O Perfil do Avaliador Externo Alguns exemplos de respostas dadas a questionário realizado neste Blog.
As Respostas <ul><li>Resultados: </li></ul><ul><li>100%  das respostas consideraram que a realização de uma sessão de júri...
As Respostas <ul><li>Resultados (Cont): </li></ul><ul><li>35%  Considera que o trabalho do Avaliador Externo deve alargar-...
Perfil do Avaliador (Exemplos) <ul><li>«Sensível, atento, dotado de riqueza cultural e humana susceptível de levar ao cres...
Perfil do Avaliador (Exemplos) <ul><li>«Um bom avaliador externo é aquele que se preocupa com a qualidade e credibilidade ...
Perfil do Avaliador (Exemplos) <ul><li>«Um bom avaliador para mim é a pessoa que está presente e nos lima as arestas quand...
Perfil do Avaliador (Exemplos) <ul><li>«O Avaliador Externo deverá ser capaz de avaliar os formandos mediante o seu percur...
Perfil do Avaliador (Exemplos) <ul><li>«O Júri de Validação Externo tem-se mostrado fundamental nos Processos de RVCC que ...
<ul><li>FIM </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Perfil do Avaliador Externo

3.655 visualizações

Publicada em

Slides sobre avaliação

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.655
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
62
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
121
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perfil do Avaliador Externo

  1. 1. O Perfil do Avaliador Externo Alguns exemplos de respostas dadas a questionário realizado neste Blog.
  2. 2. As Respostas <ul><li>Resultados: </li></ul><ul><li>100% das respostas consideraram que a realização de uma sessão de júri incluida no processo RVCC era importante para o Adulto e para a equipa do CNO. </li></ul><ul><li>95% consideraram que o trabalho do Avaliador Externo deve avaliar o trabalho desenvolvido pela equipa do CNO, dando indicações e sugestões para melhoria </li></ul>
  3. 3. As Respostas <ul><li>Resultados (Cont): </li></ul><ul><li>35% Considera que o trabalho do Avaliador Externo deve alargar-se a mais fases do processo RVCC, podendo realizar reuniões com a equipa. </li></ul><ul><li>90% Considera que o trabalho do Avaliador Externo deve fazer a análise de todo o acompanhando ao adulto e à equipa do CNO numa estratégia consultiva. </li></ul>
  4. 4. Perfil do Avaliador (Exemplos) <ul><li>«Sensível, atento, dotado de riqueza cultural e humana susceptível de levar ao crescimento dos outros. Aliado a requisitos científicos e pedagógicos.» </li></ul><ul><li>«Um bom avaliador externo deveria de ter mais contacto com a equipa de profissionais e de formadores algum tempo antes das validações de júri de modo a poder realçar aspectos focalizantes ao adulto.» </li></ul>
  5. 5. Perfil do Avaliador (Exemplos) <ul><li>«Um bom avaliador externo é aquele que se preocupa com a qualidade e credibilidade do processo. É aquele que dá sugestões e conselhos, mas também aquele que avalia. Deve preocupar-se com os dossiers e para isso deve ler os mesmos, ainda que seja uma leitura rápida. o júri de validação é um momento importante, porque é o momento em que são reconhecidas publicamente as competências do participante.» </li></ul>
  6. 6. Perfil do Avaliador (Exemplos) <ul><li>«Um bom avaliador para mim é a pessoa que está presente e nos lima as arestas quando necessário.» </li></ul><ul><li>«Um bom avaliador externo será aquele que consegue analisar o percurso do adulto (através quer do portfólio pessoal de aprendizagem, quer através da apresentação), e também o trabalho efectuado pela equipa do CNO, propondo, sempre que necessário, alterações com vista a uma melhoria do próprio processo.» </li></ul>
  7. 7. Perfil do Avaliador (Exemplos) <ul><li>«O Avaliador Externo deverá ser capaz de avaliar os formandos mediante o seu percurso de vida como também estar atento e ser crítico em relação ao processo desse adulto, no que diz respeito ao profissional, formadores e condições da formação, de modo a que o CNO possa corrigir o que estiver menos bem e melhorar o que de bom tem realizado na formação do adulto. Deve também estar atento aos CNOs que não cumpram as &quot;regras&quot; ou quesitos mínimos, dando indicações para o seu cumprimento ou até mesmo o possível encerramento desses Centros. O RVCC tem de ser levado a sério, com toda a credibilidade e fiabilidade que merece, incentivando os formandos no prosseguimento dos estudos e da sua formação.» </li></ul>
  8. 8. Perfil do Avaliador (Exemplos) <ul><li>«O Júri de Validação Externo tem-se mostrado fundamental nos Processos de RVCC que tenho acompanhado. O momento de Júri tem sido, e acredito que vai continuar a ser, um marco na vida dos Adultos e dos Formadores+Profissional. Penso que o &quot;confronto&quot; entre as três partes será sempre positivo, permitindo descobrir até ao último momento, características dos Adultos. Penso ser importante existir este &quot;obstáculo&quot;, que resume de certo modo o Processo do Adulto e o coloca numa situação ,que em grande parte dos casos não acontece com frequência, mas é muito importante, para o crescimento e o &quot;acordar&quot; de tantos Portugueses. O Júri de Validação tem sido um desafio, e os Portugueses estão a precisar de desafios e de se responsabilizarem pelos seus desempenhos. Um bom Avaliador Externo será todo aquele, que conhecedor do Processo RVCC, tem cultura geral, sabe comunicar, tem sensibilidade, capacidade de decisão, está aberto à troca de ideias, tem poder de análise e de críticas construtivas, e quer colaborar para que este Processo seja de facto uma mais valia para os Portugueses. Rigor, Exigência e alguma &quot;paixão&quot; pelo que faz só irá ajudar...!» </li></ul>
  9. 9. <ul><li>FIM </li></ul>

×