O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
O Período JK<br /> JUCELINO Kubitschek <br />
Biografia<br />Juscelino Kubitschek de Oliveira nasceu em 12 de setembro de 1902 em Diamantina, Minas Gerais. <br />
Começou a trabalhar como capitão-médico da Polícia Militar, quando fez amizade com o político e futuro governador Benedito...
Sustentado por um competente esquema de comunicação, JK entusiasmou o país com a promessa de modernização, traduzida em se...
 O projeto econômico de Juscelino foi apresentado em seu Plano de Metas, que focalizava:<br />Energia: ampliação do fornec...
Em 1956, já estava à disposição do governo a lei nº 2874 que autorizada o Executivo Federal a começar as obras de construç...
Atraindo o capital estrangeiro estimulando o capital nacional , JK implanta a indústria de bens e consumo duráveis, sobret...
Com os investimentos externos e internos, estimula a diversificação da economia nacional, aumentando a produção de insumos...
Multinacionais, também conhecidas como transnacionais, são empresas que possuem matriz num país e possuem atuação em diver...
No Brasil, a entrada de empresas multinacionais começou a ganhar importância durante o governo de Juscelino Kubitschek (19...
Em meados dos anos 70, a crise do petróleo e a alta internacional nos juros desaceleraram a expansão industrial. Inicia-se...
Sustentada na urbanização e em um modelo industrial, a modernização da economia brasileira é conservadora. Apesar de deixa...
Moeda JK:<br />
A política industrial favorece alguns setores, como os de bens de capital e bens de consumo durável, ao mesmo tempo, conce...
 No nordeste os investimentos limitam-se a setores de consumo não-durável, como a industria têxtil que não tem efeito dinâ...
Grupo 2:<br />Bárbara Faria<br />Roberta Ferro<br />Humberto<br />Vitor  Orlandi<br />Arthur Orlandi<br />Luana Gusmão<br ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jucelino kubitschek

5.793 visualizações

Publicada em

trabalho

Jucelino kubitschek

  1. 1. O Período JK<br /> JUCELINO Kubitschek <br />
  2. 2. Biografia<br />Juscelino Kubitschek de Oliveira nasceu em 12 de setembro de 1902 em Diamantina, Minas Gerais. <br />
  3. 3. Começou a trabalhar como capitão-médico da Polícia Militar, quando fez amizade com o político e futuro governador Benedito Valadares. Nomeado interventor federal em Minas, em 1933, Valadares colocou o amigo como seu chefe de gabinete. A seguir, Kubitschek foi eleito deputado federal (1934-1937), nomeado prefeito de Belo Horizonte (1940-1945) e realizou obras de remodelação da capital. Após uma gestão como deputado constituinte, em 1946, pelo PSD (Partido Social Democrático), foi eleito governador em Minas Gerais (1950 a 1954). Venceu a eleição para presidente da República com 36% dos votos, numa coligação PSD-PTB com o slogan "Cinqüenta Anos em Cinco". <br />
  4. 4.
  5. 5. Sustentado por um competente esquema de comunicação, JK entusiasmou o país com a promessa de modernização, traduzida em seu lema "50 anos em 5".<br />50 ANOS EM 5<br />
  6. 6.
  7. 7.  O projeto econômico de Juscelino foi apresentado em seu Plano de Metas, que focalizava:<br />Energia: ampliação do fornecimento.<br />Transporte: ampliação e melhoria das estradas de rodagem e estímulo às montadoras de automóveis.<br />Alimentação: maiores investimentos no setor de alimentos para aumentar a oferta.<br />Indústrias de base: maiores investimentos no setor.<br />Educação: melhoria e ampliação do ensino público.<br />A construção de Brasília: incentivo ao desenvolvimento do Brasil Central.<br />O Plano de Metas de JK<br />
  8. 8.
  9. 9. Em 1956, já estava à disposição do governo a lei nº 2874 que autorizada o Executivo Federal a começar as obras de construção da futura capital federal.<br />Em razão de seu arrojado projeto arquitetônico, a construção da cidade de Brasília tornou-se o mais importante ícone do processo de modernização e industrialização do Brasil daquele período histórico. A nova cidade e capital federal foi o símbolo máximo do progresso nacional e foi considerada Patrimônio Cultural da Humanidade.<br />O responsável pelo projeto arquitetônico de Brasília foi Oscar Niemeyer, que criou as mais importantes edificações da cidade, enquanto que o projeto urbanístico ficou a cargo de Lucio Costa.<br />A Construção de Brasília<br />
  10. 10.
  11. 11. Atraindo o capital estrangeiro estimulando o capital nacional , JK implanta a indústria de bens e consumo duráveis, sobretudo eletrodomésticos e veículos, com o objetivo de multiplicar o numero dessas indústrias e das fabricas de peças e componentes. Amplia os serviços de infra estrutura, como o transporte e fornecimento de energia elétrica.<br />Os avanços da infra-estrutura e indústria<br />
  12. 12. Com os investimentos externos e internos, estimula a diversificação da economia nacional, aumentando a produção de insumos, maquinas e equipamentos pesados para a mecanização agrícola, fabricação de fertilizantes, frigoríficos, transporte ferroviário e construção naval. No inicio dos anos 60 , o setor industrial supera a média de crescimento nos demais setores da economia brasileira<br />
  13. 13.
  14. 14. Multinacionais, também conhecidas como transnacionais, são empresas que possuem matriz num país e possuem atuação em diversos países. Geralmente são grandes empresas que instalam filiais em outros países em busca de mercado consumidor, energia, matéria-prima e mão-de-obra baratas. <br />As multinacionais<br />
  15. 15. No Brasil, a entrada de empresas multinacionais começou a ganhar importância durante o governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961). Neste governo instalaram fábricas no Brasil as seguintes empresas: Ford, Volkswagen, Willys, GM, entre outras.<br />
  16. 16.
  17. 17. Em meados dos anos 70, a crise do petróleo e a alta internacional nos juros desaceleraram a expansão industrial. Inicia-se uma crise que leva o país, na década de 80, ao desequilíbrio do balanço de pagamentos e ao descontrole da inflação. O Brasil mergulha numa longa recessão que praticamente bloqueia a industrialização. No inicio dos anos 90, a produção industrial é praticamente a mesma de dez anos atrás.<br />A economia do Governo JK<br />
  18. 18.
  19. 19. Sustentada na urbanização e em um modelo industrial, a modernização da economia brasileira é conservadora. Apesar de deixar de ser apenas um país agrário, exportador de alimentos de matérias-primas, e de desenvolver uma apreciável base industrial e tecnológica, há um a grande distorção de renda.<br />Indicadores sociais<br />
  20. 20. Moeda JK:<br />
  21. 21. A política industrial favorece alguns setores, como os de bens de capital e bens de consumo durável, ao mesmo tempo, concentra os investimentos nas regiões Sul e sudeste. Principalmente em setores geradores de empregos e com efeito multiplicador da economia.<br />
  22. 22. No nordeste os investimentos limitam-se a setores de consumo não-durável, como a industria têxtil que não tem efeito dinâmico sobre a economia. <br />A situação torna-se critica sobretudo nas áreas de saúde publica, habitação alimentação e educação.<br />
  23. 23. Grupo 2:<br />Bárbara Faria<br />Roberta Ferro<br />Humberto<br />Vitor Orlandi<br />Arthur Orlandi<br />Luana Gusmão<br /> Turma 3m4 - Renato Pacheco<br />

×