SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
Baixar para ler offline
2
A Igreja e a sociedade necessitam de mais homens e
mulheres que aceitem, com alegria, o convite de Deus
para se consagrarem inteiramente a Ele e assim serem
fermento do Evangelho no mundo.




                         3
AS VOCAÇÕES, DOM PARA A IGREJA
Há uma grande crise de fé e é preciso trabalhar muito para superá-la. É uma
crise do encontro com Cristo, uma crise de convicções, uma crise de testemu-
nho, sobretudo no Ocidente e na Europa, que está na origem da diminuição
das vocações sacerdotais.
Como a transmissão da fé se faz «pelo testemunho», a Igreja tem que ser cada
vez mais aberta e partir ao encontro. Um encontro, de resto, incentivado pelo
novo Sumo Pontífice, quando exortou os padres a saírem para as periferias e
reforçarem a proximidade com o povo.
As pessoas estão a reencontrar-se, a procurar e a sentir uma sede maior da
vivência da fé, talvez por sentirem uma certa saturação de um mundo que ofe-
receu muitas respostas que não foram suficientes para preencher o vazio que
às vezes se gera dentro do coração provocado pela ausência de Deus.

                                             + Virgílio do Nascimento Antunes
                   Presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios



A RAZÃO DA VIGÍLIA DE ORAÇÃO
Por mais um ano a JMV Sobreiro propõe, com o apoio do Padre Luís Barros e
da comunidade, bem como de toda a paróquia, uma Vigília de Oração pelas
Vocações.
Estamos a viver o Ano da Fé proposto por sua Santidade, o Papa Emérito Ben-
to XVI, comemorando os 50 anos da abertura do Concílio Vaticano II de forma
a redescobrir este acontecimento na história e vida da Igreja.
Há 50 anos atrás iniciava-se também a primeira Semana de Oração pelas
Vocações. Durante todos estes anos, as vocações decresceram e as pessoas
afastaram-se de Deus. Porquê? - eis a pergunta que nos interpela! Porque tal
como Jesus nos disse, é necessário “Pedir ao Senhor da Messe para que envie
muitos operários para a Sua Messe”. Por isso rezemos. Rezemos para que haja
mais rapazes e raparigas capazes de dizer o “SIM” que de certo mudará as suas
vidas, mas rezemos também para que sejam homens e mulheres santos.
Confiemos à protecção maternal de Maria Santíssima, Mãe da Igreja e nossa
Mãe os nossos seminaristas e todos aqueles e aquelas que se sentem chama-
dos pelo Senhor.
                                          Juventude Mariana Vicentina - Sobreiro
                                      4
EXPOSIÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

Cântico

Jaculatórias
Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento da Eucaristia.
Fruto do ventre sagrado da Virgem puríssima, Santa Maria.
Graças e louvores se dêem a todo o momento.
Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo,
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen

Oração à Santíssima Trindade
Meu Deus, Trindade que eu adoro,
ajudai-me a esquecer-me inteiramente de mim
para me fixar em Vós,
num imóvel sossego como se a minha alma
já estivesse na eternidade;
Que nada possa perturbar a minha paz
nem arrancar-me de Vós, ó meu imutável bem,
e que cada instante me leve mais dentro
na profundidade do Vosso mistério!
Pacificai a minha alma e fazei dela
o Vosso céu, a Vossa morada preferida
e o lugar do Vosso repouso:
Que eu jamais vos deixe só,
sempre vigilante na fé, em total adoração
no completo abandono à Vossa acção criadora.
Ó Deus três vezes Santo, meu tudo,
minha bem-aventurança,
Solicitude infinita, imensidade em que me perco,
entrego-me a Vós como um prisioneiro.
Sepultai-Vos em mim para que eu me sepulte em Vós,
enquanto espero ir contemplar a Vossa luz,
o abismo das Vossas grandezas. Ámen.


                                      5
VIGÍLIA DE ORAÇÃO
Em cada ano que passa a Igreja revitaliza no seu ciclo temporal o dinamismo
que revela a perenidade d'Aquele que contagia o coração do homem com um
Amor diferente de todos os outros. Através do calendário litúrgico e dos tem-
pos fortes em que a Igreja se une em volta de uma intenção e causa comum,
todo o Povo de Deus é chamado a fazer a experiência da oração, fundada na
Fé, a qual alimenta a Esperança para sentirmos, recebermos, vivermos e
comunicarmos a imensidão do Amor divino. Assim sendo, mergulhados na
intimidade de Deus, somos chamados a rezar intensamente pelas vocações. O
momento que estamos a viver reveste-se de particular importância na medida
em que celebramos este ano o 50.º Dia Mundial de Orações pelas Vocações,
iniciado sob o pontificado e iniciativa do Papa Paulo VI. Rezar pelas vocações
é, sobretudo, elevar até Deus a nossa prece para que o Senhor toque os cora-
ções de muitos jovens afim de descobrirem o rosto de Deus a partir de um ver-
dadeiro e profundo enamoramento.


Oração:
Senhor Pai Santo, que no Vosso Filho Jesus Cristo, chamaste o Homem a par-
ticipar da sua missão redentora, suscitai na Vossa Igreja homens e mulheres
atentos às necessidades da Humanidade e ousados na generosidade de vida
levada até à consagração total e perpétua. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vos-
so Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Ámen.

                         LITURGIA DA PALAVRA


Leitura do Livro do Profeta Isaías                                 Is 49, 1-6
Quando ainda estava no ventre materno, o Senhor chamou-me, quando ainda
estava no seio da minha mãe, pronunciou o meu nome. Fez da minha palavra
uma espada afiada, escondeu-me na concha da sua mão. Fez da minha men-
sagem uma seta penetrante, guardou-me na sua aljava. Disse-me: «Israel, tu
és o meu servo, em ti serei glorificado.» Eu dizia a mim mesmo: «Em vão me
cansei, em vento e em nada gastei as minhas forças.» Porém, o meu direito
está nas mãos do Senhor, e no meu Deus a minha recompensa. E agora o
Senhor declara-me que me formou desde o ventre materno, para ser o seu ser-
vo, para lhe reconduzir Jacob, e para lhe congregar Israel.
                                      6
Assim me honrou o Senhor. O meu Deus tornou-se a minha força. Disse-me:
«Não basta que sejas meu servo, só para restaurares as tribos de Jacob, e reuni-
res os sobreviventes de Israel. Vou fazer de ti luz das nações, para que a minha
salvação chegue até aos confins da terra.»

Palavra do Senhor.
Graças a Deus.


SALMO RESPONSORIAL                                              Salmo 26 (27)

O Senhor é a minha luz e a minha salvação.

O Senhor é minha luz e salvação:
a quem hei-de temer?
O Senhor é protector da minha vida:
de quem hei-de ter medo?

Uma coisa peço ao Senhor, por ela anseio:
habitar na casa do Senhor todos os dias da minha vida,
para gozar da suavidade do Senhor
e visitar o seu santuário.

A vossa face, Senhor, eu procuro:
não escondais de mim o vosso rosto,
nem afasteis com ira o vosso servo.
Vós sois o meu refúgio.

Espero vir a contemplar a bondade do Senhor
na terra dos vivos.
Confia no Senhor, sê forte.
Tem coragem e confia no Senhor.




                                       7
EVANGELHO                                                         Mc 3, 13-19

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Jesus subiu depois a um monte, chamou os que Ele queria e foram ter com
Ele. Estabeleceu doze para estarem com Ele e para os enviar a pregar, com o
poder de expulsar demónios. Estabeleceu estes doze: Simão, ao qual pôs o
nome de Pedro; Tiago, filho de Zebedeu, e João, irmão de Tiago, aos quais deu
o nome de Boanerges, isto é, filhos do trovão; André, Filipe, Bartolomeu,
Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão, o Cananeu, e Judas Isca-
riotes, que o entregou.

Palavra da Salvação
Glória a Vós, Senhor.


Tempo de Silêncio


CREDO - PROFISSÃO DE FÉ
Convidam-se os presentes a rezar o Símbolo dos Apóstolos.




DA MENSAGEM DO SANTO PADRE O PAPA EMÉRITO BENTO XVI
“Em todos os momentos, sobretudo nos mais difíceis, é sempre a fidelidade
do Senhor – verdadeira força motriz da história da salvação – que faz vibrar os
corações dos homens e mulheres e os confirma na esperança de chegar um dia
à «Terra Prometida». O fundamento seguro de toda a esperança está aqui:
Deus nunca nos deixa sozinhos e permanece fiel à palavra dada. Por este
motivo, em toda a situação, seja ela feliz ou desfavorável, podemos manter
uma esperança firme, rezando como salmista: «Só em Deus descansa a minha
alma, d'Ele vem a minha esperança»”

Oremos pelo nosso Santo Padre, o Papa Francisco,
para que no exercício do ministério petrino, continue a ser testemunha de
Cristo Pastor e sinal da unidade da Igreja.

Pai-nosso * Cântico * Silêncio
                                       8
DA MENSAGEM DO SANTO PADRE O PAPA EMÉRITO BENTO XVI
“Ter esperança equivale a confiar no Deus fiel, que mantém as promessas da
aliança. Por isso, a fé e a esperança estão intimamente unidas. Assim a espe-
rança nutre-se desta certeza: «Nós conhecemos o amor que Deus nos tem,
pois cremos nele» (1 Jo4,16). E este amor exigente e profundo, que vai além da
superficialidade, infunde-nos coragem, dá-nos esperança no caminho da vida
e no futuro, faz-nos ter confiança em nós mesmos, na história e nos outros.”

Oremos pelo nosso Bispo, o Patriarca José,
para que Deus nosso Senhor, que o elevou ao Episcopado, o conserve e defen-
da para governar o povo santo de Deus
e por todos sacerdotes, de um modo especial pelo nosso pároco, para
que Deus nosso Senhor, que os chamou ao sacerdócio, continue a assisti-los
na busca da santidade e na configuração cada vez mais efectiva e afectiva com
o coração pastoral de Cristo.

Pai-nosso * Cântico * Silêncio




DA MENSAGEM DO SANTO PADRE O PAPA EMÉRITO BENTO XVI
“Segui-Lo significa entranhar a própria vontade na vontade de Jesus, dar-Lhe
verdadeiramente a precedência, antepô-Lo a tudo o que faz parte da nossa
vida: família, trabalho, interesses pessoais, nós mesmos. Significa entregar-
Lhe a própria vida, viver com Ele em profunda intimidade, por Ele entrar em
comunhão com o Pai no Espírito Santo e, consequentemente, com os irmãos e
irmãs. Esta comunhão de vida com Jesus é o «lugar» privilegiado onde se pode
experimentara esperança e onde a vida será livre e plena.”

Oremos pelos monges e monjas contemplativos,
que no silêncio dos mosteiros e dos eremitérios, fecundam o mundo com o
exemplo da radicalidade e intercedem pela Humanidade dilacerada pelos fla-
gelos sociais e humanos.

Pai-nosso * Cântico * Silêncio
                                      9
DA MENSAGEM DO SANTO PADRE O PAPA EMÉRITO BENTO XVI
“As vocações sacerdotais e religiosas nascem da experiência do encontro pes-
soal com Cristo, do diálogo sincero e familiar com Ele, para entrar na sua von-
tade. Por isso, é necessário crescer na experiência de fé, entendida como pro-
funda relação com Jesus, como escuta interior da sua voz que ressoa dentro de
nós. Este itinerário, que torna uma pessoa capaz de acolher a chamada de
Deus, é possível no âmbito de comunidades cristãs que vivem uma intensa
atmosfera de fé, um generoso testemunho de adesão ao Evangelho, uma pai-
xão missionária que induza a pessoa à doação total de si mesma pelo Reino de
Deus, alimentada pela recepção dos sacramentos, especialmente a Eucaristia,
e por uma fervorosa vida de oração.”

Oremos pelos religiosos e religiosas de vida apostólica, os quais, seguin-
do com radicalidade a Cristo na pobreza, na castidade e na obediência, ser-
vem o Senhor nas paróquias, nos hospitais, nas escolas, nos países de missão e
nos demais lugares onde Cristo deverá ser sempre a novidade do homem de
todos os tempos.

Pai-nosso * Cântico * Silêncio


DA MENSAGEM DO SANTO PADRE O PAPA EMÉRITO BENTO XVI
“A oração constante e profunda faz crescer a fé da comunidade cristã, na certe-
za sempre renovada de que Deus nunca abandona o seu povoe que o sustenta
suscitando vocações especiais, para o sacerdócio e para a vida consagrada, que
sejam sinais de esperança para o mundo. Na realidade, os presbíteros e os reli-
giosos são chamados a entregar-se de forma incondicional ao Povo de Deus,
num serviço de amor ao Evangelho e à Igreja, num serviço àquela esperança
firme que só a abertura ao horizonte de Deus pode gerar.”

Oremos pelos leigos
que, contrariando as modas do mundo, optaram por servir o senhor no celiba-
to ou a Ele se consagraram de alguma forma mais radical, para que sejam sal
da terra e luz do mundo.

Pai-nosso * Cântico * Silêncio
                                      10
Continuaremos agora a oração permanecendo num momento de silêncio.
Quando tentamos encontrar palavras para expressar a comunhão com Deus, a
inteligência encontra-se rapidamente limitada. Mas, nas profundezas da pes-
soa humana, pelo Espírito Santo, Cristo reza mais do que nós imaginamos! A
voz de Deus não se cala, mas Deus nunca se quer impor. Frequentemente, a
Sua voz escuta-se como um murmúrio, num sopro de silêncio. Permanecer
em silêncio na Sua presença, para acolher o Seu Espírito, é já uma forma de
rezar. Durante o silêncio, somos convidados a deixar Cristo rezar em nós, com
a confiança de uma criança e, assim, um dia descobriremos que as profunde-
zas da pessoa humana são habitadas. Façamos silêncio dentro de nós, para
escutar uma vez mais o chamamento de Deus.




                   ORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO


                                   Ó meu Jesus,
     creio firmemente que estais presente neste Santíssimo Sacramento!
                               Meu Deus e Senhor!
            Adoro-Vos, saúdo e louvo a Vossa Santíssima presença.
              Anjos do Céu, adorai e honrai o único Deus e Senhor
                         que está neste trono do Altar.
               Minha alma, humilha-te na Sua adorável presença
                        e oferece-lhe preces e louvores.
                               Ó Divina Presença,
             fazei que esta visita me fortaleça na santa Fé Católica
                     e que nada mais deseje que amar-vos!

                                   Ámen.




                                     11
ORAÇÃO DE COMPLETAS

Deus vinde em nosso auxílio
Senhor, socorrei-nos e salvai-nos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre. Ámen. Aleluia

                                      HINO

Fica connosco, Senhor, porque anoitece.
Fica connosco, Senhor, porque anoitece.

De noite descia a escada misteriosa
Junto da pedra onde Jacob dormia.

De noite celebravas a Páscoa com teu povo
Enquanto nas trevas caíam os inimigos.

De noite ouviu Samuel três vezes o seu nome
E em sonhos falavas aos santos Patriarcas.

De noite num presépio nasceste, Verbo eterno,
E os Anjos e uma estrela anunciaram a tua presença.

À noite celebraste a primeira Eucaristia
No meio dos teus amigos na última Ceia.

De noite agonizaste no Jardim das Oliveiras
E recebeste o beijo frio da traição.

A noite guardou o teu Corpo no sepulcro
E viu a glória da tua Ressurreição.

Na noite da nossa vida, com a luz da fé acesa,
Esperamos alegres a tua última Vinda.



                                       12
SALMODIA

Ant - Aleluia, Aleluia, Aleluia.

                              Salmo 87 (88)
                  A oração dum homem gravemente enfermo

                   Esta é a vossa hora e o poder das trevas
                                  (Lc 22, 53).
Senhor Deus, meu Salvador, *
   dia e noite clamo na vossa presença.
Chegue até Vós a minha oração, *
   inclinai o ouvido ao meu clamor.

A minha alma está saturada de sofrimento, *
    a minha vida chegou às portas da morte.
Sou contado entre os que descem à sepultura, *
    sou um homem já sem forças.

Estou abandonado entre os mortos, *
    como os caídos que jazem no sepulcro,
de quem já não Vos lembrais *
    e que foram sacudidos da vossa mão.

Lançastes-me na cova mais profunda, *
    nas trevas do abismo.
Pesa sobre mim a vossa ira, *
    todas as vossas ondas caíram sobre mim.

Afastastes de mim os meus conhecidos, *
    fizestes-me para eles objecto de horror.
Estou preso e não posso libertar-me, *
    meus olhos se apagaram de tanto sofrer.

Clamo a Vós, Senhor, todo o dia, *
    estendo para Vós as minhas mãos.
Fareis Vós maravilhas pelos mortos? *
    Irão levantar-se os defuntos para Vos louvar?

                                      13
Haverá no sepulcro quem fale da vossa bondade, *
    ou da vossa fidelidade no reino dos mortos?
Serão conhecidas nas trevas as vossas maravilhas, *
    na terra do esquecimento a vossa justiça?

Eu, porém, clamo por Vós, Senhor, *
    de manhã, a minha oração sobe à vossa presença.
Porque então me afastais de Vós, Senhor, *
    porque escondeis de mim o vosso rosto?

Infeliz de mim que agonizo desde a infância, *
    já não posso mais suportar os vossos castigos.
Sobre mim passou a vossa ira *
    e os vossos terrores me aniquilaram;

Como vagas me cercaram o dia inteiro *
    e todos juntos caíram sobre mim.
Afastastes meus amigos e companheiros, *
    só as trevas me fazem companhia.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,*
    como era no princípio, agora e sempre. Ámen.


Ant - Aleluia, Aleluia, Aleluia.

LEITURA BREVE                                                          Jer 14,9
Estais no meio de nós, Senhor, e sobre nós foi invocado o vosso nome. Não
nos abandoneis, Senhor nosso Deus.


RESPONSÓRIO BREVE
V. Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito. Aleluia, Aleluia.
R. Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito. Aleluia, Aleluia.
V. Senhor, Deus fiel, meu Salvador.
R. Aleluia, Aleluia.
V. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
R. Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito. Aleluia, Aleluia.

                                      14
CÂNTICO EVANGÉLICO                                             (Nunc dimittis)
Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos e guardai-nos quando dormimos,
para estarmos vigilantes com Cristo e descansarmos em paz. Aleluia.

                             Cântico Lc 2, 29-32

                   Cristo, luz das nações e glória de Israel
Agora, Senhor, segundo a vossa palavra, *
    deixareis ir em paz o vosso servo,
porque meus olhos viram a salvação, *
    que oferecestes a todos os povos:
luz para se revelar às nações *
    e glória de Israel, vosso povo.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,*
    como era no princípio, agora e sempre. Ámen.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos e guardai-nos quando dormimos,
para estarmos vigilantes com Cristo e descansarmos em paz. Aleluia.


ORAÇÃO
Concedei-nos, Deus todo-poderoso, que, permanecendo no descanso da noite
unidos a Cristo Jesus, que na morte repousou dos trabalhos da sua paixão,
possamos, ao surgir o novo dia, ressuscitar com Ele para uma vida nova. Ele
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


V. O Senhor omnipotente nos dê uma noite tranquila
e no fim da vida uma santa morte.
R. Ámen.


Antífona de Nossa Senhora




                                      15
HORA DE LAUDES
Deus vinde em nosso auxílio
Senhor, socorrei-nos e salvai-nos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre. Ámen. Aleluia

                                      HINO
Vós que testemunhastes a alegria           Levai a grande festa ao mundo inteiro,
De ver Cristo Jesus ressuscitado,          Proclamai às nações a Boa-Nova.
Anunciai que já nasceu o dia               Em Cristo, Deus e Homem verdadeiro,
Em que o homem é salvo do pecado.          A velha humanidade se renova.

Cristo ressuscitou, venceu a morte.        Chegam, enfim, os tempos gloriosos,
O seu corpo se envolve                     Exultam sobre a terra os altos montes,
em luz divina.                             Brilham no céu os astros jubilosos,
Eis o Sol da esperança,                    Cantam as águas nas alegres fontes.
eis o Deus forte
Que nos liberta e que nos ilumina.         A nova criação hoje começa;
                                           Jamais triunfará o vil pecado.
                                           O Senhor nos cumpriu sua Promessa
                                           No sangue do Cordeiro imaculado.



                                   SALMODIA

Ant 1 - As Vossas palavras, Senhor, são espírito e vida. Aleluia.

                            Salmo 118 (119), 145-152
                                Elogio da lei divina
                      Minha mãe e meus irmãos são aqueles
             que ouvem a palavra de Deus e a põem em prática (Lc 8, 21).

De todo o coração Vos invoco: ouvi-me, Senhor, *
 quero observar os Vossos decretos.
Por Vós eu clamo: salvai-me, *
 e cumprirei as Vossas ordens.

                                         16
Imploro o Vosso auxílio antes da aurora *
 e espero na Vossa palavra.
Meus olhos antecipam-se às vigílias da noite, *
 a meditar na Vossa promessa.

Escutai a minha voz, Senhor, segundo a Vossa bondade, *
 fazei-me viver segundo os Vossos juízos.
Aproximam-se os meus iníquos perseguidores, *
 que estão longe da vossa lei.

Vós estais bem perto, Senhor, *
  e são firmes todos os Vossos mandamentos.
De há muito eu sei que as Vossas ordens *
  por Vós foram estabelecidas para sempre.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo *
 como era no principio, agora e sempre. Ámen

Ant - As Vossas palavras, Senhor, são espírito e vida. Aleluia.

Ant 2 - Edificastes, Senhor, um templo e um altar no Vosso monte santo.
Aleluia.

                             Cântico Sab 9, 1-6.9-11
                             Senhor, dai-me sabedoria
                         Eu vos darei palavras de sabedoria
            às quais não poderão resistir os vossos adversários (Lc 21, 15).

Deus de meus pais e Senhor de misericórdia, *
 que tudo criastes com a Vossa palavra,
e com a Vossa sabedoria formastes o homem *
 para dominar sobre todas as criaturas,
para governar o mundo na santidade e na justiça *
 e proferir os seus juízos com rectidão de espírito,

Dai-me a sabedoria que está convosco no Vosso trono *
  e não me rejeiteis do número dos Vossos filhos;
porque eu sou Vosso servo, filho da Vossa serva, *
  um homem fraco e de existência breve, †
capaz de compreender a justiça e as leis.
                                           17
Ainda o mais perfeito entre os filhos dos homens *
  nada será sem a Vossa sabedoria.
Convosco está a sabedoria que conhece as Vossas obras, *
  ela estava presente quando fizestes o mundo.
Ela sabe o que é agradável a Vossos olhos *
  e o que é recto segundo as Vossas ordens.

Enviai-a dos santos céus, *
  enviai-a do trono da Vossa glória.
Esteja comigo e tome parte nos meus trabalhos, *
para que eu saiba o que Vos é agradável.
Porque ela sabe e conhece todas as coisas: *
  ela guiará prudentemente os meus passos †
e me protegerá com o esplendor da sua glória.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo *
 como era no principio, agora e sempre. Ámen

Ant - Edificastes, Senhor, um templo e um altar no Vosso monte santo.
Aleluia.



Ant 3 - Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Aleluia.

                                Salmo 116 (117)
                                 Louvor a Deus
                      Digo-vos: Os gentios dão glória a Deus
                       pela sua misericórdia (Rom 15, 8.9).

Louvai o Senhor, todas as nações, *
 aclamai-O, todos os povos.
É firme a sua misericórdia para connosco, *
 a fidelidade do Senhor permanece para sempre.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo *
 como era no principio, agora e sempre. Ámen

Ant - Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Aleluia.



                                       18
LEITURA BREVE                                                 Rom 14, 7-9
Nenhum de nós vive para si mesmo e nenhum de nós morre para si mesmo.
Se vivemos, vivemos para o Senhor, e se morremos, morremos para o Senhor.
Portanto, quer vivamos quer morramos, pertencemos ao Senhor. Na verdade,
Cristo morreu e ressuscitou para ser o Senhor dos vivos e dos mortos.


RESPONSÓRIO BREVE
V. O Senhor ressuscitou do sepulcro. Aleluia, Aleluia.
R. O Senhor ressuscitou do sepulcro. Aleluia, Aleluia.
V. Ele que por nós foi cravado na cruz.
R. Aleluia, Aleluia.
V. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
R. O Senhor ressuscitou do sepulcro. Aleluia, Aleluia.


CÂNTICO EVANGÉLICO                                           (Benedictus)
Ant. Disse Simão Pedro: Para quem iremos nós, Senhor? Vós tendes palavras
de vida eterna: nós acreditamos e sabemos que sois Cristo, o Filho de Deus.
Aleluia.

Bendito o Senhor, Deus de Israel *
    Que visitou e redimiu o seu povo
E nos deu um Salvador poderoso *
    Na casa de David, Seu servo,
Conforme prometeu pela boca dos Seus santos, *
    Os profetas dos tempos antigos,

Para nos libertar dos nossos inimigos *
     E das mãos daqueles que nos odeiam
Para mostrar a Sua misericórdia a favor dos nossos pais, *
     Recordando a sua sagrada aliança
E o juramento que fizera a Abraão, nosso pai, *
     Que nos havia de conceder esta graça:

De O servirmos um dia, sem temor, *
   Livres das mãos dos nossos inimigos,
Em santidade e justiça na Sua presença, *
   Todos os dias da nossa vida.
                                       19
E tu, Menino, serás chamado Profeta do Altíssimo, *
    Porque irás à Sua frente a preparar os Seus caminhos,
Para dar a conhecer ao Seu povo a salvação *
    Pela remissão dos seus pecados,

Graças ao coração misericordioso do nosso Deus, *
    Que das alturas nos visita como Sol Nascente,
Para iluminar os que jazem nas trevas e nas sombras da morte *
    E dirigir os nossos passos no caminho da paz.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espirito Santo, *
    Como era no princípio, Agora e sempre. Ámen.

Ant. Disse Simão Pedro: Para quem iremos nós, Senhor? Vós tendes palavras
de vida eterna: nós acreditamos e sabemos que sois Cristo, o Filho de Deus.
Aleluia.


PRECES
Oremos a Cristo, pão da vida, que há-de ressuscitar no último dia aqueles que
se alimentam à mesa da Sua Palavra e do Seu Corpo:
                      Dai-nos, Senhor, a paz e a alegria.
Cristo, Filho de Deus, que ressuscitastes gloriosamente como Senhor da mor-
te e da vida,
— abençoai e santificai os homens de toda a terra.
Jesus Cristo, fonte de paz e de alegria para todos aqueles que crêem em Vós,
— fazei-nos viver como filhos da luz na alegria do Vosso triunfo pascal.
Confirmai a fé da Vossa Igreja, peregrina sobre a terra,
— para que dê ao mundo o testemunho da Vossa ressurreição.
Vós que, através de muitos sofrimentos, entrastes na glória do Pai,
— convertei em alegria a tristeza dos que choram.
Pai nosso

ORAÇÃO
Senhor nosso Deus, que renovais nas águas do Baptismo os que acreditam em
Vós, protegei os que renasceram em Cristo, para que, vencendo todos os ata-
ques do mal, conservem fielmente os dons da vossa graça. Por Nosso Senhor.
                                       20
HORA DE VÉSPERAS
Deus vinde em nosso auxílio
Senhor, socorrei-nos e salvai-nos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre. Ámen. Aleluia

                                      HINO
Na sua dor os homens encontraram          Os que nos duros campos trabalharam
Uma pura semente de alegria,              Voltarão entre vozes de alegria,
O segredo da vida e da esperança:         Erguendo ao alto os frutos da colheita:
Ressuscitou o Senhor!                     Ressuscitou o Senhor!
                                          Já ninguém viverá sem luz da fé,
Ressuscitou, ressuscitou,                 Já ninguém morrerá sem esperança;
Ressuscitou, Aleluia!
                                          O que crê em Jesus venceu a morte:
Ressuscitou, ressuscitou,
                                          Ressuscitou o Senhor!
Ressuscitou, Aleluia!
                                          Louvemos a Deus Pai eternamente
Os que choravam cessarão o pranto,
                                          E cantemos a glória de seu Filho
Brilhará novo Sol nos corações,
                                          Com o Espírito Santo que nos ama:
Pode o homem cantar o seu triunfo:        Ressuscitou o Senhor!
Ressuscitou o Senhor!



                                  SALMODIA

Ant. 1 - A paz de Cristo reine em vossos corações. Aleluia.

                                 Salmo 121 (122)
                               Chegada a Jerusalém
            Vós aproximastes-vos do monte Sião e da cidade do Deus vivo,
                         a Jerusalém celeste (Hebr 12, 22).

Alegrei-me quando me disseram: *
 «Vamos para a casa do Senhor».
Detiveram-se os nossos passos *
 às tuas portas, Jerusalém.

                                         21
Jerusalém, cidade bem edificada, *
  que forma tão belo conjunto!
 Para lá sobem as tribos, *
  as tribos do Senhor,
segundo o costume de Israel, *
 para celebrar o nome do Senhor;
ali estão os tribunais da justiça, *
  os tribunais da casa de David.

Pedi a paz para Jerusalém: *
 vivam seguros quantos te amam.
Haja paz dentro dos teus muros, *
 tranquilidade em teus palácios.

Por amor de meus irmãos e amigos, *
  pedirei a paz para ti.
Por amor da casa do Senhor nosso Deus, *
  pedirei para ti todos os bens.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo *
 como era no principio, agora e sempre. Ámen

Ant. A paz de Cristo reine em vossos corações. Aleluia.



Ant. 2 - Vós nos resgatastes para Deus com o Vosso Sangue. Aleluia

                                Salmo 129 (130)
                                    De profundis
                   Ele salvará o povo dos seus pecados (Mt 1, 21).


Do profundo abismo chamo por Vós, Senhor, *
  Senhor, escutai a minha voz.
Estejam os Vossos ouvidos atentos *
 à voz da minha súplica.
Se tiverdes em conta as nossas faltas, *
 Senhor, quem poderá salvar-se?
Mas em Vós está o perdão, *
 para serdes temido com reverência.

                                         22
Eu confio no Senhor, *
 a minha alma confia na Sua palavra.
A minha alma espera pelo Senhor, *
 mais do que as sentinelas pela aurora.

Mais do que as sentinelas pela aurora, *
   Israel espera pelo Senhor,
porque no Senhor está a misericórdia *
  e com Ele abundante redenção.
Ele há-de libertar Israel *
  de todas as suas faltas.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo *
 como era no principio, agora e sempre. Ámen



Ant. Vós nos resgatastes para Deus com o Vosso Sangue. Aleluia



Ant. 3 - Era necessário que Cristo sofresse a morte, para entrar na Sua gló-
ria. Aleluia.

                             Cântico Filip 2, 6-11
                             Cristo, Servo de Deus

Cristo Jesus, que era de condição divina, *
  não Se valeu da sua igualdade com Deus, †
   mas aniquilou-Se a Si próprio.
Assumindo a condição de servo, *
  tornou-Se semelhante aos homens.
Aparecendo como homem,
humilhou-Se ainda mais, *
  obedecendo até à morte e morte de cruz.
Por isso, Deus O exaltou *
  e Lhe deu o nome que está acima de todos os nomes,
para que ao nome de Jesus todos se ajoelhem *
  no céu, na terra e nos abismos,
e toda a língua proclame que Jesus Cristo é o Senhor, *
  para glória de Deus Pai.

                                      23
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo *
 como era no principio, agora e sempre. Ámen

Ant. - Era necessário que Cristo sofresse a morte, para entrar na Sua glória.
Aleluia.



LEITURA BREVE                                                  1 Pedro 2, 9-10
Vós sois geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo adquirido por Deus,
para anunciar os louvores d’Aquele que vos chamou das trevas para a sua luz
admirável. Vós que outrora não éreis seu povo, sois agora o povo de Deus; vós
que não tínheis alcançado misericórdia, agora alcançastes misericórdia.


RESPONSÓRIO BREVE
V. Os discípulos exultaram de alegria. Aleluia, Aleluia.
R. Os discípulos exultaram de alegria. Aleluia, Aleluia.
V. Quando viram o Senhor.
R. Aleluia, Aleluia.
V. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
R. Os discípulos exultaram de alegria. Aleluia, Aleluia.




CÂNTICO EVANGÉLICO                                               (Magnificat)
Ant. Eu sou a porta, diz o Senhor. Se alguém entrar por Mim, será salvo.
Aleluia.


A minha alma glorifica ao Senhor *
 e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.
Porque pôs os olhos na humildade da Sua serva: *
 de hoje em diante me chamarão bem-aventurada todas as gerações.
O Todo-Poderoso fez em mim maravilhas: *
 Santo é o Seu nome.



                                       24
A Sua misericórdia se estende de geração em geração *
  sobre aqueles que O temem.
Manifestou o poder do Seu braço *
  e dispersou os soberbos.
Derrubou os poderosos de Seus tronos *
  e exaltou os humildes.
Aos famintos encheu de bens *
 e aos ricos despediu de mãos vazias.

Acolheu a Israel, Seu servo, *
  lembrado da Sua misericórdia,
como tinha prometido a nossos pais, *
  a Abraão e à sua descendência para sempre.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo, *
  como era no princípio, agora e sempre. Amen.

Ant. Eu sou a porta, diz o Senhor. Se alguém entrar por Mim, será salvo.
Aleluia.


PRECES
Oremos a Cristo Jesus, que, ressuscitando de entre os mortos, destruiu a mor-
te e nos deu a vida imortal. Invoquemo-l’O dizendo:
              Vós que viveis eternamente, escutai a nossa prece.
Vós que sois a pedra rejeitada pelos construtores, mas escolhida pelo Pai como
pedra angular,
— fazei de todos nós pedras vivas na edificação da Vossa Igreja.

Vós que sois a Testemunha fiel e o Primogénito de entre os mortos,
— concedei que a Igreja possa dar sempre e em toda a terra o testemunho da
Vossa Ressurreição.

Vós que sois o único Esposo da Igreja, nascida do Vosso coração aberto na
cruz,
— fazei de nós testemunhas do Vosso amor pela Igreja e por todos os homens.


                                      25
Vós que sois o Princípio e o Fim, que estáveis morto e agora viveis por toda a
eternidade,
— concedei-nos a graça de perseverarmos fiéis até à morte e alcançarmos a
coroa da vitória.

Vós que sois a luz que ilumina a cidade santa de Deus,
— iluminai com o vosso esplendor os nossos irmãos defuntos, para que con-
vosco reinem eternamente.

Pai nosso


ORAÇÃO
Deus eterno e omnipotente, conduzi-nos à posse das alegrias celestes, para
que o pequenino rebanho dos Vossos fiéis chegue um dia à glória do reino
onde já Se encontra o seu poderoso Pastor, Jesus Cristo, Vosso Filho. Ele que é
Deus convosco na unidade do Espírito Santo.




                                      26
REPOSIÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO
Canta-se o «Tantum ergo», que é um Hino composto por São Tomás de Aquino (1225-
1274), quando o Papa Urbano V instituiu a Solenidade do Corpus Christi, em 11 de Agosto
de 1264.

Tantum ergo Sacraméntum                     Genitóri, Genitóque
Venerémur cérnui:                           Laus et iubilátio,
Et antíquum documéntum                      Salus, honor, virtus quoque
Novo cedat rítui:                           Sit et benedíctio:
Praestet fides suppleméntum                 Procedénti ab utróque
Sénsuum deféctui.                           Compar sit laudátio. Amen.


Sacerdote: Senhor Jesus Cristo, que neste admirável sacramento nos deixas-
tes o memorial da Vossa Paixão, concedei-nos a graça de venerar de tal modo
os mistérios do Vosso Corpo e Sangue, que sintamos continuamente os frutos
da Vossa redenção. Vós que sois Deus com o Pai na unidade do Espírito Santo.


BÊNÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

BENDITOS:
Bendito seja Deus,
Bendito o Seu Santo Nome,
Bendito Jesus Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem,
Bendito o nome de Jesus,
Bendito o Seu Sacratíssimo Coração,
Bendito o Seu Preciosíssimo Sangue,
Bendito Jesus no Santíssimo Sacramento do Altar,
Bendito o Espírito Santo Paráclito,
Bendita a excelsa Mãe de Deus, Maria Santíssima,
Bendita a Sua Santa e Imaculada Conceição,
Bendita a Sua gloriosa Assunção,
Bendito o nome de Maria, Virgem e Mãe,
Bendito São José, Seu castíssimo Esposo,
Bendito Deus nos Seus Anjos e nos seus Santos.

                                          27
ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES


                    Deus Pai, fonte da vida,
               que pelo Vosso Filho, Jesus Cristo,
          nos destes o Espirito de confiança e de amor:

              enviai operários para a Vossa Igreja;
                       dai vitalidade de fé
               a cada família, paróquia e diocese,
  onde despontem numerosas vocações sacerdotais e religiosas
      e os baptizados vivam generosamente o Evangelho.

           Iluminai com a santidade da Vossa palavra
                  os pastores e os consagrados;
    animai os jovens nos seminários e nas casas de formação;

               Renovai a esperança na Santa Igreja
                  e continuai a chamar muitos
         para que nunca faltem testemunhas autênticas,
              transfiguradas no encontro convosco,
e anunciadoras da Vossa alegria à comunidade cristã e aos irmãos.

                     Tudo isto Vos pedimos,
                por intercessão da Virgem Maria,
                   Mãe da Igreja e nossa Mãe.

                             Ámen.


                               28

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Livro Quem Reza Se Salva
Livro Quem Reza Se SalvaLivro Quem Reza Se Salva
Livro Quem Reza Se SalvaNilson Almeida
 
Exame de consciência para adultos livreto
Exame de consciência para adultos livretoExame de consciência para adultos livreto
Exame de consciência para adultos livretoAlexandria Católica
 
Livro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As HorasLivro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As HorasNilson Almeida
 
Oração pelos catequistas e pela catequese 2017
Oração pelos catequistas e pela catequese 2017Oração pelos catequistas e pela catequese 2017
Oração pelos catequistas e pela catequese 2017InfanciaSaoJose
 
Livro de novenas mulheres
Livro de novenas mulheresLivro de novenas mulheres
Livro de novenas mulheresSyssa Scheffer
 
Livro de novenas homens
Livro de novenas homensLivro de novenas homens
Livro de novenas homensSyssa Scheffer
 
Jornal A Família Católica, 14 edição, julho 2014
Jornal A Família Católica, 14 edição, julho 2014Jornal A Família Católica, 14 edição, julho 2014
Jornal A Família Católica, 14 edição, julho 2014Thiago Guerino
 
Novena De Nossa Senhora De Lourdes
Novena De Nossa Senhora De LourdesNovena De Nossa Senhora De Lourdes
Novena De Nossa Senhora De LourdesNilson Almeida
 
Livro Rezando Com Maria
Livro Rezando Com MariaLivro Rezando Com Maria
Livro Rezando Com MariaNilson Almeida
 
2º Domingo Depois da Páscoa 2015 - Bom Pastor
2º Domingo Depois da Páscoa 2015 - Bom Pastor2º Domingo Depois da Páscoa 2015 - Bom Pastor
2º Domingo Depois da Páscoa 2015 - Bom PastorJoão Augusto Rodrigues
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Via sacra crianças 2017
Via sacra crianças 2017Via sacra crianças 2017
Via sacra crianças 2017InfanciaSaoJose
 
Oracao as Cinco Chagas de Cristo
Oracao as Cinco Chagas de CristoOracao as Cinco Chagas de Cristo
Oracao as Cinco Chagas de CristoJMVSobreiro
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Sem os Sacramentos! E agora?
Sem os Sacramentos! E agora?Sem os Sacramentos! E agora?
Sem os Sacramentos! E agora?Servo33
 

Mais procurados (18)

Livro Quem Reza Se Salva
Livro Quem Reza Se SalvaLivro Quem Reza Se Salva
Livro Quem Reza Se Salva
 
Exame de consciência para adultos livreto
Exame de consciência para adultos livretoExame de consciência para adultos livreto
Exame de consciência para adultos livreto
 
Livro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As HorasLivro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As Horas
 
Livro Preces
Livro PrecesLivro Preces
Livro Preces
 
Oração pelos catequistas e pela catequese 2017
Oração pelos catequistas e pela catequese 2017Oração pelos catequistas e pela catequese 2017
Oração pelos catequistas e pela catequese 2017
 
Livro de novenas mulheres
Livro de novenas mulheresLivro de novenas mulheres
Livro de novenas mulheres
 
Livro de novenas homens
Livro de novenas homensLivro de novenas homens
Livro de novenas homens
 
Jornal A Família Católica, 14 edição, julho 2014
Jornal A Família Católica, 14 edição, julho 2014Jornal A Família Católica, 14 edição, julho 2014
Jornal A Família Católica, 14 edição, julho 2014
 
Novena De Nossa Senhora De Lourdes
Novena De Nossa Senhora De LourdesNovena De Nossa Senhora De Lourdes
Novena De Nossa Senhora De Lourdes
 
Livro Rezando Com Maria
Livro Rezando Com MariaLivro Rezando Com Maria
Livro Rezando Com Maria
 
As orações
As oraçõesAs orações
As orações
 
2º Domingo Depois da Páscoa 2015 - Bom Pastor
2º Domingo Depois da Páscoa 2015 - Bom Pastor2º Domingo Depois da Páscoa 2015 - Bom Pastor
2º Domingo Depois da Páscoa 2015 - Bom Pastor
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Via sacra crianças 2017
Via sacra crianças 2017Via sacra crianças 2017
Via sacra crianças 2017
 
Alguem me tocou
Alguem me tocouAlguem me tocou
Alguem me tocou
 
Oracao as Cinco Chagas de Cristo
Oracao as Cinco Chagas de CristoOracao as Cinco Chagas de Cristo
Oracao as Cinco Chagas de Cristo
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Sem os Sacramentos! E agora?
Sem os Sacramentos! E agora?Sem os Sacramentos! E agora?
Sem os Sacramentos! E agora?
 

Semelhante a Oração por mais vocações

2006 03 26 culto matutino - batismo da luísa
2006 03 26   culto matutino - batismo da luísa2006 03 26   culto matutino - batismo da luísa
2006 03 26 culto matutino - batismo da luísaPaulo Dias Nogueira
 
Mesagem do Santo Padre para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações
Mesagem do Santo Padre para o Dia Mundial de Oração pelas VocaçõesMesagem do Santo Padre para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações
Mesagem do Santo Padre para o Dia Mundial de Oração pelas Vocaçõesirmaspaulinas
 
Livro Manual De Orações E Da Vida Cristã
Livro Manual De Orações E Da Vida CristãLivro Manual De Orações E Da Vida Cristã
Livro Manual De Orações E Da Vida CristãNilson Almeida
 
CIRCULAR - FEVEREIRO 2013
CIRCULAR - FEVEREIRO 2013CIRCULAR - FEVEREIRO 2013
CIRCULAR - FEVEREIRO 2013cnisbrasil
 
Estudo - Ano da Fé: ficha-02
Estudo - Ano da Fé:  ficha-02Estudo - Ano da Fé:  ficha-02
Estudo - Ano da Fé: ficha-02Bernadetecebs .
 
Mensagem do santo padre português
Mensagem do santo padre  portuguêsMensagem do santo padre  português
Mensagem do santo padre portuguêsDavinia Martínez
 
Adoração Eucarisitica - Semeadores da boa nova
Adoração Eucarisitica - Semeadores da boa novaAdoração Eucarisitica - Semeadores da boa nova
Adoração Eucarisitica - Semeadores da boa novaLarissacaroline
 
Livro Orações Vocacionais
Livro Orações VocacionaisLivro Orações Vocacionais
Livro Orações VocacionaisNilson Almeida
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011jesmioma
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Fernando Chapeiro
 
2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprende2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprendeIrmão Feliciano Sv
 
Modelo novo tempo da criação
Modelo novo tempo da criaçãoModelo novo tempo da criação
Modelo novo tempo da criaçãoLeonardoMoraisJr
 
Livreto CEBs - Comunidade: Igreja de todos e para todos
Livreto CEBs  - Comunidade:  Igreja de todos e para todosLivreto CEBs  - Comunidade:  Igreja de todos e para todos
Livreto CEBs - Comunidade: Igreja de todos e para todosBernadetecebs .
 

Semelhante a Oração por mais vocações (20)

2006 03 26 culto matutino - batismo da luísa
2006 03 26   culto matutino - batismo da luísa2006 03 26   culto matutino - batismo da luísa
2006 03 26 culto matutino - batismo da luísa
 
2006 03 26 luiza biazotto maia
2006 03 26   luiza biazotto maia2006 03 26   luiza biazotto maia
2006 03 26 luiza biazotto maia
 
Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014
 
Mesagem do Santo Padre para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações
Mesagem do Santo Padre para o Dia Mundial de Oração pelas VocaçõesMesagem do Santo Padre para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações
Mesagem do Santo Padre para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações
 
Livro Manual De Orações E Da Vida Cristã
Livro Manual De Orações E Da Vida CristãLivro Manual De Orações E Da Vida Cristã
Livro Manual De Orações E Da Vida Cristã
 
CIRCULAR - FEVEREIRO 2013
CIRCULAR - FEVEREIRO 2013CIRCULAR - FEVEREIRO 2013
CIRCULAR - FEVEREIRO 2013
 
Estudo - Ano da Fé: ficha-02
Estudo - Ano da Fé:  ficha-02Estudo - Ano da Fé:  ficha-02
Estudo - Ano da Fé: ficha-02
 
Mensagem do santo padre português
Mensagem do santo padre  portuguêsMensagem do santo padre  português
Mensagem do santo padre português
 
Adoração Eucarisitica - Semeadores da boa nova
Adoração Eucarisitica - Semeadores da boa novaAdoração Eucarisitica - Semeadores da boa nova
Adoração Eucarisitica - Semeadores da boa nova
 
Vigilia Seminarios
Vigilia SeminariosVigilia Seminarios
Vigilia Seminarios
 
Livro Orações Vocacionais
Livro Orações VocacionaisLivro Orações Vocacionais
Livro Orações Vocacionais
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
 
1º dia um coração que escuta
1º dia um coração que escuta1º dia um coração que escuta
1º dia um coração que escuta
 
Cat02
Cat02Cat02
Cat02
 
2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprende2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprende
 
celebração do credo.pdf
celebração do credo.pdfcelebração do credo.pdf
celebração do credo.pdf
 
Modelo novo tempo da criação
Modelo novo tempo da criaçãoModelo novo tempo da criação
Modelo novo tempo da criação
 
Livreto CEBs - Comunidade: Igreja de todos e para todos
Livreto CEBs  - Comunidade:  Igreja de todos e para todosLivreto CEBs  - Comunidade:  Igreja de todos e para todos
Livreto CEBs - Comunidade: Igreja de todos e para todos
 
MISSA 3DADVENTO.pptx
MISSA 3DADVENTO.pptxMISSA 3DADVENTO.pptx
MISSA 3DADVENTO.pptx
 

Mais de JMVSobreiro

Jornal Raios de Luz - Junho
Jornal Raios de Luz - JunhoJornal Raios de Luz - Junho
Jornal Raios de Luz - JunhoJMVSobreiro
 
Esperamos, Senhor, na vossa misericórdia
Esperamos, Senhor, na vossa misericórdiaEsperamos, Senhor, na vossa misericórdia
Esperamos, Senhor, na vossa misericórdiaJMVSobreiro
 
Com minha mãe estarei
Com minha mãe estareiCom minha mãe estarei
Com minha mãe estareiJMVSobreiro
 
Jornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_MarcoJornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_MarcoJMVSobreiro
 
Caminhada da Quaresma 2014
Caminhada da Quaresma 2014Caminhada da Quaresma 2014
Caminhada da Quaresma 2014JMVSobreiro
 
Aquele que por mim chamar
Aquele que por mim chamarAquele que por mim chamar
Aquele que por mim chamarJMVSobreiro
 
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encarar
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encararSexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encarar
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encararJMVSobreiro
 
O estado de graca
O estado de gracaO estado de graca
O estado de gracaJMVSobreiro
 
Tende compaixão
Tende compaixãoTende compaixão
Tende compaixãoJMVSobreiro
 
Tende compaixao de mim
Tende compaixao de mim Tende compaixao de mim
Tende compaixao de mim JMVSobreiro
 
O senhor é clemente
O senhor é clementeO senhor é clemente
O senhor é clementeJMVSobreiro
 
Rezar com os Pastorinhos
Rezar com os PastorinhosRezar com os Pastorinhos
Rezar com os PastorinhosJMVSobreiro
 
Ditoso o que anda na lei m luis
Ditoso o que anda na lei   m luisDitoso o que anda na lei   m luis
Ditoso o que anda na lei m luisJMVSobreiro
 
Caminhada do Advento
Caminhada do AdventoCaminhada do Advento
Caminhada do AdventoJMVSobreiro
 
Caminhada Mariana akathistos
Caminhada Mariana akathistosCaminhada Mariana akathistos
Caminhada Mariana akathistosJMVSobreiro
 
Caminhada mariana
Caminhada marianaCaminhada mariana
Caminhada marianaJMVSobreiro
 
Terço São Sebastião
Terço São SebastiãoTerço São Sebastião
Terço São SebastiãoJMVSobreiro
 

Mais de JMVSobreiro (20)

Calendário
CalendárioCalendário
Calendário
 
Jornal Raios de Luz - Junho
Jornal Raios de Luz - JunhoJornal Raios de Luz - Junho
Jornal Raios de Luz - Junho
 
Esperamos, Senhor, na vossa misericórdia
Esperamos, Senhor, na vossa misericórdiaEsperamos, Senhor, na vossa misericórdia
Esperamos, Senhor, na vossa misericórdia
 
Com minha mãe estarei
Com minha mãe estareiCom minha mãe estarei
Com minha mãe estarei
 
Jornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_MarcoJornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_Marco
 
Caminhada da Quaresma 2014
Caminhada da Quaresma 2014Caminhada da Quaresma 2014
Caminhada da Quaresma 2014
 
Aquele que por mim chamar
Aquele que por mim chamarAquele que por mim chamar
Aquele que por mim chamar
 
Escuta israel
Escuta israelEscuta israel
Escuta israel
 
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encarar
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encararSexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encarar
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encarar
 
O estado de graca
O estado de gracaO estado de graca
O estado de graca
 
Tende compaixão
Tende compaixãoTende compaixão
Tende compaixão
 
Tende compaixao de mim
Tende compaixao de mim Tende compaixao de mim
Tende compaixao de mim
 
O senhor é clemente
O senhor é clementeO senhor é clemente
O senhor é clemente
 
Rezar com os Pastorinhos
Rezar com os PastorinhosRezar com os Pastorinhos
Rezar com os Pastorinhos
 
Ditoso o que anda na lei m luis
Ditoso o que anda na lei   m luisDitoso o que anda na lei   m luis
Ditoso o que anda na lei m luis
 
Te deum
Te deumTe deum
Te deum
 
Caminhada do Advento
Caminhada do AdventoCaminhada do Advento
Caminhada do Advento
 
Caminhada Mariana akathistos
Caminhada Mariana akathistosCaminhada Mariana akathistos
Caminhada Mariana akathistos
 
Caminhada mariana
Caminhada marianaCaminhada mariana
Caminhada mariana
 
Terço São Sebastião
Terço São SebastiãoTerço São Sebastião
Terço São Sebastião
 

Oração por mais vocações

  • 1.
  • 2. 2
  • 3. A Igreja e a sociedade necessitam de mais homens e mulheres que aceitem, com alegria, o convite de Deus para se consagrarem inteiramente a Ele e assim serem fermento do Evangelho no mundo. 3
  • 4. AS VOCAÇÕES, DOM PARA A IGREJA Há uma grande crise de fé e é preciso trabalhar muito para superá-la. É uma crise do encontro com Cristo, uma crise de convicções, uma crise de testemu- nho, sobretudo no Ocidente e na Europa, que está na origem da diminuição das vocações sacerdotais. Como a transmissão da fé se faz «pelo testemunho», a Igreja tem que ser cada vez mais aberta e partir ao encontro. Um encontro, de resto, incentivado pelo novo Sumo Pontífice, quando exortou os padres a saírem para as periferias e reforçarem a proximidade com o povo. As pessoas estão a reencontrar-se, a procurar e a sentir uma sede maior da vivência da fé, talvez por sentirem uma certa saturação de um mundo que ofe- receu muitas respostas que não foram suficientes para preencher o vazio que às vezes se gera dentro do coração provocado pela ausência de Deus. + Virgílio do Nascimento Antunes Presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios A RAZÃO DA VIGÍLIA DE ORAÇÃO Por mais um ano a JMV Sobreiro propõe, com o apoio do Padre Luís Barros e da comunidade, bem como de toda a paróquia, uma Vigília de Oração pelas Vocações. Estamos a viver o Ano da Fé proposto por sua Santidade, o Papa Emérito Ben- to XVI, comemorando os 50 anos da abertura do Concílio Vaticano II de forma a redescobrir este acontecimento na história e vida da Igreja. Há 50 anos atrás iniciava-se também a primeira Semana de Oração pelas Vocações. Durante todos estes anos, as vocações decresceram e as pessoas afastaram-se de Deus. Porquê? - eis a pergunta que nos interpela! Porque tal como Jesus nos disse, é necessário “Pedir ao Senhor da Messe para que envie muitos operários para a Sua Messe”. Por isso rezemos. Rezemos para que haja mais rapazes e raparigas capazes de dizer o “SIM” que de certo mudará as suas vidas, mas rezemos também para que sejam homens e mulheres santos. Confiemos à protecção maternal de Maria Santíssima, Mãe da Igreja e nossa Mãe os nossos seminaristas e todos aqueles e aquelas que se sentem chama- dos pelo Senhor. Juventude Mariana Vicentina - Sobreiro 4
  • 5. EXPOSIÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO Cântico Jaculatórias Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento da Eucaristia. Fruto do ventre sagrado da Virgem puríssima, Santa Maria. Graças e louvores se dêem a todo o momento. Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo, Como era no princípio, agora e sempre. Ámen Oração à Santíssima Trindade Meu Deus, Trindade que eu adoro, ajudai-me a esquecer-me inteiramente de mim para me fixar em Vós, num imóvel sossego como se a minha alma já estivesse na eternidade; Que nada possa perturbar a minha paz nem arrancar-me de Vós, ó meu imutável bem, e que cada instante me leve mais dentro na profundidade do Vosso mistério! Pacificai a minha alma e fazei dela o Vosso céu, a Vossa morada preferida e o lugar do Vosso repouso: Que eu jamais vos deixe só, sempre vigilante na fé, em total adoração no completo abandono à Vossa acção criadora. Ó Deus três vezes Santo, meu tudo, minha bem-aventurança, Solicitude infinita, imensidade em que me perco, entrego-me a Vós como um prisioneiro. Sepultai-Vos em mim para que eu me sepulte em Vós, enquanto espero ir contemplar a Vossa luz, o abismo das Vossas grandezas. Ámen. 5
  • 6. VIGÍLIA DE ORAÇÃO Em cada ano que passa a Igreja revitaliza no seu ciclo temporal o dinamismo que revela a perenidade d'Aquele que contagia o coração do homem com um Amor diferente de todos os outros. Através do calendário litúrgico e dos tem- pos fortes em que a Igreja se une em volta de uma intenção e causa comum, todo o Povo de Deus é chamado a fazer a experiência da oração, fundada na Fé, a qual alimenta a Esperança para sentirmos, recebermos, vivermos e comunicarmos a imensidão do Amor divino. Assim sendo, mergulhados na intimidade de Deus, somos chamados a rezar intensamente pelas vocações. O momento que estamos a viver reveste-se de particular importância na medida em que celebramos este ano o 50.º Dia Mundial de Orações pelas Vocações, iniciado sob o pontificado e iniciativa do Papa Paulo VI. Rezar pelas vocações é, sobretudo, elevar até Deus a nossa prece para que o Senhor toque os cora- ções de muitos jovens afim de descobrirem o rosto de Deus a partir de um ver- dadeiro e profundo enamoramento. Oração: Senhor Pai Santo, que no Vosso Filho Jesus Cristo, chamaste o Homem a par- ticipar da sua missão redentora, suscitai na Vossa Igreja homens e mulheres atentos às necessidades da Humanidade e ousados na generosidade de vida levada até à consagração total e perpétua. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vos- so Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Ámen. LITURGIA DA PALAVRA Leitura do Livro do Profeta Isaías Is 49, 1-6 Quando ainda estava no ventre materno, o Senhor chamou-me, quando ainda estava no seio da minha mãe, pronunciou o meu nome. Fez da minha palavra uma espada afiada, escondeu-me na concha da sua mão. Fez da minha men- sagem uma seta penetrante, guardou-me na sua aljava. Disse-me: «Israel, tu és o meu servo, em ti serei glorificado.» Eu dizia a mim mesmo: «Em vão me cansei, em vento e em nada gastei as minhas forças.» Porém, o meu direito está nas mãos do Senhor, e no meu Deus a minha recompensa. E agora o Senhor declara-me que me formou desde o ventre materno, para ser o seu ser- vo, para lhe reconduzir Jacob, e para lhe congregar Israel. 6
  • 7. Assim me honrou o Senhor. O meu Deus tornou-se a minha força. Disse-me: «Não basta que sejas meu servo, só para restaurares as tribos de Jacob, e reuni- res os sobreviventes de Israel. Vou fazer de ti luz das nações, para que a minha salvação chegue até aos confins da terra.» Palavra do Senhor. Graças a Deus. SALMO RESPONSORIAL Salmo 26 (27) O Senhor é a minha luz e a minha salvação. O Senhor é minha luz e salvação: a quem hei-de temer? O Senhor é protector da minha vida: de quem hei-de ter medo? Uma coisa peço ao Senhor, por ela anseio: habitar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para gozar da suavidade do Senhor e visitar o seu santuário. A vossa face, Senhor, eu procuro: não escondais de mim o vosso rosto, nem afasteis com ira o vosso servo. Vós sois o meu refúgio. Espero vir a contemplar a bondade do Senhor na terra dos vivos. Confia no Senhor, sê forte. Tem coragem e confia no Senhor. 7
  • 8. EVANGELHO Mc 3, 13-19 Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos Jesus subiu depois a um monte, chamou os que Ele queria e foram ter com Ele. Estabeleceu doze para estarem com Ele e para os enviar a pregar, com o poder de expulsar demónios. Estabeleceu estes doze: Simão, ao qual pôs o nome de Pedro; Tiago, filho de Zebedeu, e João, irmão de Tiago, aos quais deu o nome de Boanerges, isto é, filhos do trovão; André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão, o Cananeu, e Judas Isca- riotes, que o entregou. Palavra da Salvação Glória a Vós, Senhor. Tempo de Silêncio CREDO - PROFISSÃO DE FÉ Convidam-se os presentes a rezar o Símbolo dos Apóstolos. DA MENSAGEM DO SANTO PADRE O PAPA EMÉRITO BENTO XVI “Em todos os momentos, sobretudo nos mais difíceis, é sempre a fidelidade do Senhor – verdadeira força motriz da história da salvação – que faz vibrar os corações dos homens e mulheres e os confirma na esperança de chegar um dia à «Terra Prometida». O fundamento seguro de toda a esperança está aqui: Deus nunca nos deixa sozinhos e permanece fiel à palavra dada. Por este motivo, em toda a situação, seja ela feliz ou desfavorável, podemos manter uma esperança firme, rezando como salmista: «Só em Deus descansa a minha alma, d'Ele vem a minha esperança»” Oremos pelo nosso Santo Padre, o Papa Francisco, para que no exercício do ministério petrino, continue a ser testemunha de Cristo Pastor e sinal da unidade da Igreja. Pai-nosso * Cântico * Silêncio 8
  • 9. DA MENSAGEM DO SANTO PADRE O PAPA EMÉRITO BENTO XVI “Ter esperança equivale a confiar no Deus fiel, que mantém as promessas da aliança. Por isso, a fé e a esperança estão intimamente unidas. Assim a espe- rança nutre-se desta certeza: «Nós conhecemos o amor que Deus nos tem, pois cremos nele» (1 Jo4,16). E este amor exigente e profundo, que vai além da superficialidade, infunde-nos coragem, dá-nos esperança no caminho da vida e no futuro, faz-nos ter confiança em nós mesmos, na história e nos outros.” Oremos pelo nosso Bispo, o Patriarca José, para que Deus nosso Senhor, que o elevou ao Episcopado, o conserve e defen- da para governar o povo santo de Deus e por todos sacerdotes, de um modo especial pelo nosso pároco, para que Deus nosso Senhor, que os chamou ao sacerdócio, continue a assisti-los na busca da santidade e na configuração cada vez mais efectiva e afectiva com o coração pastoral de Cristo. Pai-nosso * Cântico * Silêncio DA MENSAGEM DO SANTO PADRE O PAPA EMÉRITO BENTO XVI “Segui-Lo significa entranhar a própria vontade na vontade de Jesus, dar-Lhe verdadeiramente a precedência, antepô-Lo a tudo o que faz parte da nossa vida: família, trabalho, interesses pessoais, nós mesmos. Significa entregar- Lhe a própria vida, viver com Ele em profunda intimidade, por Ele entrar em comunhão com o Pai no Espírito Santo e, consequentemente, com os irmãos e irmãs. Esta comunhão de vida com Jesus é o «lugar» privilegiado onde se pode experimentara esperança e onde a vida será livre e plena.” Oremos pelos monges e monjas contemplativos, que no silêncio dos mosteiros e dos eremitérios, fecundam o mundo com o exemplo da radicalidade e intercedem pela Humanidade dilacerada pelos fla- gelos sociais e humanos. Pai-nosso * Cântico * Silêncio 9
  • 10. DA MENSAGEM DO SANTO PADRE O PAPA EMÉRITO BENTO XVI “As vocações sacerdotais e religiosas nascem da experiência do encontro pes- soal com Cristo, do diálogo sincero e familiar com Ele, para entrar na sua von- tade. Por isso, é necessário crescer na experiência de fé, entendida como pro- funda relação com Jesus, como escuta interior da sua voz que ressoa dentro de nós. Este itinerário, que torna uma pessoa capaz de acolher a chamada de Deus, é possível no âmbito de comunidades cristãs que vivem uma intensa atmosfera de fé, um generoso testemunho de adesão ao Evangelho, uma pai- xão missionária que induza a pessoa à doação total de si mesma pelo Reino de Deus, alimentada pela recepção dos sacramentos, especialmente a Eucaristia, e por uma fervorosa vida de oração.” Oremos pelos religiosos e religiosas de vida apostólica, os quais, seguin- do com radicalidade a Cristo na pobreza, na castidade e na obediência, ser- vem o Senhor nas paróquias, nos hospitais, nas escolas, nos países de missão e nos demais lugares onde Cristo deverá ser sempre a novidade do homem de todos os tempos. Pai-nosso * Cântico * Silêncio DA MENSAGEM DO SANTO PADRE O PAPA EMÉRITO BENTO XVI “A oração constante e profunda faz crescer a fé da comunidade cristã, na certe- za sempre renovada de que Deus nunca abandona o seu povoe que o sustenta suscitando vocações especiais, para o sacerdócio e para a vida consagrada, que sejam sinais de esperança para o mundo. Na realidade, os presbíteros e os reli- giosos são chamados a entregar-se de forma incondicional ao Povo de Deus, num serviço de amor ao Evangelho e à Igreja, num serviço àquela esperança firme que só a abertura ao horizonte de Deus pode gerar.” Oremos pelos leigos que, contrariando as modas do mundo, optaram por servir o senhor no celiba- to ou a Ele se consagraram de alguma forma mais radical, para que sejam sal da terra e luz do mundo. Pai-nosso * Cântico * Silêncio 10
  • 11. Continuaremos agora a oração permanecendo num momento de silêncio. Quando tentamos encontrar palavras para expressar a comunhão com Deus, a inteligência encontra-se rapidamente limitada. Mas, nas profundezas da pes- soa humana, pelo Espírito Santo, Cristo reza mais do que nós imaginamos! A voz de Deus não se cala, mas Deus nunca se quer impor. Frequentemente, a Sua voz escuta-se como um murmúrio, num sopro de silêncio. Permanecer em silêncio na Sua presença, para acolher o Seu Espírito, é já uma forma de rezar. Durante o silêncio, somos convidados a deixar Cristo rezar em nós, com a confiança de uma criança e, assim, um dia descobriremos que as profunde- zas da pessoa humana são habitadas. Façamos silêncio dentro de nós, para escutar uma vez mais o chamamento de Deus. ORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO Ó meu Jesus, creio firmemente que estais presente neste Santíssimo Sacramento! Meu Deus e Senhor! Adoro-Vos, saúdo e louvo a Vossa Santíssima presença. Anjos do Céu, adorai e honrai o único Deus e Senhor que está neste trono do Altar. Minha alma, humilha-te na Sua adorável presença e oferece-lhe preces e louvores. Ó Divina Presença, fazei que esta visita me fortaleça na santa Fé Católica e que nada mais deseje que amar-vos! Ámen. 11
  • 12. ORAÇÃO DE COMPLETAS Deus vinde em nosso auxílio Senhor, socorrei-nos e salvai-nos. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio, agora e sempre. Ámen. Aleluia HINO Fica connosco, Senhor, porque anoitece. Fica connosco, Senhor, porque anoitece. De noite descia a escada misteriosa Junto da pedra onde Jacob dormia. De noite celebravas a Páscoa com teu povo Enquanto nas trevas caíam os inimigos. De noite ouviu Samuel três vezes o seu nome E em sonhos falavas aos santos Patriarcas. De noite num presépio nasceste, Verbo eterno, E os Anjos e uma estrela anunciaram a tua presença. À noite celebraste a primeira Eucaristia No meio dos teus amigos na última Ceia. De noite agonizaste no Jardim das Oliveiras E recebeste o beijo frio da traição. A noite guardou o teu Corpo no sepulcro E viu a glória da tua Ressurreição. Na noite da nossa vida, com a luz da fé acesa, Esperamos alegres a tua última Vinda. 12
  • 13. SALMODIA Ant - Aleluia, Aleluia, Aleluia. Salmo 87 (88) A oração dum homem gravemente enfermo Esta é a vossa hora e o poder das trevas (Lc 22, 53). Senhor Deus, meu Salvador, * dia e noite clamo na vossa presença. Chegue até Vós a minha oração, * inclinai o ouvido ao meu clamor. A minha alma está saturada de sofrimento, * a minha vida chegou às portas da morte. Sou contado entre os que descem à sepultura, * sou um homem já sem forças. Estou abandonado entre os mortos, * como os caídos que jazem no sepulcro, de quem já não Vos lembrais * e que foram sacudidos da vossa mão. Lançastes-me na cova mais profunda, * nas trevas do abismo. Pesa sobre mim a vossa ira, * todas as vossas ondas caíram sobre mim. Afastastes de mim os meus conhecidos, * fizestes-me para eles objecto de horror. Estou preso e não posso libertar-me, * meus olhos se apagaram de tanto sofrer. Clamo a Vós, Senhor, todo o dia, * estendo para Vós as minhas mãos. Fareis Vós maravilhas pelos mortos? * Irão levantar-se os defuntos para Vos louvar? 13
  • 14. Haverá no sepulcro quem fale da vossa bondade, * ou da vossa fidelidade no reino dos mortos? Serão conhecidas nas trevas as vossas maravilhas, * na terra do esquecimento a vossa justiça? Eu, porém, clamo por Vós, Senhor, * de manhã, a minha oração sobe à vossa presença. Porque então me afastais de Vós, Senhor, * porque escondeis de mim o vosso rosto? Infeliz de mim que agonizo desde a infância, * já não posso mais suportar os vossos castigos. Sobre mim passou a vossa ira * e os vossos terrores me aniquilaram; Como vagas me cercaram o dia inteiro * e todos juntos caíram sobre mim. Afastastes meus amigos e companheiros, * só as trevas me fazem companhia. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,* como era no princípio, agora e sempre. Ámen. Ant - Aleluia, Aleluia, Aleluia. LEITURA BREVE Jer 14,9 Estais no meio de nós, Senhor, e sobre nós foi invocado o vosso nome. Não nos abandoneis, Senhor nosso Deus. RESPONSÓRIO BREVE V. Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito. Aleluia, Aleluia. R. Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito. Aleluia, Aleluia. V. Senhor, Deus fiel, meu Salvador. R. Aleluia, Aleluia. V. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. R. Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito. Aleluia, Aleluia. 14
  • 15. CÂNTICO EVANGÉLICO (Nunc dimittis) Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos e guardai-nos quando dormimos, para estarmos vigilantes com Cristo e descansarmos em paz. Aleluia. Cântico Lc 2, 29-32 Cristo, luz das nações e glória de Israel Agora, Senhor, segundo a vossa palavra, * deixareis ir em paz o vosso servo, porque meus olhos viram a salvação, * que oferecestes a todos os povos: luz para se revelar às nações * e glória de Israel, vosso povo. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,* como era no princípio, agora e sempre. Ámen. Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos e guardai-nos quando dormimos, para estarmos vigilantes com Cristo e descansarmos em paz. Aleluia. ORAÇÃO Concedei-nos, Deus todo-poderoso, que, permanecendo no descanso da noite unidos a Cristo Jesus, que na morte repousou dos trabalhos da sua paixão, possamos, ao surgir o novo dia, ressuscitar com Ele para uma vida nova. Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. V. O Senhor omnipotente nos dê uma noite tranquila e no fim da vida uma santa morte. R. Ámen. Antífona de Nossa Senhora 15
  • 16. HORA DE LAUDES Deus vinde em nosso auxílio Senhor, socorrei-nos e salvai-nos. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio, agora e sempre. Ámen. Aleluia HINO Vós que testemunhastes a alegria Levai a grande festa ao mundo inteiro, De ver Cristo Jesus ressuscitado, Proclamai às nações a Boa-Nova. Anunciai que já nasceu o dia Em Cristo, Deus e Homem verdadeiro, Em que o homem é salvo do pecado. A velha humanidade se renova. Cristo ressuscitou, venceu a morte. Chegam, enfim, os tempos gloriosos, O seu corpo se envolve Exultam sobre a terra os altos montes, em luz divina. Brilham no céu os astros jubilosos, Eis o Sol da esperança, Cantam as águas nas alegres fontes. eis o Deus forte Que nos liberta e que nos ilumina. A nova criação hoje começa; Jamais triunfará o vil pecado. O Senhor nos cumpriu sua Promessa No sangue do Cordeiro imaculado. SALMODIA Ant 1 - As Vossas palavras, Senhor, são espírito e vida. Aleluia. Salmo 118 (119), 145-152 Elogio da lei divina Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a põem em prática (Lc 8, 21). De todo o coração Vos invoco: ouvi-me, Senhor, * quero observar os Vossos decretos. Por Vós eu clamo: salvai-me, * e cumprirei as Vossas ordens. 16
  • 17. Imploro o Vosso auxílio antes da aurora * e espero na Vossa palavra. Meus olhos antecipam-se às vigílias da noite, * a meditar na Vossa promessa. Escutai a minha voz, Senhor, segundo a Vossa bondade, * fazei-me viver segundo os Vossos juízos. Aproximam-se os meus iníquos perseguidores, * que estão longe da vossa lei. Vós estais bem perto, Senhor, * e são firmes todos os Vossos mandamentos. De há muito eu sei que as Vossas ordens * por Vós foram estabelecidas para sempre. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo * como era no principio, agora e sempre. Ámen Ant - As Vossas palavras, Senhor, são espírito e vida. Aleluia. Ant 2 - Edificastes, Senhor, um templo e um altar no Vosso monte santo. Aleluia. Cântico Sab 9, 1-6.9-11 Senhor, dai-me sabedoria Eu vos darei palavras de sabedoria às quais não poderão resistir os vossos adversários (Lc 21, 15). Deus de meus pais e Senhor de misericórdia, * que tudo criastes com a Vossa palavra, e com a Vossa sabedoria formastes o homem * para dominar sobre todas as criaturas, para governar o mundo na santidade e na justiça * e proferir os seus juízos com rectidão de espírito, Dai-me a sabedoria que está convosco no Vosso trono * e não me rejeiteis do número dos Vossos filhos; porque eu sou Vosso servo, filho da Vossa serva, * um homem fraco e de existência breve, † capaz de compreender a justiça e as leis. 17
  • 18. Ainda o mais perfeito entre os filhos dos homens * nada será sem a Vossa sabedoria. Convosco está a sabedoria que conhece as Vossas obras, * ela estava presente quando fizestes o mundo. Ela sabe o que é agradável a Vossos olhos * e o que é recto segundo as Vossas ordens. Enviai-a dos santos céus, * enviai-a do trono da Vossa glória. Esteja comigo e tome parte nos meus trabalhos, * para que eu saiba o que Vos é agradável. Porque ela sabe e conhece todas as coisas: * ela guiará prudentemente os meus passos † e me protegerá com o esplendor da sua glória. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo * como era no principio, agora e sempre. Ámen Ant - Edificastes, Senhor, um templo e um altar no Vosso monte santo. Aleluia. Ant 3 - Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Aleluia. Salmo 116 (117) Louvor a Deus Digo-vos: Os gentios dão glória a Deus pela sua misericórdia (Rom 15, 8.9). Louvai o Senhor, todas as nações, * aclamai-O, todos os povos. É firme a sua misericórdia para connosco, * a fidelidade do Senhor permanece para sempre. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo * como era no principio, agora e sempre. Ámen Ant - Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Aleluia. 18
  • 19. LEITURA BREVE Rom 14, 7-9 Nenhum de nós vive para si mesmo e nenhum de nós morre para si mesmo. Se vivemos, vivemos para o Senhor, e se morremos, morremos para o Senhor. Portanto, quer vivamos quer morramos, pertencemos ao Senhor. Na verdade, Cristo morreu e ressuscitou para ser o Senhor dos vivos e dos mortos. RESPONSÓRIO BREVE V. O Senhor ressuscitou do sepulcro. Aleluia, Aleluia. R. O Senhor ressuscitou do sepulcro. Aleluia, Aleluia. V. Ele que por nós foi cravado na cruz. R. Aleluia, Aleluia. V. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. R. O Senhor ressuscitou do sepulcro. Aleluia, Aleluia. CÂNTICO EVANGÉLICO (Benedictus) Ant. Disse Simão Pedro: Para quem iremos nós, Senhor? Vós tendes palavras de vida eterna: nós acreditamos e sabemos que sois Cristo, o Filho de Deus. Aleluia. Bendito o Senhor, Deus de Israel * Que visitou e redimiu o seu povo E nos deu um Salvador poderoso * Na casa de David, Seu servo, Conforme prometeu pela boca dos Seus santos, * Os profetas dos tempos antigos, Para nos libertar dos nossos inimigos * E das mãos daqueles que nos odeiam Para mostrar a Sua misericórdia a favor dos nossos pais, * Recordando a sua sagrada aliança E o juramento que fizera a Abraão, nosso pai, * Que nos havia de conceder esta graça: De O servirmos um dia, sem temor, * Livres das mãos dos nossos inimigos, Em santidade e justiça na Sua presença, * Todos os dias da nossa vida. 19
  • 20. E tu, Menino, serás chamado Profeta do Altíssimo, * Porque irás à Sua frente a preparar os Seus caminhos, Para dar a conhecer ao Seu povo a salvação * Pela remissão dos seus pecados, Graças ao coração misericordioso do nosso Deus, * Que das alturas nos visita como Sol Nascente, Para iluminar os que jazem nas trevas e nas sombras da morte * E dirigir os nossos passos no caminho da paz. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espirito Santo, * Como era no princípio, Agora e sempre. Ámen. Ant. Disse Simão Pedro: Para quem iremos nós, Senhor? Vós tendes palavras de vida eterna: nós acreditamos e sabemos que sois Cristo, o Filho de Deus. Aleluia. PRECES Oremos a Cristo, pão da vida, que há-de ressuscitar no último dia aqueles que se alimentam à mesa da Sua Palavra e do Seu Corpo: Dai-nos, Senhor, a paz e a alegria. Cristo, Filho de Deus, que ressuscitastes gloriosamente como Senhor da mor- te e da vida, — abençoai e santificai os homens de toda a terra. Jesus Cristo, fonte de paz e de alegria para todos aqueles que crêem em Vós, — fazei-nos viver como filhos da luz na alegria do Vosso triunfo pascal. Confirmai a fé da Vossa Igreja, peregrina sobre a terra, — para que dê ao mundo o testemunho da Vossa ressurreição. Vós que, através de muitos sofrimentos, entrastes na glória do Pai, — convertei em alegria a tristeza dos que choram. Pai nosso ORAÇÃO Senhor nosso Deus, que renovais nas águas do Baptismo os que acreditam em Vós, protegei os que renasceram em Cristo, para que, vencendo todos os ata- ques do mal, conservem fielmente os dons da vossa graça. Por Nosso Senhor. 20
  • 21. HORA DE VÉSPERAS Deus vinde em nosso auxílio Senhor, socorrei-nos e salvai-nos. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio, agora e sempre. Ámen. Aleluia HINO Na sua dor os homens encontraram Os que nos duros campos trabalharam Uma pura semente de alegria, Voltarão entre vozes de alegria, O segredo da vida e da esperança: Erguendo ao alto os frutos da colheita: Ressuscitou o Senhor! Ressuscitou o Senhor! Já ninguém viverá sem luz da fé, Ressuscitou, ressuscitou, Já ninguém morrerá sem esperança; Ressuscitou, Aleluia! O que crê em Jesus venceu a morte: Ressuscitou, ressuscitou, Ressuscitou o Senhor! Ressuscitou, Aleluia! Louvemos a Deus Pai eternamente Os que choravam cessarão o pranto, E cantemos a glória de seu Filho Brilhará novo Sol nos corações, Com o Espírito Santo que nos ama: Pode o homem cantar o seu triunfo: Ressuscitou o Senhor! Ressuscitou o Senhor! SALMODIA Ant. 1 - A paz de Cristo reine em vossos corações. Aleluia. Salmo 121 (122) Chegada a Jerusalém Vós aproximastes-vos do monte Sião e da cidade do Deus vivo, a Jerusalém celeste (Hebr 12, 22). Alegrei-me quando me disseram: * «Vamos para a casa do Senhor». Detiveram-se os nossos passos * às tuas portas, Jerusalém. 21
  • 22. Jerusalém, cidade bem edificada, * que forma tão belo conjunto! Para lá sobem as tribos, * as tribos do Senhor, segundo o costume de Israel, * para celebrar o nome do Senhor; ali estão os tribunais da justiça, * os tribunais da casa de David. Pedi a paz para Jerusalém: * vivam seguros quantos te amam. Haja paz dentro dos teus muros, * tranquilidade em teus palácios. Por amor de meus irmãos e amigos, * pedirei a paz para ti. Por amor da casa do Senhor nosso Deus, * pedirei para ti todos os bens. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo * como era no principio, agora e sempre. Ámen Ant. A paz de Cristo reine em vossos corações. Aleluia. Ant. 2 - Vós nos resgatastes para Deus com o Vosso Sangue. Aleluia Salmo 129 (130) De profundis Ele salvará o povo dos seus pecados (Mt 1, 21). Do profundo abismo chamo por Vós, Senhor, * Senhor, escutai a minha voz. Estejam os Vossos ouvidos atentos * à voz da minha súplica. Se tiverdes em conta as nossas faltas, * Senhor, quem poderá salvar-se? Mas em Vós está o perdão, * para serdes temido com reverência. 22
  • 23. Eu confio no Senhor, * a minha alma confia na Sua palavra. A minha alma espera pelo Senhor, * mais do que as sentinelas pela aurora. Mais do que as sentinelas pela aurora, * Israel espera pelo Senhor, porque no Senhor está a misericórdia * e com Ele abundante redenção. Ele há-de libertar Israel * de todas as suas faltas. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo * como era no principio, agora e sempre. Ámen Ant. Vós nos resgatastes para Deus com o Vosso Sangue. Aleluia Ant. 3 - Era necessário que Cristo sofresse a morte, para entrar na Sua gló- ria. Aleluia. Cântico Filip 2, 6-11 Cristo, Servo de Deus Cristo Jesus, que era de condição divina, * não Se valeu da sua igualdade com Deus, † mas aniquilou-Se a Si próprio. Assumindo a condição de servo, * tornou-Se semelhante aos homens. Aparecendo como homem, humilhou-Se ainda mais, * obedecendo até à morte e morte de cruz. Por isso, Deus O exaltou * e Lhe deu o nome que está acima de todos os nomes, para que ao nome de Jesus todos se ajoelhem * no céu, na terra e nos abismos, e toda a língua proclame que Jesus Cristo é o Senhor, * para glória de Deus Pai. 23
  • 24. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo * como era no principio, agora e sempre. Ámen Ant. - Era necessário que Cristo sofresse a morte, para entrar na Sua glória. Aleluia. LEITURA BREVE 1 Pedro 2, 9-10 Vós sois geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo adquirido por Deus, para anunciar os louvores d’Aquele que vos chamou das trevas para a sua luz admirável. Vós que outrora não éreis seu povo, sois agora o povo de Deus; vós que não tínheis alcançado misericórdia, agora alcançastes misericórdia. RESPONSÓRIO BREVE V. Os discípulos exultaram de alegria. Aleluia, Aleluia. R. Os discípulos exultaram de alegria. Aleluia, Aleluia. V. Quando viram o Senhor. R. Aleluia, Aleluia. V. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. R. Os discípulos exultaram de alegria. Aleluia, Aleluia. CÂNTICO EVANGÉLICO (Magnificat) Ant. Eu sou a porta, diz o Senhor. Se alguém entrar por Mim, será salvo. Aleluia. A minha alma glorifica ao Senhor * e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador. Porque pôs os olhos na humildade da Sua serva: * de hoje em diante me chamarão bem-aventurada todas as gerações. O Todo-Poderoso fez em mim maravilhas: * Santo é o Seu nome. 24
  • 25. A Sua misericórdia se estende de geração em geração * sobre aqueles que O temem. Manifestou o poder do Seu braço * e dispersou os soberbos. Derrubou os poderosos de Seus tronos * e exaltou os humildes. Aos famintos encheu de bens * e aos ricos despediu de mãos vazias. Acolheu a Israel, Seu servo, * lembrado da Sua misericórdia, como tinha prometido a nossos pais, * a Abraão e à sua descendência para sempre. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo, * como era no princípio, agora e sempre. Amen. Ant. Eu sou a porta, diz o Senhor. Se alguém entrar por Mim, será salvo. Aleluia. PRECES Oremos a Cristo Jesus, que, ressuscitando de entre os mortos, destruiu a mor- te e nos deu a vida imortal. Invoquemo-l’O dizendo: Vós que viveis eternamente, escutai a nossa prece. Vós que sois a pedra rejeitada pelos construtores, mas escolhida pelo Pai como pedra angular, — fazei de todos nós pedras vivas na edificação da Vossa Igreja. Vós que sois a Testemunha fiel e o Primogénito de entre os mortos, — concedei que a Igreja possa dar sempre e em toda a terra o testemunho da Vossa Ressurreição. Vós que sois o único Esposo da Igreja, nascida do Vosso coração aberto na cruz, — fazei de nós testemunhas do Vosso amor pela Igreja e por todos os homens. 25
  • 26. Vós que sois o Princípio e o Fim, que estáveis morto e agora viveis por toda a eternidade, — concedei-nos a graça de perseverarmos fiéis até à morte e alcançarmos a coroa da vitória. Vós que sois a luz que ilumina a cidade santa de Deus, — iluminai com o vosso esplendor os nossos irmãos defuntos, para que con- vosco reinem eternamente. Pai nosso ORAÇÃO Deus eterno e omnipotente, conduzi-nos à posse das alegrias celestes, para que o pequenino rebanho dos Vossos fiéis chegue um dia à glória do reino onde já Se encontra o seu poderoso Pastor, Jesus Cristo, Vosso Filho. Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. 26
  • 27. REPOSIÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO Canta-se o «Tantum ergo», que é um Hino composto por São Tomás de Aquino (1225- 1274), quando o Papa Urbano V instituiu a Solenidade do Corpus Christi, em 11 de Agosto de 1264. Tantum ergo Sacraméntum Genitóri, Genitóque Venerémur cérnui: Laus et iubilátio, Et antíquum documéntum Salus, honor, virtus quoque Novo cedat rítui: Sit et benedíctio: Praestet fides suppleméntum Procedénti ab utróque Sénsuum deféctui. Compar sit laudátio. Amen. Sacerdote: Senhor Jesus Cristo, que neste admirável sacramento nos deixas- tes o memorial da Vossa Paixão, concedei-nos a graça de venerar de tal modo os mistérios do Vosso Corpo e Sangue, que sintamos continuamente os frutos da Vossa redenção. Vós que sois Deus com o Pai na unidade do Espírito Santo. BÊNÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO BENDITOS: Bendito seja Deus, Bendito o Seu Santo Nome, Bendito Jesus Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, Bendito o nome de Jesus, Bendito o Seu Sacratíssimo Coração, Bendito o Seu Preciosíssimo Sangue, Bendito Jesus no Santíssimo Sacramento do Altar, Bendito o Espírito Santo Paráclito, Bendita a excelsa Mãe de Deus, Maria Santíssima, Bendita a Sua Santa e Imaculada Conceição, Bendita a Sua gloriosa Assunção, Bendito o nome de Maria, Virgem e Mãe, Bendito São José, Seu castíssimo Esposo, Bendito Deus nos Seus Anjos e nos seus Santos. 27
  • 28. ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES Deus Pai, fonte da vida, que pelo Vosso Filho, Jesus Cristo, nos destes o Espirito de confiança e de amor: enviai operários para a Vossa Igreja; dai vitalidade de fé a cada família, paróquia e diocese, onde despontem numerosas vocações sacerdotais e religiosas e os baptizados vivam generosamente o Evangelho. Iluminai com a santidade da Vossa palavra os pastores e os consagrados; animai os jovens nos seminários e nas casas de formação; Renovai a esperança na Santa Igreja e continuai a chamar muitos para que nunca faltem testemunhas autênticas, transfiguradas no encontro convosco, e anunciadoras da Vossa alegria à comunidade cristã e aos irmãos. Tudo isto Vos pedimos, por intercessão da Virgem Maria, Mãe da Igreja e nossa Mãe. Ámen. 28