SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 53
Módulo  Gestão do Conhecimento
Gestão do Conhecimento Uma abordagem orientada para o setor público José Antônio Carlos
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Agenda
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Agenda
“ Quando a gente pensa que sabe todas as respostas, vem a vida e muda as perguntas.” Anônimo Apresentação
Apresentação Alguma coisa não está funcionando ...
Apresentação O que precisamos fazer, para botar para funcionar? ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Agenda
Gestão do Conhecimento: Uma metáfora I. A Sociedade do Conhecimento
I. A Sociedade do Conhecimento Gestão do Conhecimento
I. A Sociedade do Conhecimento 79 milhões de citações em inglês Gestão do Conhecimento
I. A Sociedade do Conhecimento 965 mil citações em português Gestão do Conhecimento
> 50% do PIB dos países desenvolvidos I. A Sociedade do Conhecimento Gestão do Conhecimento
Época N° de Inventos I. A Sociedade do Conhecimento Primeiros 18 Séculos da Era Cristã 20 2,6 Milhões de Anos Antes do Início da Era Cristã 16 Século XIX 29 Século XX 35
Tempo necessário para que volume de informações produzidas em todo mundo dobre Fonte: WiscosinSpeakers.com em 12/01/2004 I. A Sociedade do Conhecimento 1985 3,5 anos 1995 30 meses 1998 21 meses 2008 3 semanas 1 noite 2018
I. A Sociedade do Conhecimento I a . Rev. Ind. – Final Séc. XVIII Máquina a Vapor, Fiadeira Era Agrícola - Há mais de 12 mil anos Exploração dos Rec. Minerais e Vegetais Eletricidade, Motor de Combustão Interna II a . Rev. Ind. – Final Séc. XIX Época Evento Era do Conhecimento - Final Séc. XX Microeletrônica e Produtos Correlatos
I. A Sociedade do Conhecimento A história da civilização reflete o avanço do conhecimento. 1846 Nos dias de hoje Antiguidade
I. A Sociedade do Conhecimento Antes o conhecimento era, na grande maioria dos casos, apenas um figurante.
I. A Sociedade do Conhecimento Hoje, a situação se inverteu, o conhecimento é  produzido em massa . Comanda a economia.
Ambiente de Mudanças Aceleradas I. A Sociedade do Conhecimento TIC invade produtos Ativos Convencionais Caem Novas Técnicas e Processos Empresas Industriais X Empresas do Conhecimento Era do  Conhecimento
O peso físico do PIB americano é hoje idêntico ao de 100 anos atrás. O valor real do PIB, no entanto, aumentou 20 vezes nesse período. A diferença fica por conta do conhecimento embutido. I. A Sociedade do Conhecimento Valor do Conhecimento
Valor do Conhecimento A evolução recente da receita externa norte-americana de bens intangíveis evidencia a crescente importância monetária do “produto” conhecimento. Vejamos os números: I. A Sociedade do Conhecimento 1994 3% 1999 17% 2002 25% Principais itens desta pauta: Software, Patentes, Royalties, Serviços de Consultoria, Bens Culturais. Fonte: Institute for the Future
Os valores de 2002 são ainda mais expressivos se ampliarmos o conceito anterior e adicionarmos bens tangíveis, que têm, no entanto, o seu custo formado pelo conhecimento neles embutidos. Observemos as cifras: I. A Sociedade do Conhecimento Valor do Conhecimento Esta pauta inclui, em adição à anterior, bens tais como: aviões, computadores, robôs, entre outros. Fonte: Institute for the Future 70% 2002 25%
A Nike, uma das empresas líderes na venda de tênis, não produz nenhum par desse produto. A soma dos salários de milhares de trabalhadores da fábrica terceirizada da Nike na Indonésia é  inferior à dos 12 diretores da Nike em NY Fonte: Entrevista Prof. Antônio B. Castro ao Jornal do Economista, 2001 I. A Sociedade do Conhecimento Valor do Conhecimento Ela faz design, desenvolvimento, marketing e outras atividades desse tipo
I. A Sociedade do Conhecimento Fonte: Enterprise Management, Leadership and Business Control For Value Creation, Juergen H. Daum, 2004  Ativos Físico-Financeiros Ativos do Conhecimento Média das 500 Companhias – Standard & Poors Valor do Conhecimento O crescimento da importância do conhecimento passou a ser refletido no valor de mercado das empresas
I. A Sociedade do Conhecimento ,[object Object],[object Object],Como o governo não pode ir a falência, ficar à margem das mudanças significa perder legitimidade e autoridade, sintomas que se expressam por: O Conhecimento e o Setor Público
I. A Sociedade do Conhecimento Vinculadas a formulação de uma política estratégica de desenvolvimento e seus desmembramentos   (planos, programas, projetos, ações integradas, etc.) Devem responder às seguinte questões: Medidas Estratégicas ,[object Object],[object Object],O Conhecimento e o Setor Público
I. A Sociedade do Conhecimento Envolvem esforços de profissionalização da máquina com foco na cidadania.  Significam moldar a máquina para o domínio do ciclo de criação, disseminação e governança do conhecimento. Partem da constatação de que o Estado é cada vez menos operador e cada vez mais gestor de uma complexa cadeia de atividades  (privatizações, terceirizações, concessões, parcerias, regulações, etc.) O Conhecimento e o Setor Público Medidas Gerenciais
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Agenda
II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Dado Observações da realidade, que nada dizem sobre a própria existência. Davenport e Prusak
II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Informação É o dado acrescido de significado, relevância, contexto, conexão, propósito. Davenport e Prusak
II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Conhecimento Capacidade para a ação efetiva  Peter Senge
II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Entendendo o caminho da sofisticação Conhecimento Dado Dado Dado Informação Informação Ação Significado
II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Entendendo o caminho da sofisticação Conhecimento Informação Dado Significado Ação
Apoio ao Caderno de Exercícios II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave CIA investigava seqüestradores de aviões, diz revista Cerca de 3 mil pessoas morreram em 11 de setembro Uma reportagem publicada nesta segunda-feira na revista americana  Newsweek  revela que a central de inteligência americana, a CIA, sabia que dois homens ligados à rede Al-Qaeda estavam nos Estados Unidos meses antes de participarem dos atentados de 11 de setembro. Com o título "Os terroristas que a CIA deveria ter prendido", a reportagem sugere que a CIA tinha o paradeiro de um homem, Nawaf al-Hazmi, logo depois de ele participar de um encontro da Al-Qaeda na Malásia em janeiro de 2000. Os agentes da CIA também teriam descoberto que um outro homem, Khalid al-Mihdhar, já havia obtido um visto de entrada no país.  A reportagem garante que o Departamento de Estado dos Estados Unidos até renovou o visto de Mihdhar em julho de 2001, mesmo depois de a CIA ter ligado Mihdhar a um dos homens que atacou o porta-aviões USS Cole no Iêmen, em 2000.  O diretor do FBI, Robert Mueller, que também vem enfrentando críticas de que poderia ter evitado os ataques, disse, na semana passada que, se as pistas sobre 11 de setembro tivessem sido colocadas juntas, "quem sabe o que aconteceria", referindo-se sobre a possibilidade de se evitar os ataques. Fonte: BBC Brasil, in Site da BBC 03/06/2002 Atenção para esta informação !
O diretor do FBI, Robert Mueller, que também vem enfrentando críticas de que poderia ter evitado os ataques, disse, na semana passada que,  se as pistas sobre 11 de setembro tivessem sido colocadas juntas , "quem sabe o que aconteceria", referindo-se sobre a possibilidade de se evitar os ataques. Fonte: BBC Brasil, in Site da BBC 03/06/2002 Apoio ao Caderno de Exercícios II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave
O diretor do FBI, Robert Mueller, que também vem enfrentando críticas de que poderia ter evitado os ataques, disse, na semana passada que,  se as pistas sobre 11 de setembro tivessem sido transformadas em conhecimento , "quem sabe o que aconteceria", referindo-se sobre a possibilidade de se evitar os ataques. Apoio ao Caderno de Exercícios II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave
II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Conhecimento Explícito Conhecimento Tácito Conhecimento Organizacional
II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Conhecimento Explícito Conhecimento Tácito Manuais - Documentos - Publicações  Bancos de dados – Planilhas – E-mails Gráficos, Tabelas, Figuras, Vídeos  Know-how – Emoções – Experiências Crenças – Valores – Ideais Intuições –  Idéias
Conversão do Conhecimento II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Socialização Internalização Externalização Combinação Tácito De Explícito Em Tácito Explícito Metáforas, analogias, conceitos, hipóteses, modelos Mestre – Aprendiz: Observação, Imitação e Prática Aprender Fazendo: reexperimentação, novos modelos mentais, know-how Sistematização, Processamento de diferentes conhecimentos explícitos
II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Classificação de Stewart Capital Intelectual Capital Humano Estrutural Relacionamento
II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Classificação de Sveiby Habilidade Conhecimento Explícito Experiência Julgamentos de Valor Rede Social Elementos da Competência
II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Ação articulada de governo   que incentive  a utilização de métodos, técnicas e ferramentas inovadoras, destinadas a aprimorar os processos de criação e compartilhamento do conhecimento, necessários  para garantir, ao estado, efetividade em suas atividades de coordenação, implementação de políticas públicas e prestação de serviços à população . Gestão do Conhecimento no Setor Público O que Como Para que
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Agenda
III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento Governança Pessoas TIC Infra- Estrutura para  GC
dicas III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento Pessoas Não reinvente Recompense Convença Incorpore Identifique
III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento Pessoas Capacite Crie Valor Contamine Amplie as redes Oriente Desburocratize
III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento Governança Alta Administração Comitê Gestor do Conhecimento Núcleo Técnico de Apoio Unidade 1 Unidade 2 Unidade n
III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento TIC Correio Eletrônico Fórum Salas de Conversação Vídeo Conferência EAD Gestão de Conteúdo
III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento TIC “ Blog” “ Wikis” “ RSS” “ PodCast” Mecanismo de Busca Portal Colaborativo
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Agenda
IV. Técnicas e Instrumentos para Implantação da Gestão do Conhecimento Técnicas e Instrumentos para GC Planejamento Comunidades de  Prática Lições Aprendidas Boas Práticas Catálogo do  Conhecimento Relato de Histórias
Muito obrigado a todos. Até a próxima.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Slides Gc Pdg Sp 2007 Final

Capitalismo Informacional
Capitalismo InformacionalCapitalismo Informacional
Capitalismo InformacionalIvanilson Lima
 
Inova GestòO Cgpei Gci Slides Final
Inova GestòO Cgpei Gci Slides FinalInova GestòO Cgpei Gci Slides Final
Inova GestòO Cgpei Gci Slides FinalInova Gestão
 
Competitive Intelligence and the Internet
Competitive Intelligence and the InternetCompetitive Intelligence and the Internet
Competitive Intelligence and the InternetIsabel Santos
 
O crescente volume de dados, a diversidade dos compartilhamentos e a vulnerab...
O crescente volume de dados, a diversidade dos compartilhamentos e a vulnerab...O crescente volume de dados, a diversidade dos compartilhamentos e a vulnerab...
O crescente volume de dados, a diversidade dos compartilhamentos e a vulnerab...Virtù Tecnológica
 
Pesquisa Medialogue Reputação Digital - 13 Razões para pensar sobre o tema
Pesquisa Medialogue Reputação Digital - 13 Razões para pensar sobre o temaPesquisa Medialogue Reputação Digital - 13 Razões para pensar sobre o tema
Pesquisa Medialogue Reputação Digital - 13 Razões para pensar sobre o temaMedialogue Digital
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
EmpreendedorismoClara Simao
 
Turismo 2.0: A Revolução das Redes Sociais (Francesco Berrettini, Inesting)
Turismo 2.0: A Revolução das Redes Sociais (Francesco Berrettini, Inesting)Turismo 2.0: A Revolução das Redes Sociais (Francesco Berrettini, Inesting)
Turismo 2.0: A Revolução das Redes Sociais (Francesco Berrettini, Inesting)Inesting
 
2013 06 24 - monitoramento em redes sociais_ inteligência competitiva em mark...
2013 06 24 - monitoramento em redes sociais_ inteligência competitiva em mark...2013 06 24 - monitoramento em redes sociais_ inteligência competitiva em mark...
2013 06 24 - monitoramento em redes sociais_ inteligência competitiva em mark...marcosdcmartinsss
 
Aula - Sistemas de Informação
Aula - Sistemas de InformaçãoAula - Sistemas de Informação
Aula - Sistemas de InformaçãoDaniela Brauner
 
Segurança cibernética: Desafios e oportunidades na era de ciberespionagem
Segurança cibernética: Desafios e oportunidades na era de ciberespionagemSegurança cibernética: Desafios e oportunidades na era de ciberespionagem
Segurança cibernética: Desafios e oportunidades na era de ciberespionagemMehran Misaghi
 
Gestão do conhecimento (Knowledge Management)
Gestão do conhecimento (Knowledge Management)Gestão do conhecimento (Knowledge Management)
Gestão do conhecimento (Knowledge Management)Thiago Arbulu
 
Marketing Social – Web 2.0 - Introdução
Marketing Social – Web 2.0 - IntroduçãoMarketing Social – Web 2.0 - Introdução
Marketing Social – Web 2.0 - IntroduçãoInesting
 
Curso introducao a_inteligencia_estrategica__43637 (1)
Curso introducao a_inteligencia_estrategica__43637 (1)Curso introducao a_inteligencia_estrategica__43637 (1)
Curso introducao a_inteligencia_estrategica__43637 (1)Claudio Ribeiro
 
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedade
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedadeEra da Informação e seus impactos na empresa e sociedade
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedadeAlex Silva
 
Comogerarresultadosemmdiassociais 100826124700-phpapp01
Comogerarresultadosemmdiassociais 100826124700-phpapp01Comogerarresultadosemmdiassociais 100826124700-phpapp01
Comogerarresultadosemmdiassociais 100826124700-phpapp01Michelle Ribeiro
 

Semelhante a Slides Gc Pdg Sp 2007 Final (20)

Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
Encontro SBGC - GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INFORMAÇÃO
 
Capitalismo Informacional
Capitalismo InformacionalCapitalismo Informacional
Capitalismo Informacional
 
Inova GestòO Cgpei Gci Slides Final
Inova GestòO Cgpei Gci Slides FinalInova GestòO Cgpei Gci Slides Final
Inova GestòO Cgpei Gci Slides Final
 
Competitive Intelligence and the Internet
Competitive Intelligence and the InternetCompetitive Intelligence and the Internet
Competitive Intelligence and the Internet
 
O crescente volume de dados, a diversidade dos compartilhamentos e a vulnerab...
O crescente volume de dados, a diversidade dos compartilhamentos e a vulnerab...O crescente volume de dados, a diversidade dos compartilhamentos e a vulnerab...
O crescente volume de dados, a diversidade dos compartilhamentos e a vulnerab...
 
Pesquisa Medialogue Reputação Digital - 13 Razões para pensar sobre o tema
Pesquisa Medialogue Reputação Digital - 13 Razões para pensar sobre o temaPesquisa Medialogue Reputação Digital - 13 Razões para pensar sobre o tema
Pesquisa Medialogue Reputação Digital - 13 Razões para pensar sobre o tema
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Turismo 2.0: A Revolução das Redes Sociais (Francesco Berrettini, Inesting)
Turismo 2.0: A Revolução das Redes Sociais (Francesco Berrettini, Inesting)Turismo 2.0: A Revolução das Redes Sociais (Francesco Berrettini, Inesting)
Turismo 2.0: A Revolução das Redes Sociais (Francesco Berrettini, Inesting)
 
Aula1- Governança da Internet
Aula1- Governança da InternetAula1- Governança da Internet
Aula1- Governança da Internet
 
Fundamentos da Gestão de TI
Fundamentos da Gestão de TIFundamentos da Gestão de TI
Fundamentos da Gestão de TI
 
2013 06 24 - monitoramento em redes sociais_ inteligência competitiva em mark...
2013 06 24 - monitoramento em redes sociais_ inteligência competitiva em mark...2013 06 24 - monitoramento em redes sociais_ inteligência competitiva em mark...
2013 06 24 - monitoramento em redes sociais_ inteligência competitiva em mark...
 
Aula - Sistemas de Informação
Aula - Sistemas de InformaçãoAula - Sistemas de Informação
Aula - Sistemas de Informação
 
Segurança cibernética: Desafios e oportunidades na era de ciberespionagem
Segurança cibernética: Desafios e oportunidades na era de ciberespionagemSegurança cibernética: Desafios e oportunidades na era de ciberespionagem
Segurança cibernética: Desafios e oportunidades na era de ciberespionagem
 
Gestão do conhecimento (Knowledge Management)
Gestão do conhecimento (Knowledge Management)Gestão do conhecimento (Knowledge Management)
Gestão do conhecimento (Knowledge Management)
 
Marketing digital e direito do consumidor palestra
Marketing digital e direito do consumidor   palestraMarketing digital e direito do consumidor   palestra
Marketing digital e direito do consumidor palestra
 
Marketing Social – Web 2.0 - Introdução
Marketing Social – Web 2.0 - IntroduçãoMarketing Social – Web 2.0 - Introdução
Marketing Social – Web 2.0 - Introdução
 
Curso introducao a_inteligencia_estrategica__43637 (1)
Curso introducao a_inteligencia_estrategica__43637 (1)Curso introducao a_inteligencia_estrategica__43637 (1)
Curso introducao a_inteligencia_estrategica__43637 (1)
 
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedade
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedadeEra da Informação e seus impactos na empresa e sociedade
Era da Informação e seus impactos na empresa e sociedade
 
Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009
Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009
Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009
 
Comogerarresultadosemmdiassociais 100826124700-phpapp01
Comogerarresultadosemmdiassociais 100826124700-phpapp01Comogerarresultadosemmdiassociais 100826124700-phpapp01
Comogerarresultadosemmdiassociais 100826124700-phpapp01
 

Mais de Secretaria de Governo do Estado de São Paulo

Mais de Secretaria de Governo do Estado de São Paulo (20)

GCI SEFAZ SC
GCI SEFAZ SCGCI SEFAZ SC
GCI SEFAZ SC
 
Os Governos no Século 21 - A Difícil Transição
Os Governos no Século 21 - A Difícil TransiçãoOs Governos no Século 21 - A Difícil Transição
Os Governos no Século 21 - A Difícil Transição
 
Os Governos no Século 21
Os Governos no Século 21Os Governos no Século 21
Os Governos no Século 21
 
Radar da Inovação - O Que os Governos Precisam Enxergar - CONSAD 2015
Radar da Inovação - O Que os Governos Precisam Enxergar - CONSAD 2015Radar da Inovação - O Que os Governos Precisam Enxergar - CONSAD 2015
Radar da Inovação - O Que os Governos Precisam Enxergar - CONSAD 2015
 
I-Gov- O futuro é inovação CLAD 2006
I-Gov- O futuro é inovação CLAD 2006I-Gov- O futuro é inovação CLAD 2006
I-Gov- O futuro é inovação CLAD 2006
 
Prontidão para Inovação - CLAD 2007
Prontidão para Inovação - CLAD 2007Prontidão para Inovação - CLAD 2007
Prontidão para Inovação - CLAD 2007
 
O Setor Público na Era do Conhecimento - CONSAD 2014
O Setor Público na Era do Conhecimento - CONSAD 2014O Setor Público na Era do Conhecimento - CONSAD 2014
O Setor Público na Era do Conhecimento - CONSAD 2014
 
Capacitação 360°: Da Cultura Inovadora à Aplicação - CONSAD 2013
Capacitação 360°: Da Cultura Inovadora à Aplicação - CONSAD 2013Capacitação 360°: Da Cultura Inovadora à Aplicação - CONSAD 2013
Capacitação 360°: Da Cultura Inovadora à Aplicação - CONSAD 2013
 
Por que Os Governos Precisam Inovar
Por que Os Governos Precisam InovarPor que Os Governos Precisam Inovar
Por que Os Governos Precisam Inovar
 
Conhecimento e Inovação no Setor Público
Conhecimento e Inovação no Setor PúblicoConhecimento e Inovação no Setor Público
Conhecimento e Inovação no Setor Público
 
Os Novos Desafios dos Governos
Os Novos Desafios dos GovernosOs Novos Desafios dos Governos
Os Novos Desafios dos Governos
 
Últimas Tendências em Inovação em Governo - A Implantação do igovLab
Últimas Tendências em Inovação em Governo - A Implantação do igovLabÚltimas Tendências em Inovação em Governo - A Implantação do igovLab
Últimas Tendências em Inovação em Governo - A Implantação do igovLab
 
Projeto Transparência - Como melhorar o ambiente de negócios no Estado de São...
Projeto Transparência - Como melhorar o ambiente de negócios no Estado de São...Projeto Transparência - Como melhorar o ambiente de negócios no Estado de São...
Projeto Transparência - Como melhorar o ambiente de negócios no Estado de São...
 
Governos - A hora do Choque de Conhecimento
Governos - A hora do Choque de ConhecimentoGovernos - A hora do Choque de Conhecimento
Governos - A hora do Choque de Conhecimento
 
Edgar Morin Podemos Reformar A Administração Pública
Edgar Morin  Podemos Reformar A Administração PúblicaEdgar Morin  Podemos Reformar A Administração Pública
Edgar Morin Podemos Reformar A Administração Pública
 
Como Formar Servidores para o Governo do Século XXI
Como Formar Servidores para o Governo do Século XXIComo Formar Servidores para o Governo do Século XXI
Como Formar Servidores para o Governo do Século XXI
 
Gestão do Conhecimento e Inovação no Setor Público
Gestão do Conhecimento e Inovação no Setor PúblicoGestão do Conhecimento e Inovação no Setor Público
Gestão do Conhecimento e Inovação no Setor Público
 
Gestão Inovadora Para Empresas Públicas
Gestão Inovadora Para Empresas PúblicasGestão Inovadora Para Empresas Públicas
Gestão Inovadora Para Empresas Públicas
 
Novos Tempos, Novos Desafios
Novos Tempos, Novos DesafiosNovos Tempos, Novos Desafios
Novos Tempos, Novos Desafios
 
Inovar é Preciso, Senhores Prefeitos
Inovar é Preciso, Senhores PrefeitosInovar é Preciso, Senhores Prefeitos
Inovar é Preciso, Senhores Prefeitos
 

Último

FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinhaMary Alvarenga
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarIedaGoethe
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Mary Alvarenga
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

Slides Gc Pdg Sp 2007 Final

  • 1. Módulo Gestão do Conhecimento
  • 2. Gestão do Conhecimento Uma abordagem orientada para o setor público José Antônio Carlos
  • 3.
  • 4.
  • 5. “ Quando a gente pensa que sabe todas as respostas, vem a vida e muda as perguntas.” Anônimo Apresentação
  • 6. Apresentação Alguma coisa não está funcionando ...
  • 7.
  • 8.
  • 9. Gestão do Conhecimento: Uma metáfora I. A Sociedade do Conhecimento
  • 10. I. A Sociedade do Conhecimento Gestão do Conhecimento
  • 11. I. A Sociedade do Conhecimento 79 milhões de citações em inglês Gestão do Conhecimento
  • 12. I. A Sociedade do Conhecimento 965 mil citações em português Gestão do Conhecimento
  • 13. > 50% do PIB dos países desenvolvidos I. A Sociedade do Conhecimento Gestão do Conhecimento
  • 14. Época N° de Inventos I. A Sociedade do Conhecimento Primeiros 18 Séculos da Era Cristã 20 2,6 Milhões de Anos Antes do Início da Era Cristã 16 Século XIX 29 Século XX 35
  • 15. Tempo necessário para que volume de informações produzidas em todo mundo dobre Fonte: WiscosinSpeakers.com em 12/01/2004 I. A Sociedade do Conhecimento 1985 3,5 anos 1995 30 meses 1998 21 meses 2008 3 semanas 1 noite 2018
  • 16. I. A Sociedade do Conhecimento I a . Rev. Ind. – Final Séc. XVIII Máquina a Vapor, Fiadeira Era Agrícola - Há mais de 12 mil anos Exploração dos Rec. Minerais e Vegetais Eletricidade, Motor de Combustão Interna II a . Rev. Ind. – Final Séc. XIX Época Evento Era do Conhecimento - Final Séc. XX Microeletrônica e Produtos Correlatos
  • 17. I. A Sociedade do Conhecimento A história da civilização reflete o avanço do conhecimento. 1846 Nos dias de hoje Antiguidade
  • 18. I. A Sociedade do Conhecimento Antes o conhecimento era, na grande maioria dos casos, apenas um figurante.
  • 19. I. A Sociedade do Conhecimento Hoje, a situação se inverteu, o conhecimento é produzido em massa . Comanda a economia.
  • 20. Ambiente de Mudanças Aceleradas I. A Sociedade do Conhecimento TIC invade produtos Ativos Convencionais Caem Novas Técnicas e Processos Empresas Industriais X Empresas do Conhecimento Era do Conhecimento
  • 21. O peso físico do PIB americano é hoje idêntico ao de 100 anos atrás. O valor real do PIB, no entanto, aumentou 20 vezes nesse período. A diferença fica por conta do conhecimento embutido. I. A Sociedade do Conhecimento Valor do Conhecimento
  • 22. Valor do Conhecimento A evolução recente da receita externa norte-americana de bens intangíveis evidencia a crescente importância monetária do “produto” conhecimento. Vejamos os números: I. A Sociedade do Conhecimento 1994 3% 1999 17% 2002 25% Principais itens desta pauta: Software, Patentes, Royalties, Serviços de Consultoria, Bens Culturais. Fonte: Institute for the Future
  • 23. Os valores de 2002 são ainda mais expressivos se ampliarmos o conceito anterior e adicionarmos bens tangíveis, que têm, no entanto, o seu custo formado pelo conhecimento neles embutidos. Observemos as cifras: I. A Sociedade do Conhecimento Valor do Conhecimento Esta pauta inclui, em adição à anterior, bens tais como: aviões, computadores, robôs, entre outros. Fonte: Institute for the Future 70% 2002 25%
  • 24. A Nike, uma das empresas líderes na venda de tênis, não produz nenhum par desse produto. A soma dos salários de milhares de trabalhadores da fábrica terceirizada da Nike na Indonésia é inferior à dos 12 diretores da Nike em NY Fonte: Entrevista Prof. Antônio B. Castro ao Jornal do Economista, 2001 I. A Sociedade do Conhecimento Valor do Conhecimento Ela faz design, desenvolvimento, marketing e outras atividades desse tipo
  • 25. I. A Sociedade do Conhecimento Fonte: Enterprise Management, Leadership and Business Control For Value Creation, Juergen H. Daum, 2004 Ativos Físico-Financeiros Ativos do Conhecimento Média das 500 Companhias – Standard & Poors Valor do Conhecimento O crescimento da importância do conhecimento passou a ser refletido no valor de mercado das empresas
  • 26.
  • 27.
  • 28. I. A Sociedade do Conhecimento Envolvem esforços de profissionalização da máquina com foco na cidadania. Significam moldar a máquina para o domínio do ciclo de criação, disseminação e governança do conhecimento. Partem da constatação de que o Estado é cada vez menos operador e cada vez mais gestor de uma complexa cadeia de atividades (privatizações, terceirizações, concessões, parcerias, regulações, etc.) O Conhecimento e o Setor Público Medidas Gerenciais
  • 29.
  • 30. II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Dado Observações da realidade, que nada dizem sobre a própria existência. Davenport e Prusak
  • 31. II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Informação É o dado acrescido de significado, relevância, contexto, conexão, propósito. Davenport e Prusak
  • 32. II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Conhecimento Capacidade para a ação efetiva Peter Senge
  • 33. II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Entendendo o caminho da sofisticação Conhecimento Dado Dado Dado Informação Informação Ação Significado
  • 34. II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Entendendo o caminho da sofisticação Conhecimento Informação Dado Significado Ação
  • 35. Apoio ao Caderno de Exercícios II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave CIA investigava seqüestradores de aviões, diz revista Cerca de 3 mil pessoas morreram em 11 de setembro Uma reportagem publicada nesta segunda-feira na revista americana Newsweek revela que a central de inteligência americana, a CIA, sabia que dois homens ligados à rede Al-Qaeda estavam nos Estados Unidos meses antes de participarem dos atentados de 11 de setembro. Com o título "Os terroristas que a CIA deveria ter prendido", a reportagem sugere que a CIA tinha o paradeiro de um homem, Nawaf al-Hazmi, logo depois de ele participar de um encontro da Al-Qaeda na Malásia em janeiro de 2000. Os agentes da CIA também teriam descoberto que um outro homem, Khalid al-Mihdhar, já havia obtido um visto de entrada no país. A reportagem garante que o Departamento de Estado dos Estados Unidos até renovou o visto de Mihdhar em julho de 2001, mesmo depois de a CIA ter ligado Mihdhar a um dos homens que atacou o porta-aviões USS Cole no Iêmen, em 2000. O diretor do FBI, Robert Mueller, que também vem enfrentando críticas de que poderia ter evitado os ataques, disse, na semana passada que, se as pistas sobre 11 de setembro tivessem sido colocadas juntas, "quem sabe o que aconteceria", referindo-se sobre a possibilidade de se evitar os ataques. Fonte: BBC Brasil, in Site da BBC 03/06/2002 Atenção para esta informação !
  • 36. O diretor do FBI, Robert Mueller, que também vem enfrentando críticas de que poderia ter evitado os ataques, disse, na semana passada que, se as pistas sobre 11 de setembro tivessem sido colocadas juntas , "quem sabe o que aconteceria", referindo-se sobre a possibilidade de se evitar os ataques. Fonte: BBC Brasil, in Site da BBC 03/06/2002 Apoio ao Caderno de Exercícios II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave
  • 37. O diretor do FBI, Robert Mueller, que também vem enfrentando críticas de que poderia ter evitado os ataques, disse, na semana passada que, se as pistas sobre 11 de setembro tivessem sido transformadas em conhecimento , "quem sabe o que aconteceria", referindo-se sobre a possibilidade de se evitar os ataques. Apoio ao Caderno de Exercícios II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave
  • 38. II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Conhecimento Explícito Conhecimento Tácito Conhecimento Organizacional
  • 39. II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Conhecimento Explícito Conhecimento Tácito Manuais - Documentos - Publicações Bancos de dados – Planilhas – E-mails Gráficos, Tabelas, Figuras, Vídeos Know-how – Emoções – Experiências Crenças – Valores – Ideais Intuições – Idéias
  • 40. Conversão do Conhecimento II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Socialização Internalização Externalização Combinação Tácito De Explícito Em Tácito Explícito Metáforas, analogias, conceitos, hipóteses, modelos Mestre – Aprendiz: Observação, Imitação e Prática Aprender Fazendo: reexperimentação, novos modelos mentais, know-how Sistematização, Processamento de diferentes conhecimentos explícitos
  • 41. II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Classificação de Stewart Capital Intelectual Capital Humano Estrutural Relacionamento
  • 42. II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Classificação de Sveiby Habilidade Conhecimento Explícito Experiência Julgamentos de Valor Rede Social Elementos da Competência
  • 43. II. Gestão do Conhecimento: Alguns Conceitos-Chave Ação articulada de governo que incentive a utilização de métodos, técnicas e ferramentas inovadoras, destinadas a aprimorar os processos de criação e compartilhamento do conhecimento, necessários para garantir, ao estado, efetividade em suas atividades de coordenação, implementação de políticas públicas e prestação de serviços à população . Gestão do Conhecimento no Setor Público O que Como Para que
  • 44.
  • 45. III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento Governança Pessoas TIC Infra- Estrutura para GC
  • 46. dicas III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento Pessoas Não reinvente Recompense Convença Incorpore Identifique
  • 47. III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento Pessoas Capacite Crie Valor Contamine Amplie as redes Oriente Desburocratize
  • 48. III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento Governança Alta Administração Comitê Gestor do Conhecimento Núcleo Técnico de Apoio Unidade 1 Unidade 2 Unidade n
  • 49. III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento TIC Correio Eletrônico Fórum Salas de Conversação Vídeo Conferência EAD Gestão de Conteúdo
  • 50. III. Infra-Estrutura para Gestão do Conhecimento TIC “ Blog” “ Wikis” “ RSS” “ PodCast” Mecanismo de Busca Portal Colaborativo
  • 51.
  • 52. IV. Técnicas e Instrumentos para Implantação da Gestão do Conhecimento Técnicas e Instrumentos para GC Planejamento Comunidades de Prática Lições Aprendidas Boas Práticas Catálogo do Conhecimento Relato de Histórias
  • 53. Muito obrigado a todos. Até a próxima.