O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Sustentabilidade urbana desafios das cidades lat

65 visualizações

Publicada em

Palestra Magna
Evento Cidades em Transformação
08 e 09 de maio de 2017
Flores da Cunha - RS

  • Seja o primeiro a comentar

Sustentabilidade urbana desafios das cidades lat

  1. 1. Sustentabilidade Urbana. Desafios das cidades latino-americanas M. Augusta Hermida Universidad de Cuenca Abril/2017 Logo da instituição
  2. 2. Estão dois peixes jovens nadando no mar, quando se encontram com um pez mais velho nadando no sentido contrário. O peixe velho ri e diz “Olá pessoal, como é a água?” Os peixes novos escutam, não respondem e seguem seu caminho porem, depois de um momento, se olham e um pergumta: “e que caralho se supõe que é a agua?”. David Foster Wallace, 2005, This is water. Que é uma cidade?
  3. 3. Sustentabilidade Desafíos Medir
  4. 4. Sustentabilidade Local ou Global? Um conceito em construção Fraco ou Forte? Requer conhecimento científico abrangente
  5. 5. Sustentabilidade Justa Julian Agyeman
  6. 6. É mais facil quebrar um átomo do que um hábito Josep García Cors
  7. 7. 1903
  8. 8. 2003
  9. 9. 1903
  10. 10. 2003
  11. 11. 1903 2003
  12. 12. O desafio é ser mais imaginativo para explorar futuras visões de mundos possiveis A Sustentabilidade debe ser construida através da participação de cientistas, especialistas e comunidades. Debe ser uma compreensão coproduzida.
  13. 13. Logo da instituição Desafios
  14. 14. Desafios Desigualdade Crescimento das cidades Mudança Climática Escassez de recursos Digitalização e dados geográficos
  15. 15. Felipe Cobos Crescimento das cidades
  16. 16. Maud van Roosmalen Desigualdade
  17. 17. 6 homens são mais ricos do que os 3.600 milhões de pobres
  18. 18. Felipe Cobos Mudança Climática
  19. 19. https://es.noticias.yahoo.com/video/c%C3%B3mo-est%C3%A1-la-salud-nuestro-071029974.html As emisões de gás carbônico estão em aceleração, los gases de efeito estufa atingiram niveis sem precedente na historia da humanidade, o clima está mudando rápidamente.
  20. 20. https://es.noticias.yahoo.com/video/c%C3%B3mo-est%C3%A1-la-salud-nuestro-071029974.html Se não ocorrem grandes reduções nas emisiones, é provavel que a temperatura da Terra incremente em 2 graus centígrados até o 2050. Seguindo nas mesmas condições, o incremento até o ano 2100 pode atingir os 4 graus a mais.
  21. 21. Felipe Cobos Escassez de recursos
  22. 22. ¿Dedóndevienenuestraenergía? GSPublisherVersion 0.0.100.100 Fósil, 78% Nuclear, 5% Renovables, 17% Biomasa tradicional, 7,4% Electricidad: hidroléctrica, 6.1% Electricidad: biomasa/geotérmica/ viento/solar/oceano, 1.5% Calor: biomasa,geotérmica,solar, 1.1% Biocombus , 0.7% MEZCLADEENERGIAGLOBALEN2009 HayquetomarencuentaqueNOtodaenergíarenovableessostenible.
  23. 23. Digitalização e dados geográficos Felipe Cobos
  24. 24. A informação global digital existente no mundo é equivalente à: 1.2 trilhão de discos rígidos na media. Se dispor toda essa informação em livros poderíamos cobrir todo USA e China em 13 camadas. Martin Hilbert
  25. 25. Logo da instituição Medir
  26. 26. Olhar Medir Entender A Cidade Complexa Milagre Humano Fabulosa criação Construção Colectiva Felipe Cobos
  27. 27. Por que medimos? • Para o planejamento e o projeto, de modo a alcançar ótimas condições de vida para toda a população. • Estabelecer uma linguagem comun entre as diferentes partes interessadas. • Criar adesão e desejo de melhorar as condições de vida Felipe Cobos
  28. 28. Maud van Roosmalen
  29. 29. Diferençãs locais X Assuntos globais Critérios de Validação Para uma seleção justa todos tem que fazer o mesmo exame: por favor subam aquela árvore
  30. 30. Brenda and Robert Vale (2009): Hora de comer o cão? Felipe CobosMaud van Roosmalen O carro tem um consumo energético mais baixo que a metade do tamanho de um cachorro médio. Eliminar todos os animais de estimação em favor dos carros? Cuidado com o que você mede e como você faz isso !
  31. 31. Charles Eames, Ray Eames, Eames Office, 10-10-10, potencias de dez
  32. 32. Cidade BairroTerritório Edificação Objeto
  33. 33. Bairro
  34. 34. • O bairro é a menor unidade territorial dentro da cidade. • Está diretamente relacionada à proximidade e às atividades e relações comuns. • Baseia-se nos fluxos e no movimento dos habitantes. Felipe Cobos
  35. 35. É nesta escala onde você pode implementar ideias relacionadas a: • Uso da terra e compacidade, • Sistemas alternativos de mobilidade, • Reduzir o consumo de energia, • Criar ambientes habitáveis e saudáveis, • Implementar a qualidade dos serviços urbanos, • Gerar conscientização ambiental e capacidade efetiva de participação cidadã Felipe Cobos
  36. 36. Ambiente Institucional Económico Social Felipe Cobos Definição Conceitual Energía Sustentável Bairros Sustentáveis Ilha de calor Urbana Economía de àgua Reutilização de água Metabolismo Urbano Eficiência Energética Pobreza energètica Sustentabilidade Urbana no Bairro
  37. 37. Critério de Análise: • Podem eles ser transferidos ao nivel de bairro? • Será que eles fornecem informações para a descrição de energía sustentável? • Eles podem ser aplicáveis a vários locais e status socioeconômico? • São aplicáveis na fase operacional? Felipe Cobos
  38. 38. 1. Espaço construido 2. Ambiente natural 3. Serviço ambiental 4. Envolvimento institucional 5. Qualidade de vida Felipe Cobos Medindo Areas
  39. 39. O ESPAÇO CONSTRUIDO deve ser planejado de modo a promover a eficiência energética, reduzir as emissões de gases de efeito estuda e ilha de calor. Ele inclui: a. Compacidade. b. Diversidade de uso. c. Microclima Urbano. Felipe Cobos Quem está planejando e projetando nossas cidades hoje?
  40. 40. O AMBIENTE NATURAL deve ser preservado e melhorado no ambiente urbano para mitigar os efeitos das alterações climáticas e do efeito da ilha de calor. Precisamos pensar sobre: a. O Verde urbano b. Condições ambientais Felipe Cobos Estamos promovendo um desenho ambiental verde amigável?
  41. 41. Precisamos incentivar o uso de sistemas de eficiência energética nos SERVIÇOS URBANOS e isto inclui: a. Gestão de energia no espaço público b. Gerenciamento de energia na construção c. Gestão de resíduos no espaço público e edifícios Maud van Roosmalen Are we promoting energy efficiency in urban services? Estamos promovendo redes de energia inteligentes?
  42. 42. É importante promover o ENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL e monitoramento de políticas que estimulem a sustentabilidade energética do bairro através de critérios institucionais. Existe envolvimento institucional suficiente? Maud van Roosmalen
  43. 43. O objetivo é garantir a QUALIDADE DE VIDA dos habitantes urbanos, através de critérios de controle que garantam serviços equitativos adequados para toda a população. a. Acesso a serviços básicos b. Conforto e bem-estar c. Acesso ao transporte d. Segurança Felipe Cobos É a qualidade de vida em primeiro lugar?
  44. 44. • Disponibilidade. • Relação Custo - Eficácia. • Simplicidade. • Representação e validade. • A Sensibilidade para detectar alterações. • Independência. • Prioridade e utilidade. Maud van Roosmalen Criterio de Validação
  45. 45. Disponibilidade: São os dados necessários fáceis de obter e não tem restrições de qualquer espécie? Maud van Roosmalen
  46. 46. Relação custo - eficácia: É possível cobrir os custos para a construção dos critérios, a sua medição e monitoramento, e sua sustentabilidade no tempo? Maud van Roosmalen
  47. 47. Simplicidade: É fácil de medir e replicar os critérios a longo prazo? Maud van Roosmalen
  48. 48. Representação e validade. Tem o critério a capacidade de medir realmente o fenômeno que procura a ser medido e não outros? Maud van Roosmalen
  49. 49. Maud van Roosmalen A sensibilidade para detectar alterações. Os critérios identificam as tendências e mudanças do fenômeno que está a ser medido?
  50. 50. Maud van Roosmalen Independência. Será que o critério depende significativamente de outros critérios que limitam a sua quantificação e monitorização a longo prazo?
  51. 51. Prioridade e utilidade: Você tem os critérios de relevância para a avaliação da sustentabilidade energética de um bairro e para a tomada de decisão sobre o seu planejamento? Maud van Roosmalen
  52. 52. http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1371749 PRÓXIMAS ETAPAS: • Situação Social e Económica • Morfologia • Conetividade • Usos • Muitas outras… Você está convidado a contribuir !!
  53. 53. LlactaLAB – Grupo de pesquisa em Cidades Sustentáveis llactalab.ucuenca.edu.ec

×