Sinceramente, depois que eu fiz a capa e lhe dei o título, encontrei dificuldade para começar a escrever..., talvez por te...
As nossas palavras, embora nos dêem liberdade para usá-las, mantém algumas estruturas fixas e invioláveis. Por isso elas n...
E para mim foi isso que também estes meninos indígenas tiveram dificuldades para compreender. Imaginaram que se desde cedo...
Realmente é difícil compreender o que se relaciona com o homem..., este que defende o valor da liberdade enquanto se deixa...
E assim, ao insistir para escrever, forcei o pulsar do meu coração (este que me dá “existência” sem atinar minha real nece...
Hoje ninguém contesta quem diz que a história humana foi literalmente banhada em sangue. Pela pressão desta tonalidade rub...
Em hipótese alguma podemos considerar a escravidão como uma manifestação de existência. E assim, para nos sintetizar, pode...
Mesmo assim e mesmo sabendo que uma das maiores dificuldades humanas foi libertar-se da escravidão exercida pelo próprio h...
A meu ver, no Universo não há o que possa ser definido como “livre”, nem o que possa ser definido como “escravo”;  o que h...
Esta lei universal, aliás, poderá ser aplicada contra nós mesmos (seres humanos) pelas forças da Natureza, e de uma maneir...
 
Lamento, precisei voltar, após esta tonalidade rubra me levar ao extremo    dimensionado pela Vida. Não posso ou não devo...
“ O pretenso estado democrático vive o maior dilema, ao enfrentar uma constante ameaça totalitária aos seus valores e à su...
“ ... Se se decide a usar fogo contra fogo e a negar aos agitadores totalitários o uso das liberdades democráticas para ev...
“ Se, ao contrário, mantém-se firme no principal fundamento democrático (a liberdade), beneficia seus inimigos e põe em jo...
“ Se, ao contrário, mantém-se firme no principal fundamento democrático (a liberdade), beneficia seus inimigos e põe em jo...
Não considero necessário me aprofundar para entender o que Loewenstein quis dizer com “ agitadores totalitários”. Despreza...
Recordo Heráclito, o filósofo grego autor da Unidade dos Opostos . Disse: “ Quando eliminamos a oposição eliminamos a próp...
A liberdade primária ou a primária importância da liberdade está no fato de que nós, humanos, ainda não atingimos nenhuma ...
Assim a liberdade é fundamental, mas o que encerra uma meta em si é a EVOLUÇÃO! E assim aqueles “agitadores totalitários” ...
Repito, porque a única liberdade que realmente dispomos se refere a “pensamento” e, portanto, se refere a ser. É o que fal...
Enfim e de certo modo podemos também dizer que só precisamos da liberdade que já dispomos: “ liberdade interior” . Esta é ...
O nível de evolução de um homem deveria ser medido pela qualidade da contribuição que ele consegue dar para promover a exi...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Liberdade e Existência

1.209 visualizações

Publicada em

Que tipo de liberdade realmente dispomos ou da qual podemos nos dispor naturalmente? E ela nos serve para o quê?...

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.209
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
75
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Liberdade e Existência

  1. 5. Sinceramente, depois que eu fiz a capa e lhe dei o título, encontrei dificuldade para começar a escrever..., talvez por ter posto a liberdade acima da existência ...
  2. 6. As nossas palavras, embora nos dêem liberdade para usá-las, mantém algumas estruturas fixas e invioláveis. Por isso elas nos permitem dizer que, pela liberdade, nós todos nos dispomos a lutar  e até a morrer... Mas pelas suas estruturas, elas não nos permitem dizer o mesmo, pela existência... E, de fato, não faria sentido algum nos mostrarmos dispostos a morrer pela existência ...
  3. 7. E para mim foi isso que também estes meninos indígenas tiveram dificuldades para compreender. Imaginaram que se desde cedo se mantivessem unidos pelos pés  ou pelas raízes  , se manteriam em liberdade para a existência ...
  4. 8. Realmente é difícil compreender o que se relaciona com o homem..., este que defende o valor da liberdade enquanto se deixa dominar pela compulsão de subordinar, escravizar ou exterminar os seus semelhantes ... É o que causa essas reticências.
  5. 9. E assim, ao insistir para escrever, forcei o pulsar do meu coração (este que me dá “existência” sem atinar minha real necessidade de “liberdade”), o que, então, tingiu tudo por aqui com esta tonalidade rubra como sangue..., que afinal é a cor da Vida que se encontra sob as cores das nossas peles. Espero que não incomode a vocês.
  6. 10. Hoje ninguém contesta quem diz que a história humana foi literalmente banhada em sangue. Pela pressão desta tonalidade rubra muitos de nossos mais velhos conceitos deixaram de ser verdadeiros e eternos: tiveram que ser revistos e até, então, corrigidos e aprimorados.
  7. 11. Em hipótese alguma podemos considerar a escravidão como uma manifestação de existência. E assim, para nos sintetizar, podemos dizer que precisamos de liberdade para manifestar a existência.
  8. 12. Mesmo assim e mesmo sabendo que uma das maiores dificuldades humanas foi libertar-se da escravidão exercida pelo próprio homem ..., vejo-me induzido a escrever que tudo no Universo foi criado para o existir ou para a existência, mas não para existir sozinho e, muito menos, para existir livremente.
  9. 13. A meu ver, no Universo não há o que possa ser definido como “livre”, nem o que possa ser definido como “escravo”; o que há é uma interação imensa ou imensurável e uma rigorosa interdependência  tudo em absoluta rima para se estabelecer a existência. E considerando que a existência para nós é viva, pela sua importância, que isto já fique claro: tudo que se mostrar contrário à Vida, deverá ser privado da liberdade . Uma lei universal.
  10. 14. Esta lei universal, aliás, poderá ser aplicada contra nós mesmos (seres humanos) pelas forças da Natureza, e de uma maneira muito, muito mais severa, pois se nos mostrarmos contrários à Vida seremos privados dela ! E considerando que a existência para nós é viva, pela sua importância, que isto já fique claro: tudo que se mostrar contrário à Vida, deverá ser privado da liberdade . Uma lei universal.
  11. 16. Lamento, precisei voltar, após esta tonalidade rubra me levar ao extremo  dimensionado pela Vida. Não posso ou não devo aqui sair dos limites das relações entre nós  seres humanos. E vou dar ao assunto conotação erudita, recorrendo-me a um renomado cientista político e filósofo de origem alemã: Karl Loewenstein - “constitucionalista” -
  12. 17. “ O pretenso estado democrático vive o maior dilema, ao enfrentar uma constante ameaça totalitária aos seus valores e à sua existência. Karl Loewenstein - “constitucionalista” -
  13. 18. “ ... Se se decide a usar fogo contra fogo e a negar aos agitadores totalitários o uso das liberdades democráticas para evitar a destruição de toda liberdade, atuará contra, precisamente, os princípios da liberdade e da igualdade sobre os quais se baseia. Karl Loewenstein - “constitucionalista” -
  14. 19. “ Se, ao contrário, mantém-se firme no principal fundamento democrático (a liberdade), beneficia seus inimigos e põe em jogo sua própria existência!” Karl Loewenstein - “constitucionalista” -
  15. 20. “ Se, ao contrário, mantém-se firme no principal fundamento democrático (a liberdade), beneficia seus inimigos e põe em jogo sua própria existência!” Então, mesmo assim, de maneira unilateral, voltamos à nossa palavra chave: existência!
  16. 21. Não considero necessário me aprofundar para entender o que Loewenstein quis dizer com “ agitadores totalitários”. Desprezando isso, por ora, parece-me importante confirmar o inegável valor da “oposição” ...
  17. 22. Recordo Heráclito, o filósofo grego autor da Unidade dos Opostos . Disse: “ Quando eliminamos a oposição eliminamos a própria realidade”..., em seu sentido mais concreto, existencial, e que assim por certo se alia à existência! A oposição, portanto, claramente é também importante para a existência, desde que também a promova!!!
  18. 23. A liberdade primária ou a primária importância da liberdade está no fato de que nós, humanos, ainda não atingimos nenhuma “ condição total”  relativa ao totalitário , ou seja, não passível de correção ou aprimoramento.
  19. 24. Assim a liberdade é fundamental, mas o que encerra uma meta em si é a EVOLUÇÃO! E assim aqueles “agitadores totalitários” deveriam usar a liberdade que se dão para evoluir!, e para enfim nos mostrar sua evolução, não sua força ou sua fúria! Evoluir como ser! ...
  20. 25. Repito, porque a única liberdade que realmente dispomos se refere a “pensamento” e, portanto, se refere a ser. É o que falo após me lembrar de outro dos grandes filósofos gregos  Parmênides. Há mais de dois mil anos ele já dizia, convictamente: “ O que precisamos é da liberdade de pensamento, único método válido para se atingir o ser”. Evoluir como ser!
  21. 26. Enfim e de certo modo podemos também dizer que só precisamos da liberdade que já dispomos: “ liberdade interior” . Esta é fundamental, porque na realidade só podemos evoluir de dentro para fora ... ! ...
  22. 27. O nível de evolução de um homem deveria ser medido pela qualidade da contribuição que ele consegue dar para promover a existência humana. E a liberdade deste homem deveria também ser vigiada, rigorosamente, para ser protegida ! Um absurdo..., que porém se ajusta neste mundo onde os piores inimigos do Homem ainda se encontram entre os próprios homens !!! Ser evoluído ... . ...

×