Licao08

1.171 visualizações

Publicada em

Elaborado por: Ev. Sergio Lens

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.171
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Licao08

  1. 1. Prof. Sérgio Lenz – fone (47) 9932-6230 E-mail: sergio.joinville@gmail.com BLOG:http://cristianismoequilibrado.blogspot.com MSN: sergiolenz@hotmail.com LiLiçção 8ão 8–– 21 de Novembro de 201021 de Novembro de 2010 Igreja Evangélica Assembléia de Deus
  2. 2. Esboço da Lição: 3 – ORAÇÃO POR SANTIDADE, UNIDADE E ESPIRITUAIS 2 – ORAÇÃO POR PERSEVERANÇA, ALEGRIA E LIVRAMENTO 1 – A ORAÇÃO POR UMA VIDA DE COMUNHÃO COM O PAI
  3. 3. A oração sacerdotal de Jesus, em João 17, expressa os sentimentos, pensamentos e vontades mais íntimas do Mestre em relação aos seus discípulos. O estudo deste capítulo é relevante, porquanto não somente revela o que nosso Senhor espera de Sua Igreja, mas também evidencia a importância da intercessão de um líder em favor de seus liderados.
  4. 4. 1.1 – Relacionamento com Deus (17:2,3): Franzen. Edson de Almeida e. Oração, A Fonte do Poder Cristão. Ctba: Ed. Herr. 2003
  5. 5. 1.2 – Meditação e prática da Palavra de Deus (17:6) A melhor maneira de conhecer o Pai e a Sua vontade para Seus filhos é meditar em sua Santa Palavra!
  6. 6. 1.3 – Uma vida que glorifique a Deus (17:4): Epicteto disse que se ele fosse um rouxinol, cantaria a Deus como um rouxinol. Mas que na qualidade de ser racional, competia-lhe louvar a Deus através de suas faculdades distintivamente humanas. Essa é a atitude que convém aos homens, a qual se manifestou supremamente na pessoa e na vida de Jesus Cristo. 1 Cf. CHAMPLIN, R. Norman. O NT Interpretado: Vs.por Vs.. São Paulo: Ed.Candeia. Vl 2, 10 ed., 1998, p. 574.
  7. 7. 2.1 – Perseverança (17:11,12): PERSEVERAR: persistir, conservar-se, manter-se firme e constante; continuar, perdurar.
  8. 8. 2.2 – Alegria (17:13): Alegria: contentamento, prazer moral. A alegria do cristão, produzida pelo Espírito Santo, torna-o mais forte e resistente às adversidades.
  9. 9. 2.3 – Livramento (17:15): Livramento: ato de conceder liberdade. Podemos descansar na proteção divina, uma vez que estamos refugiados no esconderijo do Altíssimo. Contudo é nosso dever vigiar e orar…
  10. 10. 3.1 – Santidade (17:17,19): A santidade é posicional, prática e progressiva, sendo causa, estado e efeito na presença do Espírito Santo, que nos santifica pela palavra, pela comunhão consigo mesmo e pela conseqüência espiritual diante de Deus, pela aspersão do Sangue de Jesus (1 Jo.5:7-8). Disponível em: www.discipuladosemfronteiras.com/contato.php. Apostila Princípio Bíblico da Santificação.
  11. 11. 3.2 – Unidade (17:21,22): Cristo anseia que o Seu Corpo (que é a Igreja) viva unida tal qual é a união entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
  12. 12. 3.3 – Frutificação espiritual (17:18): Não dá para seNão dá para se enganar, ou temos oenganar, ou temos o formato, o cheiro, aformato, o cheiro, a textura e,textura e, principalmente, oprincipalmente, o sabor do fruto dosabor do fruto do Espírito ou não somosEspírito ou não somos da mesma linhagem eda mesma linhagem e identidade de Jesus.identidade de Jesus.
  13. 13. 15 •Não comeces tua oração, ainda que seja vocal, sem afastar-te da Terra, fechando os olhos, e sem penetrar, pela fé, no céu, ou em teu interior, onde Deus te espera. •Tampouco entres na igreja sem renovar o ato de fé na presença de Cristo, teu grande benfeitor, palpitando de amor por ti, com tesouros infinitos de graças que deseja transferir a ti. •Quando estiveres orando, não abandones o infinito por uma ninharia. Não interrompas o contato que rende milhões, para te distraíres voluntariamente com os centavos da Terra. Pelo contrário, procura abstrair-te mais de tudo que é visível e recolher-te mais em teu íntimo, pois só no mais íntimo do Espírito, Deus manifesta-se. •Exprime o quanto antes os afetos e sentimentos que te vêm ao coração, ou que desejarias ter e sentir. •Adora e ama a teu Deus pois a adoração e o amor constituirão tua felicidade sem fim. Irala, Narciso. Eficiência Sem Fadiga. São Paulo, Edições Loiola, 1969, p. 202

×