So hugo abrantes

79 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
79
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

So hugo abrantes

  1. 1. Índice  Introdução  O que é um sistema operativo  História  Vídeo  Conclusão  Webgrafia Hugo Abrantes 2
  2. 2. Introdução  Ao longo dos anos a informática evolui rapidamente dando uma nova vida e forma ao computadores desde a sua primeira aparição ao dias de hoje. E algo que ajudou muito a que isso acontece-se foi o seu sistema operativo. E para que possamos entender um pouco melhor isto erei falar sobre a evolução do sistema operativo. Hugo Abrantes 3
  3. 3. O que é um Sistema operativo?  O sistema operativo ou software de sistema é um conjunto de programas que tem como função gerir os recursos do sistema.  Fornece a interface entre o utilizador e o computador. Hugo Abrantes 4
  4. 4. História Hugo Abrantes 5
  5. 5. -O Inicio  O primórdio dos computadores aparecer entre 1910-1955, sendo tão grande que ocupava salas inteiras.  Não existia sistema operativo, funcionando a base de fitas perfuradas possibilitando assim os cálculos (1936). Hugo Abrantes 6 Figura 3 -Fita Perfurada. Figura 2 –Z1 primeiro computador sem sistema operativo.
  6. 6. -O Primeiro Sistema Operativo  John Von Neumann decidiu trocar dos calculadores electrônicos por cérebros electrônicos, tendo de ter as seguintes características:  Codificar a informação de forma a ser possível armazenar, ideia da utilização de um e zeros.  Armazenar as instruções na memória, para qualquer execução.  Processar através da memória armazenadas em vez de usar a fita perfurada. Hugo Abrantes 7 Figura 4 -ENIAC foi desenvolvido pelo exercito americano
  7. 7. “A visão simplificada de Von Neumann” Hugo Abrantes 8 Memória Primária Unidade de Entrada e Saída Unidade Lógico e Aritmética Unidade de Controle Dados Dados Controle Controle
  8. 8. -A revolução dos Computadores  Nos anos 70 com compra do sistema QDOS( “Quick and Dirty Operanting System”), feita bol Bill Gates e batizando-a de DOS( Disk Operating System) e com o desenvolvimento do Windowns 3.11 e o OS/2 deu á informática um grande desenvolvimento na sua evolução. Hugo Abrantes 9
  9. 9. -Continuação  Estes dois sistemas competiam na criação do Desktop. Hugo Abrantes 10 Figura 6 –OS/2 Figura 5- Microsoft Windowns
  10. 10. -Aspectos que evoluíram  Passou de processamento em série para processamento em lotes.  Todos os periféricos executam operações automáticas, enviando a informação ao processador.  As operações I/O executadas em paralelo com a execução de um programa.  Evolução dos periféricos de armazenamento, deixaram de ser dispositivos sequenciais (Fitas) para se tornarem memórias secundárias(tambores e discos).  Possibilidade de notificar assincronamente o processador que uma operação terminou. Hugo Abrantes 11
  11. 11. -Multiprogramação: A Computação Interactiva  Possibilidade de vários programas serem carregados na memória central, repartindo o CPU.  Extensão dos sistemas multiprogramados permitindo a interacção utilizador/programa. Hugo Abrantes 12 Figura 7-Exemplo de multiprogramação.
  12. 12. -Computação Interactiva  As suas características são:  Cada programa é visto como um processo para o SO.  Interacção em tempo real entre o processo e utilizador.  Substituição dos processos em função do seu período de ocupação de CPU. Hugo Abrantes 13 Figura 8 –Interacção do utilizador com o computador
  13. 13. -Desktop e Multi-processador  O Desktop(sistemas de secretária) permite ao utilizador o acesso ao sistema de computação, com a maximização da conveniência de utilização(MS-DOS).  O computador pode usar dois ou mais CPU’s tendo de partilhar o relógio, a memória, etc. Hugo Abrantes 14 Figura 9 –Desktop Windowns Figura 10 – CPU
  14. 14. -Conclusão  Já vimos que os computadores nem sempre foram as rapidíssimas maquinas que conhecemos hoje, nem nunca se pensou que passaria a ferramenta de trabalho. Tudo isto foi possível graças á velocidade com que o computador consegue processar toda informação, ao seu interface com o utilizador.  Tudo isto possibilitou a sua evolução de modo a que nos fosse muito útil. Hugo Abrantes 15
  15. 15. Hugo Abrantes 16
  16. 16. -Webgrafia  http://www.dei.isep.ipp.pt/~llf/docs/SOI-Historia_dos_SO-II.pdf  https://sites.google.com/site/historiadoscomputadoress/computador es-nos-anos-70  http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_operativo  http://pt.wikipedia.org/wiki/MS-DOS Hugo Abrantes 17

×