Oficinashowpronto 091205130747-phpapp01

232 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
232
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oficinashowpronto 091205130747-phpapp01

  1. 1. OFICINA-SHOW DEOFICINA-SHOW DE REDAÇÃOREDAÇÃO José Palmito RochaJosé Palmito Rocha
  2. 2. TextoTexto  Enunciado dotado de sentido;Enunciado dotado de sentido;  Unidade lingüística concreta;Unidade lingüística concreta;  Mensagem carregada de sentido eMensagem carregada de sentido e intencionalidade comunicativaintencionalidade comunicativa
  3. 3. O TextoO Texto  Texto é, uma seqüência de palavras,Texto é, uma seqüência de palavras, que forma um todo que tem sentidoque forma um todo que tem sentido para um determinado grupo de pessoaspara um determinado grupo de pessoas em uma determinada situação.em uma determinada situação. O texto pode ter uma extensão variável:O texto pode ter uma extensão variável: uma palavra, uma frase ou um conjuntouma palavra, uma frase ou um conjunto maior de enunciadosmaior de enunciados
  4. 4. Fatores de TextualidadeFatores de Textualidade  CoerênciaCoerência  CoesãoCoesão
  5. 5. CoerênciaCoerência  AA coerênciacoerência é a relação de sentidoé a relação de sentido entre as partes de um texto, criandoentre as partes de um texto, criando uma unidade de sentido.uma unidade de sentido.  Ela é o resultado da relação dasEla é o resultado da relação das partes para forma todo, que é o texto.partes para forma todo, que é o texto.  Está ligada à possibilidade deEstá ligada à possibilidade de interpretação daquilo que se diz.interpretação daquilo que se diz.
  6. 6. CoesãoCoesão  Coesão textual é a ligação, aCoesão textual é a ligação, a relação, a conexão entre asrelação, a conexão entre as palavras, expressões ou frases dopalavras, expressões ou frases do texto.texto. (Platão e Fiorin)(Platão e Fiorin)
  7. 7. Tipologia textualTipologia textual  Designam uma seqüência definidaDesignam uma seqüência definida pela natureza lingüística de suapela natureza lingüística de sua composição. São observados aspectoscomposição. São observados aspectos lexicais, sintáticos, tempos verbais,lexicais, sintáticos, tempos verbais, relações lógicas.relações lógicas.
  8. 8. Os Tipos TextuaisOs Tipos Textuais  O texto descritivoO texto descritivo  O texto narrativoO texto narrativo  O texto dissertativoO texto dissertativo
  9. 9. A descriçãoA descrição  A descrição é a pintura animada, vivaA descrição é a pintura animada, viva e deve fazer alusão à vida por meio dae deve fazer alusão à vida por meio da imagem sensível e do detalhe materialimagem sensível e do detalhe material  TiposTipos  TécnicaTécnica  FísicaFísica  SubjetivaSubjetiva
  10. 10. A narraçãoA narração  Narrar é dizer que alguém faz algo emNarrar é dizer que alguém faz algo em um certo tempo e lugar.um certo tempo e lugar.  São elementos da narrativa :São elementos da narrativa :  Enredo (história)Enredo (história)  tempotempo  espaçoespaço  personagenspersonagens
  11. 11. O texto dissertativoO texto dissertativo  Dissertar é expor, explanar, explicarDissertar é expor, explanar, explicar idéias ou argumentar acerca deidéias ou argumentar acerca de determinado assunto.determinado assunto.  Tipos de texto dissertativoTipos de texto dissertativo  Expositivo dissertativoExpositivo dissertativo  Expositivo argumentativoExpositivo argumentativo
  12. 12. ArgumentaçãoArgumentação  Argumentar é a arte de influenciar osArgumentar é a arte de influenciar os outros por meio da evidência e daoutros por meio da evidência e da lógica.lógica.
  13. 13. Dicas para se dar bem na redaçãoDicas para se dar bem na redação  Não comece escrever sem pensarNão comece escrever sem pensar e definir sua opinião sobre o tema;e definir sua opinião sobre o tema;  Tome cuidado para não fugir doTome cuidado para não fugir do tema proposto;tema proposto;  Evite o uso de clichês;Evite o uso de clichês;  Evite repetição de termos eEvite repetição de termos e palavras.palavras.  Fundamente os argumentos, masFundamente os argumentos, mas nunca use exemplos pessoais.nunca use exemplos pessoais.
  14. 14. O esquema básico da dissertaçãoO esquema básico da dissertação 1. Transforme o tema em uma1. Transforme o tema em uma perguntapergunta: Nenhum homem vive: Nenhum homem vive sozinho?sozinho?
  15. 15. 2. Procure responder essa2. Procure responder essa pergunta, de um modo simples epergunta, de um modo simples e claro, concordando ouclaro, concordando ou discordando:discordando: essa resposta é oessa resposta é o seu ponto de vista.seu ponto de vista.
  16. 16. 3.3. Pergunte a você mesmo, o porquêPergunte a você mesmo, o porquê de sua resposta, uma causa, umde sua resposta, uma causa, um motivo, uma razão para justificarmotivo, uma razão para justificar sua posição:sua posição: Este é o seuEste é o seu argumento principalargumento principal..
  17. 17. 4.4. Agora, procure descobrir outrosAgora, procure descobrir outros motivos que ajudem a defender omotivos que ajudem a defender o seu ponto de vista, a fundamentarseu ponto de vista, a fundamentar sua posição.sua posição. Estes serãoEstes serão argumentos auxiliaresargumentos auxiliares..
  18. 18. 5.5. Em seguida, procure algum fatoEm seguida, procure algum fato que sirva de exemplo para reforçarque sirva de exemplo para reforçar a sua posição. Pode ser :a sua posição. Pode ser :  um fato de sua memóriaum fato de sua memória  um fato da vida política, econômica,um fato da vida política, econômica, social.social.  um fato histórico.um fato histórico.
  19. 19. 6.6. A partir desses elementos,A partir desses elementos, procureprocure juntá-losjuntá-los num texto, quenum texto, que será o rascunho de sua redação.será o rascunho de sua redação.
  20. 20. Esquema da dissertaçãoEsquema da dissertação 1º1º parágrafoparágrafo Resposta ao TEMA + arg 1+ arg 2Resposta ao TEMA + arg 1+ arg 2 IntroduçãoIntrodução 2º2º parágrafoparágrafo Desenvolvimento do argumento 1Desenvolvimento do argumento 1 DesenvolvimentoDesenvolvimento 3º3º parágrafoparágrafo Desenvolvimento do argumento 2Desenvolvimento do argumento 2 DesenvolvimentoDesenvolvimento 4º4º parágrafoparágrafo Apresentação do fato- exemploApresentação do fato- exemplo DesenvolvimentoDesenvolvimento 5º5º parágrafoparágrafo Expressão inicial + reafirmação do tema+Expressão inicial + reafirmação do tema+ observação finalobservação final ConclusãoConclusão
  21. 21. Introdução TEMA + arg 1+ arg 2Introdução TEMA + arg 1+ arg 2 Nenhum homem é uma ilha, suficienteNenhum homem é uma ilha, suficiente em si mesmo, capaz de viver sozinho e distanteem si mesmo, capaz de viver sozinho e distante da realidade. Somos todos parte de um conjuntoda realidade. Somos todos parte de um conjunto que pensa, age, modifica e opina. Portanto, estarque pensa, age, modifica e opina. Portanto, estar atento aos outros, a fim de conquistar aatento aos outros, a fim de conquistar a maturidade intelectual é uma necessidadematuridade intelectual é uma necessidade humana.humana.
  22. 22. Desenvolvimento: argumento 1Desenvolvimento: argumento 1 A vivência e o contato direto com o mundoA vivência e o contato direto com o mundo é sempre muito importante para a formaçãoé sempre muito importante para a formação da identidade de uma pessoa. É pela troca deda identidade de uma pessoa. É pela troca de experiências e de opiniões que se adquireexperiências e de opiniões que se adquire conhecimentos e isso ocorre em qualquerconhecimentos e isso ocorre em qualquer relação sincera, seja ela familiar, amorosa ourelação sincera, seja ela familiar, amorosa ou entre amigos.entre amigos.
  23. 23. Desenvolvimento: argumento 2Desenvolvimento: argumento 2 O amadurecimento de um serO amadurecimento de um ser humano está nas condições impostas pelohumano está nas condições impostas pelo mundo, onde se exige uma atitude séria emundo, onde se exige uma atitude séria e uma personalidade consistente para auma personalidade consistente para a resolução do problema. O convívio com asresolução do problema. O convívio com as pessoas, o apoio dos amigos e de todospessoas, o apoio dos amigos e de todos aqueles que estão entre nós, faz-nosaqueles que estão entre nós, faz-nos enxergar as coisas de um jeito diferente.enxergar as coisas de um jeito diferente.
  24. 24. Desenvolvimento:Desenvolvimento: Apresentação do fato- exemploApresentação do fato- exemplo Embora o mundo atual estimule asEmbora o mundo atual estimule as pessoas a colocarem o trabalho e as questõespessoas a colocarem o trabalho e as questões financeiros acima das pessoas ao nosso redorfinanceiros acima das pessoas ao nosso redor e até mesmos de nossas famílias, essa não ée até mesmos de nossas famílias, essa não é uma característica natural da humanidade.uma característica natural da humanidade. Desde os primórdios as pessoas seDesde os primórdios as pessoas se agrupavam em clans e dependiam uns dosagrupavam em clans e dependiam uns dos outros para sobrevivermos frente a umaoutros para sobrevivermos frente a uma natureza hostil, repleta de predadores e denatureza hostil, repleta de predadores e de presas que só podiam ser caçadas em grupos.presas que só podiam ser caçadas em grupos.
  25. 25. Conclusão: reafirmação do tema+ observação finalConclusão: reafirmação do tema+ observação final Dizer que nenhum homem é umaDizer que nenhum homem é uma ilha é sem dúvida, uma afirmativailha é sem dúvida, uma afirmativa correta e sensata, que enaltece o fatocorreta e sensata, que enaltece o fato do ser humano poder criar e transformardo ser humano poder criar e transformar e para isso, precisa do convívio social ee para isso, precisa do convívio social e da diversidade de idéias e opiniões.da diversidade de idéias e opiniões.
  26. 26. DICAS RÁPIDASDICAS RÁPIDAS  Evite termos que você desconheceEvite termos que você desconhece a grafia ou significado;a grafia ou significado;  Não use gírias ou abreviações;Não use gírias ou abreviações;  Observe margens e divisão doObserve margens e divisão do texto em parágrafos;texto em parágrafos;  Seja coerente, evite contradições;Seja coerente, evite contradições;  Releia seu texto com atenção.Releia seu texto com atenção.
  27. 27. Recursos para começar do textoRecursos para começar do texto dissertativodissertativo  DefiniçãoDefinição  IlustraçãoIlustração  Alusão histórica,Alusão histórica,  Alusão a um romance, a um poema, a um filmeAlusão a um romance, a um poema, a um filme  Uma perguntaUma pergunta  Uma afirmaçãoUma afirmação  Uma frase nominalUma frase nominal  Uma adjetivaçãoUma adjetivação  Uma citaçãoUma citação  Uma retomada de um provérbioUma retomada de um provérbio
  28. 28. Formas de términoFormas de término  Sugestões:Sugestões:  Dessa forma,...Dessa forma,...  Sendo assim,...Sendo assim,...  Em vista dos argumentos apresentados,...Em vista dos argumentos apresentados,...  Em virtude do que foi mencionado,...Em virtude do que foi mencionado,...  Assim,...Assim,...  Dado o exposto,...Dado o exposto,...  Por tudo isso,...Por tudo isso,...  Tendo em vista os aspectos observados,...Tendo em vista os aspectos observados,...

×