma parcela considerável de leitores – dos 15 aos 35 anos – que se interessa por títulos consagrados como as obras de J. R. R. Tolkien, H. P. Lovecraft, C.S. Lewis, entre outros. Não esquecendo também do público infantil, grande consumidor de fantasia, o selo Trick or Treat foi criado especialmente para os pequenos desfrutarem literatura de qualidade, atendendo ao público a partir dos quatro anos. Pesquisas mostram o quanto há interesse nesses gêneros e isso motivou a editora a focar-se nisso, exclusivamente; visando lançar produtos de qualidade e espalhar um pouco do universo fantástico nas livrarias de todo o Brasil. 1.3 OFERTA Nosso catálogo será composto por títulos de terror e fantasia/épicos, para o público adulto e infantil – com o nosso selo Trick or Treat responsável pelos títulos infantis. O foco não será um catálogo extenso, mas sim de qualidade: passando por um processo minucioso de tradução, capas bem trabalhadas e tentando sempre buscar a exclusividade. No catálogo haverá somente livros impressos – edições regulares e limitadas. 1.4 A EDITORA VELVET João Pedro Krause 19 anos, cursa o terceiro semestre de Publicidade e Propaganda na FAMECOS/PUCRS. Possui conhecimento em Design Gráfico e Web Design. Atuou como voluntário no Leo Clube de Uruguaiana nas posições de Diretor Animador e Diretor de Projetos e Eventos nos períodos de 2004 a 2010, realizando campanhas sociais em comunidades carentes de Uruguaiana. Tem conhecimentos básicos com Fotografia Profissional pela escola de Fotografia IMAGO (Porto Alegre/RS). Trabalhou voluntariamente na agência experimental da FAMECOS/PUCRS – Espaço Experiência no Núcleo FAMECOS SEM FRONTEIRAS, de março a julho de 2012. Na mesma agência, trabalhou voluntariamente no núcleo de Assessoria de Comunicação Digital de janeiro a abril de 2013. Trabalha como Bolsista de Iniciação Científica pelo PIBIC/CNPq e no Núcleo de Tendências e Pesquisa pelo Espaço Experiência – FAMECOS/PUCRS, onde ingressou entre os meses de agosto e setembro de 2012 até a atualidade.
  • 6. Julia Brito 21 anos, terceiro semestre de Publicidade e Propaganda na FAMECOS/PUCRS. Faz estágio voluntário no Espaço Experiência desde agosto de 2012, inicialmente no núcleo de Criação como redatora e desde fevereiro de 2013 no núcleo de Planejamento. Formou-se em Web design em 2009. Resolveu reunir a paixão por livros, design editorial, literatura fantástica, terror e infanto-juvenil. Julia Cunha 20 anos, estudante do 3º semestre de Publicidade e Propaganda. Trabalha no Espaço Experiência, uma agência experimental da FAMECOS – PUCRS. Por um curto período trabalhou no núcleo da Criação e a partir dele migrou para o núcleo de Tendências e Pesquisa, onde ainda atua. Já realizou pesquisas qualitativas e quantitativas destinadas para a própria agência e está realizando, neste semestre, uma pesquisa para a PROACAD. Natalia Batista 18 anos, cursa o 3º semestre de Publicidade e Propaganda na FAMECOS/PUCRS. Trabalhou por 2 meses na empresa Santa Festança como assessora de eventos em 2012. Atualmente trabalha no TECNOPUC como assessora de comunicação. Tem conhecimento em Adobe Illustrator e em Adobe Photoshop. Fez o curso/estágio voluntário da Junior Achievement, que atuou como diretora de marketing em 2010. Victoria Venturella 19 anos, cursa o terceiro semestre da faculdade de Publicidade e Propaganda na Faculdade de Comunicação Social da PUCRS - Famecos. Em 2009, trabalhou no projeto Junior Achieviment como vendedora e ganhou o prêmio Melhor Vendedor de sua empresa. Atualmente trabalha no núcleo Audiovisual do Espaço Experiência, empresa de comunicação da Famecos.
  • 7. CONTATOS Biagio D’Angelo Professor de Escrita Criativa e Fundamentos de Estudos Literários na Faculdade de Letras da PUCRS. Italiano, trabalhou em diversas universidades internacionais e possui diversos livros publicados. Entre eles “Benjamin. Poema com desenhos e músicas” (São Paulo: Melhoramentos, 2011) que ganhou o Premio Jabuti 2012 no âmbito da Literatura Infanto-juvenil. Rogério Luiz da Silveira Fraga Professor de Produção Gráfica e Portfolio na FAMECOS/PUCRS. Também atua como coordenador do núcleo de Design Editorial do Espaço Experiência. Danusa Almeida de Oliveira Professora de Design Publicitário I e II na FAMECOS/PUCRS tem experiência em design e mercado editorial. Vitor Necchi Formado em Jornalismo, é professor na FAMECOS e leciona diversas disciplinas relacionadas à mídia impressa, texto jornalístico, jornalismo literário e de opinião. Susana Gib Azevedo Formada em Psicologia. Professora de Comportamento do Consumidor, Criatividade, Expressão Oral e Negociação, e diversas outras cadeiras na FAMECOS e em outras unidades da PUCRS. Silvana Maria Sandini Leciona Internet e Publicidade, Produção de Mídia Impressa em RP, Comunicação Digital Corporativa, entre outras. Possui vasta experiência em Webdesign. Cassio Sclovsky Grinberg Formado em Economia, leciona Planejamento Publicitário I, Comunicação Mercadológica e outras disciplinas voltadas a marketing na FAMECOS/PUCRS Denise Avancini Alves Leciona disciplinas como Projeto de Pesquisa em Publicidade e Propaganda, Tendências de Mercado em Publicidade e Propaganda na FAMECOS/PUCRS e é formada em Relações Públicas.
  • 8. Ana Marcia Martins da Silva Professora de Português aplicado a Comunicação I e II na FAMECOS/PUCRS, também leciona Leitura e Produção Textual na FALE (Faculdade de Letras) da PUCRS. Rosane Teresinha Palacci dos Santos Professora de Pesquisa de Mercado em Publicidade e Propaganda I na FAMECOS/PUCRS. 1.5 PREÇO O preço dos títulos da Editora Velvet (e do selo Trick or Treat) será composto pelo valor da produção gráfica, direitos autorais e 15% de margem de lucro. As edições limitadas variam de preço, de acordo com o material utilizado para a produção e a quantidade de exemplares fabricados. Os preços serão diferenciados para as livrarias que comprarão em grandes quantidades. Também venderemos online, através de nosso site. 1.6 COMUNICAÇÃO A Editora Velvet terá seu próprio site, onde disponibilizará as principais informações relativas à empresa e um catálogo online de todos os seus títulos. O site também poderá ser acessado por celulares e tablets. Nesse mesmo site também haverá uma loja virtual onde qualquer pessoa pode adquirir um produto que poderá ser enviado para qualquer cidade do país. Além do site, e Editora estará presente no Twitter e Facebook, postando as principais novidades relativas à editora, ao mercado editorial, a literatura e ao cinema de fantasia e terror. Também estará sempre disponível em sua sede, na Av. Benjamin Constant, para qualquer pessoa que queira tirar as suas dúvidas ou tratar de diversas outras propostas. (IMAGEM DA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK) (IMAGEM DO NOSSO PERFIL DO TWITTER)
  • 9. 1.7 RELAÇÃO INTERNA A editora será dividida em atendimento, marketing e planejamento, pesquisa e design editorial. Com esses núcleos será possível ter um maior controle e monitoração de cada etapa da produção do material e da sua distribuição e proporcionando, também, um melhor ritmo para as negociações com os clientes. 1.8 SEDE A sede da Editora Velvet será na Av. Benjamin Constant, por ter salas comerciais de preço acessível, ser perto da Av. Carlos Gomes e da Av. Assis Brasil e ser um local de fácil acesso. A editora oferecerá um ambiente agradável, produtivo e profissional, com salas bem iluminadas e arejadas. Contará com estantes de livros em todo o seu escritório. Terá salas privativas para reuniões.
  • 10. 2. DESCRIÇÃO EXTERNA 2.1 MICROAMBIENTE 2.1.1 CONCORRENTES 2.1.1.1 CONCORRENTES DIRETOS Editora Darkside Books A primeira editora do Brasil a se dedicar inteiramente ao terror e a fantasia. Publica, além de edições normais em “paperback”, edições limitadas, com design de qualidade e capa dura. Possui títulos de terror, fantasia e também biografias. Une cinema e literatura em diversas publicações; disponibiliza alguns títulos gratuitamente, em formato de e-book; aposta em um mercado bem segmentado, atingindo um público de 15 a 35 anos, que consomem em média de cinco a sete livros por mês. Não possui nenhum selo voltado ao público infantil. Editora LEYA Surgiu em 2008, integrando algumas das mais importantes editoras portuguesas e algumas africanas. Atua no Brasil desde 2009, aposta em autores de língua portuguesa, em entregar ao público o que ele deseja, estimular a criatividade editorial e ser um grupo de referência no mercado de língua portuguesa. Companhia das Letras Fundada em 1986, tem literatura e ciências humanas como principal foco. Possui diversos selos: Companhia das Letras (“Livros de qualidade, que convidam à leitura”); Cia das Letras (“Livros para jovens de todas as idades”); Companhia das Letrinhas (“Livros afinados com a sensibilidade infantil”); Companhia de Bolso (“Grandes sucessos em edição econômica”); Quadrinhos na Cia (“O melhor dos quadrinhos nacionais e estrangeiros”); Boa Companhia; Penguin Companhia; Editora Claro Enigma (“Excelência em livros de apoio ao professor”); Editora Paralela; Editora Seguinte. Editora Intrínseca Fundada em 2003, publica ficção e não ficção, com um catálogo cuidadosamente selecionado, unindo valor literário e sucesso comercial. Conhecida principalmente por publicar livros que se tornaram fenômenos mundiais e best-sellers no Brasil.
  • 11. Editora Rocco Tem como compromisso publicar as melhores obras de autores nacionais e estrangeiros. Existe desde 1975 e tem a meta de trazer ao leitor brasileiro as principais tendências literárias do pensamento mundial. É conhecida, principalmente, por ter publicado no Brasil o fenômeno literário mundial Harry Potter. Editora Objetiva / Suma de Letras Consolidou-se ao longo dos anos 90 e em 2005, teve boa parte de suas ações compradas pela Sutillana. Seu selo original, a Objetiva, passou a se focar em não ficção. Criaram um selo novo, a Suma de Letras, voltado para ficção de entretenimento. Também possui um selo infanto-juvenil, atuando com a marca Alfaguara Juvenil, um selo para pocket books “Ponto de Leitura”. Editora Arqueiro Publicam histórias de suspense, de romance à fantasia, policial, romances de época e diversas séries. Possuem diversos livros best sellers em seu catálogo. Globo Livros Globo Livros é a divisão da Editora Globo que publica livros adultos e infantis com autores como Monteiro Lobato, Oswald de Andrade, Mario Quintana, Cyro dos Anjos, Hilda Hilst, W. Somerset Maugham, E. M. Forster e Aldous Huxley, entre outros. Editora Novo Conceito Fundada em 2004, atualmente possui um catálogo com mais de 200 títulos, internacionais e nacionais, atuando na área de negócios, entretenimento, medicina e saúde e é claro, literatura. Possui o selo Editora Novo Conceito e Editora Novo Conceito Saúde. Editora Novo Século Publica obras de ficção e não ficção e autores nacionais e estrangeiros. No catálogo constam grandes nomes da literatura. Também publicam livros de negócios, além de romance, terror, fantasia e outros. Editora Record Busca sempre inovação e qualidade entre os seus títulos e é responsável pelo lançamento de várias tendência editoriais. Publica ficção e não ficção. Possui também dois selos: Galerinha Record, voltada ao mercado infantil; e Galera Record, focado no público adolescente.
  • 12. Editora L&PM Conhecida principalmente por seus títulos no formato pocket book, a L&PM está presente em boa parte das livrarias espalhadas pelo Brasil e também em bancas de revista e supermercados. Publica desde romances clássicos internacionais e nacionais até quadrinhos. Editora Aleph Fundada em 1984, busca encontrar um equilíbrio entre demandas de mercado e as suas próprias demandas, tentando sempre ser pioneira e lançar novas tendências. Conhecida por publicar títulos de ficção científica, também publica clássicos, romances, e outros. Possui um extenso catálogo. Cosac Naify Fundada em 1997, possui um catálogo extenso que inclui títulos de máxima importância. Além disso, publica livros de arte e outros. Suas edições são conhecidas pelo preço elevado, muitas vezes com um papel especial ou em edição com capa dura.
  • 13. TABELA Editora Oferta Localização Parceiros Virtudes Fraquezas Darkside Books - Livros de terror e fantasia; - Publica algumas edições limitadas, de colecionador; - Livros impressos; - Alguns e- books gratuitos - Não divulgado / Contato somente online www.darksidebooks.com. br/ - - Primeira e única editora brasileira focada em terror e fantasia; - Edições limitadas, em capa dura; - Distribuição nacional; -Editora bem segmentada; -Boa atuação online; -Conteúdo exclusivo -Editora muito segmentad a; -Não atinge o público infantil; -Não possui uma loja física nem virtual Editora LEYA -Livros físicos: quadrinhos, artes, literatura infantil/juvenil, romances, entre outros -Sede em São Paulo; -Contato por telefone; -Contato online. -Principais editoras portuguesas; -Editoras africanas -Catálogo extenso; -Possui mais de um selo; -Distribuição nacional; -Targets diversificados -Não possui loja física nem virtual; Companhia das Letras -Livros físicos (ficção e não ficção); -Pocket Books; -Ebooks; -Quadrinhos -Sede em São Paulo; -Contato por telefone; -Contato online. -Editora Penguin Books -Atua há muito tempo no mercado; Catálogo extenso; -Possui diversos selos que atingem uma grande parcela de público; -Parceria com a Penguin Books; -Distribuição nacional; -Loja virtual; -Boa atuação online; -Ações sociais; -Editora muito “séria”, muitas vezes não publicando livros muito comerciais; -Não possui loja física Intrínseca -Livros físicos (de diversos gêneros); -Ebooks -Sede no Rio de Janeiro; -Contato via telefone; -Contato online; -Parcerias com alguns autores; Best Sellers; -Ebooks; -Boa presença online e offline; -Distribuição nacional; -Targets diversificados -Não possui loja física nem virtual; -Não publica títulos infantis
  • 14. Editora Ofe rta Localização Parceiros Virtudes Fraquezas Objetiva / Suma de Letras -Livros físicos (de diversos gêneros); -Ebooks; -Pocket Books -Sede no Rio de Janeiro; -Contato via telefone; -Contato online -Prisa Edições; -Possui vários selos; -Best Sellers; -Catálogo extenso; -Targets diversificados; -Distribuição nacional -Não possui loja física nem virtual; -Não publica títulos infantis Rocco -Livros impressos (de diversos gêneros); -Audiobooks; -Ebooks -Sede no Rio de Janeiro; -Contato via telefone; -Contato online - -Audiobooks; -Literatura infantil; -Rocco Jovens Leitores; -Loja virtual; -Targets diversificados; -Distribuição nacional -Não possui loja física; -Design editorial fraco; -Preço elevado Editora Arqueiro -Livros impressos (de diversos gêneros); -Ebooks -Sede em São Paulo; -Contato via telefone; -Contato online -Parceria com alguns autores; -Editora Sextante -Vários títulos de um mesmo autor; -Best Sellers; -E-books; -Séries; -Targets diversificados; -Distribuição nacional -Não possui livros infantis; -Não possui loja física nem online; Globo Livros -Livros impressos (de diversos gêneros), com apoio de diversos autores brasileiros; -Sede em São Paulo; -Sucursais em Brasília, Rio de Janeiro e João Pessoa; -Contato via telefone; -Contato online -Parceria com a Rede Globo -Relação forte com segmentos jornalísticos; -Targets diversificados; -Distribuição nacional; -Grande presença na literatura nacional -Não possui loja física nem online; -Não possui Ebooks Editora Novo Conceito -Livros impressos (de diversos gêneros); -Ebooks -Sede em Ribeirão Preto; -Contato via telefone; -Contato online -Parceria com alguns autores -Best Sellers; -Distribuição nacional; -Targets diversificados; -Não possui loja física nem online; -Não publica livros infantis Editora Novo Século -Livros impressos (de diversos gêneros); -Ebooks -Sede em São Paulo; -Contato via telefone; -Contato online -Qualitymark -Loja virtual; -Diversos selos; -Targets diversificados; -Distribuição nacional -Não possui loja física; Editora Record -Livros impressos; -Ebooks -Sede no Rio de Janeiro; -Contato via telefone; -Contato online -Record -Possui mais de um selo; -Forte presença na literatura juvenil; -Targets diversificados; Distribuição nacional -Não possui loja física nem online;
  • 15. Editora Oferta Localização Parceiros Virtudes Fraquezas L&PM Editores -Pocket Books; -Livros impressos (clássicos, quadrinhos, biografias, entre outros); -Ebooks -Sede em Porto Alegre; -Contato via telefone; -Contato online -Preço; -Catálogo extenso; -Formato; -Distribuição nacional; -Targets diversificados; -Presente não somente em livrarias, mas também em bancas de jornal, supermercados e papelarias; -E-books; -Forte presença online -Não possui loja física nem online; Editora Aleph -Livros impressos (de vários gêneros); -Edições comemorativa s; -Sede em São Paulo; -Contato via telefone; -Contato online -Parcerias com alguns autores -Edições comemorativa s; -Publica muitos livros de ficção científica; -Loja virtual; -Distribuição nacional; -Targets diversificados -Não possui títulos infantis; -Não possui ebooks; -Não possui loja física Cosac Naify -Livros impressos (de vários gêneros); -Livros em capa dura; -Contato via telefone; -Contato online -Parcerias com editoras internacionai s -Edições em capa dura; -Livros de diversos gêneros (artes, moda, literatura, etc.); -Loja virtual; -Distribuição nacional; -Targets diverficados. -Preço elevado; -Não possui ebooks;
  • 16. 2.1.1.2 CONCORRENTES INDIRETOS Destacamos como concorrentes indiretos as produtoras de cinema e televisão e as editoras voltadas para a tiragem de revistas. A justificativa para a escolha destes concorrentes é baseada no fator de que estes meios podem, de certo modo, desestimular a leitura de livros. Não ignoramos o fato de quem também podem vir a estimular a compra de livros, porém o nosso maior receio é a não leitura. Globo Filmes: A Globo Filmes também tem por objetivo promover a sinergia entre o cinema e a televisão. Sua filmografia contempla vários gêneros, como comédias, infantis, romances, dramas e aventuras. Suas atividades se baseiam nas parcerias com produtores independentes e distribuidores nacionais e internacionais, em uma associação de excelência para levar ao público o que há de melhor no cinema brasileiro. Desde 1998, quando foi criada, a Globo Filmes produziu e/ou coproduziu 130 filmes, levando para as salas de exibição mais de 145 milhões de pessoas. http://globofilmes.globo.com/quemsomos.htm Zeta Filmes: Criada em 1998, em Belo Horizonte, a Zeta é uma produtora cultural que se dedica a realização de festivais, mostras, curadorias e exposições audiovisuais, além de ser uma distribuidora de filmes. A produtora trabalha fortemente no segmento Indie brasileiro, criando este para incentivar a formação de público para o cinema independente e autoral. Para também incentivar a exibição de filmes inéditos, sem distribuição no Brasil, muitos deles de novos diretores, e que são negligenciados pela falta de espaço para exibição no circuito de cinemas brasileiros. http://www.zetafilmes.com.br/quemsomos.php
  • 17. The Walt Disney Company: Criada em 1923 por Walt Disney, a empresa é considerada o maior conglomerado de mídia e entretenimento do planeta, conhecido por seus produtos favoráveis à família. Possuí forte presença no mundo de Fantasia, seja cinematográfico, como no televisivo e até mesmo no editorial. Fantasia é sinônimo de Disney. Também, dentro da empresa, existe a marca Universal, que também atua com a produção televisiva e cinematográfica. http://www.disney.com/ http://www.pixar.com/ http://www.universalstudios.com/ DreamWorks: Criada em 1994, DreamWorks Studios é uma das maiores empresas cinematográficas dos Estados Unidos, desenvolvendo, produzindo e distribuindo filmes, Video games e programas de televisão. Tem presença em produções fantasiosas mais contemporâneas, com filmes como Shrek e Como Treinar o Seu Dragão, por exemplo. http://www.dreamworksanimation.com/company Editora Abril: Fundada em 1950, a empresa atualmente conta com 44 cadernos diferentes (atualmente – eram 45, mas revista PlayBoy foi desativada). E conta com 2 cadernos voltados ao público jovem: Quadrinhos Disney e Recreio (possuía a revista W.I.T.C.H. mas esta parou de ser publicada em 2009). Além dos quadrinhos destes, queremos destacar também os cadernos “Mundo Estranho” e “Superinteressante”, que chamam atenção para temas diversos, que englobam o mundo Fantasioso/ Fantástico e, de certa forma, o de Terror. Destacando a empresa como uma possível concorrente indireta da marca. http://www.grupoabril.com.br/institucional/historia.shtml
  • 18. Nickelodeon: Fundado em 1979, canal de televisão por assinatura americano que pertence à MTV Networks, uma empresa subsidiária da Viacom. Tem o público infanto-juvenil como alvo. Além dos Estados Unidos, o canal possui filiações em 128 países e é exibido em mais de 25 idiomas. O canal divide sua programação com um bloco noturno chamado Nick at Nite, que exibe séries clássicas destinadas ao público jovem-adulto. http://www.nick.com/ Sua sede administrativa encontra-se em Nova York e seus principais estúdios em estão em Hollywood e Burbank na Califórnia. Cartoon Network: Canal de televisão por assinatura que tem o público infanto-juvenil como alvo. É propriedade da rede Turner Broadcasting System. O canal foi lançado em 1 de outubro de 1992, depois que Turner comprou o estúdio de animação com desenhos de Hanna-Barbera em 1991. Possuía uma programação voltada para adultos denominado Adult Swin que ia ao ar das 22h às 6h (em 2007 os blocos passaram a ir ao ar a partir da 1h, devido a problemas com o público mais jovem). Em 2008 o bloco foi transferido da programação do Cartoon Network para o canal I-Sat, que tem adultos público-alvo (18 – 39 anos). http://www.cartoonnetwork.com/
  • 19. Atores de Mercado: Atuante Meio Público-Alvo Localização Aspectos que podem ser explorados Possíveis Ameaças Globo Filmes Cinema e Televisão Abrangente, sem especificação por possuir muitos produções que contemplam todas as faixas etárias (cada um contempla um grupo etário específico) Rio de Janeiro, RJ - Brasil Podem ajudar a reproduzir livros nacionais em filmes. Vinculada a marca Globo e, consequentemente a editora Globo, nossa concorrente. Além disso, também estimula a seletividade de informação (pessoas dar preferência a um meio). Zeta Filmes Cinema Trabalha com produções independentes. Tem produções abrangentes, sem definição etária. Trabalha com o conceito tribal da tribo dos “indie”. Belo Horizonte, MG – Brasil Temos o público indie como alvo. Zeta filmes produz obras indie, seria um meio interessante para reprodução e divulgação de nossas produções. As pessoas que assistem os filmes podem não querer ler o livro depois (no caso de reproduções). Por ser um outro tipo de meio, pessoas podem dar preferência só para este meio. Disney Pixar, Universal Cinema e Televisão Abrangente, sem especificação por possuir muitos produções que contemplam todas as faixas etárias (cada um contempla um grupo etário específico) Orlando, Florida - USA. Podem reproduzir os livros impressos e estimular que as pessoas leiam ele. Também podem incentivar a leitura de releituras produzidas pela editora através da relação feita com os Contos de Fadas apresentados pela Disney. As pessoas que assistem os filmes podem não querer ler o livro depois (no caso de reproduções). Por ser um outro tipo de meio, pessoas podem dar preferência só para este meio.
  • 20. Atuante Meio Público-Alvo Localização Aspectos que podem ser explorados Possíveis Ameaças DreamWorks Cinema e Televisão Abrangente. Contempla todas as faixas etárias por trabalhar com produções voltadas para a temática de fantasia. Glendale, CA - USA Apresentam a temática de Fantasia, “contos de fadas”, de uma maneira diferente e inovadora contando com tecnologia 3D em produções de sucesso com alta qualidade. A DreamWorks não costuma reproduzir livros (pelo menos, não fielmente), o que torna possível o inicio de uma parceria inovadora. Por não costumar reproduzir livros, talvez não seja viável para a DreamWorks uma parceria. As pessoas que assistem os filmes podem não querer ler o livro depois (no caso de reproduções). Por ser um outro tipo de meio, pessoas podem dar preferência só para este meio. Nickelodeon Televisão Infantil. Possui algumas reproduções das suas produções par ao cinema, mas nada muito significante. Cidade de Nova Iorque, NY – USA. São Paulo – SP. Possui parcerias com a DreamWorks. Não tem como característica a reprodução de livros em suas produções. Pode prejudicar a editora por ser um outro tipo de meio. Pessoas podem dar preferência só para este meio.
  • 21. Atuante Meio Público-Alvo Localização Aspectos que podem ser explorados Possíveis Ameaças Cartoon Network Televisão Abrangente. Possui produções específicas para o publico infantil e produções para os públicos de maior idade. Atlanta, GE – USA. Não oferece opções relevantes para a empresa. Não tem como característica a reprodução de livros em suas produções. Pode prejudicar a editora por ser um outro tipo de meio. Pessoas podem dar preferência só para este meio. Editora Abril Editorial – Cadernos e Revistas Depende do caderno. Superinteressante: 12 - 16 anos. Mundo Estranho: 12 - 16 anos. Rio de Janeiro, RJ – Brasil. Pode ser criado um selo em parceria com a Abril para a reprodução de uma revista da Velvet. Também pode divulgar os nossos livros em cadernos temáticos . Ex: Mundo Estranho. Por ter cadernos que tratem dos temas de Fantasia e Terror (mundo estranho, quadrinhos, etc). Pode “roubar” públicos que tenham preferência por uma “leitura mais rápida”.
  • 22. 2.1.2 CLIENTES POTENCIAIS Os clientes em potenciais são Livrarias, Escolas, Portais e Gráficas. É importante conhecer estes clientes, que tem como objetivo vender e disponibilizar livros através de lojas físicas e online, pois facilitará para a Editora Velvet selecionar seus clientes e saber como eles poderão ajudá-la a entrar no mercado e agregar valor ao nosso produto. Segue abaixo a descrição dos clientes: Livrarias - Saraiva: É a maior livraria do Brasil em faturamento e atua no varejo de livros, filmes, músicas, produtos de papelaria, informática, eletrônicos, games e etc. A empresa está espalhada em 20 estados brasileiros. http://www.livrariasaraiva.com.br/nossas-lojas/ - Livraria Cultura: A livraria Cultura é uma grande empresa, situada em vários estados brasileiros. O objetivo da empresa é se destacar com os seguintes atributos: profissionalismo dos funcionários, catálogo diversificado, comercializa ebooks e audiobooks e tem uma linha de produtos exclusivos. A Cultura é palco de atividades infantis, sessões de autógrafos, cinema, cursos, espetáculos, exposições, música e palestras em todas as cidades nas quais está instalada. http://www.livrariacultura.com.br/scripts/comum/faq/quemsomos.asp - Fnac: A empresa Fnac atua em diversos estados brasileiros, mas a maioria das suas lojas está disposta em São Paulo. A empresa, além de vender livros, vende eletrônicos, filmes, instrumentos musicais e etc. Tem como objetivo proporcionar para o cliente múltiplos produtos, ampla variedade de marcas e, claro, profissionalismo dos funcionários para com o cliente. http://www.fnac.com.br/index.html?gclid=CO73wpOUurcCFfHm7AodZEEAQQ&prt=fna c_bran
  • 23. Escolas Biblioteca – Colégio Anchieta: A biblioteca tem como objetivo usar as ferramentas e tecnologias para ampliar e qualificar os serviços que oferece, disponibilizando múltiplos pontos para acessar o conhecimento. O espaço oferece um leque de opções bibliográficas e digitais aos seus usuários. http://www.colegioanchieta.g12.br/colegio/estrutura-fisica/bibliotecas/ Biblioteca – Colégio Marista Rosário: A Biblioteca Irmão Rogélio Doncel Gonzalez visa instigar e acompanhar o processo de leitura do jovem, para que através dela, ele aumenta seus conhecimentos e sua capacidade crítica e reflexiva. A biblioteca é segmentada, portanto possui o segmento infantil – Biblioteca Infantil O Pequeno Príncipe – que atendem todos os alunos da educação infantil e 1º ano com agenda uma vez por semana para a retirada de livros e momentos de Hora do conto. http://colegiomarista.org.br/rosario/biblioteca/sobre Biblioteca Central Irmão José Otão: A Biblioteca atende à comunidade universitária nos setores de ensino, pesquisa e extensão, cobrindo todas as áreas do conhecimento. A meta é enriquecer o seu acervo através da aquisição de livros, periódicos, bases de dados e todo o tipo de apoio educacional, e colocar a disposição do pesquisador. http://www3.pucrs.br/portal/page/portal/biblioteca/Capa/BCESobre Biblioteca – Bibliotequinha (Colégio Farroupilha): O objetivo principal é estimular o gosto pela leitura. Seguindo esse objetivo a escola decidiu incorporar ao horário de aula, dos alunos do Ensino Fundamental, um período dedicado a bibliotequinha, onde é realizado hora do conto, leitura, teatro e empréstimo domiciliar. http://colegiofarroupilha.g12.br/servicos/biblioteca/bibliotequinha Portais Submarino: O Submarino tem o compromisso com a privacidade e a segurança de seus clientes durante todo o processo de navegação e compra pelo site. É uma loja online que vende diversos produtos. O principal interesse da Editora Velvet no Submarino é que boa parte das vendas do portal se concentra nos livros. http://www.submarino.com.br/estaticapop/saibaMaisGaranti
  • 24. Gráficas: D-21: A gráfica digital D-21 tem como diferencial fazer uma impressão rápida, fácil e personalizada. Com anos de experiência gráfica, a empresa investe em qualidade em atendimento, equipe qualificada e maquinário de última geração. Buscam eficiência e agilidade para, segundo a empresa, atender um mercado conectado, com necessidades específica e muito exigente. http://www.d21.com.br/index.php/empresa Impressul: A Impressul é considerada a gráfica gaúcha mais premiada. A empresa tem incorporado em seus propósitos se manter atualizada tecnologicamente buscando a crescente satisfação de seus colaboradores internos. A gráfica, em 2004, adquiriu uma máquina impressora digital para grandes formatos. http://www.impresul.com.br/ Dolika-Afa: A empresa é moderna, atual e está sempre buscando inovar seus serviços e acompanhar as últimas novidades em tecnologia gráfica, além disso, procuram se especializar o atendimento, oferecendo conhecimento, experiência, e principalmente, soluções. Tem mais de 30 anos no mercado. http://www.dolika-afa.com.br/index.php?controller=home Gráfica Editora Palloti: A gráfica e editora Pallotti pertence à Sociedade Vicente Pallotti e possui duas rotativas no parque gráfico do bairro Passo d'Areia. http://www.pallotti.com.br/grafica/
  • 25. 2.2 MACROAMBIENTE Setor Econômico A economia depende bastante da atuação do consumidor no mercado, dos investimentos dele e satisfação por crescer mais ou estagnar, sem prospecção para o futuro. De acordo com uma sondagem realizada pelas expectativas dos consumidores em geral, pode-se considerar que a confiança do consumidor atua como fator redutor e indutor do crescimento econômico. Outro ponto importante é o monitoramento do sentimento do consumidor que tem como objetivo produzir sinalização de suas decisões de gastos, sendo um indicador útil na hora de traçar um perfil econômico. Isso tudo é importante para uma empresa que quer se reerguer e precisa entender do que está acontecendo lá fora e o que tende a crescer, ou como a economia reage se a empresa estagna e não almeja expandir, tendo muitas chances de cair fora do mercado ou como reage a partir de um crescimento evidente na empresa, tentando se enquadrar no grupo dos fortes, ou o que pode me afetar diretamente e indiretamente. Todos esses pontos têm que ser considerados pela Editora Delfos, que está à procura de uma explicação social, cultural, comportamental, econômica e tecnológica para entrar no mercado. As pequenas empresas são capazes de dinamizar a economia dos municípios e bairros das grandes metrópoles e isso é fundamental para a Editora Delfos saber que é possível crescer no mercado, alcançando visualização e legitimação do cliente. Uma das mudanças será posicionar a empresa em um local estratégico na metrópole, que seja barato, comparado aos outros bairros, e que esteja perto de dois locais importantes de Porto Alegre, ou seja, perto da Carlos Gomes e da Assis Brasil. www.sinduscon-rs.com.br/site/principal/conteudo_nivel_2.php?codConteudo=65; www.rotarysp.org.br/noticias/362-a-crise-europeia-e-as-perspectivas-para-o-brasil
  • 26. 2.3 Demografia A demografia brasileira vem sofrendo alterações, apresentando um novo modelo demográfico, caracterizando-se pela diminuição da taxa de crescimento populacional e por transformações na formação de sua faixa etária. A população total de Porto Alegre é de 1.414.104 habitantes – dado coletado em 2011. A área da capital conta com 496,8 km² e a densidade Demográfica com 2.846,3 hab/km². A melhoria da área da saúde e a produção de novos remédios, cosméticos, alimentos que regulam, protegem e dão força ao corpo ajudam no aumento da expectativa de vida ao nascer que está na média de 71 anos. Na parte da economia, constata-se que o PIBpm está em R$ mil 43.038.100, PIB per capita (2010): R$ 30.525 e as exportações totais em U$ FOB 1.434.159.666. (Fonte: http://www2.portoalegre.rs.gov.br/anuario/default.php?p_secao=73)
  • 27. A tabela acima apresenta o número de habitantes em 3 anos diferentes, notando que houve certas mudanças. É possível destacar que com o crescimento populacional e o aumento do comércio, os bairros que são constituídos tanto de casas como de indústrias são, hoje, bastantes povoados, já os bairros mais localizados, como, por exemplo, Bom Fim, mantém uma parcela mínima de habitantes comparado ao bairro Sarandi que agrupa tanto comerciantes como moradores. Isso pode ser influenciado também pela diminuição de filhos dos casais mais afortunados da metrópole, e de contra partida o grande número de filhos dos casais mais simples, não tão bem financeiramente. O maior bairro, com uma parcela grande de habitantes, foi o Rubem Berta. Essa quantidade de pessoas saiu do centro da cidade, pois qualquer terreno era válido para construir um comércio, hoje em dia os bairros mais distantes contam com mais habitações, do que comércio. 2.4 Setor Tecnológico As redes sociais invadiram de vez a vida dos brasileiros. A sua descentralização atrai as pessoas e elas não se contentam a participar de apenas uma, mas de todas que surgem a cada dia. O Facebook é a maior rede social do mundo com mais de 900 milhões de usuários e é a rede mais popular no Brasil atualmente, sendo o Brasil o segundo país com mais usuários perdendo apenas para os Estados Unidos (Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2012/05/brasil-e-o-segundo-maior-pais-no- facebook-diz-pesquisa.html). Compartilhar informações se tornou algo fácil através dele, onde uma informação pode se disseminar em nível nacional através de minutos. Tendo isso em mente, é fundamental que as empresas estejam inseridas no mundo online e acompanhem as mudanças que acontecem nele. A mídia offline é muito forte, mas a online não pode ser esquecida por nenhum profissional que trabalhe com propaganda. Um comercial lançado apenas no meio online pode ser tão efetivo quanto um lançado em uma mídia offline. Os clientes gostam de saber que as empresas estejam em todos os meios midiáticos e que sejam apreciadas pelos seus conhecidos, pois assim se sentem mais confortáveis na hora de comprar.
  • 28. 2.4 Fenômeno da Segunda Tela “Um olho na TV, outro no computador: cresce o fenômeno chamado segunda tela.” A “Segunda Tela” é um fenômeno que passou a existir depois dos avanços das novas tecnologias no mundo todo. Ela se tornou uma ameaça para o mercado publicitário, pois acaba propiciando a seletividade de informação e, por consequência, a não recepção plena da mensagem pelos canais de comunicação. Fica difícil para o mídia mensurar o impacto das ações publicitárias, pois não é capaz de dizer para “qual tela o consumidor está olhando”. A segunda tela, no mercado editorial, é uma ameaça ainda maior. Por ser um tipo de estímulo, ele pode acarretar na distração e a ocupação dos horários livres que poderiam ser utilizados para a leitura. As pessoas não conseguem mais parar para ler um livro, elas leem enquanto assistem televisão e mexem no Facebook através do celular. Pesquisas revelam que o fenômeno da segunda tela só tende a aumentar. De acordo com a pesquisa da Motorola, 43% dos brasileiros já usaram mídias sociais para recomendar algum programa de TV. É possível, com esse fenômeno, que em pouco tempo cada programa terá seu próprio aplicativo. Mestre em estudos televisivos, Sheron Neves, afirma que em pouco tempo os brasileiros estarão habituados a baixar aplicativos de programas e interagir com os conteúdos oferecidos. “As experiências dos usuários estão mudando. Na segunda tela, as pessoas participam de um evento, têm iniciativa, fazem parte da narrativa” — analisa Fábio Canatta. http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/segundo-caderno/noticia/2013/04/um-olho-na-tv-outro-no-computador- cresce-o-fenomeno-chamado-segunda-tela-4120120.html http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/segundo-caderno/noticia/2013/04/fenomeno-segunda-tela-experiencia-coletiva- 4120119.html
  • 29. 2.5 MTV Desde 2012, a MTV Brasil é assolada por boatos sobre a sua possível venda ou falência. Para evitar o completo fechamento da emissora, o Grupo Abril devolveria a marca para a empresa americana que recebe valor anual pelo aluguel da marca. A primeira ideia seria mudar o nome, deixando de ser “MTV Brasil”, e apostaria apenas em produções nacionais. Já a segunda, com custos mais baixos, a emissora também trocaria o nome e deixaria para trás todas as suas produções, exibindo apenas documentários e videoclipes. A Viacom, empresa americana dona da marca “MTV Brasil”, já estaria programando o relançamento do canal no país. “Nos últimos meses, a MTV tem cortado programas, demitindo funcionários e enxugado sua área financeira, diante da possibilidade de alguma composição com eventual grupo interessado em adquirir parte dela. O contrato com a MTV americana está chegando perto de seu final e a questão é se vale a pena renová-lo ou não. Mesmo debaixo dessas nuvens cinzas, vem gravando pilotos de um novo programa com Daniela Cicarelli.” http://rd1.ig.com.br/televisao/mtv-pode-mudar-de-nome-e-perfil/179511 http://blogtvtudo.wordpress.com/tag/falencia-mtv/
  • 30. 2.6 GERAÇÃO DIGITAL É evidente o crescimento do número de pessoas conectadas na internet nos últimos anos. As empresas necessitam cada vez mais aprender a utilizar a tecnologia a seu favor. Dados da pesquisa, do Grupo Consultores, revelam que os 100 maiores anunciantes do país investem 13,4% do seu orçamento na comunicação digital. Importante salientar que as redes sociais se tornaram cada vez mais notáveis no mundo digital, desenvolvendo a geração compartilhamento. http://www.vidadeti.com.br/index.php/tag/redes-sociais/
  • 31.
  • 32.
  • 33. 2.7 Livro Impresso x eBook Os eBooks estão chegando com força no Brasil. Em 2012, nos EUA, 50% livros de ficção vendidos eram eBooks, no Brasil este valor representava 25%. Apresentam um custo de 30% a menos do valor de um livro impresso, além de contar com menos custos de produção. No Brasil, existe a DLD que é a maior distribuidora de livros digitais do país, onde conta com a parceria de cerca de 7 editoras diferentes, tais como: L&PM, Rocco, Sextante, Novo Conceito e Record. A DLD vendeu cerca de 50 mil exemplares digitais em dezembro de 2012, um aumento de 900% em relação a dezembro do ano anterior. As expectativas sobre o mercado de eBook é que ele passe a ter um aumento de 250% a 300% no ano de 2013, representando 2,63% do mercado editorial brasileiro. Apesar do quadro parecer pessimista ao mercado editorial impresso em relação aos eBooks. As pessoas não estão deixando de comprar livros impressos para comprar eBooks, porém, o mercado está em baixa. A crise se reflete na redução de preços dos livros produzidos. Os eBooks são, na verdade, um complemento ao mercado Editorial, ele oferecem um aumento horizontal que, por enquanto, não está interferindo na produção impressa.
  • 34.
  • 35. 2.8 GERAÇÃO Y A Geração Y se desenvolveu em um mundo e em uma realidade tecnologicamente avançada, tendo contato com todos os tipos de informação, desenvolvendo um caráter seletivo para tornar essa informação em comunicação. Desde cedo as pessoas desta geração foram acostumadas a estar em contato com computador, televisão a cabo, celulares, jogos e etc. No computador o “jovem Y” tem a possibilidade de estar conectado, quando quiser, na rede social e, assim, poder falar com qualquer pessoa, independente de onde ela esteja desde que esteja conectada na internet. Essa geração busca inovar sempre, procuram estar atualizados sobre os fatos e sobre todos os produtos novos que estão sendo lançados no mercado. “Com tanta rapidez de informação, o conhecimento tende a ser superficial e por vezes nem todo ele é absorvido, Apesar disso, a Geração Y é uma geração que luta pelo seu futuro, luta para obter o que deseja. É uma geração que quer crescer e procura incessantemente novas experiências de vida para se poder desenvolver. É uma geração que promete marcar o mundo, que visa a mudança.” http://entrementes12c.blogspot.com.br/2013/01/geracao-y.html
  • 36. 2.9 QUEDA DO HÁBITO DE LEITURA O hábito da leitura caiu no Brasil. Para Marina Carvalho, supervisora da Fundação Educar DPaschoal, afirma que umas das razões para ter caído o numero de leitores no país, entre o público infanto-juvenil, é a falta de estímulos vindos da família. “Se em casa as crianças não encontram pais leitores, reforça-se a ideia de que ler é uma obrigação escolar. Se existe uma queda no número de leitores adultos, isso se reflete no público infantil”. “As crianças precisam estar expostas aos livros antes mesmo de aprender a ler. Assim, elas criam uma relação afetuosa com as publicações e encontram uma atividade que lhes dá prazer.” O levantamento reforça um traço já conhecido entre os brasileiros: o vínculo entre leitura e escolaridade. Entre os entrevistados que estudam, o percentual de leitores é três vezes superior ao de não leitores (48% vs. 16%). Já entre aqueles que não estão na escola, a parcela de não leitores é cerca de 50% superior ao de leitores: 84% vs. 52%. Outro indicador revela a queda do apreço do brasileiro pela leitura como hobby. Em 2007, ler era a quarta atividade mais apreciada no tempo livre; quatro anos depois, o hábito caiu para sétimo lugar. Antes, 36% declaravam enxergar a leitura como forma de lazer, parcela reduzida a 28%. À frente dos livros, apareceu na sondagem assistir à TV (85% em 2011 vs. 77% em 2007), escutar música ou rádio (52% vs. 54%), descansar (51% vs. 50%), reunir-se com amigos e família (44% vs. 31%), assistir a vídeos/filmes em DVD (38% vs. 29%) e sair com amigos (34% vs. 33%). "No século XXI, o livro disputa o interesse dos cidadãos com uma série de entretenimentos que podem parecer mais sedutores. Ou despertamos o interesse pela leitura, ou perderemos a batalha", diz Christine Castilho Fontelles, diretora de educação e cultura do Instituto Ecofuturo, que há 13 anos promove ações de incentivo a leitura. Pesquisas mostram, também, que o jovem que está próximo de uma biblioteca lê muito mais do que aquele jovem que não está perto de uma biblioteca. O país ainda conta com muitos colégios que não possuem biblioteca. Há uma lei, aprovada em 2010, que obriga todas as escolas a ter biblioteca até 2020. http://veja.abril.com.br/noticia/educaao/habito-de-leitura-no-brasil-cai-ate-entre-criancas
  • 37. 2.10 Tablets ou Livros para os filhos? Ler por ler não faz o menor sentido. Quando se gosta de apreciar livros, a intenção é sempre preservar aquele “objeto” da melhor maneira possível, e deixar guardado para gerações futuras, e a questão é exatamente essa, o que preferir? Guardar livros em casa e pagar mais caro? Ou comprar um aparelho móvel (tablets/e-reader - ebooks) que não prejudica a leitura, e que possibilita ter um apanhado de livros num sistema só? Pesquisas mostram o quanto vem crescendo a busca por aparelhos móveis como tablets ou e-readers que permitem comprar ebooks. A maioria das Editoras já ofertam ebooks dos mais variados títulos, compreendendo um público muito abrangente. No campo infantil, estudiosos afirmam estarem contentes com o progresso das variadas formas de leitura e acreditam ser um belo passo para o crescimento do consumo de livros digitais. Dizem que isso, possivelmente, assustará os pais, pois muitas das crianças trocarão o livro impresso pelo tablet/ipad. "O universo digital exerce fascínio nos jovens e, com ajuda dos tablets, pode apresentar a leitura para esse público de forma surpreendente", afirma Marcos Cezar Freitas, pedagogo da Universidade Federal de São Paulo. Ismar de Oliveira Soares, coordenador do Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo, acredita que o dispositivo eletrônico se coloca como alternativa ao formato secular do livro impresso em papel. "Trata-se de um novo mundo", diz. A principal vantagem, na visão dele, é a praticidade – a capacidade dos tablets e e-readers de "carregar" centenas e até milhares de obras.” Do ponto de vista do ensino, não há perdas para o aprendizado, defende Soares. "O que importa é o que se lê. Não onde se lê.” Não há razões pedagógicas, portanto, para as editoras pouparem esforços na transposição de suas obras para o formato digital. Elas agora estão de olho nas razões de mercado – e elas são animadoras.
  • 39. Indicadores do Censo do Livro estuda e aponta o crescimento do setor editorial. De acordo com a pesquisa, realizada em 2012, as editoras brasileiras registraram 469,5 milhões de livros vendidos. O número de livros editados em 2011 no Brasil cresceu 6%, com 58.192 novos títulos. Considerados pela primeira vez no estudo, os ebooks equivalem a 9% dos lançamentos do mercado em 2011, com 5,2 mil títulos em formato digital. O segmento mais aumentou em quantidade e faturamento foi o de livros científicos, técnicos e profissionais. As livrarias foram eleitas, pelos brasileiros, como o melhor ambiente para comprar se livros 44%, seguidas de distribuidoras (20,5%), porta a porta (2,8%), igrejas e templos (1,74%). Quem lê? Dados da 3ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, lançada em 2012, mostram que há 88,2 milhões de leitores no país, 50% da população total dos 178 milhões de brasileiros com mais de cinco anos de idade. Os entrevistadores classificam como leitores quem leu pelo menos um livro nos três meses anteriores à pesquisa. O escritor brasileiro mais lido no mundo é Paulo Coelho, com mais de 100 milhões de livros vendidos. Dentro da literatura latino-americana, há nomes comparáveis aos grandes Júlio Cortazar (Argentina) e Gabriel García Marquez (Colômbia), como Machado de Assis, Mário Quintana, Carlos Drummond de Andrade, Jorge Amado, Clarice Lispector, Vinícius de Moraes, sem contar a cena alternativa contemporânea, os “novos escritores brasileiros”, com nomes já bem difundidos como Marcelino Freire, Xico Sá, Joca Reiners Terron e Índigo. http://www.brasil.gov.br/sobre/cultura/literatura 2.12 Mercado de produtos Geek ganha força com Crowdfunding O público consumidor de quadrinhos, animações, jogos de RPG, card games e afins sofreu durante muito tempo com a falta de um mercado nacional que disponibilizasse estes produtos. A dificuldade de produção e de divulgação foram alguns dos fatores que minaram o desejo de alguns desenvolvedores de criar produtos para esse público. No entanto, o cenário parece estar mudando. Enquanto o governo faz a sua parte, incluindo os jogos eletrônicos nas categorias que podem ser beneficiadas pela Lei Rouanet, os produtores independentes tentam por suas ideias em prática com a ajuda do financiamento coletivo. Projetos que englobam este mercado estão surgindo
  • 40. cada vez com mais frequência nos sites de crowdfunding. E mais: atingindo suas metas de arrecadação cada vez mais rápido. Um destes casos é o jogo de RPG Violentina. Baseado no imaginário criado pelo diretor Quentin Tarantino, em filmes como “Pulp Fiction” e “Cães de Aluguel”, o jogo foi desenvolvido pelo arquiteto e urbanista, Eduardo Caetano, justamente para suprir a falta de produtos originais no mercado nacional. O projeto foi ao ar pelo Movere e, em três horas, conseguiu atingir a meta de R$ 2 mil. Ao fim do prazo estipulado, o jogo havia arrecadado mais de R$ 9 mil. Segundo Caetano, o sucesso pode ser atribuído a vários fatores, como “a criação prévia de uma comunidade em torno do jogo, o apoio da blogosfera em parceria com a editora Secular Games e a própria repercussão inicial que o primeiro dia da campanha gerou”, explica. Para ele o crowdfunding deve impulsionar o desenvolvimento desses produtos no país. “Os geeks são pessoas extremamente criativas. Deve existir muita ideia legal por aí, em banho-maria, esperando uma oportunidade pra sair da garagem”, afirma. Quem também se deu bem com o financiamento coletivo foi o projeto Feed It!, jogo digital criado por estudantes da Design de Games da Universidade Anhembi Morumbi, que tem como base alguns elementos retirados do filme “A Pequena Loja de Horrores”. Atualmente em desenvolvimento para iPhone, iPad e iPod Touch, o projeto, hospedado no Catarse, ultrapassou a meta de arrecadação (de R$ 8,9 mil), somando R$ 9.865. “Quanto mais os projetos geeks forem concretizados utilizando as plataformas crowdfunding, mais os grandes portais de internet vão voltar suas atenções para esse público que está em crescimento”, afirma Luiz Dias, um dos desenvolvedores do projeto. O sucesso dessas iniciativas nas plataformas de financiamento coletivo impulsionou outros produtores e desenvolvedores a apostarem no crowdfunding. A empresa Kaplan Project Comics, por exemplo, levou ao Movere o projeto do card game Mercenary Crusade. O jogo de cartas colecionáveis foi pensado como um dos elementos da narrativa, que também inclui brinquedos, jogos digitais e outros produtos licenciados.
  • 41. A captação do projeto está em curso. Com o dinheiro, os desenvolvedores pretendem realizar a primeira tiragem do jogo. Para fazer com o que o projeto chegue ao maior número de pessoas – fase essencial para financiar um projeto coletivamente - , eles apostam na divulgação através de sites voltados para o universo geek e nas redes sociais, especialmente o Facebook. “Essas duas estratégias são fundamentais e capazes de criar o „buzz‟ necessário para que alcancemos quem nunca ouviu falar de nosso trabalho”, afirma o desenvolvedor Alex D‟ates. Para ele, o mercado nacional geek deve apostar no licenciamento de marcas e produtos voltados para esse nicho. Este é o caminho que a Kaplan Project Comics deve seguir. “Nosso empenho é de criar um universo de personagens e histórias consistente, bem como de produtos que partem desse todo”, declara. Há 51 dias do término da fase de arrecadação, o projeto Card Goblins já superou a meta de R$ 3 mil. “O jogo tinha tudo para dar certo, mas como não há cases de Card Games independentes, seria muito arriscado bancar e não acharíamos um investidor que quisesse arriscar”, diz Tiago Junges, desenvolvedor do jogo de cartas, sobre a escolha de colocar o projeto para financiamento coletivo. Para ele, existe uma nova “moda geek” que deve aquecer o mercado brasileiro e incentivar os produtores a tirarem da gaveta seus projetos. “Presenciamos um grande „bum‟ no mercado nacional independente de RPGs no ano passado e acredito que ele se estenderá aos jogos de tabuleiro em 2012/2013”, afirma. Quanto à eficácia das plataformas de financiamento coletivo, ele declara: “O crowdfunding ajuda o independente a se tornar visível e temos muita gente boa produzindo muitos jogos e materiais bons por aí, só esperando uma oportunidade para aparecer”. (http://www.culturaemercado.com.br/crowdfunding/mercado-de-produtos-geek-ganha-forca-com- crowdfunding/)
  • 42. 2.13 A Copa, as Olimpíadas e o entretenimento Com a Copa do Mundo de 2014, o mercado já começa a se aquecer. O mercado imobiliário de Porto Alegre está cada vez mais movimentado e o interesse de investidores – de todo o Brasil – em aplicar em imóveis aumentou muito e o país, como um todo, espera ter benefícios direta e indiretamente de aproximadamente R$183 milhões (http://noticias.vivareal.com.br/copa-de-2014-movimenta-o-mercado- imobiliario-de-porto-alegre/). O Brasil se tornou um dos destinos mais procurados para eventos internacionais: em 2012, o setor movimentou R$84 bilhões e especialistas acreditam que deve triplicar de tamanho até 2014. O crescimento do mercado de shows no Brasil é significativo não apenas no eixo Rio-São Paulo, mas em diversos outros destinos brasileiros, inclusive em Porto Alegre com shows como Paul McCartney e Elton John. A crise na Europa, o crescimento do poder aquisitivo, a copa de 2014, as Olimpíadas entre outras causas foram os responsáveis por tornar o Brasil uma grande opção nesse mercado (http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/60148_O+MUNDO+DESCOBRE+O+BRASIL)
  • 43. 2.14 Espaços Multiusos – Beira-Rio Outro espaço que está ganhando forma, que passa por mudança e modernização, é o estádio Beira-Rio, que receberá 5 jogos da Copa do Mundo de 2014. A mudança principal decorre da Copa, porém isso não impede que o estádio seja multiuso. Além da Copa, o estádio estará pronto para sediar qualquer jogo nacional ou internacional. No futuro terá capacidade para receber, assim como a Arena do Grêmio, grandes figuras da música. Outra novidade é que complexo esportivo é sustentável, a água da chuva será aproveitada para irrigar o gramado e os jardins. O que mais terá, além do estádio?  Mais de mil metros de área para restaurantes, voltados para o Guaíba.  Bares localizados em todos os setores do estádio.  44 módulos comerciais  Passam de 33 para 70 camarotes.  A capacidade de sanitários será quatro vezes maior.  Complementação de sistemas de informação do estádio.  O torcedor terá mais espaço para se acomodar na arquibancada.  O gigante será coberto.  Haverá um anel circundando todo o estádio, que servirá para as pessoas circularem e se integrarem. http://bolaemjogobeirario.blogspot.com.br/2011/05/ilustracoes-do-novo-beira-rio.html http://www.internacional.com.br/pagina.php?modulo=16&setor=195
  • 44. 2.15 Espaços Multiusos – Arena do Grêmio Hoje em dia grandes empresas estão investindo em espaços multiusos, como a Arena do Grêmio, que suporta jogos de futebol, shows, e outros grandes eventos. Essa é uma tendência mundial afinal esses tipos de obra são de grande investimento por parte das empresas e esse investimento retorna para os empreendedores mais rápido, já que esses espaços não são direcionadas apenas a um tipo de evento. No caso da arena foi investido um grande valor para a construção do estádio. Grandes eventos foram e vão ser realizados na Arena, como por exemplo: Jogo contra a pobreza, Show do Roberto Carlos e em maio/junho amistoso entre as seleções brasileira e francesa. Além do estádio, a OAS tem a intenção de construir prédios comerciais. O governo promete grandes investimentos em melhorias aos arredores do estádio. Alguns dados sobre a Arena:  6 acessos para o estacionamento.  14 elevadores para o público em geral.  4 rampas de acesso para o mezanino.  Mais de 600 vagas de estacionamento exclusivas para área dos camarotes e cadeiras gold.  Certificação leed, que garante ambiente interno mais saudável contribuindo para a melhoria da qualidade e do conforto térmico.  Acessos exclusivos para camarotes e cadeiras gold. http://www.estadao.com.br/especiais/gremio-coloca-o-brasil-no-1-mundo-das-arenas-,189884.htm
  • 45. Infográfico: As principais diferenças do estádio Olímpico para o Arena.
  • 46. 2.16 Transporte – Aeromóvel O Aeromóvel é um meio de transporte automatizado, em via elevada que tem como função permitir a integração e acesso rápido e direto das pessoas ao terminal aeroportuário. A linha contará com dois veículos. Este veículo não possui motor, o transporte propulsa pneumaticamente, ou seja, há um duto dentro da via com ventiladores que sopram – em alta eficiência energética – um vento que impulsiona o Aeromóvel. Informações do novo transporte:  Extensão: 998 metros em via elevada.  Terminais: dois (um na Estação Aeroporto da Trensurb, outro no Terminal 1 do Aeroporto Salgado Filho).  Veículos: dois (um com capacidade para 150 passageiros e outro para 300).  Tempo estimado do percurso total: 90 segundos.  Investimento estimado: R$ 37,8 milhões. Recursos do Governo Federal.  Prazo estimado para conclusão: primeiro semestre de 2013.  Demanda prevista do sistema: 7,7 mil passageiros por dia.  Execução das obras: Aeromóvel Brasil S.A. (pacote tecnológico), Premold S.A. (via elevada), T'Trans (veículos) e Rumo Engenharia Ltda. (estações). http://www.trensurb.gov.br/paginas/galeria_projetos_detalhes.php?codigo_sitemap=87#prettyPhoto
  • 47. 2.17 Espaço Urbanístico – Revitalização da orla do Guaíba. O projeto já foi lançado, as imagens já foram feitas simulando o espaço, a disposição dos ambientes na orla, criando espaços de convivência. A área total é de 1,5km de extensão, um imenso espaço que agregará um valor importantíssimo na vida do porto alegrense. A expectativa é que o projeto seja concluído em 2013. Dados gerais Iluminação por toda a orla. Existência de restaurantes, bares, sanitários, vestiários, locais de apoio para os ambulantes e módulo de segurança. Arquibancadas formadas pelo relevo natural do terreno. A orla será acessível durante as 24H. Pela proposta, haverá para o chão um concreto com bolas de gude que irão refletir a luz do sol. http://www.curtopoa.com.br/noticias/curiosidades/revitalizacao-orla-guaiba http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2012/02/orla-do-guaiba-deve-estar- revitalizada-no-final-de-2013-preve-prefeito-3665237.html
  • 48. 2 ANÁLISE 3.1 MATRIZ SWOT PONTOS FORTES PONTOS FRACOS • Sócios que atuam na área de comunicação; • Contatos na área; • Boa comunicação online; • Presente nas redes sociais; • Subdivisões na empresa para um maior controle; • Sede em um local de fácil acesso para qualquer zona de Porto Alegre; • Qualidade nas produções; • Produções temáticas (livros de colecionador); • Contempla um mercado que não é muito explorado pelos concorrentes; • Livros virtuais; • Edições de colecionadores • Empresa nova no mercado; • Inexperiência dos gestores; • Não possui clientes; • Atinge apenas uma categoria de leitores; • Concorre com grandes editoras que trabalham com títulos de todos os assuntos; • Edições especiais possuem preços elevados OPORTUNIDADES AMEAÇAS • Programa do governo que distribui livros para as escolas; • Crescimento na venda de tablets; • Crescimento na venda de livros; • Lançamento de filmes de terror/fantasia que surgem de livros; • Necessidade dos consumidores de possuir o produto e tê-lo em mãos; • Aumento de colecionadores; • Queda da frequência a bibliotecas (“quero ler um livro, vou à livraria”); • Aumento do poder aquisitivo; • Ascensão da classe C; • Bancos disponibilizam contas universitárias • Crescimento no uso de computadores; • Fenômeno da segunda tela; • Aumento de jovens habilitados a dirigir (menos tempo ocioso para leitura); • Lançamento de filmes de terror/fantasia que surgem de livros; • Crianças trocam o hábito de ler pelo hábito de assistir a desenhos animados; • Aumento de lugares com entretenimento (induzem as pessoas a passarem seu tempo livre acompanhadas)
  • 49. 3.2 FATORES CRÍTICOS FATORES POSITIVOS FATORES NEGATIVOS  Crescimento na venda de livros  Público fiel  Qualidade nas produções  Livros de fantasia/terror como tendência  Livros virtuais  Empresa nova no mercado  Concorre com grandes editoras  Crescimento no uso de computadores;  Fenômeno da segunda tela  Crianças trocam o hábito de ler pelo hábito de assistir a desenhos animados
  • 50. 3 OBJETIVOS, ESTRATÉGIAS E AÇÕES OBJETIVOS ESTRATÉGIAS AÇÕES Objetivo 1: Conseguir 300.000 acessos no site até julho de 2014 • Controle: A partir do próprio site que terá controle de acessos diários 1) Apresentar a Editora Velvet para o público 2) Aproximar-se do público Geek 3) Divulgar a Editora em livrarias, Facebook e blogs de cultura geek 1) Criar de site interativo com venda online 2) Fazer coquetel de lançamento 3) Assessoria de Imprensa Objetivo 2: 1.000 likes no Facebook da Editora até julho de 2014 • Controle: Através da página do Facebook, que disponibiliza os dados e gráficos de likes e comentários na rede social 3) Divulgar a Editora em livrarias, Facebook e blogs de cultura geek 4) Divulgar o Facebook no próprio site 5) Possuir interatividade com os usuários das redes sociais 4) Criar promoções na página da Editora 5) Patrocinar publicações 6) Criação do aplicativo para smarthphones e tablets da empresa 7) Ter um núcleo de Web Objetivo 3: Fidelizar 100 clientes durante o primeiro ano da empresa (até dez/2014) • Controle: O site da empresa terá o cadastro de cada cliente, poderemos monitorar quantas compras são feitas por cada um. 5) Possuir interatividade com os usuários das redes sociais 6) Manter-se sempre presente nos meios de comunicação e PDVs 7) Oferta atrativa do produto 8) Consolidar a credibilidade e fidelizar através do diferencial da Editora Velvet 8) Estimular a compra 9) Dar brindes junto aos livros 10) Nos PDVs criar estruturas diferenciadas que chamem a atenção e interativas 11) Cartão-fidelidade Objetivo 4: Conseguir os direitos autorais de 200 títulos até dezembro de 2014 • Controle: A partir da liberação de cada título. 9) Fazer contatos com autores e grandes editoras 10) Posicionar a empresa como referência de livros na categoria fantasia/terror 11) Focar em autores novos e desconhecidos 12) Frequentar feiras de livros em todo território nacional e, se possível, internacional 13) Promover encontros anuais de escritores e leitores 14) Fechar parcerias com escritores que estão recém ingressando no mercado Objetivo 5: Vender 20.600 exemplares até dezembro de 2014) • Controle: A partir do site, que contabilizará o número de vendas, discriminando quais exemplares são os mais vendidos 5) Possuir interatividade com os usuários das redes sociais 7) Oferta atrativa do produto 12) Promoção da empresa 13) Trazer novos nomes para o mercado nacional 4) Criar promoções na página da Editora 8) Estimular a compra 13) Promover encontros anuais de escritores e leitores 15) Coleções Especiais 16) Desconto em compras grandes
  • 51. Objetivos, Estratégias e Ações. Objetivo 1: Conseguir 300.000 acessos no site até julho de 2014 Controle: A partir do próprio site que terá controle de acessos diários  Estratégias: 1) Apresentar a Editora Velvet para o público; 2) Aproximar-se do público Geek; 3) Divulgar a Editora em livrarias, Facebook e blogs de cultura geek  Ações: 1) Criar de site interativo com venda online A criação do site será feita juntamente com o lançamento da Velvet (JAN/2014), terá um setor específico na empresa para a sua manutenção. O site da editora contará com a publicação de conteúdos sobre o universo da literatura de fantasia, além de também possuir o setor de compras online, para que o público possa acessar as novidades da categoria para se informar e adquirir as novidades sem sair de casa. 2) Fazer coquetel de lançamento da Editora Velvet na rede de livrarias Cultura Para que a Editora seja mais conhecida pelo público haverá a realização de um coquetel de lançamento da marca. A Livraria Cultura é referência em livrarias no país. O evento acontecerá simultaneamente em Porto Alegre e São Paulo, inicialmente (JAN/2014). A medida que a empresa for se expandindo será feito o coquetel nas demais cidades. 3) Assessoria de Imprensa Um profissional de relações públicas será responsável pela assessoria de imprensa da editora. O setor visará criar uma boa relação entre empresa e os meios de comunicação, mostrando a Velvet e suas inovações de forma com que o público se interesse por ela.
  • 52. Objetivo 2: 1.000 likes no Facebook da Editora durante o primeiro semestre de 2014 Controle: Através da página do Facebook, que disponibiliza os dados e gráficos de likes e comentários na rede social  Estratégias: 3) Divulgar a Editora em livrarias, Facebook e blogs de cultura geek 4) Divulgar o Facebook no próprio site 5) Possuir interatividade com os usuários das redes sociais  Ações: 4) Criar promoções na página da Editora Além de publicações diárias, sobre temas referentes ao universo da fantasia, a rede social também fará sorteios (do tipo “curta, compartilhe e concorra”) mensalmente para disponibilizar vale-descontos para seus seguidores. 5) Patrocinar publicações No Facebook é possível patrocinar publicações, ou seja, fazer com que os seus posts apareçam na timeline de quem curta páginas semelhantes a sua e, possivelmente, interesse-se pela Velvet. 6) Criação do aplicativo para smarthphones e tablets da empresa O aplicativo contará com a venda e catálogo de livros disponíveis. É previsto para o segundo semestre de 2014. 7) Ter um núcleo de Web, especialmente para criação de conteúdos para a rede social. O setor de Web contará com publicitários e webdesigners que se responsabilizarão pela pesquisa e reprodução de informações e novidades no meio dos livros de fantasia e afins. A sua criação acontecerá em paralelo com a criação do site e da página no Facebook.
  • 53. Objetivo 3: Fidelizar 100 clientes durante o primeiro ano da empresa (até dez/2014) Controle: O site da empresa terá o cadastro de cada cliente, poderemos monitorar quantas compras são feitas por cada um.  Estratégias: 5) Possuir interatividade com os usuários das redes sociais 6) Manter-se sempre presente nos meios de comunicação e PDVs 7) Oferta atrativa do produto 8) Consolidar a credibilidade e fidelizar através do diferencial da Editora Velvet  Ações: 8) Estimular a compra Com venda de coleções especiais, promoções a partir de número 3 de compras, frete grátis para região sul e sudeste do Brasil. 9) Dar brindes junto aos livros Disponibilizar “atrativos” após a compra para satisfazer o consumidor e fazer com que ele se sinta valorizado pela Editora Valvet. 10) Nos PDVs criar estruturas diferenciadas que chamem a atenção e interativas As pessoas se movem pela aparência, logo é importante colocar atrativos no PDV que chamem a atenção do consumidor, que ele se sinta bem e que saiba que a Editora Valvet tem potencial para inovar e diferenciar. 11) Cartão-fidelidade Seria um cartão para acumular bônus que podem ser trocados por descontos, brindes exclusivos.
  • 54. Objetivo 4: Conseguir os direitos autorais de 200 títulos até dezembro de 2014 Controle: A partir da liberação de cada título  Estratégias: 9) Fazer contatos com autores e grandes editoras 10) Posicionar a empresa como referência de livros na categoria fantasia/terror 11) Focar em autores novos e desconhecidos  Ações: 12) Frequentar feiras de livros em todo território nacional e, se possível, internacional Manter a equipe de editores bem informados e inteirados do mercado de trabalho, do ambiente externo, pois assim podemos nos defender de possíveis barreiras do mercado. 13) Promover encontros anuais de escritores e leitores Promover para o leitor um encontro agradável com escritores é importante, pois o estimula a comprar mais livros e ter o contato com diversas culturas. 14) Fechar parcerias com escritores que estão recém ingressando no mercado Dar oportunidade para os escritores que estão iniciando a carreira é uma ótima oportunidade, tanto para eles quanto para nós.
  • 55. Objetivo 5: Vender 20.600 exemplares até dezembro de 2014) Controle: A partir do site, que contabilizará o número de vendas, discriminando quais exemplares são os mais vendidos  Estratégias: 4) Possuir interatividade com os usuários das redes sociais 6) Oferta atrativa do produto 12) Promoção da empresa 13) Trazer novos nomes para o mercado nacional  Ações: 4) Criar promoções na página da Editora Além de publicações diárias, sobre temas referentes ao universo da fantasia, a rede social também fará sorteios (do tipo “curta, compartilhe e concorra”) mensalmente para disponibilizar vale-descontos para seus seguidores. 8) Estimular a compra Com venda de coleções especiais, promoções a partir de número 3 de compras, frete grátis para região sul e sudeste do Brasil. 13) Promover encontros anuais de escritores e leitores Promover para o leitor um encontro agradável com escritores é importante, pois o estimula a comprar mais livros e ter o contato com diversas culturas. 15) Coleções Especiais Fazer as séries de livros de uma mesma coleções em versões mais econômicas (em oposição às edições colecionáveis), para que sejam uma opção mais viável de comprar todos os livros da mesma saga. 16)Desconto em compras grandes Acima de 5 livros avulsos em uma mesma compra, consegue-se o desconto de 15%, a cada 2 livros, o desconto sobe 5% (até chegar em 60%).
  • 56. Cronograma de ações durante o ano de 2014: J F M A M J J A S O N D Criar de site interativo com venda online X Fazer coquetel de lançamento X Assessoria de Imprensa X X X X X X X X X X X X Criar promoções na página da Editora X X X X X X X X X X X X Patrocinar publicações X X X X X X X X X X X X Criação do aplicativo para smarthphones e tablets da empresa X Ter um núcleo de Web X X X X X X X X X X X X Estimular a compra X X X X X X X X X X X X Dar brindes junto aos livros X X X X X X Nos PDVs criar estruturas diferenciadas que chamem a atenção e interativas X X X X X X Cartão-fidelidade X X X X X X Frequentar feiras de livros em todo território nacional e, se possível, internacional X X X X X X X X X X X X Promover encontros anuais de escritores e leitores X Fechar parcerias com escritores que estão recém ingressando no mercado X X X X X X
  • 57. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL VELVELT EDITORA – TRABALHO DE MERCADOLOGIA 3 PORTO ALEGRE 2013