Senac 1ª aula

643 visualizações

Publicada em

Primeira aula da Professora Silvia - Tecnicas e Formatos

Publicada em: Diversão e humor, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
643
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Senac 1ª aula

  1. 1. Técnicas de Linguagem dos Formatos Multimídia • Silvia Fantinatti
  2. 2. Pintura rupestre na Caverna de Altamira, Espanha – 12.000 AC
  3. 3. IMAGEM: A busca por reproduzir o MOVIMENTO Data da pré-história
  4. 4. Sumérios 6.000 AC – produção de bebida alcoólica
  5. 5. Assírios e a narrativa linear
  6. 6. China 5000 a.C. Marionetes de sombra: precursoras do cinema
  7. 7. Teatro de sombras Javanês: histórias tradicionais com narração e orquestra
  8. 8. Imagem artesanal: Visão do artista Imagem técnica: Resultado do aparelho
  9. 9. ROMA: 1646. A CAMERA OBSCURA EXPLICADA EM DOCUMENTO
  10. 10. ARISTÓTELES: 350 a.C. Observação do reflexo do sol através da folhagem durante um eclipse parcial
  11. 11. DA VINCE: 1558. IMAGEM INVERTIDA ATRAVÉS DO ORIFÍCIO
  12. 12. Girolano Cardano: 1550 Lente biconvexa permite mais luz sem perder nitidez
  13. 13. Camera obscura: Criação do diafragma e utilização pelos artistas
  14. 14. VERMEER: Vista de Delft Camera obscura Como recurso para pintar
  15. 15. VERMEER: Garota com uma Flauta Camera obscura desfoca cabeça do leão
  16. 16. JOSEPH NICÉPHORE NIEPCE, 1826: Primeira foto impressa em asfalto teve 8 horas de exposição
  17. 17. NIEPCE Primeiro laboratório fotográfico intacto: de 1855 a 2007
  18. 18. LOUIS-JACQUES DAGUERRE: Daguerreótipo feito com iodeto de prata reduz o tempo de exposição
  19. 19. TALBOT: a primeira fotografia em papel
  20. 20. Vilém Flusser: a imagem técnica não corresponde a uma duplicação do mundo “O caráter aparentemente não simbólico, objetivo, das imagens técnicas faz com que seu observador as olhe como se fossem janelas, e não imagens. ... O que vemos ao contemplar as imagens técnicas não é ‘o mundo’, mas determinados conceitos relativos ao mundo, a despeito da autenticidade da impressão do mundo sobre a superfície da imagem”. (FLUSSER, 2002:14/15)
  21. 21. NEW YORK: 1903 – 1917 Revista Camera Work, de Alfred Stieglitz, define os critérios da fotografia artística. Cria a técnica do flou, o embaçamento da imagem para diluir contornos.
  22. 22. Alemanha 1948 – 1963 FOTOGRAFIA SUBJETIVA FOTOFORM: Wolfgang Reisewitz, Otto Steinert, Peter Keetmann e Siegfried Lauterwasser, entre outros.
  23. 23. PEIRCIANA – filosofia da linguagem ciência do estudo do sentido CULTURA – formalistas russos foco na literatura ESTRUTURAL – projeto em construção de uma ciência do sentido SEMIÓTICA – LINHAS GERAIS
  24. 24. SEMIÓTICA DISCURSIVA • Plano da Expressão • Plano do Conteúdo abstrato • Nível Fundamental – circulação dos valores • Nível Narrativo – relação sujeito/objeto percurso da manipulação concreto • Nível Discursivo – realização Tempo Tema Figuratividade Espaço (abstração) (concretude) Ator
  25. 25. Gisele por Caetano: Percurso narrativo da manipulação
  26. 26. CONTRATO FIDUCIÁRIO 1) Valor do objeto 2) Credibilidade do enunciador EXEMPLOS DE MANIPULAÇÃO POR Tentação – recompensa Sedução – elogio Intimidação – ameaça Provocação – imagem negativa
  27. 27. Ironia no catálogo Diesel: inversão de valores

×