COMO O COMPUTADOR
FUNCIONA
EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO
JANIÉLES ARAÚJO NERES
MPCOMP 14- IE UECE
APRESENTAÇÃO 01
DI...
AGENDA
 1.COMO SURGIU O
COMPUTADOR
 2.EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE
COMPUTAÇÃO
 3.AS GERAÇÕES
 4.INTRODUÇÃO DOS SISTEMAS
DE...
O COMPUTADOR- INÍCIO
DISCIPLINA INTERNET/INTRANET
PROFº RONALDO RAMOS
COMO SURGIU O
COMPUTADOR
 A NECESSIDADE DE CALCULAR
 SURGIU COM A HABILIDADE DE SE COMUNICAR
COM MAIS PRECISÃO
 início ...
COMO SURGIU O COMPUTADOR
 DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
 SISTEMA DECIMAL (DEDOS)- DIGITUS – DIGITAL
 deficiê...
COMO SURGIU O COMPUTADOR
 DIFICULDADE DA CONTAGEM COM AS MÃOS
 gera problemas para representar grandes números
 não é p...
SURGIMENTO DO ÁBACO
1.000 ANTES DE CRISTO – primeiros ÁBACOS
Usados por babilônicos e egípcios
DISCIPLINA INTERNET/INTRA...
ÁBACO
 USO DAS PEDRINHAS
 SURGIU O TERMO CÁLCULO  verbo calcular
 do grego chalix = pedrinha ou seixo (usados nos cálc...
ÍNDIA
 CONTRIBUIÇÃO DA ÍNDIA
 Hindus- primeiros que registraram os cálculos em
papéis (650 a.c.)
 Inventaram o símbolo ...
EVOLUÇÃO DOS
SISTEMAS DE
COMPUTAÇÃO
DISCIPLINA INTERNET/INTRANET
PROFº RONALDO RAMOS
DIVIDIDA EM 05 GERAÇÕES DE
SISTEMAS
GERAÇÃO TECNOLOGIA CARACTERÍSTICAS
1ª VÁLVULAS E PLUGUES NÃO EXISITIA S.O.
2ª TRANSIST...
A EVOLUÇÃO DOS
COMPUTADORES
 GERAÇÃO ZERO
 computadores puramente mecânicos
 iluminismo (século xviii) – surgimento do ...
 NAPIER – foi o primeiro a escrever números com
o símbolo de ponto como separador decimal e
criou o conceito de logaritmo...
 REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
 1801 – JOSEPH-MARIE JACQUARD inventou uma
máquina de tear automática
 padrões fornecidos por car...
 CHARLES BABBAGE (1822)
 máquina a vapor programável –máquina de
diferenças (somente adições)
 máquina analítica (a pro...
 ADA AUGUSTA KING
 traduziu o projeto conceitual da máquina para a
língua inglesa
 propôs programas de exemplos
 discu...
 GEORGE BOOLE – 1854
 lógica boolena – usada para o projeto de circuitos
digitais utilizadas em computadores até hoje
DI...
 HERMANN HOLLERITH- 1890
 TABULADOR ELETROMECÂNICO (equipamento para
auxiliar na realização do censo daquele ano)
 proc...
PRIMEIRA
GERAÇÃO
 1945- 1955
 TECNOLOGIA: válvulas e relé
 S.O.: não existia
 LINGUAGENS DE
PROGRAMAÇÃO: plugues
 MEM...
1ª
 INÍCIO DA 2ª GUERRA MUNDIAL
 SISTEMAS PRINCIPAIS
 ENIAC (ELETRONIC NUMERICAL INTEGRATOR AND
COMPUTER)
 18.000 válv...
1ª
 MÁQUINA UNIVERSAL DE TURING
 ALAN TURING definiu o conceito estabelecendo
um dispositivo teórico capaz de executar q...
SEGUNDA GERAÇÃO
 1955- 1965
 TECNOLOGIA: transistores
 S.0.: processamento por lote
 LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO: assemb...
2ª
 NECESSIDADE DE DIVISÃO DE FUNÇÕES:
 projetista, operador,programador,equipe de
manutenção
 ALTO CUSTO
 somente viá...
2ª
 1ª FASE
 somente um job por vez
 problemas:
 desperdício de tempo nas transições de jobs
 leitura de cartão muito...
2ª
 2ª FASE
 SISTEMAS BATCH (SISTEMAS DE LOTE)
 batch ~ lote
 lote: sequência de jobs (programas)
 jobs de um lote er...
 SISTEMAS
BATCH
PROGRA
MAIBM 1401 PERFURADO
RA
PERFURADO
RA
JO
B
FIT
A
FIT
A
FIT
A
FIT
A
FIT
A
FIT
A
OPERADO
R
DISCIPLINA...
TERCEIRA GERAÇÃO
 1965- 1980 – Circuitos integrados
 SPOOLING DE SAÍDA
 SISTEMAS TIME-SHARING
 sistema multi –usuário
...
QUARTA GERAÇÃO
 1980 – 1990 – Computadores com chips VLSI
 TECNOLOGIA: microprocessadores (CISC)
 EQUIPAMENTOS: minicom...
QUINTA GERAÇÃO
1990 A ...
 TECNOLOGIA:
• microprocessadores risc
• dispositivos multimídia
• redes de computadores
 INT...
PRÓXIMA GERAÇÃO
 Webtv
 Palmtop
 Computador de vestir
(nanotecnologia)
DISCIPLINA INTERNET/INTRANET
PROFº RONALDO RAMOS
 INTRODUÇÃO DOS
SISTEMAS DE
COMPUTAÇÃO
DISCIPLINA INTERNET/INTRANET
PROFº RONALDO RAMOS
COMO FUNCIONA UM
COMPUTADOR?
 recebe dados (input) e processa-os para
produzir informação (output)  funções são
controla...
O que é um Sistema
Computacional?
 Configuração: todos os componentes funcionais de
um computador + respectivo hardware.
...
Exemplos de Sistemas
Computacionais
 Automação Bancária
 Assiduidade e Folha de
Pagamentos
 Controle de Tráfico Urbano
...
Componentes de Sistemas
Computacionais
 Hardware
Computadores, periféricos e redes.
 Software
Os programas e arquivos de...
Categorias de Sistemas
 Sistemas técnicos baseados em computador
 São aqueles que incluem hardware e software, mas
não i...
 Evolução dos S.O.s está, em grande parte,
relacionada com o desenvolvimento de
equipamentos cada vez mais velozes,
compa...
SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO
 Estrutura geral
APLICATIVOS
SISTEMA
OPERACIONA
L
COMPONENT
ES FÍSICOS
INTERFACE DE
HARDWARE
DISCI...
ESTRUTURA GERAL DE UM
SISTEMA DE COMPUTAÇÃO
 COMPONENTES FÍSICOS
 componentes básicos
 periféricos
 componentes multim...
COMPONENTES FÍSICOS
 MONITOR GRÁFICO
 usualmente existe no máximo um
monitor gráfico
 apresentação gráfica exige que o
...
 PLACAS CONTROLADORES DE
PERIFÉRICOS
 controladora de vídeo
 controladora de disco
 controladora de rede
 UNIDADES DE...
 PERIFÉRICOS
 PLOTER (Equipamento de
impressão vetorial)
 SCANNER
 Equipamento de digitalização de
imagens
 Tipos
 M...
 COMPONENTES MULTIMÍDIA
 INTERFACES DE AÚDIO
 entradas de áudio
microfone
 saída de áudio
autofalante
 luva
dispositi...
COMPONENTES FÍSICOS
(CONT.)
 COMPONENTES DE REDE
CABEAMENTO PARA REDE
LOCAL
 TIPOS (COAXIAL OU PAR
TRANÇADO)
 Taxa de ...
Sistema operacional
 COMPOSTO POR
 núcleo (kernel) do s.o.
 permanece carregado em memória
 processos de gerência
 ar...
SISTEMA OPERACIONAL
 CLASSIFICAÇÃO
o quanto ao número de processos
simultâneos
monotarefa
multitarefa
o quanto ao núme...
APLICATIVOS
EXEMPLOS
browser (Netscape, Explorer, Mozilla, Chrome...)
programa de editoração eletrônica
programa de p...
RESUMO
surgimento do
computador
habilidade de se
comunicar com mais
precisão
sistema de numeração
usando os dedos
necessid...
ábaco – considerado 1
computador
sem memória
surge computadores
mecânicos- 1ª calculadora
portátil
máquina de tear
automát...
necessidade de otimizar o
tempo surge o sistema
batch (lote)- sequência de
programas
3ª geração – circuitos
integrados (si...
DISCIPLINA INTERNET/INTRANET
PROFº RONALDO RAMOS
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Como o computador funciona 3

460 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre a volução do sistema de computador

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
460
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como o computador funciona 3

  1. 1. COMO O COMPUTADOR FUNCIONA EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO JANIÉLES ARAÚJO NERES MPCOMP 14- IE UECE APRESENTAÇÃO 01 DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  2. 2. AGENDA  1.COMO SURGIU O COMPUTADOR  2.EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO  3.AS GERAÇÕES  4.INTRODUÇÃO DOS SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO  5.RESUMO COM IMAGENS DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  3. 3. O COMPUTADOR- INÍCIO DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  4. 4. COMO SURGIU O COMPUTADOR  A NECESSIDADE DE CALCULAR  SURGIU COM A HABILIDADE DE SE COMUNICAR COM MAIS PRECISÃO  início – grunhidos  vocabulário mais extenso  elaboração de regras para compor frases  primeiras linguagens  escrita  registro de informações importantes (autor ausente)  pinturas/marcas nas cavernas  símbolos  alfabeto SURGE A NECESSIDADE DE REALIZAR CÁLCULOS  proteger suas atividades primárias  contagem de rebanhos, troca de moedas, divisão de terras, elaboração de calendários DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  5. 5. COMO SURGIU O COMPUTADOR  DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE NUMERAÇÃO  SISTEMA DECIMAL (DEDOS)- DIGITUS – DIGITAL  deficiência na capacidade de representar grandes números  monge beneditino Beda (673-735) desenvolveu um método que permitia a descrição até 10.000  BABILÔNIOS (2000 a.C.) empregavam o sistema sexagesimal (base 60)  OS MAIAS (~ 0 a.C.) sistema vigesimal (base 20)  GREGOS - um sistema misto(decimal/hexadecimal)  OS ROMANOS – sistema decimal com símbolos especiais para 5, 50, e 500,etc DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  6. 6. COMO SURGIU O COMPUTADOR  DIFICULDADE DA CONTAGEM COM AS MÃOS  gera problemas para representar grandes números  não é possível registrar cálculos  necessidade do desenvolvimento de símbolo para representar números escritos  SURGIMENTOS DOS NÚMEROS ESCRITOS  EGÍPCIOS –(3500 a.C.) utilizavam um sistema de representação numérica com símbolos específicos para as potências de 10, como 1, 10, 100, 1000, 10.000 etc.  1 = traço vertical  10= osso do calcanhar invertido  100 = um laço  1.000= flor de lótus  10.000 = dedo dobrado  O SISTEMA DOS ROMANOS ERA SIMILAR (USAVAM O ÁBACO PARA EFETUAR OPERAÇÕES ARITMÉTICAS) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  7. 7. SURGIMENTO DO ÁBACO 1.000 ANTES DE CRISTO – primeiros ÁBACOS Usados por babilônicos e egípcios DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  8. 8. ÁBACO  USO DAS PEDRINHAS  SURGIU O TERMO CÁLCULO  verbo calcular  do grego chalix = pedrinha ou seixo (usados nos cálculos)  computação= ato ou efeito de computar (verbo que exprime o ato de fazer contagem, contar, calcular  O problema do uso do ábaco é que cada passo apaga o precedente sendo necessário refazer o cálculo para ver o resultado  porém ainda é muito usado no Japão- em 1946 foi usado para derrotar uma calculadora elétrica numa competição DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  9. 9. ÍNDIA  CONTRIBUIÇÃO DA ÍNDIA  Hindus- primeiros que registraram os cálculos em papéis (650 a.c.)  Inventaram o símbolo para o zero em sua escrita (sem necessidade de deixar espaço em branco)  A matemática hindu foi levada pelos árabes que a disseminaram pelo Ocidente até a Espanha  Árabes responsáveis pela representação numérica: algarismo, tabuada e álgebra – usada até hoje  Algarismo derivada do nome do matemático Al-Khwarizmi (algoritmo também) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  10. 10. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  11. 11. DIVIDIDA EM 05 GERAÇÕES DE SISTEMAS GERAÇÃO TECNOLOGIA CARACTERÍSTICAS 1ª VÁLVULAS E PLUGUES NÃO EXISITIA S.O. 2ª TRANSISTORES E MEM.MAGNÉTICA PROCESSAMENTO POR LOTE 3ª CIRCUITOS INTEGRADOS SISTEMAS MULTIPROGRAMADOS SISTEMA TIME- SHARING 4ª MICROPROCESSSADORES COMPUTADORES PESSOAIS MINICOMPUTADORES ESTAÇÃO DE TRABALHO 5ª MICROPROCESSADORES REDES DE ALTA VELOCIDADE SISTEMAS MULTIMÍDIA DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  12. 12. A EVOLUÇÃO DOS COMPUTADORES  GERAÇÃO ZERO  computadores puramente mecânicos  iluminismo (século xviii) – surgimento do cálculo diferencial (Newton e Leibniz)  tentativa de definir uma linguagem matemática universal (Leibniz) -> lógica simbólica Surgimento dos primeiros dispositivos mecânicos de cálculo  1ª CALCULADORA PORTÁTIL (JOHN NAPIER – 1612)- OSSOS DE NAPIER DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  13. 13.  NAPIER – foi o primeiro a escrever números com o símbolo de ponto como separador decimal e criou o conceito de logaritmo  1622 – WILLIAM OUGHTREAD deu origem à primeira régua de cálculo  1642- BLAISE PASCAL criou uma máquina de somar ( a pascaline) para ajudar nos negócios do pai PASCALIN E DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  14. 14.  REVOLUÇÃO INDUSTRIAL  1801 – JOSEPH-MARIE JACQUARD inventou uma máquina de tear automática  padrões fornecidos por cartões automáticos DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  15. 15.  CHARLES BABBAGE (1822)  máquina a vapor programável –máquina de diferenças (somente adições)  máquina analítica (a programação) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  16. 16.  ADA AUGUSTA KING  traduziu o projeto conceitual da máquina para a língua inglesa  propôs programas de exemplos  discutiu técnicas de programação para a máquina  tornou-se a primeira programadora do mundo DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  17. 17.  GEORGE BOOLE – 1854  lógica boolena – usada para o projeto de circuitos digitais utilizadas em computadores até hoje DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  18. 18.  HERMANN HOLLERITH- 1890  TABULADOR ELETROMECÂNICO (equipamento para auxiliar na realização do censo daquele ano)  processava automaticamente cartões perfurados (contagem do números de habitantes)  Hollerith funda a companhia CTR (computing-tabulating- recording) que em 1924 passa a se chamar IBM (international business machine) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  19. 19. PRIMEIRA GERAÇÃO  1945- 1955  TECNOLOGIA: válvulas e relé  S.O.: não existia  LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO: plugues  MEMÓRIA: não existia  ARMAZENAMENTO SECUNDÁRIO: não existia  E/S: plugues e leds  SEM DIVISÃO DE FUNÇÕES DE TRABALHO DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  20. 20. 1ª  INÍCIO DA 2ª GUERRA MUNDIAL  SISTEMAS PRINCIPAIS  ENIAC (ELETRONIC NUMERICAL INTEGRATOR AND COMPUTER)  18.000 válvulas, 10.000 capacitores, 70.000 resistores  30 toneladas  finalidade: cálculos balísticos  quando em operação, consumia cerca de 140kw e era capaz de realizar 5 mil adições por segundo.  poder de processamento: ~ calculadora  UNIVAC (UNIVERSAL AUTOMATIC COMPUTER)  1ª máquina de cunho geral comercial  utilizada no censo americano de 1950  empregava diodos de cristal que tornava sua velocidade superior aos valvulados  1950: SURGE O CARTÃO PERFURADO DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  21. 21. 1ª  MÁQUINA UNIVERSAL DE TURING  ALAN TURING definiu o conceito estabelecendo um dispositivo teórico capaz de executar qualquer algoritmo descrito – bases para o estudo da computabilidade  um algoritmo computável – que pode ser executado por uma máquina de turing  ocupava 120m² , conseguia multiplicar números de 10 dígitos em 3 segundos DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  22. 22. SEGUNDA GERAÇÃO  1955- 1965  TECNOLOGIA: transistores  S.0.: processamento por lote  LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO: assembler, fortran, cobol  MEMÓRIA: memórias magnéticas  ARMAZENAMENTO SECUNDÁRIO: fita de papel, fita magnética  E/S: cartão perfurado, fita de papel perfurada,fita magnética, impressora  MAIS CONFIÁVEIS (podiam já ser comercializados)  S.O.: criado para automatizar tarefas usuais DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  23. 23. 2ª  NECESSIDADE DE DIVISÃO DE FUNÇÕES:  projetista, operador,programador,equipe de manutenção  ALTO CUSTO  somente viável para grandes empresas, agências de governo e universidades  02 TIPO DISTINTOS DE SISTEMAS:  processamento numérico (científico)  processamento de caracteres (comercial) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  24. 24. 2ª  1ª FASE  somente um job por vez  problemas:  desperdício de tempo nas transições de jobs  leitura de cartão muito lenta e sujeita à falhas  desperdício e tempo na espera por e/s USUÁRIO PROGRA MA PERFURADO RA JO B JO B COMPUTADOR IMPRESS ÃO OPERADO R DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  25. 25. 2ª  2ª FASE  SISTEMAS BATCH (SISTEMAS DE LOTE)  batch ~ lote  lote: sequência de jobs (programas)  jobs de um lote eram executados sequencialmente , um de cada vez  COMPOSTO POR: o um computador de processamento (alto custo) o computadores satélites para realizar e/s (baixo custo) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  26. 26.  SISTEMAS BATCH PROGRA MAIBM 1401 PERFURADO RA PERFURADO RA JO B FIT A FIT A FIT A FIT A FIT A FIT A OPERADO R DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  27. 27. TERCEIRA GERAÇÃO  1965- 1980 – Circuitos integrados  SPOOLING DE SAÍDA  SISTEMAS TIME-SHARING  sistema multi –usuário  variante de sistema multiprogramado  cada usuário tem um terminal de utilização  PRIORIDADE NA E/S DE TERMINAL PELO S.O.  MAIOR INTERAÇÃO USUÁRIO-MÁQUINA  MAIOR PRODUTIVIDADE  EXEMPLOS DE SISTEMAS TIME-SHARING  1962 – CTSS (IBM 7094) – projeto do MIT , necessitava de hardware especial de proteção  1965 - MULTICS (GE 645) – somente protótipo  1978 – primeira versão comercial UNIX (UNIX v7) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  28. 28. QUARTA GERAÇÃO  1980 – 1990 – Computadores com chips VLSI  TECNOLOGIA: microprocessadores (CISC)  EQUIPAMENTOS: minicomputadores, computadores pessoais, estações de trabalho  BARATEAMENTO DO SISTEMA PERMITIU QUE:  empresas adquirissem microcomputadores como o UNIX OU VMS (Dec)  usuários adquirissem computadores pessoais  APPLE  1985 – Primeiras estações gráficas  PRIMEIROS SISTEMAS COM INTERFACES GRÁFICAS  IBM- PC (MS-DOS) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  29. 29. QUINTA GERAÇÃO 1990 A ...  TECNOLOGIA: • microprocessadores risc • dispositivos multimídia • redes de computadores  INTEROPERABILIDADE ENTRE OS SISTEMAS • redes de computadores implicaram na necessidade de interoperabilidade entre os sistemas  REDE DE COMPUTADORES • pilha TCP/IP (internet)  COMPARTILHAMENTO DE RECURSOS  MULTIMÍDIA DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  30. 30. PRÓXIMA GERAÇÃO  Webtv  Palmtop  Computador de vestir (nanotecnologia) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  31. 31.  INTRODUÇÃO DOS SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  32. 32. COMO FUNCIONA UM COMPUTADOR?  recebe dados (input) e processa-os para produzir informação (output)  funções são controladas por um programa (conjunto de instruções) integrado na memória do computador DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  33. 33. O que é um Sistema Computacional?  Configuração: todos os componentes funcionais de um computador + respectivo hardware.  O sistema básico de um microcomputador inclui :  uma unidade de sistema, com uma ou mais unidades de disco, um monitor e um teclado.  O hardware adicional – chamados periféricos – podem incluir dispositivos como  a impressora, o modem e o mouse.  O software não costuma ser incluído no conceito de sistema de computador, embora o sistema operativo que executa o hardware seja conhecido como software do sistema. DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  34. 34. Exemplos de Sistemas Computacionais  Automação Bancária  Assiduidade e Folha de Pagamentos  Controle de Tráfico Urbano  Controle Acadêmico  Edição de Jornais e Revistas  Controle de Elevadores  Automação de Bibliotecas  Sistemas de Alarme em Edifícios DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  35. 35. Componentes de Sistemas Computacionais  Hardware Computadores, periféricos e redes.  Software Os programas e arquivos de dados.  Informações Coleção de informações organizadas e sistematizadas necessárias ao desempenho das tarefas -e procedimentos.  Utilizadores Utilizadores e operadores que realizam as tarefas e procedimentos.  Procedimentos Atividades realizadas pelos utilizadores e operadores, bem como pelos programas (procedimentos automatizados).  Documentação Manuais e formulários que descrevem as operações do sistema. DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  36. 36. Categorias de Sistemas  Sistemas técnicos baseados em computador  São aqueles que incluem hardware e software, mas não incluem os operadores e os processos operacionais. O sistema não está ciente que está sendo usado para um determinado fim.  Sistemas sócio-técnicos  São aqueles que incluem sistemas técnicos, processos operacionais e pessoas que usam e interagem esse sistema. Os sistemas sócio- técnicos são regidos por políticas e regras organizacionais. DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  37. 37.  Evolução dos S.O.s está, em grande parte, relacionada com o desenvolvimento de equipamentos cada vez mais velozes, compactos e de baixo custo, e com a necessidade de aproveitamento e controle desses recursos DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  38. 38. SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO  Estrutura geral APLICATIVOS SISTEMA OPERACIONA L COMPONENT ES FÍSICOS INTERFACE DE HARDWARE DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  39. 39. ESTRUTURA GERAL DE UM SISTEMA DE COMPUTAÇÃO  COMPONENTES FÍSICOS  componentes básicos  periféricos  componentes multimídia  componentes de rede  SISTEMA OPERACIONAL núcleo do sistema operacional (kernel) programas de sistema (utilitários, biblioteca..) arquivos de configuração  APLICATIVOS browser (Netscape, Explorer, Mozilla, Chrome...)
  40. 40. COMPONENTES FÍSICOS  MONITOR GRÁFICO  usualmente existe no máximo um monitor gráfico  apresentação gráfica exige que o sistema realize acesso à memória gráfica, que é varrida várias vezes por segundo.  TECLADO  para entrada de caracteres  MOUSE  de esfera ou óptico  MOUSE PAD  no mouse de esfera  GABINETE DO SISTEMA  placa principal (processador e memória) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  41. 41.  PLACAS CONTROLADORES DE PERIFÉRICOS  controladora de vídeo  controladora de disco  controladora de rede  UNIDADES DE ARAMAZENAMENTO  discos magnéticos  unidade leitora de floppy  PERIFÉRICOS  IMPRESSORA  de linha (imprime somente caracteres)  matricial(imprime pontos (matiz)- baixa resolução  laser (boa resolução)  jato de tinta (boa resolução e colorida) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  42. 42.  PERIFÉRICOS  PLOTER (Equipamento de impressão vetorial)  SCANNER  Equipamento de digitalização de imagens  Tipos  Manual  Mesa  Rotatório  Quanto a cor  Monocromática  Tons de cinza  colorida DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  43. 43.  COMPONENTES MULTIMÍDIA  INTERFACES DE AÚDIO  entradas de áudio microfone  saída de áudio autofalante  luva dispositivo para posicionamento em 3 dimensões alguns modelos possuem teclas alguns modelos permitem detectar movimento dos dedos  óculos permite a visão estéreo de uma cena DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  44. 44. COMPONENTES FÍSICOS (CONT.)  COMPONENTES DE REDE CABEAMENTO PARA REDE LOCAL  TIPOS (COAXIAL OU PAR TRANÇADO)  Taxa de transmissão (10/100 mpb/s) EQUIPAMENTOS  Hubs e repetidores  Bridges e switches  Roteadores  Modens  Transceivers DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  45. 45. Sistema operacional  COMPOSTO POR  núcleo (kernel) do s.o.  permanece carregado em memória  processos de gerência  arquivos de configuração  utilitários do sistema  programas básicos necessários para operação do sistema operacional  Ex. DOS: fomat, dir, edit, copy...  Ex. UNIX: mkfs, ls, ps... DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  46. 46. SISTEMA OPERACIONAL  CLASSIFICAÇÃO o quanto ao número de processos simultâneos monotarefa multitarefa o quanto ao número de usuários simultâneos monousuário multiusuário DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  47. 47. APLICATIVOS EXEMPLOS browser (Netscape, Explorer, Mozilla, Chrome...) programa de editoração eletrônica programa de processamento de imagem CAD banco de dados DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  48. 48. RESUMO surgimento do computador habilidade de se comunicar com mais precisão sistema de numeração usando os dedos necessidade de contar números maiores – números escritos cria-se o ábaco finalidade de proteger suas atividades diárias (cálculos) DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  49. 49. ábaco – considerado 1 computador sem memória surge computadores mecânicos- 1ª calculadora portátil máquina de tear automática -Jacquard máquina a vapor programável de Babbagge início da máquina analítica (a programação) – Ada nasce a lógica booleana com os circuitos digitais Hollerith cria o tabulador eletromecânico- início da IBM surge a 1ª geração com válvulas e relés – ENIAC/guerra surge o UNIVAC para fins comerciais vem a máquina universal de Turing (algoritmo) 2ª geração – transistores –fortran, assembly , cobol DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  50. 50. necessidade de otimizar o tempo surge o sistema batch (lote)- sequência de programas 3ª geração – circuitos integrados (sistema mutiprogramado) 4ª geração- computadores com chips - microprocessadores 5ª geração – interoperabilidade – rede de computadores/ multimídia. funcionamento de um computador e sua maquinária componentes funcionais de um computador + hardware/ aplicativos, S.O., componentes físicos DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS
  51. 51. DISCIPLINA INTERNET/INTRANET PROFº RONALDO RAMOS

×