O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
“As grandes coisas não são feitas por
impulso, mas através de uma série de
pequenas coisas acumuladas”
(Vincent Van Gogh)
O que é Arte?
O debate sobre o que é Arte se
arrasta há séculos. Muito do que é
chamado arte é tão remoto e
estranho que força os limite...
Fotoabstracionista Arthur Dove (anterior a 1920):
“[Arte] é a forma que a ideia toma na imaginação e não a
forma tal qual ...
Cavalo
Pintura em caverna de Lascaux,
França, 15.000 - 13.000 a.C.
O que é Arte?
Concluímos que arte é toda forma de expressão do
íntimo, é comunicação. Quem faz arte, quer expressar,
quer comunicar algo...
Os Sentidos
Nossos sentidos são a audição, a visão, o
olfato, o paladar e o tato. Os primeiros
prazeres da vida são captad...
Descobrindo os sentidos
Aguce a percepção
(sensazione)
Podemos desenvolver a percepção refinando os sentidos,
como fez Leonardo Da Vinci. Assim el...
“Para transformar o mundo, devemos começar por nós
mesmos; e o que é importante em começar por nós
mesmos é a intenção. A ...
Encontro –
Encontro –
Encontro –
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Encontro –

644 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Encontro –

  1. 1. “As grandes coisas não são feitas por impulso, mas através de uma série de pequenas coisas acumuladas” (Vincent Van Gogh)
  2. 2. O que é Arte?
  3. 3. O debate sobre o que é Arte se arrasta há séculos. Muito do que é chamado arte é tão remoto e estranho que força os limites da credulidade e solapa a apreciação. A seguir, algumas tentativas de diversas pessoas para definir arte:
  4. 4. Fotoabstracionista Arthur Dove (anterior a 1920): “[Arte] é a forma que a ideia toma na imaginação e não a forma tal qual existe no exterior.” Expressionista Oskar Kokoscha (1936): “[Arte] é uma tentativa de repetir o milagre que a mais humilde das camponesas é capaz a qualquer momento, o de produzir a vida magicamente, a partir do nada.” Realista Bem Shahn (1967): [Arte] é a descoberta de imagens durante a obra, o reconhecimento de formas e contornos que emergem e despertam uma resposta em nós.”
  5. 5. Cavalo Pintura em caverna de Lascaux, França, 15.000 - 13.000 a.C.
  6. 6. O que é Arte?
  7. 7. Concluímos que arte é toda forma de expressão do íntimo, é comunicação. Quem faz arte, quer expressar, quer comunicar algo a alguém. O homem da Pré-História já fazia arte quando “pintava” bisões, veados, cavalos, bois, mamutes e javalis nos recessos das cavernas, há aproximadamente 15.000 a.C. Obviamente o objetivo não era adornar cavernas, mas uma tentativa de controlar ou aplacar as forças da natureza, dessa forma já expressando uma possível crença. Alguns arqueólogos especulam que, esses humanos (Cro- Magnon, evolução do homem Neanderthal) criavam essas figuras para garantir uma boa caça.
  8. 8. Os Sentidos Nossos sentidos são a audição, a visão, o olfato, o paladar e o tato. Os primeiros prazeres da vida são captados pela boca (paladar) e pelo tato. Nosso primeiro contato com o mundo é: 1ª. Fase – estado fetal 2ª. Fase - sugar, ingerir. Apropriar-se, tomar para si. Egoísmo. Absorção, ingestão. 3ª. Fase - cerebral. Três quartos dos seres humanos não chegam à terceira fase.
  9. 9. Descobrindo os sentidos
  10. 10. Aguce a percepção (sensazione) Podemos desenvolver a percepção refinando os sentidos, como fez Leonardo Da Vinci. Assim ele viu coisas que ninguém mais era capaz de ver, como os detalhes dos movimentos de um pássaro e as nuances da luz do pôr-do- sol, que reproduziu em seus quadros. Para isso alimentou sua sensibilidade perceptiva: trabalhava ao som de boa música, apreciava as texturas dos tecidos finos, criou sua própria colônia (feita de lavanda e água de rosas) e se cercava de elegância e beleza. Fazia tudo isso não só para gozar tais prazeres, mas porque acreditava que “os sentidos são os sacerdotes da alma”, conforme escreveu. Para elevar a sensazione ao nível espiritual, é preciso despertar nosso olhar interior, ficar atento ao movimento presente e sentir a alma de cada criatura viva, enxergando em cada uma delas a obra do Criador, como fez Da Vinci. Fonte: Da Vinci Decodificado – Descobrindo os Segredos Espirituais dos Sete Princípios de Leonardo
  11. 11. “Para transformar o mundo, devemos começar por nós mesmos; e o que é importante em começar por nós mesmos é a intenção. A intenção deve ser compreender- nos a nós mesmos e não deixar aos outros a tarefa de se transformarem... Esta é a nossa responsabilidade, minha e tua; porque, por menor que seja o mundo em que vivemos, se pudermos introduzir um ponto de vista radicalmente diferente em nossa existência cotidiana, talvez possamos afetar o mundo inteiro.” (J.Krishnamurti “Self Knowledge”, em The First and Last Freedom)

×