Weekly report inspiral_29outa04nov

1.277 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Esportes, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.277
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
708
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Weekly report inspiral_29outa04nov

  1. 1. Brasil De 29 de outubro a 04 de novembro de 2010
  2. 2. Moda sob medida Em tempos de super fast-fashion, parece loucura e um tanto caro pensar em exclusividade. Encontrar por aí um prato, um lugar ou uma roupa com a nossa cara pode ser missão impossível. É aí que surge um novo luxo, e não no sentido das altas cifras, mas sim no que ele tem de raro e único. As roupas feitas sob medida, costuradas pelos quase esquecidos alfaiates, estão chamando a atenção dos mais antenados e ganhando espaço em seus guarda-roupas. A italiana Sara Checcuci voltou ao início de tudo e abriu um ateliê em Galluzzo, Itália, para fazer roupas sob medida. Em Saint-Tropez, as sandálias tropeziennes da Rondini, que desde 1927 fazem sucesso por causa das tiras de couro criadas a partir do formato de cada pé, nunca foram tão requisitadas. Até a Ralph Lauren voltou sua atenção para as roupas sob medida: na nova loja da marca, em Nova York, haverá a disposição dos clientes mais de 200 tecidos e uma ótima equipe de alfaiates. E para as brasileiras, foi aberta nesta semana na Oscar Freire a nova loja do Amir Slama, que fará biquinis sob medida em um ateliê especial. E viva a fita métrica! Imagens ilustrativas
  3. 3. Censurado! De repente temos a sensação de termos voltado no tempo, para algum lugar na década de 60, durante a ditadura militar. Culpa do fantasma da censura. A Assembléia Legislativa do Ceará aprovou a criação de um conselho com a função de "orientar", "fiscalizar” e "monitorar" os meios de comunicação do estado. E os estados do Piauí, Alagoas, Bahia, Mato Grosso e São Paulo têm projetos semelhantes em tramitação. Os termos usados para descrever as funções de tais conselhos são eufêmicos, mas permitem cercear a livre expressão e vetar informações que não sejam de seu interesse. A OAB já se manifestou contrária a estes conselhos pois os consideram incostitucionais e declararam que recorrerão ao STF. Julgam que sejam incompatíveis com o estado democrático de direito. A recomendação de criação destes conselhos veio da Conferência Nacional de Comunicação em dezembro de 2009 e só esta semana a criação de tais conselhos chegou ao conhecimento públiico. A presidente eleita garantiu liberdade de imprensa em seu discurso após a vitória, mas os acontecimentos mostram que de alguma forma a censura já vigora. Imagens ilustrativas
  4. 4. Compactando O crescimento da população mundial e a diminuição dos espaços coletivos está sendo cada vez mais discutido entre arquitetos e designers, mas cabe a todos a reflexão. A febre dos automóveis ultra- compactos, residências cada vez menores e móveis multifuncionais são indícios que já estamos vivendo da era da compactação. A indústria automobilística é um grande exemplo desse fenômeno: com a diminuição das vagas de estacionamento e aumento dos combustíveis, os veículos ultra-compactos são a solução para uma sociedade em que o espaço é raro. Até a Aston Martin, marca de luxo, lançará seu primeiro ultra-compacto, o Cygnet, já no próximo ano. Outro movimento que vem ganhando força no mercado são os móveis multifuncionais. Com os apartamentos ficando cada vez menores, seus moradores precisam adaptá-los para maximizar o conforto. Para viver em um espaço cada vez mais reduzido, o design se coloca como a ferramenta mais inteligente na elaboração do mobiliário, que além de ser esteticamente mais interessante, agregam várias funções, como no caso do bar-móvel criado pelo arquiteto brasileiro Issay Weinfeld. Tudo para aprender a ter mais com (um pouco) menos. Imagens ilustrativas
  5. 5. Tudo rosa A mobilização contra o câncer de mama não sai de moda. Mais uma prova foi a campanha mundial Outubro Rosa que ganhou força na mídia e apoio das corporações. A cor rosa foi adotada como símbolo da luta contra o câncer de mama, chamando a atenção do público para a causa e, além de estampar produtos foi projetado até em monumentos públicos como a Torre de Pisa, na Itália; o Arco do Triunfo, em Paris, as Pirâmides do Egito e em outras edificações pelo mundo. No Brasil, a maior repercussão foi em torno do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro; na Pinacoteca, em São Paulo; na Ópera de Arame, em Curitiba e no Memorial Juscelino Kubitschek, em Brasília. Dessa vez, outro fato surpreendeu: a mobilização das empresas pela causa, que desenvolveram novas linhas e colaborações alusivas. A Adidas desenvolveu uma linha de chuteiras cor de rosa sinalizando seu apoio, a companhia aérea Azul apresentou seu novo avião envelopado na cor símbolo da campanha, e será tripulado apenas por mulheres. Já s Havaianas apoiou a Corrida de Cura, realizada no Rio de Janeiro, onde distribuiu um par de sandálias rosa para cada participante. Imagens ilustrativas
  6. 6. Influência O lançamento nesta semana do documentário “Influencers”, disponível gratuitamente na internet, causou burburinho entre trendsetters do mundo todo. O filme mostra como as tendências e a criatividade podem se tornar contagiosas e como pessoas se tornam influenciadoras e transformam comportamentos, atitudes, escolhas e produtos em movimentos. São pessoas que vão desde Confucio, Gandhi, passando por Jim Morrison, Coco Chanel e Michael Jordan. O tema é cada vez mais atual e mostra o poder mobilizador das pessoas que, em tempos de redes sociais, pode ser catapultado e acelerado a toda velocidade. É o que cria os modismos da cultura pop e o fascínio sobre as novidades nas vitrines. O filme mostra que a influência vai muito além da criação de um novo movimento. Tem a ver com a força de influenciar opiniões e transformá-las em engajamento. Imagens ilustrativas
  7. 7. Este produto é distribuído gratuitamente pela Inspiral Consultoria e Gestão de Marcas. www.inspiral.com.br

×