CREDENCIAÇÃO E REDES DE 
MUSEUS: PARADIGMAS E 
INSTRUMENTOS DE GESTÃO AO 
SERVIÇO DA SOCIEDADE? 
Clara Frayão Camacho 
Enc...
Um estudo cronológico 
Revisão 
R. Unido 
Revisão 
P. Baixos 
Portugal 
Irlanda 
1980s 1990s 2000s 2010s 
Portugal 
França...
Um estudo comparativo 
Caracterização e 
comparação dos 
sistemas de 
credenciação e dos 
sistemas e redes 
nacionais de 
...
Requisitos 
Conceitos 
Guião 
Dilemas 
Impactos
Unidade e Pluralidade Conceptual 
Definição ICOM 
9 países 
“Ao serviço da sociedade e do seu 
desenvolvimento” 
As pessoa...
Padrões e Requisitos 
 Horários 
 Sistema de ingressos 
 Registos e estatísticas 
 Serviços de apoio ao 
visitante 
 ...
Impacto 
institucional e 
gestionário 
Sensibilização das autoridades de tutela 
Acesso a financiamento 
Formalização de i...
Impacto Social 
Melhoria dos 
serviços 
prestados 
Atenção às sugestões dos visitantes (UK) 
Incremento de níveis de parti...
Evolução Nacional 2000-2009 
INDICADORES DOS MUSEUS 
PORTUGUESES 
2000 2007 2009 
Receção 56% 75% 
Loja 39% 50% 
Espaço de...
Desenvolvimentos recentes 
New Accreditation (UK) 
 Qualidade dos serviços prestados 
 Eficácia de atuação 
 Avaliação ...
Alguns dilemas 
 Sistemas de 
credenciação virados 
para o interior dos 
museus 
 Sistemas de 
credenciação e/ou 
redes ...
CREDENCIAÇÃO 
Equilíbrio das vertentes 
institucionais, 
patrimoniais e sociais 
Estratégias de 
sofisticação da gestão ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Accreditation and Museum Networks: Paradigms and Management Instruments at the Service of Society? [in Portuguese]

367 visualizações

Publicada em

Accreditation and Museum Networks: Paradigms and Management Instruments at the Service of Society? [in Portuguese]
Presentation by Clara Camacho, PhD. General-Directorate of Cultural Heritage at the ICOM Autumn Meeting, Portimão

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
367
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Accreditation and Museum Networks: Paradigms and Management Instruments at the Service of Society? [in Portuguese]

  1. 1. CREDENCIAÇÃO E REDES DE MUSEUS: PARADIGMAS E INSTRUMENTOS DE GESTÃO AO SERVIÇO DA SOCIEDADE? Clara Frayão Camacho Encontros de Outono ICOM PORTUGAL 31-10-2014 Portimão
  2. 2. Um estudo cronológico Revisão R. Unido Revisão P. Baixos Portugal Irlanda 1980s 1990s 2000s 2010s Portugal França Polónia P. Baixos Itália Letónia Letónia Polónia Reino Unido Espanha Espanha Letónia Portugal França CREDENCIAÇÃO LEGISLAÇÃO SISTEMAS E REDES
  3. 3. Um estudo comparativo Caracterização e comparação dos sistemas de credenciação e dos sistemas e redes nacionais de museus de nove países europeus
  4. 4. Requisitos Conceitos Guião Dilemas Impactos
  5. 5. Unidade e Pluralidade Conceptual Definição ICOM 9 países “Ao serviço da sociedade e do seu desenvolvimento” As pessoas ausente em 6 países fulcro da definição britânica Holanda 9 definições de museu
  6. 6. Padrões e Requisitos  Horários  Sistema de ingressos  Registos e estatísticas  Serviços de apoio ao visitante  Cooperação e parcerias  Redes  Gestão e organização da instituição  Gestão de acervos e funções museológicas  Acesso público e benefícios para a sociedade
  7. 7. Impacto institucional e gestionário Sensibilização das autoridades de tutela Acesso a financiamento Formalização de instrumentos de gestão Profissionalização e formação do pessoal Estímulo a parcerias e redes Impacto funcional e patrimonial Elevação dos padrões Cumprimento das funções museológicas Impacto externo e social Estatuto e credibilidade entre pares Melhoria dos serviços prestados Reconhecimento público Impacto
  8. 8. Impacto Social Melhoria dos serviços prestados Atenção às sugestões dos visitantes (UK) Incremento de níveis de participação (UK) Beneficiação da sinalética (UK) Dotação de espaços para o público (Portugal) Aumento das atividades educativas (Portugal) Reconhecimento público Fraco reconhecimento pelos visitantes e utilizadores (UK e Portugal)
  9. 9. Evolução Nacional 2000-2009 INDICADORES DOS MUSEUS PORTUGUESES 2000 2007 2009 Receção 56% 75% Loja 39% 50% Espaço de Serviço Educativo 26% 39% Museus com Serviço Educativo 44% 62% Ações para públicos escolares 60% 71% Renovação de exposições permanentes 36% 29% Visitas guiadas 82% 78%
  10. 10. Desenvolvimentos recentes New Accreditation (UK)  Qualidade dos serviços prestados  Eficácia de atuação  Avaliação das experiências educativas  Maior ambição
  11. 11. Alguns dilemas  Sistemas de credenciação virados para o interior dos museus  Sistemas de credenciação e/ou redes de museus centrados nos seus membros  Evolução da tecnologia e estímulos sociais com ritmos cada vez mais acelerados  Sistemas alargados às realidades museológicas exteriores  Sistemas voltados para o exterior, agregando a participação dos públicos  Reações lentas dos sistemas com processos morosos de readaptação e de renovação
  12. 12. CREDENCIAÇÃO Equilíbrio das vertentes institucionais, patrimoniais e sociais Estratégias de sofisticação da gestão Crescente atenção às experiências qualitativas dos públicos REDES Formas orgânicas de relacionamento externo Multiplicam-se e operam em territórios de partilha (institucional, territorial, temática, social)  Ampliam a cooperação com a envolvente Paradigma participativo Alguns desafios

×