Relevo

2.289 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.289
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relevo

  1. 1. RelevoOs Domínios Morfológicos do Brasil Professor: José Rigoni Matéria: Geografia
  2. 2. Os Domínios Morfoclimáticos Aziz Nacib AbSaberOs domínios morfoclimáticos brasileiros são definidos a partir das característicasclimáticas, botânicas, pedológicas, hidrológicas e fitogeográficas; com esses aspectos épossível delimitar seis regiões de domínio morfoclimático. Devido à extensão territorial doBrasil ser muito grande, vamos nos defrontar com domínios muito diferenciados uns dosoutros. Esta classificação feita, segundo o geógrafo Aziz Ab’Sáber (1970), dividiu o Brasilem seis domínios: I – Domínio Amazônico – região norte do Brasil, com terras baixas e grandeprocesso de sedimentação; clima e floresta equatorial; II – Domínio dos Cerrados – região central do Brasil, como diz o nome,vegetação tipo cerrado e inúeros chapadões; III – Domínio dos Mares de Morros – região leste (litoral brasileiro), onde seencontra a floresta Atlântica que possui clima diversificado; IV – Domínio das Caatingas – região nordestina do Brasil (polígono dassecas), de formações cristalinas, área depressiva intermontanhas e de clima semi-árido; V – Domínio das Araucárias – região sul brasileira, área do habitat do pinheirobrasileiro (araucária), região de planalto e de clima subtropical; VI – Domínio das Pradarias – região do sudeste gaúcho, local de coxilhassubtropicais.
  3. 3. Jurandyr Luciano Sanches RossDepressão Periférica: estabelecidas nas regiões de contato entre estruturas sedimentares ecristalinas.Depressão Interplanáltica: estabelecidas em áreas mais baixas em relação aos planaltosque as circundam.Depressão Marginal: margeiam as bordas de bacias sedimentares, esculpidas em estruturascristalinas.Os planaltos, segundo a classificação de Jurandyr Ross, correspondem às estruturas quecobrem a maior parte do território e são consideradas formas residuais, ou seja,constituídas por rochas que resistiram ao trabalho de erosão. No Brasil existem 11planaltos divididos nos quatro grupos a seguir:Planaltos em Bacias Sedimentares: constituídos por rochas sedimentares e circundados pordepressões periféricas ou marginais.Planaltos dos Cinturões Orogênicos: originados pela erosão sobre os antigos dobramentossofridos na Era Pré-Cambriana pelo território brasileiro.
  4. 4. Planaltos em Núcleos Cristalinos Arqueados: estruturas que, embora isoladas e distantesumas das outras, possuem a mesma forma, ligeiramente arredondada.Planaltos em intrusões e coberturas residuais da plataforma (escudos):formações antigasda era Pré-Cambriana que possuem grande parte de sua extensão recoberta por terrenossedimentares.Nas planícies, onde predomina o trabalho de acumulação de sedimentos, as constituiçõesdas rochas se diferenciam dos planaltos e das depressões por serem formadas porsedimentação recente, com origem no Quaternário. No Brasil existem 6 planícies divididasem dois grupos:Planícies Costeiras: encontradas no litoral como as Planícies e Tabuleiros Litorâneos.Planícies Continentais: situadas no interior do país, são consideradas planícies as terrassituadas junto aos rios.
  5. 5. Relevo do Brasil 2006
  6. 6. O Relevo do Brasil é um domínio de estudos e conhecimentos sobre todos osplanaltos e planícies do território brasileiro.O Brasil é um país de altitudes modestas. Cerca de 40% do seu território encontra-seabaixo de 200 m de altitude, 45% entre 200 e 600 m, e 12%, entre 600 e 900m.[carece de fontes] O Brasil não apresenta grandes formações montanhosas, poisnão existe nenhum dobramento moderno em seu território.Tradicionalmente, o relevo do Brasil é dividido de acordo com a classificação deAbSaber, respeitado geógrafo paulista, pioneiro na identificação dos grandesdomínios morfoclimáticos nacionais. Sua classificação identifica dois grandes tipos deunidades de relevo no território brasileiro: planaltos e planícies.Mais recentemente, com os levantamentos detalhados sobre as característicasgeológicas, geomorfólogicas, de solo, de hidrografia e vegetação do país, foi possívelconhecer mais profundamente o relevo brasileiro e chegar a uma classificação maisdetalhada, proposta, em 1989, pelo conceituado professor Jurandyr Ross, doDepartamento de Geografia da Universidade de São Paulo. Na classificação de Ross,são consideradas três principais formas de relevo: planaltos, planícies e depressões.

×