“As grandes coisas não são feitas por
impulso, mas através de uma série de
pequenas coisas acumuladas”
(Vincent Van Gogh)
O que é Arte?
O debate sobre o que é Arte se
arrasta há séculos. Muito do que é
chamado arte é tão remoto e
estranho que força os limite...
Fotoabstracionista Arthur Dove (anterior a 1920):
“[Arte] é a forma que a ideia toma na imaginação e não a
forma tal qual ...
Cavalo
Pintura em caverna de Lascaux,
França, 15.000 - 13.000 a.C.
O que é Arte?
Concluímos que arte é toda forma de expressão do
íntimo, é comunicação. Quem faz arte, quer expressar,
quer comunicar algo...
Os Sentidos
Nossos sentidos são a audição, a visão, o
olfato, o paladar e o tato. Os primeiros
prazeres da vida são captad...
Descobrindo os sentidos
Aguce a percepção
(sensazione)
Podemos desenvolver a percepção refinando os sentidos,
como fez Leonardo Da Vinci. Assim el...
“Para transformar o mundo, devemos começar por nós
mesmos; e o que é importante em começar por nós
mesmos é a intenção. A ...
Encontro –
Encontro –
Encontro –
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Encontro –

632 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
632
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
106
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Encontro –

  1. 1. “As grandes coisas não são feitas por impulso, mas através de uma série de pequenas coisas acumuladas” (Vincent Van Gogh)
  2. 2. O que é Arte?
  3. 3. O debate sobre o que é Arte se arrasta há séculos. Muito do que é chamado arte é tão remoto e estranho que força os limites da credulidade e solapa a apreciação. A seguir, algumas tentativas de diversas pessoas para definir arte:
  4. 4. Fotoabstracionista Arthur Dove (anterior a 1920): “[Arte] é a forma que a ideia toma na imaginação e não a forma tal qual existe no exterior.” Expressionista Oskar Kokoscha (1936): “[Arte] é uma tentativa de repetir o milagre que a mais humilde das camponesas é capaz a qualquer momento, o de produzir a vida magicamente, a partir do nada.” Realista Bem Shahn (1967): [Arte] é a descoberta de imagens durante a obra, o reconhecimento de formas e contornos que emergem e despertam uma resposta em nós.”
  5. 5. Cavalo Pintura em caverna de Lascaux, França, 15.000 - 13.000 a.C.
  6. 6. O que é Arte?
  7. 7. Concluímos que arte é toda forma de expressão do íntimo, é comunicação. Quem faz arte, quer expressar, quer comunicar algo a alguém. O homem da Pré-História já fazia arte quando “pintava” bisões, veados, cavalos, bois, mamutes e javalis nos recessos das cavernas, há aproximadamente 15.000 a.C. Obviamente o objetivo não era adornar cavernas, mas uma tentativa de controlar ou aplacar as forças da natureza, dessa forma já expressando uma possível crença. Alguns arqueólogos especulam que, esses humanos (Cro- Magnon, evolução do homem Neanderthal) criavam essas figuras para garantir uma boa caça.
  8. 8. Os Sentidos Nossos sentidos são a audição, a visão, o olfato, o paladar e o tato. Os primeiros prazeres da vida são captados pela boca (paladar) e pelo tato. Nosso primeiro contato com o mundo é: 1ª. Fase – estado fetal 2ª. Fase - sugar, ingerir. Apropriar-se, tomar para si. Egoísmo. Absorção, ingestão. 3ª. Fase - cerebral. Três quartos dos seres humanos não chegam à terceira fase.
  9. 9. Descobrindo os sentidos
  10. 10. Aguce a percepção (sensazione) Podemos desenvolver a percepção refinando os sentidos, como fez Leonardo Da Vinci. Assim ele viu coisas que ninguém mais era capaz de ver, como os detalhes dos movimentos de um pássaro e as nuances da luz do pôr-do- sol, que reproduziu em seus quadros. Para isso alimentou sua sensibilidade perceptiva: trabalhava ao som de boa música, apreciava as texturas dos tecidos finos, criou sua própria colônia (feita de lavanda e água de rosas) e se cercava de elegância e beleza. Fazia tudo isso não só para gozar tais prazeres, mas porque acreditava que “os sentidos são os sacerdotes da alma”, conforme escreveu. Para elevar a sensazione ao nível espiritual, é preciso despertar nosso olhar interior, ficar atento ao movimento presente e sentir a alma de cada criatura viva, enxergando em cada uma delas a obra do Criador, como fez Da Vinci. Fonte: Da Vinci Decodificado – Descobrindo os Segredos Espirituais dos Sete Princípios de Leonardo
  11. 11. “Para transformar o mundo, devemos começar por nós mesmos; e o que é importante em começar por nós mesmos é a intenção. A intenção deve ser compreender- nos a nós mesmos e não deixar aos outros a tarefa de se transformarem... Esta é a nossa responsabilidade, minha e tua; porque, por menor que seja o mundo em que vivemos, se pudermos introduzir um ponto de vista radicalmente diferente em nossa existência cotidiana, talvez possamos afetar o mundo inteiro.” (J.Krishnamurti “Self Knowledge”, em The First and Last Freedom)

×