SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
Bom Estudo!
1
Educação Física Voleibol
Caracterização do Voleibol
O voleibol é um jogo desportivo colectivo praticado por duas equipas, cujo objectivo é
enviar a bola por cima da rede, fazendo-a cair no campo adversário e evitando que ela caia no
nosso próprio campo, respeitando as regras de jogo.
Cada equipa é constituída por doze jogadores, sendo seis efectivos e seis suplentes.
O campo rectangular (18*9m), delimitado por duas linhas laterais e duas finais e
dividido ao meio por uma rede.
A rede deve estar colocada a 2,24m para os femininos e a 2,43 para os masculinos.
O jogo é ganho pela equipa que vença três “sets”. Um “set” é ganho pela equipa que
faz primeiro 25 pontos. No 5º “set”, que acontece quando as equipas estão empatadas a 2
“sets”, ganha a equipa que faz primeiro 15 pontos mas, caso as equipas se encontrem
empatadas aos 14, ganha aquela que primeiro conseguir uma vantagem de 2 pontos da equipa
adversária.
Bom Estudo!
2
Educação Física Voleibol
A equipa de arbitragem é constituída por dois árbitros, um marcador e 2 ou 4 juizes de
linha. Um árbitro colocado à altura da rede e no prolongamento desta, o outro no lado oposto
mas ao nível dos jogadores.
PRINCIPAIS REGRAS DO VOLEIBOL
Posição dos jogadores e início do jogo
Quando o jogador encarregue de executar o serviço inicia a jogada, os jogadores
situam-se em duas linhas paralelas à rede, permitindo, no entanto, que sejam quebradas. Cada
uma destas é composta por 3 jogadores, designado-se avançados os jogadores que ocupam uma
posição mais próxima da rede e defesas os jogadores que estão atrás destes.
O jogo começa com o serviço, realizado pelo jogador de uma das equipas, isto após a
autorização do árbitro.
Toques da equipa:
Cada equipa tem direito a um máximo de três toques mais o toque do bloco, para
reenviar a bola por cima da rede.
Número de toques consecutivos:
Um jogador não pode tocar na bola, voluntariamente, duas vezes na bola, à excepção do
bloco. Neste caso, um jogador que toque na bola pode executar um segundo toque.
Bom Estudo!
3
Educação Física Voleibol
Transporte:
A bola deve ser batida, sem ser transportada, lançada, agarrada ou empurrada,
podendo ressaltar para qualquer direcção.
Toque na rede:
É interdito tocar a rede em toda a sua extensão e nas varetas a menos que o toque não
tenha influência na jogada.
Penetração no campo adversário:
É permitido pisar o campo contrário com os pés e com as mãos desde que pelo menos
uma parte destes esteja em contacto ou sobre a linha central. É interdito tocar o solo do
campo contrário com qualquer outra parte do corpo.
Bola fora quando:
a) Cai no solo inteiramente fora das linhas de delimitação;
b) Toca um objecto fora do terreno, o tecto ou alguém exterior ao jogo;
c) Toca as varetas, cabos, postes ou a própria rede no exterior das varetas/bandas
laterais;
d) Atravessa, completamente o plano vertical da rede, totalmente ou em parte pelo
exterior do espaço de passagem entre as varetas.
Faltas no serviço:
Antes do serviço quando:
a) viola a ordem de serviço;
b) não efectua o serviço correctamente;
c) demora mais de 5 segundos para o realizar;
d) A bola não é largada antes de ser batida.
Bom Estudo!
4
Educação Física Voleibol
Após o batimento da bola quando:
a) o jogador que serve pisa a linha de fundo e campo;
b) a bola não é batida com uma só mão, ou antebraço;
c) toca um jogador da equipa que serve ou não passa o plano vertical da rede;
Rotação ao serviço:
Quando a equipa que receba ganha o direito ao serviço,
os jogadores efectuam uma rotação, deslocando-se uma posição
no sentido dos ponteiros do relógio.
Sistema de pontuação:
Cada vez que uma equipa faz cair a bola no campo adversário existe a atribuição de um
ponto a essa equipa.
Bom Estudo!
5
Educação Física Voleibol
Fundamentos técnicos ofensivos:
POSIÇÃO BÁSICA
DEFINIÇÃO OBJECTIVOS
Atitude preparatória que o jogador
adopta, de modo a poder
responder com mais eficácia às
várias situações de jogo.
Permitir uma intervenção rápida,
correcta e tecnicamente adequada
à situação de jogo, sem perca de
equilíbrio.
DETERMINANTES TÉCNICAS
Peso do corpo equitativamente distribuído pelos dois apoios.
Membros inferiores flectidos e pés afastados (lateralmente ou um
à frente do outro), permitindo um bom equilíbrio.
Tronco ligeiramente inclinado à frente (bacia em retroversão).
Linha dos ombros à frente da linha dos joelhos.
Membros superiores flectidos e afastados com cotovelos junto à
bacia, e palmas das mãos viradas uma para a outra.
Bom Estudo!
6
Educação Física Voleibol
PASSE DE FRENTE
DEFINIÇÃO OBJECTIVOS
Projecção da bola com as mãos
para a frente.
Projecção da bola com precisão
para a frente quando situada no
plano superior.
DETERMINANTES TÉCNICAS
Fase Preparatória
A partir da posição base fundamental, colocação do corpo
debaixo da trajectória da bola.
Braços elevados frontalmente e flectidos, com cotovelos
orientados para a frente, ligeiramente para o lado e num plano
superior ao dos ombros.
Mãos voltadas para trás sem rigidez e dedos ligeiramente para
dentro com polegares no alinhamento um do outro e indicadores
voltados para trás (polegares e indicadores formam um
"triângulo").
Fase Principal
Braços flectidos com cotovelos à altura do rosto.
A bola é tocada com a superfície interior dos dedos ligeiramente
acima e à frente da cabeça.
Acompanha a execução do passe uma extensão dos membros
inferiores e superiores com movimento convergente dos braços.
Fase Final
Continuação da extensão dos membros inferiores e superiores
(seguindo a trajectória da bola).
Bom Estudo!
7
Educação Física Voleibol
PASSE DE COSTAS
DEFINIÇÃO OBJECTIVOS
Transmissão da bola com as mãos
para trás.
Projecção da bola com precisão
para trás quando situada no plano
superior.
DETERMINANTES TÉCNICAS
Fase Preparatória
Igual à do passe de frente.
Fase Principal
Extensão dorsal do tronco.
Palmas das mãos viradas para cima.
Braços flectidos com cotovelos à altura do rosto.
Cabeça inclinada para trás.
Contacto com a bola efectuado atrás do plano vertical do corpo.
A bola é tocada com a superfície interior dos dedos ligeiramente
acima da cabeça.
Acompanha a execução do passe uma extensão dos membros
inferiores e superiores com movimento convergente dos braços.
Fase Final
Extensão total do corpo à retaguarda com os braços e os olhos a
seguirem a trajectória da bola.
Bom Estudo!
8
Educação Física Voleibol
SERVIÇO POR BAIXO
DEFINIÇÃO OBJECTIVOS
Envio da bola, através de um
batimento com uma mão num
plano inferior, para o campo
contrário.
Colocação da bola no campo
contrário, dificultando ao máximo
a sua recepção.
DETERMINANTES TÉCNICAS
Fase Preparatória
Apoios e linha dos ombros dirigidos para o alvo (numa fase de
aprendizagem).
Apoio contra-lateral do braço hábil ligeiramente avançado.
Flexão dos membros inferiores
Tronco ligeiramente inclinado à frente (plano dos ombros à frente
do plano dos joelhos).
O braço hábil oscila à retaguarda, enquanto o outro segura a bola
num plano ligeiramente superior ao plano dos joelhos e no
prolongamento do braço hábil.
Fase Principal
Movimento de trás para a frente do braço hábil.
Quando a mão que segura a bola perde o contacto com esta, a
mão aberta do braço hábil (em extensão), realiza o batimento
através de um impulso seco com a palma da mão, havendo uma
elevação de todo o corpo e a passagem do seu peso para o apoio
mais avançado.
Bom Estudo!
9
Educação Física Voleibol
Fase Final
Continuação do movimento de extensão de pernas (para cima e
para a frente), assim como da elevação do braço hábil
acompanhando o movimento de saída da bola.
Após o batimento da bola, o pé mais recuado é "transportado"
para um plano à frente do apoio dianteiro, possibilitando uma
rápida entrada em campo de modo a prosseguir a sua acção em
jogo.
SERVIÇO POR CIMA
DEFINIÇÃO OBJECTIVOS
Envio da bola, através de um
batimento com uma mão num
plano superior, para o campo
contrário.
Colocação da bola no campo
contrário, dificultando ao máximo
a sua recepção.
Bom Estudo!
10
Educação Física Voleibol
DETERMINANTES TÉCNICAS
Fase Preparatória
Apoios e linha dos ombros dirigidos para o alvo.
Apoio contra-lateral do braço hábil ligeiramente avançado.
Pernas ligeiramente flectidas.
Bola segura com uma mão ao nível da bacia subindo à altura dos
ombros, ou mesmo partindo desta posição (ténis flutuante).
Fase Principal
No momento em que a bola é lançada ao ar (na vertical),
verifica-se o avanço da bacia, acompanhado de um movimento
posterior do tronco, mais acentuadamente do ombro cujo braço
vai efectuar o batimento e a elevação dos dois braços, com uma
maior amplitude do braço que vai bater a bola que vai ser
armado atrás da cabeça.
No momento em que a bola é batida, todo o corpo efectua um
movimento de trás para a frente, passando todo o seu peso para
o apoio mais avançado.
O braço de batimento, efectua um movimento muito rápido,
procurando bater a bola no seu ponto máximo de extensão, para
lhe imprimir uma grande velocidade.
O batimento da bola é feito com a palma da mão e através de
um batimento seco.
Bom Estudo!
11
Educação Física Voleibol
REMATE EM APOIO
DEFINIÇÃO OBJECTIVOS
Batimento da bola com uma mão
e com os pés no chão.
Projecção da bola com força para o
campo contrário, criando
dificuldades à equipa adversária.
DETERMINANTES TÉCNICAS
Fase Preparatória
Ligeira flexão dos membros inferiores.
Elevação superior do braço de batimento e flexão do antebraço
formando um ângulo de 90º.
Mão executante ao nível da nuca.
Braço não dominante em elevação antero-superior (a "apontar
para a bola) e com o ombro avançado.
O corpo arqueia-se dorsalmente.
Fase Principal
O batimento da bola inicia-se com a extensão rápida do braço
dominante, acompanhada de extensão dos membros inferiores.
A bola deve ser batida acima e à frente da cabeça (o mais alto
possível e com o braço em extensão), através de um batimento
seco e com liberdade articular do pulso.
Fase Final
O batimento da bola é seguido do avanço do ombro respectivo.
Bom Estudo!
12
Educação Física Voleibol
Fundamentos técnicos defensivos:
DESLOCAMENTOS
DEFINIÇÃO OBJECTIVOS
Movimento de
locomoção do
jogador.
Colocar-se rapidamente numa posição favorável à
execução das acções do jogo, de forma a criar a
relação adequada entre corpo / bola / gesto técnico
e o posicionamento dos outros jogadores, em função
da circulação da bola e da estratégia colectiva.
DETERMINANTES TÉCNICAS
A partir da posição base fundamental
Deslocamento Frontal.
Passo(s) à frente (curtas distâncias)
Em corrida para a bola com paragem equilibrada para a
intervenção sobre a bola (grandes distâncias).
Deslocamento Lateral
Passos curtos e rápidos; calcanhares não se tocam; pernas nunca
se cruzam (curtas distâncias).
Em corrida para a bola com paragem equilibrada para a
intervenção sobre a bola (grandes distâncias).
Deslocamento à Retaguarda
Deslocamento atrás com passo(s) cruzado(s) (curtas distâncias)
Rotação do corpo e corrida para a bola com paragem equilibrada
para a intervenção sobre a bola (grandes distâncias).
Bom Estudo!
13
Educação Física Voleibol
MANCHETE
DEFINIÇÃO OBJECTIVOS
Transmissão da bola com os dois
antebraços unidos.
Projecção da bola quando animada
de grande velocidade e/ou situada
num plano inferior.
DETERMINANTES TÉCNICAS
Fase Preparatória
Posição equilibrada, com o peso do corpo equitativamente
distribuído pelos dois apoios.
Membros inferiores, superiores e tronco flectidos.
Pés paralelos (largura dos ombros), com um dos apoios
avançado em relação ao outro.
Braços e mãos ligeiramente afastados.
Fase Principal
Junção dos braços (em completa extensão) e mãos (sobrepostas
ou com uma envolvendo a outra), com os cotovelos quase a
tocarem-se.
Peso do corpo desigualmente distribuído pelos dois apoios.
Contacto com a bola no terço anterior dos antebraços, havendo
uma extensão dos membros inferiores para cima e para a frente,
iniciada pela perna mais recuada.
Bola contactada abaixo do plano dos ombros
Controle visual da bola.
Fase Final
Continuação da extensão do tronco e membros inferiores.
Continuação do controle visual da bola.
Bom Estudo!
14
Educação Física Voleibol
BLOCO
DEFINIÇÃO OBJECTIVOS
Passagem das mãos
acima do plano da rede,
sendo efectuado por
um, dois ou três
jogadores atacantes
que se elevam
formando uma barreira
com as mãos.
Defender a bola vinda do campo contrário.
Formar uma barreira com as mãos de forma
a projectar a bola directamente para o solo
do campo contrário.
O bloco efectua-se com o objectivo de
atenuar ou deter o ataque do adversário.
Pode ser levado a cabo por um só jogador ou
em grupo de 2 ou de três jogadores, sendo,
neste último caso, para defender uma zona
importante do campo.
DETERMINANTES TÉCNICAS
Posição equilibrada, peso do corpo equitativamente distribuído
pelos dois apoios, membros inferiores ligeiramente flectidos.
Braços elevados frontalmente e flectidos, com cotovelos
orientados para a frente, ligeiramente para o lado e num plano
superior ao dos ombros.
Mãos abertas, palmas das mãos viradas para a rede e colocadas
ao nível da cara ou ligeiramente acima.
Extensão dos braços e ligeira flexão do tronco.
Recepção ao solo equilibrada através da flexão dos membros
inferiores, para poder assegurar o equilíbrio do corpo e ficar
preparado para iniciar uma nova acção de jogo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Thepatriciamartins12
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
smigano
 
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativasCapacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
JoanaMartins7
 

Mais procurados (20)

Andebol.ppt
Andebol.pptAndebol.ppt
Andebol.ppt
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Voleibol
Voleibol Voleibol
Voleibol
 
Badminton
BadmintonBadminton
Badminton
 
Ginástica
GinásticaGinástica
Ginástica
 
Andebol - Nível Introdução
Andebol - Nível IntroduçãoAndebol - Nível Introdução
Andebol - Nível Introdução
 
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
 
Atletismo corrida de estafetas
Atletismo corrida de estafetasAtletismo corrida de estafetas
Atletismo corrida de estafetas
 
Andebol regras
Andebol regras Andebol regras
Andebol regras
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Regras basquetebol
Regras basquetebolRegras basquetebol
Regras basquetebol
 
Desportos
DesportosDesportos
Desportos
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativasCapacidades motoras: condicionais e coordenativas
Capacidades motoras: condicionais e coordenativas
 
Ginástica de aparelhos
Ginástica de aparelhosGinástica de aparelhos
Ginástica de aparelhos
 
Ginástica de Solo
Ginástica de SoloGinástica de Solo
Ginástica de Solo
 
Triplo salto
Triplo saltoTriplo salto
Triplo salto
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 

Semelhante a Voleibol documento de apoio

Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valoresVoleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Diogo Malafaia
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
sextoD
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
sextoD
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
evandrolhp
 

Semelhante a Voleibol documento de apoio (20)

A História, Fundamentos do Voleibol, Etc
A História, Fundamentos do Voleibol, EtcA História, Fundamentos do Voleibol, Etc
A História, Fundamentos do Voleibol, Etc
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Toque volei
Toque   voleiToque   volei
Toque volei
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
 
O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
 
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valoresVoleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
 
Fundamentos do basquete
Fundamentos do basquete Fundamentos do basquete
Fundamentos do basquete
 
Andebol2
Andebol2Andebol2
Andebol2
 
Andebol - tudo
Andebol - tudoAndebol - tudo
Andebol - tudo
 
seminário sobre Voleibol
seminário sobre Voleibol seminário sobre Voleibol
seminário sobre Voleibol
 
Bitoque raguebi
Bitoque raguebiBitoque raguebi
Bitoque raguebi
 
Educação física.docx
Educação física.docxEducação física.docx
Educação física.docx
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
 
Handebol
Handebol Handebol
Handebol
 
Trabalho voleibol.docx
Trabalho voleibol.docxTrabalho voleibol.docx
Trabalho voleibol.docx
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
Histórico e evolução do voleibol
Histórico e evolução do voleibolHistórico e evolução do voleibol
Histórico e evolução do voleibol
 

Mais de Inês Ré (6)

5_educacao_fisica.pdf
5_educacao_fisica.pdf5_educacao_fisica.pdf
5_educacao_fisica.pdf
 
Músculos
MúsculosMúsculos
Músculos
 
Esqueleto humano
Esqueleto humanoEsqueleto humano
Esqueleto humano
 
Aula teórica hábitos de vida saudáveis
Aula teórica hábitos de vida saudáveisAula teórica hábitos de vida saudáveis
Aula teórica hábitos de vida saudáveis
 
Ginástica Solo
Ginástica SoloGinástica Solo
Ginástica Solo
 
Ginástica
Ginástica Ginástica
Ginástica
 

Voleibol documento de apoio

  • 1. Bom Estudo! 1 Educação Física Voleibol Caracterização do Voleibol O voleibol é um jogo desportivo colectivo praticado por duas equipas, cujo objectivo é enviar a bola por cima da rede, fazendo-a cair no campo adversário e evitando que ela caia no nosso próprio campo, respeitando as regras de jogo. Cada equipa é constituída por doze jogadores, sendo seis efectivos e seis suplentes. O campo rectangular (18*9m), delimitado por duas linhas laterais e duas finais e dividido ao meio por uma rede. A rede deve estar colocada a 2,24m para os femininos e a 2,43 para os masculinos. O jogo é ganho pela equipa que vença três “sets”. Um “set” é ganho pela equipa que faz primeiro 25 pontos. No 5º “set”, que acontece quando as equipas estão empatadas a 2 “sets”, ganha a equipa que faz primeiro 15 pontos mas, caso as equipas se encontrem empatadas aos 14, ganha aquela que primeiro conseguir uma vantagem de 2 pontos da equipa adversária.
  • 2. Bom Estudo! 2 Educação Física Voleibol A equipa de arbitragem é constituída por dois árbitros, um marcador e 2 ou 4 juizes de linha. Um árbitro colocado à altura da rede e no prolongamento desta, o outro no lado oposto mas ao nível dos jogadores. PRINCIPAIS REGRAS DO VOLEIBOL Posição dos jogadores e início do jogo Quando o jogador encarregue de executar o serviço inicia a jogada, os jogadores situam-se em duas linhas paralelas à rede, permitindo, no entanto, que sejam quebradas. Cada uma destas é composta por 3 jogadores, designado-se avançados os jogadores que ocupam uma posição mais próxima da rede e defesas os jogadores que estão atrás destes. O jogo começa com o serviço, realizado pelo jogador de uma das equipas, isto após a autorização do árbitro. Toques da equipa: Cada equipa tem direito a um máximo de três toques mais o toque do bloco, para reenviar a bola por cima da rede. Número de toques consecutivos: Um jogador não pode tocar na bola, voluntariamente, duas vezes na bola, à excepção do bloco. Neste caso, um jogador que toque na bola pode executar um segundo toque.
  • 3. Bom Estudo! 3 Educação Física Voleibol Transporte: A bola deve ser batida, sem ser transportada, lançada, agarrada ou empurrada, podendo ressaltar para qualquer direcção. Toque na rede: É interdito tocar a rede em toda a sua extensão e nas varetas a menos que o toque não tenha influência na jogada. Penetração no campo adversário: É permitido pisar o campo contrário com os pés e com as mãos desde que pelo menos uma parte destes esteja em contacto ou sobre a linha central. É interdito tocar o solo do campo contrário com qualquer outra parte do corpo. Bola fora quando: a) Cai no solo inteiramente fora das linhas de delimitação; b) Toca um objecto fora do terreno, o tecto ou alguém exterior ao jogo; c) Toca as varetas, cabos, postes ou a própria rede no exterior das varetas/bandas laterais; d) Atravessa, completamente o plano vertical da rede, totalmente ou em parte pelo exterior do espaço de passagem entre as varetas. Faltas no serviço: Antes do serviço quando: a) viola a ordem de serviço; b) não efectua o serviço correctamente; c) demora mais de 5 segundos para o realizar; d) A bola não é largada antes de ser batida.
  • 4. Bom Estudo! 4 Educação Física Voleibol Após o batimento da bola quando: a) o jogador que serve pisa a linha de fundo e campo; b) a bola não é batida com uma só mão, ou antebraço; c) toca um jogador da equipa que serve ou não passa o plano vertical da rede; Rotação ao serviço: Quando a equipa que receba ganha o direito ao serviço, os jogadores efectuam uma rotação, deslocando-se uma posição no sentido dos ponteiros do relógio. Sistema de pontuação: Cada vez que uma equipa faz cair a bola no campo adversário existe a atribuição de um ponto a essa equipa.
  • 5. Bom Estudo! 5 Educação Física Voleibol Fundamentos técnicos ofensivos: POSIÇÃO BÁSICA DEFINIÇÃO OBJECTIVOS Atitude preparatória que o jogador adopta, de modo a poder responder com mais eficácia às várias situações de jogo. Permitir uma intervenção rápida, correcta e tecnicamente adequada à situação de jogo, sem perca de equilíbrio. DETERMINANTES TÉCNICAS Peso do corpo equitativamente distribuído pelos dois apoios. Membros inferiores flectidos e pés afastados (lateralmente ou um à frente do outro), permitindo um bom equilíbrio. Tronco ligeiramente inclinado à frente (bacia em retroversão). Linha dos ombros à frente da linha dos joelhos. Membros superiores flectidos e afastados com cotovelos junto à bacia, e palmas das mãos viradas uma para a outra.
  • 6. Bom Estudo! 6 Educação Física Voleibol PASSE DE FRENTE DEFINIÇÃO OBJECTIVOS Projecção da bola com as mãos para a frente. Projecção da bola com precisão para a frente quando situada no plano superior. DETERMINANTES TÉCNICAS Fase Preparatória A partir da posição base fundamental, colocação do corpo debaixo da trajectória da bola. Braços elevados frontalmente e flectidos, com cotovelos orientados para a frente, ligeiramente para o lado e num plano superior ao dos ombros. Mãos voltadas para trás sem rigidez e dedos ligeiramente para dentro com polegares no alinhamento um do outro e indicadores voltados para trás (polegares e indicadores formam um "triângulo"). Fase Principal Braços flectidos com cotovelos à altura do rosto. A bola é tocada com a superfície interior dos dedos ligeiramente acima e à frente da cabeça. Acompanha a execução do passe uma extensão dos membros inferiores e superiores com movimento convergente dos braços. Fase Final Continuação da extensão dos membros inferiores e superiores (seguindo a trajectória da bola).
  • 7. Bom Estudo! 7 Educação Física Voleibol PASSE DE COSTAS DEFINIÇÃO OBJECTIVOS Transmissão da bola com as mãos para trás. Projecção da bola com precisão para trás quando situada no plano superior. DETERMINANTES TÉCNICAS Fase Preparatória Igual à do passe de frente. Fase Principal Extensão dorsal do tronco. Palmas das mãos viradas para cima. Braços flectidos com cotovelos à altura do rosto. Cabeça inclinada para trás. Contacto com a bola efectuado atrás do plano vertical do corpo. A bola é tocada com a superfície interior dos dedos ligeiramente acima da cabeça. Acompanha a execução do passe uma extensão dos membros inferiores e superiores com movimento convergente dos braços. Fase Final Extensão total do corpo à retaguarda com os braços e os olhos a seguirem a trajectória da bola.
  • 8. Bom Estudo! 8 Educação Física Voleibol SERVIÇO POR BAIXO DEFINIÇÃO OBJECTIVOS Envio da bola, através de um batimento com uma mão num plano inferior, para o campo contrário. Colocação da bola no campo contrário, dificultando ao máximo a sua recepção. DETERMINANTES TÉCNICAS Fase Preparatória Apoios e linha dos ombros dirigidos para o alvo (numa fase de aprendizagem). Apoio contra-lateral do braço hábil ligeiramente avançado. Flexão dos membros inferiores Tronco ligeiramente inclinado à frente (plano dos ombros à frente do plano dos joelhos). O braço hábil oscila à retaguarda, enquanto o outro segura a bola num plano ligeiramente superior ao plano dos joelhos e no prolongamento do braço hábil. Fase Principal Movimento de trás para a frente do braço hábil. Quando a mão que segura a bola perde o contacto com esta, a mão aberta do braço hábil (em extensão), realiza o batimento através de um impulso seco com a palma da mão, havendo uma elevação de todo o corpo e a passagem do seu peso para o apoio mais avançado.
  • 9. Bom Estudo! 9 Educação Física Voleibol Fase Final Continuação do movimento de extensão de pernas (para cima e para a frente), assim como da elevação do braço hábil acompanhando o movimento de saída da bola. Após o batimento da bola, o pé mais recuado é "transportado" para um plano à frente do apoio dianteiro, possibilitando uma rápida entrada em campo de modo a prosseguir a sua acção em jogo. SERVIÇO POR CIMA DEFINIÇÃO OBJECTIVOS Envio da bola, através de um batimento com uma mão num plano superior, para o campo contrário. Colocação da bola no campo contrário, dificultando ao máximo a sua recepção.
  • 10. Bom Estudo! 10 Educação Física Voleibol DETERMINANTES TÉCNICAS Fase Preparatória Apoios e linha dos ombros dirigidos para o alvo. Apoio contra-lateral do braço hábil ligeiramente avançado. Pernas ligeiramente flectidas. Bola segura com uma mão ao nível da bacia subindo à altura dos ombros, ou mesmo partindo desta posição (ténis flutuante). Fase Principal No momento em que a bola é lançada ao ar (na vertical), verifica-se o avanço da bacia, acompanhado de um movimento posterior do tronco, mais acentuadamente do ombro cujo braço vai efectuar o batimento e a elevação dos dois braços, com uma maior amplitude do braço que vai bater a bola que vai ser armado atrás da cabeça. No momento em que a bola é batida, todo o corpo efectua um movimento de trás para a frente, passando todo o seu peso para o apoio mais avançado. O braço de batimento, efectua um movimento muito rápido, procurando bater a bola no seu ponto máximo de extensão, para lhe imprimir uma grande velocidade. O batimento da bola é feito com a palma da mão e através de um batimento seco.
  • 11. Bom Estudo! 11 Educação Física Voleibol REMATE EM APOIO DEFINIÇÃO OBJECTIVOS Batimento da bola com uma mão e com os pés no chão. Projecção da bola com força para o campo contrário, criando dificuldades à equipa adversária. DETERMINANTES TÉCNICAS Fase Preparatória Ligeira flexão dos membros inferiores. Elevação superior do braço de batimento e flexão do antebraço formando um ângulo de 90º. Mão executante ao nível da nuca. Braço não dominante em elevação antero-superior (a "apontar para a bola) e com o ombro avançado. O corpo arqueia-se dorsalmente. Fase Principal O batimento da bola inicia-se com a extensão rápida do braço dominante, acompanhada de extensão dos membros inferiores. A bola deve ser batida acima e à frente da cabeça (o mais alto possível e com o braço em extensão), através de um batimento seco e com liberdade articular do pulso. Fase Final O batimento da bola é seguido do avanço do ombro respectivo.
  • 12. Bom Estudo! 12 Educação Física Voleibol Fundamentos técnicos defensivos: DESLOCAMENTOS DEFINIÇÃO OBJECTIVOS Movimento de locomoção do jogador. Colocar-se rapidamente numa posição favorável à execução das acções do jogo, de forma a criar a relação adequada entre corpo / bola / gesto técnico e o posicionamento dos outros jogadores, em função da circulação da bola e da estratégia colectiva. DETERMINANTES TÉCNICAS A partir da posição base fundamental Deslocamento Frontal. Passo(s) à frente (curtas distâncias) Em corrida para a bola com paragem equilibrada para a intervenção sobre a bola (grandes distâncias). Deslocamento Lateral Passos curtos e rápidos; calcanhares não se tocam; pernas nunca se cruzam (curtas distâncias). Em corrida para a bola com paragem equilibrada para a intervenção sobre a bola (grandes distâncias). Deslocamento à Retaguarda Deslocamento atrás com passo(s) cruzado(s) (curtas distâncias) Rotação do corpo e corrida para a bola com paragem equilibrada para a intervenção sobre a bola (grandes distâncias).
  • 13. Bom Estudo! 13 Educação Física Voleibol MANCHETE DEFINIÇÃO OBJECTIVOS Transmissão da bola com os dois antebraços unidos. Projecção da bola quando animada de grande velocidade e/ou situada num plano inferior. DETERMINANTES TÉCNICAS Fase Preparatória Posição equilibrada, com o peso do corpo equitativamente distribuído pelos dois apoios. Membros inferiores, superiores e tronco flectidos. Pés paralelos (largura dos ombros), com um dos apoios avançado em relação ao outro. Braços e mãos ligeiramente afastados. Fase Principal Junção dos braços (em completa extensão) e mãos (sobrepostas ou com uma envolvendo a outra), com os cotovelos quase a tocarem-se. Peso do corpo desigualmente distribuído pelos dois apoios. Contacto com a bola no terço anterior dos antebraços, havendo uma extensão dos membros inferiores para cima e para a frente, iniciada pela perna mais recuada. Bola contactada abaixo do plano dos ombros Controle visual da bola. Fase Final Continuação da extensão do tronco e membros inferiores. Continuação do controle visual da bola.
  • 14. Bom Estudo! 14 Educação Física Voleibol BLOCO DEFINIÇÃO OBJECTIVOS Passagem das mãos acima do plano da rede, sendo efectuado por um, dois ou três jogadores atacantes que se elevam formando uma barreira com as mãos. Defender a bola vinda do campo contrário. Formar uma barreira com as mãos de forma a projectar a bola directamente para o solo do campo contrário. O bloco efectua-se com o objectivo de atenuar ou deter o ataque do adversário. Pode ser levado a cabo por um só jogador ou em grupo de 2 ou de três jogadores, sendo, neste último caso, para defender uma zona importante do campo. DETERMINANTES TÉCNICAS Posição equilibrada, peso do corpo equitativamente distribuído pelos dois apoios, membros inferiores ligeiramente flectidos. Braços elevados frontalmente e flectidos, com cotovelos orientados para a frente, ligeiramente para o lado e num plano superior ao dos ombros. Mãos abertas, palmas das mãos viradas para a rede e colocadas ao nível da cara ou ligeiramente acima. Extensão dos braços e ligeira flexão do tronco. Recepção ao solo equilibrada através da flexão dos membros inferiores, para poder assegurar o equilíbrio do corpo e ficar preparado para iniciar uma nova acção de jogo.