JORNAL ABRIL 2014

903 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
903
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
684
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

JORNAL ABRIL 2014

  1. 1. C M A P www.jornaltribunapopularonline.com Shopping Fonte das Thermas, sala 213 Centro - Caldas Novas/GO (64) 3454-4999 Edição 297 semanal março 2014Denúncias e sugestões: jornaltribunapopularcn@gmail.com   Serpes afirma Cred Caldas Magal tem 89% de aprovação popular
  2. 2. Caiu no chão não coma Você já pegou de volta uma bolachinha que caiu no chão e pôs na boca depois de derrubada? Aquela brinca- lhona regra dos 5 segundos, que diz que se você derrubar um alimento e pegar de vol- ta antes de completar este tempo, pode comer com segurança, não existe para os pesquisadores da Uni- versidade Metropolitana de Manchester, no Reino Uni- do. O estudo feito pela ins- tituição mostra o resultado de cinco testes: pão com ge- leia, macarrão cozido, uma fatia de presunto (com alto teor de sal), uma bolacha e frutas secas. Cada um des- ses alimentos foi deixado no chão em intervalos de três, cinco e dez segundos. Esses alimentos não foram esco- lhidos aleatoriamente, mas porque o nível de água pre- sente em suas composições é diferente – e a água é um fator determinante para o crescimento de bactérias. O resultado mostrou que, pro- dutos com alto teor de sal ou açúcar têm menos chan- ce de pegar bactérias em um período menos curto. As- sim, o presunto e o pão com geleia foram considerados “seguros”. Já as frutas secas e o macarrão cozido foram reprovados. Ambos apre- sentaram a klebsiella, uma bactéria conhecida por cau- sar uma série de doenças e infecções. Independente do tempo de absorção das bac- térias nos alimentos, a reco- mendação de especialistas é não colocá-los de volta na boca. Pense que, se caiu no chão, não era para ser seu. Certo?
  3. 3. Imóveis investimento garantido, lucro absoluto Na hora de investir, surge à dúvida sobre a me- lhor forma de aplicar o di- nheiro. Entre as inúmeras possibilidades, o mercado imobiliário é uma boa al- ternativa para quem busca obter uma renda estável. E, com o aquecimento da eco- nomia, investir em aparta- mentos, salas comerciais e lotes aparece como opção de retorno financeiro ren- tável. Diante dessas possi- bilidades, como saber qual delas é a melhor? Quem optar por um apartamento ou sala comercial pode es- tar certo de que são ativos reais seguros capazes de ga- rantir bons lucros. Afirmo a vocês que “um imóvel bem comprado pode trazer para o seu investidor excelentes re- sultados.” Agora para quem optar por lotes, Caldas No- vas conta com o loteamento Lagoa Golden Park, locali- zação privilegiada com in- fraestrutura composta por iluminação pública, rede de água, asfalto e meio-fio a 5 km do centro da cida- de, com área destinada para Instituição de Ensino Supe- rior. Um excelente negócio para quem está em busca de boas oportunidades, na hora da compra aposte em um corretor qualificado que te dará assistência no início e na finalização da venda. Ao adquirir seu imóvel faça todas as buscas necessárias em cartórios e órgãos com- petentes para escriturar seu imóvel, pois quem não tem escritura não é dono. Mui- to cuidado com os famosos contratos de gaveta. Enfim como dizia o povo antigo quem compra terra não erra, esse ditado é muito certo e tem atravessado gerações. Imóvel sempre foi e sempre será um investimento sólido, seguro e garantido. Lembre- se que o Corretor de Imóvel tem que ter Creci e estar com ele sempre em estado regu- lar, esta exigência é para sua própria segurança e garantia de um bom negócio. Preci- sando de orientações na hora de investir e adquirir seu imóvel, estarei a sua inteira. Por: Elaine Fernandes. Cre- ci 19.434 Galeria Tangaraí Center salas 306/307 Cen- tro- Caldas Novas/GO.
  4. 4. Vacinação contra HPV A vacina para meninas entre 11 e 13 anos de idade contra o HPV estão sendo distribuídas gratuitamente pelo SUS nas escolas pú- blicas e privadas. Segundo o Ministério da Saúde, em 2015, o público será amplia- do e meninas de 9 e 10 anos também serão contempladas pela vacinação. A partir de 2016, a ação ficará restrita às garotas de 9 anos. Até 2016, o objetivo é imunizar 80% do total de 5,2 milhões de meni- nas de 9 a 13 anos no país. O esquema vacinal será dividi- do em 3 doses. Após tomar a primeira, as meninas devem ser vacinadas novamente com intervalo de 30 a 60 dias e receber a terceira aplicação com 6 meses de intervalo da primeira dose. Aproximada- mente 15 milhões de vaci- nas serão distribuídas. Caso você opte por não imunizar sua filha, é necessário enviar, à escola, um termo de recu- sa. Quando se aproximar a data de tomar a segunda e a terceira doses, a garota rece- berá uma carta, informando o endereço do posto de saúde onde será vacinada – isso será possível graças a um sistema que armazena dados como nome, endereço e telefone de cada menina. O vírus do papiloma hu- mano é responsável por cerca de 90% dos casos de câncer do colo de útero, o segundo tipo de câncer mais frequente em mulheres. Ele é transmi- tido por meio do contato se- xual. Estima-se que mais de 290 milhões de mulheres no mundo sejam portadoras do HPV. No Brasil, cerca de 685 mil pessoas são infectadas pelo vírus a cada ano e 4.800 mulheres morrem em decor- rência do câncer de colo de útero. A idade mínima para tomar a primeira dose foi de- finida a partir de pesquisas sobre o início da vida sexual das adolescentes brasileiras. Atualmente, cerca de uma em cada cinco mulheres no oita- vo ano do ensino fundamen- tal (13 ou 14 anos) afirma já ter feito sexo, de acordo com dados do Ministério. As evi- dências científicas mostram que a imunização é mais efi- caz quando introduzida antes do início da atividade sexual. Por ser tratar de um vírus rela- cionado à atividade sexual, o Ministério quer evitar que se construam tabus em torno do problema. Por isso, será pre- ciso deixar claro que a vacina não eliminará a necessidade de uso da camisinha durante as relações sexuais, já que a vacina não protege contra to- dos os subtipos do HPV nem contra outras doenças sexual- mente transmissíveis. O teste de Papanicolau também não deve ser esquecido. A longo prazo, o governo avaliará o impacto da vacina, medin- do a incidência do câncer de colo de útero e o índice de mortalidade da doença.
  5. 5. Cred Caldas empresa consolidada no ramo de Empréstimos Consignados, traba- lhamos com as melhores taxas de juros do mercado, compramos e refinanciamos suas dividas. Credito fácil sem burocracia sem consulta ao SPC e Serasa para Aposentados, Pensionistas, Funcionários Públicos, Exercito, Marinha e Aeronáutica. E atenção apo- sentados podem tirar até R$ 40.000,00 (quarenta mil reais). Trabalhamos com todos os bancos, atendemos Caldas Novas e Região. Faça já seu orçamento, solicite um con- sultor autorizado ele vai até você. Galeria Tangaraí Center salas 306/307 Centro ao lado da Estação 11 – Caldas Novas. (64) 3454 4999/ 92356304/9648 6783/84192238/81317525
  6. 6. Nossa principal meta “ Em cada cliente um Amigo” Venha você também fazer parte desta família.
  7. 7. O Povo mais uma vez elege Magal, 89% de aprovação Índice é o maior do Estado e coloca o prefeito de Caldas Novas, Evandro Magal (PP) como o melhor de Goiás. Levantamento foi feito pelo Instituto Serpes O trabalho da Prefeitu- ra de Caldas Novas é bem avaliado por 89% dos mora- dores do município. É o que aponta pesquisa do Instituto Serpes realizada em Caldas Novas durante os dias 22 e 23 de março de 2014. De acordo com a amostragem, a gestão comandada pelo prefeito Evandro Magal (PP) e o vice-prefeito Mar- quinho do Privé (PSDB) é considerada positiva por quase 90% dos moradores entrevistados. Foram ouvi- das pessoalmente 401 mo- radores e a margem de erro da pesquisa é de 4,9%, para mais ou para menos. De acordo com o a Pesquisa Serpes, o prefeito Evandro Magal realiza um trabalho “ótimo” para 20% dos re- sidentes em Caldas Novas. Uma parcela de 46,1% clas- sificou com a administração pública da cidade de Caldas Novas como “Boa” e outros 22,9% definiu a gestão da Prefeitura como “regular”. A pesquisa mostra que 2% considera a administração de Caldas Novas “ruim” e outros 4% como “péssima”. A margem de confiança da Pesquisa Serpes é de 95%. De acordo com o Instituto Serpes, foi utilizado o méto- do de cartela e questionário, aplicado pessoalmente por uma equipe de cinco entre- vistados, fiscalizados por um supervisor. Foram en- trevistados moradores dos Bairros Bandeirantes, Bair- ro Popular, Centro, Estância dos Buritis, Estância Itaguaí, Estância Itaici, Estância Ita- nhangá, Jardim Belvedere, Jardim dos Turistas, Jardim Paraíso I, Jardim Paraíso II, Lago das Brisas, Mara Morena, Nova Vila, Parque das Brisas I, Parque das Bri- sas III, Parque Real, Santa Efigênia, Setor Bela Vista, Setor São José, Vila Mo- rais e Vila Olegário Pinto. O prefeito de Caldas Novas, Evandro Magal (PP) consi- derou os números positivos. “Pesquisa é um cenário, uma fotografia do momen- to. Fico feliz, por que mos- tra que nosso trabalho está chegando até ao morador, que as ações reverberam em fatos para o residente em Caldas Novas. É o reconhe- cimento de um serviço de muita dedicação, mais de 18 horas diárias de trabalho pela Prefeitura”, avaliou o prefeito de Caldas Novas. Fonte: Serpes Pesquisas LTDA. Fotos: Leandro Lo- pes e Danilo Martins As 05:00 horas da manhã, Magal trabalhando e atendendo os garis da prefeitura. “Revela pesquisa Serpes” Entregas de obras e benefícios toda semana... Solidário desde o tempo de menino e radialista... Querido e amado pelas crianças, pelos mais carentes e pelos menos favorecidos. Este é o perfil de Evandro Magal. Parabéns prefeito pelo brilhante trabalho e receba também nesta edição o reconhecimento do Jornal Tribuna Popular.
  8. 8. Curso de Modelista, com vagas para o perído ves- pertino. Investimento no valor R$ 360,00 podendo ser dividido em três vezes no boleto bancário. Inicio para 05 de Maio. Maiores informações no escritório do Sesi Senai – Núcleo Integrado, rua Professor Josino Bretas no 350 Sala 06 no prédio da ACICAN ou pelo fone: 64 3453 8632/ 3453 1735.

×