Renascimento comercial idade média

18.488 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Renascimento comercial idade média

  1. 1. COTIDIANO, RELIGIÃO E EDUCAÇÃO NA BAIXA IDADEProfª Isabel Aguiarhttp://www.profisabelaguiar.blogspot.com.br/
  2. 2. Corresponde ao período entreos séculos XII e meados doséculo XV. Nesse momentohistórico ocorreram inúmerastransformações nofeudalismo, como o renasci­mento do mundo urbano e oreaquecimento das atividadescomerciais; o fim do trabalhoservil; o surgimento daburguesia; a centralizaçãopolítica nas mãos dosmonarcas; e as crises daIgreja Católica.BAIXA IDADEMÉDIAToda a trama histórica levou o sistema feudal ao seu limiteproduzindo uma grave crise que desembocou na transição para o capitalismo.
  3. 3. A passagem do século X ao XI foi ummomento de mudanças na Europa feudal.Com o fim das invasões bárbaras (vikingse magiares), o mundo medieval conheceuum período de paz, segurança edesenvolvimento.O primeiro dado importante refletindo essenovo momento foi o aumento dapopulação. O crescimento demográfico foiocasionado pelo fim das guerras contra osbárbaros e pelo recuo das epidemias,gerando uma queda da mortalidade.Além disso, ocorreu uma suavização doclima, proporcionando mais terras férteis ecolheitas abundantes.
  4. 4. ANO POPULAÇÃO1050 46 milhões1150 50 milhões1200 61 milhões1300 73 milhõesVeja na tabela abaixo como a população da Europaocidental foi crescendo significativamente no período:
  5. 5. Renascimento urbanoAs cidades começaram a crescer durante a Idade Média apartir do desenvolvimento agrícola, que garantia oabastecimento, e das atividades de troca do excedente.O revigoramento do comércio transformou as villas, ascidades portuárias e as antigas regiões das feirascomerciais, que se tornaram permanentes.Várias cidades desenvolveram-se junto dos castelos emosteiros fortificados, em razão da proteçãoproporcionada por seus muros.!Provavelmente surge daí a denominação burgo para ascidades, pois essa palavra significa fortaleza e castelo(do latim burgo).
  6. 6. Vista parcial do queseria um Burgo
  7. 7. Com o renascimento comercial e urbano, o campo perde status
  8. 8. Os que habitavam os burgos, exercendo atividades comerciais emanufatureiras, constituíram um novo segmento social no sistemafeudal, conhecido como burguesia.burgueses
  9. 9. A burguesia fedeA burguesia quer ficar ricaEnquanto houver burguesiaNão vai haver poesia (...)A burguesia não tem charme nem é discretaCom suas perucas de cabelos de bonecaA burguesia quer ser sócia do CountryA burguesia quer ir a New York fazer compras (...)Pobre de mim que vim do seio da burguesiaSou rico mas não sou mesquinhoEu também cheiro malEu também cheiro mal (...)Os guardanapos estão sempre limposAs empregadas, uniformizadasSão caboclos querendo ser inglesesSão caboclos querendo ser ingleses (...)A burguesia não repara na dorDa vendedora de chicletesA burguesia só olha pra siA burguesia só olha pra siA burguesia é a direita, é a guerra (...)Letra: Cazuza
  10. 10. A monetarização da economiaO crescimento urbano e comercial proporcional a afluência e o câmbio (troca)de moedas, que readquiriram função importante nas atividades comerciais.Nessa nova situação, destacou-se o mercador que lidava especificamente comas moedas: o cambista ou banqueiro.Por meio da cobrança de taxas, esses mercadores cambiavam todo tipo demoeda, faziam empréstimos e emitiam títulos de valores, ou seja,certificados que garantiam a um comerciante a propriedade de determinadaquantia de moedas, que ficavam sob guarda e proteção do banqueiro.Banqueiros
  11. 11. Os interesses econômicos, junto com o ideal religioso da defesa dos lugaressantos conquistados pelos muçulmanos, permitiram aos estados do Ocidente arealização de um dos maiores empreendimentos da cristandade medieval:as cruzadas.Isso serviu para ampliar os limites do poder europeu, instituir o comérciomediterrâneo e aliviar a pressão muçulmana sobre o império bizantino. No fim doséculo XI, o papa Urbano II autorizou a primeira cruzada, cujo resultado foi aconquista de Jerusalém pelos cristãos.Durante os séculos XII e XIII realizaram-se novas cruzadas e fundaram-se diversosreinos cristãos no Oriente Médio, mas todos eles acabaram por cair em poder dosturcos otomanos.Todos esses empreendimentos, imbuídos de forte espírito religioso,causaram o aparecimento das ordens de cavalaria.
  12. 12. RELIGIOSIDADE MEDIEVAL:A IGREJA ESTAVA “A SERVIÇO DECRISTO”.
  13. 13. VIDA COTIDIANA
  14. 14. TRABALHOCOM O RENASCIMENTO DASCIDADES, O COMÉRCIOOCUPA O LUGAR CENTRAL DAECONOMIA
  15. 15. LAZER
  16. 16. OBJETOS
  17. 17. SAÚDE
  18. 18. CERIMÔNIAS
  19. 19. IMAGINÁRIO
  20. 20. ESCOLAS - EDUCAÇÃOEscolas Paroquiais (ou Presbitérias).Limitavam-se à formação de eclesiásticos, sendo o ensino ministrado por qualquersacerdote encarregado de uma paróquia, que recebia em sua própria casa os jovensrapazes. À medida que a nova religião se desenvolve, passa-se das casas privadasàs primeiras igrejas nas quais o altar substitui a tribuna. O ensino reduz-se aossalmos, às lições das Escrituras, seguindo uma educação estritamente cristã.MODELO DE AULA MEDIEVAL
  21. 21. Escolas MonásticasVisavam, inicialmente, apenas a formação de futuros monges. Funcionando deinício apenas em regime de internato, estas escolas abrem mais tarde escolasexternas com o propósito da formação de leigos cultos (filhos dos Reis e osservidores também). O programa de ensino, de início, muito elementar -aprender a ler, escrever, conhecer a bíblia (se possível de cor), canto e umpouco de aritmética - vai-se enriquecendo de forma a incluir o ensino do latim,gramática, retórica e dialética.Escolas EpiscopaisFuncionavam numa dependência da habitação do bispo. Estas escolasvisavam, em especial, a formação do clero secular (parte do clero que tinhacontacto direto com a comunidade) e também de leigos instruídos que assimeram preparados para defender a doutrina da Igreja na vida civil.
  22. 22. ESCOLAS CATEDRAISSe, até ao século XI, a vida intelectual era praticamente monopólio daIgreja, a partir do século XII, inaugura-se uma nova fase.À margem da sociedade feudal, emerge um novo grupo social, aburguesia, urbana, mercantil e manufatureira, dedicada às finanças,acumulando riquezas, poder e importância cultural.É com o seu apoio que se vai operar a renovação da idéia de escola, asua abertura para além das paredes dos mosteiros e abadias rurais.O ensino literalmente deixa o campo e instala-se definitivamente nascidades com as Escolas Catedrais (escolas urbanas), saídas dasantigas escolas episcopais (que alargaram o âmbito dos seusestudos), tomaram a dianteira em relação às escolas dos mosteiros.
  23. 23. Ao lado desta instrução e educação ministrada aos jovens da nobreza poreclesiásticos, a Idade Média oferece-lhes ainda uma educação militar ecortesã, educação à qual, desde cedo, a Igreja procurou  também imprimiruma orientação religiosa e doutrinal.
  24. 24. ALGO DO QUE ESTUDAMOS DA IDADE MÉDIA PODE ESTARPRESENTE OU TEM SEMELHANÇA COM A ATUALIDADE...O QUE DIFERENCIA É A MANEIRA COMO VEMOS AS COISAS OUINTERPRETAMOS A REALIDADE....Imagens: google-gifs de historia

×