Domingo, 28/09/2014 IBCJ 
Sermão: Deus espera mais de mim. Deus terá mais de mim? 
Texto base: Lucas 10: 1 - 11. 
Na seman...
Domingo, 28/09/2014 IBCJ 
desta forma que, muito provavelmente, 70 tenha sido um 
problema das traduções mais antigas. 
As...
Domingo, 28/09/2014 IBCJ 
pena. Disseram sim e foram. Vejam como este princípio 
encontra paralelo com as nossas experiênc...
Domingo, 28/09/2014 IBCJ 
acreditaram na visão. Repito: ganhei. Irmãos, eu considero isso 
uma valentia a ser imitada, uma...
Domingo, 28/09/2014 IBCJ 
investimento mensal na ordem dos R$ 5.000.00. Isso é pra 
quem acredita. 
Deus espera por você e...
Domingo, 28/09/2014 IBCJ 
E isso precisa ser ensinado para os nossos filhos que 
precisam aprender, desde a tenra idade, q...
Domingo, 28/09/2014 IBCJ 
A minha vida é prova viva do bem que a igreja produz no 
indivíduo. Ensine sempre isso pros seus...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sermão: Deus espera mais de mim! Deus terá mais de mim?

859 visualizações

Publicada em

Sermão: Deus espera mais de mim! Deus terá mais de mim?
Texto bíblico: Lucas 10:1-11
Igreja Batista Central de Jacarepaguá
Pr. Julio Cesar

Visite nosso site: www.ibcjrj.com.br

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
859
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sermão: Deus espera mais de mim! Deus terá mais de mim?

  1. 1. Domingo, 28/09/2014 IBCJ Sermão: Deus espera mais de mim. Deus terá mais de mim? Texto base: Lucas 10: 1 - 11. Na semana passada refletimos sobre o episódio que antecedeu este grande comissionamento de Jesus e, paradoxalmente, foi um episódio que denunciou a negação de três indivíduos ante o chamado de Cristo para a anunciação do Reino de Deus. Um, talvez por não ter percebido que seguir o Mestre implicaria em renúncias que, assim como ele nem sempre estamos dispostos a fazer. Outro, talvez por estar preocupado demais com o que as pessoas pensariam dele se ele dissesse sim à convocação de Cristo. Por fim, o terceiro que, talvez tomado pela hesitação, pelas coisas e pelas pessoas que para trás ficariam, disse audaciosamente “não” ao Senhor. O que levou Cristo à decisão de escolher outras pessoas. Falei de setenta, na semana passada, ignorando o fato de que algumas versões falam de setenta e duas pessoas. O que me levou à, ao menos tentar, buscar a exatidão deste número aparentemente dúbio. Fui ao NT interlinear que é a tradução literal do grego para o português, e lá, o que deveria ter feito antes, descobri que os dois versículos citam 72 com número em ambos os versículos. Pesquisei em versões modernas da nossa Bíblia e descobri que também consideram 72. Conclui
  2. 2. Domingo, 28/09/2014 IBCJ desta forma que, muito provavelmente, 70 tenha sido um problema das traduções mais antigas. Assim, quero pensar nestas pessoas. O que os levou a dizer sim a uma proposta nada tentadora. Palavras de Cristo: 1. Orem para que Deus mande mais trabalhadores; Quer dizer ralação total, já que 72 não darão conta. 2. Envio-vos como ovelhas em meio de lobos; Perigo eminente. 3. Não levem nada; Insegurança eminente. 4. Fiquem na mesma casa, comendo e bebendo do que tiverem; E se nada ou pouco tiverem? Furada eminente. 5. Curai os enfermos; Responsabilidade absurda. E se eu orar e nada acontecer? 6. Sobre as cidades que não vos receberem; Quer dizer, já está me enviando para lugares que não serei bem vindo. 7. Sobre a mensagem. A mensagem é esta: É chegado o Reino dos céus. Rapaz, muita gente não quer saber disso não. Seremos ‘pessoa não grata’. Mas, o fato é que estes homens não consideraram estes aparentes pontos negativos e disseram sim ao chamado. Jesus, a tua necessidade é a minha. A tua missão é a minha. E porque foram capazes de dizer algo tão extraordinário e de se abrirem para um propósito tão digno, divino, espiritual e altruísta? Respondo: Porque creram! Porque creram em quem comissionava. Porque creram que valeria a
  3. 3. Domingo, 28/09/2014 IBCJ pena. Disseram sim e foram. Vejam como este princípio encontra paralelo com as nossas experiências. Diante das coisas que o Senhor espera de cada um de nós e confia que honraremos com as expectativas que Ele tem a nosso respeito. Como disse na semana passada, Jesus precisava dar saltos maiores em seu ministério. Ele assim o fez. E assim precisamos fazer também. Se, chegamos até aqui é porque Deus tem nos abençoado e porque Ele tem levantado pessoas que acreditam naquilo que Ele tem realizado neste lugar. Tivemos na sexta-feira passada nossa reunião do Conselho e rememoramos o que foi feito no ano de 2013 e 2014. Para se ter uma idéia, investimos em: Obras, mobiliário e equipamentos, algo em torno de R$ 55.000,00. Só de aluguel, água e luz investimos por mês, aproximadamente, R$ 5.000,00. Nossos investimentos em Missões passarão neste ano a casa dos R$ 20.000,00. E sabe o que devemos pensar diante destes números? É possível ir adiante! Repito: isso só é possível por Deus e porque neste lugar existem pessoas que acreditam na missão que nos foi confiada e que tem sido desenvolvida. Até porque, igreja é lugar de quem crê, inclusive, na visão daquele a quem Deus confiou o desenvolvimento de sua obra. Passei por quatro igrejas em minha caminhada cristã. Mudei de duas por ter deixado de acreditar na visão. Ganhei algumas poucas pessoas que saíram daqui porque não
  4. 4. Domingo, 28/09/2014 IBCJ acreditaram na visão. Repito: ganhei. Irmãos, eu considero isso uma valentia a ser imitada, uma coragem a ser seguida e uma verdade a ser multiplicada. Pois, ficar num lugar onde não se acredita, onde se torce o nariz, onde se faz considerações impróprias e infelizes: Deus não quer isso, pra ninguém. Não quer para igreja que precisa andar em unidade. Não quer para os seus filhos que precisam andar em verdade. Precisamos dar vôos maiores, podemos dar vôos maiores. Não podemos nos dar ao luxo de se deixar levar por questões tão pequenas, mesquinhas e imaturas. E, porque precisamos e daremos vôos maiores, nossa igreja (final de 2014 e 2015): adotará mais uma família missionária. Pastor, aonde o Senhor quer chegar com essa história de adoção missionária? Para começo de conversa, espero e vamos trabalhar para que nossa igreja esteja representada nos seis continentes, considerando, é claro, a Antártida, América, Europa, África, Ásia e a Oceania. Retomará as obras (gabinete e cozinha); Substituirá as cadeiras do templo, o tapete do altar e o púlpito; Adquirirá TVs e DVDs para o Ministério Infantil, assim como também um gerador. O que implicará num investimento na ordem de R$ 75.000,00 – que espero diluí-los em 15 meses: Outubro de 2014 a Dezembro de 2015. O que comprometerá um
  5. 5. Domingo, 28/09/2014 IBCJ investimento mensal na ordem dos R$ 5.000.00. Isso é pra quem acredita. Deus espera por você e confia na instrumentalidade de sua vida e bens para realização desta obra. A igreja espera por você e confia na instrumentalidade de sua vida e bens para realização desta obra. O conselho espera por você e confia na instrumentalidade de sua vida e bens para realização desta obra. O pastor espera por você e confia na instrumentalidade de sua vida e bens para realização desta obra. Mas, com quem, de fato, poderemos contar? Essa minha palavra é para que você se programe, para que você inclua aí na sua planilha, no seu orçamento, esse compromisso mensal. Pastor, até quando? Até dezembro de 2015. Até esta data teremos em nosso orçamento o investimento de R$ 5.000,00 mensais. Com quanto deste valor você contribuirá? Os investimentos serão feitos. Quem nós seremos diante deste desafio? Os três do final do capítulo 9 ou seremos contados dentre as dezenas do capítulo 10? Agora saibam que, para os que se doaram para o desafio lançado por Cristo, houve riso, frutos e prosperidade incontestes em suas ações. Eu duvido que conosco seja diferente, pois não há como se conter diante das realizações e saber que, ao menos em parte, temos responsabilidades: espiritual, emocional, física e financeira.
  6. 6. Domingo, 28/09/2014 IBCJ E isso precisa ser ensinado para os nossos filhos que precisam aprender, desde a tenra idade, que o melhor lugar para se investir neste mundo é o Reino de Deus. Sobretudo, nestes tempos tão difíceis para nossa juventude e adolescência. E toda essa dificuldade tem encontrado terreno dentro de nossas igrejas. Dentro de nossas igrejas, temos encontrado adolescentes totalmente perdidos e em muitos casos, repito: em muitos casos, os maiores responsáveis são os pais... Que por desenvolverem uma espiritualidade doentia, adoecem seus filhos e atrapalham seu desenvolvimento cristão. Nisso, eu preciso dar honra à minha família e à minha mãe, eles não são cristãos, mas nunca me atrapalharam na minha caminhada, pelo contrário, me incentivaram. Quando muitos pais que, se dizem cristãos, e que freqüentam suas igrejas atrapalham a fé de seus filhos, dão dinheiro pra um show mundano protagonizados por ídolos “teens” desvairados – patrocinam a ida e o desejo para o mundão – depois choram. Mas, às vezes, se negam a pagarem para irem pro acampamento. Quantos são os que vomitam levianamente em suas casas todas as suas frustrações eclesiásticas, depois o filho não quer vir pra igreja e ainda fica com cara de bocó se perguntando por quê.
  7. 7. Domingo, 28/09/2014 IBCJ A minha vida é prova viva do bem que a igreja produz no indivíduo. Ensine sempre isso pros seus filhos, fale sobre as drogas, álcool, sexo e etc. Ensine seus filhos a amarem a igreja. Sabe como se ensina uma criança a amar a igreja? Estando na igreja! Sendo parte da igreja! Fazendo com que ele veja que tudo isso aqui, apesar de cada um de nós, é importante para sua vida. Ensinem seus filhos a se envolverem e a ofertarem na igreja. Daqui a alguns meses, teremos nossas obras prontas, e que ele ouça de você, “- Pai e mãe: aqui tem sua oferta! Parte de sua mesada. Deus se agrada disso. Em Cristo, Pr. Júlio César.

×