Capacidades2

2.177 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.177
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
402
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Capacidades2

  1. 1. Capacidades Vs Competências Uma diferenciação fundamental 2008
  2. 2. Conceito: Capacidade <ul><li>O termo Capacidade possui diferentes sentidos: </li></ul><ul><li>Poder, Aptidão para fazer algo (X. Roegiers, 2004, p. 35); </li></ul><ul><li>Actividade que se exerce; </li></ul><ul><li>Actividade intelectual estabilizada e reprodutível em campos diversos de conhecimento que se manifesta através da obra de conhecimento (Meirieu cit. Por Roegiers, 2004, p. 36); </li></ul><ul><li>A Capacidade pode ser na realidade: cognitiva, psicomotora, socio-afectiva. </li></ul>
  3. 3. Características da Capacidade <ul><li>Transversalidade : pode ser mobilizada em diferentes disciplinas e em diferentes graus, sobretudo as capacidades cognitivas de base </li></ul><ul><li>Evolutividade: desenvolve-se progressivamente, ao longo da vida para ser exercida: </li></ul><ul><ul><li>Mais rapidamente </li></ul></ul><ul><ul><li>Mais precisamente </li></ul></ul><ul><ul><li>Mais “confiávelmente” </li></ul></ul><ul><ul><li>Mais espontaneamente (saber ser) </li></ul></ul><ul><li>Transformação: as capacidades operacionais transformam-se em esquemas interiorizados, automatismos. </li></ul>
  4. 4. Tipos de Capacidade <ul><li>Saber redizer e refazer : reproduzir o aprendido memorizar e restituir; </li></ul><ul><li>Saber fazer cognitivo : transformação de mensagens em situações diferentes das da aprendizagem inicial; </li></ul><ul><li>Saber-fazer gestual : a capacidade se exerce numa situação diferente da aprendizagem inicial e implica mais do que repetir; </li></ul><ul><li>Saber ser : actividade em que a pessoa manifesta como se vê (conceito de si e auto-estima) é adicional ao que existe e remete para valores; </li></ul><ul><li>Saber transformar-se : envolver-se continuamente num projecto. </li></ul>
  5. 5. Capacidades de Base <ul><li>Vários são os exemplos de capacidades: </li></ul><ul><li>Identificar, comparar, memorizar, analisar, seriar, observar, abstrair… </li></ul><ul><li>Capacidades cognitivas de base (X. Roegiers, 2004, p. 40): são as essenciais que devem ser adquiridas num determinado nível de estudo para poder prosseguir noutro nível </li></ul><ul><li>São saber-fazer cognitivo do tipo: </li></ul><ul><li>Domínio da língua de aprendizagem (saber ler) </li></ul><ul><li>Conceptual(saber abstrair) </li></ul><ul><li>Metodológica (saber aprender) </li></ul><ul><li>Criativas (pensamento convergente, saber comunicar) </li></ul>
  6. 6. Conceito: Competência <ul><li>Processo de mobilização de diferentes capacidades e conhecimentos feita na prática e numa situação de integração significativa. </li></ul><ul><li>Conceito integrador que tem em conta: os conteúdos, as actividades e as situações nas quais elas se exercem. </li></ul><ul><li>Conjunto integrado de capacidades que permite apreender uma situação e responder a ela mais ou menos pertinentemente (Roegiers, 1993, cit. em Roegiers, 2004, p.45) </li></ul><ul><li>Conjunto ordenado de capacidades (actividades) que são exercidas sobre conteúdos em uma determinada categoria de situações para resolver problemas apresentados por estas (De Ketele cit. Por Roegiers, 2004, p. 45). </li></ul><ul><li>Um saber-agir : saber integrar, mobilizar e transferir um conjunto de recursos (conhecimentos, saberes, aptidões, etc.) em um contexto para encarar os diferentes problemas encontrados ou para realizar uma tarefa. (Le Boterf, cit. por Roegiers, 2004, p. 46) </li></ul><ul><li>Possibilidade para um indivíduo, de mobilizar, de maneira interiorizada, um conjunto integrado de recursos com vista a resolver uma família de situações-problema . (Perrenoud, cit. Por Roegiers, 2004, p. 46) </li></ul>
  7. 7. Competência de Base <ul><li>Instalação de saberes adquiridos de base mobilizáveis de maneira prática e efectiva (Roegiers, 2004, p. 17) </li></ul><ul><li>Competência transversal </li></ul><ul><li>É a que permite estabelecer relações entre as aprendizagens e as diferentes actividades em diversos contextos da vida de um individuo. </li></ul>
  8. 8. Características de uma Competência <ul><li>Mobilização de um conjunto de recursos; </li></ul>Habilidades Conhecimentos Atitudes Aptidões SITUAÇÃO
  9. 9. Características de uma competência <ul><li>Carácter finalizado: integrar saberes e saber-fazer de forma concreta em situações reais. </li></ul>
  10. 10. Características de uma competência <ul><li>Avaliabilidade : Uma competência pode ser medida na qualidade da execução da tarefa e do resultado; é avaliada por meio de situações particulares pertencentes à família de situações-problemas . </li></ul>
  11. 11. Características de uma competências <ul><li>Fonte: Roegiers, 2004, p. 49 </li></ul>
  12. 12. Família de Situações <ul><li>Situação : conjunto contextualizado de informações a serem articuladas com vista a realização de uma tarefa determinada . </li></ul><ul><li>Parâmetros para circunscrever a família de situações: </li></ul><ul><li>- Suporte dado à situação (aquilo que se dá ao adulto) </li></ul><ul><li>Tipo de tarefa: grau de complexidade, nível de precisão esperado, etc. </li></ul>
  13. 13. Situações de integração <ul><li>Situação de integração: permite que o adulto/formando mostre capacidade de mobilizar diferentes aquisições de maneira eficaz e operacional. </li></ul><ul><li>Tipos de situação: </li></ul><ul><li>O individuo pode mobilizar recursos cognitivos permitindo um tratamento imediato e automatizado; </li></ul><ul><li>O adulto/formando necessita, para dominar a situação, de reflectir , ter tempo para e investir energias necessárias para recombinar, diferenciar, coordenar recursos e conhecimentos existentes. </li></ul>
  14. 14. Situação-problema <ul><li>Características de uma situação-problema em contexto: </li></ul><ul><li>É organizada em torno da resolução de um obstáculo ; </li></ul><ul><li>Deve ter carácter concreto permitindo a formulação de hipóteses e conjecturas; </li></ul><ul><li>O(s) Adulto(s) deve ver a situação-problema como verdadeiro enigma a ser resolvida ; </li></ul><ul><li>Deve oferecer resistência suficiente para que o adulto invista nela seus conhecimentos anteriores e elabore novas ideias; </li></ul><ul><li>Deve estimular conflitos socio-cognitivos; </li></ul><ul><li>Perrenoud, P. Dez Novas Competências para Ensinar, Ec. Artmed, 2000, pp42-43 </li></ul>
  15. 15. Situação-problema (cont.) <ul><li>Características de uma situação-problema em contexto: </li></ul><ul><li>A necessidade de resolver o obstáculo leva os adultos a elaborar e apropriar os instrumentos de construção da solução mas esta não deve estar fora do alcance dos mesmos; </li></ul><ul><li>A validação da solução resulta do modo de estruturação da solução; </li></ul><ul><li>Exame colectivo do caminho percorrido pelos adultos para que estes tomem consciência das estratégias utilizadas. </li></ul><ul><li>Perrenoud, P. Dez Novas Competências para Ensinar, Ec. Artmed, 2000, pp42-43 </li></ul>
  16. 16. Situação significativa <ul><li>Mobiliza o sujeito, dá-lhe vontade de agir; dá sentido ao que ele aprende </li></ul><ul><li>Interpela o adulto naquilo que vive e leva-o a mobilizar saberes, </li></ul><ul><li>Aparece como um desafio; </li></ul><ul><li>Aparece como sendo útil </li></ul><ul><li>Permite contextualizar os saberes; </li></ul><ul><li>Interpela sobre a construção dos saberes; </li></ul><ul><li>Permite evidenciar a distancia entre a teoria e a prática; </li></ul><ul><li>Permite avaliar e medir a distancia entre o que o adulto sabe para resolver uma situação complexa e o que ele deverá aprender. </li></ul>
  17. 17. Situação significativa <ul><li>O que mostra o carácter significativo? </li></ul><ul><li>O contexto : toca o centro de interesses dos alunos, aquilo que ele vive; </li></ul><ul><li>A Função : faz avançar num trabalho complexo; </li></ul><ul><li>As informações : evidencia distância entre a teoria e a prática; </li></ul><ul><li>A Tarefa : mostra um desafio; </li></ul>
  18. 18. Situação complexa <ul><li>Provoca conflitos socio-cognitivos por remeter a contradições; </li></ul><ul><li>Implica a mobilização de várias aquisições (saberes, atitude, etc.) do indivíduo; </li></ul><ul><li>Situação aberta, inesperada no início que permite ao adulto dar à situação o seu toque pessoal. </li></ul>
  19. 19. Para formular uma competência <ul><li>Deve-se definir o que se espera do adulto focando: </li></ul><ul><li>1.1 O tipo de tarefa esperado: </li></ul><ul><li>1.1.1 Resolução de problema; </li></ul><ul><li>1.1.2 Criação de algo novo: </li></ul><ul><li>1.1.3 Execução de uma tarefa habitual; </li></ul><ul><li>1.1.4 Acção sobre o meio. </li></ul>
  20. 20. Para formular uma competência <ul><li>2. Deve-se definir o tipo de suporte e as condições de execução da tarefa: </li></ul><ul><li>2.1 Indicando os parâmetros de situação (aquilo que se dá aos adultos, o material que se dá ao adultos); </li></ul><ul><li>2.2 Indicando o grau de complexidade da tarefa, nível de precisão esperado, volume de produção, etc. </li></ul>
  21. 21. Exemplos de competências <ul><li>Redigir um texto prescritivo e um texto narrativo de uma dezena de linhas em situação de comunicação; </li></ul><ul><li>Conduzir um debate num grupo de 10 a 15 pessoas; </li></ul><ul><li>Resolver um problema matemático aplicando as operações; fundamentais e a percentagens em números inteiros; </li></ul><ul><li>Resumir um artigo de jornal perante outras pessoas; </li></ul><ul><li>Apresentar-se destacando um aspecto de si ou do seu meio imediato (família, escola…); </li></ul><ul><li>A partir de um desenho ou de uma situação vivida o adulto deve evidenciar diferentes problemas de poluição da água, do ar e propor soluções apropriados para eles. </li></ul>
  22. 22. FIM <ul><li>Adaptado de:   </li></ul><ul><li>http://wsl.cemed.ua.pt/blogs/cpf/wp-content/uploads/2007/01 </li></ul>

×