A europa do século vi ao século ix

465 visualizações

Publicada em

Feito com ajuda da professora.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
465
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A europa do século vi ao século ix

  1. 1. A Europa do Século VI ao Século IX
  2. 2. As Invasões Bárbaras • Bárbaros – povos que habitavam fora do Império Romano, tinham hábitos e cultura diferentes e não falavam grego ou latim
  3. 3. As Invasões Bárbaras • Causas da decadência do Império Romano nos finais do século IV: 1. Diminuição da produção em consequência da falta de mão-de-obra escrava 2. Indisciplina e ambição dos exércitos compostos por grande número de estrangeiros 3. Constante aumento de impostos e funcionários corruptos
  4. 4. As Invasões Bárbaras • Finais século IV – Início das Invasões • 395 – Teodósio divide o Império em 2 partes, tentando melhorar a sua administração e defesa
  5. 5. As Invasões Bárbaras • 476 – Queda do Império Romano do Ocidente • Séculos V e VI – Formação dos Reinos Bárbaros
  6. 6. As Invasões Bárbaras • Importância da Igreja Católica – Torna-se a única instituição capaz de dar proteção e apoio às populações cristãs – Converte os Bárbaros ao Cristianismo, tornando-se a religião um fator de unidade da Europa • Papas e bispos cristianizam os chefes bárbaros, seguindo-se a conversão da população • Ação dos monges na missionação • A conversão ao Cristianismo, as leis comuns e os casamentos mistos contribuíram para uma rápida fusão entre bárbaros e romanos
  7. 7. As Invasões Bárbaras • Séculos VIII e IX – Novas Invasões
  8. 8. As Invasões Bárbaras • Consequências: – Clima de insegurança: devido aos ataques, massacres e pilhagens – Fuga das populações para os campos Desaparecimento do comércio e do artesanato. A agricultura torna-se a principal atividade económica e só para consumo próprio (economia rural e de subsistência, baseada na troca direta). – Incapacidade dos reis defenderem eficazmente os territórios Pedido de ajuda à nobreza e ao clero. Entrega-lhes terras, poderes fiscais, judiciais e militares.

×