MÉTODOS DE PESQUISA
EM PSICOLOGIA
Profa. Hilma Khoury
Psicóloga e Doutora em Psicologia
UFPA/IFCH/Faculdade de Psicologia
...
Perguntas RespostasComo chegar lá?
MÉTODO
A satisfação com o curso de
psicologia varia de acordo com o
semestre cursado?
O...
MÉTODO
PERGUNTA
MEIOCAMINHO
RESPOSTA
MÉTODOS DE PESQUISA
CIÊNCIAS SOCIAIS/PSICOLOGIA
MÉTODOS DE PESQUISA
CIÊNCIAS DA SAÚDE
Haddad (2004) Fuchs (2013)
1. Estudo Descritivo
Não tem Hipótese
Ex. Epidemiologia Descritiva
Conhecimento de determinada
...
As classificações dos métodos de pesquisa
divergem um pouco de autor para autor e
principalmente de área para área.
Aprove...
PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DE PESQUISA
Tipo de
Estudo
Método Propósito/Objetivo Pergunta
DESCRITIVO DESCRITIVO Descrever as
ca...
COMO SABER QUAL MÉTODO USAR?
DEPENDE DA PERGUNTA!
Pergunta MÉTODO
A satisfação com o curso de
psicologia varia de acordo com o
semestre cursado?
O alcoolismo dos pais influ...
DESCRITIVO
Qual o grau de satisfação dos alunos
de psicologia com o curso?
O grau de satisfação dos alunos de
psicologia c...
DESCRIÇÃO
Como se apresenta o fenômeno X?
PERGUNTA
Qual o grau de satisfação dos
alunos de psicologia com o curso?
MÉTODO ...
EXPLICAÇÃO
Qual a relação entre X e Y?
PERGUNTA
O grau de satisfação dos alunos
de psicologia com o curso varia
de acordo ...
OBSERVAÇÃO?
AUTO RELATO?
MÉTODOS DE PESQUISA: uso de observação e auto-relato
Métodos Exemplos
DESCRITIVO 1. Auto
Relato
2.
Observação
1.Conhecer o...
Verifica-se que tanto a OSERVAÇÃO, quanto o
AUTO RELATO, podem ser utilizados em
delineamentos DESCRITIVOS, CORRELACIONAIS...
MÉTODOS PRIMÁRIOS E SECUNDÁRIOS
Tipos de Estudo Métodos Primários Pergunta Métodos
Secundários
DESCRITIVO DESCRITIVO Qual ...
QUANTITATIVA?
QUALITATIVA?
AUTO
RELATO
(Prioritariamente) AUTO RELATO
E
OBSERVAÇÃO
QUALITATIVA QUANTITATIVA
ABORDAGENS DE PESQUISA
ESTUDO
DESCRITIVO
...
Descrição
Meticulosa
do
Fenômeno
Distribuição
Classificação
Elaboração de
novas perguntas
Gera Hipóteses
ESTUDO
DESCRITIVO
Hipóteses
Respostas do
pesquisador
às perguntas
formuladas.
Elaboradas
com base em
observações
e/ou teorias
existentes
EST...
UM MODELO DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA
Formular a Pergunta
Identificar fatores
importantes
Formular uma hipótese
Coletar inf...
Hipótese Nula
Ho
Hipótese
Alternativa
Ha
É a hipótese que
é testada;
Hipótese ditada
pelo ceticismo.
É a hipótese de
pesqu...
Aronson, E., Wilson, T. D., & Akert, R. M. (2015). Metodologia: Como os
cientistas sociais fazem pesquisas. Em E. Aronson,...
Günther, H. (2011). Métodos de pesquisa em psicologia social. Em C. V.
Torres & E. R. Neiva (Orgs.). Psicologia Social: Pr...
Metodos de Pesquisa em Psicologia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Metodos de Pesquisa em Psicologia

6.854 visualizações

Publicada em

Métodos de pesquisa em ciências sociais
Métodos de pesquisa em saúde
Métodos de pesquisa em psicologia
A importância da pergunta de pesquisa para definir o método
Métodos Primários ou principais
Métodos Secundários ou auxiliares.

Publicada em: Ciências
  • Seja o primeiro a comentar

Metodos de Pesquisa em Psicologia

  1. 1. MÉTODOS DE PESQUISA EM PSICOLOGIA Profa. Hilma Khoury Psicóloga e Doutora em Psicologia UFPA/IFCH/Faculdade de Psicologia E-mail: hilmatk@yahoo.com.br Fones: (91) 98112-4808/ 98800-5762/ 3201-8057/ 3201-7695
  2. 2. Perguntas RespostasComo chegar lá? MÉTODO A satisfação com o curso de psicologia varia de acordo com o semestre cursado? O alcoolismo dos pais influi no desenvolvimento cognitivo de crianças escolares? A atividade física programada é capaz de melhorar a memória de idosos? Qual a atitude dos universitários com relação à diminuição da idade para a maioridade penal?
  3. 3. MÉTODO PERGUNTA MEIOCAMINHO RESPOSTA
  4. 4. MÉTODOS DE PESQUISA CIÊNCIAS SOCIAIS/PSICOLOGIA
  5. 5. MÉTODOS DE PESQUISA CIÊNCIAS DA SAÚDE
  6. 6. Haddad (2004) Fuchs (2013) 1. Estudo Descritivo Não tem Hipótese Ex. Epidemiologia Descritiva Conhecimento de determinada doença, sua distribuição no tempo; no espaço e segundo atributos individuais. 1. Estudos Experimentais Há intervenção por parte do pesquisador De Laboratório Ensaio Clínico Intervenções na Comunidade Estudos Quase Experimentais 2. Estudo Analítico Existe uma Hipótese a ser Testada Experimentais Há intervenção por parte do pesquisador Observacionais NÃO há intervenção por parte do pesquisador 2. Estudos Observacionais Não há intervenção. Pesquisador limita-se à observação sistematizada do fator em estudo e analisa sua relação com o desfecho clínico. Costuma-se analisar a associação de tratamentos com a ocorrência de eventos.
  7. 7. As classificações dos métodos de pesquisa divergem um pouco de autor para autor e principalmente de área para área. Aproveitando cada uma delas e levando-se em conta a argumentação realizada até agora, Propõe-se o seguinte para a psicologia:
  8. 8. PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DE PESQUISA Tipo de Estudo Método Propósito/Objetivo Pergunta DESCRITIVO DESCRITIVO Descrever as características de um fenômeno. Revelar um problema (como pintar um quadro a partir de um modelo, fazer uma foto). Qual a natureza do fenômeno x? Como se apresenta o fenômeno Y? ANALÍTICO OU EXPLICATIVO EXPERIMENTAL E QUASE EXPERIMENTAL Examinar relações entre duas ou mais variáveis, buscando o efeito de uma sobre a outra: Relação de Causalidade. Pode-se atribuir a causa de X a Y? CORRELACIONAL Examinar relações entre duas ou mais variáveis, buscando associação entre elas: Relação de Predição. Conhecendo-se Y, pode-se predizer a ocorrência de X?
  9. 9. COMO SABER QUAL MÉTODO USAR? DEPENDE DA PERGUNTA!
  10. 10. Pergunta MÉTODO A satisfação com o curso de psicologia varia de acordo com o semestre cursado? O alcoolismo dos pais influi no desenvolvimento cognitivo de crianças escolares? A atividade física programada é capaz de melhorar a memória de idosos? Qual a atitude dos universitários com relação à diminuição da idade para a maioridade penal? EXPERIMENTAL CORRELACIONAL QUASE EXPERIMENTAL DESCRITIVO
  11. 11. DESCRITIVO Qual o grau de satisfação dos alunos de psicologia com o curso? O grau de satisfação dos alunos de psicologia com o curso varia de acordo com o semestre que estão cursando? O estilo de ensinar do professor afeta o grau de satisfação dos alunos de psicologia com o curso? CORRELACIONAL EXPERIMENTAL OU QUASE EXPERIMENTAL
  12. 12. DESCRIÇÃO Como se apresenta o fenômeno X? PERGUNTA Qual o grau de satisfação dos alunos de psicologia com o curso? MÉTODO DESCRITIVO
  13. 13. EXPLICAÇÃO Qual a relação entre X e Y? PERGUNTA O grau de satisfação dos alunos de psicologia com o curso varia de acordo com o semestre que estão cursando? O estilo de ensinar do professor afeta o grau de satisfação dos alunos de psicologia com o curso? MÉTODO CORRELACIONAL MÉTODO EXPERIMENTAL Predição Causa e Efeito
  14. 14. OBSERVAÇÃO? AUTO RELATO?
  15. 15. MÉTODOS DE PESQUISA: uso de observação e auto-relato Métodos Exemplos DESCRITIVO 1. Auto Relato 2. Observação 1.Conhecer o grau de satisfação dos alunos de psicologia para com o curso. 2. Conhecer a taxa de comportamentos sociais amistosos de idosos durante atividade recreativa em um grupo de 3ª Idade. CORRELACION AL 1. Auto Relato 2. Observação 1. Determinar o quanto de satisfação pode ser previsto com base no semestre cursado por alunos de psicologia. 2. Verificar se a freqüência de comportamentos sociais amistosos, durante atividade recreativa, varia com o tempo de participação no grupo de 3ª idade. EXPERIMENTAL 1. Auto Relato 2. Observação 1.Efeito da informação acerca das formas de transmissão do vírus HIV sobre a atitude de estudantes em relação ao uso do preservativo. 2.Efeito da atividade física programada sobre o desempenho de idosos em testes de memória.
  16. 16. Verifica-se que tanto a OSERVAÇÃO, quanto o AUTO RELATO, podem ser utilizados em delineamentos DESCRITIVOS, CORRELACIONAIS OU EXPERIMENTAIS. A pergunta de pesquisa não aponta necessariamente para observação ou auto relato. A pergunta de pesquisa conduz à descrição ou à explicação de relação entre variáveis. Desta forma, propõe-se a seguinte classificação:
  17. 17. MÉTODOS PRIMÁRIOS E SECUNDÁRIOS Tipos de Estudo Métodos Primários Pergunta Métodos Secundários DESCRITIVO DESCRITIVO Qual a natureza do fenômeno x? Como se apresenta o fenômeno Y? OBSERVAÇÃO E/OU AUTO- RELATO LEVANTAMENTOS ESTUDO DE CASOS ANALÍTICO OU EXPLICATIVO EXPERIMENTAL E QUASE EXPERIMENTAL Pode-se atribuir a causa de X a Y? OBSERVAÇÃO E/OU AUTO- RELATO LEVANTAMENTOS CORRELACIONAL Conhecendo-se Y, pode-se predizer a ocorrência de X? OBSERVAÇÃO E/OU AUTO- RELATO LEVANTAMENTOS
  18. 18. QUANTITATIVA? QUALITATIVA?
  19. 19. AUTO RELATO (Prioritariamente) AUTO RELATO E OBSERVAÇÃO QUALITATIVA QUANTITATIVA ABORDAGENS DE PESQUISA ESTUDO DESCRITIVO ESTUDOS DESCRITIVO E EXPLICATIVO
  20. 20. Descrição Meticulosa do Fenômeno Distribuição Classificação Elaboração de novas perguntas Gera Hipóteses ESTUDO DESCRITIVO
  21. 21. Hipóteses Respostas do pesquisador às perguntas formuladas. Elaboradas com base em observações e/ou teorias existentes ESTUDO EXPLICATIVO Medidas E Registro Por meio de instrumentos apropriados Teste de Hipóteses Por meio de Estatística
  22. 22. UM MODELO DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA Formular a Pergunta Identificar fatores importantes Formular uma hipótese Coletar informação relevante Testar a Hipótese Comparar com estudos anteriores Apoiar ou Questionar a teoria Fazer novas perguntas Operacionalizar Conceitos e Medidas
  23. 23. Hipótese Nula Ho Hipótese Alternativa Ha É a hipótese que é testada; Hipótese ditada pelo ceticismo. É a hipótese de pesquisa; Respostas às indagações do pesquisador.
  24. 24. Aronson, E., Wilson, T. D., & Akert, R. M. (2015). Metodologia: Como os cientistas sociais fazem pesquisas. Em E. Aronson, T. D. Wilson & R. M. Akert, Psicologia social (Capítulo 2). Rio de Janeiro/RJ: LTC. Babbie, E. (1999). Métodos de pesquisas de survey (Capítulos 2 e 4, pp. 57-76; 95-111). Belo Horizonte/MG: Ed. UFMG. Dancey, C. P., & Reidy, J. (2013). Estatística sem matemática para psicologia. 5ª Ed. (Capítulo 1). Porto Alegre/RS: Penso, 606pp. Fuchs, F. D. (2013). Metodologia do trabalho científico. Em E. V. Freitas, L. Py, F. A. X. Cançado, J. Doll, & M. L. Gorzoni, Tratado de geriatria e gerontologia (3ª. Ed., pp. 124-132). Rio de Janeiro/RJ: Guanabara Koogan Gerrig, R. J., & Zimbardo, P. G. (2005). Métodos de pesquisa em psicologia. Em R. J. Gerrig & P. G. Zimbardo, A psicologia e a vida, 16ª Ed, (pp.51-70). Porto Alegre/RS: Artmed. Günther, H. (2006). Pesquisa qualitativa versus pesquisa quantitativa: esta é a questão? Psicologia: Teoria e Pesquisa, 22 (2).
  25. 25. Günther, H. (2011). Métodos de pesquisa em psicologia social. Em C. V. Torres & E. R. Neiva (Orgs.). Psicologia Social: Principais temas e vertentes (pp. 58-76). Porto Alegre/RS: Artmed. Haddad, N. (2004). Metodologia de estudos em ciências da saúde: como planejar, analisar e apresentar um trabalho científico. (Capítulos 5 e 6). São Paulo/SP: Roca. Rodrigues, A., Assmar, E. M. L, & Jablonski, B. (2015). Psicologia Social (Capítulo 2, pp. 43-71). Petrópolis/RJ: Vozes. Salkind, N. J. (2012). Exploring Research, 8ª Ed, (Capítulos 9, 10 e 11). São Paulo: Pearson.

×