Livro SABER VER ARQUITETURA

3.376 visualizações

Publicada em

Apresentação resumi o 1° capítulo do livro com base em nossas opinioes.
A apresentação foi desenvolvida por estudantes de arquitetura, esperamos ajudar outros com ela.

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.376
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
91
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro SABER VER ARQUITETURA

  1. 1. Danielle Ihara Jhoseph Pinheiro Rafael Printes
  2. 2. Considerado um dos mais importantes teóricos da arquitetura, Bruno Zevi estruturou sua crítica sobre o que chamou “a ignorância da arquitetura”.
  3. 3. Falar em Arquitetura é falar fundamentalmente em espaço
  4. 4. O público se interessa por pintura e música, por escultura e literatura, mas não por arquitetura SABER VER A ARQUITETURA
  5. 5. Diferentemente da experiência que temos com livros, músicas, cinema ou teatro, que podemos fechar, abandonar ou não comparecer, não se pode deixar de ver arquitetura, não se pode fechar os olhos à cidade.
  6. 6. Os jornais dedicam colunas inteiras a um novo livro de koestler ou uma exposição de Burri mas ignoram a construção de um palácio.
  7. 7. Os Fatores acadêmicos O desinteresse do público pela arquitetura não pode, com tudo, ser considerado fatal e inerente à natureza humana ou à natureza da produção de edifícios, de tal forma que tenhamos que nos limitar a constatá-lo. Existe sem dúvida dificuldades objetivas, e uma incapacidade por parte dos arquitetos, dos historiadores da arquitetura, e dos críticos de arte para se fazer portadores da mensagem arquitetônica, para difundir o amor pela arquitetura, pelo menos pela maioria das pessoas cultas.
  8. 8. É necessário já ter um interesse por esse tema e estar munido de notável boa vontade para ver a arquitetura com uma certa ordem e inteligência
  9. 9. • Os críticos de arte passam a se dedicar quase exclusivamente a arquitetura. • Contudo surge o caráter arquitetônico
  10. 10. Arquitetura modernista de Florianópolis sofre com o desinteresse estético da população

×