O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Processadores multicore

1.104 visualizações

Publicada em

Palestra sobre Processadores multicore

Publicada em: Tecnologia
  • Entre para ver os comentários

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Processadores multicore

  1. 1.  Nehalem é o codinome do novo processador da Intel com controlador de memória integrado que será chamado Core i7,i5,i3; A arquitetura Penryn será usada nos processadores para servidores (Xeon) , também será usada a Nehalen. Os processadores baseados nesta arquitetura tem um controlador de memória DDR3 integrado de três canais, três níveis de cache, a volta da tecnologia Hyper-Threading, um novo barramento externo chamado QuickPath.
  2. 2.  O processador Core 2 Duo, a propósito, é baseado na arquitetura do Pentium M, que por sua vez é baseada na arquitetura usada pelos processadores Pentium III. Todos esses processadores são de 6ª geração (se você rodar a instrução CPUID todos eles retornarão “6” no campo “Família”). O Pentium 4 era um processador Intel de 7ª geração usando uma microarquitetura completamente diferente – os processadores Core 2 e Core i7 não têm nada a ver com o Pentium 4. Você pode achar estranho um fabricante usar em um produto novo uma arquitetura “antiga”, mas é exatamente isto o que aconteceu (a microarquitetura “antiga” provou ser mais eficiente do que a arquitetura “nova”).
  3. 3.  A tecnologia Hyper-Threading permite que cada núcleo do processador seja reconhecido como dois processadores. Dessa forma, se você tem um processador Core i7 com quatro núcleos o sistema operacional o reconhecerá como sendo um processador de oito núcleos. Esta tecnologia é baseada no fato de que quando o processador está trabalhando existem certos circuitos internos que ficam ociosos e que poderiam ser usados. Originalmente lançada para os processadores Pentium 4 esta é a primeira vez que a tecnologia Hyper-Threading está disponível nos processadores Intel de 6ª geração. Esta tecnologia também é chamada SMT ou Simultaneous Multi-Threading (SMT). Esta tecnologia não oferece o mesmo ganho de desempenho de como se núcleos “de verdade” fossem usados (ou seja, um processador com 8 núcleos é mais rápido do que um processador com 4 núcleos com tecnologia HT, desde que ambos estejam trabalhando com o mesmo clock e sejam baseados na mesma arquitetura); porém você está ganhando esses “núcleos extras” de graça.
  4. 4.  Esta mudança proporciona um aumento de desempenho no micro por dois motivos: primeiro porque agora nós temos dois caminhos de dados separados para o acesso à memória e aos dispositivos de entrada/saída. Segundo porque o acesso à memória é mais rápido já que o processador não precisa mais se comunicar primeiro com um controlador externo.
  5. 5.  CORE i7, CORE i5, CORE i3; Athlon 64 X#, Athlon II X2, Turion, Phenom X6;  Barramento QPI (Quick Path Interconnect);  Barramento DMI;  Controlador de memória integrado;  Suporte a memórias DDR3;  Controlador PCI Express 2.0 (soquete 1156 e 988);  Tecnologia Turbo Boost;  Tecnologia Hyper-Threading;  Tecnologia Enhanced SpeedStep.
  6. 6. “O que você sabe não tem valor algum o valor está em como você utiliza o que você sabe.”

×