Gálatas à Luz da Bíblia

4.862 visualizações

Publicada em

Como entender a carta aos Gálatas, escrita por Paulo?

Publicada em: Espiritual
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.862
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
486
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gálatas à Luz da Bíblia

  1. 1. Capítulo 10 Gálatas À Luz da Bíblia
  2. 2. A circuncisão (que se tornou o sinal pessoal da fé de Abraão) foi uma especial maneira criada por Deus, um sinal de separação do mundo, um símbolo de santidade para tornar Seu povo diferente dos idólatras.
  3. 3. Esboço da Epístola aos Gálatas I - A Autoridade apostólica de Paulo e a revelação por ele recebida justificam o evangelho da salvação pela Graça, contra o espúrio ensinamento dos legalistas. (1:1-2 e 14). II - A justificação que provém da Graça divina pela fé humana, e não pelas obras infrutíferas da lei, vindica o Evangelho de Cristo (2:15; 4:31). III – Paulo concita os gálatas a permanecerem firmes na liberdade e na espiritualidade da Graça (5 e 6).
  4. 4. CIRCUNCISÃO <ul><li>“ Quando Ismael estava com a idade de treze anos, Abrão e todos os homens de sua família foram circuncidados. …a circuncisão …tornou-se o selo do pacto entre Deus e a descendência de Abrão…”. Dicionário Bíblico da Imprensa Bíblica Brasileira. </li></ul><ul><li>Abraão não foi salvo pela circuncisão </li></ul><ul><li>Era o sinal ou selo da experiência salvadora </li></ul><ul><li>Após a cruz é desnecessária (Rom.2:28-29). </li></ul>
  5. 5. Gálatas coluna para destruição e término da “lei” por Cristo? “ Paulo apreciava muitos todas as sua igreja, todavia, tinha excepcional simpatia para com as da Galácia. Durante sua ausência, professores judaizantes tiveram acesso a elas e insuflaram a perniciosa heresia de que somente pela porta do judaísmo é que se podia entrar no aprisco cristão. …
  6. 6. <ul><li>… A natureza desses argumentos convenceu Paulo de que ele se defrontava com uma grande crise e, se o cristianismo havia de ser a religião universal, e não meramente uma seita judaica, teria de ser esclarecida, duma vez por todas, a relação entre Cristo e a Lei Mosaica.” – Dicionário Bíblico da Imprensa Bíblica Brasileira </li></ul><ul><li>O motivo principal da Epístola foi o ponto que pregava os “ professores judaizantes” : a circuncisão. </li></ul>
  7. 7. “ A lei continha dois elementos. O eterno e o efêmero. Um é eterno, trata da moral, que não muda. Encontramo-lo nos Dez Mandamentos … O elemento efêmero compõe-se de leis , civis e cerimoniais. … as leis cerimoniais cuja finalidade era ensinar por meio dos sacrifícios e cultos ritualísticos o desígnio redentor d Deus, haveriam de terminar com o advento do Messias, cuja obra de redenção esse ritualismo prefigurava….” Dicionário Bíblico da Imprensa Bíblica Brasileira.
  8. 8. <ul><li>Gálatas não enfoca a Lei Civil, pois trata-se de tema </li></ul><ul><li>religioso. </li></ul><ul><li>Gálatas enquadra as duas leis finais: Lei Moral ou Lei </li></ul><ul><li>Cerimonial. </li></ul><ul><li>Segundo o Dicionário Bíblico: </li></ul><ul><li>A Lei Moral dos Dez Mandamentos é eterna e não </li></ul><ul><li>muda. </li></ul><ul><li>A Lei cerimonial, Cristo tornou-se o cumprimento e o </li></ul><ul><li>fim e sua finalidade era ensinar por meio de sacrifícios </li></ul><ul><li>e cultos ritualísticos o desígnio redentor de Deus. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Gálatas 1:13-14. </li></ul><ul><li>Paulo foi membro efetivo do judaísmo, antes do </li></ul><ul><li>encontro com Cristo. </li></ul><ul><li>Era “extremamente zeloso das tradições”. </li></ul><ul><li>Sabedor que era daquelas cerimônias. </li></ul><ul><li>Se novamente aceitas, iriam tirar a liberdade </li></ul><ul><li>concedida pelo evangelho de Cristo. </li></ul><ul><li>Iria obliterar o cristianismo. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Gálatas. 2:1,3-4. </li></ul><ul><li>Quando aceitou a Cristo, </li></ul><ul><li>Abandonou o judaísmo e as cerimônias, </li></ul><ul><li>Necessárias antes, tornaram-se inúteis após a </li></ul><ul><li>morte de Jesus. </li></ul><ul><li>Gálatas. 2:7-9,12-13. </li></ul><ul><li>O elemento que gerou tanta confusão, discussão e </li></ul><ul><li>polêmica, foi um dogma daquela Lei Cerimonial: </li></ul><ul><li>CIRCUNCISÃO. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Gálatas. 2:14. </li></ul><ul><li>Após o Calvário não era preciso mais proceder a nenhum dos rituais exigidos pela Lei Cerimonial. </li></ul><ul><li>A circuncisão teve fim, e o batismo por imersão ocupou seu lugar. </li></ul><ul><li>Pedro compreendia assim, porém, para agradar “dissimulava”. </li></ul><ul><li>Tudo isto por causa da circuncisão, parte integrante da Lei Cerimonial. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Gálatas. 2:16. </li></ul><ul><li>Paulo mostra-lhes o valor do evangelho. </li></ul><ul><li>Circuncidar era exigência da Lei Cerimonial. </li></ul><ul><li>Necessária antes de Cristo. </li></ul><ul><li>Após a morte do Senhor, cumprir esse ritual era buscar justificação pelas obras. </li></ul><ul><li>Praticar circuncisão após a cruz, era negar a eficácia do sangue remidor. </li></ul><ul><li>Contrariava o evangelho da justificação pela fé. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Gálatas.2:21. </li></ul><ul><li>Deus deu aos judeus um ritual maravilhoso. </li></ul><ul><li>Um conjunto de cerimônias, acompanhadas de variadas ordenanças – Lei Cerimonial. </li></ul><ul><li>Sua obrigação era exigida, pois todo o cerimonial apontava para Jesus. </li></ul><ul><li>Era necessário até que Ele viesse. </li></ul><ul><li>Vindo, todo sistema ritualístico tornou-se inútil, pois era sombra de Jesus (Heb.10:1). </li></ul><ul><li>Se a prática desses ritos pudesse justificar o ofertante, então Jesus morreu em vão. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Gálatas. 3:1-5. </li></ul><ul><li>Paulo está muito aborrecido com os “professores judaizantes”. </li></ul><ul><li>Em sua ausência infiltraram na Igreja os dogmas cerimoniais. </li></ul><ul><li>Gálatas. 3:10. </li></ul><ul><li>Está lei mencionada por Paulo foi escrita em um livro. (Deut.31:24). </li></ul><ul><li>A Lei Moral foi escrita em pedra. (Êxo.31:18). </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Gálatas. 3:24 </li></ul><ul><li>A Lei Cerimonial mencionada por Paulo em </li></ul><ul><li>Gálatas, constitui-se de muitas cerimônias. </li></ul><ul><li>Essas cerimônias foram criadas para desenvolver </li></ul><ul><li>no homem a fé no Messias que viria. </li></ul><ul><li>Dentre estas cerimônias estava o sistema </li></ul><ul><li>sacrifical. </li></ul><ul><li>Ao imolar o cordeiro, o pecador deveria </li></ul><ul><li>contemplar na indefesa vitima a figura do Messias. </li></ul><ul><li>Por conseguinte, a Lei Cerimonial era um conjunto </li></ul><ul><li>de ritos criados por Deus para desenvolver a fé no </li></ul><ul><li>futuro Messias e dessa forma abrir os corações </li></ul><ul><li>para recebê-Lo e amá-Lo. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Gálatas.4:9-10. </li></ul><ul><li>A Lei Moral não tem “rudimentos”e sim, </li></ul><ul><li>“ mandamentos”. </li></ul><ul><li>A Lei Cerimonial tem “rudimentos, e este são, </li></ul><ul><li>“ fracos e pobres”. </li></ul><ul><li>A Lei Moral não exige a guarda de “dias” e sim de </li></ul><ul><li>“ um” dia, - o Sábado. </li></ul><ul><li>Na Lei cerimonial havia “dias”, “meses” e “anos”. </li></ul><ul><li>Eram sete festas anuais, consideradas feriados </li></ul><ul><li>solenes. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Gálatas. 5:1-4. </li></ul><ul><li>“ Alguns, porém, da seita dos fariseus… se </li></ul><ul><li>levantaram, dizendo que era mister circuncidá-los e </li></ul><ul><li>mandar-lhe que guardassem a Lei de Moisés”. </li></ul><ul><li>Paulo diz aos Gálatas, que, quem “se deixa </li></ul><ul><li>circuncidar…está obrigado a guardar toda a lei”. </li></ul><ul><li>A lei que continha a circuncisão era a Lei </li></ul><ul><li>cerimonial. </li></ul>
  18. 18. A Lei Cerimonial não se compunha somente do dogma da circuncisão,mas de uma infinidade d cerimônias. Porém, o problema dos gálatas, a balbúrdia entre aqueles irmãos, é por causa da circuncisão.

×