A EvoluçãO Humana

149.331 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Turismo
8 comentários
31 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
149.331
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
306
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2.862
Comentários
8
Gostaram
31
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A EvoluçãO Humana

  1. 1. A Evolução Humana
  2. 2. Introdução <ul><li>Através da realização deste trabalho pretendo esclarecer como foi que afinal o homem evoluiu desde um primata até ao Homo Sapiens Sapiens. </li></ul><ul><li>Tentarei esclarecer como eram os primatas antes do género Homo e um dos meus objectivos será chegar a uma conclusão, mais ou menos plausível, para o porquê da evolução. </li></ul><ul><li>Para além disso será também interessante tentar saber como e que as diferentes espécies evoluíram e quais a características principais de cada um. </li></ul><ul><li>Quando chegar à parte do Homo Sapiens Sapiens falarei também sobre os problemas que esta espécie está a causar no meio ambiente como por exemplo a destruição da camada de Ozono ou o efeito de estufa. </li></ul><ul><li>Será o fim do Homem , ou a origem de uma nova evolução? </li></ul>
  3. 3. Evolução Humana <ul><li>A Evolução Humana é o nome dado ao processo de mudança e adaptação pelo qual os seres humanos se tornaram numa nova espécie. </li></ul><ul><li>Tendo em vista analisar detalhadamente como e que todas as alterações ocorreram o seu estudo diverge em diferentes áreas como a Psicologia Evolucionista, a Biologia Evolutiva, a Genética e a Antropologia Física. </li></ul><ul><li>O termo &quot;humano&quot;, centraliza a evolução no género Homo , no entanto é impossível considerar este género isoladamente se não pensarmos nos outros Hominídeos que lhe deram origem, como por exemplo o Australopitecos . </li></ul>
  4. 4. Evolução Humana <ul><li>A partir dos anos 60 com a teoria evolucionista de Darwin, vários cientistas tentaram procurar qual teria sido o elo de ligação entre o macaco e o Homem. </li></ul><ul><li>Começaram por procurar o ancestral comum a todos os primatas, o Proconsul , que teria vivido á cerca de 17 a 20 M.A, no entanto estavam errados. </li></ul><ul><li>Hoje, os cientistas defendem que foi o Plesiadapis, que viveu há 58 -55 M.A que foi o mais antigo ancestral do Homem. </li></ul>
  5. 5. Evolução Humana Plesiadapis Proconsul
  6. 6. Quais as Diferenças Entre Um Símio e um Hominídeo ? <ul><li>“ >Inteligência superior; </li></ul><ul><li>>Linguagem articulada; </li></ul><ul><li>>Elaboração de conceitos abstractos; </li></ul><ul><li>>Fabrico e manuseio de instrumentos; </li></ul><ul><li>>Vida social complexa e com esforço cooperativo; </li></ul><ul><li>>Cérebro de grande capacidade; </li></ul><ul><li>>Caixa craniana maior que a face; </li></ul><ul><li>>Face vertical com arcada supraciliar reduzida, maxilar inferior pouco saliente e com dentes de tamanho regular; </li></ul><ul><li>>Cabelo longo de crescimento contínuo e pêlos corporais escassos;” </li></ul><ul><li>retirado de http://curlygirl.naturlink.pt/homem.htm#primeirosmamiferos </li></ul>
  7. 7. Quais as Diferenças Entre Um Símio e um Hominídeo ? <ul><li>“ >Mãos com polegares bem desenvolvidos e oponíveis, pernas 30%  mais longas que os braços e mais fortes, dedo grande do pé não oponível; </li></ul><ul><li>>Corpo com camada de gordura subcutânea; </li></ul><ul><li>>Dentes em arcada arredondada, caninos pequenos e pré-molares bicuspides; </li></ul><ul><li>>Infância e maturação esquelética prolongada. </li></ul><ul><li>>Bipedismo levou ao surgimento de numerosas alterações a nível evolutivo e morfológico; </li></ul><ul><li>>Evolução do cérebro </li></ul><ul><li>>Linguagem artigulada; </li></ul><ul><li>>Aspectos Culturais” retirado de http://curlygirl.naturlink.pt/homem.htm#primeirosmamiferos </li></ul>
  8. 8. Classificação Científica dos Hominídeos Neandertal Domínio Eukaryota Reino Animalia Filo Chordata Subfilo Vertebrata Classe Mammalia Ordem Primates Família Hominidae Subfamília Homininae
  9. 9. Os Primatas <ul><li>Os Primatas possibilitaram a evolução para os hominídeos devido essencialmente ao facto de possuírem 5 dedos em todas as patas, o que possibilitou uma grande interacção com o meio e uma descoberta do mundo envolvente, bem como o facto de possuírem um polegar disposto a 90º dos restantes dedos, o que possibilitou que facilmente pegassem em objectos. </li></ul><ul><li>Para além disto a ordem dos primatas conta ainda com amplos membros o que possibilita a que as espécies saltam facilmente de ramo para ramo. </li></ul><ul><li>Outro factor importante foi também a visão estereoscópica que possibilitou que tivessem noção da distancia a que se encontravam as arvores. </li></ul><ul><li>Por fim o facto de viverem em comunidade possibilitou a que desenvolvessem o cérebro e que partilhassem as suas descobertas. </li></ul>
  10. 10. Os Primatas <ul><li>Mas afinal o que difere os primatas dos outros mamíferos? </li></ul><ul><li>>Adaptação á vida arborícola que fornece protecção; </li></ul><ul><li>>Dedos preênseis que possibilitam o manuseio de objectos; </li></ul><ul><li>>Unhas que facilitam o acto de agarrar; </li></ul><ul><li>>Articulações com grande mobilidade, o que fornece agilidade; </li></ul><ul><li>>Adaptação á vida em sociedade, que possibilita a transferência de conhecimentos; </li></ul><ul><li>>Desenvolvimento das faculdades mentais </li></ul><ul><li>>Adaptação a uma alimentação omnívora, facto que permite subsistir dependendo da carência de algum tipo de alimentação. </li></ul>
  11. 11. Os Primatas <ul><li>Exemplos de Primatas: </li></ul>Orangotango Gorila Australopitecos
  12. 12. Os Hominídeos Pré Postura Bípede Sahelanthropus tchadensis mais ou menos 7 milhões de anos Orrorin ugenensis aproximadamente 7 milhões de anos Ardipithecus kadabba entre 5,54 e 5,77 milhões de anos Ardipithecus ramidus entre 4,5 e 4,1 milhões de anos
  13. 13. Aparecimento de Postura Bípede <ul><li>Existe alguma controvérsia acerca do aparecimento da postura bípede, de facto não há um marco histórico que nos permite dizem quando foi que ela surgiu, no entanto pensa-se que o seu surgimento foi gradual e devido essencialmente ao aparecimento do Rift africano que levou a que os primatas tivessem de andar longas caminhadas sem se poderem deslocar de árvore para árvore. </li></ul><ul><li>Na verdade, esta postura é altamente vantajosa, pois ela proporcionou aos hominídeos uma locomoção rápida e cómoda, para além disso é muito mais eficiente porque possibilitou a procura de predadores e presas por cima da vegetação arbustiva enquanto se deslocavam, bem como o transporte de objectos devido ao facto de terem liberto os dois membros superiores. </li></ul>
  14. 14. Os Hominídeos <ul><li>Árvore genealógica dos Hominídeos </li></ul>
  15. 15. Os Hominídeos <ul><li>Australopitecos </li></ul><ul><li>Anamensis </li></ul>Localização Quénia Datação 3,9 a 4,2 M.a. Peso entre 46 e 55 Kg. Crânio desconhecido Paleontologia descoberta em 1994 por Meave Leakey, 21 fósseis no total
  16. 16. Os Hominídeos <ul><li>Australopitecos </li></ul><ul><li>afarensis </li></ul>Localização África Datação 3.9 a 2.9 M.a. Peso entre 30 e 40 Kg. Crânio 380 a 480cm³ Paleontologia Lucy, descoberta em 1974 por Tom Gray
  17. 17. Os Hominídeos <ul><li>Australopitecos </li></ul><ul><li>africanus </li></ul>Localização África Datação 2 a 3 M.a. Peso Cerca de 40 Kg Crânio Cerca de 440cm³ Paleontologia Criança de 6 anos descoberta por Raymond Dart
  18. 18. Os Hominídeos <ul><li>Australopitecos </li></ul><ul><li>garhi </li></ul>Localização África Datação 2,5-2,6 M.a. Peso desconhecido. Crânio Cerca de 450 cm³ Paleontologia descoberto em 1996, por Berhane Asfaw e Tim White,
  19. 19. Os Hominídeos <ul><li>Paranthropus </li></ul><ul><li>aethiopicus </li></ul>Localização África Datação 2,8 a 2,2 M.a. Peso desconhecido. Crânio Cerca de 410 cm³ Paleontologia Descoberto em 1985 no lago Turkana, Quénia
  20. 20. Os Hominídeos <ul><li>Paranthropus </li></ul><ul><li>boisei </li></ul>Localização África Datação 2,6 a 1,2 M.a. Peso 45 – 68 kg. Crânio Entre 500 and 550 cm³ Paleontologia Descoberto por Mary Leakey em 1959 , na Tanzânia
  21. 21. Os Hominídeos <ul><li>Paranthropus </li></ul><ul><li>robustos </li></ul>Localização África Datação 2 a 1.2 M.a. Peso Cerca de 54 kg Crânio entre 410 e 530 cm³ Paleontologia Descoberto em 1938.
  22. 22. O Género Homo <ul><li>Actualmente a espécie Sapiens Sapiens é a única descendente do género Homo que ainda se encontra viva, todas as outras foram já extintas. </li></ul><ul><li>Muitas delas seriam nossos antepassados, no entanto outras podem ter sido apenas outras evoluções que acabaram por se extinguir. </li></ul><ul><li>As diferenças entre as várias espécies são, nalguns casos, mínimas e existe pouca informação, o que leva a que não haja um consenso acerca de quais as espécies que deveriam ser consideradas isoladas e quais as que deveriam ser consideradas subespécies de outras espécies. </li></ul><ul><li>Homo provem do latim e significa pessoa, este termo foi inicialmente utilizado por Carolus Linnaeus quando elaborou o seu sistema de classificação. </li></ul>
  23. 23. O Género Homo <ul><li>Homo habilis </li></ul>Apesar de pertencer ao género Homo esta espécie era bastante diferente de nós, os seus braços eram bastante longos, o seu crânio muito menor e assemelhava-se a um australopitecos. O seu nome habilis provem da sua habilidade para o manuseio e criação de utensílios de osso e pedra. Embora muitos cientistas o considerem o antepassado directo do homem, esta opinião não é consensual.
  24. 24. O Género Homo <ul><li>Homo habilis - Características </li></ul>Localização Sul e Leste de África Datação 2,4 a 1,8 M.a. Peso 30 a 40 kg Altura +/- 1 metro Crânio Cerca de 510 cm³ Alimentação Omnívora Paleontologia descoberto na Suazilândia em 1964 por Louis Leakey
  25. 25. O Género Homo <ul><li>Homo rudolfensis </li></ul>O Homo rudolfensis e o Homo habilis coexistiram há cerca de 2 milhões de anos atrás. Não se sabe ao certo qual das duas surgiu primeiro, no entanto há cientistas que defendem que o Homo rudolfensis é uma variação do Homo habilis.
  26. 26. O Género Homo <ul><li>Homo rudolfensis - Características </li></ul>Localização África Datação 2,4 a 1,8 M.a. Peso desconhecido Altura controversa Crânio 600-800 cm³ Alimentação Omnívora Paleontologia descoberto por Bernard Ngeneo em 1972
  27. 27. A Importância do Domínio do Fogo <ul><li>O domínio do fogo foi um dos passos mais importantes na evolução do Homem, este avanço foi conquistado pelos Homo ergaster ou pelos homo erectus . </li></ul><ul><li>O fogo era criado friccionando dois pedaços de madeira de dureza diferente ou fazendo chocar 2 pedras saltando faísca. </li></ul><ul><li>Esta conquista permitiu aos Hominídeos aquecerem-se, afastarem predadores, conseguirem ver na ausência de luz, cozinhar alimentos e ainda produzir instrumentos. </li></ul><ul><li>Para além disso o fogo permitiu o desenvolvimento da vida social, visto os hominídeos juntarem-se a volta da fogueira para se aquecerem, o que levou ao “convívio”. </li></ul>
  28. 28. O Género Homo <ul><li>Homo ergaster </li></ul>Ergaster deriva do grego ergaster que significa trabalhador. Este nome é-lhe atribuído devido ao facto de terem sido encontrados machados e facas perto dos seus fósseis. Alguns cientistas defendem que esta espécie já domina o fogo. Foram os primeiros a dominar um sistema complexo de linguagem, juntamente com o Homo erectus.
  29. 29. O Género Homo <ul><li>Homo ergaster - Características </li></ul>Localização África do Sul Datação 1,9 a 1,4 M.a. Peso 60 a 70 kg Altura +/- 1.9 m Crânio 700 - 850 cm³ Alimentação Omnívora Paleontologia Descoberto em 1984, por Kamoya Kimeu no quénia
  30. 30. O Género Homo <ul><li>Homo erectus </li></ul>O Homo erectus foi o primeiro hominídeo a deixar a África, existem evidencias da sua presença, para além desse continente, na Europa, Vietnam e China. O Homo erectus evidencia-se pelo domínio do fogo e pela habilidade de comunicação com os outros da mesma espécie. Viviam essencialmente em cavernas e faziam ferramentas de osso, madeira e pedra.
  31. 31. O Género Homo <ul><li>Homo erectus - Características </li></ul>Localização Africa, Europa, Indonesia, Vietnam e China Datação 1,8M.a 300 Mil anos Peso +/- 60 kg Altura +/- 1. 8 m Crânio 850 - 1100 cm³ Alimentação Omnívora Paleontologia Descoberto por Eugéne Dubois, na região central de java
  32. 32. O Género Homo <ul><li>Homo heidelbergensis </li></ul>O Homo heidelbergensis é um antepassado directo do Homo neanderthalensis , no entanto, hoje sabe-se que não é um antepassado directo do Homo sapiens sapiens . A sua tecnologia já era bastante desenvolvida e contava com machados, lanças e utensílios de caça, visto não haver vegetação devido ao gelo. Dominavam o fogo, pois existem evidencias de fogueiras.
  33. 33. O Género Homo <ul><li>Homo heidelbergensis - Características </li></ul>Localização Africa, Europa Datação 600 - 400 Mil anos Peso +/- 100 kg (masculinos) Altura +/- 1,8 m Crânio 1100-1400 cm³ Alimentação Carnívora Paleontologia Descoberto em 1907 em Mauer
  34. 34. O Género Homo <ul><li>Homo sapiens idaltu </li></ul>A origem do Homo idaltu é bastante controversa, muitos acreditam ser um descendente directo do Homo sapiens sapiens , mas outros dizem que é uma sub espécie extinta.
  35. 35. O Género Homo <ul><li>Homo sapiens idaltu - Características </li></ul>Localização Africa Datação 160 Mil anos Peso desconhecido Altura desconhecida Crânio 1450 cm³. Alimentação Omnívora Paleontologia Descoberto por Herto Bouri , na Etiópia, em 1997.
  36. 36. O Género Homo <ul><li>Homo floresiensis </li></ul>Foram encontrados 3 esqueletos quase completos de Homo florensiensis na ilha das Flores, na indonésia, este indivíduos combinavam características de australopitecos e homo erectus com homo sapiens. Embora o seu cérebro fosse extremamente pequeno, tinha a capacidade de construir utensílios, contudo as suas mãos não eram humanas.
  37. 37. O Género Homo <ul><li>Homo floresiensis - Características </li></ul>Localização Indonésia Datação 13 Mil anos Peso +/- 60 kg Altura 1,0 - 1,5 m Crânio 380 cm³ Alimentação Omnívora Paleontologia Liang Bua limestone cave, nas Flores, Indonésia
  38. 38. O Género Homo <ul><li>Homo sapiens neanderthalensis </li></ul>Os Neandertais comiam essencialmente carne, não se sabe ao certo porque foram extintos pensa-se que tenha sido devido ao frio ou devido a confrontos com outras espécies. Eram caçadores natos e formavam equipas para isso. O seu queixo e testa eram diminutos, ao contrário da cavidade craniana que era maior do que a dos sapiens sapiens . No entanto não eram tão inteligentes. Esta espécie era muito hábil na construção de ferramentas e enterrava os mortos.
  39. 39. O Género Homo <ul><li>Homo sapiens neanderthalensis - Características </li></ul>Localização Europa, Oeste da Ásia, Datação 300 a 29 Mil anos Peso +/- 80 kg Altura 1. 65 m Crânio 1200 e 1700 cm³ Alimentação Omnívora Paleontologia Descoberto por Engis, Belgium em 1829
  40. 40. O Género Homo <ul><li>Cro-Magnon </li></ul>Cro-Magnon foram os primeiros Homo sapiens sapiens . Usavam pendentes e colares, pensa-se que tenham a ver com rituais s de morte para os elementos da comunidade que morriam. A sua única diferença para os Humanos actuais era a sua robustez e a caixa craniana um pouco maior. Tinham os seus próprios abrigos e utilizavam produtos químicos para pintar, tendo criado o primeiro calendário.
  41. 41. O Género Homo <ul><li>Cro-Magnon Características </li></ul>Localização Africa, Europa, Asia Datação 40 – 10 Mil anos Peso 60 - 70 kg Altura +/- 1. 7 m Crânio 1350 cm³ Alimentação Omnívora Paleontologia Descoberto por Louis Lartet, 1868
  42. 42. O Género Homo <ul><li>Homo sapiens sapiens </li></ul>Pensa-se que o Homo sapiens surgiu há 200 Mil anos no Este de África. Esta espécie caracteriza-se por um comportamento social muito desenvolvido e pela extrema capacidade de invenção e criação de objectos. Destacam-se também pela simbologia e pela constante criação de arte.
  43. 43. O Género Homo <ul><li>Homo sapiens sapiens Características </li></ul>Localização Todo o mundo Datação Surgiu há 150 mil anos Peso +/- 86 kg Altura +/- 1. 7 m Crânio 1400 cm³ Alimentação Omnívora Paleontologia -
  44. 44. Problemas Causados Pelo Homo sapiens sapiens <ul><li>Ao fim de tantos Milhões de anos a servir-se da Natureza o Homem, começa agora a servir-se dela de uma forma exploratória exagerada. </li></ul><ul><li>São vários os problemas causados pelo Homem, como a Poluição, pela qual se entende a introdução pelo homem, directa ou indirectamente de substancias ou energia no ambiente, provocando um efeito negativo no seu equilíbrio, causando assim danos na saúde humana, nos seres vivos e no ecossistema ai presente. A poluição pode ser hídrica, atmosférica, do solo, visual, sonora. luminosa ou térmica. </li></ul><ul><li>Por outro lado o Homem também provoca a desflorestação para construir móveis ou para a produção de papel, originando assim que o rácio de oxigénio na atmosfera diminua. </li></ul><ul><li>A Destruição da Camada de Ozono através dos gases com CFCs permite que os raios Ultravioleta penetrem a nossa atmosfera originando temores e matando o plâncton. </li></ul><ul><li>O Efeito de Estufa está a aumentar devido essencialmente à libertação de dióxido de Carbono pelos automóveis e pelas Fábrica, provocando um aumento da temperatura global e originando o degelo das calotes polares que por sua vez originam a subida das águas do mar. </li></ul><ul><li>Outro problema causado pelo homem é a exploração dos recursos naturais de forma exagerada, brevemente não existirá petróleo, mas por um lado pode até ser bom pois deste modo a poluição atmosférica irá diminuir. </li></ul><ul><li>Existem ainda outros problemas, actualmente menores, mas que podem aumentar de importância no futuro como Caça excessiva, que provoca a extinção de muitas espécies, e desregula o funcionamento dos ecossistemas. Os incêndios florestais que são muitas vezes provocados por negligência humana que devastam grandes áreas de floresta. A radiação proveniente de detritos nucleares que ainda hoje cientistas de todo o mundo não sabem como controlar. </li></ul><ul><li>O Homo sapiens sapiens tenta tanto melhorar a sua vida a curto prazo que se esquece que a longo prazo vai necessitar de recursos naturais que hoje está a consumir em demasia. </li></ul><ul><li>Alguns destes problemas podem mesmo causar a extinção do Homem, ou será ele capaz de evoluir de uma forma diferente </li></ul>A Natureza permitiu ao Homem evoluir, será que ela nos perdoará a sua destruição e nós permitirá continuar a evoluir?
  45. 45. Conclusão <ul><li>Através da realização deste trabalho foi-me possível concluir que o Homem está em constante mudança, mesmo que não tenha consciência disso. </li></ul><ul><li>Também foi possível concluir que as alterações que ocorreram no género Homo foram lentas e progressivas e levaram milhões de anos até se concretizarem. </li></ul><ul><li>De facto ainda existe muita controvérsia acerca de muitos aspectos na evolução Humana, ainda hoje não se sabe quais os ascendentes exactos do Homem, até porque alguns deles viveram na mesma época e podem ter tido ligações entre si, originando indivíduos que não eram nem de uma espécie nem de outra. </li></ul><ul><li>Para finalizar gostava de desatacar que provavelmente sem a existência do domínio do fogo o Homem não teria evoluído tão rapidamente. </li></ul>
  46. 46. Bibliografia <ul><li>http://www.sciencedaily.com/articles/h/homo_heidelbergensis.htm </li></ul><ul><li>http://www.emdiv.com.br/mundo/povosetradicoes/1030-o-homem-de-cro-magnon-pre-historia.html </li></ul><ul><li>http://curlygirl.naturlink.pt/homem.htm#primeirosmamiferos </li></ul><ul><li>http://www.scribd.com/doc/3936672/Biologia-PPT-Evolucao-do-Homem </li></ul><ul><li>http://en.wikipedia.org/wiki/Human </li></ul><ul><li>http://pt.wikipedia.org/wiki/Evolu%C3%A7%C3%A3o_humana </li></ul><ul><li>http://www.geocities.com/CapeCanaveral/Lab/6969/evol.html#Características </li></ul><ul><li>http://www.grupoescolar.com/materia/evolucao_humana.html </li></ul><ul><li>http://www.guia.heu.nom.br/evolucao_humana1.htm </li></ul><ul><li>http://sophia1995.wordpress.com/2007/10/11/o-dominio-do-fogo </li></ul><ul><li>http://www.scribd.com/doc/2547196/artigo-a-evolucao-do-trabalho-do-homem-no-contexto-da-civilizacao </li></ul>

×