Education And Training On The Portuguese Legislation For Water Safety Quality Standards Notes to improve changes on Law 44...
OBJECTIVOS <ul><li>Analisar a Lei nº 44/2004, perante o quadro legal pré-existente; </li></ul><ul><li>Relacionar a projecç...
PERCURSO <ul><li>Formação: </li></ul><ul><ul><li>Nadador-Salvador (3 semanas); </li></ul></ul><ul><ul><li>Técnico Salvamen...
A Lei n.º 44/2004 <ul><li>Motivações: </li></ul><ul><ul><li>Antiguidade da legislação em vigor; </li></ul></ul><ul><ul><li...
A Lei n.º 44/2004 <ul><li>Aprovada na Assembleia da República; </li></ul><ul><li>Publicada, em Diário da República, a 19 d...
ESTATÍSTICAS <ul><li>Fonte site do ISN; </li></ul><ul><li>Excluem o ano 2007; </li></ul><ul><li>Referem os últimos 4 anos;...
NÚMEROS <ul><li>69 MORTES </li></ul><ul><ul><li>34 vigiadas </li></ul></ul><ul><ul><li>65 não vigiadas </li></ul></ul><ul>...
JUSTIFICAÇÃO <ul><li>Desrespeito das regras de segurança; </li></ul><ul><li>Conduta ilegal; </li></ul><ul><li>Escolha de z...
? <ul><li>Terão os banhistas, autores destes erros, de pagar com a vida? </li></ul><ul><li>Estarão os meios logísticos e t...
NÃO! <ul><li>Por isso foi levada à Assembleia da República uma proposta de Lei, de assistência a banhistas, que foi aprova...
NÃO! <ul><li>Se nas estradas, as mais perigosas (IP4), recebem mais vigilância, porque não acontece o mesmo com as praias?...
? <ul><li>Porque passou tanto tempo sem se legislar sobre a matéria de assistência a banhistas? </li></ul><ul><li>Qual o r...
O FENÓMENO PORTUGUÊS <ul><li>Mantemos o mesmo sistema de vigia e salvamento desde 1959; </li></ul><ul><li>O salvamento aqu...
O FENÓMENO PORTUGUÊS <ul><li>IGNORÂNCIA SOBRE A MATÉRIA </li></ul><ul><li>Aceitação das estatísticas; </li></ul><ul><li>Co...
<ul><li>A ignorância deve ser corrigida, não castigada </li></ul>
O PARADOXO PORTUGUÊS <ul><li>Aplicamos mais recursos na busca de um cadáver, do que na prevenção e salvamento de um ser vi...
RESULTADO DA LEI <ul><li>1959 + 1969 + 2004 =  1959 </li></ul><ul><li>Regulamentação da Lei 44/2004 ( 120 dias ); </li></u...
ADITAMENTOS <ul><li>Vários Decretos-Lei foram publicados: </li></ul><ul><ul><li>DL nº 100/2005, alteração à Lei nº 44/2004...
ADITAMENTOS <ul><ul><li>DL nº 129/2006, nova data; </li></ul></ul><ul><ul><li>DL nº 256/2007, idem e menciona procedimento...
RESULTADO DA LEI <ul><li>NA PRÁTICA, MANTEVE-SE O MESMO QUADRO LEGAL DE HÁ 40 ANOS, COM A INTRODUÇÃO DE CONTRA-ORDENAÇÕES ...
EDUCAÇÃO (colónias, ps) <ul><li>Melhor forma de prevenção (P. Rodoviária - escolas); </li></ul><ul><li>Diferente de avisar...
EDUCAÇÃO <ul><li>Educar evita castigar; </li></ul><ul><li>Excelente meio para abordar, introduzir ou modificar um conceito...
EDUCAÇÃO <ul><li>Campanhas de sensibilização e formação; </li></ul><ul><li>Natação como desporto escolar; </li></ul><ul><l...
FORMAÇÃO PROFISSIONAL <ul><li>Qualificação do ensino; </li></ul><ul><li>Melhoria dos quadros técnico-profissionais; </li><...
FORMAÇÃO EM SA <ul><li>Os governantes, inteligentemente, pensaram neste sentido e agiram. </li></ul>
FORMAÇÃO EM SA <ul><li>6 actos legislativos criaram 6 cursos e formaram, até à data, cerca de 100 profissionais de nível 2...
FORMAÇÃO EM SA <ul><li>Formações profissionais: </li></ul><ul><ul><li>DC nº 50/92, CANS; </li></ul></ul><ul><ul><li>DN nº ...
FORMAÇÃO EM SA <ul><li>O vazio legislativo já tinha sido interrompido; </li></ul><ul><li>Portugal é pioneiro e singular na...
PORTARIA 1083/2000 (EFA) <ul><li>Objecto: </li></ul><ul><li>“ A coesão social, o desenvolvimento de uma cidadania de parti...
PORTARIA 1083/2000 Níveis de certificação escolar e profissional
QREN 2007-2013 <ul><li>Quadro de Referência Estratégico Nacional 2007-2013 </li></ul><ul><li>Conjunto de estratégias que v...
QREN 2007-2013 <ul><li>Apresentação: </li></ul><ul><li>“ O presente documento consubstancia a proposta de Quadro de Referê...
QREN 2007-2013 <ul><li>Sumário executivo: </li></ul><ul><li>“ O Quadro de Referência Estratégico Nacional assume como  gra...
PORTARIA 1311/2006 <ul><li>Aprova o Curso Profissional de Técnico de Segurança e Salvamento em Meio Aquático; </li></ul><u...
 
PORTARIA 1311/2006 <ul><li>Objecto: </li></ul><ul><li>“ (...) avaliação e certificação das aprendizagens do nível secundár...
CTSSMA <ul><li>VANTAGENS: </li></ul><ul><li>Provede o mercado de trabalho com técnicos especializados; </li></ul><ul><li>O...
NS <ul><li>Formação de Nadador-Salvador está desactualizada e carece de classificação no quadro legal da certificação esco...
VAZIO LEGAL <ul><li>Lei nº 44/2004, não inclui nos seus artigos a qualificação dos recursos humanos, embora tenham existid...
VAZIO LEGAL <ul><li>De que serve formar profissionais de Nível 3, com o 12º ano, preparados para qualquer tipo de ambiente...
RESUMO <ul><li>Lei nº 44/2004 não foi ainda regulamentada; </li></ul><ul><li>Assuntos essenciais abordados na Lei não vigo...
RESUMO <ul><li>A qualidade dos locais balneares depende da sua segurança; </li></ul><ul><li>A utilização das praias não se...
RESUMO <ul><li>Formação dos Nadadores-Salvadores está desactualizada; </li></ul><ul><li>Existe formação mais actual e apro...
PERCURSO <ul><li>Formação: </li></ul><ul><ul><li>Nadador-Salvador (3 semanas); </li></ul></ul><ul><ul><li>Técnico Salvamen...
CONTRIBUTO <ul><li>SinQSalvA deve ser adoptado como sistema operacional; </li></ul><ul><li>Serviço de salvamento deve ser ...
CONTRIBUTO <ul><li>Sistemas de segurança e salvamento devem operar junto ás praias; </li></ul><ul><li>Aproveitamento das e...
CONTRIBUTO <ul><li>Enquadrar o profissional TSSMA na assistência a banhistas, cumprindo o objecto do QREN e da portaria 13...
CONTRIBUTO <ul><li>Na regulamentação da Lei nº 44/2004, ou através de Decreto-Lei, estes assuntos podem ser incluidos na l...
CONCLUINDO <ul><li>Por tudo isto, é esta a solução que defendo dever ser apoiada por uma legislação que traga a dignidade ...
CONCLUINDO <ul><li>Este país, tão ligado à água, que sempre cuidou dos que por ele lutaram, não pode permitir este paradox...
<ul><li>A SUA AJUDA É FUNDAMENTAL! </li></ul><ul><li>REIVINDIQUE A SUA SEGURANÇA, PARA QUE UM ERRO NÃO SEJA UMA SENTENÇA D...
Ainda estamos a tempo de escolher o melhor quadro...
MUITO OBRIGADO PELA VOSSA AMÁVEL ATENÇÃO!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Education and training on the Portuguese legislation for Water Safety Quality Standards

1.002 visualizações

Publicada em

Notes to improve Law 44/2004, in conformity with the “Portaria 1311/2006”

Author: Mário Costa
(03-13)

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.002
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
32
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Education and training on the Portuguese legislation for Water Safety Quality Standards

    1. 1. Education And Training On The Portuguese Legislation For Water Safety Quality Standards Notes to improve changes on Law 44/2004, agree with the “Portaria 1311/2006” A contribution for Harmonization in EU, CPLP and Worldwide Mário Costa “ AsNaSA – Associação de Nadadores Salvadores” - Director “ N/S, TSA, TSSMA” and Trainer on Water Safety Courses – Levels 2 and 3 Founder Member and AsNaSA Portugal – Board Director Student on Physiotherapy Course at Porto Wealth Technology High School
    2. 2. OBJECTIVOS <ul><li>Analisar a Lei nº 44/2004, perante o quadro legal pré-existente; </li></ul><ul><li>Relacionar a projecção da educação com a legislação; </li></ul><ul><li>Contribuir com algumas anotações, no sentido de uniformizar a educação e qualificar a actividade de Salvamento Aquático </li></ul>
    3. 3. PERCURSO <ul><li>Formação: </li></ul><ul><ul><li>Nadador-Salvador (3 semanas); </li></ul></ul><ul><ul><li>Técnico Salvamento Aquático (1 ano); </li></ul></ul><ul><ul><li>Técnico Segurança e Salvamento em Meio Aquático (3 anos); </li></ul></ul><ul><li>Profissional: </li></ul><ul><ul><li>Contrato por concessionário; </li></ul></ul><ul><ul><li>Sistema Integrado SA; </li></ul></ul><ul><ul><li>Trabalho cooperativo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Formador; </li></ul></ul>
    4. 4. A Lei n.º 44/2004 <ul><li>Motivações: </li></ul><ul><ul><li>Antiguidade da legislação em vigor; </li></ul></ul><ul><ul><li>Número de mortes anuais; </li></ul></ul><ul><ul><li>Falta de vigilância em praias não concessionadas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Diferenças climatéricas, geofísicas e de afluência, entre praias de Norte a Sul; </li></ul></ul>
    5. 5. A Lei n.º 44/2004 <ul><li>Aprovada na Assembleia da República; </li></ul><ul><li>Publicada, em Diário da República, a 19 de Agosto de 2004; </li></ul><ul><li>Define o regime jurídico da assistência nos locais destinados a banhistas; </li></ul><ul><li>Exclui os utilizadores de piscinas ou outros recintos públicos destinados à prática de diversões aquáticas; </li></ul>
    6. 6. ESTATÍSTICAS <ul><li>Fonte site do ISN; </li></ul><ul><li>Excluem o ano 2007; </li></ul><ul><li>Referem os últimos 4 anos; </li></ul>
    7. 7. NÚMEROS <ul><li>69 MORTES </li></ul><ul><ul><li>34 vigiadas </li></ul></ul><ul><ul><li>65 não vigiadas </li></ul></ul><ul><ul><li>(não concessionadas) </li></ul></ul>
    8. 8. JUSTIFICAÇÃO <ul><li>Desrespeito das regras de segurança; </li></ul><ul><li>Conduta ilegal; </li></ul><ul><li>Escolha de zonas não vigiadas; </li></ul>
    9. 9. ? <ul><li>Terão os banhistas, autores destes erros, de pagar com a vida? </li></ul><ul><li>Estarão os meios logísticos e técnicos adaptados ás nossas necessidades? </li></ul>
    10. 10. NÃO! <ul><li>Por isso foi levada à Assembleia da República uma proposta de Lei, de assistência a banhistas, que foi aprovada por unanimidade. </li></ul>
    11. 11. NÃO! <ul><li>Se nas estradas, as mais perigosas (IP4), recebem mais vigilância, porque não acontece o mesmo com as praias?! </li></ul>
    12. 12. ? <ul><li>Porque passou tanto tempo sem se legislar sobre a matéria de assistência a banhistas? </li></ul><ul><li>Qual o resultado dessa legislação? </li></ul>
    13. 13. O FENÓMENO PORTUGUÊS <ul><li>Mantemos o mesmo sistema de vigia e salvamento desde 1959; </li></ul><ul><li>O salvamento aquático parou no tempo e com ele o conhecimento dos portugueses. </li></ul>
    14. 14. O FENÓMENO PORTUGUÊS <ul><li>IGNORÂNCIA SOBRE A MATÉRIA </li></ul><ul><li>Aceitação das estatísticas; </li></ul><ul><li>Condescendência perante justificações; </li></ul><ul><li>Falta de reivindicação; </li></ul>
    15. 15. <ul><li>A ignorância deve ser corrigida, não castigada </li></ul>
    16. 16. O PARADOXO PORTUGUÊS <ul><li>Aplicamos mais recursos na busca de um cadáver, do que na prevenção e salvamento de um ser vivo! </li></ul>
    17. 17. RESULTADO DA LEI <ul><li>1959 + 1969 + 2004 = 1959 </li></ul><ul><li>Regulamentação da Lei 44/2004 ( 120 dias ); </li></ul><ul><li>Exclusão do orçamento de estado; </li></ul><ul><li>Aditamentos, efeito repristinatório </li></ul><ul><ul><li>efeito Fénix (“renascer”) </li></ul></ul>
    18. 18. ADITAMENTOS <ul><li>Vários Decretos-Lei foram publicados: </li></ul><ul><ul><li>DL nº 100/2005, alteração à Lei nº 44/2004; </li></ul></ul><ul><ul><li>DL nº 96-A/2006, regime contra-ordenacional; </li></ul></ul>
    19. 19. ADITAMENTOS <ul><ul><li>DL nº 129/2006, nova data; </li></ul></ul><ul><ul><li>DL nº 256/2007, idem e menciona procedimentos à aprovação de novo regime para 2008. </li></ul></ul>
    20. 20. RESULTADO DA LEI <ul><li>NA PRÁTICA, MANTEVE-SE O MESMO QUADRO LEGAL DE HÁ 40 ANOS, COM A INTRODUÇÃO DE CONTRA-ORDENAÇÕES COMO MEDIDA COERCIVA, SEM MELHORAMENTOS EFECTIVOS. </li></ul>
    21. 21. EDUCAÇÃO (colónias, ps) <ul><li>Melhor forma de prevenção (P. Rodoviária - escolas); </li></ul><ul><li>Diferente de avisar (editais); </li></ul><ul><li>Tudo se treina (conduta); </li></ul><ul><li>Direito constitucional. </li></ul>
    22. 22. EDUCAÇÃO <ul><li>Educar evita castigar; </li></ul><ul><li>Excelente meio para abordar, introduzir ou modificar um conceito; </li></ul><ul><li>É 1 meio de evitar afogamentos; </li></ul>Como fazê-lo?!
    23. 23. EDUCAÇÃO <ul><li>Campanhas de sensibilização e formação; </li></ul><ul><li>Natação como desporto escolar; </li></ul><ul><li>Salvamento Aquático como desporto (primeiros socorros); </li></ul><ul><li>Formação profissional; </li></ul>
    24. 24. FORMAÇÃO PROFISSIONAL <ul><li>Qualificação do ensino; </li></ul><ul><li>Melhoria dos quadros técnico-profissionais; </li></ul><ul><li>Qualificação da escolaridade e dos serviços à sociedade; </li></ul><ul><li>Progressão de estudos. </li></ul>
    25. 25. FORMAÇÃO EM SA <ul><li>Os governantes, inteligentemente, pensaram neste sentido e agiram. </li></ul>
    26. 26. FORMAÇÃO EM SA <ul><li>6 actos legislativos criaram 6 cursos e formaram, até à data, cerca de 100 profissionais de nível 2 e 3, no âmbito da certificação escolar e profissional, na área do SA. </li></ul>
    27. 27. FORMAÇÃO EM SA <ul><li>Formações profissionais: </li></ul><ul><ul><li>DC nº 50/92, CANS; </li></ul></ul><ul><ul><li>DN nº 52/93, CTSA; </li></ul></ul><ul><ul><li>Portaria nº 917/99, CSSMA ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Portaria nº1083/2000, EFA, SVA; </li></ul></ul><ul><ul><li>DC nº 453/2004, COSMA; </li></ul></ul><ul><ul><li>Portaria nº 1311/2006, CSSMA . </li></ul></ul>
    28. 28. FORMAÇÃO EM SA <ul><li>O vazio legislativo já tinha sido interrompido; </li></ul><ul><li>Portugal é pioneiro e singular na formação em SA; </li></ul>
    29. 29. PORTARIA 1083/2000 (EFA) <ul><li>Objecto: </li></ul><ul><li>“ A coesão social, o desenvolvimento de uma cidadania de participação e responsabilidade, a empregabilidade e a necessidade de prevenir todas as formas de exclusão determinam a priorização das políticas públicas de educação e formação — sobretudo no que se refere aos activos menos qualificados —, sendo certo que o investimento nestes domínios traz consequências positivas em todos os sectores da vida económica, social, cultural e na qualidade de vida ” </li></ul>
    30. 30. PORTARIA 1083/2000 Níveis de certificação escolar e profissional
    31. 31. QREN 2007-2013 <ul><li>Quadro de Referência Estratégico Nacional 2007-2013 </li></ul><ul><li>Conjunto de estratégias que visam melhorar o plano nacional em vários domínios, enquadrando Portugal no desenvolvimento comunitário </li></ul>
    32. 32. QREN 2007-2013 <ul><li>Apresentação: </li></ul><ul><li>“ O presente documento consubstancia a proposta de Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) que constitui o enquadramento para a aplicação da política comunitária de coesão económica e social em Portugal no período 2007-2013” </li></ul>
    33. 33. QREN 2007-2013 <ul><li>Sumário executivo: </li></ul><ul><li>“ O Quadro de Referência Estratégico Nacional assume como grande desígnio estratégico a qualificação dos portugueses e das portuguesas, valorizando o conhecimento, a ciência, a tecnologia e a inovação, bem como a promoção de níveis elevados e sustentados de desenvolvimento económico e sócio-cultural e de qualificação territorial, num quadro de valorização da igualdade de oportunidades e, bem assim, do aumento da eficiência e qualidade das instituições públicas” </li></ul>
    34. 34. PORTARIA 1311/2006 <ul><li>Aprova o Curso Profissional de Técnico de Segurança e Salvamento em Meio Aquático; </li></ul><ul><li>Curso de Nível 3, com 1600 hrs; </li></ul><ul><li>Equivalência ao 12º ano de escolaridade; </li></ul><ul><li>Revoga a portaria 917/99; </li></ul>
    35. 36. PORTARIA 1311/2006 <ul><li>Objecto: </li></ul><ul><li>“ (...) avaliação e certificação das aprendizagens do nível secundário de educação, definindo a diversidade da oferta formativa do referido nível de educação, na qual se incluem os cursos profissionais vocacionados para a qualificação inicial dos alunos, privilegiando a sua inserção no mundo do trabalho e permitindo o prosseguimento de estudos (...)” </li></ul>
    36. 37. CTSSMA <ul><li>VANTAGENS: </li></ul><ul><li>Provede o mercado de trabalho com técnicos especializados; </li></ul><ul><li>Oportunidade de progressão de estudos; </li></ul><ul><li>Possibilidade de posterior especialização em SA; </li></ul><ul><li>Intercâmbio de ensino; </li></ul>
    37. 38. NS <ul><li>Formação de Nadador-Salvador está desactualizada e carece de classificação no quadro legal da certificação escolar e profissional, que inicia no Nível 1, requerendo para o efeito 300 hrs; </li></ul><ul><li>Impotência sentida pelo operacional; </li></ul><ul><li>Todavia, o Curso de Nadador-Salvador integra um módulo de uma disciplina do CTSSMA; </li></ul>
    38. 39. VAZIO LEGAL <ul><li>Lei nº 44/2004, não inclui nos seus artigos a qualificação dos recursos humanos, embora tenham existido deligências prévias nesse sentido; </li></ul><ul><li>Dificuldade em atribuir estatuto ao Nadador-Salvador por falta de requisito classificativo (90/300 hrs); </li></ul>
    39. 40. VAZIO LEGAL <ul><li>De que serve formar profissionais de Nível 3, com o 12º ano, preparados para qualquer tipo de ambiente aquático e dotados das mais diversas capacidades, se o exigido no mercado de trabalho é um indivíduo com o 9º ano e com uma formação de 90 hrs? </li></ul><ul><li>Que qualidade terá esse serviço? </li></ul>
    40. 41. RESUMO <ul><li>Lei nº 44/2004 não foi ainda regulamentada; </li></ul><ul><li>Assuntos essenciais abordados na Lei não vigoram; </li></ul><ul><li>Matérias basilares do SA, não foram considerados na legislação; </li></ul><ul><li>Incongruência legislativa; </li></ul>
    41. 42. RESUMO <ul><li>A qualidade dos locais balneares depende da sua segurança; </li></ul><ul><li>A utilização das praias não se resume a banhos ou à época balnear; </li></ul><ul><li>As praias não concessionadas e fluviais, continuam inseguras; </li></ul><ul><li>Pessoas continuam a morrer... </li></ul>
    42. 43. RESUMO <ul><li>Formação dos Nadadores-Salvadores está desactualizada; </li></ul><ul><li>Existe formação mais actual e apropriada; </li></ul><ul><li>A assistência aos banhistas deve ser realizada em equipa com os devidos recursos (SinQSalvA); </li></ul>
    43. 44. PERCURSO <ul><li>Formação: </li></ul><ul><ul><li>Nadador-Salvador (3 semanas); </li></ul></ul><ul><ul><li>Técnico Salvamento Aquático (1 ano); </li></ul></ul><ul><ul><li>Técnico Segurança e Salvamento em Meio Aquático (3 anos); </li></ul></ul><ul><li>Profissional: </li></ul><ul><ul><li>Contrato por concessionário; </li></ul></ul><ul><ul><li>Sistema Integrado SA; </li></ul></ul><ul><ul><li>Trabalho cooperativo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Formador; </li></ul></ul>
    44. 45. CONTRIBUTO <ul><li>SinQSalvA deve ser adoptado como sistema operacional; </li></ul><ul><li>Serviço de salvamento deve ser permanente, 24 h/dia e 365 dias/ano; </li></ul><ul><li>Formação dos operacionais deve ser actualizada e requalificada (níveis); </li></ul><ul><li>Operacionais devem trabalhar em equipa; </li></ul>
    45. 46. CONTRIBUTO <ul><li>Sistemas de segurança e salvamento devem operar junto ás praias; </li></ul><ul><li>Aproveitamento das estações Salva-Vidas; </li></ul><ul><li>Devem ser utilizados equipamentos inovadores, por elementos formados; </li></ul><ul><li>Legislação deve confluir e complementar-se; </li></ul>
    46. 47. CONTRIBUTO <ul><li>Enquadrar o profissional TSSMA na assistência a banhistas, cumprindo o objecto do QREN e da portaria 1311/2006; </li></ul><ul><li>Divulgar, negociar e protocolar o ensino e formação profissional em SA  UE, CPLP, intercontinental. </li></ul>
    47. 48. CONTRIBUTO <ul><li>Na regulamentação da Lei nº 44/2004, ou através de Decreto-Lei, estes assuntos podem ser incluidos na legislação, equiparando os padrões do SA a outros que tão bem representam Portugal no mundo. </li></ul>
    48. 49. CONCLUINDO <ul><li>Por tudo isto, é esta a solução que defendo dever ser apoiada por uma legislação que traga a dignidade merecida a esta nobre arte, a arte de salvar </li></ul>
    49. 50. CONCLUINDO <ul><li>Este país, tão ligado à água, que sempre cuidou dos que por ele lutaram, não pode permitir este paradoxo, do mesmo recurso que lhe traz fortuna, lhe leve a vida... </li></ul>
    50. 51. <ul><li>A SUA AJUDA É FUNDAMENTAL! </li></ul><ul><li>REIVINDIQUE A SUA SEGURANÇA, PARA QUE UM ERRO NÃO SEJA UMA SENTENÇA DE MORTE. </li></ul>
    51. 52. Ainda estamos a tempo de escolher o melhor quadro...
    52. 53. MUITO OBRIGADO PELA VOSSA AMÁVEL ATENÇÃO!

    ×