O slideshow foi denunciado.
NOVENA AOS PASTORINHOS           FRANCISCO E JACINTA MARTOSobreiro
MISTÉRIOS DO TERÇO                                 Esquema 11.º Mistério:Os Beatos Francisco e Jacinta, durante a sua curt...
3.º Mistério:Os Pastorinhos de Fátima sempre foram sensíveis ao Sagrado. O Francisco,depois de ter recebido a Comunhão das...
MISTÉRIOS DO TERÇO                                 Esquema 21.º Mistério:Desejosos de “converter pecadores e consolar Noss...
3.º Mistério:O Francisco gostava muito de meditar nas obras de Deus e de contemplar anatureza. Muitas vezes, afastava-se d...
MISTÉRIOS DO TERÇO                                  Esquema 31.º Mistério:Os pequeninos videntes de Fátima são verdadeiros...
Pedindo a intercessão da Santíssima Virgem e dos Beatos Francisco e Jacinta,rezemos pelos que vão partir deste mundo, para...
HINO DOS PASTORINHOS                      Cantemos alegres a uma só voz,                     Francisco e Jacinta, rogai po...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Novena aos pastorinhos guiao dos misterios

2.643 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Novena aos pastorinhos guiao dos misterios

  1. 1. NOVENA AOS PASTORINHOS FRANCISCO E JACINTA MARTOSobreiro
  2. 2. MISTÉRIOS DO TERÇO Esquema 11.º Mistério:Os Beatos Francisco e Jacinta, durante a sua curta vida, foram um exemplo dehumildade e fidelidade. Segundo o testemunho da Irmã Lúcia, “jamais se viuno Francisco o mínimo sinal de vaidade ou de orgulho” e que a Jacinta “eraextraordinariamente fiel no cumprimento dos deveres de cada dia”.Depois das aparições, ambos tentaram cumprir ao máximo com os pedidos daSenhora, oferecendo-se desde o primeiro dia para fazer a vontade de Deussempre e em tudo.Peçamos neste mistério, o dom da humildade e que o exemplo dos Pastorinhosnos dê força para aceitarmos sempre a vontade de Deus.2.º Mistério:Todos nós, crianças, jovens, adultos e idosos, podemos encontrar no Franciscoe na Jacinta exemplos admiráveis de vida de Fé íntegra, responsável e heroica.A Igreja propõe-nos que veneremos os Pastorinhos para os imitar na sua Fé eno seu exemplo de esperança e caridade. As suas vidas de santidade são paratodos, em especial para as crianças, um estímulo a conhecer e viver melhor aMensagem de Fátima que não é outra senão a do próprio Evangelho.Peçamos neste mistério, pelas crianças do mundo inteiro, para que, a exemplodos Beatos Francisco e Jacinta, cresçam cada vez mais na Fé, na esperança eno Amor a Deus.
  3. 3. 3.º Mistério:Os Pastorinhos de Fátima sempre foram sensíveis ao Sagrado. O Francisco,depois de ter recebido a Comunhão das mãos do Anjo, disse: “Do que gosteimais foi de ver Nosso Senhor naquela luz. Gosto tanto de Deus!” Foi este amora Deus que moveu toda a vida destas duas crianças, mesmo antes das apari-ções. Na educação cristã dos dois pequenos videntes, o papel dos seus pais foidecisivo, uma vez que foi no ambiente familiar que aprenderam a amar a Deuse a Igreja.Peçamos neste mistério, por todos os pais e educadores. Para que, por interces-são dos Pastorinhos Francisco e Jacinta, saibam ajudar os mais novos a crescer«em sabedoria e em graça, diante de Deus e dos homens».4.º Mistério:A pequena Jacinta ficou muito tocada com a visão do Inferno, em Julho de1917. Um dia disse-lhe a Lúcia: “Não tenhas medo, tu vais para o Céu”. Mas elarespondeu: “Pois vou, mas eu queria que toda aquela gente fosse para lá tam-bém”. A Jacinta vivia motivada pelo desejo de rezar pela conversão dos peca-dores e de livrar as almas do Inferno. Este é também um acto de caridade quedevemos praticar: rezar pela conversão dos pecadores e, pela nossa palavra eexemplo, levar o nosso próximo a não voltar a pecar.Peçamos neste mistério, que sejamos capazes, como os Pastorinhos, de rezarnão só pela nossa salvação, mas também pela salvação daqueles que nosrodeiam e que mais precisam de conversão.5.º Mistério:Os Pastorinhos de Fátima tinham um profundo horror ao pecado. Devido àsua tenra idade não tiveram nem paixões, nem especiais formas de tentação.No entanto, sabendo como os pecados ofendiam tanto a Nosso Senhor, estasduas crianças dispuseram-se a evitar tudo o que entristecia a Deus. A Jacinta,já no seu leito de morte, diz de que maneira se deve evitar o pecado: «Ser purono corpo é guardar a castidade; e ser puro de alma é não fazer pecados; nãoolhar para o que não se deve ver, não roubar, não mentir nunca e dizer semprea verdade, ainda que nos custe muito».Neste mistério rezemos, como os Pastorinhos, pela conversão dos pecadores, acomeçar pela conversão de cada um de nós.
  4. 4. MISTÉRIOS DO TERÇO Esquema 21.º Mistério:Desejosos de “converter pecadores e consolar Nosso Senhor”, os Pastorinhosprivavam-se de muitas coisas, oferecendo a Deus sacrifícios e renúncias. Algu-mas dessas renúncias passavam por suportar a sede intensa em pleno Verãoou entregar a merenda que levavam ao primeiro pobrezinho que encontra-vam. O Francisco e a Jacinta foram modelos excelentes da verdadeira carida-de, praticando sem descanso inúmeras obras de misericórdia corporais e espi-rituais.Peçamos neste mistério, por todos os que passam alguma necessidade, no cor-po ou na alma. Que os Beatos Francisco e Jacinta intercedam por eles e os aju-dem a confiar sempre na Providência Divina.2.º Mistério:Na aparição de Julho, Nossa Senhora referiu que “o Santo Padre teria muitoque sofrer”. Nasceu assim, no coração dos Pastorinhos, um grande amor aoPapa, passando a oferecerem os seus sacrifícios também por ele e pela Igreja.A pequena Jacinta foi favorecida com duas visões particulares, nas quais viu oPapa sozinho, a chorar e em grande sofrimento. Pouco antes de morrer elaafirmava: “A desobediência ao Santo Padre ofende muito a Nosso Senhor!”Neste mistério rezemos, de forma especial, pelo Santo Padre e por todos ossacerdotes, para que cumpram sempre, com fidelidade e firmeza, a missão quelhes foi confiada.
  5. 5. 3.º Mistério:O Francisco gostava muito de meditar nas obras de Deus e de contemplar anatureza. Muitas vezes, afastava-se discretamente da prima e da irmã para serecolher em oração. Era frequentemente encontrado atrás de um arbusto, dejoelhos a rezar. “Gosto mais de rezar sozinho”, dizia ele. Nos dias de hoje, sãomuitos os barulhos e os trabalhos que nos querem impedir de levar o nossopensamento até Deus.Peçamos neste mistério que, à semelhança do Francisco, os nossos deveres diá-rios não impeçam o silêncio interior e o tempo para a oração.4.º Mistério:Nos últimos dias da sua vida, a Jacinta recebia frequentemente a visita de Nos-sa Senhora. Passando longos momentos sozinha, ela punha-se a meditarnaquilo que a Santíssima Virgem lhe ensinava. Uma vez, disse a uma Irmã quea visitava regularmente: «Irmã! Os pecados do mundo são muito grandes.Virão modas que vão ofender muito a Nosso Senhor. Mas Igreja não temmodas. Nosso Senhor é sempre o mesmo. Se os homens soubessem o que é aeternidade, fariam de tudo para mudar de vida».Peçamos neste mistério, por aqueles que abandonaram a Igreja. Que pelaintercessão dos Pastorinhos Francisco e Jacinta Marto, se deixem guiar pelamão de Nossa Senhora, que os conduzirá até Deus.5.º Mistério:No dia 13 de Maio do ano 2000, o Papa João Paulo II beatifica os nossos Pasto-rinhos, as duas primeiras crianças beatificadas na história da Igreja sem teremsido mártires. O Papa Bento XVI afirmou recentemente que «o católico dehoje tem que estar preparado para o martírio da ridicularização». Apesar denão terem sido martirizadas por ódio à fé, os dois pequenos videntes de Fáti-ma sofreram muitas pressões, foram ridicularizados, passaram pela prisão,por inúmeras provações e, por fim, sofreram muito fisicamente antes de parti-rem para o Céu.Peçamos neste mistério, que os Pastorinhos intercedam pelos cristãos perse-guidos por serem fiéis a Jesus e à Igreja.
  6. 6. MISTÉRIOS DO TERÇO Esquema 31.º Mistério:Os pequeninos videntes de Fátima são verdadeiros modelos de paciência,principalmente diante das dificuldades. A Jacinta afirmava que «a paciêncianos leva para o Céu». O Francisco, na fase final da sua doença dizia à sua pri-ma Lúcia: «Sofro muito, mas tudo suporto para consolar Nosso Senhor. Eleestá tão triste com os pecados do mundo!» O seu único desejo parecia ser o deconsolar os Corações de Jesus e de Maria, por tantas ofensas que os homenscometiam contra Eles.Peçamos neste mistério, a virtude da paciência, olhando para os dois pequeni-nos irmãos de Fátima que tudo souberam aceitar com resignação e amor, pelasalvação dos pecadores.2.º Mistério:O Francisco e a Jacinta, já antes das aparições, tinham um grande desejo deconhecer a doutrina e a vida de Jesus, para poderem fazer a Primeira Comu-nhão. Por isso, a Lúcia tornou-se catequista dos seus primos que aprendiam oCatecismo com grande entusiasmo. A Jacinta ficou profundamente tocadacom a morte de Nosso Senhor, tendo chorado largas horas a meditar no queos nossos pecados puderam fazer a Jesus. Já o Francisco, preferia meditar sozi-nho na grandeza e bondade de Deus, dando-Lhe graças pela obra da Criação.Peçamos neste mistério, entusiasmo e alegria para que, como os Pastorinhos,nos tornemos conhecedores do Evangelho e coloquemos em prática tudo o queJesus nos pede para fazer.3.º Mistério:Cerca de dois meses antes da sua partida para o Céu, a Jacinta confidencia àsua prima Lúcia: «Nossa Senhora veio ver-me e disse-me que vou para doishospitais e que, depois de sofrer muito, morro sozinha, mas que não tenhamedo, porque Ela vai lá buscar-me para o Céu». E de facto assim aconteceu. Apequena Pastorinha morreu sozinha pelas dez e meia da noite do dia 20 deFevereiro de 1920. Muito justamente, como refere e Irmã Postuladora para asua canonização, “podemos acreditar que a Jacinta acompanha os doentes emoribundos e que os leva também para o Céu, com Nossa Senhora”.
  7. 7. Pedindo a intercessão da Santíssima Virgem e dos Beatos Francisco e Jacinta,rezemos pelos que vão partir deste mundo, para que se sintam por eles acom-panhados no último momento e sejam fortalecidos na sua esperança.4.º Mistério:O Terço sempre foi a oração preferida dos Pastorinhos. Mesmo antes das apa-rições, eles tinham o hábito de rezar o Terço em família ou nos campos,enquanto pastoreavam o rebanho. Em todas as aparições, Nossa Senhorapediu muito que continuassem a rezar o Terço todos os dias. Mesmo doentes,tanto o Francisco como a Jacinta não deixavam de rezar esta oração. O Fran-cisco, numa tarde que não sentia forças nem para rezar uma Avé-Maria, estavamuito triste e pediu que rezassem o Terço no seu quarto. Tentou ajoelhar-semas não conseguiu. Então, ofereceu mais este sacrifício a Nossa Senhora.Rezemos para que os cristãos descubram a beleza e importância da oração diá-ria do Terço do Rosário em louvor de Nossa Senhora, caminho seguro que nosleva até Jesus.5.º Mistério:No início do século XX, naquela pequena aldeia de Fátima, os Pastorinhosestavam longe de imaginar a cultura anti-religiosa que se instalaria no mundonos anos seguintes. No entanto, receberam de Nossa Senhora algumas luzessobre como seriam difíceis os tempos futuros, que são os nossos, com perse-guições à Igreja, a negação de Deus, os ataques físicos e morais ao Santo Padree o «apagar da chama da Fé em muitas partes do mundo» (Papa Bento XVI,2012). Os dois irmãozinhos sofrem com isso e oferecem muitas orações esacrifícios para que o mundo seja salvo destes males.Peçamos neste mistério pelos cristãos mais adormecidos na Fé. Para que, porintercessão dos Pastorinhos Jacinta e Francisco, encontrem na Igreja a forçapara se levantarem e caminharem neste mundo na esperança em Deus, dandotestemunho da Verdade.
  8. 8. HINO DOS PASTORINHOS Cantemos alegres a uma só voz, Francisco e Jacinta, rogai por nós.Salve, salve, Pastorinhos Caminhantes neste mundoNosso encanto e alegria Ajudai-nos, cada diaSalve, salve, pastorinhos A viver sempre segurosPredilectos de Maria Sob o manto de MariaVossos olhos inocentes A Senhora do RosárioContemplaram a Senhora Pela vossa intercessãoDos seus filhos peregrinos Abençoe o Santo PadreCarinhosa protectora E nos leve à conversãoSacrifício e oração Contemplando Deus no CéuFoi a vossa vida inteira Pelos anjos adoradoAo convite maternal Alcançai o dom da pazDa Senhora da azinheira Para o mundo extraviadoPraticando a caridade Protegei a nossa PátriaEntregáveis com carinho Para que, à sombra da cruzA merenda que leváveis Guarde sempre a fé cristãAo primeiro pobrezinho E a verdade de Jesus A 13 de Maio de 2010, o Papa Bento XVI rezou diante do túmulo dos Pastorinhos Francisco e Jacinta Marto

×