Competitividade da indústria automobilística no Brasil     Autor: Rodrigo Octavio Celentano Barbosa              Trabalho ...
COMPETITIVIDADE NO MERCADO AUTOMOTIVO COM FOCO NO MERCADO DE AUTOPEÇAS BRASILEIRORodrigo Octávio Celentano BarbosaOrientad...
OBJETIVO• Discutir a competitivade do setor;• Comparando fatores de custo e competitividade da  indústria nacional com out...
JUSTIFICATIVA•   Industria Automotiva ocupa a 6a. Posição mundial com mais de 3,5 milhões de    veículos produzidos em 201...
COMPETITIVIDADE        Autor                  Ano                                         Conceito   Buckley, Pass e      ...
INOVAÇÃO           Autor                                             Conceito Bell e Keith Pavitt           A inovação pod...
METODOLOGIA• Levantamento bibliográfico e documental sobre o tema• Estudo de caso realizado em uma empresa canadense de  a...
EXPECTATIVA CRESCIMENTO SETOR                 Vendas (unidades)                                    Produção (unidades)•Grá...
CARGA TRIBUTÁRIA - %PIB                                       Quadro - Carga Tributária Brasileira II                     ...
CARGA TRIBUTÁRIA – VENDA DE VEÍCULOSImpostos incidente na venda por tipo de                        Comparação imposto sobr...
JUROS E FINANCIAMENTO MERCADO                AUTOMOTIVO                                                                   ...
MÃO DE OBRA (1)Gráfico - Custo da Mão de Obra por Hora TrabalhadaFonte: Elaborado pelo autor.
MÃO DE OBRA (2) CUSTO DA MÃO DE OBRA •USD/h •Remuneração completa: salários, benefícios e taxas                           ...
Mão de Obra (3) e Aço                                                             Custo Mão de Obra:             Custo Mat...
CAPACIDADE DE INOVAÇÃO• Brasil passou da 50a. para 68a. posição no ranking mundial de  inovação em 2010;• Na América Latin...
INVESTIMENTO EM P&D – FORNECEDORES           DE AUTOPEÇAS          Investimento em P&D - % de vendas          Quadro – Des...
LIMITAÇÕES DO ESTUDO•   Pesquisa limitou-se aos fatores brasileiros maisevidentes que dificultam a competitividade:    –  ...
CONCLUSÕES•   Desenvolvimento de uma agenda para setor entre:•   Governo:     – Aumento acordos de livre comércio;     – F...
SUGESTÕES DE PESQUISAS FUTURAS• Redução de custos de importação para componentes a matérias  primas não produzidos no Bras...
LIÇÕES PRÁTICAS TIRADAS PARA A VIDA             PROFISSIONAL• Resultados apurados na pesquisa suportaram:   – Negociações ...
COMPETITIVIDADE NO MERCADO AUTOMOTIVO COM FOCO NO MERCADO DE AUTOPEÇAS BRASILEIRO             MUITO OBRIGADO !!!Rodrigo Oc...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Industria automob

1.101 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.101
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Industria automob

  1. 1. Competitividade da indústria automobilística no Brasil Autor: Rodrigo Octavio Celentano Barbosa Trabalho apresentado no 21º Seminário PROFUTURO: “As perspectivas pós-crise para o Brasil na próxima década” 18/03/2011 IBSN: 978-85-99809-02-0 Contato: Programa de Estudos do Futuro/FIA, profuturo@fia.com.br (11)3818-4021 – www.fia.com.br/profuturo
  2. 2. COMPETITIVIDADE NO MERCADO AUTOMOTIVO COM FOCO NO MERCADO DE AUTOPEÇAS BRASILEIRORodrigo Octávio Celentano BarbosaOrientador:Prof. Dr. Emerson Antônio Maccari
  3. 3. OBJETIVO• Discutir a competitivade do setor;• Comparando fatores de custo e competitividade da indústria nacional com outros países que competimos diretamente;• Buscar soluções para os problemas decorrentes dos desequilíbrios da balança comercial
  4. 4. JUSTIFICATIVA• Industria Automotiva ocupa a 6a. Posição mundial com mais de 3,5 milhões de veículos produzidos em 2010;• Conta com 25 fabricantes de veículos e máquinas agrícolas, divididos em 50 unidades fabris em 8 Estados e 36 Municípios e 4.427 concessionárias em todo o país;• 500 fabricantes de autopeças;• Faturamento estimado em torno de USD 79bi (incluindo autopeças) – 23% do PIB industrial e 5% do PIB total em 2009;• Emprega em torno de 1,5 milhões pessoas (diretos e indiretos);• Industria com perspectiva de expansão até 2015 em torno de 6%/ano na produção e 8%/ano nas vendas• Aumento da concorrência de forma significativa
  5. 5. COMPETITIVIDADE Autor Ano Conceito Buckley, Pass e Um processo em três estágios diferentes: desempenho competitivo, potencial 1988 Prescott competitivo e processo gerencial. Capacidade de um dado setor produtivo de obter rentabilidade e manter Mario A. Batalha 1997 participação no mercado no âmbito interno e externo de maneira sustentada. Aptidão de uma empresa para manter ou aumentar seus lucros e sua S. Dahab et. al. 1995 participação no mercado. Capacidade de uma empresa em oferecer produtos com padrões de qualidade N. Serra 1996 específicos, determinados pelo mercado, utilizando recursos iguais ou inferiores aos de seus concorrentes Capacidade da empresa formular e implementar estratégias concorrenciais que lhe permitam ampliar ou conservar, de forma duradoura, uma posição J.C. Ferraz 1997 sustentável no mercado. A capacidade de sobreviver e, de preferência, crescer, em mercados Elisabeth Farina 1998 concorrentes e novos mercados.Quadro 1 - Conceitos sobre competitividadeFonte: Elaborado pelo autor
  6. 6. INOVAÇÃO Autor Conceito Bell e Keith Pavitt A inovação pode ser vista como um processo de aprendizagem organizacional. C.K. Prahalad Inovação é adotar novas tecnologias que permitem aumentar a competitividade da companhia. Ernest Gundling Inovação é uma nova idéia implementada com sucesso, que produz resultados econômicos. Giovanni Dosi Inovação é a busca, descoberta, experimentação, desenvolvimento, imitação e adoção de novos produtos, novos processos e novas técnicas organizacionais Gary Hamel Inovação é um processo estratégico de reinvenção contínua do próprio negócio e da criação de novos conceitos de negócios. Joseph Schumpeter A inovação caracteriza-se pela abertura de um novo mercado. Peter Drucker Inovação é o ato de atribuir novas capacidades aos recursos (pessoas e processos) existentes na empresa para gerar riqueza Ronald Jonash e Tom Inovação é um processo de alavancar a criatividade para criar valor de Sommerlatte novas maneiras, através de novos produtos, novos serviços e novos negócios.Quadro 2 - Conceitos de InovaçãoFonte: SIMANTOB e LIPPI (2003)
  7. 7. METODOLOGIA• Levantamento bibliográfico e documental sobre o tema• Estudo de caso realizado em uma empresa canadense de autopeças instalada no Brasil – empresa Alfa• Empresa Alfa ecomendou pesquisas à Roland Berger Strategy Consultants: – Potencial e competitividade da indústria automotiva brasileira – Março 2010 – Oportunidades e desafios do mercado automotivo brasileiro – Janeiro 2011
  8. 8. EXPECTATIVA CRESCIMENTO SETOR Vendas (unidades) Produção (unidades)•Gráfico - Perspectivas para produção e vendas de carros de passeio•Fonte: Roland Berger Strategy Consultants (2011)
  9. 9. CARGA TRIBUTÁRIA - %PIB Quadro - Carga Tributária Brasileira II Fonte: PRADO FILHO (2011)Quadro - Carga Tributária BrasileiraFonte: PRADO FILHO (2011)
  10. 10. CARGA TRIBUTÁRIA – VENDA DE VEÍCULOSImpostos incidente na venda por tipo de Comparação imposto sobre vendas de motorização e tipo de veículo veículos Gráfico - Taxas de Vendas no Brasil (%) Gráfico - Comparação das taxas de Vendas (%) Fonte: Roland Berger Strategy Consultants (2011) Fonte: Roland Berger Strategy Consultants (2011)
  11. 11. JUROS E FINANCIAMENTO MERCADO AUTOMOTIVO Volume Financiado (R$ Bi) eTaxa de Juros Venda Veículos Novos Vendas Financiadas (%) Gráfico – Taxa de Juros Vendas Veiculos Novos(%) Gráfico – Volume Financiado Fonte: Roland Berger Strategy Consultants (2011) Fonte: Roland Berger Strategy Consultants (2011)
  12. 12. MÃO DE OBRA (1)Gráfico - Custo da Mão de Obra por Hora TrabalhadaFonte: Elaborado pelo autor.
  13. 13. MÃO DE OBRA (2) CUSTO DA MÃO DE OBRA •USD/h •Remuneração completa: salários, benefícios e taxas MelhorAUTOMAÇÃO E PRODUTIVIDADE• Notas de 1 a 7•.Grau de automação, disponibilidadede moderna tecnologia de produção,número de máquinas por processo Melhor CAPACIDADE DE INOVAÇÃO •. Notas de 1 a 5 •. Apoio político, Investimentos em P&D e Educação, patentes e capacidade científica. MelhorQuadro - Aspectos competitivos da indústria automotiva brasileiraFonte: Roland Berger Strategy Consultants (2011)
  14. 14. Mão de Obra (3) e Aço Custo Mão de Obra: Custo Matéria Prima: Aço (sem efeito de produtividade e inovação)Gráfico - Comparação de custosFonte: Roland Berger Strategy Consultants (2011)
  15. 15. CAPACIDADE DE INOVAÇÃO• Brasil passou da 50a. para 68a. posição no ranking mundial de inovação em 2010;• Na América Latina passou da 3a. para a 7a. Posição• Entre os BRIC ficou na última posiçãoInovação - Categorias Posição no ranking 2010Capacidade de Inovação 28Investimento das empresas em P&D 29Parceria Universidade-Indústria em P&D 34Qualidade das instituições de pesquisa científica 41Unidades de Patentes 59Contratos do governo de produtos de tecnologia avançada 60Disponibilidade de cientistas ranking mundialQuadro – Inovações: Posição brasileira no e engenheiros 60Fonte: Roland Berger Strategy Consultants (2011)
  16. 16. INVESTIMENTO EM P&D – FORNECEDORES DE AUTOPEÇAS Investimento em P&D - % de vendas Quadro – Despesas em P&D (% das receitas) Fonte: Roland Berger Strategy Consultants (2011)
  17. 17. LIMITAÇÕES DO ESTUDO• Pesquisa limitou-se aos fatores brasileiros maisevidentes que dificultam a competitividade: – Mão de obra; matéria prima (aço); tributação; custos de financiamento; capacidade de inovação.• O problema de competitividade é mais abrangente
  18. 18. CONCLUSÕES• Desenvolvimento de uma agenda para setor entre:• Governo: – Aumento acordos de livre comércio; – Foco na redução de custos indiretos: impostos; custos de financiamento; burocracia; – Melhoria nos programas de incentivo a exportação (drawback; financiamento) – Reformas tributária e trabalhista; – Desenvolver infraestrutura melhorando custo logístico; – Desenvolvimento de programas para melhoria de custo insumos básicos (Aço, por exemplo); – Melhoria nos incentivos relacionados a P&D• Indústria: – Melhoria contínua da eficiência administrativa e produtiva; – Definição clara do papel do Brasil na rede produtiva global; – Desenvolvimento da cadeia de suprimentos; – Maior investimento em P&D;
  19. 19. SUGESTÕES DE PESQUISAS FUTURAS• Redução de custos de importação para componentes a matérias primas não produzidos no Brasil para aumentar a competitividade de produtos fabricados, montados no Brasil, evitando a importação de produtos com valor agregado maior;• Mensuração mais objetiva do efeito na competitividade caso melhorias fossem efetivadas nos fatores estudados;• Maior aprofundamento na análise de alguns fatores, por exemplo a tributação, levando em conta não somente a carga tributária excessiva, mas também o custo para poder cumprir a legislação fiscal
  20. 20. LIÇÕES PRÁTICAS TIRADAS PARA A VIDA PROFISSIONAL• Resultados apurados na pesquisa suportaram: – Negociações Sindicais; – Re-direcionamento e incremento de investimento em automação; – Maior preparo no conhecimento das vulnerabilidades em termos de competitividade para melhor posicionamento junto aos clientes e à corporação.
  21. 21. COMPETITIVIDADE NO MERCADO AUTOMOTIVO COM FOCO NO MERCADO DE AUTOPEÇAS BRASILEIRO MUITO OBRIGADO !!!Rodrigo Octávio Celentano Barbosa

×