Empirismo e racionalismo

1.990 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.990
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.204
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Empirismo e racionalismo

  1. 1. EMPIRISMO Trabalho realizado por: Joel Nóbrega Turma P1 11º Ano Dezembro 2012 FILOSOFIA PROFª ISABEL AGUIAR HTTP://WWW.PROFISABELAGUIAR.BLOGSPOT.COM.BR/
  2. 2. FUNDADORES DO EMPIRISMO  Os Fundadores do Empirismo são John Locke e David Hume.  David Hume nasceu em Edimburgo 1711 e morreu em Edimburgo em 1776. Foi um filósofo e historiador que ficou conhecido pelo seu empirismo radical e cepticismo filosófico.  John Locke nasceu em Wrington em 1632 e morreu em Harlow em 1704. Foi um filósofo inglês e um ideólogo do liberismo, foi considerado o principal representante do empirismo britânico.
  3. 3. EMPIRISMO  O que é? Corrente Filosófica Experiências Conhecimento
  4. 4. EMPIRISMO  Como funciona? O empirismo acredita que o homem nasce sem conhecimento, vazio de conhecimento. O princípio deste modelo são as impressões. Impressões Impressão Complexa
  5. 5. EMPIRISMO  Como funciona? Hume verifica que o homem tem por um lado impressões e por outro lado ideias. Podemos dizer que a impressão é a sensação original e a ideia é apenas uma cópia pálida. Homem Impressões Ideias Sensação Recordação da sensação
  6. 6. EMPIRISMO  Como funciona? A ideia principal do empirismo é que não há nada na nossa mente que não tenha passado pelos nossos sentidos. Isto é, temos de usar os nossos sentidos para obtermos conhecimento.
  7. 7. EMPIRISMO  Como funciona? A nossa razão é capaz de juntar ideias resultantes de diferentes impressões, criando assim uma ideia complexa de algo que não existe. Por isso Hume teve a preocupação de examinar essas ideias complexas para:  Descobrir as ideias simples que as constituem;  Verificar se essas ideias simples têm ou não uma impressão correspondente;  Decidir se são ideias falsas de coisas que não existem na realidade, por não terem fundamento numa impressão correspondente.
  8. 8. EMPIRISMO  Como funciona? Por exemplo nunca ninguém observou Deus, nunca ninguém teve nenhuma experiência sensível Dele, temos sim experiência das ideias simples que o constituem, como "inteligência", "bondade", "sabedoria", etc.. Assim podemos perceber que a ideia de Deus segundo Hume e falsa pois não temos nenhuma impressão sensível que lhe corresponda.
  9. 9. CONCLUSÃO  O Empirismo é uma corrente filosófica que diz que só se obtém conhecimento através de experiências. O Empirismo diz que o homem nasce vazio de conhecimento.  o Empirismo é um pouco semelhante com a realidade porque as pessoas quando nascem não sabem de nada e aprendem tudo com as pessoas que as rodeiam.
  10. 10. JOHN LOKHE

×