O tempo sem mistérios - eBook grátis

646 visualizações

Publicada em

A finalidade deste ebook é complementar o que se conhece sobre o Tempo.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
646
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O tempo sem mistérios - eBook grátis

  1. 1. Jairo AlvesSumário1 Introdução................................................32 Evidências Existenciais Naturais.............43 Outras Evidências Existenciais................74 As Entidades Temporais..........................95 Visão Holística do Tempo......................126 Considerações Finais..............................14 2
  2. 2. O Tempo sem mistérios1 IntroduçãoA intenção deste eBook é complementar a visão que se tem doTempo, pois ela afeta diretamente a compreensão da estrutura edo funcionamento da natureza.Ninguém pode negar a existência do Tempo, pois a efemeridadeé uma evidência de que todas as entidades são temporais. Emoutras palavras, a morte ou o fim inevitável de todas asentidades que existem é uma prova incontestável de que todas ascoisas estão sujeitas a ação do Tempo.A nossa relação com Tempo é tão natural que dificilmente nosapercebemos dela. Absolutamente tudo que fazemos na vidapode ser resumido em praticar eventos, isto é, nós não fazemosoutra coisa senão realizar movimentos temporais. Exemplo:Nascer, viver, morrer, comer, correr, dormir, beber, falar,escrever etc. Vale destacar que toda comunicação é um evento,no qual se informa outros eventos e situações. É importantenotar que apesar de mais duradouras as situações também sãoeventos. 3
  3. 3. Jairo AlvesEm suma, o Tempo é imprescindível para a existência dequalquer fato, pois nenhum deles existiria caso o mesmo fosseretirado. A evolução cultural é um pré-requisito indispensávelpara se chegar a esta conclusão. Os próximos tópicos mostrarãoisto através de uma nova visão, que é produto da união do que jáse sabe sobre o Tempo com as novas informações que serãoapresentadas pelo autor desta obra.2 Evidências Existenciais NaturaisA finalidade deste primeiro tópico é apresentar evidênciasnaturais que já sejam conhecidas e possam sustentar uma visãoholística do Tempo.A primeira evidência a se considerar é a nossa percepçãosubliminar da existência do Tempo. Esta percepção é fruto danossa condição de geradores e receptores de ações, isto é, nóssentimos que o Tempo existe, porque somos um elo em umsistema onde todas as entidades geram e recebem ações. Emoutras palavras, a nossa relação com o ambiente nos faz sentir a 4
  4. 4. O Tempo sem mistériospresença do Tempo. Convém perceber que sentir também é umaforma de se informarA segunda evidência da existência do Tempo pode ser obtidapela razão através da observação dos fenômenos naturais, poistodo fenômeno é um evento e todo evento é um movimentotemporal.O nosso ciclo de vida é outra evidência da existência do Tempo,pois ele é composto por um conjunto de eventos, isto é, todociclo de vida é um movimento temporal que se inicia com umnascimento e termina com a morte. Esta evidência temporal estápresente em todas as coisas, pois é fato que nada é eterno.O macrocosmo também é fonte de evidências temporais, poistodos os corpos celestes estão presos a órbitas. As órbitas podemser consideradas relógios naturais, pois elas proporcionam arealização de movimentos temporais cíclicos. Um exemplodisto, é que a nossa contagem de Tempo é baseada nas órbitasque a Terra executa em torno do Sol e de si mesma. A órbita daTerra em torno dela mesma é o evento chamado dia e o seufracionamento nos dá as horas, minutos, segundos etc. A órbitada Terra em torno do Sol é o evento chamado ano e a suamultiplicação nos dá as décadas, séculos e milênios. 5
  5. 5. Jairo AlvesO microcosmo também está repleto de evidências temporais,pois as entidades quânticas também executam movimentosrecorrentes. A existência do relógio atômico é uma prova disto,o primeiro foi construído em 1949 nos Estados Unidos.Com bases nas evidências acima apresentadas, já é possível seafirmar que a nossa visão de Tempo depende de eventoscíclicos. Em consequência disto, é possível afirmar que o Tempoé intrínseco a todas as entidades naturais, pois todas elas sãoeventos recorrentes dentro de outros eventos recorrentes. Emsuma, o Tempo está fora e dentro de todas as entidadesexistenciais. Para entender melhor importância e o papel doTempo vejamos outras das suas possibilidades existenciais nopróximo tópico. 6
  6. 6. O Tempo sem mistérios3 Outras Evidências ExistenciaisA finalidade deste tópico é mostrar que o Tempo éimprescindível para a geração de qualquer evento, inclusive paraos de origem humana. A principal evidência disto é a existênciade uma entidade temporal chamada de história, pois qualquerfato natural ou não é parte de uma.Os processos, as receitas e os programas de qualquer tipotambém são evidências muito claras da existência do Tempo,pois todas estas entidades são estruturas cronológicas para seremexecutadas por alguma força. Em outras palavras, o Tempo éindispensável para que seja possível se montar e executarqualquer processo, receita ou tipo de programa.Os livros, filmes, peças teatrais e palestras ou performance dequalquer tipo de também são evidências inequívocas daexistência do Tempo, pois mesmo que não pareça, toda história,estória, procedimento ou até mesmo descrição narra um evento.A Astrologia também não existiria sem o Tempo, pois ela parteda premissa, que a posição dos corpos celestes exerce influênciasobre as pessoas. Esta posição somente se repete porque os 7
  7. 7. Jairo Alvescorpos celestes se movimentam ciclicamente como se fossem osponteiros de um imenso relógio cósmico. Em outras palavras, abase da Astrologia é o cálculo do Tempo através dos eventoscósmicos. Cabe destacar que esta obra não tem o propósito detestar a validade científica da Astrologia, mas apenas mostrarque até ela serve como evidência existencial do Tempo.Em suma, não existe nada que seja atemporal, pois a base detodas as coisas é composta por eventos. Para ajudar a tornar estavisão mais clara o próximo tópico vai apresentar de uma formamais adequada algumas informações que já são doconhecimento de todos. 8
  8. 8. O Tempo sem mistérios4 As Entidades TemporaisEste tópico vai mostrar de forma estruturada como nós vemos oTempo no cotidiano. Esta visão é importante porque servirá desubsídio para o entendimento das informações complementaresque serão apresentadas no tópico seguinte.O Tempo é uma entidade incondicionada, pois ele não teminício nem fim, isto é, o Tempo não depende de nenhuma outraentidade para existir. Entretanto, todas as demais entidades queexistem são temporizadas, isto é, elas são construídas edesconstruídas. Existem apenas dois tipos de entidadestemporais com esta característica: o evento e a história.Um evento é uma entidade temporal dependente, pois todoevento está associado a uma história, isto é, todo evento é ummovimento temporal, fenômeno ou acontecimento que faz partede alguma história. Exemplo: A explosão de uma estrela é umevento que faz parte da história do universo. Uma tsunami é umevento que faz parte da história da terra e do universo. A mortede qualquer pessoa, planta ou animal é um evento que faz parteda história desta entidade, da terra e do universo. 9
  9. 9. Jairo AlvesA única história com autonomia total é a do universo, pois ele éa única entidade que não possui exterior, ou seja, o universo é aúnica entidade de existência incondicionada que existe. Asdemais histórias possuem autonomia relativa, pois a existênciade todas elas está condicionada a existência da entidadeuniverso. Em outras palavras, toda história é parte de umahistória maior, a menos que a referência seja ao universo. Combase nesta visão, toda história pode ser conceituada como umconjunto de eventos interdependentes que pertence a umamesma entidade temporal. É por causa desta característicatemporal que não se pode separar a história de uma entidade dasua vida ou existência. Outro ponto importante a considerar nahistória é que ela também pode ser vista como um evento seobservada de um nível superior. Exemplo: Para os nossossemelhantes nos somos histórias, mas em relação à Terra e aouniverso nós somos eventos. Como o leitor já deve ter percebidoa história é o próprio fato e não apenas o registro deles.A visão dos eventos e da história como entidades distintas épuramente humana, pois na natureza ambos estão perfeitamenteintegrados em um imenso sistema multidimensional que faz douniverso é uma gigantesca história ou evento. Olhando por este 10
  10. 10. O Tempo sem mistériosmesmo ângulo também podemos dizer que: as entidadestemporais “fase”, “etapa”, “estágio” e “nível” também sãoconcepções humanas para designar grupos de eventossinérgicos. Em outras palavras, estas entidades são compostaspor eventos que atuam conjuntamente. A entidade “momento” éoutra concepção temporal humana e serve para indicar um pontotemporal específico em um evento ou em uma história. Estaatribuição temporal não muda em nada, mesmo quando o termo“momento” é substituído por palavras como: agora, aqui, nesteponto etc.A criação dos termos: futuro, presente e passado reflete que anossa percepção da existência do Tempo. Em outras palavras,toda referência a momentos ou fases da história de uma entidadequalquer constitui uma evidência inequívoca de que o Tempoestá em todas as coisas transformando-as, sejam elas naturais ounão.Em suma, A única entidade temporal que existe é o conjunto deeventos que chamamos de história, as demais entidades sãoinvenções da capacidade intelectual humana. Estas duascategorias de entidades temporais são igualmente importantes,pois uma delas é peça chave da natureza e a outra instrumento 11
  11. 11. Jairo Alvespara a evolução do raciocínio humano. Esta justificativa ficarámais clara no próximo tópico, pois ele vai acrescentar novasinformações as que já se teem.5 Visão Holística do TempoA finalidade deste tópico é apresentar uma visão mais precisa doTempo. Esta visão não vai descartar nenhum conhecimentoexistente apenas complementá-lo, pois a visão que se tem dotempo é incompleta.O conhecimento incompleto do Tempo nos induz a vê-lo comoum tapete sobre o qual os eventos das histórias são realizados oucomo uma unidade referencial para se medir a duração deeventos. Entretanto, o Tempo é muito mais do que isto, o Tempoé simultaneamente o agente e matéria-prima de todas as coisas.Em outras palavras, a única coisa que existe é o Tempo, tudomais é materializado por ele sobre si mesmo por meio daautotransformação. 12
  12. 12. O Tempo sem mistériosPara mostrar porque o Tempo é tudo, nós precisamos recorrer auma suposição e a um fato. A suposição é o universo é umsistema totalmente fechado porque ele tem apenas o lado dedentro. Em outras palavras, o universo é uma espécie demáquina onde tudo acontece do lado dentro, porque ele possuiapenas o seu mecanismo interno. O fato é que todas as coisassão eventos ou histórias, inclusive o próprio universo. Estacerteza se apóia no fato de que “Nada na natureza se cria, nadase perde, tudo se transforma!”. Este fato serve de premissa paradeduzir que todos os eventos transformadores são movimentostemporais produzidos pela ação e reação de forças intrínsecas douniverso. Evidentemente, para suportar esta dedução énecessário utilizar como premissa, a suposição de que ouniverso é um imenso evento que não possui exterior. A únicaentidade habilitada para assumir o papel de única forçatransformadora do universo é o Tempo, pois somente ele éintrínseco de todos os eventos, ou seja, nenhum evento podeexistir sem a força do Tempo.Outro fato que corrobora com o papel que está sendo atribuídoao Tempo, é que esta mesma palavra também é utilizada paraindicar uma entidade que é portadora de condiçõesmeteorológicas ou climáticas. Este fato somente pode ser 13
  13. 13. Jairo Alvesjustificado, porque as condições meteorológicas ou climáticassão eventos manifestados pela mesma força que mantém oevento da entidade “biosfera terrestre”. Em outras palavras, senós dizemos que o Tempo está bom, ruim, chuvoso ouensolarado é porque subliminarmente nós relacionamos estascondições com a única entidade que é capaz de gerar os eventosque as produzem, isto é, no fundo nós percebemos que somentea força do Tempo é capaz de criar toda condição ambiental.Em suma, o Tempo é a essência de todas as coisas do universo,pois ele é a única entidade que pode converter-se em todos ostipos de eventos que existem.6 Considerações FinaisEsta visão da natureza é nova, mas não altera conhecimentoalgum, apenas disponibiliza algumas informações novas sobre otempo para possibilitar compreender melhor a natureza, ouniverso e nós mesmos. Exemplo: Com base nestas novasinformações, é possível deduzir que a única possibilidade de 14
  14. 14. O Tempo sem mistériosviajar no tempo é sobre um evento e que nenhum evento podeevoluir ou involuir sem transformar a si, ao seu conteúdo e aomacro evento que o suporta. Declinar a convites por falta deTempo equivale a informar que a capacidade do convidado paraproduzir eventos já está comprometida e que ele não podeproduzir os eventos da sua participação em um novo evento.Como estes exemplos mostram, por o Tempo no centro de tudopode inviabilizar algumas possibilidades existenciais, mas naprática não modifica o evento de nenhum fato.Nesta nova visão o universo é um imenso origamiexclusivamente feito de e pelo Tempo. O termo “Origami” é deorigem japonesa e serve para designar esculturas feitas por meiode dobradura de papel. Nesta analogia o Tempo é o único papelque existe com autonomia para dobrar-se sozinho em todas asesculturas físicas, químicas e biológicas que constituem ouniverso. Evidentemente, isto significa que só é possível ter umavisão holística do universo, se soubermos em detalhes como oTempo faz para se transformar em todas as coisas. Paradescobrir isto, o autor desta obra por mais de 35 anos, aplicou osseus conhecimentos na área de sistemas de processamento dedados e de telecomunicações para entender a engenharia danatureza. Este estudo produziu “A Teoria do Big Brain”. Esta é 15
  15. 15. Jairo Alvesa primeira e única obra que consegue explicar de formacontemporânea e totalmente estruturada todo o universo. Parasaber mais visite o site www.ateoriadobigbrain.blogspot.com. “Nada é eterno, tudo é evento, tudo é Tempo” Jairo Alves http://sites.google.com/site/jairoalvesbigbrain/ www.jairo-alves.blogspot.com 16

×