Asn noticia6617706

339 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
339
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Asn noticia6617706

  1. 1. ASN - Agência Sebrae de Notícias - DF 29/10/2007 - 15:00Casa Cor 2007 valoriza artesanato e gera resultados sociaisSebrae está presente nas edições da Casa Cor 2007 com belos e refinados produtos artesanais desenvolvidos emdiferentes técnicas por comunidades de baixo IDH Vanessa BritoA Casa Cor, evento de arquitetura, decoração e design de interiores, é Divulgaçãouma excelente vitrine para o artesanato brasileiro. Particularmente nosespaços e ambientes montados pelo Sistema Sebrae dentro dasexposições, pode-se conhecer e adquirir peças e produtosdesenvolvidos por comunidades de artesãos de diversas regiões doPaís.Ao levar a produção artesanal à Casa Cor, a Instituição objetivafortalecer e inserir o artesanato nas tendências nacionais de arquiteturae decoração e, conseqüentemente, gerar renda para artesãos, que A Casa Cor dita tendências para a composição de diversos tipos demuitas vezes vivem em comunidades de baixo IDH (Índice de ambientesDesenvolvimento Humano). No momento, o evento está sendo realizadono Distrito Federal, Rio de Janeiro, Ceará, Bahia, Espírito Santo e Gramado (RS).Lançado em 1987, a Casa Cor é considerada a maior exposição de decoração do Brasil. Propostas de arquitetos, decoradores edesigners de interior são apresentadas anualmente nesse evento, realizado em vários estados e na capital federal. A Casa Cor ditatendências para a composição de diversos tipos de ambientes e está voltada a consumidores de alto poder aquisitivo.Nos últimos anos, o Sistema Sebrae tem marcado presença no evento, viabilizando a apresentação de peças utilitárias edecorativas, desenvolvidas em diferentes técnicas e por comunidades de artesãos de várias regiões brasileiras, em parceria comarquitetos e designers.A participação no Casa Cor gera visibilidade para o artesanato brasileiro, comprovando que suas peças e produtos possuem beleza,requinte e qualidade para figurar nos ambientes arrojados propostos por profissionais renomados da arquitetura e decoraçãonacional. Os resultados das vendas no evento representam trabalho e renda para dezenas de artesãos que vivem em comunidadesde baixa renda no interior ou nas regiões metropolitanas do País.Na Casa Cor Rio 2007, a temática é o luxo. Pelo terceiro ano consecutivo, a unidade doSebrae no Estado do Rio de Janeiro está participando do evento, realizado no Jóquei Clube. Num espaço de 90 metros quadrados,estão sendo apresentadas cerca de cem peças produzidas por seis grupos de artesãos, moradores de comunidades menosfavorecidas da capital fluminense. www.interjornal.com.br asn.interjornal.com.br
  2. 2. “Luxo é inclusão social, geração de trabalho e renda, empreendedorismo”, define Márcia Manhães, gerente da unidade de projetosespeciais do Sebrae/RJ, responsável pelo hall e galeria da Instituição no evento. Os produtos expostos estão fazendo sucesso,segundo ela.O revestimento de paredes e tetos de fibra de bananeira, tecido pelo grupo Trama e Raiz de Nova Iguaçu é um dos destaques.Aparadores de mesa feitos com bambu, a cerâmica negra feita na favela da Maré e os móveis desenvolvidos na BaixadaFluminense conquistam os visitantes.“As associações estão recebendo cerca de dez ligações por dia”, conta Márcia, entusiasmada. Cinqüenta artesãos serãobeneficiados pelas vendas realizadas na Casa Cor Rio 2007. Produtos artesanais oriundos de catorze estados também estãoexpostos pelo Sistema Sebrae na edição fluminense do evento. Organizadores estimam que o público visitante deverá ultrapassar onúmero de 40 mil pessoas.Qualidade brasiliense“O artesanato está em evidência no Casa Cor DF”, declara Rogéria Santa Cruz, gestora de artesanato e cultura do Sebrae noDistrito Federal. Arquitetos e designers de interiores agregam o artesanato nos ambientes propostos, harmonizando tendênciasatuais com o artesanato brasileiro feito na capital federal. “Estamos mostrando para os brasilienses que a cidade também tem ótimosprodutores de objetos e peças artesanais com design contemporâneo”, ressalta Rogéria.Peças em cerâmica, tecelagem, madeira, bordados, papel artesanal, fibras naturais, flores do Cerrado, entre outras, surpreendem osvisitantes do Casa Cor DF 2007. Elas foram desenvolvidas por 20 artesãos apoiados pela Instiuição. O Sebrae/DF promoveu umarodada de negócios no evento, reunindo 25 compradores e igual número de produtores. O total de vendas foi de R$ 204 mil.“Alguns compradores não sabiam que os produtos são feitos em Brasília”, comenta Rogéria. Essa foi a primeira rodada de negóciospromovida pelo Sebrae/DF na Casa Cor DF. “Ainda há quem ache que objetos e peças decorativas de bom gosto só são produzidosno Rio, São Paulo e Belo Horizonte”, lamenta a gestora.Pela primeira vez, um grupo de 80 artesãos da capital federal visitou o Casa Cor DF, levado pelo Sebrae/DF. "É importante para aauto-estima deles ver seus produtos expostos nesse evento”, comenta Rogéria. No domingo (28), a Casa Cor foi encerrada nacapital federal. “Foi uma vitrine de 45 dias”, diz Rogéria.Armazém do ArtesanatoNa Casa Cor Ceará 2007, o espaço do Sebrae chama-se Armazém do Artesanato. O evento foi aberto no dia 10 de outubro eprossegue até 11 de novembro. O objetivo principal da Instituição na edição cearense do evento é a sensibilização dos arquitetos emrelação ao artesanato produzido pelos grupos apoiados pelas ações da unidade do Sebrae no Ceará.O concurso Use o Artesanato do Ceará está sendo promovido dentro do Casa Cor no Estado pelo Sebrae/CE e vai premiar www.interjornal.com.br asn.interjornal.com.br
  3. 3. arquitetos que utilizam as peças cearenses nas propostas de decoração. O júri visitou os vários ambientes, no último dia 17, paraescolher a melhor delas. Uma peça de madeira na forma de lagarto, feita por um grupo do Cariri cearense, ficou em primeiro lugar.Outro concurso realizado pelo Sebrae/CE no mesmo evento é o Design do Ceará, com foco em inovação. “Serão premiados trêsambientes e três peças com design mais inovador, levando em conta a funcionalidade e o acabamento”, explica Elaine Alencar,gestora do programa de artesanato do Sebrae/CE. Nos dois concursos, os ambientes e peças classificadas em primeiro lugarreceberão como prêmio a inserção de foto na publicação O Melhor de Casa Cor 2007, além de troféus.“A valorização do artesanato brasileiro é uma antiga bandeira do Sistema Sebrae”, afirma Elaine. Algumas peças expostas noArmazém do Artesanato receberam tratamento de jóias. “Montamos uma vitrine de joalheria, na cor preta, com vidro e iluminaçãofocada para valorizar as peças feitas pelos artesãos”, esclarece a gestora.Serviço:Agência Sebrae de Notícias - (61) 3348-7494 e 2107-9359www.casacor.com www.interjornal.com.br asn.interjornal.com.br

×