Weekly Report - 20 a 24 junho

1.163 visualizações

Publicada em

Publicada em: Diversão e humor, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.163
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
687
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Weekly Report - 20 a 24 junho

  1. 1. Brasil BrasilDe 082012 24 de junho de 2011 De a a de novembro de 2010
  2. 2. “Brazilian dream” Um estudo realizado com jovens brasileiros entre 18 e 24 anos comprova: essa geração busca comportamento coletivo e atuante, mostra-se otimista em relação ao futuro do País, e orgulho em ser brasileiro. A pesquisa, denominada “Projeto Sonho Brasileiro”, feito pela Box 1824, ainda revela que a nova juventude está inserida em três movimentos: a hiperconexão, o não-dualismo e micro-revoluções, que a difere das gerações que vieram antes. Além disso, os jovens dessa geração priorizam a transparência nas relações de consumo com as marcas, como resultado de uma visão mais crítica em relação às empresas. O Projeto Sonho Brasileiro mostra, por exemplo, porquê as compras coletivas e o Crowdfunding fazem tanto sentido para esta geração. Graças à ajuda da internet é mais fácil encontrar grupos que estão dispostos a contribuir com pequenas quantias para viabilizar uma ideia ou um projeto. E você, já contribuiu para tornar o mundo mais coletivo hoje? Imagens ilustrativas
  3. 3. O poder da cor Preto e branco são consideradas escolhas seguras, talvez pela elegância garantida ou pela demonstração de seriedade. Contudo, a força do colorido sempre consegue nos emocionar. É só você imaginar o deslumbramento de se assistir um grande desfile de carnaval ou a um espetáculo do Cirque du Soleil. Pense em crianças muito pequenas: já viu como são hipnotizadas por objetos coloridos? E o mundo parece estar caminhando a passos largos na direção das (muitas) cores. Na moda, a tradução da tendência está no Color Blocking, que são looks com três ou mais cores fortes. Os centros urbanos também estão ficando mais coloridos: este mês em Nova York os artistas da FriendsWithYou fizeram uma grande instalação experiencial de arte, chamada Rainbow, com quase todas as cores do arco-íris. Françoise Nielly, artista francesa famosa por seus rostos coloridos e texturizados, foi primeira página dessa semana no site The Cool Hunter: ela fala da influência das cores de sua infância na arte. Como disse o imperador romano Marcus Aurelius: ”a alma é tingida pela cor de nossos pensamentos”. Alguém duvida? Imagens ilustrativas
  4. 4. Tupi or not tupi O design brasileiro vem conquistando cada vez mais destaque no mercado internacional mas vem, principalmente, ganhando reconhecimento do  mercado interno. São Paulo recebeu, em parceira com o SPFW, a primeira edição do Design São Paulo, um evento que inseriu a cidade e os artista nacionais no roteiro dos grandes salões de design internacional. Com a presença de grandes marcas do setor, designers e entusiastas, o evento mostrou o que há de mais novo e relevante na área. Passando pela arquitetura, moda e design moveleiro, nomes desse mercado ganham cada vez mais peso internacional. Um exemplo desse reconhecimento foi a mostra "Arquitetos e Designers Modernos Brasileiros que homenageou o trabalho de 14 arquitetos nacionais, como Arthur Casa, Isay Weinfeld e Oscar Niemeyer, na 50ª edição da Semana de Design de Milão. As criações do design tupiniquim são fruto de uma cultura multifacetada, que valoriza os recursos naturais, criatividade e incorporação do artesanato tradicional em suas obras. É o Brasil mostrando a sua cara e o seu design. Imagens ilustrativas
  5. 5. Passarela sem gênero A androginia está sempre de alguma forma atuando em diversos fashion weeks pelo mundo e no Brasil não está sendo diferente. No SPFW a dupla Lea T. e Andrej Pejic deram o tom da androginia no país no e ambos foram destaques de marcas brasileiras como Alexandre Herchcovitch e Maria Bonita. A cada dia a linha entre os sexos está ficando mais tênue e a moda brasileira está se inspirando nisso: mulheres de terninho e sapatos masculinos. Prova disso é a adesão ao oxford que não para de crescer entre as garotas. Além de homens de vestido que desfilam em plena harmonia pelas passarelas. O movimento dos sem gênero vem ganhando força, sem barreiras para crescer, as peças que funcionam para ambos os sexos são criações geniais que realmente não precisam de rótulos para existirem e serem admiradas. Imagens ilustrativas
  6. 6. Atire a primeira pedra quem não tem pelo menosShake de Amor meia dúzia de músicas no iPod que morre de medo de tocar em público. Mas não precisamos  mais temer o shuffle nosso de cada festa. O “technobrega”, ritmo frequentemente associado ao Norte e Nordeste do Brasil e à estúdios de fundo de quintal, está virando trilha sonora da vida de muitos trendsetters por aí, Brasil afora. O hit “Shake de Amor”, da banda goiana Uó comprova o crescente sucesso do ritmo: em menos de duas semanas no Youtube, o vídeo teve mais de 100 mil acessos. Quem quer se divertir ao som do technobrega já pode ouvi-lo em lugares como o Bar Secreto em São Paulo e alguns outros clubs de igual prestígio. O “hype” do brega chega em uma hora em que há uma saturação à invasão do pop e rock americano, fazendo com que os brasileiros passem a valorizar o que é produto nacional e que tenha uma identidade com o nosso povo. Digam o que quiserem: o technobrega é um reflexo da cultura brasileira. Quem não se diverte? Imagens ilustrativas

×