O dilema das drogas (internação compulsória)

1.187 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.187
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
502
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O dilema das drogas (internação compulsória)

  1. 1. TEMA: O DILEMA DAS DROGAS (INTERNAÇÃO COMPULSÓRIA).  Quase 3 milhões de brasileiros usaram cocaína, aspiraram pó ou fumaram (crack ou oxi) em 2012. esses números representam 20% do consumo global e colocam o Brasil como o 2º mercado de cocaína, atrás apenas dos Estados Unidos.  A parte mais visível dos usuários se encontra em regiões degradadas das cidades, mas sabe-se que o problema da droga atinge todas as classes sociais, cujos integrantes têm algo em comum: a facilidade de acesso às drogas.  É um problema de saúde pública quando abordado o assunto da internação compulsória, quando é feita à revelia do dependente.
  2. 2.  Estima-se que 5,2% da população adulta mundial – 240 milhões de pessoas – tenham usado drogas em 2012, de acordo com relatório da ONU. Há evidências de que, enquanto o uso permanece estável nos países desenvolvidos, cresce de maneira acentuada o consumo nos países em desenvolvimento e nas regiões mais pobres do planeta.  Cerca de 7% dos brasileiros já experimentaram maconha. Em 2011, o uso foi de 3% da população – cerca de 8 milhões -, e em 2012, segundo o levantamento nacional de álcool de drogas, o uso atingiu 2,6 milhões de adultos e 244 mil adolescentes.  Há um debate na sociedade brasileira sobre como enfrentar o uso de drogas. Além de se manter a proibição, há propostas de descriminação e de legalização.
  3. 3. Acessem os links abaixo e assistam a documentários interessantes acerca deste assunto. http://tvcultura.cmais.com.br/tvfolha/videos/tv- folha-27-01-13-bloco-2 https://www.youtube.com/watch?v=5V_0vWSA2FQ https://www.youtube.com/watch?v=27htRjSAOjg https://www.youtube.com/watch?v=XBAI_pAv2aM

×