SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
Carta Aberta ao Prefeito da Cidade de Curitiba
Ao Sr. Gustavo Fruet.
Esta carta foi elaborada pelo grupo Curitiba Lixo Zero com o objetivo de propor novas
abordagens para a gestão de resíduos sólidos da cidade, visto a necessidade e demanda de
Curitiba em ser novamente referência no assunto.
Somosum grupode jovensatuantese simpatizantesdaáreae vislumbramoscomo objetivo, a
aplicação da economia circular, a preservação ambiental e a inovação em nossa cidade,
visando a sustentabilidade e a qualidade de vida.
Assim,pormeiodeste documento, propomossugestões de melhoria nas gestões de resíduos
em nossa cidade:
1. Adotar o Princípio Lixo Zero
“Lixo Zero é uma meta ética, econômica, eficiente e visionaria, para orientar as pessoas em
mudar seu estilo de vida e adotar práticas que favoreçam os ciclos naturais, onde todos os
materiais descartados são projetados para tornarem-se recursos para outras pessoas ou
empresas utilizarem.
Para tornar Curitiba lixo zero, são necessárias novas abordagens e a principal é o envio de
máximo 10% dos resíduos para aterros sanitários e a recuperação de 90% dos resíduos por
meio da reciclagem, compostagem, eliminando assim a implantação e utilização de
incineradores.
Lixo Zero significa projetar e gerenciar produtos e processos para sistematicamente evitar e
eliminar o volume e toxicidade dos resíduos e materiais, conservar e recuperar todos os
recursos,e não queimarouenterrá-los.Implementar o Lixo Zero eliminará todas as descargas
para a terra, água ou ar, que são uma ameaça planetária, humana, animal e vegetal.
2. Abandonar o termo LIXO.
Este termo já foi amplamente discutido e utilizado. Porém, não faz mais sentido utilizarmos
esse termo, pois, seu significado remete a tudo aquilo que não é mais possível de se utilizar.
Porém, sabemos que materiais recicláveis, entre outros, podem e dever ser reutilizados de
diversas formas. Educar as novas gerações a conhecer o termo resíduos, ao invés de Lixo, é
parte do caminho para ser Lixo Zero.
3. Utilizar fundos de estímulo econômico para fomentar projetos na área de resíduos, bem
como taxas incidentes sobre toneladas de resíduos depositados em aterro e as multas
Ambientais.
Curitiba possui uma enorme capacidade técnica e comunitária que urge a necessidade de
fundosmunicipaisparaprojetos relacionados aos resíduos e a sustentabilidade. A população
pode e deve ter acesso a editais voltados a educação para a sustentabilidade de forma a
aumentar e distribuir uniformemente a atuação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente
por toda a cidade, como por exemplo, utilizando-se do Fundo Municipal de Meio Ambiente.
4. Incentivo a compostagem doméstica e comunitária.
Reduzir em casa os resíduos é uma das melhores maneiras para termos uma população mais
consciente da sua responsabilidade sobre os resíduos gerados. Um programa de parceria
público-privada que incentive a compostagem nas residências e a criação de composteiras
comunitárias em praças e parques, trazendo benefícios para a cidade e reduzindo custos a
médio prazo com coleta de resíduos, além da melhorar a nutrição do solo e tornar o assunto
mais próximo das pessoas.
5. Educar os moradores, empresas e visitantes.
Lixo Zero é uma estratégia e não uma tecnologia, portanto visa organização e educação. As
regionais devem estabelecer programas para educar e treinar moradores e conseguir a
mudança cultural necessária para chegar a meta lixo Zero. Estudar, realizar auditorias nos
bairros,para descobrirasquantidadese ostiposde resíduos,bemcomoos problemas aserem
resolvidos, são norteadores para desenvolver instalações convenientes para o
encaminhamento dos resíduos.
6. Construção de Pontos de Entrega Voluntária completos
Os pontos de entrega voluntária devem ser estruturados para receber resíduos de difícil
encaminhamento pela população como por exemplo, restos de construção civil, madeira,
isopor, pneus, etc. A localização destes Pontos de entrega voluntária deve ser pensada para
atender os bairros centrais, bem como as periferias. Oferecer incentivo a empresas que
queiramterum pontode recolhimentode determinadosresíduos. Estespontos somente para
recicláveis, são ineficientes, visto que os recicláveis não são parte do grande problema
ambiental da cidade.
7. Criação de um Selo para eventos sustentáveis
Nossa cidade vive um boom de eventos de todos os tipos, gastronômicos, culturais, em
espaços públicos e privados. O que se observa nos eventos é a falta de política ambiental
voltadapara a reduçãoe recuperaçãomáximadosresíduosgerados.A criação de um selo para
eventossustentáveis,com o envolvimento das secretarias da cidade, abre um novo leque de
oportunidades e de inovação. É visto a necessidade de lixeiras para coleta seletiva, coleta
privada, parceria com cooperativas com remuneração para o serviço de separação, educação
ambiental do público e incentivo ao uso de embalagens reutilizáveis e duráveis.
8. Canal de comunicação ambiental na cidade
Sugerimos a criação de um portal em forma de website, ou página nas redes sociais,
específicas para compartilhamento das ações educativas que acontecem pela cidade, de
iniciativapública,privadae de organizaçõesdoterceiro setor, a afim de fortalecer a educação
ambiental nacidade.Neste canal,podemserveiculadosutilidadespúblicas sobre preservação
ambiental, plantio correto de árvores, compostagem, horários e datas da coleta de resíduos
em cada bairro, etc.
9. Inovar a área de resíduos da construção civil
Entendemosadificuldade daprefeituraematendertodasassolicitaçõesde coletade resíduos
da construção civil, bem como de podas, entre outros. Há uma crise de bota-fora na cidade
destes resíduos em beira de rios, terrenos baldios e até mesmo praças. Criar um programa
específico para este assunto de forma centralizada, utilizando-se da tecnologia que grande
parte da população tem em mãos, que é o celular, na criação de aplicativo específico e
incentivo a aqueles que destinam corretamente seus resíduos.
Estabelecer a modernização de frotas de caminhões das empresas de recolhimento de
resíduosda construçãocivil,bemcomo,incentivarapinturaadequadadascaçambas, a fixação
do número da licença ambiental nas caçambas e também nos veículos utilizados para o
transporte dos resíduos.
10. Fiscalização sob resíduos
Determinar veículos e servidores da prefeitura para realizar a fiscalização dos pontos de
descargairregularde resíduosse faz necessárioparaque a cidade possa diminuir esta prática.
11. Atuação da Secretaria de Meio Ambiente no assunto resíduos
Hoje é a SMMA que atua na educação da populaçãoreferente a todos os assuntos ambientais
da cidade.Sabemosdadificuldade de atuaçãodaSMMA emtodas os assuntos,vistoonúmero
reduzidode servidorese educadoresambientais.Emgrande parte dascidadesbrasileiras, esta
atuação é de responsabilidade da empresa licitada para gestão de resíduos municipal. Esta
forma de atuação unifica e fortalece o serviço da prefeitura e da empresa contratada,
deixando a cargo da iniciativa privada, as ações e convênios em prol do Lixo Zero.
12. Metodologia de separação dos resíduos
Há muito difundido, o sistema de separação por cores e categorias (papel, plástico, metal,
vidro, etc), está ultrapassado e não atende de forma adequada a realidade brasileira e
principalmente curitibana. A reciclagem é dinâmica, e hoje em dia, a forma de separar tem
muito a ver com a destinação dos resíduos. Sugerimos adotar o Sistema de separação de 5
categorias, já estudado e implantado em diversos locais. São eles: Recicláveis (juntos, pois
aindadependemosde cooperativasparaseparaçãoe mesmocomas lixeirascoloridas,acabam
sendo misturados), Orgânicos (a compostagem urbana está próxima, e há necessidade das
pessoascomeçaremaentenderoque é orgânico para seuenviocorreto),especiais(lâmpadas,
pilhas,baterias,óleo,etc.) e doações,poismuitosobjetosbons são encaminhados juntos com
os recicláveis, sujando-os ou invalidando sua reutilização.
13. Campanhas Ambientais
É válidotodae qualquercampanhaambiental voltadaaresíduos, mas devem ser abrangentes
a todos os assuntos envolvidos, e não somente embalagens como se está propondo pela
campanha do Dr. Sigmundo. Incentivar a compra de alimentos a granel, diminuir o uso de
sacolas plásticas, incentivar a redução dos orgânicos nas residências, e principalmente,
incentivar o uso de embalagens duráveis como copos e sacolas, por exemplo. Dar
instrumentos cabíveis para a população poder reduzir seus resíduos é importante, de forma
inovadora e que oportunize novos mercados sustentáveis.
14. Construção de um parque de Reúso
Presente em muitos países, o parque de reuso é um espaço onde a população encaminha
objetosinutilizadoscomocamas,colchões,guarda-roupas,comose fosse uma loja de usados,
oportunizandoacompra destes objetos por outras pessoas e instituindo uma fonte de renda
para a prefeitura aplicar em projetos com catadores, por exemplo.
15. Participação popular
Curitibaestápassandoporum novomomento,onde mudançasestão e irão acontecer na área
de gestãode resíduossólidos. Destaforma,comoacontece coma mobilidade,é imprescindível
a participaçãopopularna formade consultae sugestões, na tomada de decisões em assuntos
que tangem a gestão de resíduos sólidos de nossa cidade.
Acreditamosnopotencial de nossacidade e dacompetênciadaquelesque estão governandoe
o grupo Curitiba Lixo Zero se coloca à disposição da Prefeitura Municipal de Curitiba para
cocriar, colaborar, reunir, fortalecer, afinar linguagens e contribuir para tornarmos juntos,
Curitiba Lixo Zero.
Grupo Curitiba Lixo Zero
Contatos:
semanalixozerocwb@gmail.com
41 3058-4665
41 9167-8896

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto 3 rs reduzir - reutilizar e reciclar 2012
Projeto 3 rs   reduzir - reutilizar e reciclar 2012Projeto 3 rs   reduzir - reutilizar e reciclar 2012
Projeto 3 rs reduzir - reutilizar e reciclar 2012Márcio Cavallini
 
Projeto interdisciplinar "Preservando o meio ambiente através da reciclagem"
Projeto interdisciplinar "Preservando o meio ambiente através da reciclagem"Projeto interdisciplinar "Preservando o meio ambiente através da reciclagem"
Projeto interdisciplinar "Preservando o meio ambiente através da reciclagem"mbl2012
 
Atividade de Ciências - Coleta seletiva
Atividade de Ciências  - Coleta seletivaAtividade de Ciências  - Coleta seletiva
Atividade de Ciências - Coleta seletivaMary Alvarenga
 
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º BimestrePatrícia Costa Grigório
 
Movimentos Migratórios
Movimentos MigratóriosMovimentos Migratórios
Movimentos MigratóriosItalo Malta
 
Atividade de Ciência - Saneamento básico texto e atividade
Atividade de Ciência - Saneamento básico texto e atividadeAtividade de Ciência - Saneamento básico texto e atividade
Atividade de Ciência - Saneamento básico texto e atividadeMary Alvarenga
 
Destino do lixo no brasil
Destino do lixo no brasilDestino do lixo no brasil
Destino do lixo no brasilMaria Do Carmo
 
Atividades interdisciplinar de Geografia, História e Filosofia - 9º ano
Atividades interdisciplinar de Geografia, História e Filosofia - 9º anoAtividades interdisciplinar de Geografia, História e Filosofia - 9º ano
Atividades interdisciplinar de Geografia, História e Filosofia - 9º anoDanuzia Dalat
 
PLANO DE AULA- CONTRA A VIOLÊNCIA EU MOSTRO A MINHA CARA- Prof. Noe Assunção
PLANO DE AULA- CONTRA A VIOLÊNCIA EU MOSTRO A MINHA CARA- Prof.  Noe AssunçãoPLANO DE AULA- CONTRA A VIOLÊNCIA EU MOSTRO A MINHA CARA- Prof.  Noe Assunção
PLANO DE AULA- CONTRA A VIOLÊNCIA EU MOSTRO A MINHA CARA- Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Páscoa - Texto e interpretação
Páscoa - Texto e interpretação Páscoa - Texto e interpretação
Páscoa - Texto e interpretação Mary Alvarenga
 
Plano de aula 4º ano História
Plano de aula 4º ano HistóriaPlano de aula 4º ano História
Plano de aula 4º ano HistóriaAndré Moraes
 
Tempo de decomposição do lixo
Tempo de decomposição do lixoTempo de decomposição do lixo
Tempo de decomposição do lixoVictor Hugo
 

Mais procurados (20)

Apresentacao tcc
Apresentacao tccApresentacao tcc
Apresentacao tcc
 
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
 
Projeto 3 rs reduzir - reutilizar e reciclar 2012
Projeto 3 rs   reduzir - reutilizar e reciclar 2012Projeto 3 rs   reduzir - reutilizar e reciclar 2012
Projeto 3 rs reduzir - reutilizar e reciclar 2012
 
Projeto interdisciplinar "Preservando o meio ambiente através da reciclagem"
Projeto interdisciplinar "Preservando o meio ambiente através da reciclagem"Projeto interdisciplinar "Preservando o meio ambiente através da reciclagem"
Projeto interdisciplinar "Preservando o meio ambiente através da reciclagem"
 
Atividade de Ciências - Coleta seletiva
Atividade de Ciências  - Coleta seletivaAtividade de Ciências  - Coleta seletiva
Atividade de Ciências - Coleta seletiva
 
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
 
Movimentos Migratórios
Movimentos MigratóriosMovimentos Migratórios
Movimentos Migratórios
 
Preservacao meio ambiente
Preservacao meio ambientePreservacao meio ambiente
Preservacao meio ambiente
 
Atividade de Ciência - Saneamento básico texto e atividade
Atividade de Ciência - Saneamento básico texto e atividadeAtividade de Ciência - Saneamento básico texto e atividade
Atividade de Ciência - Saneamento básico texto e atividade
 
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS - 6º OU 7º ANO - ÁGUA, LIXO, SANEAMENTO BÁSICO E POLUIÇÃO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS - 6º OU 7º ANO - ÁGUA, LIXO, SANEAMENTO BÁSICO E POLUIÇÃOAVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS - 6º OU 7º ANO - ÁGUA, LIXO, SANEAMENTO BÁSICO E POLUIÇÃO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS - 6º OU 7º ANO - ÁGUA, LIXO, SANEAMENTO BÁSICO E POLUIÇÃO
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Destino do lixo no brasil
Destino do lixo no brasilDestino do lixo no brasil
Destino do lixo no brasil
 
Atividades interdisciplinar de Geografia, História e Filosofia - 9º ano
Atividades interdisciplinar de Geografia, História e Filosofia - 9º anoAtividades interdisciplinar de Geografia, História e Filosofia - 9º ano
Atividades interdisciplinar de Geografia, História e Filosofia - 9º ano
 
PLANO DE AULA- CONTRA A VIOLÊNCIA EU MOSTRO A MINHA CARA- Prof. Noe Assunção
PLANO DE AULA- CONTRA A VIOLÊNCIA EU MOSTRO A MINHA CARA- Prof.  Noe AssunçãoPLANO DE AULA- CONTRA A VIOLÊNCIA EU MOSTRO A MINHA CARA- Prof.  Noe Assunção
PLANO DE AULA- CONTRA A VIOLÊNCIA EU MOSTRO A MINHA CARA- Prof. Noe Assunção
 
Páscoa - Texto e interpretação
Páscoa - Texto e interpretação Páscoa - Texto e interpretação
Páscoa - Texto e interpretação
 
As fases da Lua
As fases da LuaAs fases da Lua
As fases da Lua
 
Atividades sobre sustentabilidade
Atividades sobre sustentabilidadeAtividades sobre sustentabilidade
Atividades sobre sustentabilidade
 
Plano de aula 4º ano História
Plano de aula 4º ano HistóriaPlano de aula 4º ano História
Plano de aula 4º ano História
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Tempo de decomposição do lixo
Tempo de decomposição do lixoTempo de decomposição do lixo
Tempo de decomposição do lixo
 

Destaque

Modelo de carta formal e informal com exemplos
Modelo de carta formal e informal com exemplosModelo de carta formal e informal com exemplos
Modelo de carta formal e informal com exemplosDicasFree
 
Plano Municipal de Cultura - Curitiba
Plano Municipal de Cultura - CuritibaPlano Municipal de Cultura - Curitiba
Plano Municipal de Cultura - CuritibaJessica Pertile
 
Release SLZ Curitiba 2016
Release SLZ Curitiba 2016Release SLZ Curitiba 2016
Release SLZ Curitiba 2016Jessica Pertile
 
Material pedagógico de redação dos professores do colégio são josé em 2013
Material pedagógico de redação dos professores do colégio são josé em 2013Material pedagógico de redação dos professores do colégio são josé em 2013
Material pedagógico de redação dos professores do colégio são josé em 2013citacoesdosprojetosdeotavioluizmachado
 
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuais
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuaisVest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuais
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuaisKatcavenum
 
Como escrever uma carta
Como escrever uma cartaComo escrever uma carta
Como escrever uma carta23palmela
 
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º anoLinguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º anoFlavia Barretto Corrêa Catita
 

Destaque (8)

Modelo de carta formal e informal com exemplos
Modelo de carta formal e informal com exemplosModelo de carta formal e informal com exemplos
Modelo de carta formal e informal com exemplos
 
Plano Municipal de Cultura - Curitiba
Plano Municipal de Cultura - CuritibaPlano Municipal de Cultura - Curitiba
Plano Municipal de Cultura - Curitiba
 
Release SLZ Curitiba 2016
Release SLZ Curitiba 2016Release SLZ Curitiba 2016
Release SLZ Curitiba 2016
 
Material pedagógico de redação dos professores do colégio são josé em 2013
Material pedagógico de redação dos professores do colégio são josé em 2013Material pedagógico de redação dos professores do colégio são josé em 2013
Material pedagógico de redação dos professores do colégio são josé em 2013
 
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuais
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuaisVest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuais
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuais
 
Projeto lixo
Projeto lixoProjeto lixo
Projeto lixo
 
Como escrever uma carta
Como escrever uma cartaComo escrever uma carta
Como escrever uma carta
 
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º anoLinguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
 

Semelhante a Carta Aberta Prefeito de Curitiba Gustavo Fruet

Termo de Compromisso - Torcida Mancha Azul - ILZB
Termo de Compromisso - Torcida Mancha Azul -  ILZBTermo de Compromisso - Torcida Mancha Azul -  ILZB
Termo de Compromisso - Torcida Mancha Azul - ILZBMercado Ambiental
 
Manual “Revolução dos Baldinhos – A Tecnologia Social da Gestão Comunitár...
Manual “Revolução dos Baldinhos – A Tecnologia Social da Gestão Comunitár...Manual “Revolução dos Baldinhos – A Tecnologia Social da Gestão Comunitár...
Manual “Revolução dos Baldinhos – A Tecnologia Social da Gestão Comunitár...Cepagro
 
Ciis 2013 anais- Evento Lixo Zero
Ciis 2013 anais- Evento Lixo ZeroCiis 2013 anais- Evento Lixo Zero
Ciis 2013 anais- Evento Lixo ZeroNovaterra Ambiental
 
Plano coleta seletiva petrolândia
Plano coleta seletiva petrolândiaPlano coleta seletiva petrolândia
Plano coleta seletiva petrolândiaDaniel Filho
 
Sistema de Informação para Leilão e Comercialização de Resíduos Recicláveis n...
Sistema de Informação para Leilão e Comercialização de Resíduos Recicláveis n...Sistema de Informação para Leilão e Comercialização de Resíduos Recicláveis n...
Sistema de Informação para Leilão e Comercialização de Resíduos Recicláveis n...REDERESÍDUO
 
Natureza Verde - Sustentabilidade
Natureza Verde - SustentabilidadeNatureza Verde - Sustentabilidade
Natureza Verde - SustentabilidadeEdson Jaccoud
 
Manual de educação ambiental vol 4
Manual de educação ambiental vol 4Manual de educação ambiental vol 4
Manual de educação ambiental vol 4Ananda Helena
 
Desenvolvimento regional sustentavel made in forest mar13
Desenvolvimento regional sustentavel   made in forest mar13Desenvolvimento regional sustentavel   made in forest mar13
Desenvolvimento regional sustentavel made in forest mar13Made in Forest
 
Dia 2: As contribuições das empresas para a política nacional de resíduos sól...
Dia 2: As contribuições das empresas para a política nacional de resíduos sól...Dia 2: As contribuições das empresas para a política nacional de resíduos sól...
Dia 2: As contribuições das empresas para a política nacional de resíduos sól...RWM Brasil
 
Projetodesafio sustentável
Projetodesafio sustentávelProjetodesafio sustentável
Projetodesafio sustentávelJean Pires
 
PGRS Arroio dos Ratos
PGRS Arroio dos RatosPGRS Arroio dos Ratos
PGRS Arroio dos RatosSâmara Gomes
 
Projeto simplificado Point Recycle
Projeto simplificado Point RecycleProjeto simplificado Point Recycle
Projeto simplificado Point RecyclePOINT PET RECICLE
 
Proposições às reuniões técnicas preparatórias da conferência municipa...
Proposições às reuniões técnicas preparatórias da conferência municipa...Proposições às reuniões técnicas preparatórias da conferência municipa...
Proposições às reuniões técnicas preparatórias da conferência municipa...Cepagro
 

Semelhante a Carta Aberta Prefeito de Curitiba Gustavo Fruet (20)

Termo de Compromisso - Torcida Mancha Azul - ILZB
Termo de Compromisso - Torcida Mancha Azul -  ILZBTermo de Compromisso - Torcida Mancha Azul -  ILZB
Termo de Compromisso - Torcida Mancha Azul - ILZB
 
Coleta seletiva
Coleta seletivaColeta seletiva
Coleta seletiva
 
Manual “Revolução dos Baldinhos – A Tecnologia Social da Gestão Comunitár...
Manual “Revolução dos Baldinhos – A Tecnologia Social da Gestão Comunitár...Manual “Revolução dos Baldinhos – A Tecnologia Social da Gestão Comunitár...
Manual “Revolução dos Baldinhos – A Tecnologia Social da Gestão Comunitár...
 
Ciis 2013 anais- Evento Lixo Zero
Ciis 2013 anais- Evento Lixo ZeroCiis 2013 anais- Evento Lixo Zero
Ciis 2013 anais- Evento Lixo Zero
 
Plano coleta seletiva petrolândia
Plano coleta seletiva petrolândiaPlano coleta seletiva petrolândia
Plano coleta seletiva petrolândia
 
Sistema de Informação para Leilão e Comercialização de Resíduos Recicláveis n...
Sistema de Informação para Leilão e Comercialização de Resíduos Recicláveis n...Sistema de Informação para Leilão e Comercialização de Resíduos Recicláveis n...
Sistema de Informação para Leilão e Comercialização de Resíduos Recicláveis n...
 
Natureza Verde - Sustentabilidade
Natureza Verde - SustentabilidadeNatureza Verde - Sustentabilidade
Natureza Verde - Sustentabilidade
 
A coleta seletiva
A coleta seletivaA coleta seletiva
A coleta seletiva
 
8° B - A sustentabilidade na rua
8° B -  A sustentabilidade na rua8° B -  A sustentabilidade na rua
8° B - A sustentabilidade na rua
 
Manual de educação ambiental vol 4
Manual de educação ambiental vol 4Manual de educação ambiental vol 4
Manual de educação ambiental vol 4
 
Slide coleta seletiva
Slide coleta seletivaSlide coleta seletiva
Slide coleta seletiva
 
Desenvolvimento regional sustentavel made in forest mar13
Desenvolvimento regional sustentavel   made in forest mar13Desenvolvimento regional sustentavel   made in forest mar13
Desenvolvimento regional sustentavel made in forest mar13
 
Dia 2: As contribuições das empresas para a política nacional de resíduos sól...
Dia 2: As contribuições das empresas para a política nacional de resíduos sól...Dia 2: As contribuições das empresas para a política nacional de resíduos sól...
Dia 2: As contribuições das empresas para a política nacional de resíduos sól...
 
Projetodesafio sustentável
Projetodesafio sustentávelProjetodesafio sustentável
Projetodesafio sustentável
 
PGRS Arroio dos Ratos
PGRS Arroio dos RatosPGRS Arroio dos Ratos
PGRS Arroio dos Ratos
 
Projeto simplificado Point Recycle
Projeto simplificado Point RecycleProjeto simplificado Point Recycle
Projeto simplificado Point Recycle
 
MEIO AMBIENTE
MEIO AMBIENTEMEIO AMBIENTE
MEIO AMBIENTE
 
MEIO AMBIENTE
MEIO AMBIENTEMEIO AMBIENTE
MEIO AMBIENTE
 
Projeto Fênix
Projeto FênixProjeto Fênix
Projeto Fênix
 
Proposições às reuniões técnicas preparatórias da conferência municipa...
Proposições às reuniões técnicas preparatórias da conferência municipa...Proposições às reuniões técnicas preparatórias da conferência municipa...
Proposições às reuniões técnicas preparatórias da conferência municipa...
 

Mais de Jessica Pertile

Banco de Ideias Semana Lixo Zero OPEN SOURCE
Banco de Ideias Semana Lixo Zero OPEN SOURCEBanco de Ideias Semana Lixo Zero OPEN SOURCE
Banco de Ideias Semana Lixo Zero OPEN SOURCEJessica Pertile
 
Relatório Curitiba Lixo Zero 2014-2016
Relatório Curitiba Lixo Zero 2014-2016Relatório Curitiba Lixo Zero 2014-2016
Relatório Curitiba Lixo Zero 2014-2016Jessica Pertile
 
Missão Brasil Itália 2016
Missão Brasil Itália   2016Missão Brasil Itália   2016
Missão Brasil Itália 2016Jessica Pertile
 
Banco de ideias de ações e atividades lixo zero CURITIBA
Banco de ideias de ações e atividades lixo zero CURITIBABanco de ideias de ações e atividades lixo zero CURITIBA
Banco de ideias de ações e atividades lixo zero CURITIBAJessica Pertile
 
Semana LIXO ZERO Curitiba - Terceira Edição
Semana LIXO ZERO Curitiba - Terceira EdiçãoSemana LIXO ZERO Curitiba - Terceira Edição
Semana LIXO ZERO Curitiba - Terceira EdiçãoJessica Pertile
 
Pmcc.culturasustentável
Pmcc.culturasustentávelPmcc.culturasustentável
Pmcc.culturasustentávelJessica Pertile
 
Plano Municipal de Cultura de Curitiba - PMCC
Plano Municipal de Cultura de Curitiba - PMCC Plano Municipal de Cultura de Curitiba - PMCC
Plano Municipal de Cultura de Curitiba - PMCC Jessica Pertile
 
Programação Semana Lixo Zero Curitiba
Programação Semana Lixo Zero CuritibaProgramação Semana Lixo Zero Curitiba
Programação Semana Lixo Zero CuritibaJessica Pertile
 

Mais de Jessica Pertile (8)

Banco de Ideias Semana Lixo Zero OPEN SOURCE
Banco de Ideias Semana Lixo Zero OPEN SOURCEBanco de Ideias Semana Lixo Zero OPEN SOURCE
Banco de Ideias Semana Lixo Zero OPEN SOURCE
 
Relatório Curitiba Lixo Zero 2014-2016
Relatório Curitiba Lixo Zero 2014-2016Relatório Curitiba Lixo Zero 2014-2016
Relatório Curitiba Lixo Zero 2014-2016
 
Missão Brasil Itália 2016
Missão Brasil Itália   2016Missão Brasil Itália   2016
Missão Brasil Itália 2016
 
Banco de ideias de ações e atividades lixo zero CURITIBA
Banco de ideias de ações e atividades lixo zero CURITIBABanco de ideias de ações e atividades lixo zero CURITIBA
Banco de ideias de ações e atividades lixo zero CURITIBA
 
Semana LIXO ZERO Curitiba - Terceira Edição
Semana LIXO ZERO Curitiba - Terceira EdiçãoSemana LIXO ZERO Curitiba - Terceira Edição
Semana LIXO ZERO Curitiba - Terceira Edição
 
Pmcc.culturasustentável
Pmcc.culturasustentávelPmcc.culturasustentável
Pmcc.culturasustentável
 
Plano Municipal de Cultura de Curitiba - PMCC
Plano Municipal de Cultura de Curitiba - PMCC Plano Municipal de Cultura de Curitiba - PMCC
Plano Municipal de Cultura de Curitiba - PMCC
 
Programação Semana Lixo Zero Curitiba
Programação Semana Lixo Zero CuritibaProgramação Semana Lixo Zero Curitiba
Programação Semana Lixo Zero Curitiba
 

Carta Aberta Prefeito de Curitiba Gustavo Fruet

  • 1. Carta Aberta ao Prefeito da Cidade de Curitiba Ao Sr. Gustavo Fruet. Esta carta foi elaborada pelo grupo Curitiba Lixo Zero com o objetivo de propor novas abordagens para a gestão de resíduos sólidos da cidade, visto a necessidade e demanda de Curitiba em ser novamente referência no assunto. Somosum grupode jovensatuantese simpatizantesdaáreae vislumbramoscomo objetivo, a aplicação da economia circular, a preservação ambiental e a inovação em nossa cidade, visando a sustentabilidade e a qualidade de vida. Assim,pormeiodeste documento, propomossugestões de melhoria nas gestões de resíduos em nossa cidade: 1. Adotar o Princípio Lixo Zero “Lixo Zero é uma meta ética, econômica, eficiente e visionaria, para orientar as pessoas em mudar seu estilo de vida e adotar práticas que favoreçam os ciclos naturais, onde todos os materiais descartados são projetados para tornarem-se recursos para outras pessoas ou empresas utilizarem. Para tornar Curitiba lixo zero, são necessárias novas abordagens e a principal é o envio de máximo 10% dos resíduos para aterros sanitários e a recuperação de 90% dos resíduos por meio da reciclagem, compostagem, eliminando assim a implantação e utilização de incineradores. Lixo Zero significa projetar e gerenciar produtos e processos para sistematicamente evitar e eliminar o volume e toxicidade dos resíduos e materiais, conservar e recuperar todos os recursos,e não queimarouenterrá-los.Implementar o Lixo Zero eliminará todas as descargas para a terra, água ou ar, que são uma ameaça planetária, humana, animal e vegetal. 2. Abandonar o termo LIXO. Este termo já foi amplamente discutido e utilizado. Porém, não faz mais sentido utilizarmos esse termo, pois, seu significado remete a tudo aquilo que não é mais possível de se utilizar. Porém, sabemos que materiais recicláveis, entre outros, podem e dever ser reutilizados de diversas formas. Educar as novas gerações a conhecer o termo resíduos, ao invés de Lixo, é parte do caminho para ser Lixo Zero. 3. Utilizar fundos de estímulo econômico para fomentar projetos na área de resíduos, bem como taxas incidentes sobre toneladas de resíduos depositados em aterro e as multas Ambientais. Curitiba possui uma enorme capacidade técnica e comunitária que urge a necessidade de fundosmunicipaisparaprojetos relacionados aos resíduos e a sustentabilidade. A população pode e deve ter acesso a editais voltados a educação para a sustentabilidade de forma a aumentar e distribuir uniformemente a atuação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente por toda a cidade, como por exemplo, utilizando-se do Fundo Municipal de Meio Ambiente.
  • 2. 4. Incentivo a compostagem doméstica e comunitária. Reduzir em casa os resíduos é uma das melhores maneiras para termos uma população mais consciente da sua responsabilidade sobre os resíduos gerados. Um programa de parceria público-privada que incentive a compostagem nas residências e a criação de composteiras comunitárias em praças e parques, trazendo benefícios para a cidade e reduzindo custos a médio prazo com coleta de resíduos, além da melhorar a nutrição do solo e tornar o assunto mais próximo das pessoas. 5. Educar os moradores, empresas e visitantes. Lixo Zero é uma estratégia e não uma tecnologia, portanto visa organização e educação. As regionais devem estabelecer programas para educar e treinar moradores e conseguir a mudança cultural necessária para chegar a meta lixo Zero. Estudar, realizar auditorias nos bairros,para descobrirasquantidadese ostiposde resíduos,bemcomoos problemas aserem resolvidos, são norteadores para desenvolver instalações convenientes para o encaminhamento dos resíduos. 6. Construção de Pontos de Entrega Voluntária completos Os pontos de entrega voluntária devem ser estruturados para receber resíduos de difícil encaminhamento pela população como por exemplo, restos de construção civil, madeira, isopor, pneus, etc. A localização destes Pontos de entrega voluntária deve ser pensada para atender os bairros centrais, bem como as periferias. Oferecer incentivo a empresas que queiramterum pontode recolhimentode determinadosresíduos. Estespontos somente para recicláveis, são ineficientes, visto que os recicláveis não são parte do grande problema ambiental da cidade. 7. Criação de um Selo para eventos sustentáveis Nossa cidade vive um boom de eventos de todos os tipos, gastronômicos, culturais, em espaços públicos e privados. O que se observa nos eventos é a falta de política ambiental voltadapara a reduçãoe recuperaçãomáximadosresíduosgerados.A criação de um selo para eventossustentáveis,com o envolvimento das secretarias da cidade, abre um novo leque de oportunidades e de inovação. É visto a necessidade de lixeiras para coleta seletiva, coleta privada, parceria com cooperativas com remuneração para o serviço de separação, educação ambiental do público e incentivo ao uso de embalagens reutilizáveis e duráveis. 8. Canal de comunicação ambiental na cidade Sugerimos a criação de um portal em forma de website, ou página nas redes sociais, específicas para compartilhamento das ações educativas que acontecem pela cidade, de iniciativapública,privadae de organizaçõesdoterceiro setor, a afim de fortalecer a educação ambiental nacidade.Neste canal,podemserveiculadosutilidadespúblicas sobre preservação ambiental, plantio correto de árvores, compostagem, horários e datas da coleta de resíduos em cada bairro, etc. 9. Inovar a área de resíduos da construção civil Entendemosadificuldade daprefeituraematendertodasassolicitaçõesde coletade resíduos da construção civil, bem como de podas, entre outros. Há uma crise de bota-fora na cidade destes resíduos em beira de rios, terrenos baldios e até mesmo praças. Criar um programa específico para este assunto de forma centralizada, utilizando-se da tecnologia que grande
  • 3. parte da população tem em mãos, que é o celular, na criação de aplicativo específico e incentivo a aqueles que destinam corretamente seus resíduos. Estabelecer a modernização de frotas de caminhões das empresas de recolhimento de resíduosda construçãocivil,bemcomo,incentivarapinturaadequadadascaçambas, a fixação do número da licença ambiental nas caçambas e também nos veículos utilizados para o transporte dos resíduos. 10. Fiscalização sob resíduos Determinar veículos e servidores da prefeitura para realizar a fiscalização dos pontos de descargairregularde resíduosse faz necessárioparaque a cidade possa diminuir esta prática. 11. Atuação da Secretaria de Meio Ambiente no assunto resíduos Hoje é a SMMA que atua na educação da populaçãoreferente a todos os assuntos ambientais da cidade.Sabemosdadificuldade de atuaçãodaSMMA emtodas os assuntos,vistoonúmero reduzidode servidorese educadoresambientais.Emgrande parte dascidadesbrasileiras, esta atuação é de responsabilidade da empresa licitada para gestão de resíduos municipal. Esta forma de atuação unifica e fortalece o serviço da prefeitura e da empresa contratada, deixando a cargo da iniciativa privada, as ações e convênios em prol do Lixo Zero. 12. Metodologia de separação dos resíduos Há muito difundido, o sistema de separação por cores e categorias (papel, plástico, metal, vidro, etc), está ultrapassado e não atende de forma adequada a realidade brasileira e principalmente curitibana. A reciclagem é dinâmica, e hoje em dia, a forma de separar tem muito a ver com a destinação dos resíduos. Sugerimos adotar o Sistema de separação de 5 categorias, já estudado e implantado em diversos locais. São eles: Recicláveis (juntos, pois aindadependemosde cooperativasparaseparaçãoe mesmocomas lixeirascoloridas,acabam sendo misturados), Orgânicos (a compostagem urbana está próxima, e há necessidade das pessoascomeçaremaentenderoque é orgânico para seuenviocorreto),especiais(lâmpadas, pilhas,baterias,óleo,etc.) e doações,poismuitosobjetosbons são encaminhados juntos com os recicláveis, sujando-os ou invalidando sua reutilização. 13. Campanhas Ambientais É válidotodae qualquercampanhaambiental voltadaaresíduos, mas devem ser abrangentes a todos os assuntos envolvidos, e não somente embalagens como se está propondo pela campanha do Dr. Sigmundo. Incentivar a compra de alimentos a granel, diminuir o uso de sacolas plásticas, incentivar a redução dos orgânicos nas residências, e principalmente, incentivar o uso de embalagens duráveis como copos e sacolas, por exemplo. Dar instrumentos cabíveis para a população poder reduzir seus resíduos é importante, de forma inovadora e que oportunize novos mercados sustentáveis. 14. Construção de um parque de Reúso Presente em muitos países, o parque de reuso é um espaço onde a população encaminha objetosinutilizadoscomocamas,colchões,guarda-roupas,comose fosse uma loja de usados, oportunizandoacompra destes objetos por outras pessoas e instituindo uma fonte de renda para a prefeitura aplicar em projetos com catadores, por exemplo. 15. Participação popular
  • 4. Curitibaestápassandoporum novomomento,onde mudançasestão e irão acontecer na área de gestãode resíduossólidos. Destaforma,comoacontece coma mobilidade,é imprescindível a participaçãopopularna formade consultae sugestões, na tomada de decisões em assuntos que tangem a gestão de resíduos sólidos de nossa cidade. Acreditamosnopotencial de nossacidade e dacompetênciadaquelesque estão governandoe o grupo Curitiba Lixo Zero se coloca à disposição da Prefeitura Municipal de Curitiba para cocriar, colaborar, reunir, fortalecer, afinar linguagens e contribuir para tornarmos juntos, Curitiba Lixo Zero. Grupo Curitiba Lixo Zero Contatos: semanalixozerocwb@gmail.com 41 3058-4665 41 9167-8896