SlideShare uma empresa Scribd logo

Smo

Smo

1 de 13
Baixar para ler offline
DELIRIUM 
· QUADRO CLÍNICO : 
· Inicio Abrupto 
· Pródromos: irritação, alt. sono, ansiedade e 
confusão,, inquietação. 
· Curso Flutuante, com piora noturna 
· Alteração Consciência : condição necessária 
· Desorientação Temporo-Espacial e Auto e Alo 
psíquica 
· Diminuição da Memória de Fixação 
· Comprometimento da Atenção
DELIRIUM 
· Alteração De Humor E Psicomotora Variada: 
Apatia E Desinteresse; Inquietação, Agitação 
Psicomotora, Hiperatividade E Agressividade 
· Alteração Cognitiva : Lentificação, Fabulação, 
Empobrecimento, Superficialidade E Perda De 
Capacidades Mentais Superiores 
· Delírios Malestruturados 
· Alucinações Tateis, Visuais E Olfativas 
· Alexia, Disfasia, Agnosia, Aproxia,, Disartria. 
· Alt. Neurológica : Asterixis, Tremores, Ataxia, 
Disartria, Incoord. Motora E Incont. Urinaria
Bases Neurofisiológicas 
 Alteração De Acetilcolina Atingindo Área Da 
Formação Reticular Ascendente, Incluindo 
Feixe Dorso Tegumentar Com Projeções 
Para Tálamo. No Delirium Tremens a 
Alteração Verificada Parece Ser Em Locus 
Cerulus, Com Alteração Noradrenérgica
ETIOLOGIA 
 INTOXICAÇÕES EXÓGENAS: 
 Uma das principais causas de delirium é o 
excesso de medicação. Dentre as medicações mais 
comumente causadoras de delirium destacamos: 
antidepressivos tricíclicos, corticosteróides, 
betabloqueadores, antihistamínicos, antibióticos 
(metronidazol e anfotericina b), antiinflamatórios, 
antiparkinsonianos, alfametildopa, 
anticonvulsivantes, cimetidine, salicilatos, disulfiran, 
clonidina, digitalicos,etc. 
 SINDROMES DE ABSTINÊNCIA : Delirium Tremens
ETIOLOGIA 
 PATOLOGIAS CEREBRAIS E SISTÊMICAS: 
Epilepsia, TCE, AVC, Neoplasia Cerebral, Infecções 
Cerebrais 
 ALTERAÇÕES ENDÓCRINAS, hepáticas, uremia, 
ICC, hipóxia, alterações hidroleletrolíticas, infeccões 
sistêmicas, politraumatismos 
 MAIOR RISCO EM PÓS - OPERATÓRIO, pelo 
stress e trauma cirúrgico, dor, medicações, perda 
sanguínea, e alterações da homeostase.
FATORES DE RISCO 
 Idade extremas 
 lesão cerebral preexistente 
 historia anterior de delirium 
 dependência alcoólica 
 má nutrição 
 Câncer 
 diabetes 
 comprometimento sensorial 
 dor

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Acidente vascular cerebral final
Acidente vascular cerebral finalAcidente vascular cerebral final
Acidente vascular cerebral finalSofia Pinho
 
Exame Neurológico: Síndrome Extrapiramidal
Exame Neurológico: Síndrome ExtrapiramidalExame Neurológico: Síndrome Extrapiramidal
Exame Neurológico: Síndrome ExtrapiramidalDr. Rafael Higashi
 
Esclerose sistêmica
Esclerose sistêmica Esclerose sistêmica
Esclerose sistêmica Nay Ribeiro
 
Retinopatia da Prematuridade
  Retinopatia da Prematuridade   Retinopatia da Prematuridade
Retinopatia da Prematuridade Laped Ufrn
 
Síndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura Conceitual
Síndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura ConceitualSíndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura Conceitual
Síndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura Conceitualblogped1
 
Acidente vascular encefálico
Acidente vascular encefálicoAcidente vascular encefálico
Acidente vascular encefálicoAnderson Santana
 
C5 hemiplegia doenca_neuronio_motor
C5 hemiplegia doenca_neuronio_motorC5 hemiplegia doenca_neuronio_motor
C5 hemiplegia doenca_neuronio_motorAna Santos
 
Traumatismo crânio encefálico
Traumatismo crânio encefálicoTraumatismo crânio encefálico
Traumatismo crânio encefálicoNadjadBarros
 
Força 17 Exame Neurológico
Força 17 Exame NeurológicoForça 17 Exame Neurológico
Força 17 Exame NeurológicoPaulo Alambert
 
Acidente vascular encefálico (ave) .
Acidente vascular encefálico (ave) . Acidente vascular encefálico (ave) .
Acidente vascular encefálico (ave) . Dani Drp
 
Acidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebralAcidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebralCarolina Yume
 
Acidente vascular encefálico parte1
Acidente vascular encefálico parte1Acidente vascular encefálico parte1
Acidente vascular encefálico parte1Jumooca
 
Mhp - Mielomalácia Hemorrágica Progressiva
Mhp - Mielomalácia Hemorrágica ProgressivaMhp - Mielomalácia Hemorrágica Progressiva
Mhp - Mielomalácia Hemorrágica ProgressivaKessia Fabricante Silva
 

Mais procurados (20)

Acidente vascular cerebral final
Acidente vascular cerebral finalAcidente vascular cerebral final
Acidente vascular cerebral final
 
Síndrome piramidal
Síndrome piramidalSíndrome piramidal
Síndrome piramidal
 
Facomatoses
FacomatosesFacomatoses
Facomatoses
 
Exame Neurológico: Síndrome Extrapiramidal
Exame Neurológico: Síndrome ExtrapiramidalExame Neurológico: Síndrome Extrapiramidal
Exame Neurológico: Síndrome Extrapiramidal
 
Esclerose sistêmica
Esclerose sistêmica Esclerose sistêmica
Esclerose sistêmica
 
Retinopatia da Prematuridade
  Retinopatia da Prematuridade   Retinopatia da Prematuridade
Retinopatia da Prematuridade
 
Síndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura Conceitual
Síndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura ConceitualSíndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura Conceitual
Síndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura Conceitual
 
Acidente vascular encefálico
Acidente vascular encefálicoAcidente vascular encefálico
Acidente vascular encefálico
 
Avc
AvcAvc
Avc
 
C5 hemiplegia doenca_neuronio_motor
C5 hemiplegia doenca_neuronio_motorC5 hemiplegia doenca_neuronio_motor
C5 hemiplegia doenca_neuronio_motor
 
Traumatismo crânio encefálico
Traumatismo crânio encefálicoTraumatismo crânio encefálico
Traumatismo crânio encefálico
 
Encefalopatias
EncefalopatiasEncefalopatias
Encefalopatias
 
Fundoscopia direta
Fundoscopia diretaFundoscopia direta
Fundoscopia direta
 
Força 17 Exame Neurológico
Força 17 Exame NeurológicoForça 17 Exame Neurológico
Força 17 Exame Neurológico
 
Acidente vascular encefálico (ave) .
Acidente vascular encefálico (ave) . Acidente vascular encefálico (ave) .
Acidente vascular encefálico (ave) .
 
RETINOPATIA
RETINOPATIARETINOPATIA
RETINOPATIA
 
Doença de Parkinson
 Doença de Parkinson  Doença de Parkinson
Doença de Parkinson
 
Acidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebralAcidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebral
 
Acidente vascular encefálico parte1
Acidente vascular encefálico parte1Acidente vascular encefálico parte1
Acidente vascular encefálico parte1
 
Mhp - Mielomalácia Hemorrágica Progressiva
Mhp - Mielomalácia Hemorrágica ProgressivaMhp - Mielomalácia Hemorrágica Progressiva
Mhp - Mielomalácia Hemorrágica Progressiva
 

Destaque (20)

Aula6 01 2015
Aula6 01 2015Aula6 01 2015
Aula6 01 2015
 
Carta aos residentes i encontro dos residentes em mfc - rj - divulgação
Carta aos residentes   i encontro dos residentes em mfc - rj - divulgaçãoCarta aos residentes   i encontro dos residentes em mfc - rj - divulgação
Carta aos residentes i encontro dos residentes em mfc - rj - divulgação
 
Bb dm2
Bb dm2Bb dm2
Bb dm2
 
Formação em mfc donato
Formação em mfc donatoFormação em mfc donato
Formação em mfc donato
 
Regulamento concursocultural(2)
Regulamento concursocultural(2)Regulamento concursocultural(2)
Regulamento concursocultural(2)
 
Who mec for patients with endocrine disorders
Who mec for patients with endocrine disordersWho mec for patients with endocrine disorders
Who mec for patients with endocrine disorders
 
Ultimasvagas
UltimasvagasUltimasvagas
Ultimasvagas
 
Revistaout dez
Revistaout dezRevistaout dez
Revistaout dez
 
D.o. 17 03-2016
D.o. 17 03-2016D.o. 17 03-2016
D.o. 17 03-2016
 
Decisões clínicas
Decisões clínicasDecisões clínicas
Decisões clínicas
 
Rbmfc
RbmfcRbmfc
Rbmfc
 
Cap 10 duncan
Cap 10 duncanCap 10 duncan
Cap 10 duncan
 
Hiv aids gustavo magalhães
Hiv aids   gustavo magalhãesHiv aids   gustavo magalhães
Hiv aids gustavo magalhães
 
D.o. 29 01-2014
D.o. 29 01-2014D.o. 29 01-2014
D.o. 29 01-2014
 
Como se manter atualizado em medicina de família
Como se manter atualizado em medicina de famíliaComo se manter atualizado em medicina de família
Como se manter atualizado em medicina de família
 
Edital sma 313 bolsista public
Edital sma 313 bolsista publicEdital sma 313 bolsista public
Edital sma 313 bolsista public
 
D.o. 29 01-2014 (1)
D.o. 29 01-2014 (1)D.o. 29 01-2014 (1)
D.o. 29 01-2014 (1)
 
Decisões clínicas 2 26 07-2014
Decisões clínicas 2 26 07-2014Decisões clínicas 2 26 07-2014
Decisões clínicas 2 26 07-2014
 
Rz clin residentes_brasil_2
Rz clin residentes_brasil_2Rz clin residentes_brasil_2
Rz clin residentes_brasil_2
 
Jornal sbmfc
Jornal sbmfcJornal sbmfc
Jornal sbmfc
 

Semelhante a Smo (20)

Ataxia
AtaxiaAtaxia
Ataxia
 
RAQUI e PERI.pptx
RAQUI e PERI.pptxRAQUI e PERI.pptx
RAQUI e PERI.pptx
 
Epilepsia e Encefalites Autoimunes
Epilepsia e Encefalites AutoimunesEpilepsia e Encefalites Autoimunes
Epilepsia e Encefalites Autoimunes
 
Hidrocefalia congênita
Hidrocefalia congênitaHidrocefalia congênita
Hidrocefalia congênita
 
Sessao clinica 2
Sessao clinica 2Sessao clinica 2
Sessao clinica 2
 
1 desmielinizantes-pdf
1 desmielinizantes-pdf1 desmielinizantes-pdf
1 desmielinizantes-pdf
 
Síndrome de west
Síndrome de westSíndrome de west
Síndrome de west
 
Demências
DemênciasDemências
Demências
 
Sindromes nefrotico nefritica 18
Sindromes nefrotico nefritica 18Sindromes nefrotico nefritica 18
Sindromes nefrotico nefritica 18
 
Síndromes medulares
Síndromes medularesSíndromes medulares
Síndromes medulares
 
Sinais e sintomas em neurologia
Sinais e sintomas em neurologiaSinais e sintomas em neurologia
Sinais e sintomas em neurologia
 
Acidentes por animais peçonhentos.ppt
Acidentes por animais peçonhentos.pptAcidentes por animais peçonhentos.ppt
Acidentes por animais peçonhentos.ppt
 
vascular.pptx
vascular.pptxvascular.pptx
vascular.pptx
 
Delirium em idosos
Delirium em idososDelirium em idosos
Delirium em idosos
 
Delirium em idosos
Delirium em idososDelirium em idosos
Delirium em idosos
 
Trauma crânio-encefálico (TCE)
Trauma crânio-encefálico (TCE)Trauma crânio-encefálico (TCE)
Trauma crânio-encefálico (TCE)
 
Acidente vascular encefálico
Acidente vascular encefálicoAcidente vascular encefálico
Acidente vascular encefálico
 
Animaispeconhentos.ppt
Animaispeconhentos.pptAnimaispeconhentos.ppt
Animaispeconhentos.ppt
 
Sindromes medularesmedicina
Sindromes medularesmedicinaSindromes medularesmedicina
Sindromes medularesmedicina
 
Aula Sistema Nervoso.pptx
Aula Sistema Nervoso.pptxAula Sistema Nervoso.pptx
Aula Sistema Nervoso.pptx
 

Mais de Inaiara Bragante

Mais de Inaiara Bragante (20)

Parecer
ParecerParecer
Parecer
 
Calendário SET_FEVEREIRO
Calendário SET_FEVEREIROCalendário SET_FEVEREIRO
Calendário SET_FEVEREIRO
 
Folder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJ
Folder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJFolder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJ
Folder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJ
 
Calendário temas aulas 2019 R1 e R2s
Calendário temas aulas 2019  R1 e R2sCalendário temas aulas 2019  R1 e R2s
Calendário temas aulas 2019 R1 e R2s
 
2017 é o ano do galo calendário teórico- r1
2017 é o ano do galo   calendário teórico- r12017 é o ano do galo   calendário teórico- r1
2017 é o ano do galo calendário teórico- r1
 
Folder do PRMFC -SMS/RJ
Folder do PRMFC -SMS/RJFolder do PRMFC -SMS/RJ
Folder do PRMFC -SMS/RJ
 
Edital residência médica 2017 - ano opcional (1)
Edital   residência médica 2017 - ano opcional (1)Edital   residência médica 2017 - ano opcional (1)
Edital residência médica 2017 - ano opcional (1)
 
Artigo23 05 2017
Artigo23 05 2017Artigo23 05 2017
Artigo23 05 2017
 
D.o. 17 03-2016 (1)
D.o. 17 03-2016 (1)D.o. 17 03-2016 (1)
D.o. 17 03-2016 (1)
 
Carteiradeserviços
CarteiradeserviçosCarteiradeserviços
Carteiradeserviços
 
Revista cremerj
Revista cremerjRevista cremerj
Revista cremerj
 
Memoria dr. roberto sánchez
Memoria dr. roberto sánchezMemoria dr. roberto sánchez
Memoria dr. roberto sánchez
 
Testes diagnósticos
Testes diagnósticosTestes diagnósticos
Testes diagnósticos
 
Residência
ResidênciaResidência
Residência
 
Residencia Uerj Donato
Residencia Uerj DonatoResidencia Uerj Donato
Residencia Uerj Donato
 
Residecnia uerj donato
Residecnia uerj donatoResidecnia uerj donato
Residecnia uerj donato
 
Raciocínio clínico
Raciocínio clínicoRaciocínio clínico
Raciocínio clínico
 
Raciocínio clínico
Raciocínio clínicoRaciocínio clínico
Raciocínio clínico
 
Curriculo baseado em competencias(1)
Curriculo baseado em competencias(1)Curriculo baseado em competencias(1)
Curriculo baseado em competencias(1)
 
Rio 18 nov 2014
Rio  18 nov 2014Rio  18 nov 2014
Rio 18 nov 2014
 

Smo

  • 1. DELIRIUM · QUADRO CLÍNICO : · Inicio Abrupto · Pródromos: irritação, alt. sono, ansiedade e confusão,, inquietação. · Curso Flutuante, com piora noturna · Alteração Consciência : condição necessária · Desorientação Temporo-Espacial e Auto e Alo psíquica · Diminuição da Memória de Fixação · Comprometimento da Atenção
  • 2. DELIRIUM · Alteração De Humor E Psicomotora Variada: Apatia E Desinteresse; Inquietação, Agitação Psicomotora, Hiperatividade E Agressividade · Alteração Cognitiva : Lentificação, Fabulação, Empobrecimento, Superficialidade E Perda De Capacidades Mentais Superiores · Delírios Malestruturados · Alucinações Tateis, Visuais E Olfativas · Alexia, Disfasia, Agnosia, Aproxia,, Disartria. · Alt. Neurológica : Asterixis, Tremores, Ataxia, Disartria, Incoord. Motora E Incont. Urinaria
  • 3. Bases Neurofisiológicas Alteração De Acetilcolina Atingindo Área Da Formação Reticular Ascendente, Incluindo Feixe Dorso Tegumentar Com Projeções Para Tálamo. No Delirium Tremens a Alteração Verificada Parece Ser Em Locus Cerulus, Com Alteração Noradrenérgica
  • 4. ETIOLOGIA INTOXICAÇÕES EXÓGENAS: Uma das principais causas de delirium é o excesso de medicação. Dentre as medicações mais comumente causadoras de delirium destacamos: antidepressivos tricíclicos, corticosteróides, betabloqueadores, antihistamínicos, antibióticos (metronidazol e anfotericina b), antiinflamatórios, antiparkinsonianos, alfametildopa, anticonvulsivantes, cimetidine, salicilatos, disulfiran, clonidina, digitalicos,etc. SINDROMES DE ABSTINÊNCIA : Delirium Tremens
  • 5. ETIOLOGIA PATOLOGIAS CEREBRAIS E SISTÊMICAS: Epilepsia, TCE, AVC, Neoplasia Cerebral, Infecções Cerebrais ALTERAÇÕES ENDÓCRINAS, hepáticas, uremia, ICC, hipóxia, alterações hidroleletrolíticas, infeccões sistêmicas, politraumatismos MAIOR RISCO EM PÓS - OPERATÓRIO, pelo stress e trauma cirúrgico, dor, medicações, perda sanguínea, e alterações da homeostase.
  • 6. FATORES DE RISCO Idade extremas lesão cerebral preexistente historia anterior de delirium dependência alcoólica má nutrição Câncer diabetes comprometimento sensorial dor
  • 7. Manipulação Ambiental Evitar excesso de estímulo e/ou privação sensorial Orientar repetidamente o pacientes Presença de familiares e rostos conhecidos Relógios, calendários, luz do dia A noite : luz suave para facilitar orientação e evitar ilusões Repetir quando necessário as informações Evitar falsas Informações Analgesia correta
  • 8. DEMÊNCIA COMPROMETIMENTO COGNITIVO: POBREZA E CONCRETUDE COMPROMETIMENTO AFETIVO: DESINTERESSE, LABILIDADE, APATIA, REAÇÃO CATASTRÓFICA FREQUENTE INÍCIO COM DEPRESSÃO ALTERAÇÕES NA FALA ALUCINAÇÕES RARAS E DELÍRIOS POUCO SISTEMATIZADOS
  • 9. EXAMES COMPLEMENTARES · EEG = Lentificação do traçado · TC = Atrofia · RNM: áreas de infarto cerebral, áreas de aumento de sinal em regiões subcorticais (leucoaraiose - com inúmeros microenfartos e áreas lacunares) · RNM com espectroscopia: diminuição de NAA(nacetilaspartato) em regiões temporais e aumento de inositol em regiões occipitais em pacientes com Alzheimer · PET, RNM FUNCIONAL, SPECT: Diminuição de Metabolismo Cerebral e Hipoperfusão
  • 10. AS PSICOSES ORGÂNICAS UM CONCEITO ULTRAPASSADO ? DELIRIUM DEMENCIA PSICOSES ORGÂNICAS: sintomas esquizofreniformes e maniformes
  • 11. ESQUIZOFRENIA ALTERAÇÕES CEREBRAIS: - Dilatação do Sistema Ventricular, com Perda de Tecido Periventricular( pp terceiro e laterais) - Menor Peso Cerebral - Atrofia Cerebral - HipoFrontalidade - Alteraçôes Temporais PATOLOGIA DO SISTEMA DOPAMINÉRGICO OLOGIA A NIVEL DOPAMINÉRGICO
  • 12. MANIA EXALTAÇÃO DO HUMOR ACELERAÇÃO DO PENSAMENTO HIPERATIVIDADE MOTORA OLOGIA A NIVEL DOPAMINÉRGICO
  • 13. O CONCEITO DE PSICOSE DEFINIÇÃO: O ROMPIMENTO COM A REALIDADE AS ALTERAÇÕES AO EXAME PSÍQUICO : A ALTERAÇÃO DE CONSCIÊNCIA AS ALTERAÇÕES DA FORMA DO PENSAMENTO: A IDEAÇÃO DELIRANTE AS ALUCINAÇÕES O AUTISMO OLOGIA A NIVEL DOPAMINÉRGICO