O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Tratamento de esgoto sanitario para recuperação de energia

134 visualizações

Publicada em

5ª Palestra - Painel IV Ações de inovação e eficiência na gestão do território
Evento Cidades em Transformação
08 e 09 de maio de 2017
Flores da Cunha - RS

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Tratamento de esgoto sanitario para recuperação de energia

  1. 1. Novas tecnologias de tratamento de esgoto sanitário para recuperação de água, energia e nutrientes Ricardo Franci Gonçalves Fluxo Máquinas e Equipamentos Ltda EPP Universidade Federal do Espírito Santo Maio de 2017
  2. 2. Simplificar operação e manutenção Produção de Biocombustíveis Reciclagem de Nutrientes Gradualismo na implantação Aceitação pela comunidade BRASIL: Anos 90 .... 1 1 2 3 44 Reduzir custos de implantação e O&M Reúso de Água 5 6 7 Tendências
  3. 3. • Novas ETEs • Custos menores (I e O&M ~ 30 a 40%) • Fluxogramas simplificados • Menores áreas de implantação • Processos otimizados: menos energia (~40%) e lodo (~20%) Tendência 1 Anaeróbio + Aeróbio
  4. 4. ETE Atuba Sul / SANEPAR População = 580 000 hab Qmed = 1,2 m3/s Tendência 1 Anaeróbio + Aeróbio
  5. 5. ETE Melchior – UASB + Lodo Ativado População = 1 milhão da hab UASBs Tendência 1 Anaeróbio + Aeróbio
  6. 6. ETE COMPERJ  Qmed = 3,0 L/s (Reúso ...) Tendência 1 Anaeróbio + Aeróbio
  7. 7. PVC + concreto
  8. 8.  P = 5.000 hab. Cliente ETE Vila de Pedra Azul Tendência 2  ”NIMBY”
  9. 9. ETE Vila de Pedra Azul Tendência 2  ”NIMBY”
  10. 10. ETE Fundão  Qmed = 53,0 (Mirassol - SP) Tendência 2  ”NIMBY”
  11. 11. ETE Ajman  Qmed = 600 L/s (Emirados Árabes .... Reuso) Fluire n g e n h a r i a a m b i e n t a l Tendência 2  ”NIMBY”
  12. 12.  Residencial e Comercial  78 apartamentos e 2 lojas  IMPLANTAÇÃO: 2008 ETE compacta RAC+FAn Tendência 3 Sistemas modulares
  13. 13. ETE – Canteiro de Obras (Linhares Geração S.A – Cacimbas - Linhares/ES) RAC+FBAS+DEC+Filtro de areia no solo – 10 m³/d ETE – Canteiro de Obras – UTGC (Metalúrgica União – Cacimbas/ES) RAC+Filtro de areia no solo – 70 m³/d Tendência 3 Sistemas modulares
  14. 14. ETE Condomínio– Serra (ES) (Qmed = 0,8 L/s  Defosfatação) Tendência 3 Sistemas modulares
  15. 15. Tendência 3 Sistemas modulares
  16. 16. Tendência 4 Sistemas naturais
  17. 17. Escoamento Subsuperficial HORIZONTAL Vista superior – sem escala Corte longitudinal A – A’ – sem escala afluente efluente afluente efluente material filtrante macrófitas impermeabilização Sezerino, 2012 Tendência 4 Sistemas naturais
  18. 18. • Empreendimento comercial • Alto padrão de acabamento • Ed. Sede da BR no RJ, Centro • Área: 52.425 m² • 3 sub-solos e 7 andares • Auto nível de automação predial • IMPLANTAÇÃO: 2006 e 2008 Tendência 5 Reúso de água
  19. 19. Vazão nominal 70m³/d Vista Geral da ETAC Automação (Turbidímetro on-line) Tendência 5 Reúso de água
  20. 20. CAMARGO CORRÊA
  21. 21. Tendência 6 Biocombustíveis
  22. 22. Tendência 6 Biocombustíveis
  23. 23. Lodos de ETEs • Lodo  principal sub-produto de ETEs • Disposição Inadequada: • Risco ambiental (acúmulo de metais pesados) • Risco à saúde (patógenos) • Plano de gerenciamento (ações ordenadas) Tendência 7 Reciclagem de nutrientes
  24. 24. Utilização na Agricultura
  25. 25. Fotobiorreator Tratamento Preliminar (algas) Separação - Biodiesel- Incineração - Gaseificação - Produção de Biodiesel - Co-digestão Lodo de algasLodo Anaeróbio Biogás - Combustão CO2 UASB O&G Resíduos ReusoEsgoto 1 2 3 4 5 6 7 8 11 9 10 ETE  Fábrica de Água de reuso + Energia Estruvita N e P Futuro a curto prazo ....
  26. 26. ETE Paranoá – UASB + Lagoa Alta Taxa – 70 mil hab Futuro a curto prazo ....
  27. 27. Ricardo Franci franci@fluxoambiental.br (27) 99293 9992

×