Métodos Contraceptivos

7.819 visualizações

Publicada em

2 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.819
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
49
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
119
Comentários
2
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Métodos Contraceptivos

  1. 1. Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos D. Luís Mendonça Furtado Trabalho realizado por: Joana Calado nº 13 8º D Professora: Ana Paula Pina Para a disciplina de: Área de Projecto Métodos Contraceptivos
  2. 2. Pílula
  3. 3. <ul><li>A pílula é parecida com um comprimido que tem de ser tomada todos os dias a partir do quinto dia de menstruação e até a carteira acabar. A pílula evita que se fique grávida, mas não evita as doenças sexualmente transitiveis (DST). </li></ul><ul><li>A pílula faz com que a mulher pense que está grávida pelo que não faz a ovulação, ou seja, os óvulos não são libertados dos ovários, de modo que não existe possibilidade de esta engravidar. A pílula também faz com que o muco cervical se torne mais espesso impedindo os espermatozóides de passar. </li></ul><ul><li>Foi inventada em 1999 pelo brasileiro Elsimar Coutinho a pílula vaginal, destinada a mulheres que enjoam com a pílula oral. </li></ul><ul><li>Mas a pílula também tem perigos entre os quais constam, ataques cardíacos, derrame cerebral, etc. Existem também medicamentos que tomados em simultâneo com a pílula diminuem o seu efeito. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Alguns mitos e verdades sobre a pílula </li></ul><ul><li>A pílula engorda? Mito </li></ul><ul><li>A pílula não engorda, está provado que a maioria das mulheres não tem qualquer alteração no peso devido a tomar a pílula. </li></ul><ul><li>A pílula tem efeitos secundários? Verdade </li></ul><ul><li>Todos os medicamentos têm efeitos secundários e como tal a pílula não é excepção. Mas no entanto os efeitos secundários da pílula são muito bem tolerados até porque a pílula actual quase não possui efeitos secundários. </li></ul><ul><li>A pílula é 100% eficaz? Mito </li></ul><ul><li>Nenhum contraceptivo é 100% eficaz, e a pílula também não é excepção. Se for tomada sem esquecimentos e sem vómitos é quase 100% eficaz. </li></ul>
  5. 6. DIU (Dispositivo intra uterino)
  6. 7. <ul><li>O DIU é um aparelho que se introduz na cavidade uterina e pode aí permanecer durante vários anos. Este aparelho existe com diferentes formas e com diversos materiais. </li></ul><ul><li>Os DIU’s de cobre têm efeito espermicida, no entanto aumenta a reacção inflamatória e as contracções do útero. </li></ul><ul><li>Os DIU’s contendo hormonas podem impedir a nidação (1), mas não impendem que o óvulo se encontre com o espermatozóide e que exista a fecundação. Por isso o DIU é por vezes responsável pelo aborto. </li></ul><ul><li>O DIU tem a desvantagem de poder provocar períodos mais longos e aumentar o risco de infecções. </li></ul><ul><li>Os DIU’s medicados são mais eficazes que os não medicados, os medicados têm possibilidade de gestação de cerca de 0,8% e os não medicados de 3%. Existe uma chance de cerca de 50% de uma mulher abortar. </li></ul><ul><li>Geralmente o DIU é colocado durante o ciclo menstrual, porque nessa altura o colo do útero está mais aberto, também porque assim tem-se a certeza de que não existe fecundação. No inicio o DIU é bastante desconfortável, de modo que por vezes é necessário um analgésico. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>Desvantagens </li></ul><ul><li>Doença inflamatória pélvica activa ou recorrente </li></ul><ul><li>Suspeita de cancro uterino </li></ul><ul><li>Não protege contra as dst’s (doenças sexualmente transmissíveis) </li></ul><ul><li>Possui efeitos secundários </li></ul><ul><li>Efeitos secundários </li></ul><ul><li>Aumento do fluxo menstrual (para o caso dos DIU não hormonais) </li></ul><ul><li>Dor pélvica </li></ul><ul><li>Corrimento vaginal </li></ul>
  8. 10. Preservativo
  9. 11. Este é o método mais eficaz (96%) é também o mais utilizado. É também o mais antigo, há centenas de anos que o preservativo é utilizado contra a gravidez indesejada. Os preservativos podem ser feitos de pele natural ou um tipo de borracha chamado latex. A maioria são feitos de latex e já vêm lubrificados. O preservativo protege das dst’s e da gravidez indesejada. É de fácil aquisição, pode ser adquirido em supermercados, farmácias ou até mesmo em máquinas de rua. Quando usados correctamente, os preservativos são a melhor defesa contra o HIV. Os preservativos também reduzem o risco da disseminação (2) das DST’s.
  10. 12. <ul><li>Como deve ser utilizado </li></ul><ul><li>Os preservativos devem ser guardados fora de calor ou frio excessivos. Por isso não devem ser guardados na carteira ou porta-luvas; </li></ul><ul><li>Deve-se verificar a data de validade dos preservativos; </li></ul><ul><li>Não se deve abrir o preservativo com os dentes, pois pode rasgar e assim permitir a passagem de sémen; </li></ul><ul><li>Não deve ser utilizados preservativo feminino e masculino ao mesmo tempo; </li></ul><ul><li>Os lubrificantes oleosos danificam o látex, como tal deve ser utilizado lubrificante aquoso; </li></ul><ul><li>Os preservativos não devem ser deitados na sanita pois podem entupir os canos. </li></ul><ul><li>Etc… </li></ul>
  11. 13. Desvantagens Pode romper; Pode sair do lugar; Muitas pessoas são alérgicas ao produto usado para lubrificar os preservativos; Vantagens É de fácil aquisição (farmácias, supermercados…); Pode ser utilizado sem necessidade de consulta médica; Não tem contra-indicações nem efeitos secundários; É o único método que protege das DST’s.
  12. 15. Diafragma
  13. 16. O diafragma é um anel de metal coberto por borracha ou silicone, que se coloca na vagina e impede o óvulo de ser fecundado. Para ser eficiente o diafragma deve ser utilizado com um creme ou spray espermicida. O diafragma deve ser colocado minutos antes do acto sexual e ser deixado durante algumas horas. O tamanho varia entre os 50 e os 105 mm de diâmetro, com 5 mm de diferença entre cada tamanho, mas os mais utilizados são os diafragmas que têm entre 70 a 80 mm. A medição é efectuada por um médico e, será feita através de anéis medidores.
  14. 17. Desvantagens Possui contra-indicações; Algumas mulheres podem ser alérgicas ao látex; Possui efeitos colaterais; Vantagens É discreto, apenas a pessoa que o usa sabe que o está a usar; É um método seguro e de fácil acesso; Mal colocado pode causar feridas vaginais; Deve retirar-se 6 a 8 horas depois da relação sexual; Se for bem cuidado pode durar vários anos.
  15. 19. Glossário
  16. 20. <ul><li>(1) Nidação – É quando um óvulo se “agarra” às paredes do útero para formar a placenta. </li></ul><ul><li>(2) Disseminação – Propagação, passagem. </li></ul><ul><li>Outras palavras importantes </li></ul><ul><li>Ejaculação – Expulsão do sémen através do pénis. </li></ul><ul><li>Erecção – Endurecimento e aumento do volume que o pénis experimenta devido ao acumular sangue. </li></ul><ul><li>Sémen – Esperma. Fluido expulsado pelo homem durante a ejaculação, que contém espermatozóides e liquido seminal. </li></ul><ul><li>Vasectomia – Método de esterilização total ou parcial do canal pelo qual os espermatozóides saem dos testiculos, para evitar que sejam expulsos durante a ejaculação. </li></ul>
  17. 21. Bibliografia
  18. 22. <ul><li>Sites </li></ul><ul><li>http://vida.aaldeia.net </li></ul><ul><li>http://www.abcdasaude.com.br </li></ul><ul><li>www.medicosdeportugal.iol.pt </li></ul><ul><li>http:// www.medicoassistente.com </li></ul><ul><li>www.eb1-fogueteiro-n4.rcts.pt </li></ul><ul><li>http://www.aidsportugal.com </li></ul><ul><li>Livros </li></ul><ul><li>“ Sou uma adolescente!” – Núria Roca; Editorial Presença </li></ul>
  19. 23. Fim !

×