ENGENHARIA DE SOFTWARE
PARA WEB
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E
TECNOLOGIA BAIANO
Discente: Daniel Santos / Iuri ...
INTRODUÇÃO
2
A WEB, EXPANSÃO E EVOLUÇÃO
3
A WEB, EXPANSÃO E EVOLUÇÃO
•Murugesan destaca que a Internet levou apenas
quatro anos para estar em 30% dos lares
american...
5
A WEB, EXPANSÃO E EVOLUÇÃO
•A ausência de planejamento, projetos mal feitos e
falta de gerenciamento acabam gerando
conseq...
O QUE É ENGENHARIA DE
SOFTWARE WEB?
7
O QUE É ENGENHARIA DE SOFTWARE PARA
WEB?
• Os sistemas e aplicativos para Web caracterizam-se
por tornar disponível uma va...
ENGENHARIA WEB
X
ENGENHARIA DE SOFTWARE
TRADICIONAL
9
Segundo Pressman, as seguintes características
podem ser encontradas na grande maioria dos
aplicativos para a Web:
Evoluçã...
As aplicações Web podem ser categorizadas
desta forma:
Download
Entrada de Usuário
Informacional
Personalizável
Orientado ...
MODELO DE PROCESSO
12
PASSO PARA UM APLICATIVO WEB DE
SUCESSO
• Entender o funcionamento geral e operacional do
ambiente dos sistemas;
• Identif...
PROBLEMAS QUE NORMALMENTE OCORREM
• Inconsistência das informações;
• Manutenção normalmente utiliza muitos recursos e
tem...
INTERFACE WEB
15
TESTE DE USABILIDADE
ESTUDO DE CASO
16
METODOLOGIA UTILIZADA NA
AVALIAÇÃO DOS SITES E
OBJETIVOS
17
RECOMENDAÇÕES SIMPLES
• Não se deve forçar o usuário a ler grandes
quantidades de texto, principalmente se for texto
expli...
1. Visibilidade de Status do Sistema;
2. Relacionamento entre a interface do sistema e o mundo
real;
3. Liberdade e contro...
TESTE DE USABILIDADE
LOJAS AMERICANAS
20
21
TESTE DE USABILIDADE
MERCADO LIVRE
22
23
24
SITE SEM ENGENHARIA DE
SOFTWARE PARA WEB
25
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Engenharia de software para Web

384 visualizações

Publicada em

Engenharia de software para web.

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Engenharia de software para Web

  1. 1. ENGENHARIA DE SOFTWARE PARA WEB INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO Discente: Daniel Santos / Iuri Deivison / Renilson dos Santos Docente: Mª Eneida Rios Disciplina: Engenharia de software / 2º semestre 2015.1
  2. 2. INTRODUÇÃO 2
  3. 3. A WEB, EXPANSÃO E EVOLUÇÃO 3
  4. 4. A WEB, EXPANSÃO E EVOLUÇÃO •Murugesan destaca que a Internet levou apenas quatro anos para estar em 30% dos lares americanos. É um tempo bem curto quando comparado a outros produtos: o telefone levou 40 anos, o rádio levou 35 anos, o videocassete demorou 20 anos, a televisão 26 anos e o próprio computador levou 19 anos. 4
  5. 5. 5
  6. 6. A WEB, EXPANSÃO E EVOLUÇÃO •A ausência de planejamento, projetos mal feitos e falta de gerenciamento acabam gerando consequências muito sérias. Segundo Ginige e Murugesan, 84% dos sistemas entregues não atendem às necessidades do cliente; 79% dos projetos são entregues com atrasos e 63% têm custo maior que o orçamento previsto. Mais de 50% dos sistemas prontos são de baixa qualidade e faltam funcionalidades necessárias. 6•“Vamos fazer rápido, não há tempo para planejar”
  7. 7. O QUE É ENGENHARIA DE SOFTWARE WEB? 7
  8. 8. O QUE É ENGENHARIA DE SOFTWARE PARA WEB? • Os sistemas e aplicativos para Web caracterizam-se por tornar disponível uma vasta quantidade de conteúdo e funcionalidade para grande população de usuários. A Engenharia para a Web é, portanto, o processo utilizado para criar aplicativos Web de alta qualidade. 8
  9. 9. ENGENHARIA WEB X ENGENHARIA DE SOFTWARE TRADICIONAL 9
  10. 10. Segundo Pressman, as seguintes características podem ser encontradas na grande maioria dos aplicativos para a Web: Evolução contínua Rede Intensiva Imediatismo Dirigindo o conteúdo Segurança Estética 10
  11. 11. As aplicações Web podem ser categorizadas desta forma: Download Entrada de Usuário Informacional Personalizável Orientado a transações Interação Orientado a serviços Portal Acesso a Banco de Dados 11
  12. 12. MODELO DE PROCESSO 12
  13. 13. PASSO PARA UM APLICATIVO WEB DE SUCESSO • Entender o funcionamento geral e operacional do ambiente dos sistemas; • Identificar e especificar requisitos técnicos e não- técnicos; • Desenvolver uma arquitetura apropriada; • Tratar satisfatoriamente as limitações não-técnicas; • Identificar subprojetos ou subprocessos para implementar a arquitetura; • Desenvolver e implementar os subprojetos; • Incorporar mecanismos apropriados e efetivos para gerenciar a evolução e as manutenções. 13
  14. 14. PROBLEMAS QUE NORMALMENTE OCORREM • Inconsistência das informações; • Manutenção normalmente utiliza muitos recursos e tempo; • Falta de escalabilidade; • Necessidade de um “visual” comum; • No início, requisitos são muito vagos; • Os requisitos irão mudar consideravelmente durante o desenvolvimento e especialmente quando o aplicativo já estiver em uso; • A tecnologia também vem mudando muito rapidamente. 14
  15. 15. INTERFACE WEB 15
  16. 16. TESTE DE USABILIDADE ESTUDO DE CASO 16
  17. 17. METODOLOGIA UTILIZADA NA AVALIAÇÃO DOS SITES E OBJETIVOS 17
  18. 18. RECOMENDAÇÕES SIMPLES • Não se deve forçar o usuário a ler grandes quantidades de texto, principalmente se for texto explicando como operar o aplicativo ou navegar por ele; • Avisos de “Em Construção” devem ser evitados, são links desnecessários que causam uma expectativa do usuário que com certeza irá se desapontar; • Usuários não gostam de rolar a tela, informações importantes devem ser colocadas no topo, de forma que apareça logo que a página é carregada; 18
  19. 19. 1. Visibilidade de Status do Sistema; 2. Relacionamento entre a interface do sistema e o mundo real; 3. Liberdade e controle do usuário; 4. Consistência; 5. Prevenção de erros; 6. Reconhecimento ao invés de lembrança; 7. Flexibilidade e eficiência de uso; 8. Estética e design minimalista; 9. Ajude os usuários a reconhecer, diagnosticar e sanar erros; 10. Ajuda e documentação; AS 10 HEURÍSTICAS DE NIELSEN 19
  20. 20. TESTE DE USABILIDADE LOJAS AMERICANAS 20
  21. 21. 21
  22. 22. TESTE DE USABILIDADE MERCADO LIVRE 22
  23. 23. 23
  24. 24. 24 SITE SEM ENGENHARIA DE SOFTWARE PARA WEB
  25. 25. 25

×