SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 42
Criatividade – O que é? Inês Guedes de Oliveira
O que é a criatividade? Como se define a criatividade? Diferentes modos de pensar a criatividade:  criatividade enquanto atitude  a pessoa criativa criatividade enquanto processo o processo criador criatividade enquanto produto o produto criado Inês Guedes de Oliveira
O que é a criatividade? A criatividade é um dom só de alguns? É uma capacidade? É uma manifestação? A criatividade é uma condição inerente ao ser humano.  É uma capacidade do ser humano. A criatividade desenvolve-se e promove-se através do desenvolvimento de competências,  habilidades e atitudes. A criatividade educa-se? Inês Guedes de Oliveira
Como se define a criatividade? Não há uma só definição para a criatividade.  No senso comum - capacidade do ser humano em exprimir-se de uma forma original. Autores - a criatividade é o processo de gerar ideias novas e manifestá-las, criando algo como resultado. -  a criatividade depende da inteligência, porque ser inteligente é ser capaz de  interligare,  que em latim significa a capacidade de relacionar ou associar conceitos, proporções e/ou coisas . A criatividade é uma  condição  do ser humano, que se  manifesta  de diversas maneiras e que produz diversos  efeitos . Inês Guedes de Oliveira
Originalidade ,  invenção ,  fantasia  e  imaginação  são vocábulos que se encontram com frequência na literatura como sinónimos de criatividade e, não sendo sinónimos, estão associados ao conceito de criatividade. Como se define a criatividade? Inês Guedes de Oliveira
Alguns conceitos básicos: Expressão  – disposição para captar estímulos e expressá-los com sensibilidade. (Bellon, 1998) Fantasia  – faculdade que pode não ter em conta a viabilidade ou o  funcionamento daquilo que pensou. Tem a liberdade de pensar qualquer coisa, mesmo a mais absurda, incrível ou impossível. (Munari,1987) Imaginação  – flexibilidade para relacionar as vivências e experiências. (Bellon, 1998) Inês Guedes de Oliveira
Alguns conceitos básicos: Invenção  – pensamento de qualquer coisa que anteriormente não existe mas que se relaciona com o que se conhece, e tem o objectivo de uma utilização prática, porém não se preocupa com o aspecto estético.(Munari,1987) Ludicidade  – acção de brincar, jogar, recrear, lazer, construção de artefactos lúdicos e humor. Lopes, 1998) Originalidade  – modo pessoal de elaborar os conteúdos do pensamento (Bellon, 1998) Inês Guedes de Oliveira
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Inês Guedes de Oliveira
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Inês Guedes de Oliveira
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Inês Guedes de Oliveira
Como a mente opera: ABSORVE  (aplicando a atenção) RETÉM  (através da memória) CRIA  (visualizando, prevendo, gerando ideias) JULGA  (analisando, comparando, escolhendo) Inês Guedes de Oliveira
Por Jairo Siqueira, consultor em Criatividade, Inovação e Negociação Processo da compreensão Humana Inês Guedes de Oliveira
O que isto significa? Significa que nós não conseguimos ser inteiramente racionais e objectivos. Nas análises e conclusões somos sempre influenciados pelas experiências, emoções, interesses, crenças, valores, etc. Estas influências criam bloqueios à nossa criatividade e à aceitação de novas ideias  Inês Guedes de Oliveira
Bloqueios mentais  são obstáculos que nos impedem de perceber correctamente o problema ou conceber uma solução.  Alguns bloqueios são criados por nós mesmos: temores, percepções, preconceitos, experiências, emoções, etc. Outros são criados pelo ambiente: tradição, valores, regras, falta de apoio, conformismo, entre outros.  Segundo  Jairo Siqueira,  o s bloqueios mentais podem ser classificados em cinco categorias: Bloqueios culturais   Bloqueios ambientais e organizacionais Bloqueios intelectuais e de comunicação Bloqueios emocionais Bloqueios de percepção Inês Guedes de Oliveira
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Inês Guedes de Oliveira
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Inês Guedes de Oliveira
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Inês Guedes de Oliveira
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Inês Guedes de Oliveira
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Inês Guedes de Oliveira
À mudança de perspectiva e de procura de enfoques não usuais, Edward De Bono chama de  Pensamento Lateral (Lateral Thinking) O Pensamento Lateral pode ser definido como uma perspectiva heurística para solução de problemas, em que você tenta olhar o problema de vários ângulos, em vez de atacá-lo de frente. É o uso de um processo não linear de raciocínio, para questionar suposições, mudar perspectivas e gerar novas ideias. Inês Guedes de Oliveira
COMO FAZER UM  UP GRADE   NAS SUAS IDEIAS... Técnicas de  1 – Brainstorming 2 – Associação de Ideias | Analogias 3 – Listagem de atributos 4 – Mapa Mental 5 – Nove Janelas 6 – Relações Forçadas 7 – Positivo, Negativo, Interessante 8 – Outros Pontos de Vista Inês Guedes de Oliveira
1 – Brainstorming O que é Brainstorming é uma ferramenta para geração de novas ideias, conceitos e soluções para qualquer assunto ou tópico num ambiente livre de críticas e de restrições à imaginação. 1.º  - Definir o problema 2.º  Produção de ideias.  3.º  - Avaliação das ideias.  4.º  - Eliminação de ideias.  5.º  - Registo das ideias finais e das respectivas prioridades e formas de implementação e/ou de resolução dos problemas. Inês Guedes de Oliveira
2 – Associação de Ideias | Analogias O que é Permitir que a mente faça associações livres de palavras, conceitos e objectos pode gerar rasgos de criatividade.  1. Anunciar o problema/desafio 2. Escolher uma palavra chave 3. Escolher um outro campo de ideias paralelo àquele do problema/desafio 4. Relacioná-los escolhendo particularidades ricas 5. Procurar semelhanças e conexões entre eles 6. Colher os resultados... Inês Guedes de Oliveira
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
Inês Guedes de Oliveira
A criatividade A criatividade tem como efeito a flexibilidade de pensamento, a originalidade das ideias e a fluidez de expressão, potenciando, simultaneamente, a comunicação e a expressão pessoal, ao despertar a curiosidade e o espírito crítico e ao valorizar as manifestações lúdicas  Inês Guedes de Oliveira
Quem tem estudado a criatividade? Tradicionalmente a criatividade tem sido estudada pela psicologia. Mas também tem sido alvo de estudo da  neurociências , da  psicanálise , da  epistemologia  e da  sociologia . As  neurociências  procuram descrever as estruturas e os mecanismos bioquímicos e bioeléctricos que regulam a actividade criativa. A  psicanálise  procura compreender quais são os impulsos inconscientes que induzem a criar e quais são os que reprimem esse instinto. A  psicologia  explorou os tipos de criatividade, as fases do processo criativo, a diferença entre criatividade e inteligência e os modos possíveis de ensinar e desenvolver a criatividade. A  epistemologia  estuda como se estrutura e desenvolve o conhecimento. A  sociologia  procura entender quais os relacionamentos entre sociedade e criatividade, como remover os obstáculos sociais à criatividade, quais as particularidades organizacionais que caracterizam a criatividade Inês Guedes de Oliveira

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Criatividade
CriatividadeCriatividade
Criatividade
 
Processo criativo
Processo criativoProcesso criativo
Processo criativo
 
O cérebro e a criatividade
O cérebro e a criatividadeO cérebro e a criatividade
O cérebro e a criatividade
 
Conceito de Inovação
Conceito de InovaçãoConceito de Inovação
Conceito de Inovação
 
Aula 01 - Inovação e Criaitividade
Aula 01 - Inovação e CriaitividadeAula 01 - Inovação e Criaitividade
Aula 01 - Inovação e Criaitividade
 
Criatividade e Inovaçao
Criatividade e InovaçaoCriatividade e Inovaçao
Criatividade e Inovaçao
 
Inovação & Criatividade
Inovação & CriatividadeInovação & Criatividade
Inovação & Criatividade
 
Desenvolvendo a Criatividade
Desenvolvendo a CriatividadeDesenvolvendo a Criatividade
Desenvolvendo a Criatividade
 
Apresentação de Design Thinking
Apresentação de Design ThinkingApresentação de Design Thinking
Apresentação de Design Thinking
 
Apresentação brainstorming rodrigo
Apresentação brainstorming rodrigoApresentação brainstorming rodrigo
Apresentação brainstorming rodrigo
 
Apresentação Inteligência Emocional
Apresentação Inteligência EmocionalApresentação Inteligência Emocional
Apresentação Inteligência Emocional
 
O que é a criatividade?
O que é a criatividade?O que é a criatividade?
O que é a criatividade?
 
Introdução ao Design Thinking
Introdução ao Design Thinking   Introdução ao Design Thinking
Introdução ao Design Thinking
 
Aula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismoAula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismo
 
Economia criativa
Economia criativaEconomia criativa
Economia criativa
 
Inovação
InovaçãoInovação
Inovação
 
Criação Publicitária - Aula 01 - Criatividade
Criação Publicitária - Aula 01 - CriatividadeCriação Publicitária - Aula 01 - Criatividade
Criação Publicitária - Aula 01 - Criatividade
 
Criatividade
CriatividadeCriatividade
Criatividade
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Aula empreendedorismo
Aula empreendedorismoAula empreendedorismo
Aula empreendedorismo
 

Destaque

O que é criatividade (aula MBA 2010) @daniel_egger
O que é criatividade (aula MBA 2010) @daniel_eggerO que é criatividade (aula MBA 2010) @daniel_egger
O que é criatividade (aula MBA 2010) @daniel_eggerDaniel Egger
 
Palestra criatividade
Palestra criatividadePalestra criatividade
Palestra criatividadeKaduLima
 
Técnicas para geração de ideias
Técnicas para geração de ideiasTécnicas para geração de ideias
Técnicas para geração de ideiasJosé Henrique Lopes
 
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividade
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividadeDinâmica para exercitar e aumentar a criatividade
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividadeAndré Augusto Toneti
 
Inovação e Criatividade
Inovação e CriatividadeInovação e Criatividade
Inovação e CriatividadeAndrea Costa
 
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_egger
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_eggerProcessos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_egger
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_eggerDaniel Egger
 
Aula 17 criatividade
Aula 17   criatividadeAula 17   criatividade
Aula 17 criatividadeLuiz Siles
 
Aula 04 - Inovação e Criatividade
Aula 04 - Inovação e CriatividadeAula 04 - Inovação e Criatividade
Aula 04 - Inovação e CriatividadeGustavo Zanotto
 
Processo Criativo - Charles watson
Processo Criativo - Charles watsonProcesso Criativo - Charles watson
Processo Criativo - Charles watsonDaniel Blumenthal
 
Tecnicas de criatividade - cartilha
Tecnicas de criatividade -  cartilhaTecnicas de criatividade -  cartilha
Tecnicas de criatividade - cartilhagiovanasousa
 
Gestão da Criatividade e Inovação
Gestão da Criatividade e InovaçãoGestão da Criatividade e Inovação
Gestão da Criatividade e InovaçãoRoberto Moschetta
 
Aula 11 Criatividade e Inovação
Aula 11 Criatividade e InovaçãoAula 11 Criatividade e Inovação
Aula 11 Criatividade e InovaçãoCarlos Alves
 
Criatividade
CriatividadeCriatividade
Criatividadethaii
 

Destaque (17)

O que é criatividade (aula MBA 2010) @daniel_egger
O que é criatividade (aula MBA 2010) @daniel_eggerO que é criatividade (aula MBA 2010) @daniel_egger
O que é criatividade (aula MBA 2010) @daniel_egger
 
Palestra criatividade
Palestra criatividadePalestra criatividade
Palestra criatividade
 
Criatividade
Criatividade Criatividade
Criatividade
 
Técnicas para geração de ideias
Técnicas para geração de ideiasTécnicas para geração de ideias
Técnicas para geração de ideias
 
Programa de Ideias
Programa de IdeiasPrograma de Ideias
Programa de Ideias
 
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividade
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividadeDinâmica para exercitar e aumentar a criatividade
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividade
 
Inovação e Criatividade
Inovação e CriatividadeInovação e Criatividade
Inovação e Criatividade
 
Conceito, Linha Criativa e Execução
Conceito, Linha Criativa e ExecuçãoConceito, Linha Criativa e Execução
Conceito, Linha Criativa e Execução
 
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_egger
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_eggerProcessos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_egger
Processos de geração de ideias (ideação) v9 @daniel_egger
 
Aula 17 criatividade
Aula 17   criatividadeAula 17   criatividade
Aula 17 criatividade
 
Aula 04 - Inovação e Criatividade
Aula 04 - Inovação e CriatividadeAula 04 - Inovação e Criatividade
Aula 04 - Inovação e Criatividade
 
Processo Criativo
Processo CriativoProcesso Criativo
Processo Criativo
 
Processo Criativo - Charles watson
Processo Criativo - Charles watsonProcesso Criativo - Charles watson
Processo Criativo - Charles watson
 
Tecnicas de criatividade - cartilha
Tecnicas de criatividade -  cartilhaTecnicas de criatividade -  cartilha
Tecnicas de criatividade - cartilha
 
Gestão da Criatividade e Inovação
Gestão da Criatividade e InovaçãoGestão da Criatividade e Inovação
Gestão da Criatividade e Inovação
 
Aula 11 Criatividade e Inovação
Aula 11 Criatividade e InovaçãoAula 11 Criatividade e Inovação
Aula 11 Criatividade e Inovação
 
Criatividade
CriatividadeCriatividade
Criatividade
 

Semelhante a Criatividade. O que é?

Apresentação criatividade cópia
Apresentação criatividade   cópiaApresentação criatividade   cópia
Apresentação criatividade cópiaDenner Macêdo
 
01. Debora Miceli - Empreendedorismo, criatividade e inovação
01. Debora Miceli - Empreendedorismo, criatividade e inovação01. Debora Miceli - Empreendedorismo, criatividade e inovação
01. Debora Miceli - Empreendedorismo, criatividade e inovaçãoDebora Miceli
 
Inovação & tecnologia aula criatividade
Inovação & tecnologia   aula criatividadeInovação & tecnologia   aula criatividade
Inovação & tecnologia aula criatividadeDra. Camila Hamdan
 
Comunicação vendedora
Comunicação vendedoraComunicação vendedora
Comunicação vendedoraINSTITUTO MVC
 
Inteligência e pensamento1
Inteligência e pensamento1Inteligência e pensamento1
Inteligência e pensamento1anamatos66
 
Palestra Ana Galo Criatividade Comagep 2009
Palestra Ana Galo Criatividade Comagep 2009Palestra Ana Galo Criatividade Comagep 2009
Palestra Ana Galo Criatividade Comagep 2009Brazil
 
LC 02 Métodos Criativos
LC 02 Métodos CriativosLC 02 Métodos Criativos
LC 02 Métodos CriativosOdair Tuono
 
Programa de Estimulação Cognitiva e Criativa 50+ (1).pdf
Programa de Estimulação Cognitiva e Criativa 50+ (1).pdfPrograma de Estimulação Cognitiva e Criativa 50+ (1).pdf
Programa de Estimulação Cognitiva e Criativa 50+ (1).pdfLeandroDiasLourenco
 
Unidade 1 - 09-08-2023.pptx
Unidade 1 - 09-08-2023.pptxUnidade 1 - 09-08-2023.pptx
Unidade 1 - 09-08-2023.pptxIslanaPereira1
 
Psicologia B Apresentação Oral Definição Mente
Psicologia B Apresentação Oral  Definição MentePsicologia B Apresentação Oral  Definição Mente
Psicologia B Apresentação Oral Definição MentebecksWife
 

Semelhante a Criatividade. O que é? (20)

Apresentação criatividade cópia
Apresentação criatividade   cópiaApresentação criatividade   cópia
Apresentação criatividade cópia
 
Criat1
Criat1Criat1
Criat1
 
01. Debora Miceli - Empreendedorismo, criatividade e inovação
01. Debora Miceli - Empreendedorismo, criatividade e inovação01. Debora Miceli - Empreendedorismo, criatividade e inovação
01. Debora Miceli - Empreendedorismo, criatividade e inovação
 
Inovação & tecnologia aula criatividade
Inovação & tecnologia   aula criatividadeInovação & tecnologia   aula criatividade
Inovação & tecnologia aula criatividade
 
Criatividade
CriatividadeCriatividade
Criatividade
 
Criat3
Criat3Criat3
Criat3
 
3 criatividade
3 criatividade3 criatividade
3 criatividade
 
Comunicação vendedora
Comunicação vendedoraComunicação vendedora
Comunicação vendedora
 
Inteligência e pensamento1
Inteligência e pensamento1Inteligência e pensamento1
Inteligência e pensamento1
 
Palestra Ana Galo Criatividade Comagep 2009
Palestra Ana Galo Criatividade Comagep 2009Palestra Ana Galo Criatividade Comagep 2009
Palestra Ana Galo Criatividade Comagep 2009
 
LC 02 Métodos Criativos
LC 02 Métodos CriativosLC 02 Métodos Criativos
LC 02 Métodos Criativos
 
Programa de Estimulação Cognitiva e Criativa 50+ (1).pdf
Programa de Estimulação Cognitiva e Criativa 50+ (1).pdfPrograma de Estimulação Cognitiva e Criativa 50+ (1).pdf
Programa de Estimulação Cognitiva e Criativa 50+ (1).pdf
 
Criatividade
Criatividade Criatividade
Criatividade
 
Unidade 1 - 09-08-2023.pptx
Unidade 1 - 09-08-2023.pptxUnidade 1 - 09-08-2023.pptx
Unidade 1 - 09-08-2023.pptx
 
Desing thinking
Desing thinkingDesing thinking
Desing thinking
 
Criar aprender - Prof. Paulo Campos
Criar aprender - Prof. Paulo CamposCriar aprender - Prof. Paulo Campos
Criar aprender - Prof. Paulo Campos
 
Pensamento e imaginacao
Pensamento e imaginacaoPensamento e imaginacao
Pensamento e imaginacao
 
Psicologia Final2
Psicologia Final2Psicologia Final2
Psicologia Final2
 
Pensamento e imaginacao
Pensamento e imaginacaoPensamento e imaginacao
Pensamento e imaginacao
 
Psicologia B Apresentação Oral Definição Mente
Psicologia B Apresentação Oral  Definição MentePsicologia B Apresentação Oral  Definição Mente
Psicologia B Apresentação Oral Definição Mente
 

Mais de João Lima

Ensaio sobre a fome
Ensaio sobre a fome Ensaio sobre a fome
Ensaio sobre a fome João Lima
 
Utopias 2014 Programa
Utopias 2014 ProgramaUtopias 2014 Programa
Utopias 2014 ProgramaJoão Lima
 
Um Gato Verde e um Homem Velho
Um Gato Verde e um Homem VelhoUm Gato Verde e um Homem Velho
Um Gato Verde e um Homem VelhoJoão Lima
 
Aula Cenários e Silêncios
Aula Cenários e SilênciosAula Cenários e Silêncios
Aula Cenários e SilênciosJoão Lima
 
Prototype Present
Prototype PresentPrototype Present
Prototype PresentJoão Lima
 
Ideas and Choices
Ideas and ChoicesIdeas and Choices
Ideas and ChoicesJoão Lima
 
Empathy Map and Problem Statement
Empathy Map and Problem StatementEmpathy Map and Problem Statement
Empathy Map and Problem StatementJoão Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 5
Roteiro de exploração pedagógica 5Roteiro de exploração pedagógica 5
Roteiro de exploração pedagógica 5João Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 4
Roteiro de exploração pedagógica 4Roteiro de exploração pedagógica 4
Roteiro de exploração pedagógica 4João Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 3
Roteiro de exploração pedagógica 3Roteiro de exploração pedagógica 3
Roteiro de exploração pedagógica 3João Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 2
Roteiro de exploração pedagógica 2Roteiro de exploração pedagógica 2
Roteiro de exploração pedagógica 2João Lima
 
Arte e literatura cacgm
Arte e literatura cacgmArte e literatura cacgm
Arte e literatura cacgmJoão Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 1
Roteiro de exploração pedagógica 1Roteiro de exploração pedagógica 1
Roteiro de exploração pedagógica 1João Lima
 
Roteiro de exploração pedagógica 6
Roteiro de exploração pedagógica 6Roteiro de exploração pedagógica 6
Roteiro de exploração pedagógica 6João Lima
 
Museu das Comunicações Cristina Weber
Museu das Comunicações Cristina WeberMuseu das Comunicações Cristina Weber
Museu das Comunicações Cristina WeberJoão Lima
 
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina WeberDa escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina WeberJoão Lima
 
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina WeberDa escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina WeberJoão Lima
 

Mais de João Lima (20)

Ensaio sobre a fome
Ensaio sobre a fome Ensaio sobre a fome
Ensaio sobre a fome
 
Utopias 2014 Programa
Utopias 2014 ProgramaUtopias 2014 Programa
Utopias 2014 Programa
 
Um Gato Verde e um Homem Velho
Um Gato Verde e um Homem VelhoUm Gato Verde e um Homem Velho
Um Gato Verde e um Homem Velho
 
Aula Cenários e Silêncios
Aula Cenários e SilênciosAula Cenários e Silêncios
Aula Cenários e Silêncios
 
Prototype
PrototypePrototype
Prototype
 
Prototype Present
Prototype PresentPrototype Present
Prototype Present
 
Ideas and Choices
Ideas and ChoicesIdeas and Choices
Ideas and Choices
 
Empathy Map and Problem Statement
Empathy Map and Problem StatementEmpathy Map and Problem Statement
Empathy Map and Problem Statement
 
Roteiro de exploração pedagógica 5
Roteiro de exploração pedagógica 5Roteiro de exploração pedagógica 5
Roteiro de exploração pedagógica 5
 
Roteiro de exploração pedagógica 4
Roteiro de exploração pedagógica 4Roteiro de exploração pedagógica 4
Roteiro de exploração pedagógica 4
 
Roteiro de exploração pedagógica 3
Roteiro de exploração pedagógica 3Roteiro de exploração pedagógica 3
Roteiro de exploração pedagógica 3
 
Roteiro de exploração pedagógica 2
Roteiro de exploração pedagógica 2Roteiro de exploração pedagógica 2
Roteiro de exploração pedagógica 2
 
Arte e literatura cacgm
Arte e literatura cacgmArte e literatura cacgm
Arte e literatura cacgm
 
Roteiro de exploração pedagógica 1
Roteiro de exploração pedagógica 1Roteiro de exploração pedagógica 1
Roteiro de exploração pedagógica 1
 
Roteiro de exploração pedagógica 6
Roteiro de exploração pedagógica 6Roteiro de exploração pedagógica 6
Roteiro de exploração pedagógica 6
 
Op mni 2
Op mni 2Op mni 2
Op mni 2
 
Op mni 1
Op mni 1Op mni 1
Op mni 1
 
Museu das Comunicações Cristina Weber
Museu das Comunicações Cristina WeberMuseu das Comunicações Cristina Weber
Museu das Comunicações Cristina Weber
 
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina WeberDa escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
 
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina WeberDa escola ao museu das comunicações Cristina Weber
Da escola ao museu das comunicações Cristina Weber
 

Último

Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 

Último (20)

Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 

Criatividade. O que é?

  • 1. Criatividade – O que é? Inês Guedes de Oliveira
  • 2. O que é a criatividade? Como se define a criatividade? Diferentes modos de pensar a criatividade: criatividade enquanto atitude a pessoa criativa criatividade enquanto processo o processo criador criatividade enquanto produto o produto criado Inês Guedes de Oliveira
  • 3. O que é a criatividade? A criatividade é um dom só de alguns? É uma capacidade? É uma manifestação? A criatividade é uma condição inerente ao ser humano. É uma capacidade do ser humano. A criatividade desenvolve-se e promove-se através do desenvolvimento de competências, habilidades e atitudes. A criatividade educa-se? Inês Guedes de Oliveira
  • 4. Como se define a criatividade? Não há uma só definição para a criatividade. No senso comum - capacidade do ser humano em exprimir-se de uma forma original. Autores - a criatividade é o processo de gerar ideias novas e manifestá-las, criando algo como resultado. - a criatividade depende da inteligência, porque ser inteligente é ser capaz de interligare, que em latim significa a capacidade de relacionar ou associar conceitos, proporções e/ou coisas . A criatividade é uma condição do ser humano, que se manifesta de diversas maneiras e que produz diversos efeitos . Inês Guedes de Oliveira
  • 5. Originalidade , invenção , fantasia e imaginação são vocábulos que se encontram com frequência na literatura como sinónimos de criatividade e, não sendo sinónimos, estão associados ao conceito de criatividade. Como se define a criatividade? Inês Guedes de Oliveira
  • 6. Alguns conceitos básicos: Expressão – disposição para captar estímulos e expressá-los com sensibilidade. (Bellon, 1998) Fantasia – faculdade que pode não ter em conta a viabilidade ou o funcionamento daquilo que pensou. Tem a liberdade de pensar qualquer coisa, mesmo a mais absurda, incrível ou impossível. (Munari,1987) Imaginação – flexibilidade para relacionar as vivências e experiências. (Bellon, 1998) Inês Guedes de Oliveira
  • 7. Alguns conceitos básicos: Invenção – pensamento de qualquer coisa que anteriormente não existe mas que se relaciona com o que se conhece, e tem o objectivo de uma utilização prática, porém não se preocupa com o aspecto estético.(Munari,1987) Ludicidade – acção de brincar, jogar, recrear, lazer, construção de artefactos lúdicos e humor. Lopes, 1998) Originalidade – modo pessoal de elaborar os conteúdos do pensamento (Bellon, 1998) Inês Guedes de Oliveira
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11. Como a mente opera: ABSORVE (aplicando a atenção) RETÉM (através da memória) CRIA (visualizando, prevendo, gerando ideias) JULGA (analisando, comparando, escolhendo) Inês Guedes de Oliveira
  • 12. Por Jairo Siqueira, consultor em Criatividade, Inovação e Negociação Processo da compreensão Humana Inês Guedes de Oliveira
  • 13. O que isto significa? Significa que nós não conseguimos ser inteiramente racionais e objectivos. Nas análises e conclusões somos sempre influenciados pelas experiências, emoções, interesses, crenças, valores, etc. Estas influências criam bloqueios à nossa criatividade e à aceitação de novas ideias Inês Guedes de Oliveira
  • 14. Bloqueios mentais são obstáculos que nos impedem de perceber correctamente o problema ou conceber uma solução. Alguns bloqueios são criados por nós mesmos: temores, percepções, preconceitos, experiências, emoções, etc. Outros são criados pelo ambiente: tradição, valores, regras, falta de apoio, conformismo, entre outros. Segundo Jairo Siqueira, o s bloqueios mentais podem ser classificados em cinco categorias: Bloqueios culturais Bloqueios ambientais e organizacionais Bloqueios intelectuais e de comunicação Bloqueios emocionais Bloqueios de percepção Inês Guedes de Oliveira
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20. À mudança de perspectiva e de procura de enfoques não usuais, Edward De Bono chama de Pensamento Lateral (Lateral Thinking) O Pensamento Lateral pode ser definido como uma perspectiva heurística para solução de problemas, em que você tenta olhar o problema de vários ângulos, em vez de atacá-lo de frente. É o uso de um processo não linear de raciocínio, para questionar suposições, mudar perspectivas e gerar novas ideias. Inês Guedes de Oliveira
  • 21. COMO FAZER UM UP GRADE NAS SUAS IDEIAS... Técnicas de 1 – Brainstorming 2 – Associação de Ideias | Analogias 3 – Listagem de atributos 4 – Mapa Mental 5 – Nove Janelas 6 – Relações Forçadas 7 – Positivo, Negativo, Interessante 8 – Outros Pontos de Vista Inês Guedes de Oliveira
  • 22. 1 – Brainstorming O que é Brainstorming é uma ferramenta para geração de novas ideias, conceitos e soluções para qualquer assunto ou tópico num ambiente livre de críticas e de restrições à imaginação. 1.º  - Definir o problema 2.º Produção de ideias. 3.º  - Avaliação das ideias. 4.º  - Eliminação de ideias. 5.º  - Registo das ideias finais e das respectivas prioridades e formas de implementação e/ou de resolução dos problemas. Inês Guedes de Oliveira
  • 23. 2 – Associação de Ideias | Analogias O que é Permitir que a mente faça associações livres de palavras, conceitos e objectos pode gerar rasgos de criatividade.  1. Anunciar o problema/desafio 2. Escolher uma palavra chave 3. Escolher um outro campo de ideias paralelo àquele do problema/desafio 4. Relacioná-los escolhendo particularidades ricas 5. Procurar semelhanças e conexões entre eles 6. Colher os resultados... Inês Guedes de Oliveira
  • 24.
  • 25. Inês Guedes de Oliveira
  • 26. Inês Guedes de Oliveira
  • 27. Inês Guedes de Oliveira
  • 28. Inês Guedes de Oliveira
  • 29. Inês Guedes de Oliveira
  • 30. Inês Guedes de Oliveira
  • 31. Inês Guedes de Oliveira
  • 32. Inês Guedes de Oliveira
  • 33. Inês Guedes de Oliveira
  • 34. Inês Guedes de Oliveira
  • 35. Inês Guedes de Oliveira
  • 36. Inês Guedes de Oliveira
  • 37. Inês Guedes de Oliveira
  • 38. Inês Guedes de Oliveira
  • 39. Inês Guedes de Oliveira
  • 40. Inês Guedes de Oliveira
  • 41. A criatividade A criatividade tem como efeito a flexibilidade de pensamento, a originalidade das ideias e a fluidez de expressão, potenciando, simultaneamente, a comunicação e a expressão pessoal, ao despertar a curiosidade e o espírito crítico e ao valorizar as manifestações lúdicas Inês Guedes de Oliveira
  • 42. Quem tem estudado a criatividade? Tradicionalmente a criatividade tem sido estudada pela psicologia. Mas também tem sido alvo de estudo da neurociências , da psicanálise , da epistemologia e da sociologia . As neurociências procuram descrever as estruturas e os mecanismos bioquímicos e bioeléctricos que regulam a actividade criativa. A psicanálise procura compreender quais são os impulsos inconscientes que induzem a criar e quais são os que reprimem esse instinto. A psicologia explorou os tipos de criatividade, as fases do processo criativo, a diferença entre criatividade e inteligência e os modos possíveis de ensinar e desenvolver a criatividade. A epistemologia estuda como se estrutura e desenvolve o conhecimento. A sociologia procura entender quais os relacionamentos entre sociedade e criatividade, como remover os obstáculos sociais à criatividade, quais as particularidades organizacionais que caracterizam a criatividade Inês Guedes de Oliveira