PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório <ul><li>Principais Estruturas </li>...
PCH SÃO DOMINGOS II 08/12/2008 07/01/2009
PCH SÃO DOMINGOS II Instrumentos Instalados na Galeria e Barragem
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas
PCH SÃO DOMINGOS II Seção A
PCH SÃO DOMINGOS II Seção D
PCH SÃO DOMINGOS II Seção C
PCH SÃO DOMINGOS II Trecho Galeria de Desvio
PCH SÃO DOMINGOS II Seção da Galeria de Desvio
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Leituras das Celulas de Pressão
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Leituras dos Piezômetros Elétrico
PCH SÃO DOMINGOS II Apresentação Fotográfica – Celulas de Pressão
PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico Célula de Pressão
PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Piezômetrico Elétrico
PCH SÃO DOMINGOS II Apresentação Fotográfica – Piezômetro de Tubo Piezômetro
PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Piezômetro de Tubo
PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Piezômetro de Tubo
PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Piezômetro de Tubo
PCH SÃO DOMINGOS II Apresentação Fotográfica – Cx Medidora de Vazão
PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Cx Coletora
PCH SÃO DOMINGOS II Apresentação Fotográfica – Poços de Alívio
PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Poço de Alívio
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento linha de Percolação
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
<ul><li>CONSIDERAÇÕES GERAIS </li></ul><ul><li>O objetivo da inspeção é identificar anomalias ou preocupações que afetam p...
PCH SÃO DOMINGOS II Instruções para Inspeções no Maciço
PCH SÃO DOMINGOS II Instruções para Inspeções no Maciço <ul><li>II. DETECTANDO ANOMALIAS </li></ul><ul><li>Tipos de anomal...
PCH SÃO DOMINGOS II Organograma COORDENA Ç ÃO GERAL DOS SERVI Ç OS DE MONITORAMENTO ENG. RAFAEL FERNANDES PEREIRA SERVI Ç ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Monitoramento PCH São Domingos II - 24,30MW

1.972 visualizações

Publicada em

Monitoramento realizado pela GeoEnergy Engenharia e Serviços Ltda. na PCH São Domingos II

Publicada em: Tecnologia, Educação, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.972
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Monitoramento PCH São Domingos II - 24,30MW

  1. 1. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório <ul><li>Principais Estruturas </li></ul><ul><li>Barragem de Terra </li></ul><ul><li>Galeria de Desvio </li></ul><ul><li>Vertedouro </li></ul>
  2. 2. PCH SÃO DOMINGOS II 08/12/2008 07/01/2009
  3. 3. PCH SÃO DOMINGOS II Instrumentos Instalados na Galeria e Barragem
  4. 4. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas
  5. 5. PCH SÃO DOMINGOS II Seção A
  6. 6. PCH SÃO DOMINGOS II Seção D
  7. 7. PCH SÃO DOMINGOS II Seção C
  8. 8. PCH SÃO DOMINGOS II Trecho Galeria de Desvio
  9. 9. PCH SÃO DOMINGOS II Seção da Galeria de Desvio
  10. 10. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Leituras das Celulas de Pressão
  11. 11. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Leituras dos Piezômetros Elétrico
  12. 12. PCH SÃO DOMINGOS II Apresentação Fotográfica – Celulas de Pressão
  13. 13. PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico Célula de Pressão
  14. 14. PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Piezômetrico Elétrico
  15. 15. PCH SÃO DOMINGOS II Apresentação Fotográfica – Piezômetro de Tubo Piezômetro
  16. 16. PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Piezômetro de Tubo
  17. 17. PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Piezômetro de Tubo
  18. 18. PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Piezômetro de Tubo
  19. 19. PCH SÃO DOMINGOS II Apresentação Fotográfica – Cx Medidora de Vazão
  20. 20. PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Cx Coletora
  21. 21. PCH SÃO DOMINGOS II Apresentação Fotográfica – Poços de Alívio
  22. 22. PCH SÃO DOMINGOS II Gráfico – Poço de Alívio
  23. 23. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento linha de Percolação
  24. 24. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
  25. 25. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
  26. 26. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
  27. 27. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
  28. 28. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
  29. 29. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
  30. 30. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
  31. 31. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
  32. 32. PCH SÃO DOMINGOS II Acompanhamento das Estruturas durante o Enchimento do Reservatório
  33. 33. <ul><li>CONSIDERAÇÕES GERAIS </li></ul><ul><li>O objetivo da inspeção é identificar anomalias ou preocupações que afetam potencialmente a </li></ul><ul><li>segurança da barragem. Assim é importante inspecionar a superfície completa da área de um </li></ul><ul><li>maciço. A técnica geral é caminhar sobre os taludes e o coroamento tantas vezes quanto sejam </li></ul><ul><li>necessárias de forma a observar a superfície da área claramente. De um determinado ponto sobre a barragem, pequenos detalhes podem usualmente serem vistos a uma distância de 3 a 10 metros em qualquer direção, dependendo da rugosidade da superfície, vegetação ou outras condições de superfície. Para que toda a superfície da barragem tenha sido coberta, serão necessários alguns passos a serem cumpridos. Na verdade, não importa o tipo de trajetória que seja dada, o importante é que toda a superfície tenha sido coberta. </li></ul>PCH SÃO DOMINGOS II Instruções para Inspeções no Maciço
  34. 34. PCH SÃO DOMINGOS II Instruções para Inspeções no Maciço
  35. 35. PCH SÃO DOMINGOS II Instruções para Inspeções no Maciço <ul><li>II. DETECTANDO ANOMALIAS </li></ul><ul><li>Tipos de anomalias mais comum de serem encontradas: </li></ul><ul><li>III. TIPOS DE ANOMALIAS COMUMENTE ENCONTRADAS: </li></ul><ul><li>As barragens estão sujeitas a alguns tipos de anomalias que incluem: </li></ul><ul><li>1) Percolação </li></ul><ul><li>2) Trincas ou fraturas </li></ul><ul><li>3) Instabilidade </li></ul><ul><li>4) Depressões </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Recalques localizados </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Afundamentos </li></ul></ul></ul></ul><ul><li>5) Afetadas pela má manutenção: </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Proteção inadequada do talude </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Erosão superficial </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Árvores e Arbustos </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Tocas de animais </li></ul></ul></ul></ul>
  36. 36. PCH SÃO DOMINGOS II Organograma COORDENA Ç ÃO GERAL DOS SERVI Ç OS DE MONITORAMENTO ENG. RAFAEL FERNANDES PEREIRA SERVI Ç OS DE ESCRIT Ó RIO INTERPRETA Ç ÃO DOS DADOS & RELAT Ó RIOS ENG. ARLEM RODRIGUES PEREIRA ESPECIALISTA EM INSTRUMENTA Ç ÃO DE BARRAGENS ENG. RAFAEL FERNANDES PEREIRA TRABALHOS DE CAMPO INSPE Ç ÕES ROTINEIRAS & LEITURAS DE CAMPO T É CNICO EM INSTRUMENTA Ç ÃO & AUSCULTA Ç ÃO DE BARRAGENS AUXILIAR T É CNICO EM INSTRUMENTA Ç ÃO & AUSCULTA Ç ÃO DE BARRAGENS SECRETARIADO GERAL ANELISE TRAJANO ESPECIALISTA EM ARRANJOS E LAY-OUT ’ S ENG. BENHUR GHELLER ESPECIALISTA EM ESTRUTURAS ENG. ANDERSON CANDEMIL ESPECIALISTA EM GEOTECNIA DE BARRAGENS ENG. MARCELO MANOEL FERNANDES ESPECIALISTA EM AN Á LISES ESTRUTURAIS ENG. ANDERSON CANDEMIL OLIVEIRA ESPECIALISTA EM HIDROLIGIA / HIDR Á ULICA ENG. FL Á VIO JOS É BICCA

×