Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ensino Secundário da Chamusca Gestão e Sistemas de Tratamento Ambientais Estudo do Im...
<ul><li>Descrição do Projecto </li></ul><ul><li>Localização </li></ul><ul><li>Principais impactes </li></ul><ul><li>Minimi...
Descrição <ul><li>Implantação; </li></ul><ul><li>Recepção e análise dos resíduos; </li></ul><ul><li>Unidades.  </li></ul>
<ul><li>Implantação: </li></ul><ul><li>A área ocupa cerca de 18 ha;  </li></ul><ul><li>A plataforma é constituída por duas...
<ul><li>Recepção e análise dos resíduos: </li></ul><ul><li>Classificação básica; </li></ul><ul><li>Recolha de amostra; </l...
<ul><li>Unidades: </li></ul><ul><li>Descontaminação do solo –  destina-se a tratar solos contaminados com hidrocarbonetos;...
<ul><li>Tratamento físico – químico de resíduos líquidos orgânicos –  tem por objectivo o pré – tratamento  físico - quími...
<ul><li>Tratamento físico –   químico de resíduos inorgânicos –  tem por objectivo o tratamento físico – químico de resídu...
<ul><li>Na fase da construção dos edifícios, do aterro e da instalação dos equipamentos, haverá impactes na geologia e geo...
<ul><li>Espera-se uma perturbação reduzida na taxa de recarga do aquífero local; </li></ul><ul><li>Não haverá impactes amb...
Minimização dos impactes negativos no ambiente <ul><li>Fase de construção; </li></ul><ul><li>Fase de exploração. </li></ul>
<ul><li>Fase de construção </li></ul><ul><ul><li>Armazenamento dos solos provenientes da decapagem dos terrenos; </li></ul...
<ul><ul><li>Lavagem de todos os veículos e maquinaria de apoio à obra; </li></ul></ul><ul><ul><li>Evitar o trajecto pelo i...
<ul><li>Fase de exploração </li></ul><ul><ul><li>Equacionar o aumento da eficiência do tratamento das águas residuais, no ...
<ul><ul><li>Execução de um plano de recuperação e de integração paisagística na fase de selagem do aterro; </li></ul></ul>...
 
<ul><li>O presente CIRVER  SISAV localiza-se na Região do Alentejo (NUT II), sub-região Lezíria do Tejo, distrito de Santa...
 
Conclusão Este projecto tem como objectivo viabilizar uma solução para cada tipo de resíduo. O CIRVER é um pólo de conheci...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sisav

864 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
864
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sisav

  1. 1. Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos com Ensino Secundário da Chamusca Gestão e Sistemas de Tratamento Ambientais Estudo do Impacte Ambiental CIRVER SISAV Centro Integra do de Recuperação, Valorização e Eliminação de Resíduos Perigosos (CIRVER), no concelho da Chamusca
  2. 2. <ul><li>Descrição do Projecto </li></ul><ul><li>Localização </li></ul><ul><li>Principais impactes </li></ul><ul><li>Minimização de Impactes </li></ul><ul><li>Conclusão </li></ul>Sub-temas
  3. 3. Descrição <ul><li>Implantação; </li></ul><ul><li>Recepção e análise dos resíduos; </li></ul><ul><li>Unidades. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Implantação: </li></ul><ul><li>A área ocupa cerca de 18 ha; </li></ul><ul><li>A plataforma é constituída por duas zonas: </li></ul><ul><ul><li>zona de entrada e controlo, e edifícios de apoio e de utilidades e manutenção; </li></ul></ul><ul><ul><li>zona de tratamento e armazenagem de resíduos. </li></ul></ul>MAPA
  5. 5. <ul><li>Recepção e análise dos resíduos: </li></ul><ul><li>Classificação básica; </li></ul><ul><li>Recolha de amostra; </li></ul><ul><li>Verificação da conformidade dos resíduos; </li></ul><ul><li>Verificação da documentação que acompanha o resíduo; </li></ul><ul><li>Pesagem dos resíduos. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Unidades: </li></ul><ul><li>Descontaminação do solo – destina-se a tratar solos contaminados com hidrocarbonetos; </li></ul><ul><li>Estabilização – Trata os resíduos sólidos ou pastosos contaminados por hidrocarbonetos; </li></ul><ul><li>Aterro de Resíduos Perigosos – capacidade para a deposição de 90 000 t/ano, durante 10 anos; </li></ul><ul><li>Classificação e transferência – destina-se a efectuar a triagem, classificação, desacondicionamento e transferência de resíduos; </li></ul><ul><li>Valorização de embalagens – destina-se a valorizar embalagens contaminadas por resíduos perigosos; </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Tratamento físico – químico de resíduos líquidos orgânicos – tem por objectivo o pré – tratamento físico - químico de resíduos líquidos orgânicos; </li></ul><ul><li>Tratamento biológico – tem por objectivo o tratamento biológico dos resíduos e dos efluentes biodegradáveis; </li></ul><ul><li>Evapo – oxidação – destina-se a tratar os resíduos aquosos contaminados com matéria orgânica não biodegradável; </li></ul><ul><li>Desidratação de lamas – destina-se a tratar as lamas produzidas noutras unidades funcionais do Centro, antes do seu envio para aterro ou para a unidade de estabilização; </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Tratamento físico – químico de resíduos inorgânicos – tem por objectivo o tratamento físico – químico de resíduos inorgânicos; </li></ul><ul><li>Tratamento de óleos usados – destina-se a tratar óleos usados e hidrocarbonetos; </li></ul><ul><li>A unidade auxiliar de utilidades - agrupa todas as utilidades necessárias ao funcionamento do CIRVER SISAV. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Na fase da construção dos edifícios, do aterro e da instalação dos equipamentos, haverá impactes na geologia e geomorfologia; </li></ul><ul><li>Libertação de emissões gasosas na fase de construção do projecto, embora pouco significativas e temporárias; </li></ul><ul><li>Em termos sonoros não existirá impactes negativos na fase de construção, embora na fase de exploração existirá impacte negativo, mas em magnitude reduzida; </li></ul><ul><li>Na área de intervenção não são previsíveis impactes a nível geomorfológico e geológico; </li></ul>Principais Impactes Ambientais
  10. 10. <ul><li>Espera-se uma perturbação reduzida na taxa de recarga do aquífero local; </li></ul><ul><li>Não haverá impactes ambientais a nível dos sistemas ecológicos na fase de construção e na fase de exploração; </li></ul><ul><li>Não se prevêem incidências paisagísticas importantes; </li></ul><ul><li>Incomodo a nível do tráfego nas zonas circundantes na fase de construção e na fase de exploração. </li></ul><ul><li>A implementação do projecto terá efeitos positivos ao nível local e nível nacional; </li></ul>
  11. 11. Minimização dos impactes negativos no ambiente <ul><li>Fase de construção; </li></ul><ul><li>Fase de exploração. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Fase de construção </li></ul><ul><ul><li>Armazenamento dos solos provenientes da decapagem dos terrenos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Utilização dos caminhos existentes como acesso de obras; </li></ul></ul><ul><ul><li>Instalação de separadores de hidrocarbonetos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Rega regular e controlada; </li></ul></ul><ul><ul><li>Cuidados nas operações de carga, de descarga e na deposição dos materiais de construção e residuais da obra; </li></ul></ul><ul><ul><li>Acondicionar, cobrir e modificar os materiais necessários à construção; </li></ul></ul>
  13. 13. <ul><ul><li>Lavagem de todos os veículos e maquinaria de apoio à obra; </li></ul></ul><ul><ul><li>Evitar o trajecto pelo interior da povoação da Carregueira; </li></ul></ul><ul><ul><li>Realização de sondagens de avaliação do potencial arqueológico; </li></ul></ul><ul><ul><li>Acompanhamento permanente arqueológico. </li></ul></ul>
  14. 14. <ul><li>Fase de exploração </li></ul><ul><ul><li>Equacionar o aumento da eficiência do tratamento das águas residuais, no período seco; </li></ul></ul><ul><ul><li>Monitorização das águas residuais industriais, pluviais e da qualidade da água no meio receptor; </li></ul></ul><ul><ul><li>Implementação do programa de monitorização de qualidade de ar, </li></ul></ul><ul><ul><li>Realização do tráfego para o aterro apenas pela EM 573; </li></ul></ul>
  15. 15. <ul><ul><li>Execução de um plano de recuperação e de integração paisagística na fase de selagem do aterro; </li></ul></ul><ul><ul><li>Recorrer à mão de obra local na fase de construção e de instalação. </li></ul></ul>
  16. 17. <ul><li>O presente CIRVER SISAV localiza-se na Região do Alentejo (NUT II), sub-região Lezíria do Tejo, distrito de Santarém, concelho de Chamusca e freguesia da Carregueira. </li></ul><ul><li>Mais detalhadamente o CIRVER localiza-se a 10Km Nordeste da Chamusca e cerca de 3Km de Sudoeste da Carregueira. </li></ul>Localização MAPA
  17. 19. Conclusão Este projecto tem como objectivo viabilizar uma solução para cada tipo de resíduo. O CIRVER é um pólo de conhecimento e inovação na área do ambiente. Ao nível de impacte ambiental é considerado um factor de risco a poluição do tráfego dos camiões, devido há falta de via opcional (IC3). Por outro lado é um equipamento que fixará a empregabilidade e dinamizará os aspectos económicos, sociais e culturais locais.

×