Jornal abril 2013

582 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
582
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
398
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal abril 2013

  1. 1. CMAPwww.jornaltribunapopularonline.comShopping Fonte das Thermas, sala 213 Centro - Caldas Novas/GO (64) 3454-4999Abril/Maio 2013Denúncias e sugestões: jornaltribunapopularcn@gmail.comSerpes afirma Fraude IpameriMarconiMaquinárioCeluliteMagal tem 92% de aprovaçãoGirassol
  2. 2. Dilma admite fraudes no Bolsa FamíliaA presidente DilmaRousseff admitiu que emum programa do portedo Minha Casa, MinhaVida, com entrega de 2,4milhões de casas, é possí-vel que ocorram fraudes,como também é possí-vel que se encontre casasque racharam. Avisou, noentanto, que seu gover-no não entregará casasde baixa qualidade. ‘Eunão fui eleita para darcasas de qualquer jeitopara a população brasi-leira’, disse a presidenteDilma, em entrevista, noPlanalto. ‘Eu acho que opovo brasileiro mereceo que há de melhor paraele poder usufruir. Minhaobrigação é estar atentapara que ninguém quei-ra vender gato por lebre,para que ninguém queiraentregar produtos que nãosejam de qualidade’, avi-sou a presidente, depoiscomentar que no governode Fernando HenriqueCardoso não houve inves-timento maciço em habi-tação, como no governoLula. ‘Eu tenho acompa-nhado as realizações doMinha Casa Minha Vidaporque, meu querido, eufiz este programa desde oinício. Na época do presi-dente Fernando Henrique,não houve um programadeste porte. A última vezque houve um programadeste porte foi no BNH(Banco Nacional de Habi-tação, extinto por decretoem 1986). Do BNH pracá, você não teve nenhumprograma maciço de cria-ção de casas populares, deconstrução de casas popu-lares’, afirmou a presiden-te. ‘No governo passado,não se podia, talvez pelacrise do Estado, talvez porconvicção, não se cogitavaem fazer subsídios. Nãohá como fechar a conta, sevocê ganha até R$ 1.600,não há como você susten-tar sua família de três fi-lhos e pagar uma casa quecusta 75 mil reais em al-gumas cidades, um apar-tamento de dois quartos,sala e cozinha’, prosse-guiu. De acordo com apresidente, ‘fraude, numprograma deste tamanhotambém pode ocorrer’.‘ A minha obrigação, aobrigação do governo écombatê-la. É assegurarque eles recebam a casada melhor qualidade pos-sível’. Dilma respondiaa uma denúncia publica-da na imprensa, segundoa qual ex-servidores doMinistério das Cidades,que se valeram de infor-mações privilegiadas daárea de habitação do go-verno federal para operaro esquema de empresas defachada e se beneficiaremde recursos do programaMinha Casa Minha Vida.A presidente lembrou queo Brasil ‘tem ótimas tradi-ções, mas tem outras quenão são tão boas, herdadasda escravidão, que achamque o povo brasileiro debaixa renda merece qual-quer coisa’. Para a presi-dente, ‘é importantíssimaa defesa do interesse doconsumidor, porque, nin-guém tira 40 milhões e ele-va para classe média, semcriar com essas pessoas, ecom todas demais consu-midoras, um compromis-so de qualidade’. Na suaopinião, ‘o povo brasileirotem direito a ter o melhorpossível, dentro do queesta sendo ofertado’. Nocaso do Minha Casa Mi-nha Vida, segundo a presi-dente, ‘não é só cobrar queos telefones funcionem,que os bancos funcionem, écobrar de nós mesmos queo Minha Casa Minha Vidaseja o melhor possível’. Apresidente também prome-teu garantir piso de quali-dade nas casas do progra-ma. ‘Na primeira fase doprograma, os recursos nãoeram tão avultados. Entãona primeira fase do pro-grama, o piso ficaria de ci-mento, muitas vezes se usapiso de cimento em casasaté sofisticadas. Nós esta-mos optando para fazer apossibilidade de fazer pisode cerâmica, de lâmina demadeira. Quem não saiucom o piso foi o 1 milhãoinicial (de casas), esse ummilhão inicial resolvemosvoltar e falar: ‘Vamos fa-zer piso’
  3. 3. Prefeitura entregou maquinário para o Demae eanunciou construção de nova UPAA prefeitura de CaldasNovas realizou no dia, 19de abril, a entrega de maqui-nário e novos veículos parao Departamento MunicipalÁgua e Esgoto (Demae).Foram investidos 966 milreais na compra de máqui-nas pesadas, motocicletas,veículos e equipamentospara realizar leitura do con-sumo de água potável. Aprefeitura entregou um ca-minhão modelo Ford Cargo2429, avaliado em 217 milreais; Uma pá carregadeiracom retro escavadeira aco-plada, modelo JCB, no valorde 295 mil reais. Na Esta-ção de Tratamento de Águatambém serão investidos250 mil reais em equipa-mentos eletrônicos usadosno processamento da águapotável. Além do maquiná-rio pesado, o órgão recebeudois veículos Volkswagem,modelo Saveiro Cross, quecustam R$ 37,8 mil cada.Dois veículos Volkswagem, modelo Gol, avaliados emR$ 36,8 mil cada. Tambémforam adquiridos seis novasmotocicletas Honda, mode-lo Titan 150, que custaramno total R$ 47,700 reais.O prefeito Evandro Magalafirmou que a compra dosmaquinários é fruto da eco-nomia realizada no órgão apartir do mês de janeiro. “Oque nós presenciamos aquié extraordinário, em poucomais de cem dias de gover-no o Demae já conseguiutantos benefícios. Isso nãoé por acaso, isso é gestão,competência, transparên-cia, comprometimento ehonestidade com dinheiropúblico. No nosso gover-no não tem esquema, tudoé comprado com licitaçãona modalidade pregão. Aprefeitura paga à vista paraconseguir o melhor preço,e todos esses benefícios éo dinheiro do povo sendobem investido. O diretor doDepartamento Municipalde Água e Esgoto, FlávioCanedo, disse que o órgãocomeçou a ser reestrutu-rado. “Nós encontramos oDemae em frangalhos, noprimeiro dia de governodescobrimos que o forne-cimento de energia estavacomprometido, pois os anti-gos gestores deixaram con-tas de energia de dois mesessem pagar. Além disso, ha-via 52 celulares funcionaisda administração passadacom contas exorbitantes,algumas delas passavam damarca de 30 mil reais. Hojeo dinheiro público é geridoe volta em benefícios paraa população como podemosver aqui hoje”, declarou odiretor do Demae, FlávioCanedo. Os técnicos respon-sáveis pela “leitura” do con-sumo de água tratada nos hi-drômetros,conhecidoscomo“leituristas”, receberamnovos equipamentos paradesempenhar suas funções.O Departamento Municipalde Água e Esgoto adquiriu8 novos aparelhos de leitu-ra e emissão instantânea defaturas. O investimento totalnestes equipamentos foi novalor de R$ 48,800 reais. Oórgão fará economia com adistribuição das faturas e notransporte duplo dos profis-sionais. A mudança possibi-litará que duas tarefas sejamexecutadas simultaneamen-te. Durante a solenidadeo prefeito Evandro Magaldisse à população que umanovaunidadedeprontoaten-dimento (UPA) será cons-truída em Caldas Novas. Opedido foi feito pelo prefei-to e o Secretário Municipalde Saúde, Mauro HenriquePalmerston ao Ministérioda Saúde. A construção danova UPA foi divulgada naedição do Diário Oficial daUnião na última terça-feira,16 de abril. É uma notíciaextraordinária para a nossacidade, em cento e dez diasde governo entregamosquase 1 milhão de reais embenefícios para o Demae, ehoje anunciamos a constru-ção de uma nova UPA paraCaldas Novas, que é umarealidade. Na oportunidadea deputada federal MagdaMoffato relatou que conse-guiu por meio de emendasparlamentares, recursos naordem de 17 milhões de re-ais. A parlamentar afirmouque a verba será usada paraampliar as redes de cole-ta e tratamento de esgoto.Durante o evento o prefeitotambém entregou diversosbenefícios para Secretá-ria de Educação, podemosperceber que Caldas Novasagora esta de fato no rumocerto.
  4. 4. Saiba os mitos e verdades da celuliteBeber bastante águaajuda a evitar celulite? Usarcalça apertada piora o as-pecto de “casca de laranja”da pele? Revelamos aqui oque é verdade e o que é puromito sobre o assunto, paraque você possa investir noshábitos e tratamentos querealmente valem a pena!Celulite tem causa he-reditária?Verdade. “Geralmente,mães e filhas apresentam omesmo padrão de celulite,às vezes até com ‘furinhos’nos mesmos locais. Isso sedeve à anatomia dos septossubcutâneos, que se asse-melham entre membros damesma família”, explica adermatologista Dóris Hex-sel, membro da SociedadeBrasileira de Cirurgia Der-matológica. Alimentos ri-cos em gorduras e açúcarescausam celulite? Verdade.Quando consumidos emexcesso, gordura e açúcarficam acumulados nos adi-pócitos, que aumentam devolume e comprimem a cir-culação e a rede linfática,formando grupos de célulasgordurosas que geram as on-dulações. Uso de calça aper-tada agrava o problema?Verdade. A compressãodificulta a drenagem linfáti-ca e favorece o aparecimentode celulite. Os cremes anti-celulite resolvem totalmenteo problema ? Mito. As fór-mulas atuais contêm ativoscom maior capacidade depenetração, que melhorama textura da derme. Mas es-ses cremes agem como co-adjuvantes aos tratamentosestéticos e não substituem amudança de hábitos, como aalimentação correta e a prá-tica de exercícios (caminha-da, bicicleta, hidroginásticae natação, por exemplo).Não adianta fazer esfolia-ção?Mito. Ela remove ascélulas mortas da superfí-cie da derme, melhoran-do a absorção dos cremesanticelulite. Por isso, umavez por semana, use umabucha vegetal no banho efaça uma esfoliação. E sequiser deixar sua pele aindamais bonita, macia e hidra-tada, aplique no corpo umadas loções da linha Dove. Adrenagem linfática reduz acelulite ?Verdade. O procedi-mento diminui a quantidadede líquido entre as células,reduzindo o edema e os fu-rinhos da pele. Beber águaajuda a evitar a celulite?Verdade.Oconsumode,pelo menos, 2 litros de águapor dia aumenta a microcir-culação e previne o acúmulode toxinas, uma das causasda celulite. Os hormônios eo uso de anticoncepcionaispioram a situação?Verdade. “Os hormô-nios – principalmente o es-trogênio – estão envolvidosno surgimento e agrava-mento da celulite. Acredita-se, inclusive, que ela atinjaprincipalmente o sexo femi-nino por causa da ação doestrogênio. É por isso que oproblema se agrava em situ-ações nas quais temos altosníveis de estrogênio, comona puberdade, gestação emenstruação”, explica Dó-ris. O consumo de sal nãointerfere no aparecimentodos furinhos?Mito. Um passo impor-tante para tratar a celulite éreduzir o consumo de sódio,causador de retenção hídri-ca, que agrava o quadro.
  5. 5. Somado índices de“Bom” e “Ótimo”, númeroultrapassa 73%Reportagem do JornalO Popular divulgada na pá-gina 11 da edição do dia 24de abril, mostra que o Prefei-to de Caldas Novas, EvandroMagal (PP), tem aprovaçãopopular de 92% dos mora-dores da cidade. A pesquisado Instituto Serpes identifi-ca que a administração deEvandro Magal é conside-rada “boa” por 57,9% dosentrevistados e “ótima” poroutros 15,7%. Somado aoíndice de “regular” (19%),a aprovação chega a 92,6%.A reportagem do jornal OPopular explica ainda que3,5% reprovam o trabalhoda Prefeitura de Caldas No-vas, sendo 2% o classificamcomo “ruim” e 1,5% como“péssimo”. Em avaliação, oPrefeito de Caldas Novas,Evandro Magal, disse queos números da pesquisaSerpes representam o sen-timento popular das ruas.“Os números da PesquisaSerpes, um dos institutosmais sérios do Brasil, mos-tram que estamos nos esfor-çando muito, estamos preo-cupados com a solução dosproblemas, e principalmen-te, estamos dando respostasaos problemas sociais. Fi-quei feliz com os númerosapresentados”, disse o pre-feito Evandro Magal.Maior de GoiásLevantamento reali-zado pelo instituto Serpesaponta que a administraçãodo prefeito Evandro Ma-gal é a melhor avaliada en-tre todos os 50 municípiosgoianos analisados pelo le-vantamento. A estratifica-ção da pesquisa mostra queEvandro Magal teve melhordesempenho. Magal obte-ve o melhor desempenhoentre mulheres com idadeentre 25 e 34 anos e cursosuperior. Ao ser entrevista-do, 73% dos eleitores dis-seram que a prioridade degestão em Caldas Novas éa Saúde. Em segundo lu-gar, com 30,6%, aparece ainfraestrutura urbana física,que inclui o recapeamentode asfalto e obras na redede esgoto. “A pesquisa,além de ser um forte e crí-vel indicador popular, estáfundamentada nas açõese prioridades que a gestãoSERPES afirma que Magal tem 92% de aprovaçãodeve seguir. Certamente,sou um administrador queouço os anseios públicos epriorizamos as ações maisurgentes. Pegamos a cida-de em total despreparo mas,em pouco mais de 100 dias,já imprimimos novo ritmo”,afirmou o prefeito. Serpesfoi divulgada por Jornal OPopular
  6. 6. Daniela prefeita arrojadaA prefeita de Ipameri Daniela não tem medido esforços para implantar melhoriasno município, acompanhem alguma de suas açõesUniformes para ProjovemAPrefeitura de Ipameri através da SecretariaMunicipal deAssistência e Promoção Social rea-lizou no dia 24 no CRAS (Centro de Referênciae Assistência Social), a entrega de uniformes aoscerca de 50 alunos do Pró-Jovem. A Secretáriade Promoção Social do município, Luciani Piresde Carvalho participou da entrega de uniformesaos alunos do turno matutino. Na parte da tar-de a prefeita Daniela acompanhou a entrega dosuniformes e assistiu junto com os alunos á umapeça teatral.A Prefeitura Municipal juntamente com aSecretaria de Infraestrutura realizou a reforma daponte sobre o Ribeirão Santo Antônio na estradaque dá acesso à Vendinha, aumentando a largurapara o trafego de carros sobre a ponte e trocandotodo o madeiramento. A prefeita Daniela tam-bém citou a importância destas obras, visando asegurança no escoamento da produção agrícolados produtores daquela região, e na segurança dapopulação em períodos festivos como o Mocajeedentre outras.Reforma de PontesA Secretaria Municipal do Agronegócio emparceria com o Senar - Goiás e o Sindicato Ruralde Ipameri promoveu nos dias 18,19 e 20 destemês, no Assentamento Olga Benário um Curso deManejo de Pastagens, com o objetivo capacitar ospequenos produtores. Cerca de 20 pessoas partici-param do curso que foi ministrado pela instrutorado Senar – Goiás, Leticia Vilela, que de forma sim-ples e fácil mostrou aos participantes o que deveser feito para melhorar suas pastagens. O Técnicoda Secretaria Municipal doAgronegócio, ProfessorWaldivino Gomes, também auxiliou na palestra.Curso de Manejo e Pastagem
  7. 7. Ouvidoria criou urnas para se comunicarcom a população caldasnovenseA Ouvidoria do Mu-nicípio de Caldas Novascriou cinco urnas para sa-ber a opinião dos cidadãos.O projeto foi apresentadopelo Ouvidor, Gilson Mi-neirinho, ao prefeito Evan-dro Magal (PP), na manhãdesta segunda-feira, 22 deabril. O encontro aconte-ceu na Prefeitura de Cal-das Novas. Inicialmentecinco urnas foram insta-ladas em órgãos públicosmunicipais, como unidadesde saúde e guichês de aten-dimento coletivo. Foramdisponibilizados tambémformulário padrão, comperguntas direcionadas, ecampos de escrita live, quepodem ser preenchidos pe-los cidadãos. Existe a op-ção para solicitar ou nãoretorno da Ouvidoria portelefone. As urnas estãodisponíveis para os mora-dores apresentarem críti-cas, sugestões e até elogiosà administração municipal.Se desejar, o cidadão nãoprecisa se identificar paraemitir opiniões e denún-cias. O prefeito EvandroMagal (PP) afirmou quepretende fortalecer os me-canismos de diálogo com apopulação. “A Ouvidoria éuma peça fundamental emnosso governo. Nós que-remos saber os anseios danossa população, o contatodireto, sem intermediários,para podermos direcionarnossas ações. Governantebom é aquele que escuta opovo, e esse é o nosso objeti-vo. Esse é um projeto pilotoque pretendemos ampliarpara todos os órgãos daadministração municipal”,contou o prefeito EvandroMagal. O Ouvidor do Mu-nicípio, Gilson Mineirinho,instalou as cinco urnas namanhã desta segunda-fei-ra. A primeira foi fixadanos corredores do prédioda prefeitura municipal, naAvenida Orcalino Santos.Em seguinda o Ouvi-dor seguiu para a Unida-de de Pronto Atendimento(UPA), onde foi recebidopelo Coordenador de Ate-dimento, José Feliz. Umaurna foi colocada à dispo-sição dos usuários e pa-cientes daquela unidade desaúde. “Os lugares que re-ceberam as primeiras ur-nas foram pontos estraté-gicos, pois são os locais querecebem o maior fluxo decidadãos diariamente. Nósfizemos cinco urnas, queserão abertas semanalmen-te para que os formuláriossejam recolhidos e analisa-dos. Mas vamos fazer comque esse serviço atenda cempor cento da municipalida-de”, disse o Ouvidor Gil-son Mineirinho. As demaisurnas foram instaladas noCentro Médico Municipal(Antigo Hospital MaternoInfantil), Pronto Socorroe Centro AdministrativoMunicipal (CAM - Anti-go Fórum). O Ouvidor doMunicípio divulgou os nú-meros dos seus dois telefo-nes pessoais como mecanis-mo de contato direto com opúblico. De acordo com oOuvidor a intenção é apro-ximar a prefeitura munici-pal da população cada vezmais. “Eu tenho prazer ematender a população, nossaobrigação é atender bem opovo, e quem precisar podeentrar em contato com aOuvidoria 24 horas pordia. Meus telefones celu-lares estão à disposição dapopulação. As pessoas quetiverem necessidade de fa-lar com o Ouvidor podemligar no (64) 9212-9613 ou9925-2112. Eu atendo to-dos que precisarem dosnossos serviços, em finaisde semana, feriados, esse éo nosso trabalho”, contouo Ouvidor Gilson Minei-rinho. O cidadão tambémpode entrar em contatocom a Ouvidoria pelo tele-fone (64) 3454-6852 ou peloe-mail ouvidoria@caldas-novas.go.gov.br.
  8. 8. Marconi participou do encerramento do 5oEncontro Estadual de Saúde em Caldas NovasO governador Mar-coni Perillo participou doencerramento do 5º Con-gresso Estadual de Saúdeque foi realizado em Cal-das Novas. O evento con-tou com mais de 700 pro-fissionais de saúde, entreeles secretários munici-pais e assessores técnicostanto dos municípios,quanto das Regionais deSaúde. Além do Secre-tário Antônio Faleiros,que realizou a aberturado evento representandoo Governador MarconiPerillo (PSDB), estavampresentes o prefeito deCaldas Novas, EvandroMagal (PP), e o secretáriomunicipal de Saúde Mau-ro Henrique Palmerston.Participaram ainda o Co-mandante do 9° Batalhãodo Corpo de Bombeiros,Tenente Coronel MauroQueiroz, o ex-vice-prefei-to, Ulisses Naves, líderesreligiosos e autoridadesmunicipais. A aberturafoi marcada pela apre-sentação da Orquestrade Violeiros de CaldasNovas, que mostrou par-te da cultura goiana como toque do berrante eexecução de clássicos damúsica raiz. Em seguida,o Secretário Estadual deSaúde, Antônio Faleiros,deu início ao encontrocom abertura dos tra-balhos. Antônio Faleirosafirmou que o EncontroEstadual de Saúde é opor-tunidade para troca deexperiência, especialmen-te para os novos gestores esecretários, que tomaramposse no início de 2013. Osecretário de Saúde tam-bém solicitou aos secre-tários municipais apoiointegral às campanhas devacinação. “O objetivo doGoverno de Goiás, alémde promover o debate dediretrizes e promover atroca de ideias, é fazer onosso estado avançar noranking dos indicadoresde saúde. A Secretaria Es-tadual de Saúde propõeaos secretários municipaisa parceria para melhoraro nível de saúde da po-pulação de Goiás. Saúdepública não se faz apenasnos hospitais, temos queampliar esse atendimento.Precisamos também queos municípios levantemcada vez mais a bandei-ra da vacinação, 80% decobertura vacinal não ébom. Bom é 100%, e Goi-ás trabalha para isso”,afirmou o Secretário Es-tadual Saúde, AntônioFaleiros. O prefeito Evan-dro Magal contou que aprefeitura de Caldas No-vas estreitou suas relaçõescom a Secretaria Estadu-al de Saúde em busca deparcerias para o setor dasaúde pública. “CaldasNovas busca alinhar suasações com a SecretariaEstadual de Saúde, reali-zando parcerias frutíferasque resultarão em novopatamar para saúde donosso município. O fatodo Encontro Estadualde Saúde acontecer emnossa cidade representaque a qualidade de nossoatendimento melhorou,que juntos vamos fazermais pela nossa gente. Jáconseguimos mais umaUnidade de Pronto Aten-dimento para a cidade etriplicamos o atendimen-to com médicos especia-listas, e nossas metas sãoainda maiores”, relatou oprefeito Evandro Magal.O Secretário Estadual deSaúde afirmou que hojeo Estado de Goiás depo-sitará nas contas das pre-feituras, R$ 10 milhões,referentes aos repassesobrigatórios atrasados.Segundo Faleiros, no iní-cio de maio, mais R$ 10milhões serão pagos e, daíem diante, os pagamentosvoltarão a ser feitos compontualidade. Segundo oprefeito Evandro Magal,Caldas ganhou muito porsediar este evento.
  9. 9. Girassol...O girassol sempre estávirado para o sol. De ma-nhã, ele está virado para oLeste. De tardinha, para oOeste. Ele segue o sol portoda essa jornada pelo céu,e por isso ele recebe todasas energias do sol. Nós tam-bém podemos ser como osgirassóis, sempre estar vi-radas para o SenhorJesus,e adquirir toda a sua luzdivina. A semente do gi-rassol cresce em qualquerlugar. Você também, podeflorescer e crescer a ondevocê estiver. Se você crêe meditar na Palavra deDeus em oração, você tam-bém poderá dar sementesdo Evangelho. Quando ogirassol cresce, pequenasbotões começam aparecerprotegidos por camadasde folhas. E como essasfolhas, seus pais, líderes,professores, pastores, eBig Sisters também o pro-tegem e ajudam a crescer.E quanto mais o girassolcresce, mais alto ele fica,e seu talo mais grosso fica,dando o suporte para essaflor grande ficar de pé.Assim também o seu taloespiritual tem que crescere engrossar, para que vocêpossa dar testemunho dopoder de Deus em suavida. Deus é forte e nós,seus filhos também temosque ser! Quando o botãodo girassol se abre, as pé-talas amarelas se formamaté que a sua cabeça ficacomo se fosse uma coroadourada. As bênçãos des-se crescimento finalmentecomeçam a aparecer. E,assim como no começo,quando nasceu de uma pe-quena semente, agora pro-duz outras de si mesmo,para nutrir outras pesso-as, animais e pássaros. Oseu testemunho tambémproduz essas sementes queirão nutrir seus familiares,amigos, e todos que esti-verem ao seu redor. Todosverão o Senhor Jesus refle-tido em você, como se vocêtivesse essa coroa douradano alto da sua cabeça…pois você já se parece como Seu Senhor. Faça como ogirassol, busque a Luz todamanhã, e mantenha os seusolhos nela.

×